8

Bira também na mira do PDT…

O deputado estadual eleito pelo PT, Bira do Pindaré, recebeu convite para ingressar no PDT, segundo apurou o blog.

A ação confirma versão divulgada no blog de Gilberto Léda, de que o partido de Jackson Lago estaria mesmo propenso a se aproximar do depuado feferal Flávio Dino (PCdoB) para as eleições de 2012.

Pindaré seria indicado como companheiro de chapa do comunista – ou, em outra possibilidade, seria o candidato próprio do PDT.

Mas as versões da movimentação pedetista divulgadas na mídia esconderiam outra hipótese: tentar neutralizar o agora secretário municipal de trânsito, Clodomir Paz.

O secretário é visto pelo prefeito João Castelo (PSDB) como uma das opções para compor sua chapa à reeleição. Isto incomoda figurões da legenda, como Julião Amin, Abdelaziz Santos e até o secretário-geal Cândido Lima.

De qualquer forma, a movimetnação pdetista mostra também o distancimaneto que o partido tem hoje do ex-governador Jackson Lago.

7

O ódio que move a relação de Aderson Lago e Cândido Lima

Aderson alijou Cândido Lima...

O tucano Aderson Lago e o pedetista Cândido Lima foram colegas na Casa Civil do governo Jackson Lago (PDT), entre 2007 e 2009. Lago era o titular da pasta e Lima seu adjunto imediato.

Hoje, os dois se odeiam, como mostra a reação do pedetista para a hipótese de filiação do tucano no PDT.  (Releia aqui)

Mas há motivos para o ódio.

Aderson e Cândido nunca se deram bem na Casa Civil. Contam interlocutores que vivenciaram o período: “Lima fez de tudo para convencer Jackson a afastar Aderson do cargo. Até abaixo-assinado rolou”.

...que agora quer dar o troco

O troco de Aderson veio a cavalo.

Quando deixou o cargo para se submeter a cirurgia de redução do estômago, em 2008,  o tucano tomou providência para impedir o desafeto de assumir o posto e mexer no que não devia: convenceu Jackson Lago a nomear como interino, não Lima, mas o próprio sobrinho, Augusto Lago, então sub-chefe para assuntos institucionais. 

Assim foi a convivência entre Aderson Lago e Cândido Lima nas entrahas do poder na era Jackson.

Relação que pode se repetir, agora no PDT…

11

Cândido Lima, secretário-geral do PDT: “se filiarem o Aderson, vou pedir a impugnação”

Cândido Lima: homem de confiança de Jackson no PDT

O secretário-geral do PDT, Cândido Lima, surpreendeu-se, agora há pouco, com a informação de que figurões do partido teriam conversado com o tucano Aderson Lago para que este se filie à legenda.

– Não tenho conhecimento disto. E se filiarem o Aderson, vou pedir a impugnação desta filiação – declarou o dirigente.

A informação sobre a reunião entre pedetistas e Lago-primo foi dada em primeira mão no blog de Gilberto Léda. De acordo com o jornalista, o objetivo é convencer o ex-chefe da Casa Civil a ser vice na chapa do comunista Flávio Dino, em 2012.

Lago: invenção dos históricos pedetistas

Logo após Léda, o blog de Décio Sá também abordou o assunto. Na versão de Sá, é o próprio Aderson Lago quem está espalhando a informação.

Além de Cândido Lima, o blog conversou com membros de outras correntes pedetistas, que também mostraram surpresa com a informação.

A deputada Graça Paz, que tem assento na Executiva, estranhou a notícia, mas a viu como estratégia de alguns membros com vistas as eleições da legenda.

Por trás da disputa interna no PDT está a eleição para o comando do diretório. A Comissão Provisória que comanda o partido está expirando. A Executiva Nacional vai exigir novas eleições.

Além de Cândido Lima, têm interesse no controle do PDT o ainda deputado federal Julião Amin e o grupo do ex-secretário Abdelaziz Santos.

3

Jackson Lago deixa hospital em São Paulo

O ex-governador JacksonLago (PDT) deixou hoje o hospital Albert Einstein, onde estava internado desde dezembro, para tratamento de um câncer.

As informações são do blog de Gilberto Léda (leia aqui)

O ex-governador pretende retornar a São Luís, mas seus familiares querem que ele permaneça na capital paulista, pelo menos até a liberação total dos médicos.

Jackson Lago tem câncer na próstata desde o início da década de 90, mas só o admitiu publicamente no início da campanha eleitoral do ano passado.

Foi justamente o desgaste da campanha – e os fatores psicológicos da cassação do mandato e da terceira posição na disputa – que agravaram os sintomas da doença, levando-o a internação.

Apesar da doença e da fragilidade física, Jackson não pretende deixar a vida pública, e quer ajudar na reorganização do PDT maranhense.

