2

Carisma é ponto forte de Neto Evangelista em São Luís, aponta pesquisa…

Dados do levantamento qualitativo feito pelo Instituto Escutec aponta diferencial no pré-candidato do DEM, que leva vantagem em opinião positiva tanto sobre Eduardo Braide quanto Duarte Júnior

 

CARISMA E BOA IMAGEM PESSOAL DESTACAM O PERFIL DE NETO EVANGELISTA na avaliação do eleitor de São Luís

Os dados qualitativos da pesquisa Escutec sobre a preferência do eleitor na sucessão de São Luís apontam um diferencial competitivo do candidato do DEM, Neto Evangelista, em relação aos seus principais adversários.

O deputado estadual tem uma imagem positiva que sobrepõe as de Eduardo Braide (PMN) e Duarte Júnior (PCdoB), seus dois principais adversários na pré-campanha.

Para o eleitor ludovicense, o “carisma” se destaca na personalidade de Evangelista.

O  parlamentar é visto com “perfil arrojado”, “muito simpático” e de “postura firme”, sem passar “arrogância”, o que lhe dá vantagem em relação a Braide e Duarte.

O pré-candidato do PCdoB, apesar de pontuar bem nas intenções de voto, sofre na análise qualitativa, porque é visto, dentre outras coisas, como “arrogante”.

Já Eduardo Braide, o líder em todas as pesquisas, tem uma imagem frágil na visão do eleitor; é tido como “inseguro”, “sem postura firme”, “muito tímido” e com “pouco carisma”.

Os números da Escutec, amplamente divulgados semana passada, mostram Eduardo Braide, Duarte Júnior e Neto Evangelista como os principais números na corrida pela sucessão de Edivaldo Júnior.

Mas são os dados qualitativos – as entrelinhas dos questionários, divulgadas só no blog Marco Aurélio D’Eça – que apontam para uma competitividade maior de Evangelista.

E isso pode fazer a diferença em 2020…

Post alterado às 9h43 para substituição de imagem

7

Eleitor já tem na cabeça disputa entre Braide e Duarte Júnior em São Luís…

Dados do cenário espontâneo da pesquisa do Instituto Escutec apontam que a população tem o deputado federal e o deputado estadual comunista na primeira lembrança quando o assunto é sucessão do prefeito Edivaldo Júnior

 

DUARTE JÚNIOR E EDUARDO BRAIDE SÃO OS MAIS LEMBRADOS PELO ELEITOR quando o assunto é a sucessão de São Luís

Um dado significativo da pesquisa do Instituto Escutec sobre a sucessão em São Luís – e que passou despercebido na imprensa – é o levantamento espontâneo, que mede o grau de conhecimento do eleitor sobre cada candidato. 

E por esta pesquisa, o eleitor já tem na cabeça uma disputa clara entre o deputado federal Eduardo Braide (PMN) e o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) como principais opções de voto.

Quando perguntado em quem o eleitor votaria se a eleição fosse agora, nada menos que 29% citaram espontaneamente o nome de Braide.

Outros quase 6% citaram Duarte Junior, como opção.

O retrato da pesquisa espontânea – quando o eleitor cita o nome que vier à cabeça, sem nenhuma lista apresentada – reflete exatamente o que se viu no cenário principal da pesquisa estimulada, com Braide à frente, com 48,6% e Duarte Júnior em segundo, com 11,6%.

Para se ter ideia da importância deste dado na construção das candidaturas – faltando ainda 1 ano e meio para a disputa – todos os demais candidatos já postos apareceram com índices na casa de 1% na pesquisa espontânea da Escutec.

Isso significa dizer que, para o eleitor ludovicense, a disputa de 2020 se dará, necessariamente, entre Eduardo Braide e Duarte Júnior.

O blog Marco Aurélio D’Eça já havia, inclusive, apontado para esta polarização inicial entre os dois parlamentares em sucessivos posts, antes da divulgação dos números da Escutec, como se pode ver aqui, aqui e aqui.

