0

Partido de Jair Bolsonaro vai iniciar debates sobre as eleiçoes de 2020…

Sob a coordenação do presidente estadual, vereador Chico Carvalho, PSL terá palestra do juiz federal Roberto Veloso, ele próprio um possível candidato a prefeito de São Luís

 

ROBERTO VELOSO É APONTADO COMO CANDIDATO A PREFEITO DE SÃO LUÍS; e muitos o veem como possível candidato de Sérgio Moro

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, vai iniciar nesta sexta-feira, 12, os debates sobre as eleições de 2020.

Em um evento no Auditório Neiva Moreira, do Complexo de Comunicação Social da Assembleia Legislativa, o presidente regional, vereador Chico Carvalho, reunirá a militância.

A presença do juiz federal Roberto Veloso – que proferirá palestra sobre as mudanças na legislação eleitoral – é um indicativo de que ele pode ser o candidato do partido a prefeito.

Ex-presidente da Associação de Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Veloso tem sido sondado por diversas legendas para concorrer às eleições de São Luís.

No evento desta sexta-feira, um representante nacional do PSL também estará presente…

0

Fiel da balança em São Luís, Wellington não tem legenda para 2020…

Filiado ao PSDB, do senador Roberto Rocha – que já deixou claro sua preferência pela candidatura da ex-prefeita Maura Jorge – deputado terá dificuldade para viabilizar seu nome à sucessão de Edivaldo Júnior

 

WELLINGTON DO CURSO HONROU ROBERTO ROCHA EM 2018, mas não deve ter o apoio recíproco do senador tucano em 2020

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) mantém segunda posição consolidada na disputa pela Prefeitura de São Luís, ora empatado com o colega Duarte Júnior (PCdoB), ora à frente do comunista.

Mesmo assim, é cada vez mais improvável que Wellington receba o apoio dos eu partido para concorrer à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Presidente do PSDB maranhense, o senador Roberto Rocha já deixou claro que prefere viabilizar em São Luís a candidatura da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL)

Embora distantes do pleito, as pesquisas já realizadas sobre a disputa em São Luís mostram que, pela primeira vez, dois oposicionistas têm chances de ir para o segundo turno, deixando governistas de fora.

mas um destes oposicionistas, Wellington do Curso, corre o risco de sequer entrar na disputa…

2

Funasa confirma nomeação de Maura Jorge para superintendência no MA…

Menos de oito horas depois de anunciada no blog Marco Aurélio D’Eça, comanda da fundação em Brasília divulga a nomeação da ex-candidata a governadora, indicada pelo senador Roberto Rocha

 

DOCUMENTO DA FUNASA CONFIRMANDO A NOMEAÇÃO DE MAURA JORGE PARA A SUPERINTENDÊNCIA DO MARANHÃO, indicação do senador Roberto Rocha

O blog Marco Aurélio D’Eça anunciou às 10h desta quarta-feira, 12 – com exclusividade – a nomeação da ex-candidata a governadora Maura Jorge para o comando da Superintendência da Funasa no Maranhão. (Releia aqui)

Menos de oito hora depois, este blog recebeu o documento confirmando a nomeação de Maura Jorge, indicação do senador Roberto Rocha (PSDB).

Ela deve tomar posse já nesta quinta-feira, 13, em Brasília.

A ex-candidata a governadora deve também assumir o comando do PSL maranhense, partido pelo qual deve disputar a Prefeitura de São Luís, com o apoio do PSDB de Rocha.

Esta informação, também dada com exclusividade pelo blog Marco Aurélio D’Eça, já causou rebuliço nos bastidores do partido.

Mas esta é uma outra história…

2

Maura Jorge deve assumir o PSL no Maranhão…

Ex-candidata a governadora pelo partido de Jair Bolsonaro será também a superintendente regional da Funasa, além de trabalhar sua viabilização como candidata a prefeita, em uma articulação que envolve também o senador Roberto Rocha e o PSDB

 

MAURA JORGE TEM ARTICULADO COM O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO, TENDO O APOIO TAMBÉM DO SENADOR ROBERTO ROCHA; e deve assumir o comando do PSL maranhense

A ex-candidata a governadora do Maranhão deverá assumir o comando regional do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Ela também será a superintendente da Funasa no Maranhão.

