1

DEM e MDB fazem aliança em Imperatriz…

O vice-presidente estadual do MDB e coordenador das eleições 2020, deputado Roberto Costa participou ontem (16), ao lado do presidente estadual do DEM, deputado federal Juscelino Filho, da convenção que oficializou a candidatura de Assis Ramos à prefeitura de Imperatriz.

O candidato do DEM vai concorrer à reeleição, desta vez, trazendo como seu companheiro de chapa e candidato a vice, o empresário Francisco Soares (MDB), o Franciscano, que é uma grande liderança do MDB na cidade.

Franciscano trabalha no ramo de agricultura e pecuária da região, além de ser um nome forte e reconhecido por seu trabalho na região tocantina. Franciscano já foi presidente do Sindicato Rural de Imperatriz e presidente da Associação Comercial.

A aliança entre esses dois grandes partidos políticos tem o objetivo de trazer ainda mais benefícios para a população e fazer com que a cidade de Imperatriz cresça cada vez mais.

“Estamos oficializando essa aliança entre o DEM e o MDB em Imperatriz. Mais que um gesto político, é uma demonstração de união de forças em benefício da cidade. Com essa união, com a ajuda e o engajamento de todos, chegaremos à vitória”, declarou Roberto Costa.

Para o deputado federal Juscelino Filho (DEM) a convenção confirmou que Imperatriz caminha no rumo certo.

“Precisamos continuar ajudando Imperatriz, esta cidade que a segunda maior do Maranhão. A aliança feita entre o DEM e MDB demonstra a responsabilidade do prefeito Assis Ramos na administração de Imperatriz. Além de mostrar a força desta chapa que sem dúvida alguma, sairá vitoriosa”, concluiu Juscelino.

3

Caldo de cultura levou ao apoio do MDB a Neto…

Por Renato Dionísio

Depois de idas e vindas, expectativas e esperas, finalmente o Movimento Democrático Brasileiro, nome oficial do partido MDB, que em nosso estado, entre milhares de novos e velhos militantes, conta em seus quadros com a ex-governadora Roseana Sarney, João Alberto e os deputados, João Marcelo e Roberto Costa, todos, sobejamente provado, herdeiros e seguidores do pensamento político do imortal José Sarney, o mais longevo político da república e ainda em plena atividade. 

Este importante grupamento político, oscilou entre a possibilidade de apoio a quase todos os candidatos a prefeito nestas vindouras eleições e, quase sem exceção, deles recebeu acenos e afagos. Penso que o pragmatismo e o caldo de cultura político de que são possuidores os levou ao apoio a Neto Evangelista, candidato do DEM e irmão de origem destes, deste os tempos de PFL. 

Com reconhecida militância e importância política em São Luís, cidade que orgulhosamente dirigimos por décadas, disto nos orgulhamos, posto que temos reconhecida contribuição para a transformação, para melhor, da cidade que hoje habitamos e que desejamos ver continuar nos trilhos do desenvolvimento. Para tanto, após profundo debate interno, meu partido, o PDT, reconhecendo os dotes do candidato, resolveu aprovar uma coligação com o DEM, diga-se, fomos o primeiro partido a hipotecar apoio, logo, para nossa satisfação vieram outros, dentre eles o partido de Roseana o que muito nos alegrou. 

Consumado este apoio, incontáveis blogs e sites noticiosos, a maioria deles, legítimos representantes da direita e de seu braço político nacional o Bolsonarismo, numa tentativa de pautar o debate político e constranger os menos avisados, se esmeraram em divulgar que “O PDT SE ALIA A QUEM O DESTROSOU EM 2009”, afirmativa duplamente falaciosa, senão vejamos. 

Para corrigir a prosa, devemos lembrar que o contrário é que se constitui lídima verdade, foi o PDT que derrotou o sarneyismo em 2006, em memorável campanha, que a nós se juntaram milhares que desejavam mudanças nos métodos de governança e governabilidade, derrotando um modelo que já há muito perdurava. Esta faço absoluta questão de ressaltar, foi uma vitória política, conquistada no campo da política, com batalhas no campo e na cidade, em memoráveis contendas pelas ruas e praças deste Maranhão. 