Caberá agora aos atores envolvidos no processo definir se pretendem manter este quadro já definido na cabeça do eleitorado ou se trabalham para buscar novas alternativas.

Afinal, ainda faltam 1 ano e meio para o processo…

1

Flávio Dino pede acesso à pesquisa Escutec, mas não aparece para receber relatórios..

Numa clara tentativa de intimidação ao instituto que deve divulgar nova pesquisa neste primeiro turno, comunista entra na Justiça Eleitoral em busca de artifícios que pudessem levantar suspeitas sobre os resultados; como não conseguiu, também não foi à sede da empresa no dia e horários combinados

 

NADA A ESCONDER. Fernando Júnior com seu corpo técnico e toda a documentação da pesquisa, esperando, em vão, o pessoal de Flávio Dino

 

O governador Flávio Dino (PCdoB) age em duas frentes nesta reta final de campanha, na tentativa de evitar um arriscado segundo turno.

Na primeira, divulga pesquisas a toque de caixa, sempre com índices estratosféricos, algumas delas assinadas até por gente que já morreu.

Em outra frente, tenta usar a Justiça Eleitoral para impedir a divulgação de levantamentos sem ligação com o Palácio dos Leões, a exemplo do que tentou com o Instituto Escutec, como mostram os documentos que ilustram este post.

TUDO A JATO. Petição, publicação e decisão judicial sobre a pesquisa Escutec, tudo no mesmo dia

No dia 6 de setembro, a coligação de Flávio Dino (PCdoB) protocolou petição em que pedia “acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados” da pesquisa Escutec registrada sob o número 07603/2018, divulgada no jornal O EstadoMaranhão no dia 6.

A fiscalização foi autorizada pelo juiz eleitoral Alexandre Lopes de Abreu.

Detalhe: a pesquisa foi publicada dia 6, a petição foi protocolada no dia 6 e o juiz determinou a vistoria no mesmo dia 6; tudo a jato.

COMBINADO NÃO É CARO. E-mail encaminhado pela Escutec à coligação comunista, que confirmou o recebimento

Em 12 de setembro, a Escutec encaminhou ao escritório Carlos Lula Advogados, que representa o comunista, e-mail em que disponibilizava todas as informações requeridas e definia data e horário para que a coligação fizesse, in loco, o exame aleatório das planilhas.

– Outrossim, informamos aos advogados que nossa empresa estará disponibilizando o exame aleatório de planilha, mapas ou equivalentes (…) no horário comercial de 14h às 17hs, do dia 14/09 em nossa sede própria (…) – disse o documento, cujo recebimento foi confirmado oficialmente em email do próprio Carlos Lula, como mostra print abaixo.

A imagem que abre este post registra o diretor-presidente do Instituto Escutec, Fernando Júnior, seu coordenador técnico,  Jetro Nunes, e o advogado Eduardo Oliveira.

Eles permaneceram na sede da empresa, exatamente como definido oficialmente, entre as 14h e as 17h da sexta-feira, 14.

Nenhum representante de Flávio Dino apareceu.

TUDO CONFIRMADO. Email do escritório que representa Flávio Dino. Ninguém apareceu para a vistoria

Mas na verdade, o que queria Flávio Dino era impedir, por via judicial, que a Escutec publicasse nova pesquisa, desmentindo os institutos comunistas, que dançam e debocham da justiça Eleitoral.

Como não conseguiram, deixaram tudo por isso mesmo.

Mas fica uma pergunta à oposição: porque não fazer o mesmo com a Exata, a Econométrica, o DataIlha e essa tal Interpreta?!?

