0

Assis Filho se despede fazendo balanço da sua gestão na SNJ

Por Assis Filho

Secretário Nacional de Juventude

2017/2019

 

Assumi a Secretaria Nacional de Juventude num momento de muita turbulência política, em janeiro   de 2017. Nasci e me criei em Pio XII, no interior do Maranhão, e nunca tiver planos de ir para Brasília. Mas fui convidado para trabalhar na Esplanada dos Ministérios, com a coordenação e na execução das políticas públicas de juventude. A maior preocupação do governo naquele momento era pacificar os movimentos sociais e iniciar os diálogos com todos os gestores estaduais e municipais de juventude, missão que assumi com muito orgulho.

Eu exerci meu primeiro cargo público em 2008, quando fui eleito vereador pela minha cidade, Pio XII, aos 21 anos de idade. De 2009 a 2012, atuei como secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal, líder do Governo e presidente da Comissão Permanente da Infância, Juventude e Idoso. Em 2012, fui eleito conselheiro do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), representando a sociedade civil, e comandei a subsecretaria de Juventude do Maranhão. Em 2014 fui secretário municipal de Cultura e Juventude em Pio XII e, no ano seguinte, fui aprovado em seleção pública na Universidade Estadual do Maranhão, onde passei a lecionar as disciplinas de Direitos Humanos e Direito Administrativo.

Sou advogado, por formação, e presidi a Fundação Ulysses Guimarães, onde coordenei vários cursos de formação e capacitação de jovens. Sempre atuei na defesa dos Direitos Humanos, das minorias e da juventude. Foi com o objetivo de levar as Políticas Públicas de Juventude a quem mais precisa e de promover a igualdade num país tão desigual como o nosso que assumi a Secretaria Nacional de Juventude. Não acreditavam que o nosso governo pudesse tocar pautas sociais, de redução das desigualdades, chegando a quem mais precisa, mas mostramos que podíamos e fizemos muito no breve período de dois anos.

Reativamos o Conjuve, percorremos o país com caravanas do ID Jovem para popularizar o programa que garante o direito de ir e vir e da meia entrada aos jovens de baixa renda, ambos previstos no Estatuto da Juventude (Lei 12.852/13). Reunimos todos os programas e as ações do Governo Federal para brasileiros de 15 a 29 anos dentro do pacote de ações Brasil Mais Jovem, lançado em 2017. Este ano, 12 ações se juntaram às 91 já existentes, formando o Brasil Mais Jovem 2018, que teve o seu ponto alto na assinatura da regulamentação do Sistema Nacional de Juventude (Sinajuve).

Também marcamos presença em eventos internacionais, como o Fórum Internacional de Juventude (Honduras) e a Cúpula Ministerial de Juventude do G20 (Espanha e Portugal), onde discutimos as políticas públicas de juventude com líderes de outros países. Foram momentos enriquecedores com trocas de experiências intensas, que agregaram muito na elaboração e implementação de ações desenvolvidas pela SNJ.

Por meio de parcerias com organismos internacionais, sociedade civil e institutos de pesquisa realizamos importantes diagnósticos, como da Juventude LGBT e Rural, estudos pioneiros que servirão como ponto de partida para a elaboração de políticas públicas para jovens residentes de áreas rurais ou lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros. O Direito à Diversidade e à Igualdade está garantido no artigo 17 do Estatuto da Juventude e é indispensável que os processos de exclusão sejam combatidos por meio de políticas públicas.

Em parceria com a Unesco e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, lançamos o Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ), por ocasião do Dia dos Direitos Humanos, celebrado no dia 10 de dezembro, e no âmbito da campanha Vidas Negras, pelo fim da violência contra jovens negros. Os dados do IVJ revelaram que negros de 15 a 29 anos e moradores das periferias e das áreas metropolitanas dos grandes centros urbanos são as maiores vítimas da violência no Brasil. Para reduzir os índices de violência contra os jovens da periferia, relançamos o Plano Juventude Viva, que reúne ações de inclusão e de oportunidades de geração de renda, cultura e lazer. Uma delas é o Inova Jovem, que levou ação de empreendedorismo e geração de negócio a dois mil jovens nas comunidades.

Fizemos uma gestão federativa, democrática, forte, no bom trato com todas as expressões da juventude brasileira. Tratamos todas as forças partidárias e apartidárias de forma democrática e republicana, sem nenhuma perseguição política. Construímos uma relação institucional e respeitosa com governos estaduais e municipais. Fizemos uma gestão descentralizada, percorrendo todos os estados brasileiros, e tivemos a oportunidade de levar as ações da SNJ para os municípios, convertendo programas e ações em instrumentos de transformação da vida das pessoas, principalmente para aqueles que são historicamente excluídos do processo de inclusão social. Tornamos as pautas históricas da juventude prioridade dentro da agenda pública.

