2

Motorista exibe caos na BR-135 e afirma: “com Roseana e Lula não era assim”

Situação da estrada em Miranda do Norte é mostrada em vídeo por cidadão que enfrenta lama e abandono, critica duramente o presidente Jair Bolsonaro e o governador Flávio Dino e afirma nunca ter visto coisa parecida em 40 anos

 

O lamaçal tomou conta da BR-135 menos de três meses depois após intervenção do DNIT

Um morador da cidade de Miranda do Norte divulgou nesta quinta-feira, 23, vídeo em que desabafa pela situação da BR-135, no trecho que corta o município.

A filmagem mostra lama e atoleiro na rodovia, com caminhões tendo dificuldades para atravessar. O homem faz duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro e ao governador Flávio Dino (PCdoB).

– Este Malsonaro (sic), uma praga ruim dessas veio para o país para acabar, e ainda fala do Maranhão. E este governador do Maranhão, isso é outro – desabafou o cidadão. (Veja vídeo abaixo)

Trecho destruído da BR-135 em Miranda do Norte tem sido recorrente e irrita motoristas 

Não é a primeira vez em 2020 que motoristas exibem imagens com a situação das rodovias maranhenses.

Em fevereiro, outro motorista divulgou vídeo no mesmo trecho, mostrando a condição da estrada menos de um mês depois de ter sido asfaltada pelo DNIT. (Relembre aqui)

Passados mais de dois meses, o novo vídeo mostra que nada foi feito, nem pelo DNIT e muito menos pelos órgãos de infraestrutura maranhenses.

Desta vez, diante das chuvas, a situação ficou ainda pior, mas o morador de Miranda garante que a situação nunca esteve tão ruim quanto agora, nos governos Bolsonaro e Flávio Dino.

– No tempo de Lula e de Roseana não acontecia uma coisa dessas. estou com 40 anos que ando nesta BR e nunca tinha visto uma coisa dessas acontecer. Agora tá aí, a estrada não presta – criticou o homem, revoltado.

E o silêncio impera no DNIT maranhense… 

1

Rafael Leitoa quer audiência pública para discutir situação da BR 226

Deputado estadual espera a presença do ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes, e do Diretor Geral do DNIT, general Antonio Leite dos Santos

 

O deputado Rafael Leitoa (PDT) lamentou, na manhã de terça-feira (10), na tribuna da Assembleia Legislativa, sobre os alagamentos ocorridos em alguns trechos da BR 226, no município de Governador Eugênio Barros, desde o início do período das chuvas no estado. O problema tem se alastrado nas comunidades do entorno da BR 226 e causado transtornos constantes aos moradores.   

Em virtude desta situação, Rafael Leitoa se comprometeu em convocar uma Audiência Pública, com data a confirmar, para discutir a situação das obras de recuperação da BR 226, cuja qualidade e tempo de conclusão tem deixado a desejar.  Via Requerimento, o deputado solicitou à Bancada Federal Maranhense, liderada pelo deputado Juscelino Filho (DEM), que convide para a Audiência, o Ministro de Infraestrutura,  Tarcísio Gomes, e também o Dretor Geral do DNIT, Gal. Antônio Leite dos Santos Filho. 

“Mais uma vez faço apelo ao DNIT, que imediatamente desloque as equipes para que possam fazer uma recuperação imediata nos trechos onde estão ocorrendo as inundações. A população não pode pagar por isso. Esta obra teve a sua ordem de serviço assinada, salvo engano, em 2017. Nós já estamos em 2020 e até agora o que a construtora conseguiu executar é de péssima qualidade”, lamentou o deputado.

Rafael Leitoa destacou ainda a apreensão da prefeita de Governador Eugênio Barros, município que completa 58 anos nesta quarta, dia 11.  A prefeita Da Luz, segundo o deputado, tem sido incansável na tentativa de amenizar os danos ocorridos pelo serviço mal feito na BR 226, porém, está impedida de realizar qualquer reparo na rodovia, por ser de responsabilidade Federal.

Ao finalizar, o deputado reconheceu as dificuldades da Superintendência Regional do DNIT no Maranhão, ressaltando a necessidade de uma Audiência Pública para que sejam discutidas as limitações e soluções sejam apresentadas.

