0

Após denúncia, governo começa a revelar dados reais da coVID-19

Blog Marco Aurélio D’Eça publicou acusação do deputado César Pires mostrando – com documentos oficiais – que o número de contaminados poderia ser duas vezes maior no Maranhão; e levou Secretaria de Saúde a incluir boletins dos municípios em seus relatórios

 

Depois da denúncia, os números de Codó e de Pedreiras praticamente triplicaram no boletim do governo, que vinha ocultando esses dados (imagem: reprodução TV Mirante)

No último sábado, 8, o blog Marco Aurélio D’Eça publicou o post “Governo maquia números da coVID-19…”.

Tratava-se de uma denúncia do deputado estadual César Pires (PV) – baseado em dados oficiais dos próprios municípios – apontando que o total de contaminados no Maranhão poderia ser até duas vezes maior que o anunciado oficialmente.

Desde então, a Secretaria de Saúde vem numa escalada para tentar igualar os seus dados aos reais, o que resultou em números recordes de contaminados nos registros do fim de semana.

Foram 856 novos casos na sexta-feira, 8; mais 854 no sábado, 9, e outros 545 no domingo, 10.

Em sua denúncia, Pires citou os municípios de Codó, Pedreiras, Santa Inês, Presidente Dutra e Tuntum; e foram exatamente estes que apresentaram o aumento no boletim da SES divulgado no domingo, 10.

Códo, que no boletim do governo registrava apenas 35 casos na semana passada – quando o boletim municipal já registrava 89 casos – aparece no último boletim com 110 novos casos.

Pedreiras, que apresentava só 26, agora aparece com 103, quase quatro vezes mais casos.

Santa Inês tinha 46 até sexta-feira; após a denúncia aparece com 76.

Presidente Dutra também tinha números reduzidos: apenas 20 casos na sexta-feira, segundo a SES; hoje, tem 55.

 – Está evidente que o governo Flávio Dino decidiu incluir dados que vinha ocultando para passar a imagem de gestor eficiente à mídia nacional; agora, desmascarado, foi obrigado a mostrar a verdade – afirma Pires.

O resultado é que os números da coVID-19, que eram de 4.530 na segunda-feira, 4, praticamente dobraram em oito dias e agora chegam a 8.144.

Números que poderiam continuar ocultos, caso não houvesse a denúncia…

1

Alguém está mentindo sobre leitos no Maranhão…

Governador Flávio Dino garantiu em suas redes sociais na tarde desta quarta-feira, 29, que o Maranhão tem, hoje, 735 leitos exclusivos para tratamento da CoVID-19; mas o último relatório oficial da Secretaria de Saúde garante que são 628 leitos. Onde estão os 108 leitos da diferença entre o que diz Dino e sua equipe de Saúde?!?

 

Leia abaixo o post publicado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) no twitter, na tarde desta quarta-feira, 29:

A publicação de Dino foi uma tentativa de resposta aos jornalistas que questionam seus dados sobre leitos para tratamento da CoVID-19 em comparação com a realidade. (Entenda aqui, aqui, aqui e aqui)

Agora, leia abaixo o relatório oficial da Secretaria de Saúde do Estado:

Perceba que, enquanto Flávio Dino afirma existirem hoje no Maranhão 735 leitos para atendimento de pacientes da CoVID-19, sua própria secretaria revela serem apenas 628, entre clínicos e UTIs.

A diferença é de nada menos que 108 leitos, significativa para o número de mortes que se registram todo dia no estado.

Quem está mentindo?!?

6

Governo inclui já enterrados em lista de mortos pelo coronavírus no MA

Mortes anunciadas nas últimas 24 horas são de pessoas já sepultadas há pelo menos uma semana, mas a forma da divulgação dá a impressão de uma escalada da coVID-19 e apavora a população em isolamento social

 

Alguns dos mortos anunciados pelo governo maranhense como vítimas da coVID-19 já estavam enterrados há dias quando a lista saiu (imagem meramente ilustrativa)

O governo do Maranhão tem adotado uma prática confusa na divulgação das mortes por coVID-19, o que acaba levando a um pânico desnecessário à população, que já vive a ansiedade do isolamento social.

Dentre as últimas sete mortes anunciadas entre a segunda e a terça-feira, por exemplo, boa parte já estava enterrada há semanas.

Mas a forma como a Secretaria de Saúde – e o próprio governador Flávio Dino (PCdoB)  – fizeram o anúncio, deu a impressão de que as mortes aconteceram nas últimas 24 horas.

E passou a ideia de uma escalada nos casos de coVID-19. 

O problema ocorre por que há duas situações não devidamente esclarecidas pelas autoridades de saúde do Maranhão;

 1 – quantos pacientes estão sendo monitorados – no hospital ou em casa – já com o diagnóstico oficial para coVID-19?

2 – quantos pacientes morreram com suspeita de contaminação pelo coronavírus e sem que o resultado do exame para coVID-19 tenha sido divulgado antes do enterro?

Em outras palavras, nem todas as mortes anunciadas pelo governo ocorreram exatamente no período em que foram anunciadas. 

O governo maranhense precisa encontrar formas de separar essas informações e as divulgar claramente, sob pena de gerar ainda mais pânico na população confinada.

A menos que seja esse o objetivo das autoridades…

4

Cotado para a Saúde de São Luís, Dr. Gutemberg mantém agenda de candidato…

Vereador é médico e ex-titular da pasta, o que fortalece seu nome para substituição de Helena Duailibe, mas seu projeto de disputar vaga na Assembleia Legislativa continua a todo vapor

 

Gutemberg com jovens militantes: em campanha pela Assembeia

O vereador Gutemberg Araújo (PSDB) tem sido um dos nomes cotados e especulados nos bastidores da Prefeitura de São Luís para substituir, de forma definitiva, a ex-secretária de Saúde Helena Duailibe. (Saiba mais aqui)

Ex-titular da pasta, o parlamentar, que é médico, tem forte liderança entre os colegas de profissão e autoridade para comandar o setor.

