1

Coronavírus suspende pré-campanha em São Luís…

Apesar de um ou outro pré-candidato ainda tentar faturar nas redes sociais com as notícias sobre a CoVID-19, a quarentena imposta no Maranhão de fato deixou a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior em segundo plano

 

As ruas ficaram vazias e livres de pré-candidatos a prefeito, embora alguns insistam em aparecer nas redes sociais

Às vésperas do fim do prazo para filiação partidária de quem pretende disputar as eleições de outubro, a pré-campanha eleitoral em São Luís está paralisada.

Desde o início das notícias sobre a ameaça do coronavírus – e antes mesmo da decretação da quarentena no Maranhão – os pré-candidatos recolheram-se, embora ainda haja um outro outro que tentem faturar politicamente nas redes sociais.

O debate mais importante sobre o tema é o adiamento das eleições 2020, proposta primeiramente pelo pré-candidato do Solidariedade, Carlos Madeira, e que ganhou corpo no Congresso Nacional.

O problema do adiamento da eleição é exatamente deixar mais dois anos para o atual prefeito e os atuais vereadores.

Melhor que o coronavírus seja vencido o mais rápido possível…

5

Madeira prega adiamento das eleições e prorrogação de mandatos

Candidato a prefeito de São Luís defende que os recursos do Fundo Eleitoral de 2020 seja usado pelo Ministério da Saúde para ajudar no combate ao coronavírus

 

Candidato diferenciado, Carlos Madeira propõe a suspensão das eleições e abre importante debate político nacional

O candidato a prefeito de São Luís pelo Solidariedade, Carlos Madeira, propôs nesta quarta-feira, 19, em suas redes sociais, a suspensão das eleições de 2020, diante da pandemia de Coronavírus.

– Acho prudente a completa reformulação do calendário eleitoral, com a suspensão das eleições deste ano. Esse assunto somente poderá ser tratado por norma constitucional, mas uma Emenda à Constituição pode ser encaminhada ao Congresso para modificar a Constituição Federal e prorrogar os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores por 6 meses – propôs.

Pela proposta de Madeira, as eleições de 2020 poderiam ser realizadas no primeiro semestre de 2021.

Além do adiamento das eleições, Madeira propôs que os recursos do Fundo Eleitoral de 2020 sejam usados pelo Ministério da Saúde, no combate ao coronavírus.

– Sou favorável, também, à realocação dos recursos de fundo partidário para os órgãos de saúde do País. Neste momento dramático vivido pelo País, todos os esforços e recursos financeiros devem ser voltados para proteger a saúde das pessoas, sobretudo das pessoas mais pobres – defendeu o candidato.

Juiz federal aposentado, Carlos Madeira conhece os meandros do sistema eleitoral e sua proposta mostra o seu diferencial como candidato. Mas ele vai além, propondo a união de todos para o enfrentamento da pandemia mundial.

– Devemos todos nos unir, superando convicções políticas e ideológicas; a união pela saúde e pela paz social será decisiva para enfrentarmos esse momento tão terrível de nossa história – afirmou.

O debate está aberto…

1

Brandão busca apoio do Cidadania a Duarte Júnior…

Para formação de aliança, vice-governador reuniu-se com lideranças do partido que tem a senadora Eliziane Gama como principal nome no estado; dividida, legenda conversa também com Carlos Madeira e Rubens Pereira Júnior

 

Brandão tem tentado aproximar de Duarte Júnior o Cidadania de Eliziane Gama, mas a legenda discute também os nomes de Carlos Madeira e Rubens Júnior

O vice-governador Carlos Brandão fez na segunda-feria, 16, mais um gesto efetivo em favor da candidatura do deputado estadual Duarte Júnior à prefeitura de São Luís.

Ele chamou para conversar lideranças do Cidadania no Maranhão em busca da formação de uma aliança com o Republicanos para as eleições de outubro.

Do encontro com Brandão participaram o presidente regional Eliel Gama e o secretário-geral Gledson Britto; o próprio Duarte já havia conversado com os dois em duas ocasiões.

Dividido hoje em pelo menos duas correntes políticas – todas girando em torno da senadora Eliziane Gama, principal expressão do partido – o Cidadania não tem conseguido abrir um debate efetivo, girando em torno dos nomes de Duarte, Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Carlos Madeira (Solidariedade).

A intensa divisão interna dificulta, inclusive, a conversa com os candidatos.

