2

O plano do Palácio dos Leões para inviabilizar a gestão de Braide

Atuando em frentes políticas, administrativas, midiáticas e eleitorais, Governo do Estado quer tornar a vida do prefeito de São Luís cada vez mais difícil, para minimizar sua influência no processo eleitoral de outubro e deixá-lo sem perspectiva de reeleição; discurso do vereador Francisco Chaguinhas revelou parte deste esquema

 

Isolado politicamente, sem base na Câmara e sem força na mídia, Braide torna-se presa fácil para o Palácio dos Leões

O Palácio dos Leões está tentando por em prática um plano que visa desgastar até o limite da inviabilização a gestão do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Sem partido).

O objetivo é tornar o prefeito um pária político, a ponto de não ter sequer influência no processo eleitoral de outubro.

Uma parte deste esquema foi revelada na segunda-feira, 18, pelo vereador Francisco Chaguinhas (Podemos), que anunciou sua volta à base do prefeito “após descobrir a intenção extremista de alguns colegas”.

– Já falam até em cassação do prefeito – revelou Chaguinhas ao blog Marco Aurélio D’Eça.

O Palácio dos Leões trabalha em duas frentes.

Duarte quer Braide fraco a partir de agora, para garantir suas chances em 2024; Brandão quer a mesma coisa, mas para impedir o prefeito de atuar em outubro

A primeira, comandada pelo próprio governador-tampão Carlos Brandão (PSB), visa tirar qualquer influência de Braide nas eleições de outubro; para isso, além de vereadores alinhados, usa também lideranças dos servidores públicos e a parte da mídia que hoje é controlada pelo Palácio dos Leões.

Para desgastar o prefeito ao máximo, Brandão vale-se do controle que o secretário de Comunicação Ricardo Capelli tem hoje nos principais veículos de comunicação; e da falta de acesso de Braide a esses veículos. 

A outra frente é comandada pelo deputado estadual Duarte Júnior (PSB), derrotado por Braide nas eleições de 2020 e que sonha ser o próximo prefeito, já em 2024.

A atuação de Duarte Júnior se dá entre servidores públicos municipais – estimulando movimentos e manifestações – e nas redes sociais e nos blogs, valendo-se da fragilidade do prefeito também nestes dois campos da mídia.

As duas frentes entendem que Eduardo Braide está sem base na Câmara Municipal e terá dificuldades para aprovar projetos de importância para a cidade.

Desgastado política e midiaticamente, entendem os brandonistas, Braide torna-se presa fácil para o projeto de poder do Palácio dos Leões.

3

Duarte Jr. trata PSB como sigla de aluguel para Brandão e é criticadeo por petista…

Deputado estadual diz que a transferência do vice para o partido de Flávio Dino irá resolver a pendência com o PDT, tratando a legenda como mero depósito de candidatos, como classificou o ex-secretário Márcio Jardim

 

Com sua lógica “bora resolver”, na tentativa de encontrar solução para o problema de Brandão, Duarte júnior trata PSB e PT coimo prostitutas

Uma nota infeliz do deputado  Duarte Júnior, tratando o próprio partido, o PSB, como sigla de aluguel, gerou fortes críticas do ex-secretário Márcio Jardim, um dos principais interlocutores do PT maranhense na cúpula nacional do partido.

Após declaração do ex-presidente Lula, de que não apoiará um candidato do PSDB no Maranhão, Duarte saiu-se com seu famoso jargão “Bora resolver?”.

– Lula não apoia candidato do PSDB. Carlos Brandão vem pro PSB e o PT indica o próximo vice-governador  do Maranhão – ensinou Duarte, ele próprio um especialista em troca de partidos.

Mas a “solução” de Duarte Júnior foi criticada imediatamente por Márcio jardim, um dos petistas maranhenses com mais acesso à cúpula nacional do PT.

– Lastimo essa visão arcaica que trata partido como motel, onde o político entra por mera conveniência, fica pouco tempo, dá uma rapidinha e vai embora. Isso corrompe a democracia. Ademais, ao tratar o PT como prostituto de plantão, sempre disposto a servi-los, você ofende os petistas – disse Jardim, comentando a postagem de Duarte Júnior.

