2

Roseana de boas com sua votação à Câmara Federal…

Com campanha eminentemente digital, deputada federal eleita comemorou seu retorno a um mandato eletivo – após oito anos fora da política – com votação que representa praticamente a força de sua atuação nas redes sociais; e se prepara agora para atuar como parlamentar em Brasília, onde já esteve como senadora e deputada federal

 

Roseana saiu poucas vezes em contato com o eleitor maranhense, e focou sua eleição nas redes sociais, onde tem mais de 100 mil seguidores, praticamente o total de sua votação

Engana-se quem pensa que a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) tenha ficado frustrada com sua votação para a Câmara dos Deputados. Quem tem conversado com ela nos últimos dias percebe forte entusiasmo com o retorno à política.

Os quase 100 mil votos obtidos praticamente sem fazer campanha efetiva – ela focou em algumas comunidades de São Luís e foi duas ou três vezes a apenas alguns municípios – foram suficientes para garantir o mandato.

Curiosamente, a votação de Roseana representa praticamente a força dos 101 mil seguidores que ela tem no instagram, alcançados exatamente na semana em que foi eleita deputada.

Em um estudo de caso, a ex-governadora poderia ser considerada a primeira deputada eleita com base em uma campanha de redes sociais no Maranhão.

Roseana comemorou os 100 mil seguidores no instagram na mesma semana em que obteve quase 100 mil votos para deputada federal

Esta semana, a deputada federal eleita tem se dedicado a falar sobre sua eleição e seus projetos como parlamentar em Brasília, onde pretende atuar como articuladora política.

Com 39.351 votos em São Luís, Roseana foi a segunda mais votada deputada federal na capital maranhense, perdendo apenas para Duarte Júnior (PSB) – que disputou o segundo turno das eleições municipais de 2020 e está em campanha pela prefeitura desde então.

Fosse candidata a governadora, com esta votação, ela ficaria em quinto lugar entre os ludovicenses.

Roseana, portanto, está de boas – e “tá on” – com sua eleição para a Câmara…

6

Edinho Lobão desabafa sobre eleição: “Já é um capítulo encerrado na minha vida”

Ex-senador estimava obter algo em torno de 150 mil votos para deputado federal, com uma campanha que lembrava o eleitor de sua candidatura ao governo e tentava criar vínculos emocionais com os dados negativos da gestão do governo comunista; e atribui à compra de votos no interior a sua não-eleição à Câmara

 

Lobão Filho esperava ao menos 150 mil votos à sua candidatura de deputado federal, mas diz que segue em frente, sem rancor

O ex-senador e ex-candidato a governador Edinho Lobão (MDB) comentou nesta segunda-feira, 10, pela primeira vez, sua derrota nas eleições para a Câmara Federal.

Em mensagem publicada pelo blog do jornalista Marcelo Minard, Lobão Filho revela que esperava obter cerca de 150 mil votos, com base em pesquisas realizadas durante a campanha, mas acabou suplantado pela compra de votos no interior do estado.

– Centenas de milhões de reais foram distribuídos por prefeitos e aliados dos principais candidatos. Contratados de prefeituras foram ameaçados de demissão sumaria se os candidatos destes prefeitos perdessem. Vereadores receberam caixas com 300 a 500 mil de vários candidatos para a distribuição um dia antes da eleição. No sábado, na maioria dos municípios, a população estava na porta das casas esperando passar o “cabra” do dinheiro , com 200, 300 ou 400 reais – contou Edinho, segundo Minard.

Lobão Filho recebeu 21.459 votos, ficando na terceira suplência, que pode virar segunda suplência se a Justiça Eleitoral acatar ação do MDB que pede a reeleição de Hildo Rocha por média de Quociente Eleitoral.

Após o fracasso nas urnas o ex-senador diz estar pronto para seguir em frente, com este capítulo já encerrado em sua vida.

– Sem magoas ou rancores. Apenas um capítulo que passou por que eu assim decidi. E não me arrependo nem um segundo – frisou.

Abaixo, a íntegra da mensagem de Edinho Lobão:

“Este já é um capítulo encerrado na minha vida.