Aquele candidato que se dispõe a conversar com um dos lados, acaba se inviabilizando com o outro, caso do próprio Duarte Júnior.

Atualmente, a instância partidária propriamente dita tem quase consenso em torno de Carlos Madeira. Mas Eliziane – e seu marido, Inácio Melo – que mantêm forte influencia interna, parecem preferir Rubens Júnior.

Diante da indefinição e da falta de entendimento, o Cidadania vai empurrando para agosto a decisão sobre as eleições de São Luís…

3

São Luís terá primeira batalha Brandão X Weverton

Pré-candidatos à sucessão de Flávio Dino vão se enfrentar por intermédio dos seus escolhidos a prefeito. E quem chegar ao segundo turno largará na frente rumo a 2022; Entre eles, a senadora Eliziane Gama, melhor posicionada nas pesquisas, mas ainda distante do debate em São Luís

 

A movimentação certa de Weverton, Brandao e Eliziane em 2020 definirá o futuro de cada um na sucessão de Flávio Dino, em 2022

O movimento do vice-governador Carlos Brandão (PRB) – de fortalecimento do seu partido na Assembleia – foi o gesto mais evidente da guerra surda que vem sendo travada nos bastidores entre ele e o senador Weverton Rocha (PDT), com vistas à sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB), em 2022.

Como em um jogo de xadrez, Brandão e Weverton vão se enfrentar primeiramente por meio de suas peças definidas para as eleições municipais de São Luís.

De um lado, o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), com o apoio de Weverton e seu grupo.

Do outro, o também deputado Duarte Júnior (PRB) e a força de Brandão e sua base.

O objetivo inicial desta batalha é passar para o segundo turno contra Eduardo Braide (Podemos); no segundo momento, vencer o favorito na sucessão de Edivaldo Júnior (PDT).

A simples chegada ao segundo turno, tanto de Evangelista quanto de Duarte, significará, para Weverton ou Brandão, uma vitória sobre o concorrente de 2022.

E se um dos seus candidatos vencer Braide, 2022 escancara as portas.

Talvez por isso, a disputa eleitoral na base de Flávio Dino tornou-se uma violenta guerra entre os chamados “menudos do Palácio”, que pode se transformar em um racha sem precedentes entre os aliados do governador. 

E é aí que entra a senadora Eliziane Gama (Cidadania).

Melhor colocada nas pesquisas em relação a Brandão e a Weverton, a senadora do Cidadania ainda não se posicionou em relação a 2020.

E, estranhamente, segue apática no debate de São Luís, sua principal base eleitoral.

De acordo com a movimentação do Cidadania, Eliziane Gama tem como opções o secretário Rubens Júnior (PCdoB) e o juiz aposentado Carlos Madeira (Solidariedade).

Vestindo, de fato, a camisa do candidato – e se envolvendo diretamente na campanha na capital –  Eliziane dará um salto rumo a 22 se o seu escolhido alcançar o segundo turno, deixando para trás os candidatos dos seus “adversários” internos.

Mas ela pode permanecer distante, apenas observando a batalha campal entre Weverton Rocha e Carlos Brandão.

E seguir como coadjuvante rumo à sucessão de Flávio Dino.

Esta é uma escolha que ninguém pode fazer por ela…

4

Com menudos em pé-de-guerra, Madeira vira ponto de equilíbrio

Em campanha repleta de novinhos – alguns frutos do “filhotismo político” – juiz federal aposentado pode virar a referência de quem não quer Eduardo Braide, mas busca experiência e equilíbrio emocional em um candidato

 

Os menudos de Flávio Dino vivem em pé-de-guerra; e já começam a preocupar pela falta de maturidade e desequilíbrio emocional

O termo “Menudos” foi usado ainda em 2019 para se referir à profusão de candidatos a prefeito com idade inferior a 35 anos, todos saídos da base do governo Flávio Dino (PCdoB).   

A princípio, a nomenclatura encerrava em si uma carga de preconceito, uma vez que denotava risco por falta de experiência e desequilíbrio emocional na base do governo comunista.

Mas o tempo se encarregou de ampliar esses riscos, com a violenta guerra pública travada entre os “Menudos” que, até agora, sobraram na disputa.

A campanha propriamente dita ainda nem começou e o clima entre os candidatos de Flávio Dino é de batalha sangrenta.

