0

Ana Paula Lobato envia mais de R$ 4 milhões para o Hospital do Câncer em Pinheiro

Senadora maranhense fez o anúncio do investimento – fruto de articulações no Ministério da Saúde – durante visita à Fundação Antonio Dino

 

A senadora Ana Paula Lobato (PDT) anunciou, nessa quinta-feira, 11, a destinação de mais de R$ 4 milhões para o Hospital do Câncer Dr. Antonio Dino, localizado em Pinheiro.

O anúncio ocorreu durante uma visita à Fundação Antonio Dino, a convite do presidente em exercício, Antonio Dino Tavares.

A atuação da senadora Ana Paula Lobato foi essencial para a concretização deste investimento. Além de melhorar o atendimento na nossa região, o funcionamento pleno do hospital em Pinheiro ajudará a aliviar a carga do Hospital Aldenora Bello, em São Luís, que está sobrecarregado. Com essa ajuda, poderemos abrir novos setores e atender um maior número de maranhenses”, declarou Dino.

Ana Paula Lobato enfatizou a importância desse recurso para o hospital, que é uma referência em tratamento oncológico no Maranhão.

Com mais de R$ 4 milhões alocados, estou confiante de que esse investimento fará uma grande diferença, beneficiando não apenas Pinheiro, mas toda a região da Baixada e do Litoral”, afirmou.

O investimento, fruto de articulações realizadas pela senadora junto ao Ministério da Saúde, será destinado à aquisição de equipamentos essenciais para a melhoria dos serviços do hospital.

O presidente em exercício da instituição filantrópica, Antonio Dino Tavares, agradeceu o apoio recebido. 

0

Combate ao Câncer ganha reforço no Maranhão com nova Lei do deputado Fernando Braide

Neste Dia Estadual e Municipal de Combate ao Câncer (23), o Maranhão passa a contar com um novo instrumento na luta contra a doença. Foi sancionada a Lei nº 12.274, que institui a Política Estadual de Combate ao Câncer de Mama, de autoria do deputado estadual Fernando Braide (PSD). A nova legislação estabelece um conjunto abrangente de diretrizes e ações focadas na prevenção e combate ao câncer de mama.

A nova política estadual inclui todas as ações, programas, projetos, campanhas, processos e mecanismos através dos quais o poder público e a sociedade civil constroem e difundem conhecimento e formas de prevenção contra o câncer de mama.

“Essa lei é um importante avanço na nossa luta contra o câncer de mama. Nosso objetivo é cuidar, proteger e valorizar a saúde das mulheres maranhenses, promovendo o conhecimento e a educação preventiva sobre a doença”, destacou o deputado Fernando Braide.

Os pilares e princípios básicos da Política Estadual de Combate ao Câncer de Mama incluem a promoção do conhecimento e da educação preventiva sobre o câncer de mama; incentivos à pesquisa e novos métodos de tratamento para o combate à doença; garantia da qualidade de vida e a dignidade humana a pacientes; entre outros critérios.

A implementação das ações previstas na lei será feita em conjunto com a sociedade civil, por meio de audiências públicas, reuniões e comissões específicas.

“A participação da sociedade civil é fundamental para o sucesso dessa política. Estamos comprometidos em trabalhar com todas as esferas da sociedade para garantir que essa política seja implementada de forma eficiente e alcance o maior número possível de mulheres. Juntos, podemos desenvolver ações mais efetivas e abrangentes”, afirmou o parlamentar.

Além dessa nova política, o deputado Fernando Braide vem demonstrando seu compromisso com a causa do combate ao câncer em outras ações de mandato. Ele destinou R$ 700 mil para o Hospital Aldenora Bello, que trata pacientes oncológicos de todo o Maranhão, e promoveu a entrega de kits de proteção solar (com camisa de proteção UV, protetor solar e boné), como forma de prevenção ao câncer de pele.

Da Assessoria

0

Hospital Antonio Dino será grande instrumento para salvar vidas, diz Juscelino Filho

O ministro lembrou que a construção da unidade só foi possível graças à união da bancada federal maranhense que, em 2021, decidiu destinar R$ 25 milhões para a obra

 

“O Hospital do Câncer Dr. Antonio Dino será um grande instrumento para salvar vidas”. A definição foi feita pelo ministro das Comunicações, Juscelino Filho, durante a inauguração da unidade, na última sexta-feira (1º), em Pinheiro (MA). “Como maranhense, médico, deputado federal, ministro do presidente Lula e apoiador do trabalho realizado pela Fundação Antonio Dino, estou muito feliz em ver esse sonho realizado, por meio do qual estamos levando atendimento de qualidade para toda a Baixada Maranhense”, completou.

