0

Ministro Juscelino Filho vai dobrar projeto que leva internet a escolas em locais remotos

Novo contrato com a Telebras permite ampliar o número de pontos de acesso de 10,9 mil para até 28 mil, que também atende postos de saúde e outros órgãos públicos

 

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, vai ampliar em até 150% um programa da pasta para levar internet para escolas públicas, postos de saúde, pontos de inclusão digital e demais órgãos públicos em localidades remotas, como comunidades ribeirinhas e quilombolas, aldeias indígenas, assentamentos e vilarejos.

O investimento previsto é de R$ 3 bilhões.

“Precisamos levar internet a todos, além dos que podem pagar, para os mais pobres, moradores de áreas rurais e do interior. Nós estamos trabalhando arduamente para conectar os brasileiros e brasileiras e unir o Brasil. Porque inclusão digital também é inclusão social”, diz Juscelino.

Isso será feito por meio de um novo contrato com a Telebras, que vai ampliar o atendimento atual de 10,9 mil pontos disponíveis para até 28 mil pontos de acesso. Com isso, será possível promover as conexões por meio do sistema satelital da empresa, com instalação de antenas de recebimento nesses locais. Também está prevista a instalação de acesso público de wi-fi externo para a população local em parte dos pontos de acesso.

No primeiro lote, serão 15 mil pontos de acesso à internet de 20 Mbps, 3 mil pontos de 30 Mbps, 3 mil de 40 Mbps e 2 mil de 40 Mbps com wi-fi externo ao longo de 60 meses. No segundo lote, serão 5 mil pontos de acesso à internet 60 Mbps com acesso wi-fi externo, também em 60 meses.

Essa iniciativa é o resgaste de um programa lançado no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, chamado de Governo Eletrônico — Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac).

A prioridade do programa é ampliar a conectividade para comunidades em estado de vulnerabilidade social, localizadas em áreas rurais, remotas e nas periferias urbanas; instituições públicas, com prioridade para regiões remotas e de fronteira; e ampliação do acesso à internet com outros programas de governo, como educação e assistência social.

Da assessoria

0

Aprovado Projeto de Lei de autoria de Zé Inácio que prevê valorização da vida nas escolas

Nesta quinta-feira (14), foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Maranhão o Projeto de Lei nº 225/2023, de autoria do deputado Zé Inácio (PT), que institui a Política Estadual de Valorização da Vida nas Escolas do estado.

O projeto tem como principal objetivo promover a defesa incondicional da vida, fortalecendo a autoestima e os valores que contribuem para o desenvolvimento psicossocial dos alunos. Além disso, visa alertar toda a comunidade escolar sobre a realidade emocional das crianças e adolescentes, promovendo estratégias de prevenção.

Entre as diretrizes do projeto, estão a disponibilização de indicadores sobre situações como suicídio, automutilação e depressão, o fornecimento de orientações especializadas às equipes técnicas e docentes, e o desenvolvimento de ações para a solidificação de valores e prevenção de conflitos.

O texto também prevê a inclusão de atendimento escolar especializado, em caráter preventivo, para orientação e encaminhamento individual dos alunos, pais e equipe técnico-pedagógica. Além disso, determina que os pais ou responsáveis sejam comunicados sobre a situação emocional dos filhos, especialmente em casos de transtorno psíquico.

A aprovação desta política representa um importante avanço na garantia do bem-estar emocional e na promoção da saúde mental dos estudantes maranhenses. A iniciativa visa contribuir para a construção de um ambiente escolar mais acolhedor e empático, onde se fortaleçam os laços de solidariedade, respeito mútuo e busca pela paz.

Com a promulgação desta lei, o deputado Zé Inácio reafirma seu compromisso com a valorização da vida e o cuidado com seus cidadãos mais jovens, visando a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Da assessoria

0

Brandão e Camarão anunciam aumento de 95 para 192 escolas de tempo integral no MA

Vice-governador, que também é secretário de Educação, deu posse aos cerca de 800 gestores eleitos em processo democrático nas escolas e ressaltou a importância do governador na condução deste processo

 

O vice-governador e secretário de Educação Felipe Camarão (PT) anunciou nesta segunda-feira, 29, em evento no Ceprama, o aumento de 95 para 192 escolas de tempo integral no Maranhão.

