0

Rose Sales articula apoio de Eliziane Gama a Rubens Júnior…

Ex-vereadora e ex-candidata a prefeita está filiada ao Cidadania desde 2019, mas atua diretamente na pré-campanha do secretário de Cidades, o que deve favorecer a aliança em torno do comunista

 

Mesmo filiada ao Cidadania, de Eliziane Gama, Rose Sales tem levado líderes de várias comunidades para ter com Rubens Pereira Júnior

A ex-candidata a prefeita e ex-vereadora Rose Sales tem sido uma das principais articuladoras do apoio do Cidadania, partido da senadora Eliziane Gama, ao candidato do PCdoB em São Luís, Rubens Pereira Júnior.

Rose é filiada ao Cidadania desde 2019, mas tem acompanhado toda a agenda de Rubens Júnior na pré-campanha.

Na semana passada, surgiu a informação de que, após “namoro” com Carlos Madeira (Solidariedade) e com Duarte Júnior (Republicanos), o Cidadania iria mesmo fechar com Rubens Júnior.

– Minha amiga Rose, estamos aqui firmes e fortes pelo bem da cidade de São Luís – disse Eliziane à vereadora, em recente encontro do Cidadania. (Veja vídeo acima) 

Apesar de não-confirmada oficialmente, nem pela cúpula do Cidadania, nem pela senadora Eliziane Gama, a aliança já é admitida por executivos do partido, mesmo os que defendiam outro caminho.

E eles põem na conta de Rose Sales a articulação para o fechamento do apoio a Rubens…

1

Brandão busca apoio do Cidadania a Duarte Júnior…

Para formação de aliança, vice-governador reuniu-se com lideranças do partido que tem a senadora Eliziane Gama como principal nome no estado; dividida, legenda conversa também com Carlos Madeira e Rubens Pereira Júnior

 

Brandão tem tentado aproximar de Duarte Júnior o Cidadania de Eliziane Gama, mas a legenda discute também os nomes de Carlos Madeira e Rubens Júnior

O vice-governador Carlos Brandão fez na segunda-feria, 16, mais um gesto efetivo em favor da candidatura do deputado estadual Duarte Júnior à prefeitura de São Luís.

Ele chamou para conversar lideranças do Cidadania no Maranhão em busca da formação de uma aliança com o Republicanos para as eleições de outubro.

Do encontro com Brandão participaram o presidente regional Eliel Gama e o secretário-geral Gledson Britto; o próprio Duarte já havia conversado com os dois em duas ocasiões.

Dividido hoje em pelo menos duas correntes políticas – todas girando em torno da senadora Eliziane Gama, principal expressão do partido – o Cidadania não tem conseguido abrir um debate efetivo, girando em torno dos nomes de Duarte, Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Carlos Madeira (Solidariedade).

A intensa divisão interna dificulta, inclusive, a conversa com os candidatos.

Aquele candidato que se dispõe a conversar com um dos lados, acaba se inviabilizando com o outro, caso do próprio Duarte Júnior.

Atualmente, a instância partidária propriamente dita tem quase consenso em torno de Carlos Madeira. Mas Eliziane – e seu marido, Inácio Melo – que mantêm forte influencia interna, parecem preferir Rubens Júnior.

Diante da indefinição e da falta de entendimento, o Cidadania vai empurrando para agosto a decisão sobre as eleições de São Luís…

3

São Luís terá primeira batalha Brandão X Weverton

Pré-candidatos à sucessão de Flávio Dino vão se enfrentar por intermédio dos seus escolhidos a prefeito. E quem chegar ao segundo turno largará na frente rumo a 2022; Entre eles, a senadora Eliziane Gama, melhor posicionada nas pesquisas, mas ainda distante do debate em São Luís

 

A movimentação certa de Weverton, Brandao e Eliziane em 2020 definirá o futuro de cada um na sucessão de Flávio Dino, em 2022

O movimento do vice-governador Carlos Brandão (PRB) – de fortalecimento do seu partido na Assembleia – foi o gesto mais evidente da guerra surda que vem sendo travada nos bastidores entre ele e o senador Weverton Rocha (PDT), com vistas à sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB), em 2022.

Como em um jogo de xadrez, Brandão e Weverton vão se enfrentar primeiramente por meio de suas peças definidas para as eleições municipais de São Luís.

De um lado, o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), com o apoio de Weverton e seu grupo.

