0

César Pires participa de convenções no interior do Maranhão

O deputado César Pires cumpriu uma extensa agenda de compromissos no interior do Maranhão, nos últimos dias. Ele foi aos municípios de Santana do Maranhão, Brejo, Água Doce, Duque Bacelar, Buriti, Santa Quitéria e Codó, participar das convenções partidárias que homologaram as candidaturas de seus candidatos a prefeitos desses municípios.

Em Santana do Maranhão, César Pires participou da convenção que homologou a candidatura do ex-prefeito Valdemar da Serraria e do seu vice, Didi Moita. “Valdemar tem experiência e trabalho reconhecido pela população, e temos certeza que ele voltará ao comando da prefeitura e, juntos, lutaremos por mais benefícios para a cidade”, declarou.

Uma grande festa democrática marcou a convenção que oficializou a candidatura de Olívia Caldas a prefeita de Brejo, que terá a professora Idenilde como companheira de chapa. “São duas grandes mulheres, competentes e preparadas para administrar a cidade, e o povo deu uma forte demonstração de quer tê-las administrando a cidade”, enfatizou César Pires.

Experientes

Em Água Doce do Maranhão, a prefeita Thalita Dias teve homologada a sua candidatura à reeleição, com o vice William Lima. Na convenção, César Pires fez questão de ressaltar que a prefeita vem conquistando muitos avanços, e que ele e o deputado Hildo Rocha continuarão apoiando a sua gestão. “O trabalho exitoso de Thalita deve continuar, e estamos aqui reafirmando nosso apoio”, declarou ele.

O ex-prefeito Flávio Furtado foi aclamado na convenção que homologou sua candidatura a prefeito de Duque Bacelar, com seu vice Raimundinho. Para César Pires, o apoio popular é uma demonstração de que a população reconhece o trabalho do candidato pelo município. “Duque Bacelar vai voltar a ser tratada com carinho e competência”, enfatizou o deputado.

Em Buriti, César Pires destacou a liderança do ex-prefeito Neném Mourão ao participar da convenção que oficializou a candidatura de Evandro Mourão à Prefeitura. “O povo saberá responder às traições e reconhecer que muito vocês fizeram por esta cidade, e muito ainda poderão realizar”, destacou.

Com seu vice Eliézer, Sâmia Moreira também teve sua candidatura a prefeita de Santa Quitéria confirmada em grande convenção que reuniu lideranças políticas da região, entre elas o ex-prefeito de Magalhães de Almeida, Neto Carvalho, e o deputado Hildo Rocha.

“Estamos todos aqui para reafirmar nosso apoio a essa mulher competente e comprometida com o desenvolvimento de Santa Quitéria”, declarou César Pires.

O grande ato político dessa extensa agenda foi a convenção que confirmou a candidatura do médico Zé Francisco e do seu vice, Camilo Figueiredo, à Prefeitura de Codó. Em forte discurso, César Pires disse que o povo saiu às ruas para demonstrar que não cederá às forças políticas e econômicas que comandam o município:

“O povo de Codó vai se libertar, colocando Zé Francisco na prefeitura”.

2

Erlanio Xavier constrói bases de apoio em todo o estado…

Presidente da Famem e uma das principais lideranças do PDT no interior maranhense apoia candidatos em diversos municípios, com amplas chances de construir uma base de prefeitos pedetistas em todo o estado

 

Erlanio tem visitado municípios em todo o maranhão, como liderança estadual do PDT e fortalecido as bases do partido

Homem forte na articulação do PDT no interior do Maranhão, o prefeito de Igarapé Grande e presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Erlanio Xavier, vai fortalecendo as bases do partido em todo o estado.

Com candidaturas próprias ou em apoio a outras legendas, Erlanio monta base forte de prováveis prefeitos, a exemplo do que ocorreu no fim de semana em São Mateus.

