0

Bolsonaristas resistem à aliança do PL com Duarte Júnior…

Apoio defendido pelo vereador Aldir Júnior enfrenta forte oposição da ala mais à  direita do partido para  qual não existe possibilidade de aliança com um candidato de esquerda na eleição de São Luís

 

Flávia Berthier reagiu à articulação para levar o PL à base do deputado socialista Duarte Júnior

Repercutiu negativamente na ala mais bolsonarista do partido a cogitação de apoio do PL à candidatura do deputado federal Duarte Júnior (PSB) a prefeito de São Luís.

Duarte é o candidato do ainda senador e futuro ministro do Supremo Tribunal Federal Flávio Dino e conta com o apoio do governador Carlos Brandão e de toda a base e apoio ao Palácio dos Leões ligada ao presidente Lula (PT).

O blog Marco Aurélio d’Eça apurou que o apoio do PL a Duarte Júnior se dá pelo risco que corre o casal de deputados federais Josimar Maanhãozinho e Detinha, donos do partido, coma chegada de Flávio Dino ao STF, onde tramita diversos processos contra os dois.

Ocorre que nem todos os membros do PL no Maranhão seguem a cartilha de Josimar Maranhãozinho; a maioria tem no ex-presidente Jair Bolsonaro o projeto principal do partido no Brasil.

– A possibilidade de um dia apoiar a esquerda é 0% – diz Flávia Berthier uma das mais eloquentes bolsonristas no PL do Maranhão.

A manifestação de Berthier encontra respaldo também em líderes bolsonaristas no Maranhão, como os ex-candidatos Felipe Arnon e Eduardo Andrade.

A aliança com Duarte Júnior tem sido defendida pelo vereador Aldir Júnior, sobrinho do deputado Josimar Maranhãozinho.

Nem o próprio Maranhãozinho e nem a deputada Detinha se manifestaram sobre as eleições de 2024…

0

Josimar deve ganhar secretaria por apoio do PL a Duarte Júnior…

Acordo que vinha enfrentando resistências do Palácio dos Leões é bancado pelo próprio candidato do PSB e deve garantir um deputado liberal no secretariado de Carlos Brandão, que precisa manter o suplente Pará Figueiredo na Assembleia Legislativa

 

Sobrinho de Josimar, o vereador Aldir Jr. reuniu-se com o governador em exercício Felipe Camarão, dando como certo o apoio a Duarte; mas falta combinar com o tio

Uma intrincada articulação que envolve a Secretaria da Mulher, a bancada do PL na Assembleia Legislativa, a candidatura do deputado federal Duarte Júnior (PSB) em São Luís, o deputado do federal Josimar Maranhãozinho e o suplente Pará Figueiredo foi selada pelo Palácio dos Leões.

O PL vai apoiar a candidatura de Duarte Júnior em troca de uma secretaria no governo.

A possibilidade de ceder uma pasta ao partido de Josimar Maranhãozinho vinha enfrentando resistências do governador Carlos Brandão (PSB), que se viu sem saída diante da resistência da deputada estadual Abigail Cunha em voltar para a pasta que cuida das pautas femininas; o Diário Oficial do Estado trouxe a renomeação de Abigail no dia 8 de janeiro, mas ela ainda insiste em permanecer na Assembleia.

A presença da deputada do PL no governo garante a manutenção do suplente Pará Figueiredo (PL) na Assembleia Legislativa; Figueiredo é filho do desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, com quem Brandão tem um acordo de garantir o mandato até o final da atual legislatura.

Mulher do prefeito de Barra do Corda, Rigo Teles (PL), Abigail Cunha ressente-se acordos acertados por Brandão e não cumpridos com o marido; além  disso, Josimar Maranhãozinho busca outro espaço no governo por que o casal Rigo/Abigail não segue exatamente a sua cartilha.

Além de Abigail Cunha, o PL tem na Assembleia outros quatros deputados – Aluizio Santos, Cláudio Cunha Fabiana Vilar e Solange Almeida – todos vinculados diretamente a Josimar Maranhãozinho.

A intenção do partido é que um componha o governo já neste início de período legislativo.

