0

Mulheres no comando do Orçamento; Eliziane Gama será vice da CMO

Pela primeira vez na história da democracia brasileira, a composição da CMO (Comissão Mista de Orçamento) terá presidente e vice-presidente mulheres. A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), líder do Bloco Parlamentar Senado Independente (Cidadania/PDT/Rede/PSB), foi aclamada vice-presidente da CMO na manhã desta quinta-feira (25).

Para a parlamentar, que também será relatora setorial de Cidadania e Esporte, a conquista é muito simbólica.

“A bancada feminina está galgando posições importantes num momento crucial da nossa democracia. Me sinto honrada por ocupar esse cargo justamente na semana em que comemoramos 89 anos da conquista do voto feminino”, destacou Eliziane Gama.

A senadora disse que vai trabalhar para que sejam alocados ‘recursos ideais’ nos programas sociais e de saúde, e em projetos para beneficiar estados e minicípios.

“Um bom orçamento é decisivo para se garantir a retomada do crescimento econômico, com mais justiça social”, afirmou.

A CMO é presidida pela deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).

1

Eliziane critica vinculação do auxílio emergencial a corte em saúde e educação

A líder do Bloco Senado Independente, senadora Eliziane Gama (MA), criticou a articulação do governo federal para acabar com a obrigatoriedade do gasto mínimo constitucional em educação e saúde para estabelecer uma nova rodada do auxílio emergencial com o agravamento da crise econômica e sanitária.

A proposta foi apresentada pelo relator da PEC Emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC). A PEC deve ser votada nesta quinta-feira (25) pelo Senado.

Para a parlamentar, vincular o auxílio emergencial ao fim da exigência de um gasto mínimo em saúde e educação é um erro.

“A PEC emergencial não pode comprometer áreas tão importantes. É dar com uma mão e tirar com a outra. São os mais pobres que precisam de escolas e hospitais públicos. Desvincular é retrocesso”, criticou.

A Constituição estabelece que estados devem investir 12% da receita em saúde e 25% na educação. Os municípios são obrigados a aplicarem 15% (saúde) e 25% (educação). Já a União não pode reduzir o investimento nas duas áreas que é corrigido pela inflação do ano anterior.

“Parece que o governo quer dar com uma mão e tirar com outra. É injustificável que em nome de uma ajuda temporária, que é o auxílio emergencial, se prejudique de forma permanente áreas tão fundamentais como a saúde e a educação. Não vamos aceitar a proposta como ela foi construída para ser votada no Congresso, não vai passar. Faremos emendas para que o auxílio possa existir e o investimento básico na saúde e na educação possam ser mantidos”, disse Eliziane Gama.

5

Mudanças partidárias envolvem dois senadores e dois deputados no MA

Roberto Rocha e Eliziane Gama devem protagonizar disputa pelo PSDB, que envolve também Gil Cutrim; Pedro Lucas Fernandes deixará comando do PTB, mas ainda não definiu novo rumo partidário

 

Se quiser, Eliziane Gama pode ter o comando do PSDB maranhense, no lugar do colega senador Roberto Rocha

O blog Marco Aurélio D’Eça tratou, ainda em dezembro de 2020, no post  “PSDB deve trocar Roberto Rocha por Eliziane Gama no Senado” das mudanças partidárias em curso na bancada maranhense.

– O caminho do senador maranhense seria o PTB, que tem o deputado federal Pedro Lucas Fernandes como presidente – disse o post, à época. (Relembre aqui)

Passados mais de dois meses, a nova configuração partidária da bancada maranhense começou a se concretizar no fim de semana, após manifestação da Câmara Federal pela prisão do deputado Daniel Silveira, que atacou o STF e a Constituição.

Roberto Rocha viu a rejeição do PSDB á sua postura quando tentou sair em defesa de Silveira e cobrar explicações do ministro Alexandre de Moraes.

Pedro Lucas, por sua vez, recebeu ameaças abertas do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, exatamente por votar a favor da prisão do deputado carioca.

Pedro Lucas foi atacado publicamente pelo ex-deputado Roberto Jefferson, e deve perder o comando do PSDB

O PTB deve ser o caminho natural de Roberto Rocha, pe30lo alinhamento partidário do partido ao presidente Jair Bolsonaro.

Em dezembro, o nome cotado para o controle do PSDB maranhense, era o da senadora Eliziane Gama, que tem excelente relação com o próprio partido, o Cidadania. 