Além disso, ele deu posse a cerca de 800 gestores que foram eleitos de forma democrática.

Mais um dia memorável para a educação maranhense O governador Carlos Brandão acaba de assinar o decreto que amplia a Rede de Tempo Integral no Estado. Mais 97 escolas abrirão suas portas aos estudantes maranhenses e agora a Rede Pública Estadual contará com 192 escolas em tempo integral”, destacou Camarão.

Durante o evento, que reuniu educadores e a classe política maranhense, Felipe Camarão destacou a sensibilidade de Brandão para investimentos na educação.

Para completar a festa da educação, nosso governador empossou centenas de gestores e gestoras eleitos democraticamente em nossas escolas. Parabéns por sua sensibilidade de seguir investindo na educação, governador”, frisou.

0

Raimundo Penha acompanha secretária em vistoria em escolas

Vereador do PDT, que faz vistorias nas escolas desde 2021, é autor do pedido de melhorias na unidade do Monte Castelo, que atende 150 crianças

 

Penha e a secretária Caroline observando as melhorias pedidas pelo parlamentar e implementadas pela prefeitura

O vereador Raimundo Penha (PDT) acompanhou a secretária de Educação Caroline Marques Salgado na vistoria da reforma da UEB Moranguinho, no bairro Monte Castelo. Penha é autor do pedido para melhoria na escola, que atende 150 crianças.

– Estamos acompanhando de perto as reformas nas escolas, e agradeço à SEMED, que está aproveitando o período de férias para fazer as intervenções e garantir na volta às aulas uma escola muito melhor para nossas crianças e adolescentes. Nosso compromisso é lutar por uma educação de qualidade – afirmou Raimundo Penha.

A escola está recebendo a reforma das cinco salas de aula, que estão sendo climatizadas, melhorias nos banheiros, revisão elétrica, além de troca do piso.

O vereador vistoriou, ainda, a UEB José Rosa e o Anexo Marianinha, que também passam por reformas.

Ele acompanha os serviços realizados pela Prefeitura de São Luís na rede municipal de ensino desde 2021.

0

Luciano e Drª Thaiza visitam local de creche e escola no Residencial Coqueiro, em Pinheiro

Na tarde desta sexta-feira, 15, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, acompanhado da secretária de Governo e Articulação Política, Dra. Thaiza e do presidente da comunidade do Residencial Coqueiro Wellington Sérgio, vistoriou o terreno onde será construída a primeira creche do Residencial. O ainda recente bairro, fruto das políticas públicas de garantia de moradia para todos, ainda é carente de investimento nesse sentido e o anúncio dessa obra trouxe alegria a todos.

“Estamos muito felizes em receber obras tão importantes. Além do início das obras voltadas para a educação, teremos nesta semana a presença do programa Governo Mais Forte, um compromisso da Dra. Thaiza conosco que trará multidão de limpeza e trabalho de recuperação de ruas. Agradeço ao prefeito Luciano a Dra. Thaiza e toda a sua equipe por trazer para o nosso bairro os investimentos que tanto precisamos”, pontuou Wellington Sérgio, presidente da comunidade do Residencial Coqueiro.

Além da creche, também está prevista a construção de uma escola com 13 salas de aula. Os dois projetos já foram aprovados pelo Fundo de Desenvolvimento da Educação – FNDE.

“Esse é um importante investimento que estamos viabilizando para o Residencial Coqueiro. É importante ressaltar que logo as obras começam, e que muito em breve este bairro ganhará essas importantes ferramentas de educação e apoio social”, disse o prefeito Luciano.

“O trabalho continua, estamos na medida do que é possível e com muita responsabilidade fazendo investimentos e garantindo benefícios e assistências aos pinheirenses. O investimento em educação é fundamental para garantir o futuro da nossa cidade, com desenvolvimento humano e social”, afirmou a Dr. Thaisa, secretária de Governo e Articulação Política.