Penso que aqueles que trabalham este torpe argumento, na tentativa de criar desavenças e toldar o ambiente, tem a obrigação de diferenciar 2006 de 2009: a menos que por má vontade não desejem fazê-lo. Uma data se refere a um acontecimento político e o outro a fato jurídico, ocorrido nas salas e antessalas do nosso, cada vez mais desacreditado STF, com interpretações e versões, não deglutidas pela ética que se assente na decência. Fazer esta diferença conceitual é fundamental.

Saibam todos, não foi a política que nos derrotou: foi o tribunal, e neste, e menos ainda, com tribunal, não fazemos aliança. 

A dinamicidade da política e o desenvolvimento da sociedade nos obrigam a permanecer em permanente transformação. A avaliar e reavaliar fatos e passos, uma coisa apenas nos cobra a história, coerência e respeito com nossa construção e antepassados. Isto respeitamos.

Estamos com o DEM e com Neto Evangelista, não pretendemos ser os únicos, nem nos cabe escolher, ou vetar, seus amigos e novos colaboradores. Quem tem a história que este PDT tem, não encontrará motivos para ter vergonha de sua luta. Vamos com o colóquio das ruas e com força de nossa militância rumo a vitória.  

*Poeta, Compositor e Produtor Cultural

0

Desenhos de chapa em 2020 acenam para 2022

Alianças formadas em torno dos candidatos Eduardo Braide, Neto Evangelista e Duarte Júnior levam a especulações de remontagens eleitorais com vistas também às eleições para governador, envolvendo os principais candidatos

A aliança MDB e PDT em torno do candidato do DEM, Neto Evangelista, põe Roseana e Weverton no mesmo palanque em 2020, o que pode se repetir em 2022

O apoio do PSDB a Eduardo Braide (Podemos), do MDB a Neto Evangelista (DEM) e do PL a Duarte Júnior (Republicanos) nas eleições de 2020, acena para as eleições de 2022.

Tanto o comandante do PSDB, senador Roberto Rocha, quanto a principal líder do MDB, ex-governadora Roseana Sarney, têm interesse na sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB), assim como o deputado federal Josimar de Maranhãozinho e o vice-governador Carlos Brandão (PRB).

Desde que o MDB declarou apoio a Neto, que tem apoio também do PDT, especula-se a formação de uma chapa com o senador Weverton Rocha governador/Roseana senadora em 2022, o que certamente repercutira em todo o Maranhão.

Da mesma forma, o apoio do PL a Duarte, põe o deputado Josimar ao lado do vice-governador Carlos Brandão, que deve concorrer no cargo ao governo.

O senador Roberto Rocha está de olho em 2022 quando declara apoio a Braide, que também é cotado para a mesma eleição

Por outro lado, o senador Roberto Rocha articula 2022 quando declara apoio a Eduardo Braide; o senador, que parece não querer disputar a reeleição, sonha com a vitória de Braide e seu apoio para governador.

Ocorre que, entre os aliados do candidato do Podemos, já há quem o aponte, em caso de vitória, também como potencial candidato ao governo.

Mas esta é uma outra história…

0

“Aliança de verdade se faz é com o povo”, diz Madeira

Pré-candidato do Solidariedade reagiu com tranquilidade à decisão do MDB de apoiar Neto Evangelista e diz que está “mais firme do que nunca” na disputa pela Prefeitura de São Luís

 

Madeira encarou com naturalidade a decisão do MDB e segue firme na disputa em São Luís

Um dia após o anúncio de acordo do MDB com o DEM, o pré-candidato do Solidariedade à Prefeitura de São Luís, José Carlos Madeira, disse que continua “mais firme do que nunca” na disputa eleitoral de 2020.

Madeira informou que a sua candidatura a prefeito será confirmada em convenção do partido, no próximo dia 16, e que aliança de verdade se faz é com o povo.

“Vou chegar às eleições em novembro do jeito que iniciei essa jornada, quando abri mão da minha carreira de juiz federal para entrar na política, ou seja, com o apoio do povo de São Luís, meu único fiador”, argumentou. “Portanto, não posso me lamentar, porque não perdi o que eu nunca tive. Seguirei com o Solidariedade e com esse crescente apoio popular”.