Neto Evangelista (DEM) odeia Duarte Júnior (PRB), que detesta Rubens Júnior (PCdoB), que não morre de amores por Dr. Yglésio (PDT), que odeia Duarte Júnior, que detesta Neto Evangelista. 

 

Enquanto os menudos se engalfinham – feito meninos levados no recreio da escola – Carlos Madeira já tem equipe planejando um eventual governo

No meio de toda essa meninada cheia de energia e pronta para a briga, um pré-candidato começa a ser notado, como símbolo de experiência, equilíbrio emocional e maturidade.

O juiz federal aposentado Carlos Madeira mira uma base específica do eleitorado: aquela que desconfia de Eduardo Braide (Podemos), mas que já percebeu pouca maturidade na meninada “criada” por Flávio Dino.

Vindo das camadas mais populares da sociedade, vitorioso e honrado na carreira pública de magistrado, bem sucedido como empresário, Madeira aponta para a serenidade necessária à gestão de uma cidade como São Luís.

E foge também ao termo “filhotismo político”, que caracteriza boa parte desses candidatos miúdos – filhos, netos, sobrinhos, esposas ou maridos de políticos tradicionais.

A guerra de meninos antecipada pelos menudos de Flávio Dino expôs uma preocupação no eleitorado: esses “novinhos” imaturos estão mesmo prontos para dirigir uma cidade como a capital maranhense?!?

Para quem tem dúvida disto, há outras opções na mesa…

1

Cidadania entre Carlos Madeira e Rubens Júnior…

Partido da senadora Eliziane Gama iniciou discussões com os dois pré-candidatos a prefeito de São Luís e está dividido entre fechar com o juiz federal aposentado ou vincular-se ao comunista ligado a Flávio Dino

 

Carlos Madeira recebeu em almoço os membros do diretório regional e municipal do Cidadania, após encontro da legenda, no sábado, 7

Afastados do processo eleitoral até semana passada, o Cidadania, partido que tem na senadora Eliziane Gama o seu principal nome no Maranhão, começou a marcar posição com vistas ao pleito de outubro.

No sábado, o partido realizou encontro com a militância e pré-candidatos proporcionais; e foi recebido em um almoço pelo pré-candidato do Solidariedade, Carlos Madeira.

Já na segunda-feira, reuniu-se com o candidato do PCdoB, Rubens Júnior.

– No momento, discute-se no Cidadania essas duas opções eleitorais – resumiu o presidente regional da legenda, Eliel Gama.  

 

Rubens Júnior seria uma oportunidade, segundo entendem alguns dos líderes do Cidadania, de acenar para o próprio Flávio Dino, que é do PCdoB

Dos membros da base governista já avaliados para as eleições de 2022, Eliziane é a única que ainda nãos e posicionou, embora apareça como o melhor nome entre as possíveis opções de Flávio Dino (PCdoB).

O vice-governador Carlos Brandão já está com o deputado estadual Duarte Júnior (PRB) em São Luís.

Weverton Rocha (PDT), por sua vez, deve fechar com o democrata Neto Evangelista.

A decisão do Cidadania sobre São Luís pode ser a oportunidade de Eliziane consolidar, de fato –  e de forma independente – se estará ou não no jogo sucessório de 2022.

É aguardar e conferir…

2

Em vídeo, Carlos Madeira mostra identidade no Bairro de Fátima

Pré-candidato do Solidariedade a prefeito de São Luís circula na comunidade, conversa com várias pessoas de sua infância e juventude e mostra conhecimento dos causos e causas da região onde morou

 

O pré-candidato do solidariedade a prefeito de São Luís, Carlos Madeira, divulgou em suas redes sociais um vídeo em que faz um périplo por sua comunidade, o Bairro de Fátima, mostrando identidade com os moradores.

Conhecido na infância por “Pedrinho” ou “Dedé”, Madeira ouviu histórias de senhoras e senhores que conviveram com ele na infância e na juventude, antes de se tornar juiz.

Bem descontraído nas conversas, o juiz federal entrou nas casas, tomou café, saboreou o sorvete de pregoeiro e se emocionou com as histórias dos seus comunitários.;

Nascido em família humilde e vitorioso pelo estudo, o candidato do Solidariedade tem identidade com as comunidades mais carentes por que veio dela.

