0

CAS aprova projeto de Weverton sobre capacitação de Agentes de Saúde

Proposta altera a periodicidade dos cursos de capacitação dos profissionais que atuam nas comunidades do país

 

Promover a capacitação de Agentes Comunitários de Saúde e Combate às Endemias no máximo a cada 2 anos. Esta é a proposta do projeto (PL 2013/2019) apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA) que foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. O objetivo é permitir que a administração pública tenha flexibilidade para definir qual o período ideal para promover cursos de aperfeiçoamento e reciclagem para os profissionais da área. A lei atual determina que sejam feitos a cada 2 anos.

“É preciso que o poder público tenha liberdade para avaliar cada caso concreto e assim determinar quando deve ser feita a capacitação e oferecê-la aos profissionais. Isso vai permitir que os nossos agentes estejam sempre preparados para desenvolver suas atividades com autonomia e competência”, afirmou o parlamentar.

Para o senador, o projeto vai permitir que organizações públicas estabeleçam políticas de capacitação constantes para atualizar os profissionais.

“A capacitação e o desenvolvimento de pessoas são processos contínuos e que, por vezes, repetem-se como ciclos, sendo compostos de fases sequenciais e de reciclagem, que devem ser repetidas sempre que a administração pública perceber a necessidade de retomada ou reforço do aprendizado”, explicou.

O projeto seguiu para análise da Câmara dos Deputados.

0

Weverton quer atendimento permanente de médicos a quilombolas…

O senador Weverton Rocha (PDT) apresentou uma emenda para garantir que comunidades quilombolas tenham atendimento permanente do programa Médicos pelo Brasil, antigo Mais Médicos. A proposta é ampliar o grupo de populações que recebe atendimento médico pelo programa.

“O objetivo é incluir populações quilombolas que sofrem pela invisibilidade do Poder Público na sua atenção básica. São pessoas acostumados à desassistência e ao esquecimento. Isso não pode continuar assim”, afirmou o parlamentar.

De acordo com a Fundação Cultural Palmares, existem 3.271 comunidades quilombolas em todo o Brasil. De acordo com Weverton, são os moradores desses locais que serão beneficiados diretamente pela sua proposta.

“Essa parcela da sociedade é historicamente marcada pela resistência ao racismo pela luta constante para ter direito a sua terra. São trabalhadores que precisam ter acesso a um atendimento médico com qualidade”, ressaltou.

Para o senador, a emenda garante o atendimento na área de saúde em localidades completamente desassistidas e de difícil acesso.

“São pessoas que, muitas vezes, vivem em situação de extrema pobreza e não têm acesso aos serviços de saúde. Elas precisam e devem ter atendimento permanente do programa. No Maranhão, somente no município de Alcântara, mais de 150 comunidades quilombolas serão beneficiadas com a proposta”, destacou Weverton.

0

Weverton pede prioridade para Norte e Nordeste no novo Mais Médicos

Garantir o aumento da quantidade de médicos no Norte e Nordeste. Esta foi a proposta de uma das emendas apresentador pelo senador Weverton (PDT-MA) à Medida Provisória (MP 890/2019) que cria o programa Médicos pelo Brasil, em substituição ao programa Mais Médicos lançado em 2013.

Para Weverton, é importante incluir na MP medidas que assegurem que a população dessas regiões tenha acesso a atendimento médico.

“Para que esse novo programa colha os resultados de atender de forma igualitária a população brasileira é necessário priorizar as suas vagas em regiões menos favorecidas como o Norte e o Nordeste”, ressaltou o parlamentar.  

No Brasil existem 2,18 médicos por mil habitantes. De acordo com dados divulgados pela Demografia Médica no Brasil 2018, em algumas capitais brasileiras como, por exemplo, Vitória, no Espírito Santo, existem 12 médicos por mil habitantes. No outro extremo, no interior das regiões Norte e Nordeste, há menos de um médico por mil habitantes. O Sudeste é a região com maior densidade médica, cerca de 2,81, contra 1,16 no Norte e 1,41 no Nordeste.

“O Maranhão mantém a menor razão entre as unidades, com 0,87 médico por mil habitantes, seguido pelo Pará, com razão de 0,97. Nos dois casos, há menos de um médico por grupo de mil moradores. Precisamos mudar esta realidade”, destacou Weverton.

O senador também apresentou uma emenda para ampliar o grupo de populações que receberão tratamento especial no programa. A ideia de Weverton é incluir as comunidades quilombolas, ribeirinhas e ciganas.

“Nos últimos anos, elas têm sofrido pela invisibilidade do Poder Público na sua atenção básica. Temos que priorizar aquelas pessoas que estão esquecidas e que precisam de acesso a um atendimento médico de qualidade”, afirmou.

