2

Imagem do dia: guerra urbana…

Policiais militares ordenados pelo governador Flávio Dino (PCdoB) voltaram hoje a entrar em confronto com moradores da Vila Nestor II, que querem ser recebidos em Palácio dos Leões. Há três semanas estes moradores fazem manifestação no Centro, mas são recebidos desta maneira pela polícia – com balas de borracha, bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo. Na edição de hoje da guerra urbana, várias pessoas saíram feridas

guerra2 guerra

7

Zé Inácio na luta contra “golpe”…

Zé Inácio entre as lideranças, na rua contra o golpe

Zé Inácio entre as lideranças, na rua contra o golpe

O deputado Zé Inácio ( PT ) participou nesta quinta-feira (20) do movimento contra o golpe, em defesa da democracia e da soberania do voto popular.O ato contou com a participação de Representantes das centrais sindicais, movimentos sociais, estudantis e de membros do Partido dos Trabalhadores (PT).

Entre as pautas do protesto, estão a ampliação dos programas governo federal, mudança da política econômica e defesa da Petrobras. Os manifestantes também são contra a permanência do atual presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha no cargo.

O petista ressaltou que o Ato é uma reação organizada com a finalidade de protestar contra o golpe e o impeachment da presidente Dilma.

– O Golpe é um retrocesso à democracia em nosso país, não podemos aceitar isso – disse Zé Inácio

O ato que teve início na Praça João Lisboa, no Centro, em direção a Rua Grande (principal ponto de comércio popular de São Luís) e seguiram até a Praça Deodoro, onde encerraram o protesto.

3

Graça Paz conclama colegas a debater atual momento do Brasil…

Em contundente discurso na tribuna da Assembleia Legislativa parlamentar lembrou que a população espera saber de seus representantes o que eles pensam da situação que ora se desenrola na política brasileira

 

Graça Paz fez referência a dois momentos do país, ambos com movimentos populares

Graça Paz fez referência a dois momentos do país, ambos com movimentos populares

A deputada Graça Paz (PSL) fez um contundente discurso nesta terça-feira, para conclamar o seus pares a debater mais efetivamente a situação política que domina o país desde o fim das eleições de 2014.

Para a parlamentar, a população tem esperado ouvir dos seus representantes um posicionamento claro sobre as ações da Polícia Federal e do Ministério Público, assim com o as reações da classe política e as consequências disso para a economia e a sociedade brasileira.

– Aqui tem os deputados da Base do Governo, que apoia a Presidenta Dilma. Aqui existem os deputados da Oposição,que também apoia a Presidenta Dilma. Não estou pedindo que venham aqui atirar pedra em ninguém, mas o povo do nosso estado, o povo do nosso país precisa de uma orientação. E nós, que representamos esse povo aqui, temos que dizer alguma coisa a respeito do que está acontecendo em nosso país – ressaltou a parlamentar.

Para ilustrar seu ponto de vista, Graça Paz releu na tribuna discurso feito por ela em 2013, à época das manifestações populares em todo o país, que se mostra atual para o momento pelo qual o país passa.

No discurso, a parlamentar relembrou artigo de colunistas da área econômica nacional, buscando entender as razões daquelas manifestações – que, em tese, significam as mesmas de agora – e citou obras que poderiam estar melhorando ainda mais a situação do Brasil, mas que se perdem, nos ralos da corrupção, como a transposição do rio São Francisco, as refinarias Premium I e Abreu e Lima, os investimentos da Petrobras.

– Quantas pessoas iriam se beneficiar com a transposição do rio São Francisco? E essa seca que existe no Nordeste? E esse rio teria braços para levar água para essa população carente, já que não levam os poços artesianos que também poderiam beneficiar aquele povo do Nordeste. Então, a região que será beneficiada atravessa uma das maiores secas da sua história sem previsão de chuva, os reservatórios muitos baixos e os rebanho morrendo. Outro grande empreendimento que está sob suspeita é a refinaria Abreu e Lima, lá em Pernambuco. Está funcionando uma parte e não terminou, ela foi iniciada em 2007 com valor previsto de R$ 4,7 bilhões, já ultrapassou R$ 41 bilhões e ainda faltava,  em 2013,  38% para sua conclusão. A previsão era inaugurar em 2014, não inaugurou, seria uma parceria com a empresa venezuelana a PDVSA que ainda não entrou com um centavo – lembrou a parlamentar.

