2

Chico Carvalho vira alvo da ultradireita no PSL…

Vereador que comanda o partido do presidente Jair Bolsonaro vem sendo minado pelos movimentos que atuam na base do Governo Federal e já estão de olho no comando da legenda

 

CARVALHO COMANDA O PSL MARANHENSE COM AVAL DO PRESIDENTE NACIONAL, LUCIANO BIVAR, que torce o nariz para a ultradireita maranhense

O vereador Chico Carvalho, presidente regional do PSL no Maranhão, passou a ser alvo de grupos e movimentos da extrema direita, que querem o controle da legenda na eleições de 2020.

Controlador do partido desde quando este era apenas mais uma das muitas legendas inexpressivas no contexto eleitoral, carvalho sempre comandou com mão de ferro; e também com forte personalismo, que transformava o PSL em uma espécie de cartório pessoal do parlamentar.

Mas só depois da ascensão de Jair Bolsonaro ao comando do país – cuja candidatura foi estimulada desde o início por Carvalho, sob desdém desses mesmos grupos de direita – é que o Movimento Brasil Livre (MBL) ou a União da Direita Maranhense (UDM) passaram a ficar de olho no partido.

O objetivo dos grupos de extrema direita que querem afastar o vereador é miná-lo na mídia, tentando desgastá-lo a ponto de forçar uma intervenção federal.

HILDO ROCHA PODE SER UM DOS TRUNFOS PARA BARRAR A ASCENSÃO DA ULTRADIREITA NO PSL; deputado federal tem o apoio do próprio Carvalho

Chico Carvalho, no entanto, é historicamente vinculado ao presidente nacional da legenda bolsonarista, Luciano Bivar, que banca sua permanência no controle maranhense.

E tem agora um outro trunfo para manter – ao menos de forma compartilhada – o comando do PSL: a entrada do deputado federal Hildo Rocha (MDB).

Mas esta é uma outra história…

0

Partido de Jair Bolsonaro vai iniciar debates sobre as eleiçoes de 2020…

Sob a coordenação do presidente estadual, vereador Chico Carvalho, PSL terá palestra do juiz federal Roberto Veloso, ele próprio um possível candidato a prefeito de São Luís

 

ROBERTO VELOSO É APONTADO COMO CANDIDATO A PREFEITO DE SÃO LUÍS; e muitos o veem como possível candidato de Sérgio Moro

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, vai iniciar nesta sexta-feira, 12, os debates sobre as eleições de 2020.

Em um evento no Auditório Neiva Moreira, do Complexo de Comunicação Social da Assembleia Legislativa, o presidente regional, vereador Chico Carvalho, reunirá a militância.

A presença do juiz federal Roberto Veloso – que proferirá palestra sobre as mudanças na legislação eleitoral – é um indicativo de que ele pode ser o candidato do partido a prefeito.

Ex-presidente da Associação de Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Veloso tem sido sondado por diversas legendas para concorrer às eleições de São Luís.

No evento desta sexta-feira, um representante nacional do PSL também estará presente…

0

Fiel da balança em São Luís, Wellington não tem legenda para 2020…

Filiado ao PSDB, do senador Roberto Rocha – que já deixou claro sua preferência pela candidatura da ex-prefeita Maura Jorge – deputado terá dificuldade para viabilizar seu nome à sucessão de Edivaldo Júnior

 

WELLINGTON DO CURSO HONROU ROBERTO ROCHA EM 2018, mas não deve ter o apoio recíproco do senador tucano em 2020

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) mantém segunda posição consolidada na disputa pela Prefeitura de São Luís, ora empatado com o colega Duarte Júnior (PCdoB), ora à frente do comunista.

Mesmo assim, é cada vez mais improvável que Wellington receba o apoio dos eu partido para concorrer à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Presidente do PSDB maranhense, o senador Roberto Rocha já deixou claro que prefere viabilizar em São Luís a candidatura da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL)

Embora distantes do pleito, as pesquisas já realizadas sobre a disputa em São Luís mostram que, pela primeira vez, dois oposicionistas têm chances de ir para o segundo turno, deixando governistas de fora.

mas um destes oposicionistas, Wellington do Curso, corre o risco de sequer entrar na disputa…

2

Funasa confirma nomeação de Maura Jorge para superintendência no MA…

Menos de oito horas depois de anunciada no blog Marco Aurélio D’Eça, comanda da fundação em Brasília divulga a nomeação da ex-candidata a governadora, indicada pelo senador Roberto Rocha