0

Governo Federal lança estratégia para conectar mais de 138 mil escolas até 2026

Segundo o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, internet de qualidade é essencial para promover equidade de oportunidades e para transformar o ensino público brasileiro

 

O Governo Federal está promovendo o acesso à internet de qualidade nas mais de 138,3 mil escolas de educação básica do Brasil. Nesta terça-feira (26), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e os ministros das Comunicações, Juscelino Filho, e da Educação, Camilo Santana, lançaram a Estratégia Nacional de Escolas Conectadas. A iniciativa, coordenada pelos dois ministérios, vai reunir todas as políticas públicas em andamento com o objetivo de universalizar a conectividade nas instituições de educação até 2026.

A Estratégia Nacional de Escolas Conectadas é dividida em quatro principais eixos de conectividade: implantar infraestrutura de rede de acesso à internet em alta velocidade; disponibilizar acesso à internet com velocidade adequada; instalação de redes Wi-Fi nas escolas; e fornecimento de energia elétrica. Segundo o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, além de universalizar a conectividade, o Escolas Conectadas vai fomentar a equidade de oportunidades de acesso às tecnologias digitais no processo de ensino e aprendizagem.

Não é possível falar em ampliação do acesso à internet sem um olhar especial para a educação pública, que deve estar no centro de qualquer iniciativa pela inclusão digital. E é nesse sentido que lançamos mais essa importante política pública. Vamos colocar a tecnologia a serviço dos educadores e dos alunos, promovendo equidade de oportunidades e uma verdadeira transformação no ensino do nosso país, impactando o desenvolvimento econômico e social”, ressaltou Juscelino Filho.

Todas as mais de 138 mil escolas serão conectadas por fibra óptica ou via satélite com uma velocidade de pelo menos 1 Mbps por aluno. Além disso, as unidades de educação contarão com cobertura completa de rede Wi-Fi. Já para as escolas que não possuem acesso a energia elétrica ou que possuem somente acesso à energia elétrica de gerador fóssil será viabilizada a conexão com a rede pública de energia ou disponibilizados geradores elétricos fotovoltaicos.

O ministro da Educação, Camilo Santana, destacou que a estratégia vai além de levar a conectividade e inclui a cidadania digital dentro dos currículos escolares das escolas públicas. “É importante o alinhamento com a Base Nacional Comum Curricular, incluindo a cidadania digital dentro das competências digitais adequadas a cada etapa do ensino básico. O acesso à internet é diferente para quem está nos primeiros anos e para quem está no ensino médio” explicou o ministro.

O Nordeste é a região com a maior quantidade de escolas que passarão a ter internet de qualidade, totalizando 49.953 instituições. Em seguida está o Sudeste, com 40.365 escolas; o Norte, com 20.366; o Sul, com 19.826 unidades de educação; e o Centro-Oeste, com 7.845 instituições.

Investimento

O Escolas Conectadas vai articular políticas de conectividade de escolas criadas recentemente. São elas: Fust, Programa Aprender Conectado, Lei de Conectividade (Lei 14.172/2021), Wi-Fi Brasil, Programas Norte e Nordeste Conectados, Política de Inovação Educação Conectada (PIEC), Programa Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas (PBLE) e Programa de Atendimento de Escolas Rurais.

Serão investidos R$ 8,8 bilhões para as ações relacionadas às Escolas Conectadas. Desse total, R$ 6,5 bilhões são do eixo “Inclusão Digital e Conectividade” do Novo PAC, que serão destinados para a implantação de conexão à internet e rede interna nas escolas. Os recursos são provenientes de quatros fontes: Leilão do 5G, Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust), Programa de Inovação Educação Conecta…

Da assessoria

0

Fernando Braide participa de formatura da segunda turma do projeto Canteiro Escola

O deputado estadual Fernando Braide (PSD) marcou presença na cerimônia de formatura da segunda turma do projeto Canteiro Escola, promovido pela prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph).