É aguardar e conferir…

0

Ninguém do PL esteve na reunião com Brandão…

Nem o deputado federal Josimar de Maranhãozinho e nem mesmo um dos seus prepostos no partido participaram do encontro para discutir as eleições de 2024, o que pode indicar um caminho próprio da legenda na sucessão municipal

 

O casal Josimar e Detinha comanda o PL; não foram chamados e nem se dispuseram a ir ao encontro de partidos da base com Brandão

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho não foi e nem mandou representante do PL à reunião dos partidos aliados com o governador Carlos Brandão (PSB) para discutir a sucessão de 2024.

Josimar rompeu com a base do governo ainda no início de 2022, quando tentou ser candidato a governador; depois, apoiou o senador Weverton Rocha (PDT) e se afastou do ministro da Justiça Flávio Dino.

Em 2023 houve uma reaproximação entre Flávio Dino e Josimar, mas o deputado manteve-se distante de Brandão.

Em relação à sucessão municipal em São Luís, o vereador Aldir Júnior, sobrinho de Josimar, chegou a declarar apoio ao colega Paulo0 Victor (PSDB); após a desistência de PV, Aldir aproximou-se do deputado federal Duarte Júnior (PSB).

O PL tem tempo de TV e contra robusta no Fundo Eleitoral, com condições de ter candidatura própria em São Luís, mas,a parentemente, não s]e movimenta nessa direção.

A ausência na reunião com Brandão pode indicar outros projetos do partido…

0

Duarte Júnior erra ao tentar se impor de cima para baixo…

Seguidor do ministro da Justiça Flávio Dino, que usa Brasília como ferramenta de medição de força no Maranhão, deputado federal decidiu articular suas alianças para as eleições de 2024 diretamente na capital federal, sem levar em conta o próprio histórico de desagregação, o que tem causado irritação nos dirigentes partidários de São Luís

 

Usando o ministro Flávio Dino, Duarte tenta se impor aos partidos diretamente de Brasília, sem discussões com dirigentes locais

Análise da notícia

O recente desmentido do PCdoB, do PT, do PV e do próprio PL expuseram mais uma vez o poder desagregador que tem o deputado federal Duarte Júnior (PSB) na política maranhense; este blog Marco Aurélio d’Eça, inclusive, analisa desde 2019 a capacidade que tem Duarte de gerar inimigos políticos.

Mas no caso das eleições de 2024, Duarte usa apenas uma fórmula já usada com sucesso pelo atual prefeito Eduardo Braide (PSD) e pelo ex-prefeito Edivaldo Júnior (sem partido); tanto Braide quanto Holandinha só se viabilizaram candidato quando elegeram-se deputado federal.

– É em Brasília que as coisas se resolvem – comentou Braide, ainda em 2017, numa conversa pessoal no escritório do blog Marco Aurélio d’Eça, após a derrota nas eleições de 2016 para o próprio Edivaldo.

Duarte até usa essa fórmula, mas a extrapola aos níveis do ministro da Justiça Flávio Dino, que se impõe pelo medo, agora mais do que nunca, a partir de Brasília.

Mas falta charme, carisma e atração pessoal ao candidato do PSB.

Ele pode conseguir, de fato, alianças impostas de cima para baixo, como a que tenta forçar com o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), usando a força do mesmo Dino já citado neste post.

Duarte sabe que terá dificuldades para vencer o prefeito Eduardo Braide em um eventual segundo turno, mas seu objetivo é criar um recall para as próximas eleições, quando, entende, pode tornar-se imbatível.

Além disso, acha que sua ida para o segundo turno, de uma forma ou de outra, é uma derrota para o governador  Carlos Brandão (PSB), o que já satisfaria o grupo de Flávio Dino.

Mas esta é uma outra história…

0

PL bem mais próximo de Paulo Victor que de Duarte Júnior…

Apesar da pressão do deputado federal do PSB para impor decisões de Brasília aos diretórios dos partidos em São Luís, legenda controlada pelo também deputado federal Josimar Maranhãozinho resiste a alianças com a base do governo Lula; além disso, o presidente da Câmara Municipal conta com o apoio declarado do vereador Aldir Júnior

 

Paulo Victor e Aldir Júnior já têm aliança desde as eleições para a presidência da Câmara

Já desmentido pela federação Brasil-Esperança (PT/PCdoB/PV) que negou ter encaminhado qualquer discussão sobre alianças para 2024, o deputado federal Duarte Júnior (PSB) fica no vazio também quando fala do apoio do PL.