Nesta eleição optei pela estratégia de percorrer todo o estado, desde outubro do ano passado. Relembrar o povo da minha campanha de governador e criar um clima emocional com os dados negativos da avaliação do governo do estado. Não tinha nenhum prefeito , pois não tinha emenda parlamentar para oferecer a ninguém, e assim fechei com lideranças em 105 municípios. Dei entrevistas em rádios pelo interior pelo menos 4 vezes por semana , desde janeiro deste ano. Não passei um final de semana , feriado ou sequer meu aniversário de casamento e de vida na minha casa ou com meus familiares. Isso por um ano.

O resultado de todo este esforço era de que eu aparecia nas pesquisas da Escutec com uma estimativa de aproximadamente 150 mil votos. Segundo nosso querido e saudoso Fernando Junior , essa projeção só era possível fazer para mim e Roseana , pois não éramos candidatos regionais e sim espalhados no Maranhão todo. Este número foi colocado por ele em reunião do MDB pouco antes de nos deixar.

Faltando uma semana para o dia da votação, recebi uma ligação de outro candidato do MDB me parabenizando , pois ele tinha recebido uma pesquisa onde eu aparecia com 30 mil votos só em São Luís. Este era o quadro ate uma semana antes.

A partir de quarta feira da semana da votação, comecei a receber ligações desesperadas de todos meus apoiadores pedindo recursos , pois nossas bases estavam sendo atacadas no dinheiro pelos outros candidatos. Centenas de milhões de reais foram distribuídos por prefeitos e aliados dos principais candidatos. Contratados de prefeituras foram ameaçados de demissão sumaria se os candidatos destes prefeitos perdessem. Vereadores receberam caixas com 300 a 500 mil de vários candidatos para a distribuição um dia antes da eleição. No sábado, na maioria dos municípios, a população estava na porta das casas esperando passar o “cabra” do dinheiro , com 200, 300 ou 400 reais.

Nessa hora cabia a mim fazer uma escolha: entrar nessa onda ou arriscar e ver o que daria. E faço essa confissão a vc , queimar meus recursos nesse nível não da pra mim. Pressupõe buscar de volta o dinheiro gasto de alguma forma, e depois do meu acidente esta não eh uma alternativa na minha vida. Para alguns isso pode parecer brincadeira ou exagero, mas para mim eh uma das coisas mais serias da minha existência. Beijei a morte e não estava preparado. Hoje estou e não vou perder isso por conta da política. Te conto isso tudo como um desabafo de bar , ao som de sorrisos e em total relaxamento. Sem magoas ou rancores. Apenas um capítulo que passou pq eu assim decidi. E não me arrependo nem um segundo.”

0

PSB também entra com petição por mais uma vaga na Câmara Federal…

Partido utilizou os mesmos argumentos já usados pelo MDB – e destrinchados em linguagem jornalística pelo blog Marco Aurélio d’Eça – para argumentar na Justiça Eleitoral que, antes da regra dos 80%, as vagas devem ser dadas apenas aos partidos que atingiram o Quociente Eleitoral; e pediu mandato para o suplente Clayton Noleto

 

Clayton Noleto pode assumir mandato se a Justiça Eleitoral entender que a interpretação do MDB e do PSB para a distribuição das vagas é a correta

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) ingressou nesta sexta-feira, 7, com uma Ação no Tribunal Regional Eleitoral pedindo que seja refeito o cálculo da distribuição das vagas de deputado federal nas eleições do último domingo,2. 

O partido pede que seja considerado eleito também do suplente Clayton Noleto.

O PSB usa os mesmos argumentos do MDB, já destrinchados em linguagem jornalística pelo blog Marco Aurélio d’Eça, no post “Ação do MDB pode mexer com eleição de deputado em todo o país”.

Em sua petição, o PSB relaciona, inclusive, os partidos que deveriam entrar no rateio da primeira sobra, de acordo com o Inciso I do artigo 109 do Código Eleitora; e só depois, as vagas seriam distribuídas entre os que cumpriram apenas 80% do Quociente Eleitoral.

– Portanto, considerando entendimento perpassado pela norma, devem participar da distribuição das vagas referentes à sobra primeiro os partidos que atingiram o quociente eleitoral, quais sejam: PP; MDB; PODE; PSC; PL; PSB; UNIÃO; PATRIOTA; PSD E FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA; e somente depois é que os demais participariam, quais sejam: REPUBLICANOS; PDT; PTB; PSTU; PCB; DC; PRTB; PCO; NOVO; PMB; AGIR; AVANTE; SOLIDARIEDADE; PROS; FEDERAÇÃO PSDB/CIDADANIA e FEDERAÇÃO PSOL REDE – diz a petição do partido. (Leia a íntegra aqui)

O PSB também cita o Republicanos e o PDT como partidos que deveriam perder as vagas, já que não atingiram, em primeira rodada de rateio, o Quociente Eleitoral de 205 mil votos.

A Justiça Eleitoral ainda não definiu calendário para análise das petições do MDB e do PSB…

0

Fábio Macedo surpreende com votação expressiva em todo Maranhão

O deputado estadual Fábio Macedo, agora eleito deputado federal, foi uma das surpresas do pleito eleitoral deste ano, obtendo uma votação expressiva em em vários municípios.

O parlamentar recebeu mais de 95 mil votos em mais de 100 cidades que compõe a sua base eleitoral. 

Vale ressaltar ainda, que Fábio não tinha apoio de nenhum prefeito com mandato, se valendo apenas das lideranças locais e da confiança depositada pela população maranhense. 

“Fizemos uma campanha linda e propositiva. Caminhamos ao lado das nossas lideranças e dialogamos com a população para apresentar nosso trabalho pelos maranhenses e também para entender melhor as necessidades de cada região. Fomos abençoados e recebemos mais de 95 mil votos, superando e muito as nossas votações anteriores nas eleições de 2014 e 2018”.

Para o seu primeiro mandato de deputado estadual, Fábio  foi eleito com mais 35 mil votos, já nas eleições de 2018, obteve mais de 34 mil votos. Nesta eleição, teve um crescimento expressivo de suas bases eleitorais e a diferença foi mais de 60 mil votos. 

Além da vitória nessas eleições, Fábio Macedo teve êxito como presidente estadual do Podemos. O partido elegeu 1 deputado federal e dois estaduais. 

1

Ação do MDB em favor de Hildo Rocha pode mexer com eleição de deputados em todo o país…

Partido entende que, ao ser criado pela Justiça Eleitoral, o algoritmo que faz o cálculo para divisão das vagas proporcionais nas eleições brasileiras recebeu uma interpretação equivocada do Artigo 109 do Código Eleitoral, aplicando a regra dos 80% do quociente eleitoral já no primeiro rateio das sobras de vagas, antes mesmo da regra que faz o rateio apenas entre os que já obtiveram vagas

 

As engrenagens para apuração nas eleições de 2022 foram montadas com base em interpretações das novas regras de totalização de votos, inseridas em algoritmos que fazem a leitura automática

Análise da notícia

Se acatada pela Justiça Eleitoral, a impugnação do MDB  – que pede seja considerado reeleito o deputado federal Hildo Rocha no Maranhão –  poderá alterar as eleições proporcionais em todo o país.

O MDB entende que aplicaram uma interpretação equivocada do Artigo 109 do Código Eleitoral no algoritmo criado para fazer a divisão automática das vagas de deputado federal e estadual. (Entenda aqui o que é um algoritmo)

Na ação, assinada pelo advogado Marcos Coutinho Lobo, o MDB diz que o TRE maranhense deveria aplicar na divisão das vagas de deputado federal e estadual primeiro a regra do Inciso I do artigo 109 e, só depois, a regra do Inciso III.

Em linhas gerais, o Artigo 109 estabelece as regras para divisão das vagas que sobraram na aplicação da votação por Quociente Eleitoral, que no caso do Maranhão, foi de pouco mais de 205 mil votos.

O Inciso I diz, textualmente: dividir-se-á o número de votos válidos atribuídos a cada partido pelo número de lugares por ele obtido mais 1 (um), cabendo ao partido que apresentar a maior média um dos lugares a preencher, desde que tenha candidato que atenda à exigência de votação nominal mínima. (o grifo é do blog Marco Aurélio d’Eça)

Ora, se o texto diz que as primeiras vagas que sobraram serão divididas apenas entre os partidos que já conseguiram assentos no Parlamento (exatamente o que diz a frase grifada pelo blog), significa dizer que os partidos que não conseguiram alcançar o Quociente Eleitoral – como o de 205 mil votos no Maranhão, por exemplo – estarão fora desta primeira rodada.

