0

Imperatriz será uma das cidades mais conectadas do mundo…

Município ganhará 32 pontos de internet gratuita, em praças, pontos de ônibus e parques garantido o acesso a milhares de pessoas ao mesmo tempo

 

Imperatriz passa a contar com internet gratuita em 32 pontos abertos como praças e paradas de ônibus, graças ao projeto de modernização que está sendo implantado com o nome de Cidade Conectada.

“Além de contribuir para que os imperatrizenses estejam ligados gratuitamente, também melhora o acesso aos serviços, públicos e privados; aumenta margem de segurança das famílias que podem manter contato com seus familiares quase em tempo integral” – informou o prefeito Assis Ramos, que ontem traçou as linhas de prioridade do programa.

O serviço já está presente em vários locais, desde a região central, até nas comunidades distantes na zona rural, bairros, praças, postos de saúde e pontos de ônibus. A previsão é de que mais locais sejam incluídos ampliando a conexão com o mundo por meio da internet disponibilizada pela Prefeitura.

Nos locais em que a rede de internet está disponível, ela pode ser acessada a qualquer momento, pelo celular ou demais dispositivos, e por qualquer pessoa. As praças do Conjunto Vitória e na Lagoa Verde, por exemplo, já contam com a internet livre. Todas as unidades de saúde, inclusive da zona rural, já estão conectadas e mais 30 pontos em locais de grande fluxo (veja quadro) estão começam a ganhar seus pontos de irradiação da rede.

De acordo com o diretor da empresa responsável pela instalação da internet na cidade, Nísio Silva, “já foram realizados 91% dos investimentos previstos nos pontos de todas as secretarias”, comenta.

O secretário de administração, José Antônio Pereira, informa que esse projeto de modernização está presente nos objetivos da gestão desde o início. Para que a modernização de fato aconteça, de acordo com o secretário, é necessário toda uma estrutura de internet. O primeiro passo foi a contratação de uma empresa para instalação da fibra óptica para todas as repartições públicas do município, e que hoje já estão interligados com uma internet de qualidade.

“A zona rural também será beneficiada, como o povoado de Petrolina, passando por Coquelândia, ofertando uma internet de qualidade e com ótimo acesso. Além disso, há instalação de internet grátis para a população. Qualquer um pode sair de casa, para um local público, e ter acesso de forma gratuita”.

Serviço 

Para se ter ideia de como esse serviço vai melhorar não só a comunicação entre os cidadãos, mas também a oferta dos serviços públicos do município, o coordenador geral do Samu em Imperatriz, médico Alexandro Freitas, explica sobre como a implantação da internet, na zona rural, vai melhorar o trabalho das equipes de atendimento.

“Como a internet era precária, a comunicação entre a central e a equipe do Samu em Coquelândia era difícil. Agora nós temos uma internet de fibra óptica de 100 megas, o que garante a comunicação das equipes de trabalho 24h por dia. Outra questão resolvida foi a instalação da internet no próprio posto do Samu, pois antes nós usávamos a do posto de saúde, o que inviabiliza o uso em finais de semana e feriados”, comentou.

1

Deputado Glalbert Cutrim solicita internet grátis em Altamira do Maranhão

O deputado Glalbert Cutrim solicitou ao Governo do Estado, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, que instale no município de Altamira do Maranhão, o programa Maranet – Rede de Internet Gratuita do Maranhão.

A indicação foi aprovada por unanimidade durante sessão da Assembleia Legislativa desta segunda-feira (24) e será encaminhada para as devidas providências.

A solicitação atende a indicação do vereador Marcus Roseno, e o pedido do prefeito Dr. Ricardo Miranda, que no início do mês, apresentaram a proposição ao deputado Glalbert Cutrim, durante inauguração do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social, no município.

