0

Bombeiros maranhenses vão atuar em favor as vítimas das enchentes em Pernambuco

Especialistas da Defesa Civil vão atuar no Grupo de Apoio a Desastres para identificar danos e prejuízos causados pelas chuvas intensas nos municípios de Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes

 

Os oficiais do Corpo de Bombeiros com o coronel Célio Roberto embarcaram ontem para Pernambuco

Dois oficiais do Corpo de Bombeiros do Maranhão embarcaram neste fim de semana para Pernambuco, onde atuarão diretamente no auxílio às forças que atuam nos desastres causados pelas intensas chuvas naquele estado.

O Major Fernandes e o capitão Breno são especialistas da Defesa Civil Maranhense, e vão atuar diretamente no Grupo de Apoio a Desastres (GADE).

– O principal objetivo dessa missão é auxiliar o estado a identificar os danos e prejuízos, a confeccionar os decretos de Situação de Emergência/SE, além de apoiar também na solicitação de recursos federais – disse o coronel Célio Roberto Araújo, comandante do Corpo de Bombeiros do Maranhão.

.Os oficiais dos Bombeiros maranhenses já estiveram na Bahia, no início do ano, atuando no mesmo serviço contra as enchentes provocadas pelas fortes chuvas.

2

Comandante dos Bombeiros dá treinamento em áreas atingidas por enchentes…

Acompanhado do Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Célio Roberto Araújo vai percorrer Barreirinhas, Pedreiras e Mirador em eventos para capacitação nos municípios

 

Célio Roberto explica a Alexandre Lucas como se dá ações em Barreirinhas, Mirador e Pedreiras

O comandante do Corpo de Bombeiros do Maranhão, coronel Célio Roberto Araújo, visita nesta terça-feira, 25, nos municípios de Barreirinhas, Pedreiras e Mirador.

Ele vai participar de eventos de “Capacitação e Proteção em Defesa Civil”.

A equipe de treinamento a postos para o embarque rumo aos municípios onde acontece os eventos

Acompanhado do secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, Célio Roberto participará em Barreirinhas, da “2ª Capacitação em Proteção e Defesa Civil na região dos Lençóis e Delta”.

– Vamos tratar da Operacionalização da COMPDEC e Elaboração de Plano de Contingência, operação chuvas do CBMMA, mapeamento de risco e gerenciamento de abrigos, além de uma roda de debates sobre “Gestão de Desastres” – explicou o comandante dos Bombeiros.

O treinamento seguirá também nos municípios de Pedreiras e Mirador, nesta quarta-feira, 26, municípios atingidos pelas enchentes.

1

Roberto Rocha critica gastos de Flávio Dino com shows carnavalescos

Em meio ao avanço da pandemia e às enchentes em vários municípios – e alegando não ter recursos para ajudar desabrigados – Governo do Estado abre pacote de R$ 5 milhões para contratação de eventos e realização do pré-carnaval

 

Dino anuncia dinheiro para pagar artistas nacionais enquanto o Maranhão necessita de recursos para combate às enchentes

A Secretaria de Estado da Cultura publicou semana passada Edital com recursos de R$ 5 milhões para contratação de artistas e realização de eventos de pré-carnaval no Maranhão.

O edital foi fortemente criticado pelo senador Roberto Rocha (PSDB), para quem a realização de eventos em meio à pandemia e às enchentes no estado é um risco para a população.

– O governador do Maranhão decretou “Estado de Calamidade Pública” em todo o estado, em razão do avanço da pandemia. Pra quem não sabe, isso quer dizer que o Maranhão não teria recursos pra enfrentar sozinho o problema. Tudo muito certo e justo, a não ser pelo fato de o governador ter publicado no diário oficial uma autorização para gastar R$ 5 milhões no carnaval com artistas consagrados nacionalmente. Ou seja, não há dinheiro para amainar a dor de quem perdeu quase tudo nas enchentes, mas sobra dinheiro pra gastar com festas! – criticou Rocha.

De acordo com o Edital, assinado pelo secretário de Cultura Anderson Lindoso, será aberto credenciamento de grupos e artistas consagrados pela crítica ou pela opinião pública para compor a programação oficial do pré-carnaval e carnaval do Maranhão.

Além do edital, fica claro que Dino não vai emitir nenhum decreto sobre o carnaval, como anunciou para esta segunda quinzena de janeiro… 

 

2

Santa Rita: Dr Hilton Gonçalo inicia trabalhos recuperação de pontes e desobstrução de bueiros e galerias

O prefeito de Santa Rita, Dr Hilton Gonçalo, se antecipou e determinou o inicio de uma operação para recuperar e desobstruir bueiros, pontes e galerias no município. O objetivo é mitigar os efeitos das fortes chuvas que devem cair na região nos próximos dias.