O algoritmo criado pela Justiça Eleitoral, no entanto, ignorou essa regra.

– Há quatro regras para preenchimento das vagas: a primeira é a do Artigo 108, em que são contemplados os partidos que atingem o Quociente Eleitoral. A segunda está no parágrafo único do mesmo artigo, combinado com o Inciso I do Artigo 109, que contempla os partidos que já atingiram o Quociente e já obtiveram as primeiras vagas. Na terceira regra, contida no Inciso III do artigo 109, entram os partidos que chegaram a 80% do Quociente Eleitoral; e por último a regra que dá direito a todos os partidos, caso nenhum atinja o Quociente Eleitoral – explica o advogado Marcos Lobo.

O sistema da Justiça Eleitoral ignorou o Inciso I do artigo 109 e distribuiu automaticamente as sobras entre os partidos que não alcançaram o QE de 205 mil votos, mas chegaram a 80% deste total nas suas votações.

A regra dos 80% é uma das novidades criadas para estas eleições de 2022.

No entendimento do MDB, no entanto, essa regra só deveria ser aplicada na segunda rodada das sobras.

E como o algoritmo é o mesmo para as eleições de todo o país, se tiver que refazer a interpretação da lei, isso terá que ser feita nas eleições de deputado federal e estadual em todos os estados.

Mas para tudo isso, é preciso que a Justiça Eleitoral entenda que a interpretação aplicada na criação do algoritmo está equivocada.

E quem decide são os juízes eleitorais, que podem ver o texto diferente do que vê o MDB…

0

“Minha eterna gratidão”, diz Fábio aos eleitores de São Luís

Vereador alcançou 20.928 votos para deputado federal, com a ampla maioria registrada na capital maranhense, o que o habilita a se preparar para novos voos já nas eleições de 2024

 

Fábio Câmara mostra força e popularidade em São Luís, com forte votação para deputado federal

Em “Carta de Gratidão a São Luís do Maranhão”, o vereador Fábio Câmara (PDT) expressou nesta segunda-feira, 3, sua gratidão aos eleitores da capital maranhense.

O parlamentar registrou 20.928 votos para deputado federal, sendo a ampla maioria registrada na região metropolitana.

– Em mais de 20 municípios do nosso grande Maranhão o meu nome foi votado. Entretanto, o carinho fraterno e a fidelidade de amigos e amigas eleitores e eleitoras ludovicenses, compõem a grande maioria desse quantitativo de gestos cívicos e democráticos a mim concedidos e materializados na forma de votos – agradeceu o parlamentar.

Segundo suplente de deputado federal, Fábio Câmara teve maior votação que muitos figurões da política maranhense, como o ex-candidato a governador Edinho Lobão ou o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad.

Com a diplomação de suplente de deputado ele se credencia, inclusive, para projetos mais ousados, já nas eleições de 2024.

– Eu sigo na luta como vereador de São Luís e serei diplomado Suplente de Deputado Federal pelo Maranhão. E, muito embora todos esses títulos, honrarias e responsabilidades me orgulhem, nada supera o prazer de poder apertar a sua mão, de olhar você nos olhos e poder te abraçar te chamando de meu amigo e de minha amiga – ressaltou.

Abaixo, a íntegra da carta de Fábio Câmara:

CARTA DE GRATIDÃO A SÃO LUÍS DO MARANHÃO.

Pelos 20.928 VOTOS de confiança a mim concedidos, a minha eterna GRATIDÃO!

Em mais de 20 municípios do nosso grande Maranhão o meu nome foi votado. Entretanto, o carinho fraterno e a fidelidade de amigos e amigas eleitores e eleitoras LUDOVICENSES, compõem a grande maioria desse quantitativo de gestos cívicos e democráticos a mim concedidos e materializados na forma de votos.

