2

Jornalista diz que polícia já liga Carlos Bolsonaro a assassinato de Marielle…

Kennedy Alencar, um dos mais respeitados analistas do Brasil, diz que já existe esta linha de investigação na Polícia Civil do Rio de Janeiro, mas caso está sendo mantido em absoluto sigilo

 

Carlos Bolsonaro e Marielle Franco viviam às turras na Câmara do Rio; o filho do presidente Jair Bolsonaro se recusava a dividir elevador coma colega

O jornalista kennedy Alencar, comentarista do Sistema Globo de Rádio, informou nesta quarta-feira, 20, uma linha de investigação da Polícia Civil do Rio de Janeiro que aponta ligação do vereador Carlos Bolsonaro (PSC) ao assassinato da também vereadora Marielle Franco.

De acordo com Alencar, a polícia levanta hipóteses de participação do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a partir das suas relações com Ronnie Lessa, apontado como assassino de Marielle.

Lessa mora no mesmo condomínio de Bolsonaro e do filho.

Em, outubro, a polícia vazou informação de que um porteiro do condomínio afirmou em depoimento ter recebido autorização “do seu Jair” para que outro acusado, Anderson Gomes, entrasse no condomínio. 

Como o presidente estava em Brasília no dia do crime, foi descartada que a autorização tenha partido dele.

Desde então, no entanto, Carlos Bolsonaro passou a se recolher.

Há duas semanas, cancelou suas contas nas redes sociais, onde era ativo desde a campanha do pai.

A hipótese da participação do vereador na morte da colega está mantida em sigilo pela polícia..

0

DEM fortalece atuação feminina durante seminário em São Luís

AUXILIADA POR NETO EVANGELISTA, ANDRÉA REZENDE DISCURSA NO SEMINÁRIO, ao lado de Juscelino Filho, Daniela Tema e Stênio Rezende

Um verdadeiro sucesso. Assim pode ser considerado o “Seminário Mulher Democratas”, evento realizado nesta sexta-feira (8), no Rio Poty Hotel, em São Luís. Organizado pelo Mulher Democratas Nacional em parceria com o Mulher Democratas do Maranhão o ciclo de palestras e oficinas reuniu centenas de lideranças femininas de todo o Estado com o objetivo de fortalecer a atuação política de mulheres a nível estadual e nacional.

Em seu discurso, a deputada Andreia Rezende reforçou a importância de a mulher possuir mais representatividade na política.

“Precisamos ter mais representatividade na política, nos diversos espaços de poder. Precisamos ocupar os espaços sociais, econômicos, acadêmicos, mas, principalmente, precisamos ocupar esses espaços políticos. Muito feliz com o sucesso do Seminário Mulher Democratas. Obrigada a todos que marcaram presença e que também estão conosco em busca do fortalecimento da atuação política feminina”, disse a presidente do Mulher Democratas no Maranhão.

Pré-candidato a prefeito de São Luís, o deputado estadual Neto Evangelista também destacou a participação feminina no Seminário Mulher Democratas. “2020 é um ano importante para o crescimento do Mulher Democratas, não apenas em quantidade, mas em qualidade. E este evento de hoje está qualificando as nossas lideranças políticas femininas para que, no ano que vem, tenhamos um quadro político perfeito do DEM em todo o Maranhão”, destacou Neto.

PRESIDENTE ESTADUAL DA LEGENDA, JUSCELINO FILHO FAZ DISCURSO FORTALECENDO A PRESENÇA DA MULHER DO DEM; e fala sobre as eleições de 2020

A solenidade de abertura contou com a presença do presidente estadual do DEM-MA, deputado federal Juscelino Filho, da presidente do Mulher Democratas no Estado, deputada estadual Andreia Rezende, dos deputados democratas Neto Evangelista, Daniella Tema, Antonio Pereira e da prefeita de Vitorino Freire, Luanna Bringel.

“Hoje, as mulheres podem e devem estar participando ativamente da política. O Democratas quer aqui dar a oportunidade para que as mulheres venham para o partido, para que se sintam parte desse projeto, porque aqui elas sempre terão espaço para poder estar contribuindo para termos uma sociedade cada vez mais justa. O Democratas Maranhão vai continuar esse processo de fortalecimento da atuação feminina na política para que, no ano que vem, possamos colher os frutos com a participação mais ativa das mulheres na nossa política”, afirmou Juscelino Filho, presidente do DEM-MA.