Investimos 7 milhões no Estação Juventude 2.0, que foi inaugurado em 30 cidades com espaço de convivência, ofertas de oficinas de arte, cultura, esportes e de capacitação profissional, de acordo com a necessidade dos jovens de cada município. Ao longo desses dois anos, foram diversas ações de empoderamento, inclusão e capacitação, que mudaram e esperamos que continuem mudando a vida de milhares de jovens de 15 a 29 anos. Ações e programas que precisam ter continuidade, para continuar mudando o agora de muitos brasileiros.

Desde que aqui chegamos tínhamos a consciência que cumpriríamos um papel transitório. Esse caráter transitório do nosso governo – liderado pelo presidente Michel Temer – não nos impediu de trabalhar diariamente para entregar a SNJ fortalecida, presente nos movimentos sociais, estados e municípios. Viajei a todos os estados brasileiros como forma de levar a presença do governo a essas pessoas, a notoriedade das ações e das políticas públicas para perto do jovem, dispensando o gabinete como tão somente local de trabalho. Fazendo com que ruas, seminários, congressos, reuniões, periferias e guetos também tivessem a presença de agentes do governo, para que esses jovens percebessem que ainda que não pudéssemos resolver todas as problemáticas da juventude brasileira (que são muitas e precisam ser solucionadas), nós buscamos dar voz a esses anônimos e dizer que tinha alguém para escutá-los.

Ao final desta caminhada, tenho a convicção que – apesar do muito que foi feito, do legado que estamos deixando – nós compreendemos que ainda há muito que ser feito. Muito que ser entregue e resolvido. Acredito num Brasil que aposte na sua juventude – a maior geração de jovens de todos os tempos, 51 milhões de brasileiros que representam 27% da população e precisam, cada vez mais, da atenção do estado brasileiro – e que nenhum governo possa ter a compreensão que o jovem é um problema social ou problema da fase de vida. Mas que a juventude possa ter o seu assento devido dentro da agenda pública e possamos ter um Brasil que veja os seus jovens como sujeitos de direitos.

Eu torço para que o Governo Bolsonaro dê continuidade a todas as ações de juventude idealizadas, pensadas e discutidas nas últimas três Conferências Nacionais de Juventude, nas consultorias técnicas, nas resoluções das conferências, no Estatuto da Juventude, no Sistema Nacional de Juventude e nos marcos legais para a juventude. Torço para que o futuro governo reconheça a luta histórica dos movimentos sociais, do processo de institucionalização das pautas de juventude no governo e no estado. Eu acredito que a haverá esse reconhecimento, haverá a continuidade de toda essa institucionalização de todas ações para o futuro. Não acredito em nenhum retrocesso. Acredito na união de forças em favor do Brasil, em favor da nação e em favor dos jovens. Fica a minha crença e a minha torcida.

Do outro lado do balcão, da rua, no reencontro com os meus, na militância social, ficarei na torcida para as coisas dêem certo e desejando boa sorte ao presidente, a toda a sua equipe, e especialmente ao novo comando da SNJ e da equipe que está por vir.

 

3

Atenção leitores!!!

O titular deste blog encontra-se acometido de forte virose, razão pela qual a página reduziu drasticamente o número de postagens, priorizando aquelas com maior impacto do ponto de vista sócio-político. Já medicado, encontra-se em repouso absoluto por determinação médica. Pede-se compreensão aos leitores e parceiros, ao mesmo tempo em que se promete a retomada gradativa das postagens nos próximos dias

Blog Marco Aurélio D’Eça

3

Nota de retratação e pedido de desculpas…

O Blog MarcoAurelioDeca, na pessoa de do seu editor, MARCO AURÉLIO NUNES D’EÇA, vem por meio da presente nota, retratar-se publicamente e pedir desculpas ao Senhor, PAULO GUILHERME LOPES ARAÚJO.

Os motivos das retratações e pedidos de desculpas baseiam-se em publicação de uma postagem publicada em 14 de abril de 2015, com texto intitulado “Ricardo anuncia “fracasso da licitação na Saúde”…” hospedado no endereço eletrônico (http://www.marcoaureliodeca.com.br/2013/09/20/educacao-e-feudo-deflavio-dino-na-gestao-holandinha/), bem como em matéria publicada no dia 15 de abril de 2015, com texto intitulado, “Flávio Dino sabe o que acontece…”.

As referidas postagens acarretaram comentários ofensivos e assaques difamatórios à honra e imagem do Sr. PAULO GUILHERME LOPES ARAÚJO, incidentes em reprovação ético-social, como ofensas a sua reputação e bom nome.