Tudo isso para que a ex-candidata articule sua candidatura a prefeita de São Luís, numa articulação que envolve também o senador Roberto Rocha e o PSDB.

Aliás, Rocha também contribuiu para a indicação de Maura ao comando da Funasa, embora o próprio Bolsonaro tenha reconhecido a importância da candidata a governadora nas eleições de 2018.

A ascensão de Maura Jorge ao comando do PSL pode alterar a correlação de forças oposicionistas interessadas nas eleições de São Luís.

E mexe também com as estruturas do próprio PSL, hoje dividido entre os grupos do vereador Chico Carvalho e do médico Allan Garcês.

E essa ascensão deve ser confirmada já nas próximas semanas…

6

Oposição a Flávio Dino quer Maura Jorge na disputa em São Luís…

Sob coordenação do ex-vereador Fábio Câmara articulação – que pode envolver também o senador Roberto Rocha – quer fazer da ex-prefeita candidata na capital maranhense

 

FÁBIO CÂMARA LIDERA MOVIMENTO PARA TER M,AURA JORGE COMO CANDIDATA A PREFEITA EM SÃO LUÍS, representando o Bolsonarismo

Um movimento de pré-candidatos a vereador vem tentando convencer a ex-prefeita, ex-deputada e ex-candidata a governadora Maura Jorge (PSL) a disputar a Prefeitura de São Luís.

O movimento é coordenado pelo ex-vereador Fábio Câmara (PSL), também ex-candidato a prefeito. Câmara, inclusive, diz abrir mão de concorrer se Maura aceitar o desafio.

– Precisamos ter Maura Jorge candidata a prefeita na capital; será bom pra todo o Maranhão sua presença na disputa como representante legítima da oposição a este grupo que hoje detém o poder no estado – afirmou o ex-vereador ao blog Marco Aurélio D’Eça.

Por enquanto, segundo apurou o blog, Maura Jorge nem cogita concorrer em São Luís; para tentar convencê-la, Fábio Câmara articula também com o senador Roberto Rocha (PSDB), de quem a ex-prefeita é muito próxima.

A ARTICULAÇÃO PRÓ-MAURA PASSA TAMBÉM PELO SENADOR ROBERTO, responsável pelo contato direto com o presidente Bolsonaro

Na avaliação de Câmara, a tendência é que o governo Jair Bolsonaro (PSL) deslanche a partir do segundo semestre, com as reformas aprovadas no Congresso Nacional, o que fortalecerá os nomes ligados ao projeto bolsonarista.

– Essa relação com Bolsonaro tornará Maura Jorge extremamente competitiva em São Luís – avalia o ex-vereador.

Coma  palavra, a própria ex-candidata a governadora…

1

“Tem tudo para ser e tudo para não ser”, diz Tadeu Palácio sobre candidatura em SLZ…

Em conversa pessoal com o titular do blog, ex-prefeito mostrou empolgação com o convite para voltar à vida pública, mas deixou claro que só aceitará se a missão for parte de um projeto maior, que envolva toda a sociedade

 

DE BEM COM A VIDA: BOLSONARISTA DECLARADO DESSE AS ELEIÇÕES DE 2018, TADEU PALÁCIO pode ser o candidato do PSL em São Luís

O ex-prefeito de São Luís Tadeu Palácio confirmou ao titular do blog Marco Aurélio D’Eça que está mesmo pensando em disputar a Prefeitura de São Luís.

Em um agradável encontro casual na lanchonete do Hospital de Referência Oftalmológica (HRO), que faz parte do complexo São Domingos, Palácio mostrou-se simpático, entusiasmado, mas sereno em relação à vida pública.

– Hoje estou feliz, realizado e com uma qualidade de vida no trabalho que abracei neste hospital; mas me sinto feliz ao ouvir das pessoas que faço falta na prefeitura. Isso não deixa de ser lisonjeiro – disse um saudável, bem-humorado e tranquilo ex-prefeito.

Na conversa com o titular do blog Marco Aurélio D’Eça, Palácio contou que foi procurado pelo amigo e vereador Chico Carvalho, com a perspectiva de disputar a eleição pelo PSL.