Do outro, o também deputado Duarte Júnior (PRB) e a força de Brandão e sua base.

O objetivo inicial desta batalha é passar para o segundo turno contra Eduardo Braide (Podemos); no segundo momento, vencer o favorito na sucessão de Edivaldo Júnior (PDT).

A simples chegada ao segundo turno, tanto de Evangelista quanto de Duarte, significará, para Weverton ou Brandão, uma vitória sobre o concorrente de 2022.

E se um dos seus candidatos vencer Braide, 2022 escancara as portas.

Talvez por isso, a disputa eleitoral na base de Flávio Dino tornou-se uma violenta guerra entre os chamados “menudos do Palácio”, que pode se transformar em um racha sem precedentes entre os aliados do governador. 

E é aí que entra a senadora Eliziane Gama (Cidadania).

Melhor colocada nas pesquisas em relação a Brandão e a Weverton, a senadora do Cidadania ainda não se posicionou em relação a 2020.

E, estranhamente, segue apática no debate de São Luís, sua principal base eleitoral.

De acordo com a movimentação do Cidadania, Eliziane Gama tem como opções o secretário Rubens Júnior (PCdoB) e o juiz aposentado Carlos Madeira (Solidariedade).

Vestindo, de fato, a camisa do candidato – e se envolvendo diretamente na campanha na capital –  Eliziane dará um salto rumo a 22 se o seu escolhido alcançar o segundo turno, deixando para trás os candidatos dos seus “adversários” internos.

Mas ela pode permanecer distante, apenas observando a batalha campal entre Weverton Rocha e Carlos Brandão.

E seguir como coadjuvante rumo à sucessão de Flávio Dino.

Esta é uma escolha que ninguém pode fazer por ela…

1

Cidadania entre Carlos Madeira e Rubens Júnior…

Partido da senadora Eliziane Gama iniciou discussões com os dois pré-candidatos a prefeito de São Luís e está dividido entre fechar com o juiz federal aposentado ou vincular-se ao comunista ligado a Flávio Dino

 

Carlos Madeira recebeu em almoço os membros do diretório regional e municipal do Cidadania, após encontro da legenda, no sábado, 7

Afastados do processo eleitoral até semana passada, o Cidadania, partido que tem na senadora Eliziane Gama o seu principal nome no Maranhão, começou a marcar posição com vistas ao pleito de outubro.

No sábado, o partido realizou encontro com a militância e pré-candidatos proporcionais; e foi recebido em um almoço pelo pré-candidato do Solidariedade, Carlos Madeira.

Já na segunda-feira, reuniu-se com o candidato do PCdoB, Rubens Júnior.

– No momento, discute-se no Cidadania essas duas opções eleitorais – resumiu o presidente regional da legenda, Eliel Gama.  

 

Rubens Júnior seria uma oportunidade, segundo entendem alguns dos líderes do Cidadania, de acenar para o próprio Flávio Dino, que é do PCdoB

Dos membros da base governista já avaliados para as eleições de 2022, Eliziane é a única que ainda nãos e posicionou, embora apareça como o melhor nome entre as possíveis opções de Flávio Dino (PCdoB).

O vice-governador Carlos Brandão já está com o deputado estadual Duarte Júnior (PRB) em São Luís.

Weverton Rocha (PDT), por sua vez, deve fechar com o democrata Neto Evangelista.

A decisão do Cidadania sobre São Luís pode ser a oportunidade de Eliziane consolidar, de fato –  e de forma independente – se estará ou não no jogo sucessório de 2022.

É aguardar e conferir…

0

Eliziane reunirá Cidadania para discutir eleições em São Luís…

Única das lideranças da base governista cotadas para as eleições de 2022 que ainda não se posicionou sobre 2020, senadora pretende reunir militantes para estudos sobre questões eleitorais e formação de chapas proporcionais

 

Eliziane vai começar a discutir as eleições no Cidadania

Um dos nomes da base do governo Flávio Dino (PCdoB) para as eleições de 2022, a senadora Eliziane Gama (Cidadania) é a única que ainda não se posicionou sobre as eleições municipais em São Luís.

Neste sábado, 7, ela vai reunir a militância e pretensos candidatos a vereador pelo Cidadania para iniciar as discussões sobre o processo eleitoral na capital maranhense.

Ao lado do vice-governador Carlos Brandão (PRB) e do senador Weverton Rocha (PDT), Eliziane forma a trinca de possíveis candidatos de Dino à sua sucessão.