O partido que é controlado no Maranhão pelo deputado federal Josimar Maranhãozinho já estabeleceu não fechar aliança com nenhuma legenda da base do governo Lula (PT), caso do PSB de Duarte; além disso, em São Luís o PL já declarou apoio ao presidente da Câmara Municipal, vereador Paulo Victor (PSDB).

Sobrinho de Josimar Maranhãozinho, o vereador Aldir Júnior faz parte da base de apoio de Victor desde 2022, e trabalha fortemente pela aliança do partido com o PSDB.

Para conseguir enquadrar os partidos a fechar em torno do seu nome, Duarte Júnior aposta unicamente na imposição de Brasília nos diretórios municipais usando o seu peso de deputado federal.

Mas essa tentativa de enquadramento tem deixado os dirigentes locais – não apenas do PL, mas do PT, do PCdoB, do PV e do PP – irritados com sua postura.

Neste aspecto, Paulo Victor leva vantagem por que, além de articular-se em Brasília, mantém relações próximas e de respeito com todos os dirigentes locais.

O  deputado socialista parece caminhar para ficar falando sozinho…

0

PL pune Josimar Maranhãozinho e seus aliados por apoio a Lula….

Deputados federais maranhenses – assim como outros membros da bancada – estão suspensos por três meses das comissões que fazem parte na Câmara dos Deputados e não poderão atuar como representantes da legenda; aproximação com o presidente se deu por intermédio do ministro da Justiça, Flávio Dino

 

Josimar e sua bancada com o ministro Alexandre Padilha; acordo com Flávio Dino no maranhão garantiu apoio a Lula em Brasília

O Partido Liberal decidiu suspender o deputado federal Josimar Maranhãozinho e todos os seus aliados na bancada do partido, incluindo a mulher, Detinha;  os parlamentares foram afastados por apoio ao governo Lula (PT) na Câmara.

Eles estão suspensos por três meses de qualquer atividade que envolva o PL, incluindo a participação em comissões.

Do Maranhão, além do casal Josimar e Detinha, foram suspensos os deputados Júnior Lourenço e Pastor Gil, todos ligados ao próprio Josimar, que é visto pela cúpula do PL como uma espécie de líder do governo Lula na bancada do partido.

Bolsonarista convicto, ligado à Assembleia de Deus, o Pastor Gil  deve favores a Josimar Maranhãozinho, o que o obriga a seguir a orientação do líder maranhense nas votações.

A aproximação da bancada de Josimar com o governo Lula se deu por intermédio do ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), que até o ano passado comemorava ações da Polícia Federal contra o deputado do PL.

Agora sob o comando de Dino, a PF nunca mais realizou nenhuma operação contra Josimar ou seus aliados.

Mas ele tem seguido à risca as orientações de apoio a Lula…

0

Os candidatos sem partido e os partidos sem candidatos em São Luís…

Edivaldo Júnior, Wellington do Curso e Dr. Yglesio Moyses tem menos de um ano para conseguir uma legenda que garanta a eles o direito de concorrer à prefeitura da capital maranhense; por outro lado, PDT e PL são as duas únicas grandes agremiações ainda sem nomes para entrar na disputa pela sucessão do prefeito Eduardo Braide

 

Edivaldo perdeu o PSD para Braide, mesmo caminho que deve seguir o PSC, de Wellington; Yglésio precisa encontrar saída para deixar o PSB

Ensaio

O rol de pré-candidatos a prefeito de São Luís apresentado pela pesquisa EPO tem, pelo menos, três nomes ainda sem rumo partidário definido para concorrer nas eleições de 2024.

Ex-prefeito de São Luís e terceiro colocado no levantamento – em condição de empate técnico na segunda posição com o deputado federal Duarte Jr. (PSB) – o ex-prefeito Edivaldo Júnior é o único não filiado a qualquer partido; no início do ano, ele perdeu o PSD exatamente para o próprio Eduardo Braide, que lidera a disputa.