“É preciso agir de forma mais enérgica. Nós estamos falando de vida, de bens, de patrimônio, inclusive lá, por coincidência, o povoado chama-se Patrimônio.  BR 226 é uma obra que nunca se conclui, a construtora faz pouco ouvido, o governo federal, recentemente, inclusive parece que anulou parte do empenho, a nossa bancada federal já teve diversas reuniões com o DNIT, não conseguindo resolver, avançar, infelizmente”, concluiu Rafael Leitoa.  

2

Vídeo denuncia asfalto sem qualidade do DNIT na BR-135…

Motorista mostra que a pavimentação feita pelo órgão federal virou lama menos de três meses depois no trecho entre Miranda do Norte e São Mateus; ele critica também a omissão do governo Flávio Dino

 

Em um vídeo encaminhado ao blog Marco Aurélio D’Eça, empresário da capital maranhense denunciou a péssima qualidade dos serviços de pavimentação feitos pelo DNIT na BR-135.

Ele mostra que o trecho entre Miranda do Norte e São Mateus, feito há menos de três meses, já virou lama e poeira.

– Olha o que o DINT do Maranhão faz com o dinheiro público. Colocaram um quebra galho que saiu antes da chuva. E isso aqui não é coisa de mil, é de milhões – afirmou o motorista, que classificou de irresponsável quem assumiu a obra “e deve ter comido o dinheiro”.

O motorista, que mostra a dificuldade de carretas e caminhões trafegarem na região, criticou também a omissão do governador Flávio Dino, que deveria exigir melhor qualidade dos serviços do órgão federal no Maranhão.

– Isso aí era para o governador do nosso estado cobrar do Governo Federal. Chegar lá e mostrar a irresponsabilidade – disse o empresário.

Enquanto isso, quem sofre é a população, com fretes mais caros, combustível mais caro, tudo por causa da péssima qualidade das rodovias.

0

Eliziane Gama diz que orçamento para BRs já está assegurado…

Senadora maranhense reuniu-se com diretores do DNIT, acompanhada de deputados federais, para cobrar a execução das obras, sobretudo diante da preocupação com o período chuvoso no Maranhão

Ao lado de parlamentares maranhenses, Eliziane Gama mostrou preocupação com as chuvas nas rodovias federais que cortam o Maranhão

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) mostrou-se preocupada com o início do período chuvoso e as condições das rodovias federais maranhenses.

Acompanhada de deputados federais da bancada maranhense, ela reuniu-se com diretores do DNIT para cobrar efetivação das obras de recuperação, uma vez que os recursos já estão assegurados no orçamento.

– Nós colocamos nossa preocupação em virtude do período chuvoso. A Bancada Federal assegurou o orçamento impositivo para recuperação e continuidade das obras nas rodovias federais maranhenses. O orçamento foi assegurado agora nós precisamos da execução – afirmou Eliziane Gama.

Eliziane também informou que os parlamentares presentes pediram a substituição, caso necessário, de empresa contratada que está em processo de recuperação judicial, para evitar a lentidão nas obras e contratar outra empresa de forma emergencial.

Além da senadora Eliziane Gama também participaram da reunião com o superintendente do DNIT/MA, Glauco Henrique Ferreira, os deputados federais Márcio Jerry, Bira do Pindaré, Gildenemyr Sousa e Juscelino Filho.

0

César Pires vê dois pesos e duas medidas em veto à convocação de Clayton Noleto…

Para o deputado, não faz sentido que a Assembleia Legislativa convoque o diretor do DNIT para falar das rodovias federais e poupe o secretário de Infraestrutura só porque ele é aliado

 

O deputado estadual César Pires (PV) criticou nesta terça-feira, 28, a forma como os parlamentares da base governista tentam discutir o problema das rodovias que cortam o estado poupando os aliados do governo Flávio Dino (PCdoB).

