1

Júnior Verde defende propostas dos policiais para reajuste salarial…

Verde acompanha a categoria nas negociações com o governo

 “Como toda a categoria, acredito que os ganhos não foram reais. Eles estão buscando apenas o cumprimento da lei, que os reajustes atendam o que foi determinado pela decisão da justiça, e eu estou aqui para buscar diálogo com o Governo e ajudar a encontrar soluções”

A frase acima é do deputado Júnior Verde (PRB), também oriundo da polícia maranhense, que acompanha a categoria no debate com o governo Flávio Dino pela melhoria salarial.

Verde já apresentou proposta de emenda às Medidas Provisórias que tramitam na Assembleia, com as reivindicações dos policiais.

O deputado preside  Frente Parlamentar de Segurança Pública e Privada da Assembleia Legislativa.

33

Parabéns a Aluísio Mendes e sua equipe…

Aluísio Mendes: serenidade e competência

Este blog deve desculpas públicas ao secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes.

Por quase dois meses, manteve-se duramente crítico em relação à ação da polícia no caso Décio Sá. Hoje, veio à prova de que todos agiam dentro do que imaginavam ser a linha mestra de atuação para resolver o caso.

Foram críticas fortes e até pedidos de exoneração do secretário, que, ao final, mostrou competência e articulação para elucidar o assassinato de Décio.

Portanto, é devida a ele, pessoalmente, e a toda a Polícia Civil, o reconhecimento público ao trabalho realizado.

Este blog orgulha-se também de ter adotado a linha que adotou, enquanto outros meio de comunicação decidiram seguir as ordens da polícia.

A pressão constante mantida sobre a polícia ajudou a manter acesa a chama da cobrança pela elucidação do crime.

Algumas críticas tinham também o objetivo de levar os bandidos a se achar no melhor dos mundos, enquanto a polícia trabalhava em seu encalço.

Poucos jornalistas acompanharam tão de perto as investigações – com cobranças e troca de informações constantes – quanto o titular deste blog.

O que fazem precisas as informações aqui prestadas – antes e depois da elucidação do crime.

De qualquer forma, o trabalho de Aluísio Mendes foi excepcional e mostrou que a polícia maranhense, apesar das dificuldades estruturais, têm policiais capazes de combate, com dignidade, a criminalida no Maranhão.

Parabéns a todos os policiais…

3

Delegado maranhense recebe homenagem internacional…

Silas Amaral com o professor

O ex-corregedor de Polícia Civil do Maranhão, delegado Silas Costa Amaral, foi condecorado com o Diploma do Mérito Internacional da Justiça, em solenidade durante o Encontro Internacional de Juristas. em Sintra, Portugal, no início deste mês.

A comenda foi concedida pelo Centro de Estudo Europeu. A indicação de Silas Amaral se deu em decorrência do seu trabalho quando esteve à frente do Serviço de Disciplina da Corregedoria Geral de Polícia do Maranhão.

Além do delegado maranhense, outros 28 brasileiros foram condecorados durante o evento, no Palácio de Valença, na cidade portuguesa.

O diploma de reconhecimento

Silas Amaral é autor de uma proposta inovadora na área de correição.

Em 2003, durante Procedimento de Investigação Preliminar ele criou a figura do Ajustamento de Conduta para solução de problemas na seara disciplinar da Polícia Civil.

Esse modelo serviu de inspiração ao professor Léo da Silva Alves, referência internacional do Direito Disciplinar, conferencista em mais de 800 eventos nacionais e internacionais, que editou o livro “Ajustamento de Conduta”.

No livro, o professor faz referência especial à ação do delegado maranhense.

Livro que cita o trabalho do delegado

– Dedico ao Doutor Silas Costa Amaral que, como Encarregado do Serviço de Disciplina da Corregedoria de Polícia Civil do Estado do Maranhão, já buscava, em junho de 2003, meios alternativos de compor os incidentes funcionais, lançando o desafio que resultou no presente livro – afirma o autor.

Hoje, o modelo iniciado por Amaral é adotado em quase todo o país.

Por conta disso, em junho de 2006, por ocasião do VII Congresso de Direto Disciplinar, em Brasília, o delegado recebeu sua primeira homenagem pública.

Agora, passa a ter também o reconhecimento internacional…

4

Luis Moura foi uma das últimas notícias de WR…

Moura e a mulher, Gabina: de volta aos quadros da Polícia Civil

O jornalista Walter Rodrigues foi o primeiro a dar a notícia de que o casal de policiais Luís Moura e Ilce Gabina seriam reintegrados aos quadros da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão.

Em 13 de maio de 2010, Rodrigues publicou em seu Colunão o texto “Luís Moura de volta à Polícia”, que falava da decisão da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão.

No dia seguinte, este blog trouxe o texto “Luís Mura, José Gerardo e Ilce Gabina…” que fez um levantamento histórico do caso que levou à prisão dos três.

A reintegração de Moura ao quadros da Segup, ocorrida agora, é apenas o resultado daquela decisão, cumprida pelo Governo do Estado.

Rodrigues viria a morrer quatro dias depois, em 17 de maio de 2010, em casa, na Ponta do Farol.

O jornalista tratava Luís Moura como um “famigerado delegado de polícia”, acusado de participação no assassinato do também delegado Stênio Mendonça, juntamente com o então deputado José Gerardo e o empresário Joaquim Laurixto.

Moura e a mulher, Gabina, foram expulsos da polícia não por causa da morte de Mendonça, mas por outro crime. Segundo investigação da Segup, eles tiveram participação no assassinato do ex-prefeito de Poção de Pedras, Raimundo Borges.

O casal recorreu ao TJ da decisão administrativa. A Câmara Cível, composta pelos desembargadores Jorge Rachid Mubárack Maluf, Raimunda Bezerra e Maria das Graças – entendeu que o crime do qual eram acusados já havia prescrito.

A história está toda contada lá, por Walter Rodrigues.

Em mais um exemplo do seu jornalismo corajoso e isento…