0

Braide retoma articulação e recompõe base na Câmara

Prefeito reuniu 23 dos 31 vereadores de São Luís em seu gabinete e reforçou o time que deve contar no legislativo, refazendo o caminho político após vitória de Paulo Victor para a presidência da Câmara

 

Eduardo Braide e os vereadores de São Luís; recomposta e articulação em dia

O prefeito de São Luís Eduardo Braide (sem partido) reuniu um grupo de 23 vereadores em seu gabinete nesta segunda-feira, 2.

A articulação de Braide visa recompor a sua base no Legislativo, após vitória do vereador Paulo Victor (PCdoB) para a presidência da Câmara Municipal.

Além da bancada do PDT – como o atual presidente da Casa, Osmar Filho, o líder do governo Raimundo Penha e o vereador Nato Júnior, todos aliados do senador Weverton Rocha –  Braide recebeu parlamentares com os quais vinha tendo uma relação mais dura, como Marquinhos Silva (União Brasil) e Thiago Freitas.

A rearticulação com os vereadores dá ao prefeito mais tranquilidade para tocar os projetos da gestão; com uma base sólida, ele vai poder trabalhar mais tranquilamente na relação com os movimentos sociais, sindicatos, servidores públicos e coma população.

Novos encontros devem ser realizados nos próximos meses…

2

O plano do Palácio dos Leões para inviabilizar a gestão de Braide

Atuando em frentes políticas, administrativas, midiáticas e eleitorais, Governo do Estado quer tornar a vida do prefeito de São Luís cada vez mais difícil, para minimizar sua influência no processo eleitoral de outubro e deixá-lo sem perspectiva de reeleição; discurso do vereador Francisco Chaguinhas revelou parte deste esquema

 

Isolado politicamente, sem base na Câmara e sem força na mídia, Braide torna-se presa fácil para o Palácio dos Leões

O Palácio dos Leões está tentando por em prática um plano que visa desgastar até o limite da inviabilização a gestão do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Sem partido).

O objetivo é tornar o prefeito um pária político, a ponto de não ter sequer influência no processo eleitoral de outubro.

Uma parte deste esquema foi revelada na segunda-feira, 18, pelo vereador Francisco Chaguinhas (Podemos), que anunciou sua volta à base do prefeito “após descobrir a intenção extremista de alguns colegas”.

– Já falam até em cassação do prefeito – revelou Chaguinhas ao blog Marco Aurélio D’Eça.

O Palácio dos Leões trabalha em duas frentes.

Duarte quer Braide fraco a partir de agora, para garantir suas chances em 2024; Brandão quer a mesma coisa, mas para impedir o prefeito de atuar em outubro

A primeira, comandada pelo próprio governador-tampão Carlos Brandão (PSB), visa tirar qualquer influência de Braide nas eleições de outubro; para isso, além de vereadores alinhados, usa também lideranças dos servidores públicos e a parte da mídia que hoje é controlada pelo Palácio dos Leões.

Para desgastar o prefeito ao máximo, Brandão vale-se do controle que o secretário de Comunicação Ricardo Capelli tem hoje nos principais veículos de comunicação; e da falta de acesso de Braide a esses veículos. 

A outra frente é comandada pelo deputado estadual Duarte Júnior (PSB), derrotado por Braide nas eleições de 2020 e que sonha ser o próximo prefeito, já em 2024.

A atuação de Duarte Júnior se dá entre servidores públicos municipais – estimulando movimentos e manifestações – e nas redes sociais e nos blogs, valendo-se da fragilidade do prefeito também nestes dois campos da mídia.

As duas frentes entendem que Eduardo Braide está sem base na Câmara Municipal e terá dificuldades para aprovar projetos de importância para a cidade.

Desgastado política e midiaticamente, entendem os brandonistas, Braide torna-se presa fácil para o projeto de poder do Palácio dos Leões.