Mais vagas

Weverton apresentou ainda uma emenda para ampliar a oferta de cursos de Medicina e vagas para residência médica, priorizando as regiões Norte e Nordeste, que possuem menor relação de vagas e médicos por habitante e alta vulnerabilidade na atenção à saúde.

“É necessário uma redistribuição e ampliação das vagas nos cursos de medicina para os estados que estão abaixo da média nacional, o que possibilitará à população brasileira o acesso a um sistema público de saúde de qualidade”, disse o parlamentar.

3

Weverton é o parlamentar do Maranhão mais influente nas redes sociais

Ranking FSBinfluênciaCongresso avaliou a atuação de congressistas e o número de seguidores, total de publicações e engajamento do público no Facebook, Instagram, Twitter e outros canais

 

WEVERTON TEM FORTE ENGAJAMENTO NAS REDES SOCIAIS e é o mais influente parlamentar maranhense neste setor da vida social

No primeiro período legislativo do Congresso Nacional, entre 2 de fevereiro e 17 de julho, o senador Weverton Rocha (PDT) foi o parlamentar mais influente do Maranhão no ranking FSBinfluênciaCongresso, que avalia a atuação dos congressistas nas redes sociais.  

“O ambiente digital é um canal fundamental de comunicação do político com o eleitor. É por meio das redes que conseguimos divulgar o nosso trabalho e também interagir com o público”, ressaltou o senador.

“Não deixo de andar pelas cidades e ouvir a pessoas, porque acredito que esse contato pessoal é fundamental, mas faço questão de manter a todos informados do que faço por meio das redes sociais”, completou.

O senador ocupa a 126ª posição do total de 590 parlamentares listados. No cenário estadual, Weverton é seguido pelo deputado Márcio Jerry do PCdoB, que está em 134º lugar, e pelo deputado Juscelino Filho (DEM), na 147ª posição. Dos 594 parlamentares, apenas quatro deputados não postaram qualquer conteúdo nas redes sociais neste período. Por isso, o ranking inclui 509 deputados e 81 senadores.

Metodologia

O FSBinfluênciaCongresso monitorou as publicações dos deputados federais e senadores de 02 de fevereiro a 17 de julho. O monitoramento é 24×7, capturando e analisando o grau de engajamento de todas as publicações feitas pelos parlamentares no Facebook (apenas páginas públicas), no Instagram (apenas contas business) e no Twitter.

Para se calcular a nota de cada parlamentar e construir o ranking, são levados em consideração o número de seguidores, a quantidade de publicações, o alcance das publicações e o engajamento (curtidas, comentários e compartilhamentos) em cada rede social.

São aplicados pesos diferentes a cada item, assim como para cada uma das três redes sociais analisadas.

 

1

Senador Weverton apresenta projeto para melhorar a internet nos municípios

Facilitar o acesso à internet de pessoas que vivem em áreas remotas, estimular a expansão das empresas de energia elétrica ou telecomunicações que compartilham postes ou dutos com outras companhias. Estas são algumas das propostas do projeto de lei (PL) apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA).

O objetivo do texto é regulamentar a utilização e compartilhamento de postes, dutos, condutos ou servidão pelas prestadoras de serviços de telecomunicações de interesse coletivo.

“Na prática, este projeto vai promover a inclusão digital. O compartilhamento de postes é considerado essencial para a oferta de internet. Hoje um dos maiores problemas enfrentados pelos provedores regionais e de serviços de comunicações é pagar um preço justo pelo compartilhamento”, explicou o senador.

Com o projeto, o senador espera encaminhar solução para muitos municípios maranhenses que sofrem com um “apagão” de acesso à internet. “Veja Balsas, por exemplo. É um município grande, economicamente importante, mas mesmo assim a população sofre com o acesso precário à internet. Até para navegar nas redes sociais é difícil. Esperamos resolver isso”, afirmou Weverton.

O PL altera a Lei Geral de Telecomunicações (Lei 9.472, de 1997) e prevê uma legislação específica para o compartilhamento obrigatório de infraestrutura entre as diversas empresas. Dessa maneira, postes, dutos, condutos e servidões, pertencentes ou controlados por prestadora de serviços de telecomunicações ou de energia elétrica, devem ser usados pelas demais empresas desses setores de forma não discriminatória e a preços e condições justos e razoáveis.

“É necessário regularizar o compartilhamento de postes por intermédio de lei específica, que poderá solucionar problemas críticos e viabilizar uma relação justa e isonômica entre as partes envolvidas. Quem sai ganhando com isso é a população, em especial dos municípios que não têm acesso a uma internet de qualidade”, ressaltou.

