0

Hilton Gonçalo assegura salário e pescado na semana santa…

Hilton Gonçalo dá o peixe, mas garante a pecaria com o salário em dia do servidor

O prefeito Hilton Gonçalo mantendo a tradição de garantir a mesa farta da população de Santa Rita, autorizou o pagamento da folha salarial de todos os servidores na quarta-feira (28). a Prefeitura de Santa Rita distribuiu 1129 cestas básicas e está realizando a Feirinha do Produtor, garantindo benefício aos pequenos produtores.

Nesta quinta-feira (29), mais 500 cestas foram distribuídas, totalizando mais de 1600 cestas básicas as famílias de Santa Rita.

A medida do prefeito Hilton Gonçalo tem como intuito garantir uma Páscoa bem mais alegre ao povo de Santa Rita.

As cestas básicas foram distribuídas a famílias mais necessitadas cadastradas nos programas sociais desenvolvidos no município.

A antecipação da folha de pagamento também é um compromisso de Hilton Gonçalo de garantir o dinheiro na conta dos servidores em dias e também uma forma de a economia municipal girar. Assim como é realizada a Feira do Produtor para garantir a compra de produtos locais.

1

Andrea Murad recorre de decisão sobre caso Levi Pontes…

 

ÉTICA. Andrea mostra os artigos d decoro que pontes quebrou

A deputada Andrea Murad (PMDB) anunciou ontem, 13, recurso contra a decisão da Comissão de Ética, publicada no Diário Oficial na última quinta-feira, 8.

A deputada criticou as alegações do relator do processo, deputado Rogério Cafeteira (PSB), líder do governo, de que faltaram “provas robustas” e de que o áudio do deputado Levi é considerado “prova ilícita”.

– A questão do deputado Levi não se trata apenas da gravação em si. Ela vai da mentira em tribuna dizendo que os peixes eram comprados com recursos próprios, assim que ele sai da tribuna, dá uma declaração a nível nacional de que a prefeitura de Chapadinha fez uma licitação. A comissão de Ética não precisa julgar a forma com que o conteúdo foi divulgado, a questão da gravação clandestina ou não, quem julga é a justiça. Mas, o deputado faltou com o decoro parlamentar, o deputado faltou com a ética. E simplesmente a Comissão de Ética arquiva minha Representação alegando ‘falta de provas robustas’. O que faltou foi ética por parte dos membros da comissão – disse a parlamentar.

CORPORATIVISMO. Comissão rejeita prova produzida pelo próprio comunista

Trecho da defesa do deputado Levi Pontes diz que “quanto ao áudio que serviu de base e apresentado como principal prova da representação, sustenta o representado, o sr. deputado Levi Pontes, que o mesmo não emite qualquer juízo que denote a prática de ato indecoroso”.

Mas a parlamentar explicou na tribuna que o ato praticado pelo deputado Levi Pontes, o de “pleitear favorecimentos ou vantagens pessoais ou eleitorais com recurso público” configura ato incompatível com a ética e decoro parlamentar, conforme o inciso III do Artigo 12 da Resolução Legislativa nº 448/2004.

Então o que é o decoro parlamentar? Vou ler o que é o decoro parlamentar. ‘É a conduta individual exemplar que se espera ser adotada pelos políticos, representantes eleitos de sua sociedade’, ou seja, conduta individual exemplar. Nós precisamos ter clareza nos nossos atos, decência perante as pessoas. A população está cansada, o Brasil está cansado, os maranhenses estão cansados de tanta roubalheira. O deputado Levi Pontes não só faltou com decoro, ele foi além disso, o que ele mesmo falou nos dá fortes indícios de improbidade, crime eleitoral, pra ter vantagem no ano de eleições, corrupção, isso está muito claro. Por isso espero que o MP haja sem essa proteção do governo, que mandou seus deputados membros da Comissão de Ética salvar a pele do seu companheiro de partido Levi Pontes aqui. Mas decidi submeter ao plenário da casa porque não acredito que os deputados vão desmoralizar mais ainda esta Assembleia mostrando à população que eles acham isso uma prática normal dos políticos – discursou Andrea.