5

Os caminhos de Eduardo Braide…

Pouco mais de um ano depois de assumir e atingir picos altíssimos de popularidade durante a campanha de vacinação contra a pandemia de coronavírus, prefeito de São Luís enfrenta enormes dificuldades na Câmara Municipal, perdeu o comando do próprio partido e ainda enfrenta uma greve interminável no transporte público; e agora precisa se recompor para voltar a ter importância eleitoral

 

Eduardo Braide enfrenta momento delicado no mandato, mas tem tempo e poder para recompor sua articulação em várias frentes

Análise da notícia

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (agora sem partido), vive o pior momento de sua respeitável carreira política.

Sem articulação política, sem poder de comunicação e sem base partidária sólida, Braide viu escorrer pelas mãos a eleição de um aliado à presidência da Câmara Municipal; além disso, perdeu o controle do Podemos, partido que comandava praticamente sozinho no Maranhão.

E enfrenta uma greve sem precedentes na história do transporte público de São Luís.

Eleito em 2020 com importante votação – após quatro anos de espera da população que já apostava nele desde 2016 – o prefeito tornou-se no intervalo entre os dois pleitos importante liderança política estadual, a ponto de ser cotado, inclusive, para disputar o Governo do Estado em 2018.

Mas o seu primeiro ano à frente da prefeitura indica uma forte dificuldade na articulação política e nenhum poder de relação na mídia, o que dificulta a construção de uma agenda positiva.

Bombardeado em várias frentes, sobretudo pelo vice-governador Carlos Brandão (PSB), que tem um projeto de poder que não o contempla, Braide sabe que precisa se recompor politicamente antes mesmo da eleição de governador.

Ele tem caminhos para isso.

É preciso, acima de tudo, construir um grupo experiente na condução do mandato, na articulação midiática e, sobretudo, na relação com a classe política, construindo uma base de apoio que chegue não apenas à Câmara, mas às bancadas estadual e federal. 

Só assim, chegará ao ano pré-eleitoral de 2023 em condições de concorrer com chances à reeleição.

0

Secretaria de Segurança Alimentar se torna exemplo de gestão no governo Eduardo Braide

Secretária de destaque na Gestão do prefeito Eduardo Braide, a SEMSA (secretaria Municipal de Segurança Alimentar) começa o ano de casa nova e anunciando mais projetos para combater à fome na cidade de São Luís. A inauguração da nova Semsa foi nesta segunda-feira (10) e contou com a participação de várias autoridades. O prédio está localizado na Avenida João Pessoa, nº 280, bairro Cutim-Anil.

No salão de evento da nova Semsa, o titular da pasta, secretário Júnior Vieira, recebeu autoridades para a cerimônia de inauguração. Participaram do evento: o prefeito de São Luís, Eduardo Braide; a vice-prefeita Esmênia Miranda; a coordenadora do Programa do Governo Federal – Alimenta Brasil, Mariana Carvalho; o deputado federal Aluísio Mendes (PSC); a promotora Doracy Moreira – representando o Ministério Público do Maranhão; o vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Dr. Gutemberg Araújo, além de secretários e dirigentes de autarquias municipais.

A nova sede da Semsa oferece uma infraestrutura moderna para acomodar servidores e população. Diferente da antiga sede, localizada à Rua Celso Magalhães (no Centro) onde funcionou por 18 anos, desde a fundação.

A estrutura da nova Semsa conta com: salas climatizadas, de amplo auditório para reuniões, bem como de banheiros, copa, cozinha, e estacionamento para a população e os caminhões da secretaria, utilizados para a distribuição dos alimentos.

A Semsa é importante ferramenta de combate à fome na cidade. Segue contribuindo para a alimentação dos mais afetados pela pandemia. No ano passado, já entregou cerca de 20 mil cestas de alimentos.

Durante a solenidade de inauguração, o prefeito Eduardo Braide destacou os relevantes trabalhos prestados pela Semsa em sua Gestão.

“Hoje a gente começa a fazer com que a Semsa possa ter, realmente, um pouco daquilo que ela merece de reconhecimento, que se inicia com a entrega dessa sede que está muito bem localizada e possui um espaço muito melhor para que os servidores possam continuar trabalhando para atender os ludovicenses mais vulneráveis, aqueles que viram a esperança chegar em casa com as iniciativas que a secretaria já vem desenvolvendo”, destacou o prefeito Eduardo Braide.

Em discurso emocionante, o secretário Júnior Vieira, titular da Semsa, frisou o seu primeiro ano de gestão. E pontuou as conquistas inéditas da Semsa para a cidade de São Luís.