 

DOCUMENTO DA FUNASA CONFIRMANDO A NOMEAÇÃO DE MAURA JORGE PARA A SUPERINTENDÊNCIA DO MARANHÃO, indicação do senador Roberto Rocha

O blog Marco Aurélio D’Eça anunciou às 10h desta quarta-feira, 12 – com exclusividade – a nomeação da ex-candidata a governadora Maura Jorge para o comando da Superintendência da Funasa no Maranhão. (Releia aqui)

Menos de oito hora depois, este blog recebeu o documento confirmando a nomeação de Maura Jorge, indicação do senador Roberto Rocha (PSDB).

Ela deve tomar posse já nesta quinta-feira, 13, em Brasília.

A ex-candidata a governadora deve também assumir o comando do PSL maranhense, partido pelo qual deve disputar a Prefeitura de São Luís, com o apoio do PSDB de Rocha.

Esta informação, também dada com exclusividade pelo blog Marco Aurélio D’Eça, já causou rebuliço nos bastidores do partido.

Mas esta é uma outra história…

2

Maura Jorge deve assumir o PSL no Maranhão…

Ex-candidata a governadora pelo partido de Jair Bolsonaro será também a superintendente regional da Funasa, além de trabalhar sua viabilização como candidata a prefeita, em uma articulação que envolve também o senador Roberto Rocha e o PSDB

 

MAURA JORGE TEM ARTICULADO COM O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO, TENDO O APOIO TAMBÉM DO SENADOR ROBERTO ROCHA; e deve assumir o comando do PSL maranhense

A ex-candidata a governadora do Maranhão deverá assumir o comando regional do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Ela também será a superintendente da Funasa no Maranhão.

Tudo isso para que a ex-candidata articule sua candidatura a prefeita de São Luís, numa articulação que envolve também o senador Roberto Rocha e o PSDB.

Aliás, Rocha também contribuiu para a indicação de Maura ao comando da Funasa, embora o próprio Bolsonaro tenha reconhecido a importância da candidata a governadora nas eleições de 2018.

A ascensão de Maura Jorge ao comando do PSL pode alterar a correlação de forças oposicionistas interessadas nas eleições de São Luís.

E mexe também com as estruturas do próprio PSL, hoje dividido entre os grupos do vereador Chico Carvalho e do médico Allan Garcês.

E essa ascensão deve ser confirmada já nas próximas semanas…

7

Oposição a Flávio Dino quer Maura Jorge na disputa em São Luís…

Sob coordenação do ex-vereador Fábio Câmara articulação – que pode envolver também o senador Roberto Rocha – quer fazer da ex-prefeita candidata na capital maranhense

 

FÁBIO CÂMARA LIDERA MOVIMENTO PARA TER M,AURA JORGE COMO CANDIDATA A PREFEITA EM SÃO LUÍS, representando o Bolsonarismo

Um movimento de pré-candidatos a vereador vem tentando convencer a ex-prefeita, ex-deputada e ex-candidata a governadora Maura Jorge (PSL) a disputar a Prefeitura de São Luís.

O movimento é coordenado pelo ex-vereador Fábio Câmara (PSL), também ex-candidato a prefeito. Câmara, inclusive, diz abrir mão de concorrer se Maura aceitar o desafio.

– Precisamos ter Maura Jorge candidata a prefeita na capital; será bom pra todo o Maranhão sua presença na disputa como representante legítima da oposição a este grupo que hoje detém o poder no estado – afirmou o ex-vereador ao blog Marco Aurélio D’Eça.

Por enquanto, segundo apurou o blog, Maura Jorge nem cogita concorrer em São Luís; para tentar convencê-la, Fábio Câmara articula também com o senador Roberto Rocha (PSDB), de quem a ex-prefeita é muito próxima.

A ARTICULAÇÃO PRÓ-MAURA PASSA TAMBÉM PELO SENADOR ROBERTO, responsável pelo contato direto com o presidente Bolsonaro

Na avaliação de Câmara, a tendência é que o governo Jair Bolsonaro (PSL) deslanche a partir do segundo semestre, com as reformas aprovadas no Congresso Nacional, o que fortalecerá os nomes ligados ao projeto bolsonarista.