Valorização da mulher

OS REZENDE, QUE HOJE COMANDAM O DEMOCRATAS NO MARANHÃO, reunidos para foto durante o seminário

Duas jovens lideranças femininas do Democratas, a deputada estadual Daniella Tema e a prefeita de Vitorino Freire, Luanna Bringel, aproveitaram o seminário para elogiar a atuação do partido, que sempre tem se dedicado para valorizar a mulher.

“Com muito orgulho, aos 28 anos fui eleita a primeira prefeita de Vitorino Freire. Eu ingressei na política pelo DEM por confiar, acreditar e, acima de tudo, por saber que este é um partido que valoriza a mulher”, disse a Luanna.

“Tenho uma imensa alegria em fazer parte do Democratas, de um partido que sempre me deu todo o suporte. Muito me alegra hoje essa iniciativa do partido, de fazer esse seminário, de trazer mais informação e mostrar que política é lugar de mulher sim”, afirmou a deputada Daniella Tema.

Palestras

A programação do Seminário Mulher Democratas foi composta por palestras e oficinas com o intuito de sensibilizar mulheres filiadas e não-filiadas sobre a importância da sua atuação política, contribuindo com a profissionalização de suas campanhas e ampliando as chances de sucesso eleitoral. A advogada e servidora pública federal, Danielle Gruneich, e o publicitário Aryovaldo Azevedo Júnior foram os palestrantes do dia.

“Iniciativas como essa do Mulher Democratas, com todo o esforço do Mulher Democratas do Maranhão, é importante para que as mulheres sejam acolhidas dentro do partido como forma de estratégia de fortalecer suas atuações políticas e potencializar as lideranças dessas mulheres”, explicou Danielle Gruneich.

0

São Luís sediará Seminário Mulher Democratas…

Na próxima sexta-feira (8 de novembro), São Luís receberá o “Seminário Mulher Democratas”, evento organizado pelo Mulher Democratas Nacional em parceria com o Mulher Democratas do Maranhão. O encontro será realizado no Rio Poty Hotel a partir das 9h e tem como objetivo fortalecer a atuação política de mulheres tanto no Maranhão como em todo o país.

Na oportunidade, serão realizadas palestras e oficinas com o intuito de sensibilizar mulheres filiadas e não-filiadas sobre a importância da sua atuação política, contribuindo com a profissionalização de suas campanhas e ampliando as chances de sucesso eleitoral.

“O Seminário será um evento muito importante. Nossa intenção é fortalecer a mulher politicamente. É preciso discutir e incentivar o protagonismo feminino. Tenho certeza de que será um momento muito especial”, destacou o presidente do Democratas no Maranhão, deputado federal Juscelino Filho.

Para a presidente estadual do Mulher Democratas, deputada estadual Andreia Rezende, o seminário da semana que vem mostra o quanto o DEM está disposto a incentivar o ingresso de mulheres na política.

“Como presidente estadual do Mulher Democratas, estou com uma expectativa bastante positiva para o seminário. Acredito que este evento, como parte da estratégia nacional de formação política das mulheres democratas e sendo composto por uma série de ações que buscam a preparação para as eleições de 2020, viabilizará candidaturas femininas com maior chance eleitoral nos Estados”, afirmou.

Programação

9h – Mesa de Abertura

10h – Palestra: “A Mulher na Política – Avanços e Desafios”

12h – Almoço

14h – Oficina I: “Construindo capital político e mobilizando redes de apoio”

16h30 – Oficina II: “Explorando as potencialidades da comunicação para uma candidatura”

18h – Encerramento

1

Damares evita São Luís e manda secretária receber homenagem na Assembleia

Ministra da Cidadania receberia a Medalha do Mérito de Manuel Beckman, ofertada pela deputada estadual Mical Damasceno, mas a repercussão de usa presença foi levada em conta a substituição da agenda

 

MICAL TENTOU, MAS NÃO CONSEGUIU CONVENCER A MINISTRA A VIR AO MARANHÃO receber homenagem da Assembleia Legislativa

A ministra dos Direitos Humanos e da Cidadania, Damares Alves, cancelou a agenda que teria nesta terça-feira, 24, em São Luís.