“Eu digo sempre que segurança alimentar é saúde. Pautado por esse lema, construímos as nossas ações. A Semsa na Gestão do Prefeito Eduardo Braide alcançou marcas inéditas na cidade de São Luís. E daí, destaco o sucesso que foi a ampliação do Programa de Aquisição de Alimentos – o PAA, que é o atual programa Alimenta Brasil, além da grande distribuição de cestas básicas e alimentos para várias comunidades. As nossas conquistas são fruto da confiança e apoio do prefeito Eduardo Braide, do apoio essencial que temos também do deputado Aluísio Mendes e a parceria fundamental com o Ministério da Cidadania”, destacou Junior Vieira.

No ano passado, o PAA saiu de 93 para 400 agricultores beneficiados com a compra de seus produtos. Pela primeira vez, a prefeitura de São Luís compra alimentos de 400 agricultores, que fazem parte da nossa agricultura familiar. Além disso, já foram doadas 85 toneladas de alimentos para 7.400 famílias em situação de vulnerabilidade social, em todas as regiões da cidade.

“Nossa missão é fazer o bem! E nossa meta principal: é ser uma secretaria referência da Gestão Braide. Já demos um grande salto de qualidade. Agradeço ao prefeito Eduardo Braide pela oportunidade e confiança em nosso trabalho. E, neste ano, mais uma vez com a proteção do nosso bom Deus, e, agora de casa nova, renovamos a nossa missão em ajudar a construir uma cidade mais humana”, finalizou Júnior Vieira.

O deputado federal, Aluísio Mendes, destacou que o secretário Júnior Vieira tem feito um grande trabalho. O deputado afirmou que vai buscar recursos para ampliar de 400 para 1.000 agricultores beneficiados em São Luís com o programa Alimenta Brasil.

“O prefeito Eduardo Braide fez uma excelente escolha ao colocar o Júnior Vieira como titular da Semsa. Ele montou uma seleção de profissionais, e sempre tem buscado recursos para combater à fome e melhorar a qualidade de vida da população de São Luís. Além da ampliação do programa Alimenta Brasil, quero anunciar que vamos receber, no final deste mês, mais 30 mil cestas básicas para as famílias ludovicenses. E mais cestas virão, num total de 400 mil cestas de alimentos”, afirmou o deputado Aluísio Mendes.

A nova Semsa está localizada na Avenida João Pessoa, nº 280, bairro Cutim-Anil. O atendimento ao público, realizado de segunda a quinta-feira, das 8h às 17h, e nas sextas-feiras até as 14h.

0

Posição de Eduardo Braide sobre sucessão se dará após eleição da Câmara

Prefeito de São Luís acompanha com atenção a movimentação no Parlamento Municipal, que escolhe em abril sua nova mesa diretora, para, só após, manifestar-se sobre a sucessão do governador  Flávio Dino

 

Importante posicionamento de Braide na sucessão estadual se dará apenas após a eleição na Câmara Municipal de São Luís

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos) tem um desafio anterior ao processo eleitoral maranhense: a escolha da nova mesa diretora da Câmara Municipal.

O pleito na Câmara se dará em abril; e Braide acompanha com atenção, uma vez que a decisão dos vereadores terá influência direta em sua gestão.

Só após a eleição na Câmara o prefeito irá se manifestar sobre as eleições gerais de 2022.

Isso significa que a posição de Braide se dará em meio às articulações para as convenções partidárias que definirão os candidatos a governador, senador, deputados federais e estaduais.

Até lá, portanto, o prefeito de São Luís se manterá em silêncio sobre o tema…

0

Braide esclarece servidor sobre reajuste salarial

Em entrevista à TV Mirante, Prefeito de São Luís explica que são inconstitucionais as emendas da Câmara Municipal tratando sobre o tema e agradeceu aos vereadores que se posicionaram na Casa

 

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), esclareceu nesta quinta-feira, 30, em entrevista ao programa Bom Dia Mirante, questões referentes a eventuais reajustes salariais dos servidores municipais.

A Câmara rejeitou nesta quarta-feira, 29, emenda ao orçamento que versava sobre o tema, por ser inconstitucional.

