0

Projeto OAB Acolhe: Instituição abre as portas para a sociedade…

Em celebração ao mês da advogacia, ordem prestará também assistência jurídica à população de São Luís

 

A fim de auxiliar a população de São Luís no acesso aos direitos garantidos pela Constituição Brasileira, a OAB Maranhão abrirá suas portas, nos dias 11, 12 e 13 de agosto, das 9h às 17h, para realização do Projeto “OAB Acolhe – A Ordem a Serviço da Comunidade”.

O projeto integra a programação do Mês da Advocacia da Seccional Maranhense e reunirá um elenco de peso de advogadas e advogados, servidores públicos, acadêmicos de direito e profissionais da saúde que estarão à disposição para informar, orientar, auxiliar, esclarecer dúvidas sobre os mais variados temas que afetam diretamente a vida das pessoas, além da prestação de serviços médicos.

A ação foi idealizada pela Comissão do Direito das Pessoas em Situação de Vulnerabilidade Social e pela Coordenação das Comissões da OAB, servirá para a ampliação do acesso à Justiça, por meio da advocacia “pro bono”, que trata-se da prestação gratuita de serviços jurídicos às cidadãs e cidadãos que não dispõem de recursos para a contratação de profissional.

O “OAB Acolhe” contará com a participação do Sesc, do Sesi, da Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA), da Delegacia da Mulher, do Viva Procon, da Prefeitura de São Luís pelas Secretarias SEMGOV, SEMCAS, SEMUS, AMDES, do Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Pitágoras, PMMA e Corpo de Bombeiros, além de mais de 30 Comissões da OAB.

A Prefeitura de São Luís com o apoio das Secretarias: SEMGOV, SEMCAS, SEMUS, AMDES com orientações e serviços para a comunidade. O Sesc e Sesi prestarão serviços de aferição de pressão, aferição de glicemia, controle de peso, orientações sobre transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, orientações sobre a Covid-19, e aplicação de testes de Covid e vacinação de H1N1. DPE – Atendimento de demandas judiciais nas áreas do idoso, violência contra a mulher, criança e adolescente, direitos humanos; Delegacia da Mulher, registro de ocorrência de violência e encaminhamento para solicitação de medidas protetivas; Viva Procon: emissão de carteira de trabalho e CPF , consulta de certidões públicas, além de esclarecimentos sobre violação de direitos do consumidor; NPJ do Pitágoras: atendimento de demandas judicias da comunidade em diversas áreas como criminal, trabalhistas, consumidor, dentre outras; a PMMA e o Corpo de Bombeiros com apoio e orientações à população; e as comissões da OAB Maranhão atendimento e orientação as diversa áreas do direito.

Durante os três dias do Projeto OAB Acolhe, haverá um stand no local para receber doação de roupas usadas que serão destinadas a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Então, você advogado, advogada ou cidadão e cidadã que tenha uma roupa, um sapato ou qualquer vestimenta em bom estado doe para o Projeto e contribua para fazer a vida daqueles que se encontram desamparados e necessitados nesse momento, um pouco melhor.

As atividades do “OAB Acolhe – A Ordem a Serviço da Comunidade” acontecerá, entre os dias11, 12, e 13 de agosto, sempre das 09h às 17h, no Estacionamento interno do prédio sede da Seccional, localizado na Rua Dr. Pedro Emanoel de Oliveira, 01 – Calhau, São Luís – MA.

O quê: Projeto OAB Acolhe

Serviços:

COMISSÕES DA OAB MARANHÃO: Atendimento e orientação nas diversas áreas do direito. 30 Comissões confirmadas. Prefeitura de São Luís com o apoio das Secretarias: SEMGOV, SEMCAS, SEMUS, AMDES com orientações e serviços para a comunidade.

SESC E SESI: prestarão serviços de aferição de pressão, aferição de glicemia, controle de peso, orientações sobre transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, orientações sobre a Covid-19, e aplicação de testes de Covid e vamos aplicar vacinação de H1N1. DPE/MA: Atendimento de demandas judiciais nas áreas do idoso, violência contra a mulher, criança e adolescente, direitos humanos;

DELEGACIA DA MULHER: Registro de ocorrência de violência e encaminhamento para solicitação de medidas protetivas;

VIVA PROCON: emissão de carteira de trabalho e CPF, consulta de certidões públicas, além de esclarecimentos sobre violação de direitos do consumidor;
NPJ do Pitágoras: atendimento de demandas judiciais da comunidade em diversas áreas como criminal, trabalhistas, consumidor, dentre outras;

