0

Wellington reúne pré-candidatos a vereador do Novo…

Pré-candidato a prefeito orientou os postulantes do partido a uma vaga na Câmara Municipal sobre a campanha eletrônica, participação na TV e sobre a convenção, marcada para 4 de agosto

 

Neste fim de semana, o Partido Novo São Luís protagonizou a 3ª reunião com pré-candidatos a vereadores. O objetivo é dar todas as instruções necessárias para que possam finalizar a pré-campanha em observância a todos os dispositivos legais e preparativos para convenção municipal do NOVO.

Na ocasião, Wellington, que é pré-candidato a prefeito em São Luís, destacou a importância da união no Partido rumo à vitória.

“Concluindo a 3º reunião com os pré-candidatos a vereadores do Partido Novo em São Luís. Foi uma tarde com orientações, treinamentos, preparando os nossos pré-candidatos para que possam concluir essa primeira fase, que é a pré-campanha. Além de definir os preparativos para a convenção municipal. Momentos como esse são importantíssimos para que, juntos, possamos ajudar a transformar a vida das pessoas para melhor. Esse é o objetivo do Partido Novo: transformar São Luís para melhor!”, disse o pré-candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso.

Da Assessoria

0

Partido Novo derruba no TRE-MA pesquisa irregular em São Luís…

Justiça Eleitoral acatou representação da legenda, que pediu a suspensão da divulgação dos números até que o instituto “100% Cidades” comprove a sua capacidade financeira para autofinanciar levantamentos

Dirigido por Leonardo Arruda, e com o ex-candidato a governador Lahésio Bonfim como embaixador, o Novo tem Welington do Curso candidato a prefeito

A Justiça Eleitoral suspendeu nesta quarta-feira, 26, pesquisa do instituto “100% cidades participações ltda/cidades”. A decisão é fruto de uma representação protocolada pelo Partido Novo que requereu a suspensão até que o instituto comprove a capacidade financeira justificadora da pesquisa eleitoral.

Realmente, teriam sido descumpridos requisitos contidos na legislação especial (Resolução TSE n. 23600/20190) – inconsistências quanto ao Demonstrativo do resultado do exercício – DRE. É o caso, portanto, de evitar-se a divulgação da pesquisa até a comprovação cabal do cumprimento dos requisitos legais específicos”, disse em sua decisão o juiz Mario Prazeres Neto, titular da 89ª Zona Eleitoral.

A decisão do TRE-MA suspendendo pesquisa do Instituto 100% Cidades

Relembre o caso

Na última segunda-feira, 24, a direção do Partido Novo ingressou com uma representação contra o instituto questionando o Demonstrativo do Resultado do Exercício referente ao ano de 2023, que estava zerado. Na impugnação, o Novo apontou que este dado demonstra a ausência de capacidade financeira, contrariando disposição emitida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com dados, há uma incongruência entre as informações apresentadas, já que a empresa se apresentou à Receita Federal como Porte DEMAIS, sendo compreendida como aquela que possui um lucro superior a R$ 4 milhões por ano, apesar de o DRE ser zerado.

A empresa só poderá apresentar os números deste levantamento – ou de outro qualquer – se comprovar sua capacidade financeira…

0

Partido Novo impugna pesquisa e pede suspensão dos resultados

A direção do Partido Novo, que tem Wellington do Curso coimo candidato a prefeito, questionou ao TRE-MA pesquisa do instituto 100% Cidades

O Partido Novo ingressou nesta segunda-feira, 24, na Justiça Eleitoral, com uma representação contra o instituto intitulado “100% Cidades Participações Ltda./ 100 cidades.

A impugnação faz referência ao registro da pesquisa MA 03336/2024, que é autofinanciada e apresenta Demonstrativo do Resultado do Exercício referente ao ano de 2023 zerado, o que demonstra a ausência de capacidade financeira, contrariando disposição emitida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com dados, há uma incongruência entre as informações apresentadas, já que a empresa se apresentou à Receita Federal como Porte DEMAIS, sendo compreendida como aquela que possui um lucro superior a R$ 4 milhões por ano, apesar de o DRE ser zerado.

Em virtude dos indícios supracitados, o Partido do Novo ingressou com uma representação requerendo a suspensão da divulgação dos resultados até que a empresa comprove situação financeira que a permita autofinanciar uma pesquisa eleitoral.

Da Assessoria

0

Wellington participa de treinamento no partido Novo…

Pré-candidato a prefeito de São Luís, deputado estadual esteve no Encontro Nacional da legenda e na preparação dos seus representantes nas eleições municipais de todo o país, durante o último final de semana

 

Wellington com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema: “oportunidade de aprendizado”

O deputado estadual Wellington do Curso participou nos dias 14 e 15 do treinamento dos pré-candidatos do Novo nas eleições municipais de todo o país; o parlamentar, que representa o partido nas eleições de São Luís esteve acompanhado do presidente regional da legenda, Leonardo Arruda.