“Esse importante instrumento do Governo do Estado vai possibilitar a inclusão digital em Altamira do Maranhão, município que faz parte da minha história política. Através do Programa Maranet, até 1200 usuários poderão usar simultaneamente internet de alta velocidade”, destacou Glalbert Cutrim.

0

A homenagem da Câmara Municipal a Thaynara OG…

Iniciativa do vereador Gutemberg Araújo atraiu autoridades e personalidades para a sessão solene da Câmara Municipal que reconheceu trabalhado da infuenciadora digital maranhense

 

THAYNARA OG, ENTRE OSMAR FILHO E GUTEMBERG ARAÚJO: divulgação do Maranhão e ações filantrópicas internacionais

A Câmara Municipal de São Luís realizou, nesta quinta-feira (29), ato solene para homenagear a advogada e criadora de conteúdo digital, Thaynara Oliveira Gomes, mais conhecida por Thaynara OG.

O reconhecimento foi proposto pelo vereador Dr. Gutemberg (PRTB).

– O ‘São João da Thay’, que já está em sua terceira edição, é um expoente da cultura maranhense. E, além disso, a Thay realiza vários trabalhos sociais como representante do Unicef. Sabemos o quanto a Thay promove a cultura maranhense para o mundo. E com isso ajuda na geração de renda para nosso Estado, pois as pessoas querem conhecer o São João do Maranhão e a cidade de São Luís que tanto ela divulga nas mídias sociais – afirmou o parlamentar.

Em discurso de agradecimento, Thaynara OG citou números de seus empreendimentos culturais, que repercutem não apenas no Maranhão, mas em todo o mundo.

– Neste ano, conseguimos empregar 300 pessoas no São João da Thay. Mobilizamos mídia espontânea para a cidade. E o dinheiro arrecadado com o evento foi para reforçar o selo do Unicef no Maranhão, que atua em 180 municípios maranhenses. Essa homenagem é uma motivação para dar seguimento ao nosso trabalho. Vou soltar meu ‘Kiu’ para esse momento tão especial. Muito obrigada! – comentou.

0

Interagir com a população é fundamental para um bom mandato, diz Weverton

A partir desta terça-feira (20), a população tem um canal direto para falar com o senador Weverton. O parlamentar começou um bate-papo digital com os eleitores para debater temas importantes para a sociedade como, por exemplo, a reforma da Previdência. Weverton entrou ao vivo pelas redes sociais para tirar dúvidas e falar sobre como a reforma irá afetar a vida do cidadão.

“Interagir com a população é fundamental para o político fazer um bom mandato. Fazer live é uma maneira de manter um contato direto com o público. Ali nós respondemos perguntas, conversamos e descobrimos as reais preocupações e anseios da população. É muito importante ter um diálogo franco com aquelas pessoas que votaram em você”, afirmou o senador.

A ideia do parlamentar é fazer lives semanais para tratar dos mais diversos temas de interesse da sociedade.

“O ambiente digital é um canal fundamental de comunicação do político com o eleitor. Por meio das redes, conseguimos ouvir o que o nosso eleitor quer e precisa e também divulgar o nosso trabalho. É lógico que não vou deixar de andar pelas cidades e ouvir as pessoas, porque acredito que esse contato pessoal é fundamental, mas faço questão de manter a todos informados do que faço por meio das redes sociais”, completou.

A próxima live do senador será na quarta-feira (28) da semana que vem às 10h.  

0

Imperatriz: Socorrão estará na tela 24h por dia…

Prefeito Assis Ramos quer população inteira com acesso irrestrito ao funcionamento do Hospital Municipal

 

Alvo constantes das Fakes News e figura de retórica dos discursos oposicionistas, o Hospital Municipal de Imperatriz, Socorrão, estará na tela do computador do mundo inteiro, a partir dos próximos dias, por ordens expressas do prefeito Assis Ramos, DEM.