4

Juntos, Roberto Rocha e Maura Jorge já chegam a até 15%, segundo análise de pesquisas…

Margem de erro da pesquisa Escutec permite entender que os dois candidatos a governador têm possibilidade de consolidar o segundo turno das eleições no Maranhão

 

SEGUNDO TURNO ASSEGURADO? Roberto Rocha e Maura Jorge já podem ter superado os dois dígitos nas pesquisas

A pesquisa Escutec divulgada na última quinta-feira, 6, aponta uma possibilidade cada vez mais consolidada de segundo turno na corrida eleitoral no Maranhão.

E os percentuais dos candidatos Roberto Rocha (PSDB) e Maura Jorge (PSL) somados consolida ainda mais esta possibilidade.

Rocha registrou 6% das intenções de votos; Maura Jorge outros 5%.

Só estes índices, somados aos de Roseana Sarney (MDB), que apareceu com 36%, e Ramon Zapata (PSTU), com 1%, já garantem a segunda rodada de votações.

Mas os índices de Maura Jorge e Roberto Rocha podem ser bem maiores, levando-se em consideração a margem de erro, de 2 pontos percentuais.

Neste caso, Roberto Rocha pode ter entre 4% e 8% das intenções; Maura Jorge, por sua vez, varia de 3% a 7%. os dois, somados, chegam a 15% das intenções de votos.

O resultado Escutec permite afirmar, portanto, que a oposição já pode ter superado em vários pontos o percentual mínimo para garantir um segundo turno.

É aguardar e conferir…

4

Flávio Dino e Roseana praticamente empatados, mostra Escutec…

Pesquisa divulgada hoje pelo jornal O EstadoMaranhão aponta que, há 30 dias do pleito, é impossível dizer quem chegará à frente na disputa pelo Governo do Estado; levantamento confirma também que haverá segundo tuno no Maranhão

 

QUEM CHEGA À FRENTE?!? Números da Escutec mostram um quase empate técnico entre Flávio Dino e Roseana

Pesquisa do Instituto Escutec divulgada nesta quinta-feira, 6, pelo jornal O EstadoMaranhão mostra que a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) já está praticamente empatada como o governador Flávio Dino (PCdoB) na liderança da corrida pelo Governo do Estado.

De acordo com o instituto, Flávio Dino tem 42% das intenções e voto, contra 36% dados a Roseana.

Como a margem de erro é de apenas 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, significa que Dino tem entre 40% e 44%; Roseana, pode ter entre 34% e 38%.

Os dois estariam, portanto, no limite do empate técnico.

Como o número de eleitores indecisos é de 6% e os que não souberam ou não responderam representam 4%, tanto Roseana quanto Flávio Dino podem chegar à frente no dia 7 de outubro.

Segundo turno

A pesquisa também confirma que haverá segundo turno nas eleições do Maranhão, entre Flávio Dino e Roseana Sarney.

Levantada entre os dias 25 e 28 de agosto, com 2 mil eleitores em mais de 80 municípios, a pesquisa apontou também 6% de intenções de votos para Roberto Rocha (PSDB) e 5% para Maura Jorge (PSL).

Ramon Zapata (PSTU) tem 1% e Ovídio Neto (PSOL) não pontuou.

A pesquisa Escutec foi registrada no TRE-MA sob o número 07603/2018.

5

Oposição vence eleição contra Flávio Dino, diz pesquisa…

Números do Instituto Escutec apontam que 57,8% dos eleitores maranhenses não votam no governador comunista nas eleições de 2018, o que indica vitória de um adversário

 

Roseana é a mais cotada para enfrentar Flávio Dino em um segundo turno, revela pesquisa

A pesquisa do Instituto Escutec revelou, sexta-feira, 22, que 57,8% dos maranhenses não querem continuar com o governo comunista de Flávio Dino (PCdoB).

Este é o total de eleitores que votam em outros candidatos (53,6%) ou não votam em ninguém (4,2%.

O índice é mais de 21 pontos percentuais maior que a votação no próprio Flávio Dino (36%).

O levantamento indica que um adversário da oposição – Roseana Sarney (MDB) é a mais cotada, com 32,4% – irá disputar um segundo turno com Flávio Dino em 2018.