“É motivo de alegria participar do 8º Encontro Nacional e também do treinamento presencial para pré-candidatos a prefeito pelo Partido NOVO, promovido pelo Instituto Libertas. Agradeço a Deus e ao meu partido por me permitir me capacitar para ser a melhor opção para a nossa São Luís. Nesses dois dias de imersão, captei muitos bons exemplos e diversas experiências que levarei comigo para transformar a vida das pessoas na nossa São Luís. Nosso objetivo é apresentar a pré-candidatura mais bem-preparada para a nossa São Luís”, disse Wellington.

O evento foi promovido pelo Instituto Libertas e reuniu dezenas de lideranças políticas.

Além do governador do governador Romeu Zema (MG), e do senador Eduardo Girão, estiveram no encontro os deputados federais Marcel Van Haten e Adriana Ventura, o embaixador do Novo, Deltan Dalagnol e o presidente nacional Eduardo Ribeiro, além dos prefeitos Adriano Silva, de Joinville, e Luís Eduardo Falcão, de Patos de Minas.

Da Assessoria, com edição do blog

0

Aliados querem Wellington concorrendo à Câmara, mas ele reafirma candidatura a prefeito

Com o mandato já cassado pela Justiça Eleitoral – e ainda atuando por força de recursos – deputado estadual tem sido aconselhado por amigos a tentar eleger-se à Câmara Municipal e garantir espaço político até as eleições de 2026, mas ele pretende mesmo disputa a sucessão do prefeito Eduardo Braide

 

Wellington é visto como vereador eleito pelo Novo, mas o deputado já decidiu que vai mesmo concorrer à Prefeitura de São Luís

O deputado estadual Wellington do Curso (Novo) tem ouvido conselhos de amigos, correligionários e aliados políticos para que dispute uma vaga na Câmara Municipal de São Luís.

Com o mandato na Assembleia Legislativa já cassado pela Justiça Eleitoral – e mantido no cargo por força de recursos – o parlamentar garantiria, com a eventual eleição de vereador, presença política até 2026, quando poderia concorrer novamente a deputado.

A estratégia nem é levada em conta pelo deputado, que garante sua candidatura a prefeito pelo partido Novo.

– Sei que teria amplas chances de me eleger vereador, mas vou mesmo disputar a prefeitura e chegar ao segundo turno – disse o deputado, há uma semana, em conversa com este blog Marco Aurélio d’Eça no Comitê de Imprensa da Assembleia.

Ao contrário do também cassado colega Fernando Braide (PSD) – que tem feito fortes contrapontos à decisão em discursos na Alema – Wellington tem evitado falar do julgamento do TRE-MA por que pretende focar na candidatura a prefeito, embora tenha sido aconselhado à disputa pela Câmara Municipal até mesmo pelos correligionários do Novo. 

O raciocínio dos aliados leva em conta o seguinte:

  • Se ficar dois anos sem mandato, ele corre o risco de não conseguir mais retornar à cena política;
  • A Justiça Eleitoral deve confirmar a perda do mandato de Fernando Braide e Wellington até o fim de 2024;
  • caso eleja-se vereador, o deputado assumiria mandato já em 2025, e garantia espaço de poder para concorrer em 2026.

Mesmo perdendo o mandato em última instância, Wellington não teria os direitos políticos cassados, e poderia disputar vaga de deputado normalmente em 2026, retornando ao debate estadual sem precisar ficar fora do debate eleitoral.

O deputado tem até às convenções de julho e agosto para decidir a que concorrer…

0

Com Wellington e o Novo, Lahésio quer fazer Braide descer do pedestal…

Numa conversa pessoal com o titular deste blog Marco Aurélio d’Eça – a primeira desde o seu surgimento na política estadual – o ex-candidato a governador defendeu várias candidaturas em São Luís, “para Braide entender que não se faz política sozinho”,  diz que seu partido terá candidatos não apenas na região metropolitana, mas na maioria dos principais colégios eleitorais; e aposta no segundo turno na capital maranhense

 

Lahésio chancelou a filiação de Wellington no Novo, mas espera que outros candidatos consigam partidos para forçar o segundo turno nas eleições de São Luís

O ex-candidato a governador do Maranhão e atual embaixador do Partido Novo, Dr. Lahésio Bonfim, deu nesta sexta-feira, 21, uma panorâmica de como será a atuação da legenda nas eleições de outubro no Maranhão; foi a primeira conversa pessoal do político com o titular deste blog Marco Aurélio d’Eça desde o seu surgimento na política estadual.

