4

Edivaldo Jr. entre os líderes nos cenários espontâneos de 2022

Levando em conta que Flávio Dino e Roseana Sarney não serão candidatos, o ex-prefeito de São Luís é o mais lembrado pelo eleitor nos cenários em que não são apresentados nomes de candidatos; e chega com o cacife da forte votação na região metropolitana

 

Edivaldo é o mais lembrado espontaneamente pelo eleitor, só superado por Roseana e Flávio Dino, que não serão candidatos

Três nomes são os mais lembrados pelo eleitor quando a pesquisa Escutec/O Estado pede para que digam, espontaneamente, em quem votariam para governador, caso a eleição fosse agora.

Neste cenário, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) tem 11% de intenção de votos; o governador Flávio Dino (PSB) é citado por 6%

Edivaldo é lembrado por 5% dos eleitores.

Flávio Dino, como já se sabe, não poderá mais ser candidato a governador; Roseana provavelmente concorrerá a uma vaga na Câmara Federal.

Isso torna Edivaldo Júnior líder espontâneo na cabeça do eleitor maranhense.

Grande São Luís

Ao lado da ex-primeira-dama Camila Braga – outro nome de peso em 2022 – Edivaldo recebe carinho do eleitor, sobretudo na Grande São Luís

É na região da região metropolitana de São Luís que o ex-prefeito da capital maranhense cria as condições para aparecer sempre em condição de empate técnico com o senador Weverton Rocha (PDT), seja na briga pelo primeiro ou pelo segundo lugar.

Na Grande São Luís, Edivaldo soma 34% das intenções de votos, apenas três pontos percentuais atrás de Roseana Sarney.

Com este cabedal de votos, o prefeito entra na disputa pelo Governo do Estado como garantia de um segundo turno em que – dependendo da conjuntura – tem presença garantida.

É, portanto, um nome a ser observado com mais atenção a partir de agora…

1

Restos mortais expostos chocam visitas a cemitério na Maioba

Familiares que foram prestar homenagens aos seus entes queridos no Dia de Finados tiveram que conviver com crânios e outros pedaços de corpos espalhados entre os túmulos, que já ocupam toda a área

 

Um crânio exposto em pleno Dia de Finados chocou visitantes do cemitério da Maioba nesta segunda-feira, 2

O Dia de Finados foi chocante para quem precisou visitar seus entes queridos no cemitério comunitário da Maioba, na região de Paço do Lumiar.

Pessoas com familiares enterrados no local tiveram que andar em meio a restos mortais expostos sem nenhum respeito, mesmo no dia em que deveria haver certo cuidado.

Quem foi ao cemitério ficou indignado com a situação que encontrou ao visitar seus parentes

Indignado, este homem denunciou o abandono do cemitério em vídeo.

– Daqui a pouco já não haverá espaço para nada; para se chegar aos nossos parentes aqui enterrados vamos precisar passar por cima de outros túmulos, num verdadeiro labirinto – disse ele, em meio a crânios e restos de braços e pernas jogados.

Nenhuma das prefeituras da Grande São Luís – muito menos casas funerárias – se manifestou sobre a responsabilidade de cuidar do cemitério.

Uma situação chocante em pleno dia de finados…

1

Taxa de ocupação de UTI para coVID-19 supera 90% em São Luís

Último boletim da Secretaria de Saúde informa que apenas 18 dos 240 leitos para tratamento intensivo estão disponíveis nos hospitais da região metropolitana; índice é arriscado por causa da baixíssima taxa de isolamento social, de apenas 42%

 

Os leitos de UTI na Grande São Luís continuam com alta taxa de ocupação o que gera risco por causa da baixíssima taxa de isolamento social,

A Grande São Luís atingiu nesta segunda-feira, 8, o índice de 92,50% dos leitos de UTI ocupados para tratamento de pacientes da coVID-19. 

No mesmo dia, a capital registrou a menor taxa de isolamento social desde o início da quarentena, de apenas 42%. 

Segundo levantamento do blog Marco Aurélio D’Eça, o índice atual de ocupação de UTI é mais de quatro pontos percentuais maior que o registrado em 18 de maio, um dia depois do encerramento do lockdown decretado pela Justiça. (Veja aqui os boletins da SES)

Para especialistas, a coVID-19 não está controlada na região metropolitana; e o alto índice de ocupação de UTI, combinada com a baixíssima taxa de isolamento, aponta para risco iminente de recrudescimento da doença. 

Desde o bloqueio geral, o índice de ocupação de leitos de UTI na região metropolitana vem apresentando crescimento.

No dia 31 de maio atingiu o pico, com 96,25% de ocupação; no mesmo dia, o interior – à exceção de Imperatriz, que tem contagem própria – registrava 78,72% de ocupação.

Na quinta-feira, 4, depois do afrouxamento das regras da quarentena, o índice de ocupação de leitos de UTI chegou a 93,33% na Grande São Luís; neste mesmo dia, o interior registrava 75,18% de ocupação.