Envolta em polêmica por declarações no posto, Damares viria à capital maranhense para receber a Medalha do Mérito Manuel Beckman, ofertada pela deputada Mical Damascento.

A homenagem será recebida por uma auxiliar da ministra.

Mical chegou a mobilizar a classe política – e sobretudo os evangélicos – para receber a polêmica ministra, mas não conseguiu convencê-la a vir ao Maranhão.

0

Eliziane e Damares discutem políticas para mulheres maranhenses

Senadora e ministra da Família, juntamente com a  secretária Ana Mendonça e a deputada Mical Damasceno (PTB) estiveram reunidas em Brasília

 

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama e a Secretária de Estado da Mulher, Ana Mendonça se reuniram, nesta terça-feira, 28, com a ministra da Família, Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves, para discutir o fortalecimento das políticas públicas para as mulheres maranhenses.

A deputada estadual Mical Damasceno acompanhou o encontro que aconteceu em Brasília.

Um dos objetivos da reunião foi o pedido de ampliação do convênio com o governo federal para a Casa da Mulher Brasileira, que faz atendimento humanizado e especializado às mulheres vítimas de violência doméstica.

“Estou muito feliz com a receptividade da ministra. Nós pedimos que o governo federal renove o convênio de manutenção da Casa da Mulher Brasileira que faz um trabalho extraordinário de atendimento às mulheres maranhenses”, esclareceu a senadora Eliziane Gama.

Durante o encontro, Eliziane Gama destacou a importância de iniciativas como o Observatório da Mulher contra a violência (OMV) criado pelo Senado em 2016.
Na semana passada, a senadora maranhense solicitou a implantação do Observatório no Maranhão. A plataforma de referência nacional e internacional em dados, pesquisa, análise e intercâmbio entre as principais instituições atuantes no tema da violência contra as mulheres.

“A partir dessa iniciativa, queremos compartilhar com o estado as ferramentas desenvolvidas pelo Senado, para auxiliar no aprimoramento de políticas de enfrentamento à violência contra mulheres maranhenses”, disse, ao ressaltar que a parceria será feita com a secretaria estadual da Mulher.

0

Eliziane Gama defende participação de minorias na política…

Ao criticar tentativa de eliminação da cota feminina nos partidos, senadora diz que é preciso que homens e mulheres lutem juntos pela inclusão de todos

 

ELIZIANE DISCURSA DURANTE CONGRESSO DO CIDADANIA 23; senadora maranhense é referência na legenda

A senadora Eliziane Gama apresentou forte discurso durante o Congresso Nacional do PPS, que agora se chama Cidadania 23.

Ao criticar a tentativa de acabar com as cotas para mulheres nas nominatas de candidatos de cada partido, Eliziane ressaltou a importância de manter as minorias ativas politicamente.

– Não podemos retroceder e excluir a participação das mulheres na política que é fruto de lutas históricas – disse ela, lembrando já haver projetos em Brasília na tentativa de eliminar as cotas femininas nos partidos.

Para ela, todos – homens e mulheres – devem lutar juntos pela participação de todas as minorias na política.

– A participação das minorias na política deve ser uma luta de homens e mulheres no nosso país.destacou Gama – concluiu.

0

Weverton diz que a política precisa dar respostas para combater violência contra a mulher

Parlamentar destaca semana de pautas com projetos relacionados à políticas feministas e ressalta importância de seus projetos que tratam das questões de gênero

 

Ao lado de Eliziane Gama e de Jaques Wagner, Weverton destaca ações em defesa das mulheres

Em homenagem ao Dia da Mulher, o Senado votou esta semana uma série de projetos prioritários da bancada feminina.

“Nós sabemos que ainda temos muito o que fazer. É muita violência e a gente precisa que a política, o Congresso Nacional, todos façam a sua parte para darmos uma resposta a isso”, afirmou o senador Weverton (PDT-MA) durante sessão presidida pela senadora Leila Barros, a Leila do Vôlei (PSB-DF), com a presença da senadora maranhense Eliziane Gama (PPS).