“Através de um aplicativo, qualquer pessoa, de qualquer lugar, poderá conferir a ocupação leito por leito, de enfermaria ou da UTI, e todos os procedimentos ali praticados. Eu quero o testemunho das pessoas bem intencionadas, em lugar do falso alarmismo que acaba por gerar um pânico coletivo. Eu não tenho o direito de esconder nada, nem as nossas limitações, muito menos o nosso trabalho pela melhoria da Saúde”, anunciou, Assis Ramos, no encontro realizado no domingo, 02, com sua assessoria de comunicação.

A decisão do prefeito foi amadurecida a partir de um dos últimos ataques dos oposicionistas que se valeram da imagem de um idosa deitada no chão e que, segundo eles, morreu sem ser atendida. “Na realidade, a mulher, de 82 anos, de outro município, recebeu toda assistência, mas no momento de crise aguda, ela própria desceu da poltrona e deitou no chão, instante em que foi fotografada por gente infiltrada pelos fabricantes das fake news”, atesta um funcionário do Socorrão. Outra prática que vem se repetindo é a publicação de fotografias de corredores de outros hospitais, inclusive da capital, como se fossem do Socorrão de Imperatriz.

Pelo sistema que está sendo implantado, quem quiser pode monitorar leito por leito, seja da UTI ou das enfermarias, com as iniciais do paciente, idade, tempo de internação, de onde veio e causa do tratamento. Terá câmeras abertas 24 horas por dia dos corredores, recepção e portaria. Também imagens ao vivo, panorâmicas, das enfermarias e das UTI’s, sem identificar pacientes (por questões de privacidade) mas demonstrando o trabalho de todo corpo clínico.

“Essa campanha maléfica feita por esse tipo de política destrutiva vem gerando pânico na população que depende do Socorrão. É falso esse clima de terra arrasada, muito pelo contrário, temos muitos avanços. Atravessamos alguns problemas, de abastecimento, por exemplo, por conta de questões burocráticas, mas isso está sendo superado. A gente democratizando a real ocupação dos leitos, imagens ao vivo e a contabilidade do Socorrão, a realidade fica democratizada, se esvazia o discurso alarmista, e vai obrigar essa gente a ir atrás de um outro tema, esperamos que seja do bem”, observa o prefeito Assis Ramos.

1

Senador Weverton apresenta projeto para melhorar a internet nos municípios

Facilitar o acesso à internet de pessoas que vivem em áreas remotas, estimular a expansão das empresas de energia elétrica ou telecomunicações que compartilham postes ou dutos com outras companhias. Estas são algumas das propostas do projeto de lei (PL) apresentado pelo senador Weverton (PDT-MA).

O objetivo do texto é regulamentar a utilização e compartilhamento de postes, dutos, condutos ou servidão pelas prestadoras de serviços de telecomunicações de interesse coletivo.

“Na prática, este projeto vai promover a inclusão digital. O compartilhamento de postes é considerado essencial para a oferta de internet. Hoje um dos maiores problemas enfrentados pelos provedores regionais e de serviços de comunicações é pagar um preço justo pelo compartilhamento”, explicou o senador.

Com o projeto, o senador espera encaminhar solução para muitos municípios maranhenses que sofrem com um “apagão” de acesso à internet. “Veja Balsas, por exemplo. É um município grande, economicamente importante, mas mesmo assim a população sofre com o acesso precário à internet. Até para navegar nas redes sociais é difícil. Esperamos resolver isso”, afirmou Weverton.

O PL altera a Lei Geral de Telecomunicações (Lei 9.472, de 1997) e prevê uma legislação específica para o compartilhamento obrigatório de infraestrutura entre as diversas empresas. Dessa maneira, postes, dutos, condutos e servidões, pertencentes ou controlados por prestadora de serviços de telecomunicações ou de energia elétrica, devem ser usados pelas demais empresas desses setores de forma não discriminatória e a preços e condições justos e razoáveis.