– Em primeiro lugar, a questão salarial do servidores só pode ser tratada pelo Executivo. A emenda não poderia ser aprovada por ser inconstitucional – explicou o prefeito.

Segundo Braide, os servidores que quiserem tratar sobre o assunto reajuste sabem o caminho, que é o do diálogo com a prefeitura.

– É claro que nós vamos discutir o momento certo de abrir o diálogo em relação ao reajuste. Mas não ´podem me cobrar,. como prefeito, enfrentando uma pandemia, em seu primeiro ano, questões que não foram resolvidas em sete anos – disse Braide.

Além de agradecer aos vereadores que se posicionaram em relação à emenda, ele também agradeceu aos servidores públicos que compreendem o momento.

– A gente tem feito o que tem feito por São Luís com a ajuda de todos vocês; com a ajuda dos nossos técnicos, dos nossos contratados…e é claro que vai chegar o momento que a gente posssa discutir, mas com responsabilidade – afirmou o prefeito.

0

Prefeito de Santa Rita vai propor nova discussão do VLT ligando a Ilha de São Luís ao continente

Sabedor que Eduardo Braide é um defensor desse projeto, Dr Hilton Gonçalo vai propor um encontro ainda com os prefeitos de Bacabeira, Fernanda Gonçalo e de Rosário, Calvet Filho, para que juntos possam discutir e fazer com que esse projeto saia do papel

 

Os moradores de São Luís, Bacabeira, Rosário e Santa Rita podem ganhar uma nova opção de transporte público, desafogando o trânsito intenso da BR-135. Pelo menos essa é a proposta do prefeito Dr Hilton Gonçalo, que deseja debater o uso do VLT, que foi adquirido pela Prefeitura de São Luís em 2012 e desde então está guardado em um galpão no Tirirical consumindo mais de R$400 mil por mês, simplesmente para ficar parado.

Não é a primeira vez que Dr Hilton Gonçalo traz o tema para discussão. Em 2017, ele levantou essa possibilidade e na época Eduardo Braide então deputado estadual defendeu a proposta na Assembleia Legislativa. “Empreendimentos já anunciados para aquela região, pedem um transporte de massa eficiente, já que hoje há uma grande dificuldade no deslocamento da capital até a altura daquelas cidades pela BR-135.

Portanto, a partir de hoje, sou um defensor da proposta do prefeito de Santa Rita, já que será muito melhor ver o VLT nos trilhos do que em um galpão, sendo motivo de chacota em rede nacional, com dinheiro público gasto sem nenhuma utilização”, afirmou no dia 7 de fevereiro de 2017.

Sabedor que Eduardo Braide é um defensor desse projeto, Dr Hilton Gonçalo vai propor um encontro ainda com os prefeitos de Bacabeira, Fernanda Gonçalo e de Rosário, Calvet Filho, para que juntos possam discutir e fazer com que esse projeto saia do papel.

O projeto para instalação do VLT já existe e foi apresentado em uma reunião do CIM – Consórcio Intermunicipal Multimodal – na época participaram representantes da TransNordestina e Vale. 

O engenheiro Francisco Soares apresentou um esboço das paradas já existentes onde o VLT poderia passar. Sairia do Tirirical, passando por Aracanga (Maracanã), Piçarra (Pedrinhas) e Mandubé (Estiva), em São Luís. No continente a primeira parada seria em Rosário, onde já existe uma estação pronta e recém-recuperada pelo IPHAN. Logo em seguida três estações finalizariam o percurso – Recurso, Carema e Piruaba – todas em Santa Rita.

A atual linha férrea da TransNordestina não possui parada em Bacabeira, mas pode ser incluída duas estações, uma em Periz de Baixo e outra próxima a sede do município. 

Dr Hilton Gonçalo argumenta que que os atuais vagões do VLT teriam capacidade de atender 400 passageiros por hora, tempo estimado para fazer a ligação São Luís – Santa Rita. 