Mas a expressão de desespero de Duarte Júnior tem explicação política.

A situação do vice-governador Carlos Brandão é complicada. Ele não tem garantias de que, se filiando ao PSB, receba o apoio de Lula e do PT; e ainda corre o risco de, deixando o PSDB, perder tanto o ninho tucano quanto o Cidadania.

Soluções prostitutas, como a de Duarte Júnior, só enfraquecem ainda mais o vice-governador…

0

TSE decide hoje sobre cassação de Duarte Jr…

Deputado estadual é acusado de crime eleitoral nas eleições de 2018 e pode ficar inelegível para as eleições de 2022

 

O Tribunal Superior Eleitoral julga nesta sexta-feira, 10, o processo que pede a cassação do deputado estadual Júnior (PSB).

O parlamentar é acusado de cometer crimes eleitorais nas eleições de 2022. 

A decisão do TSE pode deixar Duarte inelegível nas eleições de 2022, na qual pretende concorrer a deputado federal.

1

Pesquisa Escutec sobre deputados nada tem a ver com a do Grupo Mirante…

Levantamento vazado pelo gabinete do deputado estadual Duarte Júnior é do mês de agosto e havia sido contratado pelo deputado Neto Evangelista, que monitora seu movimento eleitoral em São Luís desde 2020, para embasar seu projeto de 2022

 

Curiosamente, a pesquisa contratada por Neto Evangelista foi vazada pelo colega Duarte Júnior, com trinta dias de atraso

 

É do mês de agosto – com mais de 30 dias, portanto – a pesquisa Escutec para deputado federal, divulgada com estardalhaço na manhã desta terça-feira, 28.

E ela nada tem a ver com a pesquisa contratada pelo Grupo Mirante, que deve ser divulgada no próximo sábado, 2, e tratará apenas das eleições para governador, senador e presidente, em todo o Maranhão.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, os números divulgados na manhã de hoje foram espalhados pelo gabinete do deputado estadual Duarte Júnior (PSB).

Mas trata-se de um levantamento encomendado pelo também deputado estadual Neto Evangelista (DEM), que monitora os movimentos eleitorais na capital maranhense desde 2020, para embasar seu projeto eleitoral de 2022.

Os números da Escutec de 30 dias atrás para deputado federal dão destaque a Duarte, Roseana, Neto e Bira, todos com dois dígitos

Tanto Duarte quanto Neto – que foram candidatos a prefeito em 2020 – aparecem bem posicionados na capital maranhense, ao lado da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e do deputado federal Bira do Pindaré (PSB), todos com índices acima dos dois dígitos.

A pesquisa Escutec/Grupo Mirante será divulgada pelo jornal O EstadoMarahão…

0

Rob erto Costa decreta o fim da CPI dos Combustíveis…

Ao anunciar para esta sexta-feria, 9, o relatório final das investigações, o parlamentar põe fim a um trabalho que vinhas endo usado como promoção pessoal pelo colega Duarte Júnior

 

Roberto Costa concluiu relatório, encerrando a CPI dos Combustíveis, palco de Duarte Júnior

A CPI dos Combustíveis, criada na Assembleia Legislativa para investigar suposto cartel no preço dos produtos – e que se transformou em palanque para o presidente, deputado Duarte Júnior (PSB) – foi encerrada nesta sexta-feira, 9.

Ao anunciar o relatório final da comissão, o relator Roberto Costa (MDB) encerra os trabalhos, encerrando o palanque de Duarte.

O presidente queria prorrogar os trabalhos,q eu ja´vinha sendo esvaziado desde que foram levantadas suspeitas sobre o uso da comissão para atender seus interesses eleitorais.

A filiação da presidente do Procon-MA, Karen Barros, ao PSB, reforçou ainda mais as a suspeita de uso político da comissão.