0

Pela primeira vez, Maranhão tem senadores líderes de suas bancadas…

Com a confirmação de Roberto Rocha para a liderança do PSDB, estado terá os seus três representantes com assento no colégio de lideranças que decide os rumos da Casa

 

Roberto Rocha ao lado do presidnete do Senado, Davi Alcolumbre; liderança do PSDB e espaço nas instâncias de poder

A confirmação do senador Roberto Rocha como líder do PSDB garantiu ao Maranhão, pela primeira vez, assento integral no colégio de líderes do Senado Federal.

O colégio de líderes é a instância responsável pelos rumos da Casa – indicação de membros da Mesa e das comissões – e pela interlocução com a presidência da República.

Eliziane Gama e seus companheiros de PPS no Senado: liderança maranhense

Na semana passada, os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama já haviam sido escolhidos, respectivamente, líderes do PDT e do PPS.

Os senadores do PDT e o seu novo líder, o maranhense Weverton Rocha

É a primeira vez que o Maranhão tem todos os seus representantes como líderes de bancada no Senado.

Um avanço e tanto para o estado…

4

Carioca assume autoria de panfletos; Eliziane e Weverton convocam coletiva…

Militantes presos pela manhã distribuíam uma espécie de jornal com informações contra os dois candidatos a senador; candidato a deputado diz que apenas reproduziu denúncias de conhecimento público

 

Os candidatos a senador Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT) convocam para coletiva de imprensa, às 15h, na sede do PDT, em São Luís, para falar da prisão de um homem e duas mulheres que estavam distribuindo panfletos contra eles.

O eleitores estavam com uma espécie de jornal com denúncias contra os dois parlamentares, que foram distribuídos no Terminal da Integração, em São Luís.

A campanha dos dois candidatos a senador classificou o panfleto como “apócrifo” e com notícias falsas.

Na manhã desta segunda-feira, 01, no entanto, o ex-vereador Paulo Roberto Pinto, o Carioca (PRTB), candidato a deputado estadual, assumiu a autoria e disse que rodou os impressos de forma legal, inclusive com o registro da gráfica responsável.

– Paguei pelo serviço, tenho nota fiscal, o material tem CNPJ, tudo como manda a lei – afirmou Carioca.

Os militantes que distribuíam os panfletos foram abordados por homens que se identificaram como policiais.

Houve bate boca e o trio foi levado. (Veja o vídeo)

Weverton e Eliziane vão falar sobre fake news na campanha e pedir que a Polícia Federal investigue a distribuição dos mesmos panfletos no interior.

Ainda não há informações sobre o destino dos eleitores que distribuíam os panfletos…

0

Weverton e Eliziane crescem e embolam disputa pelo Senado…

De acordo com o ibope, deputados federais governistas alcançaram os dois principais candidatos da oposição – Edison Lobão e Sarney Filho – e já estão em condição de empate técnico quádruplo

 

Weverton Rocha e Eliziane Gama cresceram na pesquisa pelo Senado

Os deputados federais Eliziane Gama (PPS) e Werverton Rocha (PDT) apresentaram forte crescimento na pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira, 19, e equilibram a disputa pelo Senado Federal.

Eliziane subiu de 17% para 23%; Weverton teve crescimento ainda maior, passando de 11% para 20% das intenções de votos.

O candidato Edison Lobão (MDB) agora tem 25%; Sarney Filho (PV) aparece com 23%.

Levando em consideração a margem de erro, que é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, é certo dizer que Edison Lobão, Sarney Filho, Eliziane Gama e Weverton Rocha estão, todos, tecnicamente empatados.

Sarney Filho e Lobão mantêm liderança e apostam na força da candidatura de Roseana Sarney

A disputa fica ainda mais indefinida quando se vê que há um contingente de 17% de eleitores ainda indecisos para a primeira vaga de senador e outros 30% que não se decidiram sobre o segundo voto.

O Ibope encontrou ainda outros 38% de eleitores que não sabem em quem votar, ou não responderam.

Segundo pelotão

A pesquisa divulgada nesta quarta-feira mostra que o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSDB), lidera o segundo pelotão do Senado, com 12% de intenções de voto.

Na sequência pontuaram Alexandre Almeida (PSDB), 4%; Preta Lu (PSTU), 2%; Saulo Pinto (PSOL), 2%; Samoel de Itapecuru (PSL), 2%.

Saulo Arcangeli (PSTU), 1%. Iêgo Bruno, do PSOL, não pontuou.

Contratado pela TV Mirante, o Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro. O registro foi feito na Justiça Eleitoral sob o número MA-06667/2018. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança, de 95%.