Mais de 40 alunos concluíram os cursos de Pedreiro de Revestimento e Pintor de Obras Imobiliárias que promoveu, ainda, a recuperação da fachada do Palácio Arquiepiscopal, localizado no Centro Histórico da capital.

O objetivo do projeto Canteiro Escola é capacitar e qualificar mão de obra para o mercado de trabalho, com foco na conservação do patrimônio histórico da cidade.

Dessa forma, ao fim de cada curso, os formandos estão aptos a desempenhar atividades relacionadas a obras de revitalização em prédios e monumentos históricos. Além da conservação da história da cidade, o projeto tem papel fundamental na transformação social e pessoal, uma vez que proporciona oportunidades de emprego aos alunos.

Durante a cerimônia, o deputado Fernando Braide ressaltou a importância desse tipo de iniciativa para a preservação da história, identidade cultural de São Luís e, claro, para a geração de renda da população.

“Promover a capacitação profissional é, por si só, uma iniciativa importante para mudarmos a realidade da vida das pessoas. O projeto Canteiro Escola vai além e contribui, também, para a conservação do patrimônio histórico da nossa cidade, tornando-a mais atrativa para o turismo e mais valorizada pela nossa população”, avaliou.

O deputado parabenizou os 43 formandos pelo empenho e dedicação durante os cursos e incentivou os formandos a continuarem buscando aprimoramento profissional.

“A qualificação é fundamental para a inserção no mercado de trabalho e para garantir melhores oportunidades de emprego. A turma está de parabéns por ter buscado e concluído o curso”, ressaltou.

Representante da turma de Pedreiro de Revestimento, o formando Luís Carlos Nogueira definiu a experiência como única.

“É um privilégio e uma honra estar diante de indivíduos tão devotos e dedicados à preservação do nosso patrimônio cultural e histórico. Nesses últimos meses testemunhamos o poder da união e da colaboração entre alunos e professores que se dedicaram, incansavelmente, para restaurar a fachada do Palácio Arquiepiscopal, um dos mais notáveis tesouros arquitetônicos da nossa cidade. Uma experiência única para todos nós”, disse.

O projeto Canteiro Escola já formou cerca de 70 profissionais desde sua primeira edição, promovida através de parceria entre a Fumph, a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), SESI, SENAI e o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), com o apoio do SEBRAE, FECOMÉRCIO/SESC, Associação Comercial do Maranhão (ACM-MA) e Nova Acrópole.

A iniciativa tem o intuito de suprir a demanda por mão de obra qualificada no setor de conservação de patrimônio histórico, beneficiando tanto os alunos quanto a cidade.

Da assessoria

3

Roseana demonstra preocupação com onda de ameaças às escolas

Deputada federal desabafou em suas redes sociais sobre a situação de estudantes e familiares que sofrem com boatos e situações reais vividas em todo o país nos últimos dias

 

Roseana também demonstrou preocupação com a onda de violência nas escolas

A deputada federal Roseana Sarney (MDB) fez um desabafo em suas redes sociais em razão das recentes notícias sobre ameaças em escolas de todo o país.

No Maranhão também ocorrido esses fatos.

– É muito sério o que estamos vivenciando. Até mesmo o que parece ser “brincadeira” de adolescente – disse Roseana.

Demonstrando empatia e sororidade com a dor de outras mães que já foram vítimas deste tipo de violência, a deputada federal pediu vigilância de toda a sociedade para superar este momento.

E lembrou que o presidente Lula anuncio reforço financeiro às rondas escolares.

0

Imperatriz: prefeitura debate aulas presenciais com entidades..

Dialogar com as instituições que promovem a educação e a proteção da infância e juventude, bem como aulas não presenciais e plataforma on-line foram temas de reunião, na última sexta-feira, 28 de agosto.

Articulada pela Secretaria Municipal de Educação, Semed, em parceria com a Defensoria Pública do Maranhão, representada pelo Defensor Fábio Carvalho, o encontro contou com entidades como Conselhos Tutelares área I e II, Conselho Municipal de Educação, CME, Associação de Gestores das Escolas Municipais, Agesmi, Sindicato dos trabalhadores em Estabelecimento de Ensino, Steei, equipe técnica da Semed e convite ao Ministério Público.

