0

Histórica do PDT é uma das candidatas do MDB à Câmara de São Luís

Analides Sales é militante desde a juventude e esteve com os principais ícones pedetistas ao longo de sua trajetória; agora, é cotada, inclusive, para compor a chapa do prefeito Eduardo Braide, numa aliança emedebista

 

Analides com Jackson Lago e Cafeteira, ainda no movimento estudantil, quando foi dirigente da JSPDT

A chapa do MDB para a disputa das vagas na Câmara Municipal de São Luís tem um nome que chamou a atenção da classe política: histórica militante do PDT, Analides Sales agora representa os emedebistas nas eleições de 2024.

Militante pedetista desde o movimento estudantil, Analides dirigiu a JSPDT  (Juventude Socialista); esteve ao lado do ex-prefeito Jackson Lago, atuou com o ex-deputado Mauro Bezerra e é muito querida do ex-secretário Abdelaziz Santos.

Nestas eleições, os dirigentes partidários impediram sua candidatura pelo PDT, o que a levou ao MDB.

Escolher servir ao próximo é vocacional. Mesmo quando tudo parecia não ser possível o coração pedia para que eu apenas aceitasse o chamado para a luta. Os últimos meses não foram fáceis, tive novamente minha saúde acometida, mas para glória de Deus estou bem e me sentindo muito pronta para encarar esse desafio de campanha”, desabafou a este blog Marco Aurélio d’Eça.

 

Ao lado do prefeito Eduardo Braide, cotada, inclusive, para compor como companheira de chapa, representando o MDB

No partido hoje coordenado em São Luís pelo deputado federal Cléber Verde, ela foi recebida pelo próprio prefeito Eduardo Braide (PSD), que abraçou suas causas e atendeu seus projetos para suas bases eleitorais, notadamente o Sacavém.

E seu nome já consta até das opções para vice de Braide.

Mas esta é uma outra história…

0

Imagens do dia: as articulações de Eliziane Gama e José Sarney…

Candidata declarada à presidência do Senado Federal, senadora maranhense tem-se aproximado do ex-presidente da República, que tem forte influências nos corredores de Brasília, no MDB e no governo Lula (PT) e interesse direto em evitar a volta do senador Davi Alcolumbre ao comando da Casa

 

As duas imagens que ilustram este post têm apenas dois dias de diferença entre elas.

A primeira foi tirada no sábado, 13, no ato de filiação do ex-senador Chiquinho Escórcio ao MDB; a outra é desta segunda-feira, 15, de uma visita da senadora Eliziane Gama (PSD) ao ex-presidente da República José Sarney (MDB).

  • Eliziane declarou oficialmente a este blog Marco Aurélio d’Eça, no sábado, a candidatura à presidência do Senado;
  • a senadora maranhense tem a preferência da cúpula do PSD e da maioria da bancada feminina no Senado;
  • Sarney tem prestígio na bancada do MDB e forte influência em setores do governo Lula e do PT.

Eliziane se movimenta desde janeiro de 2023 em busca de viabilização para concorrer ao comando do Senado, como registrou este blog Marco Aurélio d’Eça no post “A faixa própria que Eliziane Gama constrói para 2026…”.

Ela sabe que joga contra poderosos do Senado e da Câmara, mas sabe também que se tiver o apoio do MDB, de Sarney, e do PT do presidente Lula, garante meio caminho para a vitória.

Garantindo ao Maranhão a primeira mulher a presidir o Senado em 200 anos de história…

0

Chiquinho Escórcio movimenta MDB neste sábado, 13…

Ligado ao ex-presidente da República José Sarney, ex-senador, ex-deputado federal e um dos mais influentes políticos maranhenses em Brasília retorna ao partido em evento com a presença de lideranças emedebistas históricas e terá ficha abonada pelo próprio Sarney, que é presidente de honra da legenda

 

Chiquinho Escórcio atua em Brasília há mais de 30 anos, como homem de confiança do ex-presidente José Sarney

A sede regional do MDB maranhense será marcada neste sábado por uma forte movimentação política.

Líderes históricos do partido, como o ex-presidente José Sarney, estão sendo aguardados no ato de refiliação do ex-senador e ex-deputado federal Chiquinho Escórcio, que volta ao partido após pelo menos seis anos afastado.

Escórcio é um dos mais influentes políticos maranhenses em Brasília.

Ligado ao falecido senador Alexandre Costa, aproximou-se de Sarney em meados dos anos 80, relação que se fortaleceu a partir de 1994, com a eleição da então deputada federal Roseana Sarney (MDB).