– Essa relação com Bolsonaro tornará Maura Jorge extremamente competitiva em São Luís – avalia o ex-vereador.

Coma  palavra, a própria ex-candidata a governadora…

3

“Tem tudo para ser e tudo para não ser”, diz Tadeu Palácio sobre candidatura em SLZ…

Em conversa pessoal com o titular do blog, ex-prefeito mostrou empolgação com o convite para voltar à vida pública, mas deixou claro que só aceitará se a missão for parte de um projeto maior, que envolva toda a sociedade

 

DE BEM COM A VIDA: BOLSONARISTA DECLARADO DESSE AS ELEIÇÕES DE 2018, TADEU PALÁCIO pode ser o candidato do PSL em São Luís

O ex-prefeito de São Luís Tadeu Palácio confirmou ao titular do blog Marco Aurélio D’Eça que está mesmo pensando em disputar a Prefeitura de São Luís.

Em um agradável encontro casual na lanchonete do Hospital de Referência Oftalmológica (HRO), que faz parte do complexo São Domingos, Palácio mostrou-se simpático, entusiasmado, mas sereno em relação à vida pública.

– Hoje estou feliz, realizado e com uma qualidade de vida no trabalho que abracei neste hospital; mas me sinto feliz ao ouvir das pessoas que faço falta na prefeitura. Isso não deixa de ser lisonjeiro – disse um saudável, bem-humorado e tranquilo ex-prefeito.

Na conversa com o titular do blog Marco Aurélio D’Eça, Palácio contou que foi procurado pelo amigo e vereador Chico Carvalho, com a perspectiva de disputar a eleição pelo PSL.

– Tem tudo para ser e tudo para não ser. Não penso em voltar à prefeitura, mas sei que, na atual conjuntura, faria um contraponto importante ao deputado Eduardo Braide (PMN) e aos candidatos que se digladiam no grupo de Weverton Rocha e do governador Flávio Dino (PCdoB) – disse ele, para completar:

– Seria uma espécie de referência numa disputa entre jovens. Teria como ir para o segundo turno. E lá, seria a promessa contra o que já foi feito; qualquer um iria dizer que vai fazer; eu mostrarei o que fiz.

“Mas porque o PSL de Bolsonaro?!?”, quis saber o jornalista.

– Só dá para realizar algo com o apoio do governo federal. Não adianta querer dizer que pode isso e aquilo; mas, repito: pode ser e pode não ser. É preciso que seja um projeto mais amplo, não uma vontade pessoal. Essa necessidade eu não tenho – pondero o ex-prefeito, que fez campanha para Bolsonaro em 2018.

Palácio diz que tem passado todo o dia no terceiro andar do HRO, onde funciona o conjunto de consultórios de oftalmologia que divide com o filho, Guilherme. E que, mesmo assim, ainda é parado na rua com sinais de apoio pelo que fez em São Luís.

O titular do blog Marco Aurélio D’Eça testemunhou pelo menos duas dessas manifestações simpáticas ao ex-prefeito, de pacientes ou visitantes que chegavam ao local.

As lembranças destacam, sobretudo, o trabalho na Educação e na limpeza urbana.

Sem dar definição de quando definirá se aceitará ou não o convite do PSL, Palácio diz apenas que conversa com carinho com amigos como Chico Carvalho.

E fecha a conversa com o “Tem tudo para ser e tudo para não ser”…

0

Partido de Bolsonaro todo enrolado no Maranhão….

Chapa completa de candidatos a deputados estaduais do PSL – incluindo o eleito, Pará Figueiredo – teve o registro denunciado pelo Ministério Público, que pede a cassação de todos após fraude cometida pela direção estadual

 

PARÁ FIGUEIREDO TEVE O PEDIDO DE CASSAÇÃO DO MANDATO protocolado pelo Ministério Público Eleitoral

É bem mai grave do que se imagina o enrosco judicial em que está metido o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, no Maranhão.

A fraude cometida pelo presidente estadual do partido, vereador Chico Carvalho – e confessado por seus parentes em depoimento na Justiça Eleitoral pode levar, inclusive, à cassação do deputado estadual Pará Figueiredo.

Toda a chapa proporcional do PSL foi denunciada pelo Ministério Público Eleitoral, que pediu a cassação do registro de todos eles.

Além de Pará Figueiredo, podem ser cassados os suplentes Fábio Câmara e Tácila Mariana Silva.