Do total de 240 leitos de UTI disponíveis na capital maranhense e nos municípios do seu entorno, apenas 18 estavam disponíveis nesta segunda-feira.

0

Grande São Luís terá mais ônibus circulando segunda-feira

Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota do sistema de transporte coletivo semiurbano

 

Os ônibus do sistema metropolitano pretendem reduzir o número de aglomerações no transporte da Grande São Luís

Os municípios de  São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, vão ter mais ônibus circulando entre suas regiões a partir da segunda-feira, 8,.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota.

A portaria estabelece ainda que os passageiros devem utilizar máscaras de proteção e que as viagens sigam somente com passageiros sentados.

Assim têm andado a maior parte dos ônibus do sistema urbano da capital desde a reabertura das atividades comerciais

Na manhã desta sexta-feira, 8, o blog Marco Aurélio D’Eça divulgou imagens de aglomerações nos pontos de ônibus, além de coletivos circulando lotados em São Luís, focos para transmissão de coVID-19. (Relembre aqui) 

A MOB entende que a circulação dos ônibus dos seu sistema vai diminuir as aglomerações…  

0

Com lockdown até domingo, governo ainda não decidiu sobre rodízio

Mesmo com a prorrogação do bloqueio geral em mais três dias, Flávio Dino mantém só até hoje a proibição de circulação de todos os veículos ao mesmo tempo

 

Hoje só podem circular veículos com placas de final par, mas não há orientação do governo sobre os próximos dias de lockdown

O rodízio de carros na Grande São Luís será encerrado nesta quinta-feira, 14, com proibição de circulação para os veículos de placas com final ímpar.

O lockdown determinado pela Justiça foi alongado até o próximo domingo, 17, mas a regulamentação sobre a extensão do rodízio cabe ao governo, que não se manifestou.

A partir de amanhã, motoristas com carros de qualquer placa poderão circular, ressalvadas as regras do lockdown.

Para amenizar a movimentação nas ruas, o governador Flávio Dino (PCdoB) decretou a antecipação para esta sexta-feira, 15, do feriado de 28 de julho.

Entende que o feriadão reduzirá o número de pessoas nas ruas até o fim do lockdown.

Mas o próprio governo já estuda formas de reabrir as atividades econômicas a partir do dia 21…

2

Tivemos problemas técnicos no sistema, reconhece juiz do lockdown…

Douglas de Melo Martins decidiu estender por mais três dias o bloqueio geral que terminaria neta quinta-feira, 14, mas exigiu do Governo do Estado e das prefeituras envolvidas provas efetivas dos resultados obtidos

 

O bloqueio geral em São Luís vai durar agora até domingo, mas o juiz que decretou a medida reconhece falhas técnicas no sistema

Ao decidir-se por mais três dias de lockdown na Grande São Luís, nesta terça-feira, 12, o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, cobrou resultados efetivos do governo e das prefeituras envolvidas.

– Quero dados sobre o funcionamento da atenção primária; dados sobre a diminuição do fluxo de pessoas e veículos no período pós-lockdown, dados sobre ocupação dos leitos públicos e privados, dados sobre efetivo de fiscalização e assistência à saúde – exigiu Martins, em seu relatório.

O bloqueio, que funcionaria até quinta-feira, 14, vai se estender até o domingo 17.

A audiência pública foi remota, com a participação de vários envolvidos diretamente no lockdown na Grande São Luís

No intervalo da audiência desta tarde, Douglas de Melo Martins conversou com o blog Marco Aurélio D’Eça sobre a atuação prática do lockdown, em vigor desde o dia 5. E mostrou-se apreensivo com a efetividade da medida.

– Tivemos muitos problemas técnicos com o sistema – afirmou.

Ele não especificou, porém, quais os problemas técnicos e se estes problemas técnicos comprometeram o resultado do bloqueio.

Até quinta-feira, o Governo do Estado e as prefeituras devem ditar regras específicas para o novo período de lockdown

1

Saiba o dia que seu veículo está liberado em São Luís…

Decreto do Governo do Estado estabelece que os carros com placas ímpares circularão na segunda e na quarta-feira; já os de placas pares poderão circular na terça e na quinta-feira; o lockdown termina na sexta-feira, que será feriado

 

O rodízio de carros por numeração de placas é uma nova tentativa de Flávio Dino para diminuir circulação, ainda alta para uma cidade sob efeito de um lockdown

O rodízio de veículos particulares será posto em prática pelo Governo do Estado a partir da próxima segunda-feira, 11.

Nesse dia, e na quarta-feira, 13, só poderão circular os veículos com placas terminadas em números ímpares.

Já os veículos de placas terminadas em números pares estarão liberados para circular na terça-feira, 12, e na quinta-feria, 14.

Mas ainda não há nenhuma informação do governo sobre a fiscalização dos veículos – e qual a punição para quem tentar furar o rodízio.

O lockdown tem previsão de encerramento na próxima sexta-feria, 15, declarada feriado, antecipado do dia 28 de junho.