“É necessário regularizar o compartilhamento de postes por intermédio de lei específica, que poderá solucionar problemas críticos e viabilizar uma relação justa e isonômica entre as partes envolvidas. Quem sai ganhando com isso é a população, em especial dos municípios que não têm acesso a uma internet de qualidade”, ressaltou.

7

Bolsomínions forçam a barra para formar manifestação de apoio ao governo…

Movimentos de direita, apoiadores do governo Bolsonaro e aliados políticos do presidente adotam estratégia de pressão ao Congresso para garantir presença nas marchas do próximo domingo, 26

 

MEMBROS DO MBL EM MANIFESTAÇÃO PELO BRASIL, QUE OS BOLSONARISTAS USARAM COMO SUA; o movimento agora está ora das ruas

Quem acompanha as redes sociais e faz parte de grupos de troca de mensagens no celular acompanhou nos últimos dias, uma avalanche de memes, fake news e críticas ao Congresso Nacional.

Trata-se de mais uma estratégia dos bolsonaristas para formar multidão nas manifestações do próximo domingo, 26, de pretenso apoio ao governo Jair Bolsonaro (PSL).

O risco da manifestação contra o Congresso é a criação de um movimento – estimulado pelo próprio presidente da República – contra os demais poderes.

Desde a campanha, os bolsomínions se utilizam de bots nas redes sociais para influenciar a sociedade contra “os inimigos do presidente”.

A estratégia deu certo nas eleições garantindo a vitória de Bolsonaro.

Mas a mesma internet que favoreceu a vitória do presidente acabou por prejudicá-lo nos primeiros meses como mandatário, resultando em uma forte queda de popularidade entre janeiro e maio.

O resultado foi uma fraca reação aos movimentos do último dia 15, que levou milhões para as ruas contra as medidas do governo na área da Educação.

Em sua nova cruzada, Bolsonaro perdeu o apoio do Movimento Brasil Livre (MBL), que se recusou a participar da manifestação do próximo domingo.

O MBL também passou a ser atacado pelos bolsomínions.

A falta de reação pró-Bolsonaro nas redes foi analisada pelo blog Marco Aurélio D’Eça, no post “O início do fim do governo Bolsonaro”.

Agora, para garantir a volta da “militância às ruas” – em apoio às medidas do governo – os bolsonaristas pregam uma marcha contra o Congresso.

Por isso a inundação de memes e fake news nas redes sociais…

0

Projeto de Lei do deputado Hildo Rocha criminaliza uso de perfil falso na Internet

Tramita na Câmara Federal projeto de lei do deputado federal Hildo Rocha que propõe meios para coibir a criação e o uso de perfis falsos,  que são utilizados para a prática de crimes contra a honra, por meio das redes sociais.

De acordo com o parlamentar a internet virou território sem lei.

“A cada dia aumentam as ocorrências de crimes praticados por bandoleiros da internet que se utilizam de perfis falsos, nas redes sociais. Eles utilizam perfis falsos para caluniar, difamar, injuriar as pessoas comuns e instituições”, argumentou o deputado.

Punição para uso e criação de perfis falsos

Hildo Rocha explicou que o PL 781/2019 leva para a esfera penal a criação e o uso de perfis falsos usados para qualquer tipo de crime contra honra.

“Solicito o apoio dos colegas deputados e deputadas para que possamos aprovar esse projeto cujo objetivo é acabar com a impunidade porque a certeza da impunidade estimula os bandoleiros da internet a praticarem crimes escondidos em perfis falsos, nas redes sociais”, enfatizou Hildo Rocha.

1

Temas relacionados a Bolsonaro viram viram assunto do Twitter no Carnaval..

Primeiro presidente do mundo a ser censurado pela rede social aparece nos cinco primeiros assuntos mais comentados, sempre em posição negativa

 

Censurado pelo Twitter, após publicar vídeo com conteúdo considerado ofensivo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é o personagem dos principais assuntos da rede social durante o carnaval.

E sempre com destaque para seus aspectos mais negativos.

