2

Aliados de Brandão já comemoram adesão de Josimar

Irmão do governador-tampão passou a quinta-feira ligando para prefeitos ligados ao deputado articulando reuniões a partir de segunda-feira

 

Irmão de Brandão, Marcus Brandão tem ligado para prefeitos anunciando a adesão de Josimar Maranhãozinho

Uma frenética movimentação telefônica e de internet tomou conta da campanha do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) nesta quinta-feira, 19.

A euforia tem nome: deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL).

Os aliados de tampão dão como certa a adesão de Josimar e seu grupo de cerca de 50 prefeitos, 700 vereadores, deputados federais e estaduais.

Embora o deputado ainda não tenha tratado publicamente sobre o assunto, o Palácio dos Leões e o núcleo de poder da campanha do governador já tratam ele e seu grupo como “base aliada”.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça a cooptação de Josimar foi comandada pelo empresário Marcus Brandão, irmão do governador.

Marcus passou a quinta-feira inteira em ligações telefônicas e contatos de Whatsapp com prefeitos, ex-prefeitos, vices-prefeitos e vereadores chamando para uma reunião já nesta sexta-feira, 20, na qual Josimar irá, segundo o Palácio, anunciar a adesão.

Nenhum aliado de Josimar confirmou o fechamento da aliança com Carlos Brandão.

O anúncio oficial de Josimar será na próxima segunda-feira, 23.

 

 

5

Josimar reforça time de Weverton com mais de 50 prefeitos

Apoio do deputado federal garantirá também um batalhão de quase 700 vereadores, ex-prefeitos, deputados federais e estaduais à campanha do senador do PDT, além do PL, Avante e Patriotas

 

Apoio de Josimar vai garantir a Weverton a ampliação da sua base de prefeitos, deputados e vereadores em todos os 217 municípios do Maranhão

O apoio do deputado federal Josimar Maranhãozinho ao senador Weverton Rocha (PDT), o que será anunciado nos próximos dias, deve praticamente selar a ida do pedetista ao segundo turno

Josimar leva para a base de Weverton três partidos – o PL, o Avante e o Patriotas – mais de 50 prefeitos, 700 vereadores, deputados federais e estaduais, que se juntam ao time de Weverton.

Líder nas pesquisas de intenção de votos, Weverton garante, com a aliança, uma capilaridade ainda maior de sua candidatura, alcançando todos os 217 municípios maranhenses; em troca do apoio, o grupo do pedetista garantirá base eleitoral para Josimar e seu grupo de deputados estaduais e federias.

Ainda que haja as naturais defecções de um outro outro aliado do deputado descontente com o acordo, a expectativa é que Josimar entregue ao menos 90% de sua base a Weverton.

O anúncio é também um duro golpe na campanha do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), que chegou a oferecer, literalmente, mundos e fundos pelo apoio de Josimar Maranhãozinho.

Pesou a favor do senador sua melhor articulação nacional e sua maior perspectiva de vitória…   

7

Juntos, Weverton, Roberto e Josimar somam quase 40% dos votos…

Percentual dos três pré-candidatos a governador registrado nas últimas pesquisas Exata e Escutec – que variam entre 31% e 38% – mostram que a união deles pode consolidar a liderança do senador pedetista no primeiro turno

 

Weverton pode consolidar liderança e chegar em primeiro lugar ao segundo turno, caso confirme aliança com Roberto Rocha e Josimar

A provável aliança entre o senador  Weverton Rocha (PDT) e os também pré-candidatos a governador Roberto Rocha (PTB) e Josimar de Maranhãozinho (PL) reúne quase 40% dos votos no Maranhão, segundo atestam as últimas pesquisas Exata e Escutec.

Na Exata, a soma dos votos de Weverton, Roberto e Josimar chega a 38% (22+11+5); já a Escutec diz que eles têm, juntos, 31% (20+8+3).

Levando em consideração a média da margem de erro das duas pesquisas – que é de 3 pontos – significa dizer que os três candidatos levam entre 28% e 41% dos votos maranhenses.

Roberto e Josimar devem abrir mão da candidatura ao governo em favor de Weverton Rocha no primeiro turno

É óbvio que, se consolidar a aliança com os dois pré-candidatos, Weverton – que lidera as pesquisas – não receberá automaticamente todos os votos dos dois.

Mesmo assim – com apenas 20% do total de votos de cada um – já consolida a liderança isolada na pesquisa.

Suficiente para garantir sua ida ao segundo turno em primeiro lugar…

3

Apoio de bolsonaristas fortalece projeto de Josimar

Deputado federal recebeu a adesão de lideranças que formavam o Aliança Pelo Brasil, o que o põe como principal nome da direita na disputa pelo Governo do Estado

 

Um grupo de lideranças que formavam no Maranhão o projeto do partido Aliança Pelo Brasil – de viés bolsonarista – filiou-se neste fim de semana ao PL, fortalecendo a candidatura do deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) ao governo.

Liderados pelo coronel Monteiro Segundo, os bolsonaristas optaram pela candidatura de Josimar e esvaziaram o projeto do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (Agir36).

Com a adesão de Monteiro, Josimar passa a estar mais próximo dos aliados do presidente da República no Maranhão, o que pode fortalecer sua candidatura na disputa para se tornar a terceira via.

Ele já tem o PL, o Avante e o Patriota numa aliança maior que a do próprio vice-governador  Carlos Brandão.

Coronel Monteiro deve disputar vagas na Câmara Federal ou na Assembleia Legislativa…

0

Leilão Partidário…

Josimar de Maranhãozinho se aproxima de adversários de Flávio Dino para arrancar do comunista questões de seu interesse, em troca do apoio do Partido da República; e conseguiu

 

POLÍTICA COMO NEGÓCIO. Josimar com Roseana; e o mesmo gesto ao lado de Flávio Dino

Tido como um dos membros mais controversos da Assembleia Legislativa, o deputado Josimar de Maranhãozinho (PR) fez jus à fama e resolveu por o seu partido em uma espécie de leilão eleitoral.

Insatisfeito com o governador Flávio Dino (PCdoB) – por conta da não liberação de recursos de seu interesse – Maranhãozinho saiu a negociar sua legenda com tantos quantos pré-candidatos pode alcançar nos últimos dias.

Mas o jogo do deputado tinha apenas um objetivo: jogar na parede o próprio Flávio Dino.

Com estilo arrojado para os padrões políticos maranhenses, Josimar – que fez carreira nas regiões do Gurupi e do Alto Turi, duas das mais tensas do Maranhão – usa dos meios possíveis que dispõe para alcançar seus objetivos políticos.

E foi para cima de Flávio Dino.

Sua arrojada ação deu resultados: o governador comunista chamou o parlamentar ontem, em Palácio dos Leões, para tratar das articulações para formação da aliança que vai embalar seu projeto de reeleição.

E pelo semblante do deputado ao deixar a casa do comunista, a conversa foi o que se pode chamar de “excelente” para ele.

Os leilões partidários às vésperas de convenções eleitorais são praxe no frágil processo político brasileiro, sobretudo com legendas sem qualquer definição ideológica, conteúdo programático ou doutrina definida, como é o caso do Partido da República.

E obviamente, Flávio Dino deve passar por outras pressões do tipo da de Josimar de Maranhãozinho, tendo que abrir as portas e os cofres do Palácio dos Leões.

E quem vai pagar a conta, claro, é o povo do Maranhão…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão