0

Hilton Gonçalo entrega pleitos da Saúde de Santa Rita ao ministro Ricardo Barros

Gonçalo com a mulher e o ministro da Saúde

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, participou do encontro do ministro da Saúde, Ricardo Barros, com os prefeitos maranhenses, realizado na segunda-feira, 31, no auditório da FIEMAs.

Gonçalo aproveitou o encontro para entregar pessoalmente ao ministro Ricardo Barros e ao assessor do Ministério, Sérgio Costa, uma série de pleitos para o município de Santa Rita.

– Foi um importante encontro, temos pressa em Santa Rita, o que é possível fazer com recursos próprios já estamos fazendo, mas temos que cumprir também os limites impostos pela legislação. Tenho certeza que o ministro será sensível as nossas demandas para a melhorar a saúde do nosso povo – declarou Hilton Gonçalo.

Liberação de uma emenda parlamentar que está em análise no Fundo Nacional de Saúde no valor de R$500 mil; ampliação das equipes de ESF e Saúde Bucal; implantação de uma equipe do SAMU; implantação da rede de urgência e emergência com 15 leitos de retaguarda; um tomógrafo digital; um equipamento de ressonância magnética; uma ambulância simples de remoção e uma ambulância com UTI móvel; construção de um CAP´s e uma van ou micro-ônibus para transporte eletivo de passageiros.

As demandas apresentadas já tinham sido pactuadas na Comissão Intergestora Regional (CIR) da Secretaria estadual de Saúde, ou seja, o prefeito Hilton Gonçalo reafirmou seu compromisso de transformar a saúde de Santa Rita em referência regional.

1

Ministro da Saúde no Maranhão…

André Fufuca deve receber o colega de partido em sua visita ao Maranhão

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), virá ao Maranhão anunciar investimentos do Governo Federal na saúde pública maranhense.

A visita irá acontecer nesta segunda-feira, 31, às 9 horas, no auditório da FIEMA.

Serão ambulâncias e todo um aparato que irá servir as pessoas do nosso estado e melhorar o atendimento na saúde do estado.

Os benefícios serão anunciados diretamente a vários prefeitos e secretários de saúde.

Após a visita de Ricardo Barros e os anúncios, os municípios esperam melhoras na tão sofrida Saúde pública.

5

Lula ao quadrado na Saúde…

Com mudança no secretário do prefeito Edivaldo Júnior titulares das pastas no estado e no município têm o mesmo nome do ex-presidente da República

 

A Saúde do Maranhão agora tem dois Lulas no comando: um no estado e outro no município

O setor de Saúde no Maranhão terá, agora, dois titulares homônimos, tanto no sistema comandado pelo estado quanto em São Luís.

O ex-secretário municipal de Governo, empresário Lula Fylho, assumiu a Semus em substituição à médica Helena Duailibe.

Já o titular da SES é o advogado Carlos Eduardo Lula.

Em comum, os dois Lulas da Saúde maranhense têm o fato de não ter qualquer experiência anterior no setor que vão comandar.

Consultor de carreira da Assembleia Legislativa, Carlos Lula assumiu a pasta ainda no ano passado. Seu xará Lula Fylho era dono de restaurante até chegar à Secretaria de Turismo, depois à Secretaria de Governo e, agora, à pasta da Saúde.

Ainda não há informações mais precisas para o desligamento de Helena Duailibe da gestão de Edivaldo Júnior(PDT)…

0

Emenda de Rafael Leitoa garante ambulância para Governador Eugênio Barros…

Parlamentar também utilizou a entrega dos veículos para cobrar melhorias para Saúde em Timon

 

Carlos Lula recebe de Rafael Leitoa, de Gardênia Carvalho e Ida Soares demandas para a saúde em Timon (Foto: Elias Auê)

O deputado Rafael Leitoa (PDT), juntamente com a prefeita Da Luz (PSDB) de Governador Eugênio Barros, participaram na manhã de sexta-feira, 7, no Palácio dos Leões, da entrega uma ambulância para o município.

A ambulância, adquirida via emenda parlamentar de Rafael Leitoa, está equipada como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi-UTI, possuindo equipamentos suficientes para se transformar em uma Unidade de Suporte Avançado (USA). 

Governador Flávio Dino, Carlos Lula, Rubens Júnior, Prefeita Da Luz e equipe de saúde de Gov. Eugênio Barros (Fonte: Elias Auê)

Melhorias para saúde de Timon

No evento, que contou com a participação do governador Flávio Dino e do Secretário Estadual de Saúde, Carlos Lula, o deputado Rafael Leitoa apresentou uma lista de demandas para o município de Timon, para auxílio imediato nos equipamentos estaduais e municipiais de saúde.

