0

“Ela embola o jogo”, afirma diretor da Escutec sobre Roseana prefeita…

Presidente do instituto de pesquisas, jornalista Fernando Júnior revela que a eventual entrada da ex-governadora na disputa pela prefeitura tem potencial para alterar os cenários da sucessão de Edivaldo Júnior, sobretudo pelo seu recall na capital maranhense

 

Queridíssima em São Luís, a ex-governadora tem sido pressionada pelo MDB a encarar a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior

O diretor-presidente do Instituto Escutec de Pesquisas, jornalista Fernando Júnior, apontou para uma total mudança de cenário na disputa pela prefeitura de São Luís, caso a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) entre como opção de voto.

– Embola o jogo – afirmou Fernando Júnior, em conversa exclusiva com o titular do blog Marco Aurélio D’Eça.

Roseana tem sido  apontada pelo presidente do MDB de São Luís, deputado Roberto Costa, como a opção preferida do partido para a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT). (Relembre aqui)

De acordo com Fernando Júnior ainda não inclusão do nome de Roseana em nenhum cenário, mas seus 34% de votos para governadora na capital, nas eleições de 2018, é um potencial e tanto para a disputa.

Até agora, faltando menos de um ano para as eleições de 2020, a ex-governadora apareceu apenas em um cenário espontâneo, ocupando a segunda posição, atrás apenas de Eduardo Braide (PMN), o favorito.

Mas, se depender de Roberto Costa e do MDB, seu nome será incluído nas próximas pesquisas.

É aguardar e conferir…

5

Escutec revela importância da candiatura de Duarte Jr. para o governo…

Deputado estadual do PCdoB é a garantia para os aliados do governador Flávio Dino da realização de um segundo turno em São Luís; sem ele na disputa, seus eleitores tendem a migrar para o favorito Eduardo Braide

 

ELEITORADO DE DUARTE JR. TEM PERFIL PARECIDO COM O DE EDUARDO BRAIDE, o que só beneficia o líder nas pesquisas, caso o comunista seja retirado da disputa

O blog Marco Aurélio D’Eça publicou no início da semana o post “De como a base dinista trabalha para tirar Duarte Jr. do páreo de 2020…”.

O texto mostrava que, por mais que o deputado do PCdoB tenha forte densidade eleitoral e condições de disputar um segundo turno contra o deputado federal Eduardo Braide (PMN), seus aliados no governo Flávio Dino (PCdoB) tentam tirá-lo do páreo de 2020.

Nesta sexta-feira, 25, uma análise do blog do jornalista Gilberto Léda nos números da pesquisa Escutec divulgada semana passada mostrou que a saída de Duarte leva seus eleitores a migrar exatamente para Eduardo Braide. (Entenda aqui)

Esse dado novo da pesquisa reforça a importância de ter Duarte Jr. como candidato a prefeito, como forma de garantir a realização de um segundo turno.

Caso contrário, é entregar a faixa de prefeito para Braide.

Como este blog já mostrou, aliás, no post “De como o grupo Flávio Dino caminha para entregar a Prefeitura a Eduardo Braide…”

É Simples assim…

0

1/3 do eleitorado já vê Braide como próximo prefeito de São Luís…

Pesquisa da Escutec perguntou ao morador da capital maranhense quem, no seu entendimento, será eleito em 2020: 30,1% registraram que será o deputado federal do PMN

 

EDUARDO BRAIDE JÁ ESTÁ NO IMAGINÁRIO POPULAR COMO FUTURO PREFEITO DE SÃO LUÍS; Esta consolidação de voto torna sua posição quase intransponível

Um dos principais dados da pesquisa Escutec divulgada no fim de semana pelo jornal O EstadoMaranhão é a consolidação de votos de cada candidato.

E neste quesito, o deputado federal Eduardo Braide (PMN) torna-se praticamente imbatível.

O Instituto perguntou ao eleitor: “Independentemente do seu voto, quem, na sua opinião, será o próximo prefeito de São Luís?”.