Bolsonaro apareceu na quarta-feira, 6, listado nos quatro assuntos do momento. (Veja print acima)

As hashtags “ImpeachmentBolsorano”, “Vergonhadessepresidente”, Goldenshowerpresident” e “Bolsonarovaitomar no…” lideraram os assuntos da rede social durante toda a quarta-feira, 6.

Bolsonaro é o primeiro presidente do mundo a ser censurado no Twitter.

E o primeiro a liderar tópicos negativos em todo o planeta.

Resultado direto do que o Brasil quis fazer em 2018…

0

O despreparo da Justiça Eleitoral nas eleições de 2018…

No primeiro e no segundo turnos, juízes eleitorais e a própria cúpula do TSE mostraram-se completamente desinformados e sem saber o que fazer com os novos tempos de campanha eleitoral digitalizada; o fracasso pode se repetir em anos vindouros

 

FAKE E SEGURANÇA. A qualidade da urna eletrônica impediu a alteração de dados, mas as fake news manipularam votos até chegar ao equipamento

Editorial

A campanha eleitoral que se encerra domingo, com o segundo turno entre os candidatos a presidente evidenciou uma completa falta de sintonia da Justiça Eleitoral com a atualidade política brasileira.

Fora de contexto histórico, ministros do Superior Tribunal Eleitoral e juízes do Tribunal Regional Eleitoral maranhense bateram cabeça contra fake news, tentaram impor o autoritarismo à imprensa, mas se perderam diante das novas tecnologias, que se desenvolvem longe do alcance da mão controladora do estado.

A própria presidente do TSE, ministra Rosa Weber, quase suplica ajuda de quem entende de tecnologia para frear a movimentação da Internet, que pôs a TV no bolso.

– Se tiverem a solução para que se evitem ou se coíbam ‘fake news’, por favor, nos apresentem. Nós ainda não descobrimos o milagre – desabafou a ministra, no domingo, 21, após adiar entrevista em que falaria sobre denúncias de fake news nas campanhas. (Veja a íntegra aqui)

SÍMBOLO DO FRACASSO. Ministra Rosa Weber encarnou todo o despreparo da Justiça Eleitoral diante da modernidade líquida

O desespero de Rosa Weber simboliza o fracasso do TSE diante da campanha eletrônica, que se transferiu da TV para a internet, num processo anunciado de pelo menos 10 anos, sem que o próprio TSE tenha se preparado para a transição.

Parte destas mudanças sociais poderiam ser observadas no pensamento do filósofo Zygmunt Bauman, e seus conceitos de “modernidade líquida”. (Entenda aqui)

– A internet torna possíveis coisas que antes eram impossíveis. Potencialmente, dá a todos acesso cômodo a uma quantidade indeterminada de informações: hoje, temos o mundo na ponta de um dedo. Além disso, a rede permite a qualquer um publicar seu pensamento sem pedir permissão a ninguém: cada um é editor de si mesmo, algo impensável há poucos anos – explicou Bauman, em entrevista ao jornal francês L’espresso. (Leia aqui)

MODERNIDADE LÍQUIDA. Bauman definiu a internet como o lugar de todos e de ninguém; onde todos estão sem que precisem estar

E o despreparo da Justiça Eleitoral se replicou nos tribunais regionais.

No Maranhão, juízes que cuidaram do processo eleitoral pouco sabiam diferenciar redes sociais de aplicativos; e demonstraram – assim como seus superiores em Brasília – estarem nas mãos das grandes empresas do Vale do Silício, que dominam a internet no mundo.

O balanço destas eleições cibernéticas aponta para uma necessidade absoluta de profissionalizar a Justiça Eleitoral, especializando o setor, como já ocorre em vários setores judiciais.

Juízes eleitorais precisam ser treinados especificamente para a judicância das eleições; caso contrário, vão continuar batendo cabeça.

Em 2020, 2022, 2024…