Lahésio e o Novo trabalham para apresentar candidaturas fortes não apenas em São Luís e Região Metropolitana, mas em todos os principais colégios eleitorais do Maranhão.

– Nós temos um candidato forte em Imperatriz; estamos trabalhando um candidato em Balsas com amplas chances de vencer as eleições; estaremos em  Açailândia, Bacabal; o Novo vai disputar bem as eleições em todas essas cidades – garantiu o ex-candidato; ele apontou dificuldades apenas em Caxias e Timon, mas reconheceu que as duas cidades são desafios históricos do seu grupo.

 

Lahésio surgiu para a política estadual a partir de 2016, quando venceu as eleições no pequeno município de São Pedro dos Crentes, quando este blog Marco Aurélio d’Eça – o mais antigo em atividade no estado – já tinha 10 anos de atividade na blogosfera maranhense.

Ele ganhou projeção, sobretudo, a partir da campanha pela reeleição, em 2020, quando começou a fazer contraponto ao então governador Flávio Dino, até consolidar-se como candidato a governador e superar o pedetista Weverton Rocha, ficando em segundo lugar nas eleições de 2022; mas o contato pessoal com o titular deste blog Marco Aurélio d’Eça nunca havia ocorrido, até esta sexta-feira, 22.

– Impressionante! eu te conhecia apenas de ouvir falar; agora te vejo com meus próprios olhos – frisou ele, parafraseando passagens bíblicas, para completar: “já me fez muita raiva; mas também teve alguma alegria”.

  • Todos contra Braide em São Luís 

No ato de filiação do deputado Wellington do Curso ao Novo, Lahésio mostrou convicção de um segundo turno em São Luís, sobretudo com o número de candidatos hoje na disputa; e chegou a defender outras candidaturas como fundamentais para garantir o segundo turno na capital maranhense.

– É importante que o Yglésio saia candidato, o Edivaldo também. Até o pessoal da cozinha de Braide torce pelo segundo turno. O segundo turno é fundamental para Braide entender que não é absoluto, que não se faz política sozinho, isolando-se de todo mundo – ponderou.

 

Lahésio não falou sobre 2026, mas deixou nas entrelinhas que é preciso quebrar o estilo isolacionista do prefeito de São Luís – que esnoba a classe política, desdenha da imprensa e ignora partidos – criando uma agenda de rede social, convicto de que não precisa de mais nada eleitoralmente.

Além de Wellington em São Luís, que Lahésio espera levar ao segundo turno, o Novo recebeu os pré-candidatos Francisco Neto, de Paço do Lumiar, e Guilherme Mulato, de São José de Ribamar…

0

Novo terá candidatos em três dos quatro municípios da Ilha

Além de Wellington do Curso em São Luís, partido vai apresentar aos eleitores o empresário Francisco Neto em Paço do Lumiar e o ativista político Guilherme Mulato em São José de Ribamar; apenas em Raposa a legenda ainda não definiu candidatura

 

Os três candidatos já definidos pelo Novo na Grande São Luís; eles se filiarão em ato conjunto na Assembleia Legislativa

O Partido Novo vai apresentar amanhã, em coletiva de imprensa, os candidatos que representarão a legenda nas eleições de outubro, na região da Grande São Luís.

  • Wellington do Cursos concorre à Prefeitura de São Luís;
  • Guilherme Mulato é o candidato em São José de Ribamar;
  • Francisco Neto disputa o comando de Paço do Lumiar.

O partido Novo quer envolver toda a região de São Luís com campanhas conjuntas, apresentando seus nomes a todos os eleitores da região metropolitana.

Em Raposa, o partido ainda não decidiu se terá candidato próprio ou apoiará algum dos nomes já postos à disputa.

A coletiva de imprensa do Novo ocorre ás 15 horas desta sexta-feira, 22, no Hotel Abbeville, no São Francisco, em São Luís…

0

Partido Novo terá R$ 32 milhões para as eleições municipais…

Direção nacional da legenda – que tem em São Luís o candidato a prefeito Wellington do Curso – decidiu mudar suas regras e aceitar o dinheiro do Fundão Eleitoral, mas diz que usará o critério da meritocracia para liberar os recursos públicos aos seus candidatos a prefeito em todo o país

 

Lahésio e Wellington terão recursos disponíveis do Novo para as eleições de 2024 e também para a sucessão estadual de 2026

 

O Partido Novo, que anunciou a candidatura do deputado estadual Wellington do Curso à Prefeitura de São Luís, terá direito a R$ 32 milhões do Fundo Eleitoral para usar nas eleições municipais de outubro em todo o país.