Mobilização de brasileiros contra o governo. "Muita coisa é furto disso", diz a deputada

Mobilização de brasileiros contra o governo. “Muita coisa é furto disso”, diz a deputada

Para a deputada, toda a movimentação das ruas – agora e há dois anos – não parece em vão, uma vez que os poderes constituídos começam a se mexer, a dar respostas, o próprio governo, acuado coma s denúncias.

– Um dia chegaremos lá. Não podemos deixar de agradecer a todas essas pessoas que pacificamente vão às ruas deixando seus afazeres, correndo todo tipo de risco para tentar melhorar a vida, não somente delas e de sua família, mas de toda a sociedade brasileira que irá usufruir de todos os ganhos advindos dessas reivindicações. A aprovação pela Câmara Federal dos royalties do petróleo para a educação e saúde, a derrubada da PEC-37, a preparação de uma consulta popular sobre reforma política que não chegou em lugar nenhum, gastaram horas, horas e horas, e não chegou a lugar nenhum, não teve reforma política. A promessa da presidente Dilma de construir 800 hospitais no país – e espero que sejam bem equipados e com médicos qualificados, de preferência brasileiros, que entendem melhor o nosso idioma e as nossas doenças. Tudo isto já é um bom começo para pensarmos que nada é em vão. Os poderes constituídos precisam mesmo dar uma resposta. É o Congresso, são as Casas Legislativas, Federais e Estaduais, Municipais. É o Executivo, Governo Estadual e Municipal e o Judiciário. Todos trabalhando em conjunto para que situações como estas não voltem a acontecer em nosso país – concluiu a parlamentar.

Diante do forte discurso, o deputado Antonio Pereira (DEM) sugeriu a parlamentar que voltasse ao tema no tempo dos partidos, para que o assunto fosse melhor debatido com os demais parlamentares.

Por que o debate foi aberto por Graça Paz…

1

Quilombolas e indígenas em greve de fome no Incra…

Quilombolas e indígenas na sede do Incra

Quilombolas e indígenas na sede do Incra

Um grupo de quilombolas está em greve de fome na sede da Superintendência Regional do Incra, em São Luís.

Um deles passou mal  teve que ser levado ao hospital no fim de semana. Uma equipe orientou que alguns voltassem a comer, mas outros mantiveram-se privado de alimentos.

Os manifestantes reivindicam a titulação de suas terras e criticam o descaso do governo com a situação no interior, onde há ameaças de mortes constantes.

Leia também:

Morte de índio Kaapor pode envolver políticos…

Eliziane quer Polícia Federal no caso do índio kaapor…

Em 2011, os quilombolas e indígenas fizeram o mesmo movimento, e os governos federal e estadual se comprometeram a garantir a titulação e a oferecer melhores condições de vida.

Até agora nada foi feito.

Hoje, entidades como Apruma e Andes deram coletiva para reforçar a luta dos manifestantes.

Não há previsão de que eles deixem o local…

12

Estudantes farão passeata pela paz na Avenida Litorânea…

Está programada para o final da tarde de hoje uma passeata dos estudantes da escola Reino Infantil, onde estudava Ubiraci Silva Nascimento Filho, assassinado no trânsito por Rodrigo Araújo, na noite do último sábado.

Ubiraci estava com a tia, Solange Maria Cruz Coelho, no canteiro da avenida, quando ambos foram atingidos pelo Corolla de Rodrigo, a mais de 120 quilômetros por hora.

O assassino pagou fiança de R$ 6 mil e já está em casa – ou nas ruas, pronto para outra.

O atropelador: livre, leve e solto

Os estudantes do Reino Infantil vão protestar contra a impunidade no trânsito e pedir aos motoristas que tenham mais paciência ao circular pela orla.

Já circula na intenet um vídeo que mostra os momentos de agonia da mulher após o atropelamento – que este blog se recusa a chamar de acidente.

A passeata pela paz no trânsito está prevista par as 18 horas…