Juscelino Filho lembrou que a construção do hospital só foi possível graças a uma decisão da bancada federal maranhense, articulada pelo senador Weverton Rocha (PDT).

“Lembro bem da reunião, em 2021, em que resolvemos destinar R$ 25 milhões para a obra. Agora, vamos buscar o credenciamento do HCAD junto ao SUS, porque os atendimentos aqui serão de graça, para todos. E seguiremos trabalhando para ampliarmos essa rede de prevenção e tratamento do câncer para todas as regiões do Maranhão”, disse.

O presidente em exercício da Fundação Antonio Dino, Antônio Dino Tavares, fez questão de enaltecer a importância da união dos senadores e deputados federais do Maranhão.

“É um sonho realizado, pois o HCAD é o primeiro hospital do plano de descentralização do tratamento de câncer no estado, aliado aos atendimentos no Hospital Aldenora Belo. E a destinação de verbas parlamentares foi essencial. Agradeço também ao prefeito Luciano Genésio e aos vereadores de Pinheiro pela doação do terreno”, frisou.

A expectativa é de que o Hospital do Câncer Dr. Antonio Dino, que teve a primeira etapa entregue, beneficie mais de 40 municípios da Baixada Maranhense e sudoeste do estado. Serão cerca de 4 mil atendimentos por mês, inicialmente com serviços de atendimento ambulatorial, exames de imagem – como mamografia, tomografia e ultrassonografia – e quimioterapia. A unidade contará com 51 leitos, mais cinco de emergência, oito consultórios médicos com pelo menos 12 especialidades e seis leitos de UTI.

“De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2030, o câncer será a principal causa de morte no mundo. Por outro lado, sabemos que a prevenção e o tratamento precoce são as melhores formas de combater a doença. Daí a importância da inauguração desse hospital em Pinheiro e do plano de descentralização da Fundação Antonio Dino, que conta com meu apoio irrestrito”, garantiu o ministro Juscelino Filho.

Da assessoria

1

Neto Evangelista destina R$ 390 mil em emenda parlamentar para o Hospital Aldenora Bello… 

O Hospital Aldenora Bello receberá R$ 390 mil por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Neto Evangelista (União Brasil). O hospital é referência no tratamento de câncer no Maranhão e mantido pela Fundação Antonio Dino, entidade sem fins lucrativos.

Nesta quarta-feira (16), Neto Evangelista participou de uma visita na sede da fundação com outros parlamentares, e diante de uma ação conjunta, foi determinado que cada um destinaria R$100 mil para a instituição, totalizando um repasse de R$ 4,2 milhões para a entidade.

“Em 2022, eu já havia destinado R$290 mil reais da minha emenda parlamentar para o Hospital Aldenora Bello, que será pago ainda este ano. Agora, decidimos que cada parlamentar disponibilizará R$100 mil para ajudar o hospital, equipamento importante que cuida de milhares de maranhenses que estão na luta contra o câncer”, frisou o deputado.

Da assessoria

0

Osmar Filho destina nova emenda parlamentar para Hospital Aldenora Bello

Na manhã desta quinta-feira (12), o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), revisitou a Fundação Antônio Dino, no bairro Monte Castelo, organização que administra o Hospital do Câncer Aldenora Bello.

Este ano, o parlamentar destinou emenda parlamentar orçada no valor de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil) para a instituição e, hoje, anunciou novos recursos, também provenientes de emenda de sua autoria, para custeio da unidade hospitalar no ano de 2020.

“Estamos retornando a Fundação; já havíamos destinado uma emenda parlamentar para ajudar no custeio do Hospital e viemos anunciar que iremos destinar uma nova emenda para o exercício financeiro do ano que vem para ajudar no custeio. Sinto-me muito honrado e feliz por estar contribuindo com a saúde pública do estado, pois sabemos do excelente trabalho que Aldenora Bello presta para a cidade também. Tenho certeza que cada um fazendo a sua parte avançaremos para oferecer uma saúde qualitativa a todos’’, salientou o presidente.