Além de Sarney, são esperados a própria Roseana, o deputado federal Hildo Rocha e membros históricos do MDB.

Ao lado do atual presidente do MDB no Maranhão, Marcus Brandão, Chiquinho Escórcio vai atuar na reorganização do partido no interior do estado, com vistas às eleições de 2026, pleito no qual o grupo Sarney passou ater renovado interesse.

Mas esta é uma outra história…

0

“Farei um trabalho de bastidores”, diz Marcus Brandão, agora na coordenação de Duarte Jr…

Presidente estadual do MDB – e irmão do governador Carlos Brandão – vai comandar a campanha do deputado federal socialista sem poder estar publicamente à frente, uma vez que o MDB deve seguir mesmo com o prefeito Eduardo Braide

 

Marcus Brnadão estará diretamente à frente da campanha de Duarte Jr. em São Luís

O presidente estadual do MDB, Marcus Brandão, confirmou nesta segunda-feira, 8, que vai ser o coordenador de campanha do deputado federal Duarte Jr. (PSB) a prefeito de São Luís.

Marcus foi confirmado após desistência do vice-governador Felipe Camarão (PT), que optou por permanecer na Secretaria de Educação, como antecipou este blog Marco Aurélio d’Eça ainda na semana passada, no post “Duarte Jr. deve perder o seu coordenador de campanha…”.

“Irei ajudar Duarte, porém não poderei ter aparições, porque meu partido tem outra posição. Farei um trabalho como sempre fiz, nos bastidores, e estou bastante otimista. Vejo essa campanha como uma grande oportunidade”, declarou Brandão, em entrevista ao portal imirante.com.

Apesar da posição de Marcus Brnadão, o MDB de São Luís – presidido pelo deputado federal Cléber Verde – recebeu aval nacional para coligar-se com o prefeito Eduardo Braide (PSD).

Será a primeira vez na história política do Maranhão que um partido tem os diretórios divididos entre duas candidaturas em São Luís…

0

Chiquinho Escórcio retorna ao MDB e terá ficha abonada por Sarney…

Mais leal aliado do ex-presidente da República o Maranhão e em Brasília, ex-senador e ex-deputado federal retorna ao partido em que sempre esteve como uma espécie de lugar-tenente para as eleições de 2026

 

O convite da refiliação de Chiquinho Escórcio no MDB, com a presença do ex-presidente José Sarney

O ex-senador e ex-deputado federal Chiquinho Escórcio anunciou em suas redes sociais seu retorno ao MDB, partido ao qual sempre esteve filiado no maranhão e deixou desde a última eleição que disputou, em 2018.

Mais fiel aliado do ex-presidente da República José Sarney, Escórcio assinará sua ficha de filiação – que será abonada pelo próprio Sarney – no dia 13 de julho, em evento na sede estadual do partido, em São Luís.

O presidente Sarney bateu o martelo para o dia 13 de julho a filiação do ex-senador e ex-deputado federal Chiquinho Escócio, ao MDB, na sede do Diretório Estadual do partido. Quem irá abonar a filiação será o presidente nacional de honra do MDB, o presidente José Sarney”, anunciou o ex-senador, em suas redes sociais.

Personagem importante na política maranhense desde a redemocratização do país, Chiquinho Escórcio teve papel fundamental no processo que mostrou a fraude eleitoral conduzida pelo então governador  José Reinaldo Tavares, que resultou na eleição do ex-governador Jackson lago (PDT), em 2006, e conseguiu reverter a eleição na Justiça Eleitoral. (Relembre aqui, e aqui)

Como membro do MDB, o ex-senador deve ser uma espécie de lugar-tenente do próprio Sarney no partido.

Sobretudo na sucessão estadual de 2026, pleito de forte importância histórica para o Maranhão.

Coisa que, certamente, Sarney também já percebeu…

0

Braide assegura chapa de vereadores do MDB em São Luís…

Com prazo até à zero hora deste sábado, 6, para conseguir montar a chapa de candidatos pelo partido do aliado Cléber Verde – que venceu a disputa com a família do governador  Carlos Brnadão, mas perdeu a nominata que já havia sido montada pela antiga direção emedebista – prefeito foi a campo e já posou com os aliados

 

Braide com os novos emedebistas de São Luís; chapa pronta para a disputa pela Câmara Municipal

O jornalista Isaias Rocha publicou em seu blog, nesta sexta-feira, 5, o que seria a chapa com a qual o MDB vai disputar as eleições à Câmara de São Luís; nela, aparece o prefeito Eduardo Braide (PSD), avalista da adesão do partido à sua candidatura.