O Blog MarcoAurelioDeca, na pessoa de do seu editor, por desconhecer qualquer fato desabonador honra e imagem do Sr. PAULO GUILHERME LOPES ARAÚJO, mostrando profissional altamente capacitado, vem a público, retratar-se e pedir desculpas pelo erro e ausência de controle aos comentários, cometidos, bem assim, fazer a exclusão da postagem e seus comentários do Blog.

5

Após post do blog, grupo Sarney movimenta campanha…

Lideranças do PMDB e do PV mostraram ontem fôlego para entrar no debate eleitoral em São Luís, após revelação de que o grupo do governador Flávio Dino constrói hegemonia partidária

 

influencia

Uma das características principais deste blog – muito mais que acessos ou divulgação de notícias – é a pretensão de influenciar as instâncias do poder no Maranhão, com seus editoriais, comentários e análises.

E mais uma vez, este papel foi cumprido, nesta quarta-feira, 13 ontem, com o post “E agora grupo Sarney?!?”

Poucas horas depois da publicação do editorial, houve movimentação consistente de pelo menos dois partidos não-vinculados ao projeto de poder do governador Flávio Dino (PCdoB).

Logo no início da tarde revelou-se que o Partido Verde, que tem no comando maranhense o ministro do meio Ambiente, Sarney Filho, abriu possibilidades de aliança com a deputada Eliziane Gama (PPS). (Relembre aqui)

No meio da noite, este blog republicou post do jornalsita Diego Emir, em que o senador João Alberto reafirma a candidatura do vereador Fábio Câmara, dando a ele a prerrogativa de decidir sobre eleição na capital. (Releia aqui)

Foram dois gestos políticos importantes, que deverão ter desdobramentos.

E reforçam a presença do blog, como agente de ação político-jornalística no estado…

3

Blog supera os 500 mil comentários aprovados…

Marca alcançada no fim de semana representa a soma das três versões da página, criada em setembro de 2006, e hoje a mais antiga em atividade no Maranhão

 

blog

Este blog superou no fim de semana a marca de 500 mil comentários aprovados, em 10 anos de atividade na blogosfera.

São números superlativos, levando-se em consideração a natureza do blog – essencialmente de análises políticas; altamente segmentado, portanto – e a realidade digital no Maranhão, onde menos de 2% dos lares têm acesso integral à internet.

E torna-se ainda mais importante quando se sabe que o blog não usa nenhum tipo de dispositivo para forçar o acesso – nem robôs, nem links e muito menos impulsionamento de páginas em redes sociais.

Quem lê este blog tem que acessar este blog para isso.

Os 500 mil comentários aprovados são uma marca de peso nacional. Somente na atual versão da página, formatada em 2012, são mais de 120 mil comentários aprovados.

São 50 mil comentários por ano, ou cerca de 4,1 mil pessoas com interação aprovada pelo blog a cada mês.

blog2

História

Em 10 anos de existência – hoje a mais antiga página pessoal da blogosfera maranhense – o blog teve outras três versões, desde sua estreia.

Começou na plataforma do imirante.com e deixou o portal em 2009, tornando-se independente desde então.

Entre 2009 e 2012 usou uma plataforma local, mudando depois para a Locaweb, uma das maiores empresas de abrigo de sites na América Latina.

Na soma do total de comentários não se incluem os rejeitados – por estar impróprios ao conteúdo do blog – e os que são automaticamente jogados no setor de Spam.

O alto número de comentários confirma duas características básicas deste blog: a forte influência nos círculos do poder político e a fidelidade dos leitores, baseado na credibilidade do que aqui se posta.

Detalhe: este blog mantém a mesma linha editorial desde a sua fundação, ainda que hoje o número de páginas pessoais tenha decuplicado no Maranhão, o que, em tese, aumenta a concorrência na blogosfera.

E pretende seguir assim por toda a sua história…

2

Leitores destacam mensagens do blog…

Os leitores do blog: destaque a Batista Matos

Os leitores do blog: destaque a Batista Matos

Os leitores acima  são Paulo Caribe e Carlão do Brega, que trabalham na feira do João Paulo.

No sábado, eles comentavam com um amigo as matérias deste blog, entre elas, a mensagem de fé no fim de ano do secretario municipal de Comunicação, Batista Matos, para o ano de 2016.

– Diante de tantas mensagens pessimistas, a de Batista chamou atenção por nos levar a acreditar que será um ano bom se Deus quiser. Li no blog do Marcio* D’Eça – disse o leitor Paulo Caribe.

É o blog atingindo também as camadas mais populares.

E sempre com formação de opinião, o que é fundamental…

*Alguns leitores trocam o nome Márco por Márcio ao se referir ao blog
2

Mudança no blog repercute…

Jorge escreveu post de parabenização

Repercutiu na blogosfera e nos meios políticos as mudanças visuais no blog, inauguradas domingo,19.