O relatório de Roberto Costa será encaminhado aos órgãos de controle, fiscalização e á Justiça…

2

Em ato virtual, Duarte Jr. se filia ao PSB nesta terça…

Pré-candidato deputado federal, parlamentar entra no partido com a anuência do governador Flávio Dino, que assumiu o comando regional da legenda na semana passada; sua entrada deve inibir outros pretendentes a concorrer pela legenda

 

O deputado estadual Duarte Júnior anuncia para esta terça-feira, 29, às 10h, sua filiação ao PSB, partido agora comandado no Maranhão pelo governador Flávio Dino.

O ato, virtual, será transmitido pelas redes sociais do parlamentar; e deve ter a presença do próprio Flávio Dino.

A entrada de Duarte Júnior deve inibir a presença de outros candidatos a deputado federal, uma vez que o PSB já tem Bira do Pindaré como membro da bancada maranhense.

O também federal Rubens Pereira Júnior, por exemplo, que ainda permanece no PCdoB, deve procurar outra legenda, provavelmente o PP.

Mas esta é uma outra história…

1

Othelino joga a pá-de-cal na CPI dos Combustíveis

Presidente da Assembleia Legislativa reafirmou a suspensão de todas as oitivas – por tempo indeterminado – e reconheceu as limitações da comissão, embora admita que ela vá “avançar naquilo que lhe é possível”

 

Othelino Neto fala a Clóvis Cabalau sobre a CPI dos Combustíveis e considera suas limitações de atuação

Capengando desde que denunciou-se o seu uso político pelo presidente Duarte Júnior (PRB), a CPI dos Combustíveis da Assembleia Legislativa teve o seu fim praticamente decretado na semana passada.

Em entrevista ao quadro Bastidores, do programa  Bom Dia Mirante, o presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB) reforçou a suspensão das oitivas e reconheceu as limitações do alcance da comissão

– A CPI vai avançar naquilo que lhe é possível, mas a política de preços é do Governo Federal; é a Petrobras quem autoriza. Isso cria algumas limitações – declarou Othelino em entrevista ao jornalista Clóvis Cabalau.

A CPI começou a perder força quando a ação do seu presidente, Duarte Júnior (PRB), passou a ser denunciada pelo seu uso político; Duarte incluiu a própria mulher, Karen Barros, presidente do Procon-MA, como protagonista na pressão aos postos. (Veja aqui, aqui e aqui)

Desde então, os demais membros recuaram e as oitivas foram sucessivamente sendo suspensas.

Os membros da Assembleia e a imprensa passaram a ver a atuação de Duarte Júnior na CPI como uso político da comissão

Abordado diretamente por Othelino e Cabalau, o assunto oitivas mostrou estar claro não haver previsão de retorno; neste momento da entrevista (Assista aqui), travou-se o seguinte diálogo:

– As oitivas ficam adiadas para a volta do expediente presencial – afirmou Othelino.

– E quando isso ocorre, presidente?!? – perguntou Cabalau.

– Não há previsão – definiu o deputado.

Foi a pá de cal nas intenções de Duarte Júnior…

2

O começo do fim da CPI dos Combustíveis…

Mais um adiamento das audiências – desta vez por tempo indeterminado – mostra o desinteresse dos membros da comissão, diante do uso político promovido pelo presidente Duarte Júnior

 

Colegas começaram a desconfiar do uso político indevido por parte de Duarte Júnior, o que pode decretar o fim da comissão

A CPI da Assembleia Legislativa que apura aumentos de combustíveis no Maranhão deu ontem um claro sinal de que caminha para o seu encerramento.

A comissão decidiu adiar novamente – e desta vez por tempo indeterminado – as audiências com donos de postos; o adiamento demonstrou o desinteresse dos membros da comissão, que já vinham demonstrando insatisfação com a condução dos trabalhos.

O blog Marco Aurélio D’Eça começou a acompanhar a CPI ainda no mês de maio, quando denúncias apontavam o suposto uso político por parte do seu presidente, Duarte Júnior (PRB).