E vencerá a eleição…

1

O caminho aberto para Maura Jorge…

Desconhecida de pelo menos 80% do eleitorado, e com presença em menos de 10% dos municípios, a ex-prefeita de Lago da Pedra registra índices entre 5% e 8% das intenções de votos; e tem a menor rejeição entre os candidatos

 

Com índices que variaram entre 5% e 8% das intenções de votos na última pesquisa Escutec – dependendo do cenário – a ex-prefeita e ex-deputada Maura Jorge (Podemos) mostra força para trilhar um caminho nas eleições de 2018.

Desconhecida como candidata a governadora por pelo menos 80% do eleitorado, já que nunca disputou cargo majoritário, Maura Jorge registra esses índices mesmo tendo visitado menos de 10% dos municípios.

Dentre os nomes já apresentados para a disputa, Maura Jorge é a única que trilha sozinha o seu caminho, com a ajuda apenas do seu partido e dos aliados, como o deputado federal Aluisio Mendes.

Ela não tem a estrutura do governo montada por Flávio Dino (PCdoB) nem o cacife do Senado, usado por Roberto Rocha (PSB); também não dispõe do recall eleitoral apresentado por Roseana Sarney (PMDB).

Mas sua rejeição é a menor entre eles, o que lhe abre um caminho gigantesco à frente.

No momento em que conjugar o amplo conhecimento do seu nome pelo eleitorado e visitar o grosso dos municípios como candidata, ela tende a crescer.

E isso deve ocorrer exatamente na campanha.

É aguardar e conferir…

0

Números não mentem…

Flávio Dino e seus agentes atacaram, vilipendiaram e agrediram a pesquisa Escutec, mas não conseguiram minimizar um fato fundamental: seu projeto de mudança fracassou perante os maranhenses

 

As milhares de pessoas que foram ao largo do Palácio, em 2015, frustraram-se após três anos de promessas não cumpridas…

Os números da pesquisa Escutec divulgados no fim de semana podem ter deixado o governo Flávio Dino soltando fogo pelo nariz, mas cabe a ele analisá-los com frieza e buscar entender o que houve com o seu tal projeto de mudança iniciado em 2014.

E eles mostram claramente que os riscos de o comunista ser apeado do poder após fracassar nas promessas que fez aos maranhenses são cada vez mais reais.

Sem grandes obras consolidadas para mostrar ao eleitor, sem projeto claro para o Maranhão e ostentando problemas em diversas secretarias, Dino segue uma marcha autoritária, tentando abafar contrapontos e usando mentiras deslavadas para vender sua própria imagem.

Mas os números não mentem, jamais.

E como não mentem, mostram que o eleitor não engoliu as falácias comunistas nem a enfadonha cantilena de culpar adversários pelos próprios fracassos da sua gestão.

No ápice do ilusionismo palaciano que parece encarnar como governador, Flávio Dino chegou a comemorar, no fim de semana, o fato de que manteria, em 2018, exatamente os mesmos índices de votos que obteve em 2014.

Ora, se após três anos de gestão de um mandato que surgiu sob o signo de que tudo seria diferente no Maranhão a partir do comunismo os índices ainda são os mesmos de 2014, isso significa apenas que não se avançou em nada, passados três anos de “mudança”.

É isso que os números da Escutec mostraram a quem quiser ver.

E como já se disse: os números não mentem. Jamais…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

2

Oposição tem 60% dos votos válidos no Maranhão, revela estudo de Andrea Murad…

Deputada analisou os números do Instituto Escutec e constatou rejeição dos maranhenses ao governo comunista após três anos do chamado “projeto de mudança”

 

A conversão dos votos válidos aponta ampla vantagem da oposição a Flávio Dino

 

A deputada Andrea Murad (PMDB) apresentou nesta segunda-feira, 18, à Assembleia Legislativa, estudo dos números da pesquisa Escutec que apontam ampla vantagem dos candidatos de oposição sobre o governador Flávio Dino.