Nascido em Cajari, interior do Maranhão, seguro pelas mãos corajosas da minha Mãe, Dona Firmina, fui trazido para a nossa capital ainda menino e aqui cresci com São Luís ao mesmo tempo que vi a nossa cidade se desenvolver e também crescer. E assim como aquele menino que se tornou homem passou de “apenas mais UM” para se tornar o Vereador (já no segundo mandato) e o Suplente de Deputado Estadual e (agora) também de Deputado Federal, a Capital do Estado se tornou METRÓPOLE e um Patrimônio Mundial da humanidade! Praias e escadarias. Becos e ladeiras, azulejos e casarões, folclore e rica cultura! Mas, nunca é demais dizer: ” – A nossa maior grandeza e o nosso maior patrimônio será sempre O NOSSO POVO e A NOSSA GENTE! E é a VOCÊ, que sempre demonstrou para comigo o seu respeito e carinho fraterno nas urnas por mais de UMA DÉCADA, que eu digo de todo o meu coração: “- Muitíssimo obrigado!”

Eu sigo na luta como vereador de São Luís e serei diplomado Suplente de Deputado Federal pelo Maranhão. E, muito embora todos esses títulos, honrarias e responsabilidades me orgulhem, nada supera o prazer de poder apertar a sua mão, de olhar você nos olhos e poder te abraçar te chamando de Meu AMIGO e de Minha Amiga.

Ontem, 02 de outubro de 2022, foi o último dia de uma batalha e hoje é apenas o primeiro dia do desafio que diante de nós sempre esteve, está e estará, a saber: “- Honrar a nossa amizade e o seu voto dando o meu melhor para sempre muito bem representa VOCÊ!”

MUITO AGRADECIDO, SÃO LUÍS!

E vamos que vamos porque a luta continua!

Fábio Rogério Barbosa Câmara

Vereador de São Luís e Suplente de Deputado Federal pelo Maranhão.

2

Com apoios qualificados e aliança com segmentos sociais, Eliel Gama é o evangélico mais bem posicionado

Candidato a deputado federal pelo Cidadania é um dos favoritos na disputa por vagas no partido; e deve ser o único membro da  Assembleia de Deus a se eleger no próximo domingo, 2

 

Eliel com diretores do Simproessema: apoio importante no setor da Educação maranhense

O pastor Eliel Gama, candidato a deputado federal pelo Cidadania, construiu uma campanha segmentada, buscando alianças com representantes de segmentos sociais e o apoio de votos qualificados de lideranças políticas do Maranhão.

Ele é o principal nome da igreja Assembleia de Deus na disputa por vagas na Câmara.

Leva vantagem sobre os demais representantes da denominação – Pastor Gildenemy (PL) e Pastor Cavalcante (PSD) – pela dificuldades de viabilização dos dois evangélicos dentro de suas agremiações partidárias.

O ex-governador José Reinaldo é um dos entusiastas da candidatura de Eliel Gama

Eliel Gama disputa uma vaga pelo Cidadania com o professor Roberto Brandão, ex-reitor do Ifma, e com o advogado Guilherme Oliveira.

Em sua busca por votos, o pastor da AD conseguiu declarações e apoios importantes, como o do ex-juiz Marlon Reis e do ex-governador  José Reinaldo Tavares; Também viabilizou apoio da direção do Simproessema e da federação das Comunidades Terapêuticas.

Eliel Gama deve figurar na lista de eleitos para a Câmara Federal pela articulação que vem fazendo, sobretudo na reta final da campanha…

0

Com foco na Zona Rural, Fábio Câmara chega forte à reta final da campanha em São Luís

Em dobradinha com o candidato a deputado estadual Fábio Braga, vereador de São Luís faz corpo-a-corpo nas comunidades mais afastadas de São Luís e garante importante capilaridade para brigar por vagas na Câmara Federal

 

Enquanto Fábio Braga fala aos presentes, Fábio Câmara faz selfie com eleitoras na Cidade Olímpica

O vereador Fábio Câmara (PDT) intensificou corpo-a-corpo na Zona Rural de São Luís nesta reta final de campanha.

Ao lado do deputado estadual Fábio Braga (PP), que concorre à reeleição, Câmara visita as comunidades mais afastadas da Ilha, focando, sobretudo, o eleitor mais necessitado dos serviços públicos essenciais.

– Aqui é alguém como você. Preto, vindo do interior e com os mesmos anseios – diz o vereador.

A campanha de Fábio Câmara tem foco importante na capital maranhense; além da zona rural, ele alcança fortemente o eleitorado da região central, em bairros como Madre Deus, Lira, Belira, Vila Passos, Desterro e São Pantaleão.