Nada menos que 30,1% do eleitorado já tem na cabeça que será Braide.

Para efeito de comparação, o segundo colocado neste quesito é o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), que aparece com distantes 2,4%.

A consolidação do voto em Eduardo Braide pode ser medida também pelo cenário espontâneo da pesquisa Escutec. Nada menos que 25,2% do eleitorado citam Braide como candidato, mesmo sem ter em mãos a lista de candidatos.

Tudo isso, somado à baixa rejeição, torna o candidato praticamente imbatível no processo eleitoral de 2020, sobretudo diante dos erros sistemáticos dos adversários.

Mas esta é uma outra história…

2

Escutec: Duarte e Neto superam Wellington e mostram risco para grupo dinista…

Deputados estaduais mantêm segunda e terceira posição nas pesquisas, mostrando para a base do governo Flávio Dino/Weverton Rocha que são imprescindíveis para levar a disputa de 2020 a um segundo turno em São Luís

 

DUARTE JÚNIOR E NETO EVANGELISTA SÃO OS ÚNICOS DA BASE GOVERNISTA COM PODER PARA LEVAR A ELEIÇÃO A UM SEGUNDO TURNO, mas enfrentam resistência do grupo Flávio Dino/Weverton Rocha

Até pouco tempo atrás, o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) era uma espécie de âncora da disputa pela Prefeitura de São Luís, em 2020: consolidado em segundo lugar, ele era o ponto de equilíbrio para levar a disputa a um segundo turno.

Essa realidade mudou com a pesquisa Escutec.

Wellington foi ultrapassado pelos colegas deputados Duarte Jr. (PCdoB) e Neto Evangelista (DEM), que agora detêm o poder de decidir se haverá ou não segundo turno em São Luís.

Para efeito de comparação, nos dois cenários em que Duarte Jr. é retirado da disputa, Eduardo Braide chega a alcançar o limite de uma vitória em primeiro turno.

Somados, os candidatos do PCdoB do DEM chegam a alcançar até 22% das intenções de votos, índice significativo para uma disputa tão acirrada.

Duarte e Neto são os únicos da base governista a atingir 3% das intenções de votos na pesquisa espontânea; nenhum dos outros pré-candidatos da base atingem 1% neste quesito.

Se Flávio Dino (PCdoB), Weverton Rocha (PDT) e Edivaldo Júnior (PDT) temiam que a presença de Wellington do Curso tivesse influência no segundo turno, essa perspectiva já foi superada.

A vitória de Braide no primeiro turno, agora, está nas mãos dos dois candidatos rejeitados por eles…

1

Escutec: não há base sem Duarte e Neto; Rubens e Osmar são fracassos anunciados

Deputado federal Eduardo Braide lidera todos os cenários da disputa pela Prefeitura de São Luís e pode levar em primeiro turno, se o grupo Flávio Dino/Edivaldo Jr. continuar a insistir no erros e na birra pessoal

 

MOSAICO COM O CENÁRIO PRINCIPAL DA DISPUTA EM SÃO LUÍS, que pode ou não se consolidar, a depender dos erros do grupo Flávio Dino/Edivaldo Jr./Weverton Rocha

A pesquisa Escutec divulgada neste sábado pelo jornal O EstadoMaranhão consolidou algumas certezas eleitorais na disputa pela Prefeitura de São Luís:

1 – O deputado federal Eduardo Braide (PMN) lidera todos o cenários bem à frente dos demais candidatos; e pode liquidar a fatura ainda em primeiro turno, a depender dos erros do grupo Flávio Dino/Edivaldo Jr;

2 – Não haverá disputa se os líderes do grupo – notadamente Flávio Dino (PCdoB) e Weverton Rocha (PDT) – insistirem em tirar da disputa os deputados Duarte Júnior (PCdoB) e Neto Evangelista (DEM), únicos com potencial de dois dígitos na base;