De acordo com a previsão meteorológica e a média histórica, o período mais intenso de chuvas em Santa Rita será entre 1º de fevereiro e 1º de maio com uma média de 255 mm durante esse período.

Diversas frentes de trabalho estão empenhadas nos serviços de limpeza de canais, recolhimento de entulhos, capina e reforço das estruturas de pontes que dão acesso a varias comunidades de Santa Rita.

Homens e máquinas da Prefeitura de Santa Rita foram mobilizadas na força tarefa para implementar as intervenções – que vão permitir o escoamento adequado das águas, evitando possíveis inundações.

No Maranhão, inúmeros municípios já decretaram situação de emergência por conta das enchentes causadas pelas fortes chuvas.

Nas redes sociais, Dr. Hilton manifestou solidariedade aos afetados pelas enchentes. “Nos solidarizamos com a população que sofre as consequências dos alagamentos causados pela cheia do Rio Itapecuru”, escreveu o prefeito.

1

“Não é hora de disputa política”, diz Weverton, em ação por desabrigados

A 15 dias do prazo para escolha do candidato da base governista às eleições de outubro – e em meio à pressão do vice-governador Carlos Brandão por apoio dos partidos – senador atua de forma efetiva em busca de ajuda federal aos atingidos pelas chuvas no Maranhão, independentemente de onde ela venha

 

Enquanto Flávio Dino e Carlos Brandão preferem atacar Bolsonaro, Weverton vai em busca de recursos para o Maranhão no Governo Federal

Uma das mais ativas lideranças políticas maranhenses no enfrentamento dos problemas causados pelas chuvas no Maranhão, o senador Weverton Rocha (PDT) esteve nesta quarta-feira, 12, no Ministério da Saúde, em busca de ajuda para os desabrigados.

E deu um recado claro aos que insistem no debate político em meio aos problemas no estado.

– Não é hora de disputa política; todos temos que trabalhar juntos pelo maranhão neste momento difícil em que enfrentamos enchentes, influenza e CoVID-19 – disse o senador, em suas redes sociais, após encontro com o ministro Marcelo Queiroga.

Weverton foi em busca de medicamentos e recursos aos municípios maranhenses.

A ação efetiva do senador pedetista contrasta com a do próprio governador Flávio Dino (PSB) que – acometido de coVID-19 – atua nas redes sociais em agressivo debate político com o presidente Jair Bolsonaro (PL), enquanto aliados do seu vice, Carlos Brandão (PSDB), prefere atacar aliados de Weverton e lideranças que não aceitam a imposição do seu nome. (Saiba mais aqui)

– Quero deixar claro que sou oposição ao governo Bolsonaro, mas neste momento, o importante não é a política e sim a união em prol do Maranhão – defendeu Weverton.

O grupo de Weverton – que inclui os presidentes da Famem, da Assembleia, da Câmara Municipal, senadora Eliziane Gama (Cidadania), deputados federais, estaduais, vereadores e prefeitos – está todo mobilizado em defesa dos desabrigados e no combate aos surtos de gripe e á pandemia de coronavirus.

A mobilização envolve todos os municípios…

0

Corpo de Bombeiros cataloga seis municípios em estado de emergência

Sob o comando pessoal do coronel Célio Roberto  Araújo, corporação auxilia diretamente na atenção a desabrigados, com distribuição de alimentos, vestimentas e cobertores, além de monitorar áreas de riscos em todo o estado

 

O Corpo de Bombeiros é o principal responsável pela assistência a desabrigados no interior maranhense; os homens da corporação também monitoram áreas de risco

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) intensificou as ações de auxílio às famílias afetadas pelas chuvas no estado.

Segundo o órgão, até o momento, seis municípios já decretaram situação de emergência, são eles: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano e Formosa da Serra Negra.

São 779 famílias desabrigadas ou desalojadas.

Os Bombeiros executam ações de apoio nas regiões, realizando o transporte e resgate das famílias atingidas; e distribuindo alimentos e medicamentos.