Madeira confirmou que a convenção do partido será realizada no Bairro de Fátima, área onde nasceu e viveu sua infância e os primeiros anos da juventude.

“A nossa militância multiplicou o entusiasmo”, afirmou. O ex-juiz federal comentou que tem orgulho de apresentar ao eleitor uma candidatura com identidade própria, sem compromissos ou amarras políticas.

O pré-candidato do Solidariedade lembrou que o tempo de televisão tem importância na campanha eleitoral, mas não é fator determinante na decisão soberana do eleitor. E citou casos recentes que justificam o seu argumento. De acordo com Madeira, a comunicação digital tem e terá mais ainda um peso enorme nas eleições deste ano.

“O programa eleitoral na TV pode até ditar o ritmo da campanha, mas não chancela a vitória de um candidato. Há casos em que o tempo de TV em excesso é um problema, e não uma vantagem”, concluiu o ex-juiz federal.

3

Com MDB, Neto constrói a maior coligação em São Luís…

Juntando, além do partido de Roseana Sarney também o PTB, PDT e PSL, candidato do DEM a prefeito da capital maranhense terá o maior tempo na propaganda eleitoral e a maior estrutura de militância partidária para tentar chegar ao segundo turno

 

Neto com representantes do MDB, do PDT e do DEM: chapa eclética e poderosa para brigar pela eleição

O deputado estadual Neto Evangelista passou praticamente todo o primeiro semestre em silêncio sobre as eleições de novembro.

Mas mantinha intensa articulação nos bastidores, que garantiu a ele a maior estrutura partidária, o maior tempo na propaganda eleitoral e a maior volume de militância política dentre todos os candidatos a prefeito. 

Com MDB, PTB, DEM, PDT e PSL Neto reúne nomes do peso da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), do senador Weverton Rocha (PDT), dos deputados federais Pedro Lucas Fernandes (PTB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Juscelino Filho (DEM), Gil Cutrim (PDT), além dos presidentes da Câmara Municipal, Osmar Filho, e da Famem, Erlânio Xavier (ambos do PDT).

Sem falar no apoio entusiasmado do deputado estadual Roberto Costa, que lutou desde o ano passado pela entrada no MDB no projeto.

A aliança tem um objetivo: levar Neto ao segundo turno em São Luís com a menor diferença entre ele e Braide.

Mas há quem ache que pode até virar já no primeiro.

É aguardar e conferir…

2

O importante papel de Juscelino para MDB fechar com Neto

Do Marrapá

O deputado federal e coordenador político da pré-candidatura de Neto Evangelista, Juscelino Filho, foi essencial para que o MDB fechasse com o DEM nas eleições de São Luís.

Bem articulado em Brasília, ele costurou a aliança por cima, direto com a direção nacional emedebista, sobretudo com o presidente Baleia Rossi, com quem Juscelino tem bom relacionamento.

O MDB era cortejado por vários outros partidos, inclusive abriu diálogo com quase todos, mas acabou com Neto Evangelista graças a articulação de Juscelino.

1

Em vitória pessoal de Roberto Costa, MDB fecha com Neto…

Aliança foi anunciada na manhã desta segunda-feria, 31, com apoio das excecutivas estadual e nacional do partido e com participação da ex-governadora Roseana Sarney e das bancadas federal e estadual emedebista

 

Roberto Costa trabalhava desde 2019 o apoio do MDB ao candidato democrata Neto Evangelista, o que foi oficializado nesta segunda-feira, 31

O MDB anunciou nesta segunda-feira, 31, o apoio ao pré-candidato do DEM, Neto Evangelista.

O apoio a Neto é uma vitória pessoal do deputado estadual Roberto Costa, que advogava deste o início esta tese.

– O MDB vai com Neto Evangelista por que acredita em seu potencial de vitória e na sua capacidade gerencial – disse Costa.