– A malha viária é composta de BRs e MAs e vemos que estão precárias. Quem aqui se levanta para falar do contrário de que a MA-006 não passa uma dificuldade grandiosa? Quem aqui tem condições de vir a esta tribuna e dizer que de Matões a Pirapemas, passando por Cantanhede, a estrada não está péssima? Quem aqui não tem condição de dizer que parte também da 020, recuperada depois que nós fizemos queixas e botamos vídeos que ultrapassaram 150 mil visualizações, e o Governo começou a fazer alguma coisa porque, convocar não, pedir para o superintendente do DNIT vir aqui e virar as costas como se nada estivesse acontecendo nas MAs! – questionou o parlamentar.

Para Pires, a base governista mostra subserviência ao governo.

– Somos covardes, então, nesta Casa, por não enxergar isso. Somos lenientes, somos subservientes, somos míopes, não querendo enxergar o que está acontecendo! Quem aqui se aventura a dizer que as MAs passam momentos de facilidade ou que são diferentes das BRs? São iguais! – desabafou.

0

Exército vai atuar na duplicação da BR-135, revela Pedro Lucas…

Deputado federal maranhense pediu informações ao DNIT, que confirmou a participação dos militares nas obras da rodovia, após rompimento de contrato com construtora

 

O deputado federal Pedro Lucas (PTB) revelou  em suas redes sociais a participação do Exército Brasileiro na obra de duplicação da BR-135, no Maranhão.

A obra vinha sendo feita pelo consórcio Serveng/Aterpa, que não atendeu as exigências e teve o contrato rompido unilateralmente.

– O Exército já está fazendo o plano de trabalho – destacou o parlamentar.

A informação a Pedro Lucas foi dada pela própria superintendência do DNIT no Maranhão. (Veja print)

O trecho Miranda-Caxuxa será iniciado pela empresa Souza Reis…

2

Hildo Rocha busca soluções para precariedade de rodovias federais…

Deputado federal vai ao Dnit em busca de soluções e recebe informações animadoras sobre obras no Maranhão

 

HILDO ROCHA EM MAIS UMA INCURSÃO NO DNIT; preocupação com rodovias maranhenses e respostas animadoras

O deputado federal Hildo Rocha (MDB) tem usado de todos os meios para solucionar os problemas nas rodovias federais que cortam o Maranhão: cobra na tribuna da câmara; vai ao canteiro de obras; discute soluções com diretores do Dnit e busca entendimentos entre Fundação Palmares, Ministério Público Federal, Defensoria Pública da União, entre outras instituições envolvidas nas questões.

BR-135

Durante o período em que coordenou interinamente a bancada federal, Hildo Rocha articulou com a bancada e conseguiu convencer o Ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, e o diretor-geral do Dnit, General Santos Filho, a visitarem o Maranhão para constatar in loco os graves problemas da BR-135.

Na última quinta-feira, Hildo Rocha  se reuniu com o diretor administrativo e financeiro do Dnit, Márcio Lima Medeiros, que está respondendo pela direção geral do órgão, com a finalidade de obter informações atualizadas acerca das providências adotadas após a vinda do Ministro da Infraestrutura e do Diretor Geral do Dnit ao Maranhão.

– Tem um mês que o ministro Tarcísio e o diretor geral do Dnit, General Santos Filho visitaram o Maranhão e puderam constatar a situação em que se encontra a BR 135. Agora, volto ao Dnit para saber quais foram as providências tomadas em relação à recuperação dos trechos mais danificados da BR-135 – explicou o deputado.

– Quanto à duplicação do segundo trecho, de Bacabeira a Entroncamento, e da etapa seguinte, de Entroncamento a Miranda do Norte. existem duas situações, dois entraves que ocasionaram a paralisação das obras. Os dois entraves foram resolvidos. Agora, caminha-se para o retorno das obras da duplicação, assim que diminuir as chuvas – comentou o deputado.

BR-222

Outra informação animadora obtida pelo deputado Hildo Rocha é referente às obras de recuperação da BR 222.

– O trecho da BR-222, de entroncamento até a cidade de Chapadinha está precário, está cheio de buracos, de crateras. Passei por lá recentemente e constatei essa triste realidade. Mas, Dr. Márcio me garantiu que os recursos já estão assegurados e a obra de restauração da BR-222 já foi autorizada, inclusive  já foi feito o reempenho dos recursos – destacou Hildo Rocha.