PMMA: Apoio e Esclarecimentos à população

Corpo de Bombeiros: Apoio e Esclarecimentos à População

1

Com Flávio Dino, Enoque Mota entrega cestas básicas em Pastos Bons

Ao lado do governador, prefeito participou da solenidade do programa “Comida na Mesa”, em que foram entregues mais de 750 cestas à população do município

 

Na manhã desta quinta-feira, 15, o prefeito de Pastos Bons, Enoque Mota, esteve presente junto ao governador Flávio Dino, na solenidade de entrega de 756 cestas básicas do programa Comida na Mesa, que serão distribuídas para as famílias em vulnerabilidade social na cidade de Pastos Bons.

O programa Comida na Mesa fortalece a segurança alimentar ao passo que centralizar as ações direcionadas às políticas públicas que, hoje, estão pulverizadas em diversas pastas do Governo do Estado.

O Comida na Mesa é um programa de fortalecimento da segurança alimentar alinhando em eixos como a venda de refeição a preços acessíveis nos restaurantes populares, aquisição de alimentos da agricultura familiar pelo Programa de Compras da Agricultura Familiar (Procaf) e distribuição de cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social.

Ao todo, foram entregues mais de 8 mil cestas básicas a 10 prefeituras nesta quinta-feira (15), durante cerimômia no Palácio dos Leões, às 9h. O evento foi restrito por causa da pandemia do coronavírus.

A entrega faz parte do programa Comida na Mesa. Na pandemia, já foram entregues mais de 550 mil cestas básicas à população.

0

A boa iniciativa de Octávio Soeiro pela doação de sangue em São Luís

O vereador Octávio Soeiro (Podemos), em parceria com o Hemomar, realizou nesta quarta-feira (30), na Câmara de São Luís, a campanha: Seja fonte de esperança, doe sangue, salve vidas.

Ao todo, foram 67 bolsas de sangue coletadas pela Hemomar Móvel, que ficou estacionada no pátio da Casa Legislativa.

Na oportunidade, o parlamentar, que é doador de sangue, salientou que sempre levantou essa bandeira.

“Desde o início fiz questão de levantar a bandeira da doação de sangue como um forte do nosso mandato. Doar sangue salva vidas, pessoas e famílias. Hoje, em uma grande ação na Câmara conseguimos, em parceria com a Hemomar, instalar a unidade móvel para que servidores, vereadores e colaboradores pudessem participar desse ato genuíno de amor e altruísmo”, disse.

Soeiro também comemorou o resultado da campanha. Segundo ele, 268 vidas estão prontas para receber gotas de esperança.

“Alegria que contagiou 67 pessoas a doarem. Serão 268 vidas que serão agraciadas com essas gotas da esperança. Gratidão a diretora do Hemomar, Dr. Clicia Galvão. Obrigado a todos, foi um lindo gesto”, finalizou.

0

Live Solidária com boi Mocidade de Rosário

Acontece neste sábado, 26, uma live solidária para a arrecadação de cestas básicas para distribuir em comunidades carentes da ilha de São Luís.

O evento, que é promovido pela maçonaria por meio da Loja Renascença 40, terá início às 20h e as atrações serão o bum meu boi Mocidade de Rosário e também o cantor do Boi de Ninas Rodrigues, Cláudio Ribeiro. 

A apresentação da live solidária será o radialista e DJ, Glaydson Botelho e a transmissão acontecerá pelo canal do Youtube da Maçonaria.

Live Solidária com Boi Mocidade de Rosário

Doações podem ser feitas pelo Pix da Loja Maçônica Renascença 40 (CNPJ: 23.685.019/0001-14); transferência bancária (Banco do Brasil AG: 2954-8; C/C: 46.108-3; CNPJ: 23.685.019/0001-14; Loja Maçônica Renascença 40); ou acessando o QR CODE que estará disponível.

As doações podem ser feitas também na sede a Cruz Vermelha, no Monte Castelo, e na Grande Loja Maçônica do Maranhão, no Bequimão.Este ano, a Maçonaria terá o apoio da Cruz Vermelha do Maranhão.

A expectativa é arrecadar cestas básicas a serem distribuídas a famílias carentes.

Ano passado, a loja Renascença 40 , em live solidária com a cantora Tereza Cantu, conseguiu a arrecadar 200 cestas básicas.

Serviço:

O que: Live solidária da Moçonaria

Quando: sábado, 26, às 20h

Transmissão: canal do youtube – http://youtube.com/c/GLEMAOficial

0

Simplício Araújo propõe liberação de WhatsApp por seis meses a pré-pagos no MA

Alinhado ao governador Flávio Dino, secretário de Indústria e Comércio solicitou a liberação do serviço às operadoras de telefonia que atuam em todo o estado, o que vai garantir acesso das pessoas mais carentes a oportunidades de emprego durante a pandemia e ajuda no enfrentamento à CoVID-19

 

O secretário de Indústria e Comércio do Maranhão  apresentou ás operadoras de telefonia celualr no maranhão um pedido para que os serviços WhatsApp sejam liberados por seis meses, em todo Maranhão para os celulares na categoria pré-pago.

Segundo ele, o serviço garante à população mais carente acesso à ajuda no combate ao coronavírus e acesso ás informações do mercado de trabalho e até mesmo de “bicos” neste período de pandemia.

Segundo Simplício o pedido está alinhado às propostas do governador Flávio Dino (PCdoB) para o enfrentamento da CoVID-19.

Foram encaminhados ofícios às empresas Oi, Vivo, TIM e Claro…

0

Parceria entre Prefeitura e Porto São Luís leva ações de saúde ao Cajueiro

Mais uma ação social levou serviços de saúde para as comunidades do Cajueiro por meio de parceria do Porto São Luís com a Prefeitura de São Luís (Semus) e a empresa terceirizada MRS. Dezenas de moradores da área do Cajueiro, na região da Vila Maranhão/Itaqui-Bacanga, foram atendidos. As atividades ocorreram na União dos Moradores Proteção de Jesus do Cajueiro.

“Sou operado de glaucoma e não estava conseguindo atendimento para fazer a revisão e meus exames. Hoje medi a glicemia, a pressão, o médico me examinou e ainda peguei a requisição para fazer meus exames, tudo perto de casa. Foi muito bom”, afirmou seu João Carvalho da Silva, 70 anos, morador do Cajueiro.

Para dona Flor de Lis, 54 anos, também moradora do Cajueiro, a ação foi boa porque ela atualizou várias vacinas, como a de gripe, antitetânica e contra hepatite. “Fui picada três vezes, mas valeu a pena. Também aproveitei para medir minha pressão e fazer o teste de glicemia”, explicou a moradora.

Houve vacinação de crianças e adultos, consultas médicas com dois clínicos gerais, serviços de higiene bucal e testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites virais, além de glicemia e medição da pressão arterial. As ações de saúde foram realizadas por médicos, uma odontóloga, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Em boa hora

A analista de gestão ambiental e comunicação social da MRS Ambiental, empresa terceirizada do Porto São Luís, Quilana Viégas, explicou que a ideia inicial do Porto São Luís era uma ação de vacinação para atualizar a carteirinha das crianças.

 

 

“A ação cresceu e contemplou mais serviços, graças à parceria com a Secretaria de Saúde do Município. Os atendimentos chegaram em boa hora, pois com a pandemia muita gente está com medo de ir às unidades de saúde devido ao risco de contaminação, principalmente os idosos”, observou Quilana.

“Esta foi mais uma ação social de iniciativa do Porto São Luís em parceria com a Prefeitura e a MRS para trazer benefícios aos moradores do entorno do empreendimento. Seguimos todos os protocolos sanitários e os moradores das comunidades do Cajueiro vieram e aprovaram a iniciativa, realizada num momento tão delicado como este de pandemia. Com certeza outras ações semelhantes a estas virão”, afirmou a assistente social do Porto São Luís, Débora Rodrigues.

0

BBB-20 expõe questão sociológica no Brasil…

Edição de 2020 do programa da Rede Globo teve, em confinamento, todos os aspectos registrados diariamente no embate dos estratos sociais de um país racista, machista e patriarcal, mas que começa a rever seus conceitos e preconceitos

 

Thelma, a vencedora: negra, médica e mulher, que sofreu por ser negra e por ser mulher, diante de um negro homem, como Babu

Para quem gosta de Sociologia, observa e pesquisa os estratos sociais do Brasil, para quem se encanta com o estudo da sociedade e busca entender e analisar as relações interpessoais, programas como o Big Brother Brasil são um excelente cenário.

Classes sociais confinadas e disputando premiação é terreno fértil para os embates que se vê no dia dia de um país racista, machista e patriarcal, como o Brasil.

É um campo de pesquisa fantástico para aplicar sociologicamente na própria comunidade, com perguntas do tipo:

Por que evangélicos agem assim?