5

“Não vejo outro caminho”, diz Douglas Melo sobre multa no lockdown

Juiz que decretou o bloqueio geral diz que a aplicação de sanções a quem sair às ruas sem justificativa comprovada é a saída para salvar a situação, mas ressalta que isso cabe apenas às forças de segurança do governo e das prefeituras

 

Nos bairros populares e comerciais, o passeio de pedestres continua sem problemas, após três dias de bloqueio geral

Apesar da insistente declaração de sucesso do governador Flávio Dino (PCdoB), o lockdown decretado judicialmente na Grande São Luís, mostra claros sinais de fracasso, diante da desobediência generalizada da população.

Para mudar o quadro e garantir o bloqueio geral, a saída seria a aplicação de multa aos desobedientes, como defende o próprio autor da medida, o juiz da Vara de Interessas Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins.

– Não vejo outro caminho – afirmou Martins, com exclusividade ao blog Marco Aurélio D’Eça.

O juiz ressalta, no entanto, que essa medida cabe apenas ao próprio Governo do Estado e à Prefeitura de São Luís, que dispõem das forças de segurança para aplicar as sanções a quem desobedecer o bloqueio.

Na quarta-feira, 6, o magistrado chegou a dizer, em entrevista ao blog do jornalista Diego Emir, que as multas seriam aplicadas a partir desta quinta-feria, 7, após dois dias de orientações.

Mas, ao que parece, se depender do governador Flávio Dino e dos prefeitos, essas multas não serão aplicadas, sobretudo pelo temor do desgaste político que elas trazem.

Além disso, para Flávio Dino – a despeito das imagens exibidas na imprensa nos três dias de bloqueio – “o lockdown é um sucesso”.

As avenidas desmentem com fatos o que o governador insiste em dizer nas redes sociais (imagem registradas às 13h desta quarta-feria, 7)

Dino insiste em não reconhecer que sem as medidas mais enérgicas não haverá redução na circulação de pessoas; e se recusa a radicalizar nas medidas contra os que desobedecem o bloqueio.

Pior: prefere dizer que nem existe desobediência.

As multas estão previstas na própria decisão de bloqueio proferida pelo juiz Douglas de Melo e estabelecidas também nos decretos que regulamentaram a medida, tanto o do governo quanto o das prefeituras da Grande São Luís.

Enquanto não forem usadas como coerção, a farra continuará grande nos bairros.

E o governador falando de sucesso nas redes sociais…

1

Trânsito é a principal medida de apoio ao lockdown na Grande São Luís

Prefeitos de São Luís e de São José de Ribamar editaram medidas auxiliares ao decreto de bloqueio geral do Governo do Estado, impondo regras rígidas para circulação de automóveis e de pessoas a partir desta terça-feira

 

As autoridades esperam que a Avenida Litorânea e outras da Grande São Luís fiquem assim nos próximos dez dias

O fechamento de alguns espaços públicos e o disciplinamento do trânsito e da circulação de pessoas são as principais medidas auxiliares editadas pelos prefeitos de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), e de São José de Ribamar, Eudes Sampaio, em apoio ao lockdown do governo, que começa nesta terça-feira, 5.

Principal ponto de lazer e práticas desportivas, a Avenida Litorânea, por exemplo, está fechada para estacionamento e circulação de pessoas, a pé ou de bicicleta.

O trânsito de veículos na área será restrito.

Em toda São Luís, os ônibus só poderão circular com passageiros sentados e com uso obrigatório de máscaras, incluindo motoristas e cobradores.

Para garantir a fiscalização, o prefeito Edivaldo Júnior anunciou pontos de controle nas principais avenidas, além de barreiras nas pontes.

Em São José de Ribamar taxis, mototaxis e transporte por aplicativos só serão permitidos para compra de alimentos, medicamentos e idas ao médico.

Não há informações sobre medidas tomadas pelas prefeituras de Raposa e de Paço do Lumiar. 

Por ordem do próprio governo, está proibido até o dia 15 o trânsito nas rodovias estaduais que cortam a ilha, as MA’s  201, 202, 203 e 204.

É com medidas deste tipo que as autoridades esperam diminuir drasticamente a circulação de pessoas nas ruas entre os dias 5 e 15 de abril.

E assim diminuir a contaminação pelo coronavírus…

0

Grande São Luís instala placas para definir divisas entre municípios…

Marcos legais estabelecem os limites oficiais entre os quatro municípios que compõem a região metropolitana

 

Representantes das prefeituras de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar participaram nesta quarta-feira, 5, de um encontro simbólico para iniciar a instalação das placas que marcam as divisas de cada uma das cidades da região metropolitana.

Representou a Prefeitura de São Luís o secretário de Relações Parlamentares Ivaldo Rodrigues (PDT).

– Com a demarcação das divisas, população e autoridades terão noção exata de onde começa e onde termina cada município; isso ajuda a definir responsabilidades e políticas públicas adequadas – avaliou Ivaldo.

As Divisas Municipais são marcos legais, baseados nas leis de criação, emancipação e divisão de municípios.

Elas serão implantadas em todas as regiões limítrofes de cada um dos municípios da Grande São Luís…