– O prefeito Miltinho Aragão tem prestado um grande trabalho à população do município de São Mateus e do estado do Maranhão como representante da federação dos Municípios do Estado em Brasília. Continuaremos na luta para que a população tenha uma perspectiva de dias melhores ainda – ressaltou Xavier, ao oficializar a candidatura de Ivo Rezende à sucessão de Aragão.

Enquanto os aliados se movimentam por um lado, Weverton também se movimenta por outro, criando as bases de um projeto estadual em 2022

O presidente da Famem é também um dos principais aliados e articuladores do projeto 2022 do senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT e pré-candidato a governador.

Mas esta é uma outra história…

0

Zé Inácio se reúne com pré-candidatos a prefeito…

O deputado estadual Zé Inácio (PT) reuniu-se nesta quarta-feira (9) com a pré-candidata a prefeita do município de Serrano e presidente municipal do PT, Zana Santos.

Durante a reunião a candidata falou de sua propostas para a cidade e população de Serrano. Zé Inácio ouviu atentamente e colocou seu mandato a disposição para ajudar na realização dessas propostas.

Ainda na quarta-feira Zé Inácio esteve com o pré-candidato a prefeito do município de Bacuri, Neuton da Hora e com o pré-candidato a vereador e presidente municipal do PT, Marivaldo.

Lideranças políticas do município também participaram da reunião, onde debateram sobre as eleições deste ano e políticas para o desenvolvimento da cidade de Bacuri.

0

Roberto Costa denuncia tentativa de enfraquecimento do BASA no MA

O deputado Roberto Costa subiu à tribuna da Assembleia Legislativa na manhã de ontem (28) pra protestar contra as práticas do Banco da Amazônia no interior do estado. Indo contra a decisão das ações judiciais que garantiram a permanência das agências do BASA em Bacabal, Pinheiro e Santa Inês, o banco vem agindo para tentar burlar o funcionamento dessas agências.

Do mesmo modo que fizeram em Bacabal, o banco vem tentando desmobilizar os clientes da agência de Santa Inês. Antes da decisão judicial, a gerência do banco enviou um informativo aos clientes tratando do fechamento da agência e pedindo que os clientes devolvessem os cartões e talões de cheque.

Entretanto, mesmo com a decisão favorável à permanência e ao funcionamento da agência na cidade, até o momento a direção do banco não entrou em contato novamente com os clientes para informá-los da decisão.

Essa prática acaba diminuindo e enfraquecendo os atendimentos na agência, o que, posteriormente, pode ser usado pela direção para pedir na justiça o fechamento da agência, com o argumento de que o banco não teria mais condições de funcionar na cidade.

Mais uma vez o deputado Roberto Costa reforçou a importância da permanência do banco no estado do Maranhão. Além disso, o deputado está encaminhando um ofício às gerências dessas cidades pedindo que sejam enviados informativos à população sobre a permanência e funcionamento pleno das agências.

Para o deputado, diante desse cenário de pandemia, em que é importante o isolamento e o distanciamento social para garantir a saúde das pessoas, fechar uma agência bancária nesses municípios é um ato de crueldade. Essas agências atendem mais de 2 mil pensionistas e aposentados do INSS e com o fechamento essas pessoas não teriam onde ser atendidas com segurança.

“A nossa luta é pela permanência das agências para garantir atendimento e o processo de investimentos que o banco faz em todas essas regiões, o que é fundamental para o momento de crise econômica que vivemos. Com o apoio do Ministério Público, do SEEB-MA e da AEBA nós conseguimos essas vitórias importantes para a permanência do banco nessas cidades. Assim , não podemos admitir que a direção do BASA use desses artifícios para tentar enfraquecer o trabalho que vem sendo prestado à população nesses municípios ”, afirma.