O vereador também entregou ao vice-presidente da organização, Antônio Dino, doações arrecadadas do cofrinho solidário; ação de angariação de recursos para a manutenção da instituição.

Para Antônio Dino, os novos recursos significam muito.

“Um momento positivo, o presidente já abriu um espaço na Câmara que não tínhamos; e com certeza são atitudes que tem a somar, e de alguma forma, ajudará a população que necessita do serviço que oferecemos aqui’’, pontuou.

0

Flávio Dino libera emendas da Assembleia para o Aldenora Bello…

Deputados estaduais participaram, na noite desta quinta-feira (5), no Palácio dos Leões, do ato de liberação das emendas parlamentares de R$ 4,2 milhões destinadas à Fundação Antônio Dino, instituição mantenedora do Hospital Aldenora Bello, referência no tratamento oncológico no estado.

A unidade de saúde havia deixado de oferecer serviços essenciais aos pacientes em tratamento de câncer por conta da crise financeira.

O valor foi garantido após reunião articulada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), com outros parlamentares, representantes do hospital e da Secretaria de Estado da Saúde.

A iniciativa resultou na elaboração de uma carta-compromisso dos 42 deputados. Dessa maneira, cada um destinou o valor de R$ 100 mil à instituição, com o objetivo de retomar os serviços suspensos e normalizar as atividades.

“Estamos muito felizes e conscientes de que estamos dando uma colaboração efetiva para que os serviços desativados voltem a funcionar. Então, é um momento realmente que merece ser registrado, uma data histórica, onde todos, independente de preferência política, se unem em torno de uma causa”, acentuou Othelino.

 

0

Emendas de R$ 4,2 milhões para Aldenora Bello é iniciativa do Dr. Yglésio…

Deputado foi responsável pela articulação da carta-compromisso que garantiu a destinação de R$ 100 mil de cada deputado para a Fundação Antonio Jorge Dino, o que foi aprovado esta semana na Assembleia Legislativa

 

DEPUTADOS COM O SECRETÁRIO DE SAÚDE CARLOS LULA E O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO ANTONIO DINO; Othelino e Yglésio seguram a carta-compromisso assinada pelos deputados

 

Partiu do deputado Yglésio Moyses (PDT) a articulação para garantir ao Hospital Aldenora Bello o valor de R$ 4,2 milhões em emendas parlamentares.

Ainda no mês de maio, Yglésio elaborou uma carta-compromisso que foi assinada por cada um dos 41 colegas, garantindo que incluiriam no orçamento do Governo do Estado o valor de R$ 100 mil cada um.

– É uma demonstração do compromisso do Parlamento maranhense com o atendimento de qualidade aos pacientes oncológicos no Maranhão – disse Yglésio, ainda no dia 22 de maio, após colher as assinaturas. (Saiba mais aqui)

Na última semana, veio à tona a crise envolvendo o hospital, que ameaçava fechar as portas por falta de recursos.

YGLÉSIO EXPLICA PARA OTHELINO NETO OS BENEFÍCIOS DA CARTA-COMPROMISSO ARTICULADA POR ELE, durante reunião com os representantes da Saúde e do Aldenora Bello

Os deputados se reuniram na manhã desta quarta-feira, 23, para garantir a aprovação das emendas, o que resultou na destinação do R$ 4,2 milhões.

O dinheiro será usado pela Fundação Antonio Jorge Dino, que tem déficit de R$ 7 milhões em 2019.

A iniciativa de Yglésio foi elogiada pelos colegas parlamentares…

0

Roberto Costa também destina R$ 100 mil para o Hospital Aldenora Bello

Preocupado com os serviços do Hospital Aldenora Bello, o deputado estadual Roberto Costa (MDB) destinou R$100 mil das suas emendas parlamentares para ajudar nos serviços do Hospital que atende milhares de pacientes com Câncer de todo o Maranhão.

O acordo foi feito entre o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PC do B), representando todos os parlamentares, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula e o vice-presidente do Hospital Aldenora Bello, Antônio Dino, na manhã desta quarta-feira (23) na sala de reuniões da presidência da Assembleia Legislativa.

Na oportunidade, Roberto Costa destacou a sua luta em defesa da saúde dos maranhenses. E, enfatizou, a importância de todos os parlamentares unirem-se neste propósito.