Braide precisa ter todos os 32 nomes de candidatos – respeitando a proporção de mulheres – até zero hora deste sábado, 6, embora, na prática, esse prazo ainda dure outros cinco dias, até que as listas cheguem à Justiça Eleitoral.

A imagem publicada por Isaias mostra com um grupo de 32 pessoas, entre elas alguns já conhecidas como candidatos.

  • o farmacêutico Assan Kaid é uma das apostas da sigla;
  • também forma fileira ao lado de Braide o jornalista Ciro Nolasco.

Na foto, o próprio Cleber Verde aparece ao lados dos candidatáveis, numa reviravolta que deve garantir chapa a um dos principais paridos da coligação do prefeito.

0

MDB de Brandão joga a toalha na disputa contra Braide…

Saída dos candidatos a vereador pelo partido – que poderão se filiar ao PP – confirma que a cúpula estadual da legenda já não vê possibilidades de impedir a aliança com o prefeito de São Luís; há especulações de que a família do governador também pode migrar para o PSDB

 

A articulação de Cléber para dar o MDB a Braide – com aval de baleia Rossi – passará também pelas eleições de 2026

A notícia de que os pré-candidatos a vereador pelo MDB de São Luís migrariam todos para o PP, do ministro dos Esportes André Fufuca, praticamente consolida a aliança emedebista com o prefeito Eduardo Braide (PSD) na capital maranhense.

Segundo o blog do jornalista Isaias Rocha, Fufuca está conversando com os dirigentes do MDB mais próximos do governador Carlos Brandão (PSB) para abrigar a chapa de candidatos a vereador (entenda aqui); isso mostra que os Brandão perderam mesmo a briga com Braide e já têm convicção de que não terão o partido nas eleições de outubro.

Na última terça-feira, 19, este blog Marco Aurélio d’Eça já havia mostrado que os familiares de Brandão – o irmão que comanda o diretório estadual e sobrinhos – estariam propensos a deixar o MDB após derrota para o deputado federal Cléber Verde; isso foi contado no post “PSDB ainda sem chapa para disputar em São Luís…”.

De lá pra cá, cresceram as especulações apontando que os Brandão perderam o interesse no MDB e se preparam para desembarcar da legenda; sobretudo por que, segundo os próprios emedebistas, a aliança com Braide passa por 2026.

Nada, portanto, eles poderão fazer com o partido…

0

Aliança do MDB com Braide passa por 2026…

Decisão do presidente do partido, Baleia Rossi, agora confirmada pela própria Executiva Nacional, abre caminho futuro com o prefeito de São Luís e sinaliza que não vê consistência no projeto político liderado pelo governador Carlos Brandão na sucessão estadual maranhense

 

Aliado ao MDB, Braide foi levado por Hildo Rocha e Cleber Verde aos ministérios das Cidades e da Pesca, sinalizando campo aberto em Brasília

A decisão do MDB de apoiar a reeleição do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), sinaliza para além das eleições de outubro; a aliança – já ratificada pela Executiva Nacional – deve confirmar espaços de poder para o partido na gestão municipal, mas sugere também dois pontos políticos adicionais:

  • 1: em caso de vitória do prefeito em 2024, o MDB deve estar em um eventual palanque político com Braide nas eleições de 2026;
  • 2: o MDB nacional não viu consistência no projeto político do governador Carlos Brandão (PSB) alinhavado para a sua sucessão, daqui a pouco mais de dois anos.

– Nós temos um compromisso formal com o prefeito Braide, de ajudá-lo na gestão de São Luís; isso implica aliança política para além das eleições de 2024 – disse ao blog Marco Aurélio d’Eça o deputado federal Cléber Verde, principal articulador do apoio a Braide. 

Os Brandão foram levados ao MDB por uma articulação que partiu de setores remanescentes do grupo Sarney para evitar a hegemonia de Cléber Verde no partido.

Foi oferecido ao governador o comando estadual, então presidido pela deputada federal Roseana Sarney, que abriu mão em favor do irmão do governador, Marcus Brandão, homem-forte da Assembleia Legislativa e eminência-parda do próprio governo.

Convencido de que teria o controle absoluto da legenda, Marcus encaminhou seus dois filhos para filiação ao partido:

Mas o projeto anti-Cleber Verde construído pelos setores históricos emedebistas não deu certo e o deputado federal venceu a queda-de-braço com o grupo de Brandão, levando o MDB para o apoio a Braide, agora com aval do presidente nacional e da própria Executiva Nacional.