10

Afinal, o que quer Igor Lago???

Até 2009, o médico Igor Lago sempre foi avesso ao universo político maranhense. Sua atuação – discretíssima – sempre se restringiu aos bastidores do PDT, partido do seu pai, o ex-governador Jackson Lago, ou à política de alianças montada eleição após eleição pela legenda.

Esta situação começou a mudar a partir da cassação de Jackson Lago, em abril de 2009, após pouco mais de dois anos de um groverno fraco, ineficiente e corrupto, que exacerbou a fúria corrupta de gente como Aderson Lago (PSDB), Abdelaziz Santos (PDT) e José Reinaldo Tavares (PSB).

A partir do episódio da cassação, Igor Lago passou a participar mais efetivamente da política, sobretudo do campo da oposição.

Crítico de Aziz Santos e das alianças de Jackson com gente como Aderson Lago e José Reinaldo, Igor tem munição também contra o “senhor”  Flávio Dino (PcdoB) e outros ícones da chamada oposição

O filho de Jackson foi um dos críticos de Dino nas eleições deste ano, sobretudo pela forma truculenta como o comunista tentou afastar o ex-governador da disputa estadual.

Recentemente, Igor Lago voltou a falar de política em dois artigos.

No primeiro, em 27 de novembro, comenta artigo da ex-prefeita Luiza Erundina (PSB) sobre a Lei da Ficha Limpa, publicada na Folha de S. Paulo. (Leia aqui)

Em outro, resgata o legado de Leonel Brizola, ícone do PDT brasileiro, em contraponto ás críticas de que teria sido o ex-governador o responsa´vel pela ocupação dos morros cariocas pelos traficantes. (Leia aqui)

O fato é que o médico Igor Lago, de estirpe política estabelecida no Maranhão, demonstra cada vez mais apetite para o debate político.

Embora não se saiba exatamente o que ele quer com isso…

12

Para onde vai o PDT???

O PDT maranhense precisa reencontrar o seu caminho

O PDT maranhense vai mudar. O PDT precisa mudar.

Membros do alto clero do partido já vêm conversando sobre a necessidade de uma espécie de “refundação” do PDT maranhense – único do país a não seguir as diretrizes nacionais de apoio a Dilma Rousseff (PT).

A reforma pedetista, segundo estes membros de alto coturno, passará pela avaliação do papel dos atuais deputados do partido, dos prefeitos filiados e também de novos filiados.

E seguirá duas pilastras básicas para atração de novas filiações e manutenção das atuais: exigência de estatura política e eleitoral e, sobretudo, estatura moral.

Militantes pedetistas sem saber para onde ir

Um exemplo da necessidade de repensar o PDT se deu na campanha deste ano: dos 67 prefeitos filiados, apnas cinco apoiaram seu candidato a governador, Jackson Lago (PDT). Doias apoiaram Flávio Dino (PCdoB) e os demais 60 ceraram fileiras com Roseana Saney (PMDB).

O papel partidário do próprio Jackson Lago será revisto. Vice-presidente nacional da legenda, ele continua sendo a referência no estado, mas precisa se adequar aos novos tempos.

Há 20 anos, Jackson se elege presidente da legenda no estado, se afasta, e deixa o PDT sob comando de Julião Amin, sempre eleito vice-presidente.

E deu no que deu.

O novo PDT quer rediscutir seu papel e seu projeto para o Maranhão. Sem caça às bruxas, mas também sem tolerância com infidelidades e desvio de condutas.

E o recado é claro a todos os filiados que não quiserem se adaptar:

A porta da rua é a serventia da casa…

16

PDT vai pressionar Castelo: quer participação na gestão municipal antes de tratar sobre as eleições de 2012

Jackson e Castelo podem estar juntos ou separados em 2012; para o PDT, depende do prefeito

Um grupo de lideranças do PDT de São Luís está se movimentando nos bastidores para fazer uma espécie de cobrança ao prefeito João Castelo (PSDB). Eles querem a definição, já agora, da participação do partido na administração para que, em 2012, possa discutir a formação de aliança.

De acordo com o que apurou o blog, os pedetistas não aceitam ficar fora da administração tucana para serem chamados apenas na época da eleição.

– Se ele quer o apoio do PDT em 2012, o PDT tem que participar agora da prefeitura – diz um dos pedetistas.

O raciocício dos aliados de Jackson Lago é prático: o partido tem vários nomes prontos para a disputa municipal – incluindo o ex-governador Jackson Lago – e não tem nada a perder para criar problemas para Castelo.

Mas também, acreditam, pode ser a viabilização da reeleição castelista, indicando o compaheiro de chapa em 2012.

Tudo vai depender dos acenos que o prefeito fizer…