3

Weverton nos segmentos sociais e sindicatos…

Candidato a senador pelo PDT reúne o maior número de ativistas de todos o setores em sua campanha, sobretudo pela força social do seu partido na capital maranhense

 

Candidato das camadas populares, Weverton atinge todos os segmentos sociais

Sindicalistas de todos os setores, ativistas dos movimentos LGBT, Mulheres, Meio Ambiente, Animais, Estudantes e Idosos, conselhos das mais variadas atividades e lideranças comunitárias formam a principal base eleitoral do deputado federal Weverton Rocha (PDT), sobretudo em São Luís.

Militante político desde a época do movimento estudantil, o candidato pedetista é o único que transita com desenvoltura e liderança em todos esses segmentos da sociedade civil organizada.

Essa base social é fortalecida pela presença de trabalhadores e sindicalista, principal reduto de atuação do PDT; e se une à poderosa rede política construída desde antes do início da campanha eleitoral e que dá a penetração estadual de sua candidatura ao Senado.

– Sempre militei nos movimentos sociais, sempre atuei ao lado do trabalhador, sempre estive na linha de frente das lutas de todas as minorias e vulneráveis; Essa capilaridade política não é por acaso, mas fruto de anos e anos de militância – avalia o candidato.

As várias categorias de trabalhadores também fecham com o candidato pedetista

A forte presença eleitoral de Weverton em São Luís tem um objetivo: formar a base de votos que ele precisa somar ao bolo formado pelo apoio das lideranças políticas no interior.

Assim, o candidato do PDT vai construindo a base necessária para se tornar competitivo na acirrada disputa pelo Senado.

Base que ele pretende consolidar com a propaganda eleitoral, a partir desta sexta-feira, 31…

2

A acirrada disputa pelo Senado…

Enquanto a eleição de governador segue polarizada entre Flávio Dino e Roseana Sarney – com Roberto Rocha e Maura Jorge ainda grudados no chão – as duas vaga de senador são disputadas por pelo menos cinco candidatos; e levará vantagem os que tiverem maior estrutura e capilaridade no estado

 

Lobão e Sarney Filho tem estrutura e candidato forte ao governo; Weverton e Eliziane apostam na estrutura do governo e José Reinaldo segue em faixa própria

As duas últimas pesquisas eleitorais divulgadas no Maranhão, a do Ibope e a da Exata – ainda que com absurda divergência nos índices para o governo – apontam para um cenário de indefinição na disputa de senador.

Efetivamente, os números mostraram que Edison Lobão (MDB), Sarney Filho (PV), Eliziane Gama (PPS), José Reinaldo Tavares (PSDB) e Weverton Rocha (PDT), não necessariamente nesta ordem, estão no páreo pelas duas vagas.

Líderes nas pesquisas, Sarney Filho e Lobão têm o aditivo da orça de Roseana

No Ibope, Lobão e Sarney Filho têm ligeira dianteira, com 27% e 26%, respectivamente, e uma espécie de enrosco entre Eliziane (17%), José Reinaldo (13%) e Weverton (11%). (Leia aqui)

A Exata confirma a liderança de Lobão e Sarney Filho (25% e 24%, respectivamente). Mas aponta para um empate técnico múltiplo entre os cinco candidatos: Weverton e José Reinaldo com 20% e Eliziane com 18%. (Veja aqui)

Neste acirramento, vencerá a disputa quem tiver estrutura e capilaridade.

Werverton e Eliziane contam coma estrutura montada em torno de Flávio Dino

Estrutura todos têm, mas é a capilaridade, ou a capacidade de se espalhar pelo estado que fará a diferença para um ou para outro.

Neste ponto, Edison Lobão e José Reinaldo, que já foram governador, levam ligeira vantagem.

Sarney Filho, Weverton Rocha e Eliziane contam com a força de seus candidatos a governador para garantir a capilaridade necessária.

Por ter estrutura própria e apoios individuais espalhados por todo o Maranhão, Weverton acaba ganhando força neste quesito, sobretudo porque a eleição de senador é uma disputa de indicações, em que o eleitor segue a orientação da liderança.

E liderança é o que não falta na campanha do pedetista.

Duas vezes candidata a prefeita de São Luís, Eliziane tem a maior densidade eleitoral dentre todos os candidatos na capital maranhense, por isso aparece entre os três candidatos mais bem posicionados numericamente.

E pode apostar na capilaridade de Flávio Dino no interior do estado.

Na chapa de Roberto Rocha, José Reinaldo corre em faixa própria na disputa pelo Senado

No fim das contas, pesará na eleição de senador também o desempenho de seus candidatos a governador.

Se Flávio Dino disparar a ponto de apontar para uma vitória em primeiro turno, pode puxar com ele Weverton e Eliziane. Se, por outro lado, for Roseana a beneficiária do crescimento na campanha, Lobão e Sarney Filho crescem juntos.

A disputa pelo Senado está, portanto, diretamente vinculada à de governador.

É aguardar e conferir…