“Todo o trabalho é no sentido de auxiliar essas famílias neste momento de dificuldades e evitar que haja riscos maiores. Nós prosseguimos com a distribuição dos alimentos aos que precisam, monitorando as áreas de forma contínua e fazendo os deslocamentos necessários, enquanto o nível dos rios não volta ao normal. O Corpo de Bombeiros está atuando para que as famílias atingidas possam levar uma vida normal, apesar dos problemas causados por esse período de chuvas”, pontuou o capitão do Corpo de Bombeiros, José Lisboa.

Em Imperatriz, o nível do Rio Tocantins subiu e chegou a marca de 9,60 metros. No município, 244 famílias estão desabrigadas ou desalojadas.

Em Mirador, o Rio Itapecuru apresenta tendência de baixa, porém ainda acumula grande volume, marcando o nível de 4,78 metros. Alguns povoados da cidade ainda estão isolados.

Em Trizidela do Vale e Pedreiras, o nível do Rio Mearim está próximo da cota de inundação. Por conta do aumento do nível do rio, as cidades permanecem em alerta. Bombeiros, com apoio de agentes das prefeituras, trabalham na retirada de famílias dos locais de maior risco. Há quase 100 abrigos públicos disponíveis.

Além das equipes operacionais e do monitoramento periódico das condições do tempo e volumes dos rios, o Corpo de Bombeiros segue prestando apoio técnico aos municípios. Das orientações e promoção de procedimentos legais para decretação da Situação de Emergência e na execução de processos para solicitar auxílio às famílias atingidas.

2

Aliados pregam a Flávio Dino novo adiamento sobre candidato da base…

A ameaça das chuvas no interior do Maranhão e o aumento dos casos de gripe e de CoVID-19 têm levado o governador a uma reflexão sobre os riscos de provocar um racha em seu grupo político no momento em que precisa da unidade de todos, incluindo bancadas federal, estadual, prefeitos e dirigentes partidários

 

Mobilizado no interior, o secretário Márcio Jerry entende que não é momento de discutir política, mas de pregar a unidade da base em favor dos desabrigados pelas chuvas e atingidos pela CoVID-19

Se depender dos principais auxiliares e aliados do governador Flávio Dino (PSB), a decisão sobre o candidato às eleições de outubro deve ficar para além do dia 31 de janeiro, dia em que está marcada uma reunião de toda a base governista.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, auxiliares como o secretário de Cidades, Márcio Jerry – e aliados como a senadora Eliziane Gama (Cidadania) e o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB) entendem que o momento é de unidade pelo Maranhão e não de forçar posições que possam levar a um racha.

A ameaça das chuvas no interior maranhense e o aumento considerável dos casos de CoVId-19 em todo o estado têm levado senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos e dirigentes partidários a uma força-tarefa informal em favor de desabrigados e contaminados.

Três candidatos ainda se movimentam na base dinista com interesse no Governo do  Estado: o senador Weverton Rocha (PDT), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araú8jo (Solidariedade); todos eles atuam direta ou indiretamente no auxílio às vítimas da gripe, da CoVID-19 e das enchentes.

Senador Weverton Rocha participou ativamente do apoio aos desabrigados, mas teve que suspender suas ações por ter contraído a CoVID-19

Na semana passada, por exemplo, o senador Weverton e seu grupo estiveram pessoalmente em vários municípios, levando auxílio e apoio material aos desabrigados; Weverton foi obrigado a interromper suas ações por ter testado positivo para a CoVID-19.

Mas o grupo do senador mantém-se mobilizado, a exemplo do presidente da Famem, Erlânio Xavier, que articula prefeitos e empresários na busca por alimentos e roupas aos desabrigados pelas chuvas.

Weverton mantém o apoio de sete partidos – PDT, DEM, PP, PSL, PRB, Cidadania e Rede Sustentabilidade – todos mobilizados em favor dos maranhenses em situação de risco.

Simplício Araújo também mobiliza seus contatos em favor dos desabrigados e dos contaminados, em busca de doações que possam levar esperanças ao interior.

Diante desta mobilização da classe política, os auxiliares mais próximos de Flávio Dino – ele próprio se recuperando da CoVId-19 – orientam para que a decisão sobre a escolha do candidato a governador se dê apenas em março, às vésperas de o governador deixar o cargo.

Apenas o próprio vice-governador Carlos Brandão – e seus aliados – ainda forçam, a barra pela escolha imediata.