Acerca da BR-226, o Dnit irá fazer o contorno da cidade de Timon, para tirar de dentro da cidade o trânsito pesado que ocasiona muitos transtornos para a população daquela cidade.

– Sobre a pavimentação dos 75 km da BR-226, de Timon até Presidente Dutra, a obra será concluída até início de 2021, segundo fui informado pelo diretor do órgão – destacou Hildo Rocha.

BR-010

Hildo Rocha lamentou que a obra de duplicação da BR 010 no trecho urbano da cidade de Imperatriz ainda não tenha os recursos totalmente assegurados.

– É um trecho de apenas 11 km, mas é uma obra de custo elevado porque inclui muitas indenizações e intervenções complexas. A obra está orçada em mais de R$ 200 milhões de reais, entretanto até o momento estão assegurados para esse ano somente R$ 30 milhões que foram conseguidos por mim e pelo Senador Roberto Rocha, por meio de emenda coletiva de nossa iniciativa – argumentou Hildo Rocha.

0

César Pires defende mais recursos para obras em BRs no Maranhão…

Pires quer refrorçar a qualidade das rodovias federais que cortam o Maranhão

O deputado César Pires nesta quarta-feira a destinação de mais recursos federais para a recuperação das BRs que cortam o Maranhão. Apresentando dados oficiais do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o parlamentar informou que o órgão terá, este ano, um orçamento de R$ 195 milhões para obras em estradas federais em território maranhense, enquanto que para a Bahia foram destinados R$ 817 milhões.

“Desses R$ 195 milhões, apenas R$ 16 milhões foram empenhados até agora, e não há registro de nenhuma emenda de bancada que assegurasse mais recursos para o DNIT trabalhar no Maranhão, como ocorreu em outros estados, para enfrentar todos esses problemas causados pelas chuvas. Então, nos preocupa termos poucos recursos para atender às necessidades da população”, enfatizou o deputado.

César Pires citou alguns trechos de BRs que necessitam de obras no Maranhão, e a quantidade de recursos a elas destinado é muito inferior ao necessário.

“A empresa contratada terá R$ 1 milhão para consertar o trecho da BR 226, entre Peritoró e Presidente Dutra, o mesmo valor destinado para a obra na BR 222, em Miranda do Norte. Alguém acredita ser possível realizar tais serviços com esses recursos”, questionou.

Por outro lado, o deputado questionou também a qualidade das obras realizadas no Maranhão, já que no vizinho estado do Piauí as estradas estão em condições bem melhores que as maranhenses.

“É preciso analisarmos todas essas questões, para que possamos cobrar os investimentos que assegurem melhor condições de tráfego e mais segurança a todos que transitam pelas BRs em nosso estado”, finalizou César Pires.

0

 Em defesa das rodovias federais, Hildo Rocha intensifica críticas e cobra providências do governo

Durante os debates acerca do PL 2724/2015 que dispõe sobre a modernização de todo o setor do turismo, o deputado Hildo Rocha aproveitou para levar a problemática das rodovias federais do Maranhão para o plenário da Câmara Federal.  

“Não descansarei enquanto a duplicação da BR-135 for concluída, enquanto perdurar o descaso com esta rodovia e as demais estradas federais do Maranhão. Posso até ser cobrado por não conseguir melhorar nossas rodovias federais, mas não serei cobrado por me omitir, por me esquivar das minhas responsabilidades. Não irei desistir dessa luta”, afirmou o parlamentar com a segurança que apenas os homens públicos verdadeiramente compromissados com os reais interesses da população conseguem demonstrar.

Desde que assumiu o primeiro mandato de deputado federal, em 2015, Hildo Rocha tem empunhado a bandeira de luta em favor da duplicação da BR-135; da duplicação do trecho urbano da BR-010, em Imperatriz e da melhoria de toda a malha rodoviária federal no Maranhão.

Modernização do Turismo

Hildo Rocha acredita que aprovação do PL 2724/2015 vai contribuir para a geração de mais de dois milhões de empregos no país e permite que empresas estrangeiras possam investir nas companhias aéreas nacionais. De acordo com o parlamentar, novas empresas aéreas passarão a operar no Brasil e haverá redução do valor das passagens aéreas, possibilitando assim aumentar o fluxo de turismo doméstico no país país.