Acompanhado de Gardênia Carvalho, Diretora Administrativa do Hospital Regional Alarico Pacheco, e Ida Soares, Coordenadora Administrativa da UPA, o deputado Rafael solicitou equipamentos para o Alarico e uma ampliação no quantitativo de leitos cirúrgicos.

– Visamos tornar o dia a dia dos médicos e de quem recebe atendimento em nossas unidades de saúde, seja no Alarico Pacheco, seja nos postos municipais de pronto socorro. As demandas foram apresentadas, agora acompanharemos de perto cobrando as suas realizações – afirmou.

1

Luciano Genésio destaca avanços na Saúde de Pinheiro…

A Prefeitura de Pinheiro reforça a saúde com a aquisição de mais uma ambulância para o serviço de urgência do Hospital Antenor Abreu.

Segundo o prefeito Luciano Genésio, a contratação da ambulância foi necessária para descongestionar a frota do SAMU que conta com algumas ambulâncias em manutenção, pois foram deixadas pela antiga gestão totalmente sucateadas e em condições precárias de circulação.

– As melhorias podem ser observadas em todas as unidades de saúde – destacou o prefeito Luciano Genésio.

Dentre as ações que apontam o avanço da Saúde em Pinheiro estão as reformas, ampliações e adequações foram feitas nos hospitais Materno Infantil e Antenor Abreu, Samu e postos de saúde, logo nos primeiros meses de governo, além da ampliação da equipe médica.

1

Imagens do dia: Flávio Dino atende pleito da Famem na Saúde…

Governador assinou autorização para habilitação de 107 municípios na gestão plena da saúde, importante vitória do movimento municipalista

 

Ao lado de Flávio Dino, Tema exibe o documento assinado pelo governador

O governador Flávio Dino aprovou pleito da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e autorizou a habilitação de 107 cidades na gestão plena dos recursos da saúde de média e alta complexidade.

A medida gerará mensalmente cerca de R$ 40 milhões para os cofres das prefeituras habilitadas.

O presidente da Famem fala aos prefeitos da importância da autonomia na área de Saúde

O Maranhão passa a ser o primeiro estado da federação a possuir todos os seus municípios autônomos e gerindo os recursos específicos destinados ao setor.

A aprovação foi feita durante evento promovido pela entidade municipalista, nesta terça-feira, 4, no auditório da Fiema, em São Luís.

0

Andrea Murad rebate declaração de Flávio Dino sobre saúde pública…

O suposto aumento em investimentos na saúde e gastos com o funcionamento da rede estadual foram alvos de críticas feitas pela deputada Andrea Murad (PMDB) nesta segunda-feira, 19.

Além de contestar, apresentando números reais, a economia surreal de Flávio Dino, de R$ 508,2 milhões, divulgada pela comunicação oficial do Governo do Estado, a parlamentar rebateu diretamente o governador Flávio Dino na tribuna, ponto a ponto, sobre terceirizações, a forma equivocada de utilização da EMSERH e a falsa redução de gastos, recentemente publicada na página oficial do governador.

– É balela do governador afirmar que o governo reduziu gastos na saúde. Existem, sim, reduções e estas demonstram seu coração de pedra insensível, sacrificando mais de 7 mil funcionários que estão sem receber seus direitos trabalhistas há anos, se equiparando ao trabalho escravo que tanto se combate no Brasil.  Pressionado pelo Ministério Público do Trabalho, o senhor governador mandou a EMSERH contratar ilegalmente essas pessoas, mesmo o senhor sabendo que a EMSERH não pode quarteirizar gestão através de OS e OSCIPS. E o que é pior, reduzindo o salário de todos eles sem receber férias, décimo terceiro, sem o recolhimento de FGTS e INSS. Portanto, a redução de gastos é com redução da qualidade da saúde aos maranhenses. UPAs precárias, hospitais sem o mínimo de estrutura e de materiais básicos para atendimentos onde faltam até  Buscopan nas UPA’s  do Maranhão – disse Andrea.

Em seu discurso, Andrea Murad relembrou todo o processo de criação da EMSERH durante a gestão de Ricardo Murad, assim como a legislação ainda vigente sobre a utilização de OS e OSCIPS para administrar unidades de saúde desde 2004, usufruída ainda por Flávio Dino, que alega estar revertendo esse a terceirização. A parlamentar argumenta que o governo se utiliza da EMSERH de forma equivocada, quarteirizando o serviço de mão de obra, por exemplo, ao contratar recentemente uma OS, o Instituto Biosaúde.

– E o senhor não está revertendo terceirizações alguma Flávio Dino. Realmente o que está fazendo é quarterizando a gestão da saúde e desorganizando toda a estrutura. Utilizou a empresa pública criada e ativada na gestão de Ricardo Murad para quarterizar os serviços nas Unidades de Saúde do Estado. Pois a EMSERH na sua condução não tem a mínima estrutura para fazer de fato a gestão das Unidades de Saúde do Estado, servindo apenas na sua gestão para subcontratar OSCIPS e OS. Como acontece no contrato da   EMSERH com a Biosaúde, instituto que está fazendo a gestão de mão de obra de 32 Unidades Estaduais em contradição à própria lei de criação da EMSERH a respeito de quarteirização. Sem falar dos contratos diretos de terceirizadas com a Secretaria de Estado de Saúde que até hoje estão vigentes – rebateu.