– Tem tudo para ser e tudo para não ser. Não penso em voltar à prefeitura, mas sei que, na atual conjuntura, faria um contraponto importante ao deputado Eduardo Braide (PMN) e aos candidatos que se digladiam no grupo de Weverton Rocha e do governador Flávio Dino (PCdoB) – disse ele, para completar:

– Seria uma espécie de referência numa disputa entre jovens. Teria como ir para o segundo turno. E lá, seria a promessa contra o que já foi feito; qualquer um iria dizer que vai fazer; eu mostrarei o que fiz.

“Mas porque o PSL de Bolsonaro?!?”, quis saber o jornalista.

– Só dá para realizar algo com o apoio do governo federal. Não adianta querer dizer que pode isso e aquilo; mas, repito: pode ser e pode não ser. É preciso que seja um projeto mais amplo, não uma vontade pessoal. Essa necessidade eu não tenho – pondero o ex-prefeito, que fez campanha para Bolsonaro em 2018.

Palácio diz que tem passado todo o dia no terceiro andar do HRO, onde funciona o conjunto de consultórios de oftalmologia que divide com o filho, Guilherme. E que, mesmo assim, ainda é parado na rua com sinais de apoio pelo que fez em São Luís.

O titular do blog Marco Aurélio D’Eça testemunhou pelo menos duas dessas manifestações simpáticas ao ex-prefeito, de pacientes ou visitantes que chegavam ao local.

As lembranças destacam, sobretudo, o trabalho na Educação e na limpeza urbana.

Sem dar definição de quando definirá se aceitará ou não o convite do PSL, Palácio diz apenas que conversa com carinho com amigos como Chico Carvalho.

E fecha a conversa com o “Tem tudo para ser e tudo para não ser”…

0

Partido de Bolsonaro todo enrolado no Maranhão….

Chapa completa de candidatos a deputados estaduais do PSL – incluindo o eleito, Pará Figueiredo – teve o registro denunciado pelo Ministério Público, que pede a cassação de todos após fraude cometida pela direção estadual

 

PARÁ FIGUEIREDO TEVE O PEDIDO DE CASSAÇÃO DO MANDATO protocolado pelo Ministério Público Eleitoral

É bem mai grave do que se imagina o enrosco judicial em que está metido o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, no Maranhão.

A fraude cometida pelo presidente estadual do partido, vereador Chico Carvalho – e confessado por seus parentes em depoimento na Justiça Eleitoral pode levar, inclusive, à cassação do deputado estadual Pará Figueiredo.

Toda a chapa proporcional do PSL foi denunciada pelo Ministério Público Eleitoral, que pediu a cassação do registro de todos eles.

Além de Pará Figueiredo, podem ser cassados os suplentes Fábio Câmara e Tácila Mariana Silva.

De acordo com investigação da Procuradoria Regional Eleitoral, o presidente estadual da legenda, vereador Chico Carvalho, fraudou a lista de candidatos proporcionais nas eleições de 2018.

A fraude comprovada pelo MPE visava garantir o cumprimento – artificial – dos 30% de cota para mulheres, exigido pela Justiça Eleitoral.

Há quem aponte a influência judicial de Pará Figueiredo – que é filho do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos – como atenuante da gravidade do caso.

Mas é preciso levar em conta, também, que o processo vai chegar, fatalmente, ao Tribunal Superior Eleitoral, onde as coisa não funcionam necessariamente como no Maranhão.

Caso seja confirmada a cassação de Figueiredo, a composição da Assembleia deverá sofrer modificações, uma vez que o cálculo das vagas deverá ser refeito.

 

1

Dinheiro público de campanha com sinais de desvio…

Fundo eleitoral criado para financiar candidatos a cargos eletivos pode ter sido desviado por dirigentes partidários, segundo sugere o escândalo envolvendo ministro de Bolsonaro; e há suspeitas também no Maranhão

 

Na campanha do PSL de Bolsonaro, Bebiano pode ter inaugurado uma nova forma de desviar dinheiro público

O escândalo envolvendo o ministro Gustavo Bebiano, da Secretaria Geral da Presidência no governo Jair Bolsonaro (PSL), pode ser a chave para se descobri um novo esquema de desvio de dinheiro público no país.

O dinheiro do Fundo Eleitoral, criado para as eleições de 2018, pode ter sido desviado por dirigentes partidários em todo o país.

No Maranhão, por exemplo, pelo menos um caso já levanta suspeitas.