Quinto colocado, segundo a EPO, o deputado estadual Wellington do Curso anunciou nesta terça-feira, 20, que “não apenas concorrerá à prefeitura, mas estará no segundo turno contra o atual prefeito”; o problema é que o partido em que ele está filiado, o PSC, deve apoiar exatamente aquele que ele espera enfrentar em um tète-a-tète.

O também deputado estadual Dr. Yglésio Moyses está em uma guerra judicial tentando sair do PSB, que usa a mesma guerra para tomar-lhe o mandato caso ele decida sair; Yglésio acredita que até setembro resolve sua situação no atual partido, ficando livre para outro rumo partidário.

Mas se há três pré-candidatos sem rumo partidário, pelo menos dois dos maiores partidos maranhenses – PL e PDT – ainda estão em busca de um rumo eleitoral para 2024.

São as únicas legendas nesta situação por que, embora sem candidato próprio, agremiações como MDB, PSDB, PP e PT , devem figurar em coligações de candidatos da base do governo Carlos Brandão (PSB).

Controlado pelo deputado federal Josimar Maranhãozinho, o PL apoiou Duarte Jr. (PSB) em 2020 e hoje ensaia aliança com o presidente da Câmara Paulo Victor, segundo já declarou o também vereador Aldir Júnior; ocorre que, na última semana, Aldir foi substituído no comando municipal da legenda pela deputada federal Detinha, esposa de Josimar.

É Detinha quem vai articular as alianças em São Luís, mas o PL não demonstra proximidade com nenhum dos demais candidatos além do próprio Paulo Victor.

Protagonista de todas as eleições na capital maranhense entre 1988 e 2020 – com candidato próprio ou na linha de frente da coligação – o PDT parece perdido desde o resultado das eleições de 2022, quando ficou em terceiro lugar na disputa pelo Governo do Estado.

No início do ano, o ex-presidente municipal vereador Raimundo Penha chegou a anunciar que o partido não teria candidato em 2024, posição considerada um erro estratégico pela própria militância.

Em busca de rearrumação da casa, o senador Weverton Rocha, comandante do partido, entregou o debate sobre a sucessão ao deputado estadual Osmar Filho e ensaiou reuniões para discutir o processo, que não avançaram.

Se há candidatos sem partido e partidos sem candidatos, os caminhos de Edivaldo Júnior e o PDT podem até se reencontrar, uma vez que o ex-prefeito ganhou as duas eleições na capital com apoio da legenda de Weverton, uma delas – a de 2016 – já como filiado. 

E como PDT e PL estiveram coligados em 2022 – com candidato ao governo e a vice, respectivamente – podem até surgir como a terceira via na guerra anunciada entre o prefeito Braide e a base do governador Brandão.

Para isso, no entanto, precisarão de maturidade para aparar pontudas arestas criadas nos últimos anos…

0

Aldir Júnior vai coordenar articulações do PL nas eleições de São Luís…

Deputado federal Josimar Maranhãozinho determinou que o vereador conduza o partido nas discussões sobre formação de alianças em 2024, com a participação também da deputada federal Detinha; legenda tem hoje maior proximidade com Paulo Victor

 

Josimar deu plena liberdade a Aldir Júnior para conduzir as conversas do PL sobre 2024, juntamente com Detinha

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) declarou nesta segunda-feira, 5, que as negociações para as eleições municipais em São Luís serão conduzidas no parido pelo vereador Aldir Júnior.

De acordo com Josimar, essa articulação terá a participação também da deputada federal Detinha, mas caberá ao vereador sentar à mesa de negociações.

Aldir Júnior tem sido um dos principais aliados do presidente da Câmara Municipal, Paulo Victor (PCdoB), que já incluiu seu nome como opção na base do governo Carlos Brandão (PSB) para as eleições de São Luís.

– Vamos levar o Paulo Victor para o segundo turno. Ele está pronto para assumir São Luís e fazer diferente de todos – pontuou Aldir, há três semanas, como mostrado pelo blog Marco Aurélio d’Eça, no post “Aldir Júnior acredita em Paulo Victor no segundo turno em São Luís…”

O PL é hoje um dos maiores partidos do país, com forte bancada no Congresso Nacional, tempo de propaganda eleitoral e alta cota no Fundo partidário e Fundo Eleitoral, o que o torna atrativo para alianças.