O vídeo está disponível nas redes sociais do pré-candidato…

2

Carlos Madeira também avança em segmento evangélico…

Pré-candidato do Solidariedade tem conversado com lideranças de perfil mais progressista do segmento religioso e recebido contribuições e sugestões para formação do seu plano de governo e do projeto de gestão em São Luís

 

Ao lado do pastor Joaquim Ferreira Neto, Madeira recebeu oração na Igreja Batista do Angelim

 

Pré-candidato a prefeito de São Luís pelo Solidariedade, o juiz aposentado Carlos Madeira, vem intensificando diálogos com segmentos específicos do movimento evangélico.

Nas últimas semanas, ele se reuniu com os líderes da Igreja Batista do Angelim e com representantes da Assembleia de Deus em Tirirical.

– Ouvimos palavras que certamente nortearão nossa caminhada. Estamos convencidos de que estamos no caminho certo quando buscamos homens  mulheres de bem para seguirem conosco – disse Madeira.

Na Igreja batista do Angelim, Madeira foi recebido pelo pastor Joaquim Ferreira Neto, que fez oração pedindo que Deus ilumine os caminhos do candidato.

Com o pastor Osiel e uma fiel, na sede da Igreja Assembleia de Deus em Tirirical: palavras de incentivo e sugestões de governo

Na Assembleia de Deus do Tirirical a reunião foi com o pastor Osiel Gomes, que recebeu o ex-juiz.

– Muito feliz e com a certeza de que nosso sentimento para com a nossa cidade começa a ser compreendido – afirmou.

1

Para Simplício Araújo, Madeira eleva o debate em São Luís…

Presidente do Solidariedade diz que tem incentivado novas lideranças em todo o maranhão, como forma de renovar a política  no estado, o que, segundo ele, começou com a eleição de Flávio Dino

 

Madeira defendeu que a população honesta, séria e correta se envolva diretamente na política, para evitar que ela se transforme em território de homens maus

O presidente do Solidariedade no Maranhão, secretário Simplício Araújo, avaliou que a entrada do juiz federal aposentado Sebastião Madeira no processo eleitoral de São Luís eleva o debate da sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

– Com o Madeira, teremos por exemplo, em São Luís, um grande nível no debate – afirmou Simplício Araújo, que fez o lançamento oficial da pré-candidatura em evento na última sexta-feria, 7.

Araújo avalia que a política do Solidariedade é incentivar a participação de novas lideranças em todo o Maranhão, também nestas eleições municipais.

– O partido Solidariedade aqui no Maranhão, temos buscado incentivar novas lideranças. É isso que o Maranhão está buscando, desde a eleição do Governador Flávio Dino – disse ele.

O encontro apresentou Madeira como candidato em São Luís e outros filiados que representarão o partido no interior

Ciente ele próprio do seu potencial no debate, Madeira disse que é preciso evitar que a política seja tomada por homens maus.

– Quando os homens bons se esquivam da política, ela vira território de homens maus – disse Madeira, fazendo referência a Martin Luther King.

– É preciso conclamar a cidade e olhar com um olhar de gestor – frisou o ex-juiz, referindo-se ao seu projeto para a capital maranhense.

0

Solidariedade apresenta 50 candidatos a prefeito em todo o MA…

Partido vai reunir militância para definir as estratégias da campanha que tem o juiz federal aposentado Carlos Madeira como protagonista; presidente nacional Paulinho da Força e deputados Helena Duailibe, Rildo Amaral e Fernando Pessoa também participarão

 

O Solidariedade Maranhão, liderado pelo secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo vai apresentar nesta sexta-feira, 7, às 9 horas, 50 pré-candidatos do partido a prefeito em todo o estado.

Entre os candidatos, o juiz federal Carlos Madeira disputa em São Luís. 

O evento tem a presença confirmada do presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, do Secretário Geral do Solidariedade, Luiz Adriano e de diversas lideranças políticas.

Durante o evento, serão lançados 50 pré-candidatos a prefeito de diversos municípios, entre eles, o ex-juiz federal Carlos Madeira, que vai disputar a prefeitura de São Luís.

Simplício tem alinhado constantemente as ações do partido com a direção nacional, direção estadual e com os três deputados estaduais do Solidariedade no Maranhão, Helena Duailibe, Fernando Pessoa e Rildo Amaral.

O encontro pretende reunir lideranças de mais de 200 municípios, vereadores e prefeitos, deputados estaduais do Solidariedade e aliados, além de deputados federais, senadores.

O encontro acontece no buffet Villa Realle…