Custe o que custar…

0

Famem vai recolher doações para desabrigados…

Entidade municipalista montou central de recebimento em sua sede, em São Luís, com a campanha “União Pelo Maranhão”, que mobiliza a classe empresarial do estado em favor das famílias atingidas pelas enchentes

 

A sede da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão em São Luís, localizada na avenida dos Holandeses, no bairro do Calhau, será a central de recolhimento de doações para atendimento às famílias desalojadas e desabrigadas pelas enchentes que castigam o estado. A Famem lançou a campanha “União pelo Maranhão” e tem mobilizado a classe empresarial do estado e todos que queiram ajudar com cestas básicas, água mineral, kits de higiene para os desabrigados.

A ideia de instalar uma central de recolhimento na entidade municipalista partiu do presidente Erlanio Xavier que tem acompanhado de perto os estragos causados pelas fortes chuvas que tem se precipitado no estado desde o fim do ano passado. Percebendo que muitos querem e podem ajudar, mas não sabem como fazer sua doação chegar aos que precisam, a Famem se torna um elo entre quem quer ajudar e as pessoas na ponta.

Erlanio Xavier vem mantendo contato permanente com os gestores municipais no levantamento das necessidades mais urgentes para dar suporte aos necessitam. Pelo menos 200 famílias tiveram de deixar suas casas devidos às enchentes. A situação mais grave acontece no município de Mirador, onde o rio Itapecuru alcançou nível bastante elevado atingindo casas e estabelecimentos comerciais, entre eles a agência do Banco do Brasil que teve que suspender suas atividades.

“Neste momento em que estamos atormentados pela pandemia da Covid-19 que ensaia uma nova onda com essa nova variante que alarma o mundo, e pelos casos de pessoas acometidas com a gripe Influenza H3N2, necessitamos da solidariedade de todos”, comentou o presidente Erlanio Xavier.

O prefeito de Igarapé Grande está contatando com a classe empresarial do estado no sentido de despertar a solidariedade do setor no atendimento das vítimas das enchentes. A Famem também colocou o Departamento Jurídico de plantão para atendimento dos gestores em todos os aspectos legais para superação dos entraves que possam aparecer neste momento grave.

0

Com sete dias de atraso, Brandão finalmente vai ao interior alagado

Vice-governador passou o fim de ano de férias nos Estados Unidos, mas não retornou mesmo com o aumento do número de desabrigados com as chuvas que se intensificaram desde o dia 1º de janeiro

 

Após curtir as férias integralmente com a família nos Estados Unidos, Brandão apareceu hoje paramentado na TV para anunciar visita aos municípios alagados

Sete dias depois depois do começo de intensas chuvas no maranhão, o vice-governador Carlos brandão (PSDB) finalmente retornou de suas férias nos  Estados Unidos.

Para mostrar que estava de volta ao  estado  – com várias cidades maranhenses debaixo d’água – ele deu entrevista à TV Mirante logo cedo e seguiu para o interior.

Os municípios sofrem com as chuvas desde o dia 1º de janeiro, quando o vice tucano estava nos  Estados Unidos, passeando com a família.

Mesmo diante do agravamento da situação – e com o governando Flávio Dino (PSB) em quarentena por causa da CoVID-19 – Brandão decidiu manter a legenda de férias, retornando apenas nesta sexta-feira, 7, ao  Brasil.

Boa parte do auxílio aos desabrigados já foi dado pelas prefeituras, setores do governo do estado e parlamentares que ajudaram in loco.

A presença do vice-governador, agora, portanto, é apenas midiática-eleitoral.

3

Márcio Jerry passa a ser o comandante do governo Flávio Dino…

Com a quarentena do governador após contaminação por CoVID-19 – e a curtição do vice-governador Carlos Brandão nos Estados Unidos – Secretário de Cidades tem sido o coordenador das ações de assistência aos atingidos pelas chuvas no interior

 

Ao lado do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto, Márcio Jerry coordena ações contra as enchentes em Mirador

O secretário de Cidades Márcio Jerry (PCdoB) passou a ser a cara do governo Flávio Dino (PSB) nos telejornais maranhenses desde a última terça-feira, 4, quando se confirmou a contaminação por  CoVID-19 do governador.

O papel de Jerry deveria estar sendo exercido pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que ainda se esbalda em férias nos Estados Unidos e só chega ao Brasil nesta sexta-feira, 7.

 

Mesmo com Flávio Dino acamado por COVID-19, Carlos Brandão continua de pernas pro ar nos Estados Unidos

Jerry tem sido figura onipresente na TV Mirante e nas demais emissoras de TV do estado, como homem forte do governo nas ações de assistência aos atingidos pelas enchentes.

O secretário de Cidades já esteve em Mirador, município mais atingido no Maranhão; ele coordena comissão do governo.