Weverton lembrou que reapresentou no Senado um projeto que tipifica como crime hediondo e aumenta a pena para estupro compartilhado e que seu projeto de lei que aumenta a pena para o feminicídio foi transformado em lei no final do ano passado.

O senador também pediu prioridade para seu projeto que inclui o ecocardiograma fetal entre os exames de pré-natal disponibilizados pelo SUS.

“Faço um apelo para que o governo libere sua base para votar, porque já está aprovado pela Câmara (dos Deputados), só falta votar aqui”, afirmou.

Sobre o fato de a Mesa ter sido formada apenas por senadoras, Weverton comentou que “a composição feminina da Mesa tem um simbolismo relevante e justo numa luta para que as mulheres ocupem cada vez mais cargos de direção, não só hoje e não só no Senado, mas sempre e em todos os espaços”.

Pauta feminina

Na terça-feira (12), o Senado aprovou em regime de urgência projeto para penalizar, com multa, a violação do direito à amamentação, assegurando o direito das mães de amamentar em local público ou privado sem sofrer qualquer impedimento.

Também foi aprovado em regime de urgência, o projeto de lei do Senado (PLS) que obriga os condenados por violência doméstica e familiar contra a mulher a ressarcirem os cofres da Previdência Social por benefícios pagos em decorrência desse crime.

Na quarta (13), foi aprovado o projeto de lei que endurece a cobrança sobre empregadores que praticam discriminação salarial entre homens e mulheres.

Os três projetos seguem para a análise da Câmara dos Deputados.

0

Mulheres serão maioria na Mesa da Assembleia em 2019…

Do blog de Diego Emir

Definidas as últimas duas vagas em aberto na composição da Mesa Diretora, ficou certo que as mulheres vão ser a maioria no comando da Assembleia Legislativa. O presidente Othelino Neto terá a companhia seis mulheres que vão se dividir entre os cargos de vice-presidente, secretárias e procuradoria da Mulher.

Detinha, esposa de Josimar de Maranhãozinho, ocupará a segunda vice-presidência; dra Thaysa Hortegal, esposa de Luciano Genésio, estará na terceira vice-presidência; Andreia Rezende, esposa de Stênio Rezende, será a primeira secretária; Cleide Coutinho, viúva de Humberto Coutinho, será a segunda secretária; Daniela Tema, esposa de Cleomar Tema, será a quarta secretária e Ana do Gás será a Procuradora da Mulher.

A forte presença das mulheres, mostra que as deputadas podem desempenhar um papel de protagonismo na atual legislatura.

Além das deputadas vão ocupar a Mesa Diretora, Glalbert Cutrim que está em seu segundo mandato e será o primeiro vice-presidente; Arnaldo Melo ou Roberto Costa ficam com a quarta vice-presidência e o novato Pará Figueiredo será o terceiro secretário.

0

Proposta de Weverton Rocha agrava pena para feminicídio…

Aprovado na Câmara Federal, projeto do parlamentar maranhense já está em mãos do presidente Michel Temer, para sanção, e deve virar lei nos próximos dias

 

Deputado Weverton Rocha deve ter lei de sua autoria aprovada nos próximos dias

Uma proposta do deputado federal Weverton Rocha (PDT) – senador eleito pelo Maranhão – deve virar lei nos próximos dias.

O projeto, que o agrava a pena de feminicídio, foi aprovado na Câmara Federal, na forma de substitutivo do deputado Alberto Fraga, mantendo a íntegra do texto original.

A proposta de Weverton Rocha prevê aumento de um terço da pena para quem comete o crime contra menores de 14 anos, maiores de 60, mulheres com deficiência ou portadora de doenças degenerativas que acarretem condição limitante ou de vulnerabilidade física ou mental ou na presença física ou virtual de descendente ou de ascendente da vítima.

Também são agravadas as penas para quem comete o crime em descumprimento das medidas protetivas de urgência.

O texto do deputado maranhense foi encaminhado à sanção presidencial no dia 29 de novembro.

A Michel Temer cabe agora decidir-se pela sanção ou não da nova lei…