1

Os crimes de Levi Pontes…

Além de abuso de poder econômico e político, desvio de recursos públicos e fraude, o deputado do PCdoB também quebrou o decoro ao mentir que o pescado que estava desviando de Chapadinha para outros municípios foi comprado com recursos particulares

 

Levi Pontes foi ladeira abaixo em apenas um final de semana

Não é fácil a situação política do deputado estadual Levi Pontes (PCdoB).

Flagrado em áudio negociando o desvio para outros municípios de pescados que deveriam ser distribuídos durante a Semana Santa, em Chapadinha, o deputado confessou crimes de desvio de recursos públicos, abuso do poder econômico e político e descaminho.

Mas Levi acabou por ser flagrado em outro crime, que pode custar-lhe o mandato.

Ao revelar em nota e na tribuna da Assembleia Legislativa que o pescado havia sido comprado com dinheiro próprio do prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar (PV), ele quebrou o decoro parlamentar e pode até ser cassado.

Isto porque, logo depois, o próprio Bacelar desmentiu o parlamentar, ao revelar que o pescado foi comprado com dinheiro da Prefeitura de Chapadinha.

O discurso, a nota pública e o áudio protagonizados por Levi Pontes são provas suficientes para o processo de cassação do comunista.

A menos que, mais uma vez, o governo Flávio Dino (PCdoB) decida interferir para proteger um dos seus…

0

Levi Pontes explica que pescado a ser distribuído na Semana Santa não é de prefeituras…

Áudio espalhados em blogs, redes sociais e aplicativos de troca de mensagem tentam passar a ideia de que o parlamentar estaria desviando produtos de doação; em nota, ele explica que o pescado é comprado por Magno Bacelar há quase 20 anos

 

Levi Pontes esclarece áudio polêmico

Em nota distribuída nesta segunda-feira, 10, o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) explicou a polêmica causada por um áudio em que ele fala da doação de pescados durante a Semana Santa.

Ao chegar aos blogs, o áudio foi interpretado como sendo prova de uma articulação para desvio de produtos comprados pela Prefeitura de Chapadinha. O parlamentar garante que se trata de produto comprado do próprio bolso.

– O prefeito Magno Bacelar patrocina com recursos próprios, há 16 anos, a distribuição de peixes às famílias carentes do município de Chapadinha durante a Semana Santa; o conteúdo do áudio divulgado em blogs e redes sociais diz respeito apenas à distribuição deste pescado. Em momento algum o áudio faz referência a aquisição do pescado com recursos públicos – garante o deputado.

A polêmica se deu quando Pontes orienta aliados a receber cotas dos pescados – como ocorre em todo período da Semana Santa – para que sejam distribuídos em outros municípios.

De fato, a compra do pescado por parte de Magno Bacelar – estando ou não à frente da prefeitura – é um fato histórico em Chapadinha…

Abaixo, a íntegra da nota de Levi Pontes:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em face de um áudio divulgado nesta segunda-feira (10) em blogs deste estado, informando sobre a distribuição de pescados durante a Semana Santa, no município de Chapadinha, o deputado estadual Levi Pontes (PC do B) esclarece:

1 – O prefeito Magno Bacelar patrocina com recursos próprios, há 16 anos, a distribuição de peixes às famílias carentes do município de Chapadinha durante a Semana Santa;

2 – O conteúdo do áudio divulgado em blogs e redes sociais diz respeito apenas à distribuição deste pescado;

3 – Em momento algum o áudio faz referência a aquisição do pescado com recursos públicos;

4 – O deputado Levi Pontes jamais participaria de desvio de peixes comprados pela Prefeitura de Chapadinha para atender à população carente do município;

5 – Por fim, o deputado Levi Pontes reafirma o seu respeito à população de Chapadinha e repudia com veemência a tentativa de atribuir a ele práticas ilegais e desrespeitosas para com o povo do seu município e do Maranhão.

São Luís, 10 de abril de 2017

LEVI PONTES

DEPUTADO ESTADUAL