1

Pressão dos números da coVID-19 faz Dino desistir de volta às aulas

Governador anunciou em suas redes sociais que não mais autorizará a reabertura das escolas no próximo dia 15; ele fará nova previsão na semana que vem, quando deve ser analisado também o impacto do libera geral no comércio da Grande São Luís

 

Flávio Dino decidiu esperar um pouco mais para a reabertura das aulas, prevista e forma condicional para o dia 15

Os últimos números da coVID-19 e o avanço da doença no interior – combinado com o forte crescimento de aglomerações na Grande São Luís – levou o governador Flávio Dino (PCdoB) a recuar da reabertura das aulas.

Ele anunciou em suas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, 5, que a data prevista, de 15 de junho, será revista e outra data será fruto de avaliação na semana que vem.

Na coletiva em que anunciou o “libera geral” do comércio, há uma semana, Dino havia estabelecido uma previsão para reabertura das aulas no dia 15, mas condicionou isso à situação vigente na época da decisão.

Como os números da coVID-19 só aumentam no interior – o que levou a Justiça a determinar fechamento geral em alguns municípios – ele decidiu recuar e rediscutir as datas.

A situação em São Luís é perigosa por conta de aglomerações em ônibus e em centros comerciais e de lazer da cidade

Na manhã de hoje, o secretário de Saúde Carlos Eduardo Lula admitiu também que a flexibilização do comércio pode ser revista, diante do aumento dos números.

A situação da pandemia de coronavírus parece estabilizada na Grande São Luís, mas o grande número de aglomerações na Rua Grande, na Avenida Litorânea, incluindo festas em bares – somado ao aumento do casos no interior – pode gerar uma segunda onda de contaminação.

A partir de segunda-feira, 8, o governo deve começar a analisar a situação em cada região…

1

A procissão de ambulâncias, lamentavelmente, chegou…

Assim como alertou o blog Marco Aurélio D’Eça, os hospitais dos municípios mostram absoluta falta de condição de atender pacientes de coVID-19 e de outras doenças ao mesmo tempo; resultado: comboio com pacientes do interior nos Socorrões de São Luís

 

Ambulâncias de todo o Maranhão começam a se aglomerar no pátio do Socorrão, trazendo pacientes de coVID-19 e de outras doenças, diante de hospitais lotados no interior

Acompanhe a sequência de posts do blog Marco Aurélio D’Eça, publicados desde antes da decretação do lockdown, em 5 de maio, todos alertando para o risco que era o alastramento da coVID-19 para o interior maranhense.

Em 5 de maio, o primeiro alerta: “Pesquisadores previram colapso em hospitais de São Luís…”

Em 11 de maio, quando os números saltavam assustadoramente, novo alerta do blog: “Números da pandemia no Maranhão foram previstos em estudo..”

Em 13 de maio, a primeira referência ao risco da “procissão de ambulâncias”, no post “Flávio Dino é um Bolsonaro de sinal trocado…” 

O blog voltou a alertar sobre o risco de colapso no sistema de Saúde em dois posts, no mesmo dia 14 de maio.

O primeiro revelava que, apesar da festa do governo com suposta redução de casos, a doença ainda se concentrava apenas na capital, sob o título “Pico da pandemia ainda não chegou ao interior”  

O outro era um alerta feito pelo deputado federal Juscelino Filho, apontando que “a taxa de infectados no interior havia dobrado em 15 dias”. 

No dia 15 de maio, o mais duro dos posts, mostrando “Como Flávio Dino fechou leitos que poderiam ser usados contra a coVID-19…” 

No dia 21 de maio outro dado alarmante: “a maquiagem dos números do interior em meio ao alastramento da doença nos municípios”.

Agora volte à imagem acima, publicada pelo blog do jornalista Gilberto Léda.

Essa imagem representa todo o risco alertado em outros meios e no blog Marco  Aurélio D’Eça, com dados, estudos, alertas, testemunhos e críticas ouvidas e – ao que parece – ignoradas pelo governo Flávio Dino (PCdoB).