Por que as comunidades suburbanas são o que são?

Como se comportam os gays?

Qual o papel dos pretos e das mulheres?

E das mulheres pretas e pobres?

Essa temporada do BBB, suas nuances e debates do que está em discussão na própria sociedade, é um campo empírico de rico valor sociopolítico.

A partir de reações de “machos escrotos” – como Petrix, Prior e Lucas – de “feministas brancas”, como Marcela, ou mais equilibradas, como a Manu, se traça perfis que levam até mesmo a saber, com certa precisão, o vencedor de cada edição, baseado no tema escolhido pela Globo, subliminarmente, para ser posto em discussão no programa.

E o debate de raça – e, dentro dele, o embate de gênero – foi o tema escolhido para 2020.

Por isso foi fácil entender que a negra Thelma, formada em Medicina, alcançou a vitória, diante de um discurso tácito sobre o papel do negro, do pobre, da mulher pobre e da mulher negra e pobre na sociedade.

E no Brasil há diferenças claras entre ser pobre, ser preto, ser mulher pobre, ser mulher preta e ser mulher pobre e preta.

Num país cheio de desigualdades, machista e patriarcal, é óbvio que um preto macho, como Babu, ganhará sempre mais espaço que uma mulher preta, como a Thelma.

Isso ficou claro até à etapa final quando a sororidade de Thelma em relação às colegas brancas foi vista como submissão de negra, enquanto a aliança de Babu com os machos brancos foi tolerada como estratégica, ainda que o machos em questão – Prior e Lucas – fossem tão estúpidos quanto Hadson, Petrix e sua dança troglodita, símbolo do machismo exposto nesta edição. (Veja o vídeo)   

A dança do acasalamento de Pertrix virou símbolo da boçalidade masculina nas classes sociais médias do Brasil 

Felizmente, a expulsão dos “machos escrotos” – um por um, a cada semana de intenso debate sociológico nas redes sociais – mostrou que o Brasil caminha, ainda que capengando, para uma sociedade mais justa, que possa ter equidade nas diferenças e respeito à cor.

A vitória de Thelma é a vitória deste novo Brasil, que a despeito do retrocesso sócio-político de 2018, ainda consegue avançar, unindo mulheres – sempre estimuladas a serem adversárias – e enquadrando homens que ainda pensam ser donos dos destinos familiares.

Uma vitória da raça humana brasileira como um todo…

0

Andrea Murad repercute caso raro de paciente com linfoma que está sem assistência do governo…

A deputada estadual Andrea Murad levou para a tribuna da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (21) a situação da paciente Ariadne Weba, portadora de um câncer raro, Linfoma Não Hodgkin, que no caso da Ariadne atinge a pele. Só existem 2 casos em todo o Brasil e um deles é o da maranhense de 32 anos e mãe de dois filhos. A luta tem se tornado mais difícil sem a assistência mínima do Governo, através da Secretaria de Estado da Saúde, pedido que já foi negado várias vezes à paciente.

“No governo passado, essa mesma paciente recebia auxílio da Secretaria de Saúde para passagens, medicamentos, o que fosse preciso. Agora, na gestão do governador Flávio Dino, ela simplesmente não recebe mais passagem nem ajuda para medicamentos. Em 2015, ela finalmente recebeu o diagnóstico da doença, é um tratamento que custa muito caro, R$ 100 mil por mês a medicação. Ela não pode trabalhar, tem dois filhos pequenos, não tem como arcar com essa despesa mas o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula não se sensibilizam com essa situação tão triste. O que a Ariadne quer é pelo menos lutar pela sua vida. Então, eu queria que o secretário Lula olhasse com atenção esse caso porque, se ele quisesse, arcaria com os custos dessa medicação, mesmo não sendo obrigação do SUS, mesmo que o SUS não pague. Mas o que se quer ao menos que assumam as despesas dela em São Paulo, as passagens, as diárias, isso seria o mínimo”, discursou Andrea.

Uma vez por mês, Ariadne precisa estar em São Paulo para a quimioterapia e todo o custeio vem da paciente com ajuda da família, amigos e seguidores nas redes sociais. Na semana passada, ela passou por mais uma sessão de quimioterapia que está causando fortes reações e nos últimos dias agredindo fortemente a pele, parte do corpo mais atingido pela doença. A deputada Andrea Murad criticou fortemente os altos gastos do Governo Flávio Dino com publicidade enquanto pacientes têm assistência negada pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Isso é mais um exemplo do que acontece no governo Flávio Dino, assim como o caso Márcio Ronny, o rapaz que teve o corpo todo queimado tentando salvar uma criança de um ônibus incendiado e hoje o governo entra na Justiça para não cobrir mais o tratamento dele em Goiânia. Então, eu peço aqui hoje tanto pela continuidade do auxílio ao tratamento do Márcio como para a Ariadne Weba, que se tenha piedade. Para Comunicação tem muito dinheiro, para a propaganda enganosa tem muito, mas para tratar o povo não fazem o menor esforço. Realmente é muito triste”, disse Andrea.