– A Escutec aponta os votos válidos no primeiro turno: Roseana Sarney (PMDB) estaria com 44%; Flávio Dino (PCdoB) com 39.3%; Roberto Rocha (PSB) com 10.7%; Maura Jorge (Podemos) com 6%. Ou seja, a grande maioria do eleitorado, 60,7%, rejeita o governador. De acordo com a pesquisa, Flávio Dino não seria reeleito governador do Maranhão, considerando a péssima gestão que vem fazendo. O governador está acabando com o Estado e a população está abrindo os olhos e dará adeus a esse comunista cruel que massacra os maranhenses com aumento de impostos, alugueis camaradas, superfaturamentos na compra de medicamentos entre outros desmandos – discursou a deputada a deputada.

Andrea Murad fez estudo dos números da Escutec e apresentou na Assembleia

Para a parlamentar, a soma dos votos válidos dos candidatos de oposição ao governador Flávio Dino, total de 60,7%, demonstra a decepção do povo com o governo comunista que poderá contar ainda com mais nomes na oposição para o pleito ano que vem.

– Analisando a soma dos votos válidos dados aos candidatos da Oposição, alcançamos 60,7% dos votos, ou seja, uma diferença de 21,4%, em relação a Flávio Dino. E esse cenário favorável à Oposição tende a crescer à medida que outros candidatos irão surgir, que as regras eleitorais vão sendo definidas até o início de outubro, quando os partidos colocarem pra valer os nomes dos seus candidatos nas ruas. Então, fica a boa notícia para nós, revelada pela pesquisa Escutec de que a Oposição já é amplamente majoritária no voto popular, comprovando a decepção com o Governo Flávio Dino – disse a parlamentar.

4

O que diz a pesquisa Escutec?!?

Apesar de os números divulgados hoje pela Difusora não serem suficientes para encorajar uma candidatura de Roseana Sarney, eles mostram que Flávio Dino não conseguiu construir a imagem que vendeu em 2014 e corre o risco de perder a eleição de 2018

 

SÓ VAI NA BOA. Roseana está à frente de Flávio Dino, mas, para ela, essa diferença precisa ser maior

Há dois aspectos fundamentais que precisam ser entendidos nos números da pesquisa Escutec/Difusora AM, divulgados neste sábado, 16:

1 – O governador Flávio Dino (PCdoB) não conseguiu convencer o eleitor de que a mudança proposta em 2014 de fato se efetivou no Maranhão. E segue atrás da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB);

2 – A diferença entre Roseana e Flávio Dino – de algo em torno de 4 pontos percentuais – não é suficiente para encorajar a ex-governadora a entrar na disputa de 2018.

Dito isto, é preciso analisar também que, mesmo fora da disputa, Roseana é capaz de influenciar, sim, os números contra Flávio Dino, levando boa parte de votos para o senador Roberto Rocha (PSB).

CABEÇA A CABEÇA. O cenário nº 1 da pesquisa mostra Roseana à frente, mas em empate técnico com Dino

Num cenário sem Roseana, a vantagem de Dino sobre Rocha é de apenas 16 pontos percentuais, muito baixa para quem está no comando do governo e se elegeu sob o signo da mudança.

Sobretudo pelo fato de que, neste caso, o total de indecisos+ brancos e nulos chega a 35%.

A pesquisa Escutec/Difusora mostra, portanto, que Dino não se viabilizou com o projeto que vendeu para o Maranhão em 2014 – apesar de eleito sob o signo da mudança – e corre mesmo sério risco de perder a eleição em 2018.

Os números acenderam a luz amarela no  Palácio dos Leões e deveriam servir de alerta para a arrogância do governador e sua turma.

Mas como já se conhece como eles agem, é já que aparece nova pesquisa Exata por aí.

É aguardar e conferir…