3 – Os candidatos inventados pelos palácios dos Leões e La Ravardière – Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Osmar Filho (PDT) – são fracassos anunciados;

4 – Wellington do Curso (PSDB) perde terreno sistematicamente, tende a definhar eleitoralmente e deve ser substituído entre os oposicionistas pelo colega Adriano Sarney (PV), que apresenta boa performance, apesar da rejeição ao Grupo Sarney;

5 – O deputado Yglésio Moyses (PDT) e o jornalista Jeisael Marx (Sem partido) podem se transformar numa espécie de via alternativa, dada a disposição que têm para o debate e a campanha de guerrilha, mesmo sem a estrutura que poderia alavancá-los num primeiro momento.

Estes cinco pontos são os que saltam aos olhos na pesquisa Escutec/O Estado divulgado neste sábado.

Simples assim…

1

Pesquisa Escutec/O Estado incluirá até 11 pré-candidatos a prefeito…

Levantamento que será divulgado neste sábado vai analisar diversos cenários envolvendo os postulantes à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior, mesmo com vários nomes em um mesmo partido

 

POPULAÇÃO DE SÃO LUÍS FOI INSTADA A DIZER QUAL O FUTURO PREFEITO QUE ESPERA PARA SÃO LUÍS em pesquisa da Escutec

A pesquisa Escutec /O Estado, que será divulgado na edição de fim de semana do jornal vai incluir todos os pré-candidatos a prefeito de São Luís.

Se for levado em conta o número de postulantes já postos, significa dizer que, nos cenários estimulados incluirão: Eduardo Braide (PMN), Wellington do Curso (PSDB), Duarte Júnior e Rubens Júnior (ambos do PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB), José Carlos Madeira (sem partido), Adriano Sarney (PV), Osmar Filho e Yglésio Moyses (ambos do PDT), Jeisael Marx (sem partido).

São 11 pré-candidatos, no total.

Segundo apurou o blog, a pesquisa traça diversos cenários – inclusive substituindo nomes em um mesmo partido – para chegar à cena mais real do momento atual da disputa em São Luís.

A psquisa será divuglada na dição de fim de semana do jornal O EstadoMaranhão

0

Pesquisa Escutec será divulgada sábado…

Levantamento sobre a sucessão em São Luís sairá na edição de fim de semana do jornal o EstadoMaranhão, como baliza para o atual momento da campanha pela sucessão do prefeito Edivaldo Júnior

 

Será divulgada na edição do fim de semana do jornal O EstadoMaranhão a primeira pesquisa Escutec sobre a corrida eleitoral em São Luís.

Os pesquisadores do Instituto estão nas ruas desde o início da semana.

A pesquisa servirá como primeiro balizamento do momento atual da sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Estarão no levantamento todos os candidatos já postos como opção para o eleitor de São Luís.

É aguardar e conferir…

0

Jornal O Estado divulgará primeira pesquisa sobre sucessão em São Luís…

Levantamento deve ser conduzido pelo Instituto Escutec e deverá balizar o momento político faltando menos de um ano para o pleito na capital maranhense

 

O Instituto Escutec deve apresentar até novembro os números oficiais de sua primeira pesquisa sobre a sucessão em São Luís.

Os números devem ser divulgados no jornal O EstadoMaranhão.

As pesquisas Escutec tradicionalmente servem de base para definir os rumos da sucessão.

E a divulgação em O Estado costuma ser esperada com ansiedade pelos postulantes.

É a partir deste levantamento que os candidatos e a população começam a acompanhar os números e o quem é quem até a eleição.