Mas, atualmente, o deputado federal Gil Cutrim (PDT) também é cotado para o controle tucano no Maranhão.

As mudanças partidárias na bancada maranhense devem se eferivar ao longo do mês de março.

8

Eliziane Gama garante apoio à CPI da CoVID-19

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) assinou o Requerimento de instalação da  CPI que pretende investigar crimes cometidos pelo governo federal durante a pandemia da covid-19.

O autor da proposta é o senador Randolfe Rodrigues, que já conseguiu 27 assinaturas e esperar aumentar para 30.

A comissão pretende apurar todas as situações protagonizadas pelo governo Jair Bolsonaro que levaram ao aumento e descontrole da pandemia de coronavírus no Brasil.

Veja abaixo as assinaturas já garantidas:

1. Randolfe Rodrigues
2. Jean Paul Prates 
3. Alessandro Vieira 
4. Jorge Kajuru 
5. Fabiano Contarato 
6. Alvaro Dias 
7. Mara Gabrilli 
8. Plínio Valério 
10. Leila Barros
11. Humberto Costa 
12. Cid Gomes 
13. Eliziane Gama 
14. Major Olimpio 
15. Omar Aziz 
16. Paulo Paim 
17. Rose de Freitas

18. Rogério Carvalho
19. Otto Alencar
20. Renan Calheiros
21. Eduardo Braga
22. Rodrigo Cunha
23. Lasier Martins
24. Zenaide Maia
25. Paulo Rocha
Jean Paul (repetido)
Leila Barros (repetido)
26. Styvenson
27. Acir Gurgacz

6

Eliziane Gama já decidiu: será candidata em 2022…

Senadora eleita em 2018 vai incluir o nome na disputa pelo Governo do Estado e já comunicou a decisão aos aliados e prováveis adversários

 

Eliziane Gama entra na briga pelo Governo do Estado e amplia número de candidatos na base de Flávio Dino

Líder em todas as pesquisas que já a incluíram na disputa pelo Governo do Estado, a senadora Eliziane Gama (Cidadania) tem comunicado aos aliados e até a prováveis futuros adversários, que também estará na disputa de 2022.

A senadora, eleita em 2018, pode concorrer pelo Cidadania ou até mesmo por outra legenda, já que vem conversando com partidos de todos os matizes.

Eleita melhor senadora de 2020 no Congresso, a maranhense tem apresentado excelente desempenho nacional com sua postura crítica em relação ao governo Jair Bolsonaro.

Eliziane Gama é o quarto nome da base do governo Flávio Dino (PCdoB) a manifestar interesse pela sucessão do comunista.

Além dela, são pré-candidatos o vice-governador Carlos Brandão 9PRB), o senador Weverton Rocha (PDT) e o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT).

O risco é a disputa descambar para uma nova guerra fratricida na base de Flávio Dino.

Mas isso, só a habilidade do próprio governador poderá impedir…

1

Vacina contra a CoVID-19 ainda sem data para o Maranhão

Nem o Governo do Estado e muito menos as prefeituras divulgaram oficialmente programação para compra do medicamento que pode livrar o estado da pandemia de coronavírus e ajudar a salvar vidas; única ação sobre o tema é da senadora Eliziane Gama

 

Esta idosa inglesa de 90 anos foi a primeira pessoa no mundo a receber a vacina contra o coronavírus, num dia histórico para a humanidade

No dia histórico para a saúde mundial – em que o Reino Unido inicia a vacinação contra a CoVID-19 – ainda faltam informações oficiais sobre a vacinação da população maranhense.

A única manifestação sobre o assunto foi da senadora Eliziane Gama (Cidadania), que pretende encontrar formas de trazer a Coronavac, vacina desenvolvida pelo governo chinês, em parceria com o Instituto Butantã.

– Com a saúde não se brinca. Nesta visita oficial ao Instituto Butatan e ao governo de São Paulo vamos discutir a chegada da CoronaVac a todos os estados, especialmente ao Maranhão. Nós queremos contribuir com a organização da logística para uma campanha de vacinação em massa após liberação da ANVISA – destacou Eliziane Gama.

Eliziane Gama é a única autoridade maranhense a falar oficialmente sobre a vacina; falta manifestação do governador e de prefeitos

Mas nem o governador Flávio Dino (PCdoB), muito menos os prefeitos apresentaram cronograma de recebimento e vacinação da população.

A única informação sobre Dino é uma ação dele no STF para comprar a vacina, ainda sem data para julgamento.