Mas a procissão de ambulâncias agora chegou a São Luís, diante do colapso no interior.

Uma triste procissão…

1

Maranhão deve superar hoje mil mortes por coVID-19

A apenas três registros de completar a marca simbólica, doença continua a se alastrar pelo interior do estado, preocupando as autoridades, mesmo diante da retomada gradual das atividades cotidianas

 

Mortos se espalham pelo Maranhão e podem chegar nesta terça-feira, 2, ao patamar de mil vítimas. (imagem ilustrativa)

O Maranhão registrou nesta segunda-feria, 1º, a marca de 997 mortes por coVID-19.

O estado está há três registros de alcançar a simbólica e triste marca de mil vítimas fatais da pandemia de coronavírus, o que deve ocorrer já nesta terça-feira, 2.

A doença tem o seu novo epicentro no interior, com centenas de casos registrados diariamente, o que preocupa as autoridades.

Mesmo assim, tanto o Governo do Estado quanto as diversas prefeituras que já abriram protocolo de retomada gradual das atividades econômicas mantêm a agenda de funcionamento de empresas. 

A partir de agora, a consciência da população é mais fundamental que as ações governamentais no combate à pandemia.

3

Dino ainda inseguro quanto abertura de igrejas, shoppings e academias

Governador diz que ainda estuda uma forma de garantir a reabertura dos cultos, mas ressalta que não há como liberar o funcionamento de ambientes fechados, o que já ocorre em Imperatriz, Santa Inês, Balsas, Barra do Corda e Bacabal

 

Principal centro de compras fechado de São Luís, o Shopping da Ilha mantém a maior parte dos seus serviços indisponíveis na quarentena

O governador Flávio Dino (PCdoB) não pretende liberar, agora, o funcionamento de shoppings centers, academias de ginástica e restaurantes.

Com relação às igrejas evangélicas e católicas, por outro lado, ele pretende aprofundar estudos, mas conta com o bom senso de padres e pastores evangélicos, com os quais reuniu-se na última quinta-feira, 28. (Relembre aqui)

Apesar de ter liberado para funcionamento clínicas, salões de beleza e barbearias, lojas de móveis e decoração, de informática, livrarias, papelarias e revistarias, nenhum desses serviços podem funcionar em shoppings. 

– Nós consideramos que o risco sanitário é maior. Ambientes fechados, intensidade de pessoas, dificuldades de manutenção de medidas preventivas. (…) A diretriz do Governo do Estado é de que, em relação a estas duas atividades [academias e shoppings] ainda não é o momento de fazer a reabertura – completou.

Interior já reaberto

Nos maiores municípios maranhenses, as academias de ginásticas, os shoppings centers e as igrejas já voltaram a funcionar

Mas a a maior parte das prefeituras já reabriram praticamente todo o setor de comércio e serviços em seus municípios.

Em grandes cidades, como Imperatriz, Balsas, Santa Inês, Barra do Corda e Bacabal as atividades já voltaram plenamente, incluindo igrejas, shoppings centers e academias de ginástica.

O próprio Dino disse em sua coletiva desta sexta-feria, 29, que os prefeitos têm liberdade para decidir, de acordo com a realidade de suas cidades.

– Os municípios têm os seus prefeitos, então nós não vamos nos intrometer no exercício das competências municipais – esquivou-se o governador.

E o Maranhão beira as mil mortes por coVID-19…

6

Agora analista político, Dino ignora avanço da pandemia no Maranhão

Desde que decretou o “libera geral” das atividades comerciais no estado – gerando uma onda de retorno em massa da população às ruas – governador prefere debater os mandos e desmandos do governo Bolsonaro a discutir formas de frear a ação da coVID-19 no interior

 

Em meio à pandemia, Flávio Dino prefere discutir nacionalmente as questões do governo Bolsonaro a debater com o maranhenses os riscos da coVID- 19

Há três dias o blog Marco Aurélio D’Eça critica o evidente e crescente desinteresse do governo Flávio Dino (PCdoB) em relação à pandemia de coronavírus no Maranhão. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

E há três dias dias Flávio Dino faz questão de reforçar o que diz este blog, preferindo debater os mandos e desmandos do governo Jair Bolsonaro a discutir ações e reações à escalada da coVID-19 no interior.