A linha férrea da TransNordestina passa no momento por uma reforma e seria o momento ideal para aproveitar a instalação do transporte ferroviário. Dr Hilton reconhece que as dimensões dos trilhos são diferentes da atual bitola dos vagões do VLT, mas isso pode ser resolvido com a troca do equipamento, o que não traria tanto custo, uma vez que na prática seria praticamente como “trocar os pneus de um carro”.

O prefeito de Santa Rita afirma que a instalação do VLT ligando a Ilha de São Luís ao continente é “uma obra de alcance social e desenvolvimento econômico muito grande. Pois além de atender a população em geral, o turista também seria beneficiado, uma vez que ao chegar no Aeroporto de São Luís, o visitante poderia parar no Maracanã e conhecer o Parque da Juçara e ir até a entrada da BR-402, que leva até o Parque dos Lençóis Maranhenses”.

Além de levar a proposta ao prefeito de São Luís, Eduardo Braide, Dr Hilton Gonçalo quer trazer para o debate o Governo do Maranhão, a FIEMA, SEBRAE, Ministério Público e todas entidades interessadas em tirar do papel, esse projeto que beneficiaria milhares de maranhenses.

2

A ideia visionária de Bruno Duailibe…

Dez anos antes de o prefeito Eduardo Braide anunciar a implantação do projeto “Onda Verde” no trânsito de São Luís, atual procurador-geral do Município já defendia a instalação de semáforos inteligentes, artigo publicado no blog Marco Aurélio D’Eça

 

Projeto de onda verde no sistema de semáforos para grandes cidades; ideia de 10 anos de Bruno Duailibe é agora implantada por Eduardo Braide

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), anunciou nesta segunda-feira, 4, a implantação do projeto “Onda Verde” no trânsito da capital maranhense; trata-se de um sistema de semáforos sincronizados para garantir a fluidez do trânsito nas principais avenidas.

Coincidência ou não, o blog Marco Aurélio D’Eça discutiu este tema há exatos há quase nove anos, às vésperas da posse do então prefeito eleito Edivaldo Júnior (PSD), em 11 de novembro de 2012.

E o artigo publicado tinha assinatura do hoje procurador-geral do Município, Bruno Duailibe, nomeado por Braide.

– Estudando o assunto, pude ver que os semáforos inteligentes dependem da utilização de tecnologia da informação e de sensores que tornam possível calcular o tempo em que o sinal permanecerá aberto. Desse modo, conforme o fluxo seja maior ou menor em dado horário, tanto a espera nos cruzamentos como as longas filas de carros podem ser reduzidas – disse Duailibe, à época, no post “Semáforos Inteligentes”.

para escrever seu artigo, o advogado inspirou-se em projetos de São José dos Campos, São Paulo e outras cidades ao redor do mundo.

– Desde então, não consegui me desvencilhar do pensamento fixo de que essa tecnologia poderia ser perfeitamente implantada em São Luís – disse Bruno Duailibe.

O sistema de “onda verde” já foi experimentado na capital maranhense, nas gestões do ex-prefeitos jackson Lago e Tadeu Palácio (ambos do PDT).

O experimento começou pela Avenida Guajararas e deu origem aos antigos temporizadores, que cronometravam  o período de abertura dois semáforos.

O projeto não se sustentou ao longo das gestões de João Castelo (PSDB) e Edivaldo Júnior pelo alto custo dos equipamentos e da falta de organização da Secretaria de Trânsito e Transporte, que acabavam resultando em rompimento dos contratos.

Mas a ideia defendida por Bruno Duailibe é visionária e apontava para a modernização da capital.

– E claro: soluções mais simples e sustentáveis devem estar na dianteira das atuais gestões públicas, não apenas porque essa dinâmica dá um tom de arrojo, mas principalmente porque os problemas que afligem o cotidiano das cidades merecem soluções eficientes, eficazes e imediatas – afirma o procurador-geral.

É aguardar, agora, a implantação do sistema por Eduardo Braide…

0

SEMSA é destaque na Gestão Eduardo Braide e se torna importante ferramenta para combate à fome em SLZ

Uma marca histórica para a capital maranhense. Pela primeira vez, a Prefeitura de São Luís conseguiu ampliar o Programa de Aquisição de Alimentos – o PAA. O programa que atendia 93 agricultores, agora vai alcançar 400 agricultores que serão beneficiados com a compra dos seus produtos.