“Nós parlamentares conhecemos algum paciente que já precisou ou vai precisar dos serviços do Hospital Aldenora Bello, serviços estes que atendem milhares de pessoas, mesmo sendo privado. E, nós, ao vermos esta situação que passa o Hospital, necessitando de ajuda, não poderíamos virar as costas. Pelo contrário, estamos nos unindo e, cada deputado, está se comprometendo de destinar R$ 100 mil das suas emendas para ajudar nos serviços, isso é sinônimo de amor ao próximo, agora sim todos os serviços serão reativados”, disse Roberto Costa.

0

Mais R$ 4,2 milhões são destinados ao Aldenora Bello…

Deputados estaduais se mobilizaram e aprovaram emendas individuais no valor de R$ 100 mil, cada; recursos deverão ser repassados pelo Governo do Estado à Fundação que administra a casa de saúde

 

LEONARDO SÁ MOBILIZOU-SE AO LADO DE COLEGAS PARA LIBERAR OS RECURSOS PARA O HOSPITAL ALDENORA BELLO, mantido pela Fundação Antônio Jorge Dino

Deputados estaduais mobilizaram-se nesta terça-feira, 22, para destinar, cada um, emenda no valor de R$ 100 mil à Fundação Antônio Jorge Dino, instituição mantenedora do Hospital Aldenora Bello.

No total, o hospital foi agraciado com R$ 4,2 milhões.

– Me sinto honrado em poder contribuir de alguma forma para que uma intuição tão séria e comprometida como esta, no tratamento de câncer, que atende a todos que necessitam de cuidados especiais, em nosso Estado, possa voltar a ofertar os serviços que são de suma importância para a população – afirmou o deputado Leonardo Sá (PL), um dos articuladores da destinação da verba.

O Hospital é referência em todo o Maranhão no tratamento de pacientes com câncer. Sendo que nos últimos tempos, deixou de oferecer alguns serviços por falta de recursos financeiros.

A Fundação conseguiu mobilizar a Assembleia Legislativa do Maranhão com Emendas Parlamentares, sendo R$100 mil de cada um dos 42 deputados estaduais.

0

César Pires volta a criticar redução no repasse de recursos ao Aldenora Bello

O deputado César Pires rebateu nesta quarta-feira (09) o argumento usado pelo governo estadual e seus aliados de que haveria algum impedimento burocrático para repassar recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer para o Hospital Aldenora Bello. Para o parlamentar, não há nenhuma justificativa aceitável para que o repasse de recursos estaduais ao hospital tenha caído de R$ 2.989.000,00, em 2018, para apenas R$ 183 mil este ano.

“A Secretaria de Estado da Saúde alega, agora, que não pode fazer os repasses necessários ao Hospital Aldenora Bello porque o Conselho do Fundo Estadual de Combate ao Câncer não autoriza. Mas ano passado, com as mesmas legalidades do mesmo fundo, com a mesma consultoria, foram repassados R$ 2,9 milhões dos R$ 7 milhões previstos. Então porque o mesmo Conselho não proibiu ano passado”, questionou César Pires.

Ele ressaltou, ainda, que o parágrafo único do artigo 51 da lei que criou o Fundo Estadual de Combate ao Câncer estabelece que o Conselho a que se refere a Secretaria de Saúde é de caráter apenas consultivo, não deliberativo. “O fundo criado por iniciativa do então deputado estadual Eduardo Braide deveria atender não somente o Hospital Aldenora Bello, mas todas as unidades que assistem os pacientes oncológicos no Maranhão. Mas esses recursos não estão chegando onde deveriam”, acrescentou.

César Pires conclui dizendo que não adianta tentar justificar o injustificável, nem culpar o Fundo Estadual de Combate ao Câncer. “O governo fracassa em todos os níveis do sistema de saúde, e falta aos gestores a devida atenção ao Aldenora Bello. Só quem já teve pessoas queridas ali internadas sabe a importância daquele hospital. E não posso aceitar que queiram agora responsabilizar o fundo por esse grave problema. O governo quer tirar dos ombros uma responsabilidade que é dele, colocando em primeiro lugar projetos políticos pessoais, desprezando o sofrimento das pessoas e, consequentemente, um projeto humanitário. Essa é verdade”, finalizou.