“Eu voto a favor desta emenda aglutinativa substitutiva apresentada pelo deputado Paulo Azi. Mas é necessário que o governo federal cuide das nossas rodovias. A capital do nosso Estado, São Luis, tem vocação para o turismo cultural; Barreirinhas atrai visitantes do mundo inteiro, no segmento de turismo ecológico e de aventura. Enfim, o Maranhão tem grande potencial, mas as nossas rodovias federais estão uma lástima. Isso desmobiliza o fluxo de pessoas para as principais cidades turísticas do Maranhão. Então é necessário que o Dnit também seja responsável pelo movimento de turistas no Maranhão e em todo o país”, afirmou o Hildo Rocha.

0

Bancada define com DNIT novos prazos para retomada de obra da BR-135…

Um passo importante para o reinício da obra de duplicação da BR-135 foi dado nesta segunda-feira (25) durante reunião organizada  pelo coordenador da bancada federal, deputado Hildo Rocha que ocorreu na sede do Dnit no Maranhão. O empreendimento está paralisado por recomendação do Ministério Público Federal e também por decisão do Tribunal de Contas da União (TCU).

Participaram da reunião, representando a bancada federal, os deputados  Hildo Rocha, Eduardo Braide, Edilázio Júnior e Juscelino Filho. O superintendente do Dnit no Maranhão, Gerardo de Freitas Fernandes

Também participaram do encontro o defensor público federal, Yuri Costa e o chefe do escritório regional da Fundação Cultural Palmares, Allan Ramalho. A Assembleia Legislativa do Maranhão foi representada pelos deputados estaduais César Pires e Arnaldo Melo. O evento teve ainda a participação do Diretor da Fiema, José Barbosa Belo, engenheiros e servidores do Dnit.

“O resultado da reunião foi bastante positivo. O Dnit informou que as adequações recomendadas pelo TCU já estão praticamente prontas e serão entregues antes do prazo definido pelo órgão. Quanto à questão das comunidades quilombolas, já está sendo elaborado um novo mapa, por solicitação da DPU. Esse novo mapa indicará as comunidades quilombolas que sofrerão impactos pela realização da obra. Dr. Yuri Costa, Defensor Público da União e Allan Ramalho foram fundamentais na realização do acordo que preserva os direitos dos quilombolas e permite o reinício das obras”, explicou Hildo Rocha.

Recursos estão garantidos

Hildo Rocha destacou que os deputados federais conseguiram duas emendas impositivas de bancada, no valor de R$ 300 milhões para o pagar  o primeiro trecho da duplicação(Estiva até Bacabeira) e para o segundo trecho  (Bacabeira até Miranda do Norte). 

“Nós fizemos a nossa parte. Foi uma luta difícil, mas nós conseguimos assegurar os recursos. Entretanto, se a obra ficar parada por muito tempo corremos o risco de perder os recursos. Por isso, estamos buscando entendimentos a fim de que possamos ajudar a solucionar as questões que ocasionaram a paralisação da obra. Felizmente, conseguimos avançar nesse entendimento”, comemorou Hildo Rocha.

Impactos minimizados

O defensor Público Federal, Yuri Costa, disse que a principal preocupação da DPU é evitar que os meios de produção e de vida das comunidades quilombolas que vivem nas imediações da BR-135 sofram grandes impactos.

“Têm várias formas da obra ser executada. Algumas de forma extremamente impactante. Outras que, pelo menos, diminuem outros impactos. A função da Defensoria Pública é garantir que as comunidades sejam ouvidas, e que o projeto da obra seja adaptado para que elas possam ter uma diminuição do que elas serão afetadas pela obra”, disse.

Qualidade da obra

A qualidade da obra foi outro quesito muito discutido. De acordo com o deputado estadual César Pires o projeto foi mal executado.

“Eu não acredito nas alegações que foram apresentadas. Quando você vai fazer um projeto você tem que levar em consideração todo o ambiente físico no qual aquele projeto vai estar inserido. Se aqui chove mais, estrutura melhor, faz tudo aquilo que se adeque a uma realidade do estado”, disse o deputado.