Até o início do ano, o estatuto do Novo proibia usar dinheiro público em suas campanhas, mas a Executiva Nacional decidiu mudar as regras para permitir o uso dos recursos, tanto os do Fundo Eleitoral quanto os do Fundo Partidário.

De acordo com o presidente nacional, Eduardo Ribeiro, o dinheiro será distribuído aos candidatos pelo critério da meritocracia.

– Diferente do outros partidos, colocamos critérios objetivos e claros para usar o Fundo, em que um dos pontos vai ser o da meritocracia. Isso tira a discricionariedade do diretório nacional de alocar recursos onde bem entender – afirmou.

Além do dinheiro do Fundo Eleitoral, o Partido Novo tem em seus cofres nada menos que R$ 106 milhões do Fundo Partidário disponíveis; e já decidiu que vai usar este dinheiro de uma só vez na campanha eleitoral de 2026, para formar uma forte bancada no Congresso Nacional e superar a cláusula de barreira.

No Maranhão, há a expectativa de que, se não vencer as eleições, Wellington do Curso dispute uma vaga na Câmara Federal, tendo como aliado o ex-candidato a governador Dr. Lahésio Bonfim, que pode concorrer ao Senado.

Mas esta é uma outra história…

0

Eduardo Braide tentou boicotar candidatura de Wellington do Curso…

Prefeito que impediu a filiação do adversário no DC também buscou os dirigentes do Partido Novo para evitar que lançassem a candidatura do deputado estadual, cujo campo de atuação é o seu, na direita mais conservadora

 

Análise da notícia

O prefeito Eduardo Braide (PSD) fez diversas gestões no Partido Novo para tentar evitar a filiação do deputado estadual Wellington do Curso; ele chegou a oferecer espaços no governo e propostas para as eleições de 2026.

Foi barrado no Novo pela disposição do ex-candidato a governador Dr. Lahésio Bonfim, que não quer nenhum outro nome de centro-direita na disputa pelo Governo do Estado em 2026; e Braide não deixa de ser uma ameaça para Lahésio.

Wellington foi anunciado nesta sexta-feira, 15, em vídeo com Lahésio e o presidente do Novo, Leonardo Arruda, como numa espécie de resposta ao post do blog Marco Aurélio d’Eça intitulado “Lahésio decide pelo Novo e anuncia Wellington candidato…”.

Com a candidatura de Wellington anunciada pelo Novo, já são quatro os candidatos confirmados pelos seus partidos em São Luís; além de Braide e Wellington, a disputa tem Duarte Júnior (PSB) e Fábio Câmara (PDT).

  • Braide e Wellington vão disputar majoritariamente os votos de centro-direita;
  • Duarte e Câmara, atuarão com as pautas mais à esquerda.

Leonardo e Lahésio apresentaram Wellington após post deste blog Marco Aurélio d’Eça, mostrando o atropelo do ex-candidato a governador

Não é certo se Braide ou Wellington recebam declarações de apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ou de bolsonaristas de peso; mas tanto Duarte quanto Fábio Câmara devem vincular suas campanhas a Lula, uma vez que tanto PSB quanto PDT estão na base do governo do PT.

É possível que nas próximas semanas um quinto nome seja confirmado, o deputado estadual Dr. Yglésio (ainda no PSB).

Que deve, finalmente, viabilizar legenda para concorrer…

0

Lahésio decide pelo Novo e anuncia Wellington candidato, encerrando especulações…

Em meio a uma série de idas e vindas do partido, ex-candidato a governador antecipa-se aos seus dirigentes e diz que o deputado estadual vai se filiar para representar a legenda nas eleições municipais de outubro

 

Lahésio decidiu atropelar a direção do Partido Novo e anunciou, ele mesmo, que Wellington será o candidato da legenda em São Luís

O ex-candidato a governador  Dr. Lahésio Bonfim anunciou em suas redes sociais nesta sexta-feira, 15, que será o deputado estadual Wellington do Curso o candidato do Partido Novo a prefeito de São Luís.

Com o anúncio, Lahésio encerra as várias especulações sobre o Novo na capital maranhense.

Nas últimas semanas, o partido teve como pré-candidato o empresário Diogo Gualhardo, abriu espaço para discussões com Wellington do Curso e Dr. Yglésio Moyses (PSB) e chegou até mesmo a ser dado como apoiador do prefeito Eduardo Braide, como noticiou este blog, no post “De olho em 2026, Partido Novo pode optar por Braide em São Luís…”.

Nenhum dos dirigentes se manifestou até o momento sobre o anúncio feito por Lahésio…