Além desta, a Escutec deve fazer outro quatro ou cinco levantamentos até a eleição de 2020…

2

Carisma é ponto forte de Neto Evangelista em São Luís, aponta pesquisa…

Dados do levantamento qualitativo feito pelo Instituto Escutec aponta diferencial no pré-candidato do DEM, que leva vantagem em opinião positiva tanto sobre Eduardo Braide quanto Duarte Júnior

 

CARISMA E BOA IMAGEM PESSOAL DESTACAM O PERFIL DE NETO EVANGELISTA na avaliação do eleitor de São Luís

Os dados qualitativos da pesquisa Escutec sobre a preferência do eleitor na sucessão de São Luís apontam um diferencial competitivo do candidato do DEM, Neto Evangelista, em relação aos seus principais adversários.

O deputado estadual tem uma imagem positiva que sobrepõe as de Eduardo Braide (PMN) e Duarte Júnior (PCdoB), seus dois principais adversários na pré-campanha.

Para o eleitor ludovicense, o “carisma” se destaca na personalidade de Evangelista.

O  parlamentar é visto com “perfil arrojado”, “muito simpático” e de “postura firme”, sem passar “arrogância”, o que lhe dá vantagem em relação a Braide e Duarte.

O pré-candidato do PCdoB, apesar de pontuar bem nas intenções de voto, sofre na análise qualitativa, porque é visto, dentre outras coisas, como “arrogante”.

Já Eduardo Braide, o líder em todas as pesquisas, tem uma imagem frágil na visão do eleitor; é tido como “inseguro”, “sem postura firme”, “muito tímido” e com “pouco carisma”.

Os números da Escutec, amplamente divulgados semana passada, mostram Eduardo Braide, Duarte Júnior e Neto Evangelista como os principais números na corrida pela sucessão de Edivaldo Júnior.

Mas são os dados qualitativos – as entrelinhas dos questionários, divulgadas só no blog Marco Aurélio D’Eça – que apontam para uma competitividade maior de Evangelista.

E isso pode fazer a diferença em 2020…

Post alterado às 9h43 para substituição de imagem

7

Eleitor já tem na cabeça disputa entre Braide e Duarte Júnior em São Luís…

Dados do cenário espontâneo da pesquisa do Instituto Escutec apontam que a população tem o deputado federal e o deputado estadual comunista na primeira lembrança quando o assunto é sucessão do prefeito Edivaldo Júnior

 

DUARTE JÚNIOR E EDUARDO BRAIDE SÃO OS MAIS LEMBRADOS PELO ELEITOR quando o assunto é a sucessão de São Luís

Um dado significativo da pesquisa do Instituto Escutec sobre a sucessão em São Luís – e que passou despercebido na imprensa – é o levantamento espontâneo, que mede o grau de conhecimento do eleitor sobre cada candidato. 

E por esta pesquisa, o eleitor já tem na cabeça uma disputa clara entre o deputado federal Eduardo Braide (PMN) e o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) como principais opções de voto.

Quando perguntado em quem o eleitor votaria se a eleição fosse agora, nada menos que 29% citaram espontaneamente o nome de Braide.

Outros quase 6% citaram Duarte Junior, como opção.

O retrato da pesquisa espontânea – quando o eleitor cita o nome que vier à cabeça, sem nenhuma lista apresentada – reflete exatamente o que se viu no cenário principal da pesquisa estimulada, com Braide à frente, com 48,6% e Duarte Júnior em segundo, com 11,6%.

Para se ter ideia da importância deste dado na construção das candidaturas – faltando ainda 1 ano e meio para a disputa – todos os demais candidatos já postos apareceram com índices na casa de 1% na pesquisa espontânea da Escutec.

Isso significa dizer que, para o eleitor ludovicense, a disputa de 2020 se dará, necessariamente, entre Eduardo Braide e Duarte Júnior.

O blog Marco Aurélio D’Eça já havia, inclusive, apontado para esta polarização inicial entre os dois parlamentares em sucessivos posts, antes da divulgação dos números da Escutec, como se pode ver aqui, aqui e aqui.

Caberá agora aos atores envolvidos no processo definir se pretendem manter este quadro já definido na cabeça do eleitorado ou se trabalham para buscar novas alternativas.

Afinal, ainda faltam 1 ano e meio para o processo…