De acordo com investigação da Procuradoria Regional Eleitoral, o presidente estadual da legenda, vereador Chico Carvalho, fraudou a lista de candidatos proporcionais nas eleições de 2018.

A fraude comprovada pelo MPE visava garantir o cumprimento – artificial – dos 30% de cota para mulheres, exigido pela Justiça Eleitoral.

Há quem aponte a influência judicial de Pará Figueiredo – que é filho do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos – como atenuante da gravidade do caso.

Mas é preciso levar em conta, também, que o processo vai chegar, fatalmente, ao Tribunal Superior Eleitoral, onde as coisa não funcionam necessariamente como no Maranhão.

Caso seja confirmada a cassação de Figueiredo, a composição da Assembleia deverá sofrer modificações, uma vez que o cálculo das vagas deverá ser refeito.

 

1

Dinheiro público de campanha com sinais de desvio…

Fundo eleitoral criado para financiar candidatos a cargos eletivos pode ter sido desviado por dirigentes partidários, segundo sugere o escândalo envolvendo ministro de Bolsonaro; e há suspeitas também no Maranhão

 

Na campanha do PSL de Bolsonaro, Bebiano pode ter inaugurado uma nova forma de desviar dinheiro público

O escândalo envolvendo o ministro Gustavo Bebiano, da Secretaria Geral da Presidência no governo Jair Bolsonaro (PSL), pode ser a chave para se descobri um novo esquema de desvio de dinheiro público no país.

O dinheiro do Fundo Eleitoral, criado para as eleições de 2018, pode ter sido desviado por dirigentes partidários em todo o país.

No Maranhão, por exemplo, pelo menos um caso já levanta suspeitas.

Em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luis, a candidata a deputada estadual Marisa Rosas, do PRB, mandou fazer 9 milhões de “santinhos”. De acordo com a prestação de contas à Justiça Eleitoral, ela gastou quase R$ 600 mil com campanha. Obteve somente 161 votos.

Além dos milhões de “santinhos”, ela confirmou que mandou fazer 1,25 mil bottons.

A candidata Marisa Rosas, que concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa pelo PRB, gastou, sozinha, nada menos que R$ 540 mil com gráficas.

Ou seja, Marisa gastou, só com “santinhos”, mais da metade do teto de gastos estabelecidos pela Justiça Eleitoral, que é de R$ 1 milhão.

O PRB maranhense é presidido pelo deputado federal Cléber Verde.

O Fundo Eleitoral foi criado a partir das eleições de 2018, com o valor de R$ 1,7 bilhão.

E ao que tudo indica, passou as er mais uma forma de ladrões se locupletarem do dinheiro público.

0

Allan Garcês descarta “guerra” com lideranças do PSL e diz que é vítima da esquerda no MA

Médico usou suas redes sociais nas últimas horas para diminuir o ímpeto dos críticos que  tentam colocá-lo contra a liderança de seu partido. Ele corre por fora para ser indicado como candidato em 2020.

Médico que compõe o governo Bolsonaro desmentiu qualquer desentendimento com a cúpula do seu partido

O médico e integrante do governo de Jair Bolsonaro (PSL), Allan Garcês (PSL) usou as redes sociais para rechaçar qualquer tentativa de crise entre ele e as lideranças locais de seu partido. Em mensagem no Twitter, Garcês afirmou que “não existe guerra” com Chico Carvalho, líder do PSL e que respeitará o posicionamento do grupo sobre a corrida municipal em 2020. 

Segundo Allan, a tentativa de instaurar uma crise com o seu partido é fruto da esquerda maranhense. “Não existe “guerra”, existe uma necessidade ao diálogo e a unidade partidária. A Direita Política no Maranhão avança e tem tudo para ser forte, desde que haja UNIÃO e HUMILDADE para reconhecer que o velho modelo político precisa mudar…”, afirmou.

Há alguns dias, circula nos bastidores políticos a informação de que Allan Garcês – que não esconde de ninguém sua vontade de ser prefeito de São Luís a partir de 2021 – teria perdido terreno no partido para nomes como o de Samuel de Itapecuru (PSL) na corrida. De acordo com as lideranças do PSL, o caso vem sendo analisado internamente e, nos próximos meses, uma decisão será tomada.

A ver os próximos capítulos…

Allan Garcês descartou crise entre ele e seu partido