Dr. Gutemberg, porém, continua atuando como pré-candidato a deputado estadual nas eleições de 2018.

Um dos mais experientes, respeitados e atuantes vereadores da capital maranhense, o tucano trabalha forte nas comunidades de São Luís e no interior para fortalecer seu nome na disputa por vagas na Assembleia Legislativa.

O que só reforça a importância do seu nome na Saúde…

1

Medicamento que custou R$ 360 no Maranhão foi vendido a R$ 54 em SP…

Deputada Andrea Murad revela novos casos de superfaturamento de contrato da Certa Medicamentos com a Secretaria de Saúde do governo Flávio Dino

 

Temozolamida foi vendido em São Paulo por preço sete vezes menor que o pago pelo governo Flávio Dino

A deputada Andrea Murad (PMDB) revelou nesta quarta-feira, 8, que o medicamento Temozolomida, vendido à Secretaria de Saúde do Maranhão, no governo Flávio Dino (PCdoB), por mais de R$ 360 foi vendido por apenas R$ 54 ao Governo de São Paulo, pela mesma Certa Medicamentos.

De acordo com a denúncia de Andrea Murad, a própria SES mantinha Ata de Registro de Preços com o valor do medicamento a R$ 67,00, mas preferiu comprar superfaturado, sem licitação.

A dispensa custou ao Maranhão mais de R$ 32 milhões. (Releia aqui)

Em seu discurso nesta quarta-feira, 8, Andrea Murad revelou também a compra de outros medicamentos com preços superfaturados.

– O medicamento Capecitabina de 500 mg foi registrado no valor unitário de R$ 7,63 na Ata de Registro De Preços nº 052/2016, celebrada entre a EMSERH (empresa que presta serviços à Secretaria de Saúde) e a empresa BH Farma Comércio LTDA. Esse mesmo medicamento foi adquirido da empresa Certa Medicamentos Comercial LTDA EPP, em setembro de 2016, com dispensa de licitação, no valor unitário de R$ 12,95. Isso representa 69% de sobrepreço acima do registrado – diz Andrea Murad.

A Secretaria de Saúde o governo Flávio Dino tem justificado que comprou o medicamentos acima do preço por “situação de emergência”.

Para Andrea Murad, as explicações não convencem…

8

Quinze dias após a denúncia, SMTT simplesmente ignora abuso da Secretaria de Saúde no Calhau…

Moradores reclamam da falta de respeito de um órgão da secretaria instalado na Rua Taguatinga, causando transtornos sob a leniência dos responsáveis do trânsito em São Luís

 

Estacionamentos abusivos continuam na frente da unidade da SES, sob a leniência da SMTT

Nem o apelo dos moradores, nem as denúncias da mídia sensibilizaram a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte para um abuso cometido pela Secretaria Estadual da Saúde, na rua Taguatinga, no Calhau.

As famílias reclamam do desrespeito dos funcionários que atuam na Secretaria Adjunta da Política da Atenção Primária e Vigilância em Saúde na área, ali instalada desde o início do governo Flávio Dino (PCdoB).

Não há nenhum tipo de respeito ás regras de trânsito no local, sob a leniência da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes.

Servidores e prestadores de serviços da pasta estacionam em fila dupla, dos dois lados da rua, isolando entrada de estacionamentos de moradores antigos – e idosos – que são ameaçados e até verbalmente agredidos quando resolvem reclamar.

Este blog denunciou o caso no dia 1º de dezembro, mas até hoje, exatos 15 dias depois, nenhum tipo de fiscalização apareceu por lá. (Releia aqui)

São inúmeros também os Ofícios e reclamações pessoais dos moradores, tanto ao secretário de Saúde Carlos Lula – para disciplinamento do estacionamento de sua pasta – quanto à secretaria chefiada por Canindé Barros.

Mas o chefe da Saúde e o chefe do trânsito parecem dar de ombros a qualquer acusação relacionada ao principal tutor do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

E o desrespeito vai humilhando os moradores da área…

10

Classe política prestigia posse de Ricardo Murad…

Na foto de Nestor Bezerra, Murad com a mulher, Tereza, cercado por deputados, prefeitos e lideranças políticas

Praticamente toda a classe política esteve presente, hoje, na posse do Secretário de Saúde, Ricardo Murad (PMDB). Desde a assinatura do Termo de Posse, pela governadora Roseana Saney (PMDB), no Palácio Henrique de La Rocque, o prestígio do deputado ficou evidente.

Entre os deputados estaduais que se fizeram presentes na Secretaria de Saúde, o próprio presidente da Assembléia, Arnaldo Melo (PMDB), eleito na semana passada.

Os dois candidatos a presidente da Famem – Júior Marreca (PV) e José Mário (PMDB) – também participaram da posse, ao lado de uma centena de gestores.

Entre eles os oposicionistas Sebastião Madeira (PSDB), de Imperatriz, e Humberto Coutinho (PDT), de Caxias.

Murad chegou ao prédio da Saúde acompanhado do ex-secretário José Márcio Leite, que ficará na equipe do novo gestor. Além dele, secretários de praticamente todas as pastas compareceram ao ato solene, que se transformou em um ato público em homenagem ao deputado.

Funcionários da SES, lideranças comunitárias e populares também participaram da festa.

Após a solenidade, Murad foi homenageado com um almoço pelos prefeitos maranhenses…