A líder de oposição criticou ainda o governador Flávio Dino que declarou agir imediatamente diante dos indícios de irregularidades, fato que não tem ocorrido na prática da gestão comunista.

– E aqui o senhor admite toda a sua incompetência e de sua equipe. Comprova que a Secretaria da Transparência foi criada apenas para perseguir seus adversários políticos, como digo desde o início do meu mandato, e que a SES não tem controle algum sobre a gestão das Unidades conforme os poderes de fiscalização e gestão, inclusive determinando que cada Unidade de Saúde tenha uma diretoria executiva para gerir as unidades juntamente com as terceirizadas. Na gestão passada, esse controle existiu Flávio Dino, foi efetivo e não houve desvio de recursos públicos da saúde, enquanto na atual gestão tomada de escândalos por mim denunciados desde 2015, cujos fatos corroboram com a péssima prestação de serviço à população que dia após dia se vê indignada com tanto desmantelo em que se tornou a rede estadual de saúde – discursou.

4

A tola economia de Flávio Dino…

Nenhum gasto desnecessário com propaganda causou tanta rejeição quanto o orgulhoso banner do governador comunista dizendo que cortou meio bilhão da Saúde, mas sem apresentar resultados melhores no setor

 

“ECONOMIA?”.Wellington atingiu o âmago do governo com sua crítica

Sumiu como que por encanto do noticiário comunista o banner divulgado no início da semana exaltando o governador Flávio Dino por ter “economizado” mais de R$ 500 milhões no setor da Saúde entre 2015 e 2017.

A economia de Dino gerou um colapso no setor, com hospitais fechados ou sucateados, UPAs abandonadas e total destruição da autoestima de médicos, enfermeiros e outros profissionais que trabalham para o estado.

CAMPANHA TOLA. O banner orgulhoso de Dino. Festa do caos

– Que economia é essa, pra manter hospitais fechados? que economia foi essa, que acabou com as UPAs? Pra quê economizar enquanto falta medicamentos em todos os hospitais? O governador se orgulha de economizar na Saúde enquanto o trabalhador enfrenta filas em atendimento precário. Flávio Dino deveria se envergonhar dessa economia tola – criticou o deputado Wellington do Curso (PP), em discurso na Assembleia Legislativa.

A “economia tola” de Flávio Dino, exibida com orgulho pela própria gestão da SES e na mídia alinhada ao governador, foi criticada também nas redes sociais.

Para os maranhenses, não faz sentido cortar tantos recursos da Saúde para comprometer toda a qualidade do atendimento.

Só na cabeça de Flávio Dino e dos seus…

0

Braide pede ao governo que garanta recursos para a Saúde de São Luís…

Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade Requerimento de autoria do deputado propondo ajuda urgente do governo para evitar o colapso no setor na capital maranhense

 

Braide propôs novo auxílio à Prefeitura de São Luís, desta vez no setor da Saúde

A Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, na sessão desta segunda-feira, 12, o Requerimento n° 431/2017, de autoria do deputado Eduardo Braide, que solicita do governador do Estado, repasse urgente de recursos para a Prefeitura de São Luís para a área da Saúde.

– A Saúde de São Luís já entrou em colapso há muito tempo. São inúmeras as denúncias de pacientes que precisam comprar materiais básicos, a exemplo de gaze, luvas, algodão, esparadrapo, soro fisiológico e até seringas, tudo para garantir o atendimento mínimo nas unidades – destacou o deputado.

 

Sobre o requerimento ser atendido pelo governador Flávio Dino, o deputado assegurou que é preciso ver a parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de São Luís na prática, especialmente em uma área prioritária como a Saúde.

– Espero que o governador do Estado atenda o requerimento aprovado por unanimidade pela Assembleia e repasse, o mais rápido possível, recursos para amenizar a situação precária da Saúde do município de São Luís. É hora de vermos a parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís sair da propaganda para entrar na realidade da vida da população, que infelizmente, não pode mais esperar – concluiu Eduardo Braide.

3

Intervenção do vereador Gutemberg resolve conflito na Saúde de SL…

A reunião coordenada pelo vereador Gutemberg Araújo (PSDB), na Câmara Municipal, garantiu, entre outras sociais, o recuo no corte de R$ 2 milhões na área de Saúde; Também foi garantido a manutenção integral dos plantões médicos. Uma comissão, coordenada pelo próprio Gutemberg, irá discutir mais a fundo o problema do setor. Veja o vídeo acima