No Reino Unido, a vacinação começou nesta terça-feira, 8, marcando um dia histórico para a saúde mundial.

10

Preservada da disputa em 2020, Eliziane aponta para 2022

Senadora maranhense até apoiou candidatos nas eleições de São Luís, mas ficou longe da guerra fratricida e do desgaste na base do governo Flávio Dino; e sempre bem avaliada nas pesquisas de intenção de votos, também é nome para a sucessão

 

Eliziane Gama pouco se envolveu na disputa em São Luís, apesar de apoiar dois candidatos; e tem recall eleitoral em pesquisas para estar no debate pela sucessão de Flávio Dino

Política com forte viés espiritual, a senadora Eliziane Gama (Cidadania) parece ter sido protegida do desgaste nas eleições de 2020.

Embora também tenha apoiado os candidatos Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Duarte Júnior (Republicanos), Eliziane acabou preservada do ônus da dupla derrota, que pesou apenas nos ombros do governador Flávio Dino (PCdoB) e de seu vice, Carlos Brandão (Republicanos).

Sempre bem avaliada em pesquisas de intenção de votos – em algumas ela aparece em primeiro lugar – Eliziane agora caminha para a sucessão de Flávio Dino.

E pode, inclusive, ser beneficiada com a guerra fratricida na base.

Para isso, basta estar mais efetiva no debate político.

E fortalecer politicamente seu partido, o Cidadania…

3

Para Eliziane, chegada de Madeira fortalece campanha de Rubens

Senadora que está à frente do projeto eleitoral do candidato comunista entende que a articulação deve garantir presença no segundo turno das eleições na capital maranhense

 

À frente da campanha de Rubens Júnior, Eliziane Gama comemorou a chegada do grupo que apoiava Carlos Madeira

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) avalia como um grande trunfo a entrada do time do ex-candidato Carlos Madeira (Solidariedade) na campanha do candidato do PCdoB, Rubens Pereira Júnior.

Madeira anunciou sua desistência nesta quarta-feria, 7; no mesmo dia, o Solidariedade e os auxiliares do governo Flávio Dino (PCdoB) que estavam com ele  decidiram apoiar Rubens.

– O time fica mais forte. Carlos Madeira, Simplício Araújo, Helena Duailibe, Jeferson Portela, Anderson Lindoso, Afonso Manoel; é pra valer e pra vencer – disse a senadora, em suas redes sociais.

Ex-candidata a prefeita em São Luís, Eliziane está à frente da campanha de Rubens, representando o candidato nas reuniões, desde que ele anunciou infecção por coVID-19.

Para ela, o candidato do PCdoB herdará naturalmente os votos do juiz federal aposentado…

3

Imagem do dia: a “alegria” estampada no rosto de Honorato…

Vice de Rubens Pereira Júnior – que foi ignorado nas peças de propaganda do candidato comunista – era a própria imagem do desânimo na carreata do último domingo, o que demonstra a apatia na campanha

 

A imagem acima foi registrada durante a carreata do candidato a prefeito de São Luís pelo PCdoB, Rubens Pereira Júnior. A “alegria” estampada no rosto do vice, Honorato Fernandes (PT) – ignorado nas peças de propaganda – dá o tom do que é hoje a campanha do candidato de Flávio Dino. A imagem completa mostra ainda a senadora Eliziane Gama (Cidadania) e o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), ambos extremamente empolgados com o candidato. SQN…

2

Eliziane Gama quer investigar queimadas no Brasil…

Senadora maranhense conseguiu as assinaturas necessárias para implantação de uma CPI que pretende apontar os responsáveis pela destruição das florestas brasileiras

 

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania), deve encaminhar nesta quinta-feira, 24, à mesa do Senado, documento com assinaturas de colegas parlamentares para implantação da CPI das Queimadas.

Ela conseguiu as assinaturas necessárias para a investigação.

Eliziane Gama disse que a CPI das Queimadas, entre outros objetivos, deverá revelar a quem interessa o desmantelamento da política ambiental no país.

– A CPI vai revelar a quem interessa o desmantelamento da política ambiental do país – disse a senadora.

No início da semana, a senadora maranhense deixou claro que na sua opinião o desmonte da fiscalização ambiental seria o principal responsável pelo aumento das queimadas na Amazônia e no Pantanal.

Coma  apresentação do requerimento de Eliziane, caberá à Mesa do Senado decidir pela implantação da CPI…