O parlamentar pedetista é um dos fortes nomes a uma das vagas do PDT na Câmara Federal…

0

Roseana, Josimar, Duarte Júnior, Juscelino e Márcio Honaiser devem disputar título de maior votação

Candidatos a deputado federal têm recall poderoso e capilaridade em todo o estado, o que os torna potenciais puxadores de votos de seus partidos e coligações, com potencial para chegar próximo ao inédito patamar de 200 mil votos no Maranhão

 

Aliados em 2020, Josimar e Duarte Júnior disputam, agora, a mesma vaga na Câmara e a condição de mais votado do Maranhão

 

A deputada ou deputado federal mais votado no Maranhão deve chegar próximo aos 200 mil votos, segundo avaliação dos principais analistas da cena política.

E o título de mais votado é disputado pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB), pelos deputados federais Josimar Maranhãozinho (PL) e Juscelino Filho (União Brasil), e pelos estaduais Duarte Júnior (PSB) e Márcio Honaiser (PDT).

Roseana foi quatro vezes governadora do Maranhão, senadora e deputada federal, sempre com votações altíssimas; gera, portanto, a principal expectativa por uma das vagas na Câmara Federal.

Com forte atuação em São Luís e com apoios importantes, Roseana deve sair com votação na capital maranhense que garanta sua condição de mais votada no estado

Outro que deve despontar pelo recall de eleições majoritárias é Duarte Júnior, que chegou ao segundo turno das eleições em São Luís e hoje é o principal candidato na capital maranhense.

A força eleitoral de Juscelino Filho e Josimar Maranhãozinho já é conhecida; Josimar, inclusive, deve eleger não apenas ele, mas a mulher, Detinha, e pelo menos outros três deputados federais do seu grupo.

Márcio Honaiser, por sua vez, mostra o maior volume de campanha no PDT, com forte atuação na região Sul do Maranhão; sua votação deve favorecer a outros candidatos do PDT, garantindo até mais de uma vaga na Câmara Federal.

Todos estes cinco candidatos estarão na lista dos mais votados do Maranhão.

E se alguém alçançar 200 mil votos, quem será?!?

0

Fábio Macedo cumpre agenda no interior e na capital maranhense

No último domingo(04), o deputado estadual e candidato a federal, Fábio Macedo realizou agendas intensas de campanha em Dom Pedro, Duque Bacelar e São Luís, com inauguração de comitês, caminhadas e carreata.

Em Dom Pedro, sua terra natal, o parlamentar esteve ao lado do ex-prefeito Hernando Macedo e a candidata a deputada estadual, Valéria Macedo em uma caminhada na cidade, que foi finalizada com a inauguração do comitê.

“É muito bom ver essa festa linda na minha casa, ser recepcionado com todo esse carinho pelos meus conterrâneos. Aqui em Dom Pedro, muito já fizemos e como deputado federal, vamos proporcionar muito mais desenvolvimento para cidade e melhorias na vida do meu povo”, disse Fábio.

Já em Duque Bacelar, o vereador Ferreira preparou um grande ato político para receber a caravana do 1919 na cidade e fazer a abertura oficial dos trabalhos no Comitê. Macedo agradeceu todo o carinho e apoio no município. “Eu tenho imenso carinho por Duque, já temos uma história aqui, trouxemos asfalto e outros benefícios para população. É bom estar de volta, colocando mais uma vez à disposição de vocês a minha candidatura, mas desta vez como deputado federal”.

Fabio Macedo finalizou o domingo em uma carreata ao lado da vereadora Fátima Araújo e o candidato a deputado estadual, Rogério Cafeteira. O grande cortejo percorreu as ruas dos bairros Santo Antônio, Pirapora, Vila Lobão e João de Deus.

“Que momento emocionante, percorremos vários bairros ao lado da nossa pequena Guerreira, Fátima Araújo, que tem um grande trabalho nas comunidades da região. Esse fato aumenta mais ainda a nossa responsabilidade com a população daqui. Como deputado estadual nós já trouxemos asfalto e outros benefícios para esses bairros, como federal vamos lutar mais ainda, buscando nos ministérios e onde for possível, mais melhorias para o povo”, finalizou Fabio.

Da assessoria