A reunião ocorreu de forma on-line, com iniciativa do próprio secretário de Educação, José Antonio Pereira, a fim de apresentar as demandas relacionadas às aulas remotas e conhecer as preocupações das instituições diante da conjuntura atual. “Realizamos essa roda de conversa com objetivo de sincronizar nossas atividades com toda a rede de apoio para trabalharmos de forma conjunta no que for necessário para garantir os direitos das nossas crianças e jovens”, destacou José Antonio Pereira.

O secretário de Educação apresentou diagnóstico das aulas não presenciais com uso da plataforma on-line, como ferramenta que propiciou a retomada das atividades letivas para o Ensino Fundamental durante esse período de pandemia da Covid-19. Cerca de 75% de todos os alunos matriculados na rede de ensino já utilizam de forma contínua o ambiente virtual, o que supera as estimativas iniciais dos estudos da Secretaria.

“Sabíamos dos desafios que enfrentaríamos diante de um universo de 45 mil alunos e mais de 3 mil professores vinculados à rede municipal. Demos um passo grandioso para garantir a continuidade da aprendizagem dos nossos alunos. Além da plataforma, as atividades impressas e um olhar diferenciado para cada aluno com dificuldades também foi pensado por toda equipe. Tínhamos a noção de que não ofereceríamos a perfeição em tudo, mas fizemos o mais difícil que foi começar e agora é aperfeiçoar os processos”, frisou o secretário.

Foi assegurado a manifestação de todos os participantes com ênfase na busca de construir caminhos para superar os desafios da fase atual, principalmente relacionados às dificuldades dos alunos; casos de evasão escolar; famílias desestruturadas, no qual será estritamente importante a parceria dos Conselhos Tutelares e todas as questões que impedem o acesso livre à educação por crianças e jovens.

“Quero parabenizar pela plataforma utilizada, que se assemelha à rede participar e ressaltar que os números são muito positivos. Sabemos que a plataforma também funciona como um canal de comunicação entre estudantes e escola, onde podem até dar sinais de possíveis problemas familiares. No entanto, devemos ressaltar que a plataforma foi muito bem-vinda e agora é unirmos as instituições e sabermos onde cada uma dessas podem ajudar nesse processo e que ações podemos trazer para que as famílias também estejam inseridas nessa realidade”, destacou o defensor público Fábio Carvalho.

0

Luciano entrega mais sete escolas reformadas em Pinheiro…

As unidades escolares na zona rural de Pinheiro foram totalmente reformadas. Na atual gestão, mais de 100 escolas passaram por obras. Na sexta-feira, 14, as escolas dos povoados Olho D’agua da Pimenta, Canarana, Cerro, Espírito Santo, Estrela, Angelim e Paraíso também receberam a visita da deputada Dra. Thaiza Hortegal (PP).

“O prefeito tem uma meta e ela está sendo rigorosamente cumprida. Nossas crianças precisam de um espaço adequado, limpo, organizado, e professores mais ainda para um maior desempenho, então, Luciano quer oferecer a melhor estrutura possível para nossas crianças, porque elas são o futuro de Pinheiro”, destacou a deputada.

O prefeito espera concluir as reformas de todas as escolas municipais até o fim do ano e antes da retomada das aulas presenciais. Durante as passagens pelos povoados, Luciano também vistoriou as condições das estradas vicinais.

“Aqui são áreas que a cada ano precisam de intervenções da infraestrutura, e temos trabalhado muito pra isso. Além de ver de perto as vicinais, tive o privilégio de reinaugurar mais 7 escolas totalmente reformadas, novos forros, pisos, banheiros, janelas, enfim, em toda nossa gestão mais de 100 reformas foram feitas beneficiando mais de 16 mil alunos. E no encontro com as comunidades, pude ouvir junto com a Dra. Thaiza novas demandas dos moradores. Então, vamos seguindo em frente e continuar trabalhando”, disse Luciano.