Com isso, 50 mil famílias ludovicenses vão receber as cestas com alimentos comprados da agricultura familiar.

Em solenidade realizada no sábado (02), na Associação dos Agricultores  de Matinha, o prefeito Eduardo Braide e o titular da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (SEMSA), secretário Júnior Vieira, explicaram como vai funcionar o novo PAA da Prefeitura de São Luís.

Também estiveram presentes na solenidade, o deputado federal Aluísio Mendes; representando o Ministério da Cidadania, a coordenadora nacional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Mariana Carvalho, além de vereadores e secretários da Gestão Braide.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é um programa do Governo Federal com duas finalidades: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.

Há cinco anos, o PAA em São Luís atendia 93 agricultores. Com a nova proposta, 400 agricultores serão beneficiados. A estimativa é de que 500 toneladas de alimentos sejam compradas da agricultura familiar. E com isso, mais famílias vão receber os produtos. A ideia é levar alimento saudável para 50 mil famílias da capital maranhense.

Outro ponto de destaque do novo PAA da Prefeitura de São Luís, é o aumento de itens nas cestas distribuídas às famílias em situação de vulnerabilidade. Antes, as cestas eram compostas por 36 itens. Agora, as cestas terão 60 itens, com: frutas, polpas de frutas, legumes, verduras entre outros.

Durante a solenidade, o prefeito Eduardo Braide e o secretário Júnior Vieira destacaram a evolução do novo PAA e agradeceram a parceria do deputado federal, Aluísio Mendes, que foi fundamental para garantir recursos no Ministério da Cidadania e, assim, proporcionar a ampliação do PAA. 

“É com imensa felicidade que anunciamos a ampliação do PAA. Parabéns ao secretário Júnior Vieira. E o nosso obrigado ao deputado Aluísio Mendes e a coordenadora nacional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Mariana Carvalho”, disse prefeito Eduardo Braide.

Desde que assumiu o comando da SEMSA, no início deste ano, após a eleição do prefeito Eduardo Braide, o secretário Júnior Vieira tem buscado recursos para combater a fome na capital maranhense.

“Eu destaco sempre que Segurança Alimentar é Saúde. E para nós, da SEMSA, é uma satisfação imensa conseguir ampliar o PAA. Em um momento crítico, com uma pandemia afetando a crise financeira, a ampliação do PAA significa esperança, alimento de qualidade para quem mais precisa. Com o PAA, a gente compra do produtor e já tem a quem doar. Estimulamos a economia, a agricultura e combatemos a fome”, analisa Júnior Vieira.

Com o apoio do prefeito Braide e do deputado Aluísio Mendes, o secretário Júnior Vieira conseguiu estreitar os laços com o Ministério da Cidadania.

E dessa ponte com Brasília, o Ministro da Cidadania, João Roma, já esteve no Maranhão anunciando  investimentos de R$ 6,7 milhões para ampliação do PAA, além de realizar a  entrega de 10 mil cestas de alimentos, veículos, equipamentos agrícolas, entre outros investimentos para diversos municípios maranhenses.

“Eu só tenho a agradecer o apoio do deputado Aluísio  Mendes, que tem sido essencial no combate à fome no Maranhão. E toda a minha gratidão ao prefeito Eduardo Braide por acreditar em nosso trabalho e nos dar liberdade e confiança para trabalhar por uma São Luís mais humana”, afirma Júnior Vieira.

1

Joaquim Haickel deixa Secom de Eduardo Braide…

Secretário reúne os auxiliares para anunciar que está deixando a equipe do prefeito de São Luís após nove meses de gestão; empresário e cineasta, o ex-deputado vai agora retomar seus projetos de audiovisual

 

Joaquim Haickel já se despediu da equipe na Secom

O ex-deputado Joaquim Haickel vai deixar a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Luís.

Ele reuniu-se na manhã desta quinta-feira, 30, para comunicar aos seus auxiliares a saída do cargo, após nove meses de gestão.

O secretário não informou o motivo do desligamento.

Empresário de mídia e cineasta, Haickel deve agora retomar seus projetos de audiovisual, que lhe dão reconhecimento acional.

Ainda não há informações sobre o substituto…