Desde então, a comissão começou a cair em descrédito, diante das suspeitas de que Duarte estaia usando a comissão para beneficiar não apenas a si mesmo, mas sua esposa, a diretora do Procon-MA, Karen Barros. (Entenda aqui, aqui e aqui)

O adiamento das audiências com novos representantes de postos – agora sem data para retomada – aponta para o encerramento das atividades sem resolução de méritos.

Mesmo por que, todos os objetivos desta investigação não são de alcance de uma CPI local, uma vez tratar-se de temas da pauta nacional.

Simples assim…

0

CPI da Assembleia fracassa nas metas e perde credibilidade

Promessa de Duarte Júnior de baixar, na marra, o preço dos combustíveis, não foi alcançada; e o deputado ainda teve que engolir o Governo do Estado continuar aumentando ICMS dos combustíveis

 

Duarte Júnior não consegue cumprir sua promessa de baixar o “preço da gasolina” e CPI fracassa no objetivo político

Está a um passo do esvaziamento a CPI da Assembleia Legislativa que investiga supostos abusos no aumento de combustíveis no Maranhão.

Sob o comando do deputado estadual Duarte Jr. (PRB), a comissão fracassou em sua principal promessa: forçar uma baixa no preço dos combustíveis em todo o estado, o que não aconteceu.

O fracasso da comissão se deu por dois motivos:

1 – a política de preço dos combustíveis é controlada exclusivamente pela Petrobras e pelo Governo Federal, organismos fora do alcance da CPI da Assembleia. a entressafra do Etanol, que compõe 27% do preço da gasolina, por exemplo, provoca esse aumento nos;

2 – a pauta do ICMS do Governo do Estado subiu duas vezes consecutiva a partir de 1º de junho, fazendo com que aumentasse o custo do produto; ou seja o próprio governo do estado ,descredibiliza a CPI.

Mas além do fracasso na promessa de baixar, na marra, o preço dos combustíveis, Duarte Jr. ainda é acusado de usar a CPI para promover sua campanha de deputado federal e a própria mulher, Karen Barros, presidente do Procon-MA.

A postura onipresente e personalista do deputado acabou – além do uso da comissão para atingir adversários políticos – levou os demais membros a esvaziar as audiências.

E a tendência é que a CPI encerre-se sem cumprir seu objetivo principal.

Mais um fracasso do deputado, portanto…

2

Duarte Júnior usa CPI da Assembleia para influenciar 2022

Comando do Legislativo decidiu acompanhar com mais atenção as ações da comissão, diante do flagrante interesse do presidente em favorecer seus aliados com geração de fatos contra adversários, o que pode resultar no fim da CPI dos Combustíveis

 

Colegas deputados passaram a ficar mais de olho em Duarte Júnior, por conta do uso indevido da CPI pára objetivos eleitorais

As flagrantes ações eleitoreiras do deputado estadual Duarte júnior (PRB) no comando da CPI dos Combustíveis chamaram a atenção do alto comando da Assembleia Legislativa e do próprio Governo do Estado.

As suspeitas é que Duarte esteja usando a CPI para favorecer seus aliados na disputa eleitoral de 2022, com geração de supostos fatos diários contra seus adversários.

A dúvida é saber se Duarte trabalha de acordo com os interesses do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) ou do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

Brandão apoiou a candidatura de Duarte Júnior em 2020, tentando forçar aliados da base do governo Flávio Dino a apoiar sua frustrada pretensão de ser prefeito de São Luís. Na época, Brandão tentou forçar os demais aliados do governo a fechar com Duarte, mas fracassou em seu intento.

O uso da CPI agora seria uma represália do parlamentar, com apoio do vice-governador.

Por outro lado, Duarte também foi apoiado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), que tem oferecido espaço no seu partido ao deputado estadual.

Josimar também é candidato a governador e atua também no ramo de postos de combustível, diretamente ou por intermédio de terceiros.

O comando da Assembleia já percebeu os rumos que a CPI está tomando – com os interesses políticos e eleitorais acima dos interesses públicos – e pode atuar para encerrar os trabalhos da comissão.

O que evitaria, também, o uso indevido da estrutura pública em interesse de pessoas ou de grupos.