 

Roseana anunciou a aliança com Neto em seu perfil nas redes sociais; projeto de 2022 pode envolver PDT e MDB

A aliança do MDB com o DEM – em coligação que tem também o PDT, o PTB e o PSL – recebeu o aval das executivas estadual e nacional do partido e t2ambém da ex-governadora Roseana Sarney.

Roseana fez questão, inclusive, de anunciar a decisão em seu perfil no Instagram, numa mostra de que a coligação pode encaminhar também um projeto MDB/PDT/DEM/PTB/PSL para 2022.

Mas esta é uma outra história…

2

MDB já tem até vice para Carlos Madeira

Militante católico Kécio Rabelo é ligado ao deputado estadual Roberto Costa e foi secretário-adjunto de Administração Penitenciária no governo Roseana Sarney; partido ainda não oficializou apoio

 

O jovem Kécio Rabelo vai representar o MDB na chapa do juiz aposentado Carlos Madeira

O MDB deverá indiciar co candidato a vice-prefeito na chapa do juiz aposentado Carlos Madeira, candidato do Solidariedade.

O escolhido é o ex-secretário-adjunto Kécio Rabelo, militante dos movimentos católicos e ligado ao deputado estadual Roberto Costa.

A informação é do blog do Diego Emir.

Apesar de o partido ainda não ter oficializado o apoio a Madeira, nos bastidores é dado como certo que legenda vai se aliar ao Solidariedade.

Coma  aliança, Carlos Madeira passa a ter um dos melhores tempos na propaganda eleitoral, e espera este trunfo para crescer durante a campanha e chegar ao segundo turno.

A confirmação do nome de Kécio Rabelo deve se dar nos próximos dias…

0

MDB vai aguardar convenções para definir apoios…

Partido da ex-governadora Roseana Sarney está estudando alianças com os pré-candidatos Neto Evangelista e Sebastião Madeira, que tem seus encontros partidários marcados para a segunda quinzena de setembro

 

Emedebistas vão decidir todos juntos o apoio do MDB nas eleições de São Luís, o que deve ocorrer na segunda quinzena de setembro

O MDB decidiu aguardar o início das convenções partidárias para definir seu apoio a prefeito de São Luís.

Embora sejam citados vários nomes entre os possíveis apoios do partido, apenas dois têm, de fato, entabulado conversas com os emedebistas: Neto Evangelista (DEM) me Carlos Madeira (Solidariedade).

Evangelista realiza convenção no sábado, 12,numa espécie de itinerância por toda São Lu´[is; Madeira fará sua festa partidária no dia 16, no Bairro de Fátima.

A definição da aliança está condicionada á garantia da vaga de vice ao partido de Roseana.

0

São Luís aguarda posicionamento eleitoral do MDB…

Partido anunciou para esta terça-feria, 25 – após análise de pesquisa qualitativa e garantias dadas pelos pré-candidatos – qual nome apoiará para prefeito de São Luís; exigência: ter direito à indicação do vice

 

Roseana e Roberto Costa conversaram com alguns candidatos e emissários de candidatos para definir os rumos do MDB; alguns já estão descartados

A expectativa deste terça-feira, 25, gira em torno do anúncio do apoio do MDB a um dos pré-candidatos a prefeito de São Luís.

No início de agosto, o partido decidiu contratar pesquisa qualitativa parra embasar seu encaminhamento; e estabeleceu também que quer a vaga de vice do candidato escolhido.

– O MDB tem tempo na propaganda eleitoral, estrutura partidária e recursos do Fundo Eleitoral. É, sem dúvida, um apoio de peso a qualquer nome, mas temos que participar efetivamente da chapa majoritária do candidato escolhido – disse o coordenador eleitoral do partido, deputado estadual Roberto Costa.

Entre os pré-candidatos cotados pelo partido estão Neto Evangelista (DEM) e Carlos Madeira (Solidariedade); correm por fora Adriano Sarney (PV), Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Júnior (Republicanos).

Nas últimas semanas, tanto Roberto Costa quanto a ex-governadora Roseana Sarney receberam candidatos e emissários de candidatos para falar da aliança, o que afunilou a lista.

Mas até o fechamento deste post, não havia nenhuma posição oficial do partido que indicasse o anúncio nesta terça-feira, 25…