De segunda-feira, 5 para cá, as postagens de Dino nas redes sociais são todas relacionadas a Bolsonaro.

Ontem – quando o Maranhão enfrentava novo recorde de mortes e as multidões se concentravam nas ruas – o comunista estava em live da revista IstoÉ debatendo… o governo Bolsonaro. 

O governador comunista começou muito bem o enfrentamento da pandemia, o que foi reconhecido publicamente aqui neste espaço jornalístico. (Relembre aqui)

Mas foi só no início.

Desde o equívoco do lockdown judicial – que funcionou como uma espécie de pedágio, fazendo a população se sentir livre, depois, para voltar às ruas – passando pelo equívoco do rodízio até chegar no equívoco da abertura comercial, Dino parece ter cansado de lutar contra o coronavírus.

Em meio ao “libera geral’ do governo, maranhenses foram em massas ás ruas, sob a responsabilidade de denunciar os seus diante do lavar de mãos das autoridades

De segunda-feira, 25, para cá, a população está largada à própria sorte, tendo, ela própria, de cuidar de si, fiscalizar e denunciar terceiros, diante do absoluto lavar de mãos das autoridades estaduais.

Com o contraponto diário a Bolsonaro, Dino ganha cobertura midiática nacional e espaço para apresentar seus posicionamentos.

Mas esquece que esta exposição vai torná-lo apenas igual ao próprio Bolsonaro, que despreza a pandemia e nega os efeitos da coVId-19.

Um Bolsonaro de sinal trocado… (Não entendeu? Entenda aqui)

1

Com quase mil casos por dia, Maranhão se aproxima de pico previsto para junho

Último boletim da Secretaria de Saúde – que nem inclui alguns municípios – registrou 944 novos casos da doença, número aproximado aos 1,5 mil que pesquisa da UFMG estimou para só daqui a 15 dias, em 5 de junho

 

O Estudo da UFMG previu o aumento de casos no Maranhão, o que tem ocorrido mesmo depois do lockdown e do rodízio de veículos; e agora o governo decide afrouxar o isolamento

No dia 5 de maio, o blog Marco Aurélio D’Eça publicou resumo de pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais`(UFMG) apontando a evolução da pandemia de coronavírus no Maranhão.

Naquela época, de acordo com o estudo, o Maranhão atingiria a casa dos 700 casos por dia a partir do dia 8 de maio, uma sexta-feira.

Naquela mesma sexta-feira, 8, o boletim da Secretaria de Saúde registrou 856 casos, confirmando a linha evolutiva da UFMG. (Relembre aqui)

Além do número total de casos naquela época, o documento da UFMG afirmava que o pico da doença no Maranhão se daria no dia 5 de junho, com algo em torno de 1,5 mil casos por dia.

Pois bem, o último boletim da SES, divulgado nesta quarta-feira, 20, apontou 944 novos casos da coVID-19 em todo o estado.

É preciso lembrar que, entre a divulgação do estudo e este boletim com quase mil casos de coVID-19, o governo impôs um arremedo de lockdown e um pseudo-rodízio de carros sem que tenha conseguido mudar a curva de contaminação.  

Faltam cerca de 15 dias para o dia 5 de junho e o governo Flávio Dino já decidiu afrouxar as regras do isolamento.

É preciso lembrar também que a SES voltou a atrasar a divulgação dos dados de vários municípios, conforme este blog divulgou no post “Dados divergentes no Maranhão continuam dificultando ações contra a coVID-19…”

Tudo isso junto pode levar o pico a ser antecipado…