 

2

Imagem do dia: sempre haverá esperança…

esperanca

O menino acima foi assaltado e os ladrões ainda levaram todos os seus “suquinhos” – ou dindim, para alguns.

O caso ocorreu em Bacabal.

E policiais militares do 15º Batalhão deram um exemplo de civilidade na tarde deste sábado.

Além de se “cooperarem” para garantir a renda do garoto, o levaram para casa e estão na caça dos bandidos.

Um exemplo de que os bons ainda prevalecem.

Sempre

1

Um gesto e tanto de Neto Evangelista…

Neto Evangelista entregou, oficialmente, a casa que foi construída para abrigar a família dos trigêmeos que ficaram órfãos pouco tempo após o nascimento. A casa dos bebês, que completam 1 ano de idade ainda este mês, foi entregue com toda a mobília de cada cômodo

 

O deputado em frente à casa, com parente e amigos dos trigêmeos

O deputado em frente à casa, com parente e amigos dos trigêmeos

O caso dos “Trigêmeos”, como ficou conhecido no Maranhão e em outros estados brasileiros, mobilizou muitas pessoas a fazerem campanhas para ajudar a família que, além de conviverem com a dor da perda da mãe dos bebês, encontravam-se sem possibilidades de arcar com as despesas da casa, dos 3 recém-nascidos, Abimael, Abdiel, Abizael e de mais 4 irmãos dos bebês. (entenda o caso aqui)

O problema da casa deles foi resolvido hoje, pelo deputado Neto Evangelista (PSDB), atual secretário de Desenvolvimento Social.

Durante o ato, Evangelista contou que a construção de uma casa foi a forma que ele e mais um grupo de amigos encontraram para tentar amenizar a triste situação em que a família dos trigêmeos se encontrava.

– Eu estou aqui, fazendo a entrega da casa à família, não como deputado, muito menos como secretário. Essa não é uma ação do Governo, mas um gesto solidário e humanitário de um grupo de amigos que se sensibilizou com a história dessa família – explicou Neto.

A casa construída e doada pelo parlamentar e amigos

A casa construída e doada pelo parlamentar e amigos

Foi o segundo ato solidário do deputado. No mês passado, ele viabilizou a doação de R$ 500 mil para realização da Paixão de Cristo no Anjo da Guarda, evento que estava ameaçado de ser realizado, após 30 anos. (Relembre aqui)

Neto disse, ainda, que não ia agradecer àqueles que contribuíram de forma efetiva com a construção da casa, citando os cargos que eles ocupam atualmente, mas sim aos cidadãos maranhenses que, assim como ele, ficaram comovidos com o caso.

– Quero agradecer a Flávio Dino e à sua esposa, Daniela Lima, ao Clayton Noleto e ao grupo de engenheiros amigos que também se responsabilizaram pelo projeto e construção da casa.

Evangelista carrega um dos meninos, ao visitar a casa

Evangelista carrega um dos meninos, ao visitar a casa

Para Josilene Mendes, tia das 7 crianças, a casa vai possibilitar uma vida melhor  e mais digna à família que, antes morava em uma casa menor e sem estrutura adequada para comportar doze pessoas.

– Só temos o que agradecer ao Neto e ao amigos dele que compraram a nossa dor e as nossas dificuldades. Não foi fácil e ainda não está sendo fácil cuidar de 7 crianças, todas sem o pai e sem a mãe. Essa casa foi uma benção e vai fazer uma grande diferença no crescimento e no desenvolvimento dos meus sobrinhos – disse Josilene.

Um dos dormitórios, entregue totalmente mobiliado

Um dos dormitórios, entregue totalmente mobiliado

A casa construída, localizada no bairro Santa Helena, na estrada do Quebra-Pote, possui sala, 2 quartos, banheiro, cozinha e uma área de serviço.

Além da construção, o novo lar da família foi entregue com toda mobília necessária, como geladeira, fogão, máquina de lavar, camas, sofá, guarda-roupas e armários para cozinha.