Tanto Brandão quanto Weverton já têm candidatos definidos à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior; Eliziane e o Cidadania ainda não declararam apoio a nenhum nome.

– Nosso partido desde 2012 tem projeto eleitoral em São Luís, sempre tivemos protagonismo no debate eleitoral da capital de forma que não poderíamos nos furtar a este momento – afirmou o presidente regional da legenda, Eliel Gama.

O evento deste sábado terá a presença do dirigente nacional da legenda Cláudio Vitorino que é um dos responsáveis nacionais por acompanhar as candidaturas e de construir a “ponte” para 2022, quando o partido espera ter candidatura à presidência da república.

Líder do partido no Senado e principal nome da legenda no estado, Eliziane falará com os pré candidatos com objetivo de alinhamento dos projetos ao programa do partido.

O posicionamento de Eliziane Gama sobre as eleições municipais realinhará o debate sobre as eleições de 2022.

E este debate será iniciado no Cidadania a partir de sábado, no encontro na Câmara Municipal.

4

Enos Costa Ferreira pode ser o candidato do Cidadania…

Secretário de Relações institucionais do governo Flávio Dino é filiado à legenda da senadora Eliziane Gama, que vê com simpatia a possibilidade de ele entrar na disputa pela Prefeitura de São Luís

 

Enos Costa Ferreira com a senadora Eliziane Gama e o ex-deputado federal Costa Ferreira

O secretário de Relações Institucionais do governo Flávio Dino (PCdoB), advogado Enos Costa Ferreira, é o nome mais cotado no Cidadania para representar a legenda na disputa pela Prefeitura de São Luís.

Filho do ex-deputado federal Costa Ferreira e pastor da igreja Assembleia de Deus, Enos tem a simpatia da senadora Eliziane Gama, presidente regional da legenda.

O próprio Costa Ferreira já foi candidato a prefeito; e tem forte recall eleitoral na capital maranhense. 

O nome do secretário vem sendo discutido internamente no Cidadania desde meados de 2019.

para ser candidato, ele precisa estar desincompatibilizado do cargo no governo até 4 de abril.

Até lá, as lideranças da legenda vão continuar conversando sobre a disputa.

1

Eliziane participa da campanha de Adelmo em Caxias…

Ao lado do marido, Inácio Mello, senadora maranhense reforçou a base de apoio do deputado estadual, candidato do grupo liderado pela deputadas Cleide Coutinho a prefeito do município

 

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) esteve esta semana em Caxias, para participar do lançamento da pré-candidatura do deputado estadual Adelmo Soares a prefeito do município.

Acompanhada do marido, Eliziane Gama ressaltou a força do grupo liderado pela deputada Cleide Coutinho (PDT) e assumiu compromisso com Adelmo Soares, candidato do grupo.

– Contem de forma incondicional com o nosso apoio nesta caminhada. Espero nos próximos quatro anos estar lutando em brasília, ao seu lado, para que Caxias se torne, de fato, uma cidade melhor para todos – disse a senadora.

A apresentação de Adelmo como candidato reuniu lideranças políticas de Caxias e de vários municípios do Maranhão.

1

Dr. Yglésio estima duas semanas para resolver questão de partido…

Deputado estadual diz que articula filiação, fala de conversas com o Cidadania – embora as lideranças da legenda neguem – e ressalta que seu projeto tem aval das lideranças do grupo Flávio Dino/Edivaldo Júnior

 

Yglésio quer anunciar seu partido à imprensa até a segunda semana de fevereiro

O deputado estadual Dr. Yglésio (sem partido) prevê que até a segunda semana do mês de fevereiro terá anunciado o partido pelo qual pretende concorrer à Prefeitura de São Luís.

– Na segunda semana de fevereiro vai ter muita atualização – afirmou o parlamentar.

Dr. Yglésio diz que seu projeto eleitoral é estratégico para o grupo Flávio Dino (PCdoB)/Edivaldo Júnior (PDT) e ressalta que tem adiantado conversas com o Cidadania, embora nenhuma das lideranças do partido confirme este articulação.

– Há ainda um caminho a trilhar e ajustes a serem feitos. Há de minha parte disposição em dialogar. E há também de segmentos importantes do partido – disse ele, ressaltando que vai voltar a conversar durante o fim de semana, após chegar de viagem.