Em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luis, a candidata a deputada estadual Marisa Rosas, do PRB, mandou fazer 9 milhões de “santinhos”. De acordo com a prestação de contas à Justiça Eleitoral, ela gastou quase R$ 600 mil com campanha. Obteve somente 161 votos.

Além dos milhões de “santinhos”, ela confirmou que mandou fazer 1,25 mil bottons.

A candidata Marisa Rosas, que concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa pelo PRB, gastou, sozinha, nada menos que R$ 540 mil com gráficas.

Ou seja, Marisa gastou, só com “santinhos”, mais da metade do teto de gastos estabelecidos pela Justiça Eleitoral, que é de R$ 1 milhão.

O PRB maranhense é presidido pelo deputado federal Cléber Verde.

O Fundo Eleitoral foi criado a partir das eleições de 2018, com o valor de R$ 1,7 bilhão.

E ao que tudo indica, passou as er mais uma forma de ladrões se locupletarem do dinheiro público.

0

Allan Garcês descarta “guerra” com lideranças do PSL e diz que é vítima da esquerda no MA

Médico usou suas redes sociais nas últimas horas para diminuir o ímpeto dos críticos que  tentam colocá-lo contra a liderança de seu partido. Ele corre por fora para ser indicado como candidato em 2020.

Médico que compõe o governo Bolsonaro desmentiu qualquer desentendimento com a cúpula do seu partido

O médico e integrante do governo de Jair Bolsonaro (PSL), Allan Garcês (PSL) usou as redes sociais para rechaçar qualquer tentativa de crise entre ele e as lideranças locais de seu partido. Em mensagem no Twitter, Garcês afirmou que “não existe guerra” com Chico Carvalho, líder do PSL e que respeitará o posicionamento do grupo sobre a corrida municipal em 2020. 

Segundo Allan, a tentativa de instaurar uma crise com o seu partido é fruto da esquerda maranhense. “Não existe “guerra”, existe uma necessidade ao diálogo e a unidade partidária. A Direita Política no Maranhão avança e tem tudo para ser forte, desde que haja UNIÃO e HUMILDADE para reconhecer que o velho modelo político precisa mudar…”, afirmou.

Há alguns dias, circula nos bastidores políticos a informação de que Allan Garcês – que não esconde de ninguém sua vontade de ser prefeito de São Luís a partir de 2021 – teria perdido terreno no partido para nomes como o de Samuel de Itapecuru (PSL) na corrida. De acordo com as lideranças do PSL, o caso vem sendo analisado internamente e, nos próximos meses, uma decisão será tomada.

A ver os próximos capítulos…

Allan Garcês descartou crise entre ele e seu partido

2

“Nosso interesse é a união”, defendeu Allan Garcês, sobre PSL…

Médico maranhense que compõe a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro disse que é preciso que as lideranças entendam a necessidade de unidade para fortalecer a legenda

 

Chico Carvalho iniciou 2018 ao lado de Maura Jorge e Allan Garcês, mas se indispôs com os dois em plena campanha eleitoral

O médico Allan Garcês, que compõe a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, serenou, nesta quarta-feira, 19, os ânimos das duras declarações do vereador Chico Carvalho sobre o PSL maranhense.

Em sua conta na rede social Twitter, Garcês pregou a unidade no PSL e deixou claro não ter interesse em nenhum conflito de interesses com Carvalho.

– O PSL para crescer forte no Maranhão precisa de paz e união. Temos interesse na união e nunca em destruir ou derrubar, práticas da velha política – declarou o médico.

Incomodado com a movimentação de Allan Garcês, da ex-candidata a governadora Maura Jorge e do ex-vereador Fábio Câmara – todos filiados ao PSL – Chico Carvalho desabafou duramente na imprensa nos últimos dias.

Em declarações a blogs e jornais, ele chegou a classificar de “ratos e hienas” os que, segundo ele, tentam tirar o partido do seu controle.

Allan Garcês tentou serenar os ânimos e revelou que, na conversa que teve com o presidente nacional do partido, Luciano Bivar, se pôs à disposição “para ajudar o partido a se fortalecer” no Maranhão.

Único representante do PSL maranhense na transição de Bolsonaro, Allan Garcês ganhou força política após as eleições, e surge como opção para a sucessão municipal de 2020.

Mas deixa claro não ter qualquer interesse em tirar Chico Carvalho do comando da legenda.

Simples assim…