O ex-deputado federal Gastão Vieira foi um dos primeiros a curtir a página, ainda na madrugada. Os deputados estaduais Adriano Sarney (PV), Andrea Murad (PMDB) e Edilázio Júnior (PV) parabenizaram o titular via WhatsApp.

O secretário municipal de Urbanismo, Diogo Lima, e o ex-diretor do Socorrão, Yglesio Moyses, também manifestaram satisfação com a nova página.

Na blogosfera, as boas vindas dos colegas também foram intensas.

whatLuis Cardoso, Marcelo Vieira, Gilberto Léda e Ludwig Almeida também usaram o WhatsApp para comentar a mudança. Robert. Diego Emir também curtiu via facebook, e Robert Lobato fez comentário de parabenização no próprio blog.

Jorge Aragão – que também está em vias de mudança de layout – fez um simpático post de apresentação e parabenização.

Leitores de todas as classes e posições políticas também parabenizaram o blog, nos comentários, no face, no Twitter e no instagram.

O blog agradece a receptividade ao novo formato.

E promete manter as atualizações sempre em dia…

0

Dia Zero Discriminação…

Editorial

 

zerodiscriminacaoHoje é dia de se olhar pro lado e dizer: somos todos filhos de de Deus.

Hoje é dia de se abraçar preto e branco, negro e moreno; gays, lésbicas héteros e toda diversidade sexual que existir.

Hoje é dia de dizer “Glória a Deus!” para o evangélico, “Haleluyah” para o católico e “Oxalá” para o umbandista.

E hoje também é dia do ateu.

Hoje é dia de Zero discriminação.

Hoje é dia de olhar para o esquerdista e dizer que ele é tão importante quanto o mais reacionário direitista.

Hoje é dia do pobre e do rico.

Hoje é dia do fraco e do forte, do covarde e do corajoso, do herói e do vilão.

E hoje é dia também do cão e do gato, do cavalo, do macaco e do elefante; do leão e da coruja…

Hoje é dia dos animais.

Hoje é dia de toda a humanidade.

hoje é dia do amor.

Hoje é um dia.

E que seja dia todos os dias.

Abaixo à discriminação…

7

Um reconhecimento ao blog…

serpenteA imagem ao lado é de um perfil do microblog Twitter.

E é um reconhecimento ao papel do blog na sociedade maranhense, exatamente o papel que o titular se propõe a ter na comunicação no estado.

– Os blogs de oposição Gilberto Léda e Marco Deça trabalham mais a favor da população que toda a equipe do Holandino – diz o texto, assinado por Real Serpente.

De fato, é o propósito primeiro deste blog: influenciar o poder a resolver os problemas da população. E neste quesito básico, o blog tem sido insuperável. Neste quesito básico, o blog acaba por ter mais importância que muitos vereadores e deputados.

E o reconhecimento da população só aumenta a sua responsabilidade de se manter com o mesmo papel.

Isto é inegociável…

3

Blog supera 2012 e beira os 4 milhões de acessos em 2013…

blog

Este blog alcançou mais um recorde em 2013.

Foram 3.839.462 visualizações, um aumento de quase 5% em comparação a 2012, mesmo levando em consideração que o ano passado não foi ano eleitoral.

Os quase 4 milhões de acessos anuais mostram que este blog continua mantendo o perfil de canal de informação e formação de opinião em torno dos acontecimentos políticos do estado,  objetivo a que se propôs desde sua fundação.

O total alcançado em 2013 representa também quase quatro vezes o total de acessos registrados em 2011, quando o blog deixou o portal Imirante.com e passou a abrigar-se na plataforma Locaweb, com o sistema WordPress.

Em pouco mais de sete anos de fundação – a primeira edição foi publicada em 26 de setembro de 2006 – este blog já superou a marca de  40 milhões de acessos, o que o põe entre os mais acessados da região.

Isso representa mais visibilidade para anunciantes, mais alcance de leitores e cada vez mais gente se baseando em seus comentários e análises – mesmo levando em consideração a queda nos acessos a partir do final de 2013, característica de anos não eleitorais, e que atinge todos os sites de notícias políticas.

Tanto que o recorde desta fase iniciada em 2011 continua sendo outubro de 2012, que registrou 620.656 acessos, como mostra o gráfico do WordPress publicado acima.

Mas é preciso reforçar  que número de acessos não é e nunca foi a prioridade do blog.

O blog mantém como foco principal a capacidade de influenciar os círculos que forma o poder político no Maranhão. O objetivo do blog é poder mudar a realidade política, influenciar nas decisões e fazer pensar sobre elas.

E neste aspecto, também, o blog alcançou o sucesso.

E seguirá em frente com este perfil…