No Cidadania, a voz geral é a de que a direção nacional do partido quer uma candidatura própria, mas a ideia é lançar alguém orgânico, com  mais identidade com a legenda e alinhado ao projeto de ter a candidatura presidencial de Luciano Huck.

De qualquer forma, Yglésio garante que, em meados de fevereiro, terá seu partido definido e anunciado à imprensa.

5

Partido de Eliziane Gama quer ter candidato próprio em São Luís

Cidadania busca nomes entre seus filiados para evitar que o deputado Eduardo Braide ocupe espaços no segmento evangélico, o que fortaleceria ainda mais sua eleição, já consolidada entre os católicos

 

Eliziane Gama é o nome mais forte entre os evangélico para barrar Braide, mesmo com suas alianças à esquerda, hoje vista com outros olhos pelo segmento

O Cidadania, partido da senadora Eliziane Gama, decidiu retomar conversas entre suas lideranças e discutir a possibilidade de uma candidatura própria a prefeito de São Luís.

O objetivo é evitar que o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) avance no eleitorado do segmento evangélico.

O blog Marco Aurélio D’Eça vem defendendo, desde o início de 2019, que a presença de Eliziane na disputa em São Luís seria uma forma de manter a disputa equilibrada, sem dar a sensação de irreversibilidade no favoritismo de Braide.

Foi assim em março do ano passado, com o post “As eleições de 2020 e o fator Elizaine Gama…”.

Já em junho de 2019, novo post, dessa vez intitulado “Eliziane no debate sobre a sucessão e São Luís…” 

Em novembro, após as pesquisas apontarem a força da senadora, o blog mais uma vez chamou a atenção, com o post “Eliziane Gama e as eleições de 2020 e 2022…”  

Tanto o Cidadania quanto a própria Eliziane, poém, mantiveram-se totalmente afastados do debate sucessório, apesar dos insistentes chamados deste blog.

Consolidado no segmento católico, Braide avançou fortemente no eleitorado evangélico, hoje mais adepto a políticas conservadoras, sobretudo após eleição de Jair Bolsonaro.

Consolidado entre os católicos, Eduardo Braide vem avançando fortemente no segmento evangélico, sobretudo entre os mais fisiológicos

Na semana passada, por exemplo, o deputado reuniu-se com o pastor José Guimarães Coutinho, principal liderança da Assembleia de Deus, a maior igreja evangélica de São Luís.

Com Eliziane recuperando-se de tratamento de Saúde e a esquerda, a partir de Flávio Dino, Edivaldo Júnior (PDT), dominando o debate entre os adversários de Braide, a tendência é que os evangélicos sigam com o deputado do Podemos.

Mesmo assim, o Cidadania pretende apresentar uma opção eleitoral ao segmento.

Ainda há tempo?!?

0

Conversas entre Dino e Huck põem Eliziane na interlocução do governador

Senadora é líder do Cidadania no Congresso Nacional, partido pelo qual o apresentador da Rede Globo deve concorrer à presidência, o que facilita a articulação para inclusão dela na chapa majoritária de 2022 no Maranhão

 

Eliziane Gama lidera a bancada do Cidadania no Senado Federal, partido que quer ter Luciano Huck candidato a presidente

O senador Weverton Rocha sempre teve o PDT como um trunfo na sua articulação para ser candidato a governador, em 2022, com apoio do atual ocupante do Palácio dos Leões, Flávio Dino (PCdoB).

A estratégia tem o seguinte raciocínio: com força na direção nacional do PDT, Weverton conseguiria levar a legenda para eventual coligação nacional com o PCdoB.

O grande empecilho deste esquema é a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes, prioridade entre pedetistas.

Pôs, agora, a senadora Eliziane Gama tem um trunfo igual ao de Weverton, caso pense mesmo em ser candidata a governadora em 2022 – ela apareceu em segundo lugar nas pesquisas do final de 2019.

A articulação entre o apresentador Luciano Huck e o governador Flávio Dino para montagem de uma chapa presidencial, segundo revelou a revista Veja, põe Eliziane na linha de frente da articulação.

O Cidadania recebeu a filiação do senador Jorge Kajuru já com a informação de que Huck será candidato a presidente; e Huck quer Flávio Dino como vice

A senadora maranhense tem forte influência nacional no Cidadania e histórica lealdade a Flávio Dino.

Passa a ser, portanto, interlocutora e fiadora de seu projeto nacional.

Tanto quanto Weverton Rocha…