Resta aos Brandão agora – governador e seu grupo – definir seu futuro no partido…

0

MDB estadual quer discussão interna sobre apoio a Braide, já decidido pela Executiva Nacional

Em nota, Executiva Estadual comandada pelo empresário Marcus Brandão diz que respeita o que chama de “direcionamento dado pela Direção Nacional”, reafirma que o irmão do governador Carlos Brandão continuará na presidência e diz que o debate entre os filiados e lideranças partidárias “é o meio legítimo para as deliberações que se fizerem necessárias”

 

A nota do MDB traz a assinatura genérica da própria Executiva, e abre para necessidade de deliberação de filiados e lideranças

A Executiva Estadual do MDB divulgou nesta quarta-feira, 13, Nota Oficial em que levanta a necessidade de que a decisão tomada pela Executiva Nacional do partido – de apoiar a reeleição do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD) – seja referendada pela militância da legenda.

No documento distribuído à imprensa, o MDB estadual chama de “direcionamento” a decisão tomada pela “Direção Nacional do Partido”, mas reafirma que o “meio legítimo para as deliberações que  se fizerem necessárias” ocorrerão após “discussão interna entre filiados e lideranças partidárias”.

A nota, assinada diretamente pela “Executiva Estadual do MDB-MA”, foi divulgada após forte repercussão do vídeo divulgado nesta terça-feira, 12, em que o presidente nacional Baleia Rossi deixa claro que o partido vai apoiar a reeleição de Braide.

Amigos do Maranhão, com muita alegria estou recebendo aqui na sede nacional o prefeito de São Luís Eduardo Braide. Depois de muita conversa pensando no que é melhor para São Luís, o MDB define apoiar a reeleição do Braide; parabéns Cleber Verde pela decisão”, declarou Baleia Rossi. (Relembre aqui)

O documento da executiva estadual divulgada um dia depois da declaração de Rossi reafirma ainda que o presidente Marcus Brandão, irmão do governador  Carlos Brandão – eleito em convenção – continuará à frente do partido; e diz que “há normalidade no funcionamento dos diretórios e executivas provisórias nos municípios de todo o Maranhão.”

0

Duarte Jr. não tem por que reclamar de Brandão…

Governador tem atuado desde meados do ano passado pela unidade da base governista em torno do deputado federal ligado ao agora ministro do STF, o que já resultou na saída do páreo dos pré-candidatos Edivaldo Júnior e Neto Evangelista, além da evidente má-vontade em relação à liberação do deputado Yglésio Moyses para buscar novo partido

 

Duarte pode se frustrar coma perda do MDB, mas não pode negar que Brandão tem buscado viabilizar sua candidatura na base governista

Análise da Notícia

Se viu sua candidatura a prefeito de São Luís esvaziada pelo anúncio de apoio do MDB ao prefeito Eduardo Braide (PSD), o deputado federal Duarte Jr. (PSB) só não pode reclamar de corpo mole do governador Carlos Brandão (PSB) e do seu grupo; desde setembro, Brandão faz evidentes esforços para dar consistência à coligação de Duarte e unificar a base em torno do nome do aliado do ministro Flávio Dino.

Foi a partir do apoio de Brandão que se viu pré-candidatos bem posicionados nas pesquisas deixarem a disputa na capital maranhense, a exemplo do ex-prefeito Edivaldo Júnior (sem partido) e do deputado Neto Evangelista (União Brasil); Brandão também vem impondo resistências à saída do deputado estadual Yglésio Moyses do PSB.

A dificuldade de unidade em torno de seu nome tem relação com a própria forma de convivência política de Duarte Júnior.

O candidato socialista opera pela imposição de cima para baixo ao invés do diálogo, o que afasta aliados na base do governo; sua candidatura é muito dependente da imposição – ainda que velada – do agora ministro do Supremo Tribunal Federal, Flávio Dino, o que também inibe partidos.

Mesmo o MDB, que agora declarou apoio ao prefeito Eduardo Braide, vem sendo trabalhado fortemente pelo governador para estar na base de Duarte Júnior, o que só não ocorreu por causa da maior articulação nacional do deputado federal Cleber Verde e do ex-deputado Hildo Rocha.

Para ser justo, mesmo a contragosto Brandão não se impôs limites para trabalhar pela candidatura do indicado de Flávio Dino e teve significativos avanços nos últimos meses.

Faltou disposição e capacidade de relacionamento ao próprio candidato, que agora sente o golpe do esvaziamento e pode acabar sendo mais uma vítima da maldição da reta final nas eleições de São Luís, como ocorreu em 2012, 2016 e 2020.

Mas esta é uma outra história…