Com a incumbência das negociações, Aldir júnior ganha maior estatura política na capital maranhense…

0

Josimar garante busca de recursos para rodovias maranhenses…

Deputado federal federal recebeu o superintendente do DNIT, Glauco Henrique, e assumiu o compromisso – junto com a deputada Detinha – de apresentar emendas parlamentares para aplicação nas BRs que cortam o estado

 

No encontro com Glauco Henrique, Josimar comprometeu-se a encaminhar emendas da bancada do PL para as obras nas rodovias maranhenses

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) anunciou o compromisso da bancada do PL em destinar recursos ao DNIT, via emenda parlamentar, para que possa concluir serviços em andamentos e iniciar novas obras.

Os recursos – que serão autorizados pelo Governo Federal – devem ser investidos em melhorias na infraestrutura.

– Tive a oportunidade de receber em nosso escritório, o superintendente regional do DNIT, onde a gente pôde conhecer o mapa de investimentos do DNIT para 2023. Fiquei feliz em saber da reforma de várias BRs e também da continuação do trabalho de recuperação da BR 316, que é uma rodovia que precisa da nossa atenção e, acredito, que vamos ampliar ainda mais os nossos pleitos para dar mais atenção a todas as BRs que cortam o Maranhão – afirmou.

Josimar recebeu o superintendentes do DNIT no Maranhão, Glauco Henrique, analisou o mapa de investimentos do órgão em 2023 e se comprometeu, ele e a deputada Detinha, a destinar emendas parlamentares para as estradas.

– Nós nos comprometemos aqui, eu e a deputada Detinha, junto com a nossa bancada do PL maranhense a continuar buscando cada vez mais recursos para o nosso estado. Sabemos das dificuldades que os nossos motoristas e caminhoneiros enfrentam no dia a dia, por isso, nós estamos sensibilizados a melhorar as rodovias federais que cortam o Maranhão – afirmou.

No encontro com o chefe do DNIT, que ocorreu no escritório do parlamentar em São Luís, Josimar tomou conhecimento do  mapa de investimentos do órgão no Maranhão.

No total, o DNIT deve restaurar cerca de 1 mil quilômetros de rodovias no Maranhão.

Fazem parte do conjunto de obras as duplicações das BRs-316 e 010 que estão em andamento, a ampliação da BR-402 em direção ao Lençóis Maranhenses, que leva ao litoral leste, e aa conclusão das obras que estão em andamento como BR-135 e, principalmente, a BR- 226, que está num ritmo acelerado.

– A gente espera sempre o apoio da bancada. Nós já nos reunimos com outros deputados buscando esse apoio para que a gente consiga realizar todos esses projetos –  completou Glauco Henrique.

Da Ascom do deputado, com edição do blog

1

Josimar ganha força de articulador e tenta levar metade da bancada do PL à base de Lula….

Deputado federal maranhense, que é ligado diretamente ao presidente da legenda, Valdemar da Costa Neto, já tem o apoio de mais de 30 dos parlamentares liberais, mas tenta alcançar cerca de 50 nomes já dispostos a estar na base governista

 

Valendo por dois na Câmara Federal, Josimar ganhou ares de articulador da bancada do partido no apoio ao presidente Lula

O deputado federal maranhense Josimar Maranhãozinho é um dos homens de confiança do presidente do PL, Valdemar da Costa Neto.

E é ele quem tem sido o responsável por articular o apoio do PL ao governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O PL tem pouco mais de 90 parlamentares, mas pelo menos 35 já acenaram com a ideia de entrar na base lulista; Josimar é o responsável por esta articulação e quer alcançar ao menos 50 deputados.

O deputado maranhense ganhou mais força ainda na bancada após eleger a própria mulher e outros três deputados pelo PL; e após ter um processo na Comissão de Ética arquivado na Câmara.

A ida de parte do PL para a base governista é bem vista pelo governo Lula por que dá a garantia de aprovação de projetos de interesse na Casa.

Anda resistem apenas os parlamentares mais ligados ao ex-presidente Jair Bolsonaro.