1

Minha vida no jornal O EstadoMaranhão…

A carreira jornalística que escolhi como profissão se confunde com parte da história do próprio veículo, onde comecei como repórter de Cidades, passei pela editoria de Polícia e cheguei à cobertura Política, em que fui repórter, subeditor e editor

 

Com Linhares Júnior e Carla Lima, entrevistando Roseana Sarney no projeto Sabatina O Estado, um dos mais importantes projetos do jornalismo político recente

 

Por Marco Aurélio D’Eça

Tive dois empregos diretos como jornalista em minha carreira profissional.

Em 1992, antes mesmo de entrar na faculdade de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), cheguei à rádio Esperança FM, onde fui repórter, produtor, apresentador, editor e diretor de Jornalismo.

A partir de 1995 ingressei no jornal O EstadoMaranhão, aprovado em um seletivo público, na maior reforma gráfica e editorial que o jornal experimentou.

Ali descobri a minha vocação para as letras do jornalismo escrito.

Para se ter ideia da importância desta escolha, meu teste para o jornal – uma reportagem sobre os terminais de integração, à época apenas um projeto da então prefeita Conceição Andrade – acabou transformando-se na manchete de primeira página de O Estado; era o dia 12 de julho de 1995.

Não há dúvida de que minha carreira jornalística se confunde com pelo menos metade da história do jornal O EstadoMaranhão.

Naquela redação vivi as transformações pessoais, do mundo, da política maranhense e da própria profissão de Jornalismo no último quarto de século.

Tudo o que sei sobre a prática jornalística aprendi na redação da Avenida Ana Jansen 200, após rico embasamento teórico na Ufma e na Faculdade Estácio de Sá.

Tive a sorte de ter como mestres nomes como Ribamar Corrêa, Newton Ornellas, Jaqueline Heluy, Ademir Santos, Manoel dos Santos Neto, Mário Reis, Alfredo Meneses, Edivan Fonseca, Ribamar Cardoso, Benito Neiva e Pergentino Holanda.

Convivi com ícones do jornalismo maranhense moderno, como Clóvis Cabalau, Felix Alberto, Zeca Pinheiro, Karina Lindoso, Érica Rosa, Sílvia Moscoso, Wal Oliveira, Othelino Neto, Waldirene Oliveira, Edwin Jinkings e Francília Cutrim dentre vários outros.

No jornal O EstadoMaranhão pude descobrir e comandar jovens talentos, como Carla Lima, Gilberto Léda, Mário Carvalho, Ronaldo Rocha, Batista Matos e Décio Sá, maior repórter da história recente do Jornalismo, com quem convivi desde a infância, passando pelo ensino médio e pela faculdade.

Quando era garoto, ainda lá no bairro do Coroado, lia o jornal O Estado em exemplares antigos, que minha mãe trazia da feira. Gostava da coluna Estado Maior; nunca imaginei que, um dia, seria responsável por esta coluna, a mais importante do jornalismo maranhense.

Como repórter de o Estado testemunhei a ascensão do roseanismo, a partir do governo Roseana  Sarney – que se confunde com a minha própria chegada ao jornal – e a queda do sarneysismo, a partir do rompimento do governador José Reinaldo Tavares, em 2003.

Foto de 1996, em uma visita do então presidente Fernando Henrique Cardoso ao Maranhão; repórteres de todo o Brasil no avião presidencial

Foram nada menos que 12 coberturas eleitorais ininterruptas – 1996, 1998, 2000, 2002, 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 – sendo o repórter com mais tempo a cobrir política por um mesmo veículo.

Pelo Estado conheci o Maranhão inteiro, nos Governos Itinerantes.

Foi minha a manchete com selo de exclusividade revelando o destino da famosa carreta roubada que deu origem à CPI do Crime Organizado, um dos mais importantes momentos da história política recente.

Com Roseana estive em São Paulo durante a campanha de 1998 – em que ela venceu em primeiro turno, sem precisar viajar pelo interior.

À época, a governadora internada no Hospital das Clínicas e eu fazendo o acompanhamento diário, encaminhando por fax matérias escritas à mão e digitadas na redação.

Em 2014, já como editor de Política, criei o conceito de texto final; o programa consistia no fato de que todos os membros da editoria eram, ao mesmo tempo, repórter, editor e paginador.

O modelo foi seguido depois por toda as editoriais do jornal.

Em 2016, idealizei, organizei e ancorei o projeto Sabatina O Estado, um dos mais importantes espaços jornalísticos na campanha eleitoral, que se repetiu nas eleições de 2018 e 2020.

Em 2018 decidi encerrar minha passagem por O Estado, em comum acordo com a direção da empresa; decisão acertada, que deixou portas abertas e uma amizade ainda sólida com a família e com todos que fazem a empresa.

Raramente escrevo em primeira pessoa no blog Marco Aurélio D’Eça, mas para testemunhar a importante história do jornal O EstadoMaranhão, é preciso narrar fatos.

E só quem viveu fatos tem a experiência de poder contar esta parte da história maranhense.

Uma história que jamais se encerrará com o fim da edição impressa do jornal, neste sábado 23.

Ela continuará por que é marca do próprio Maranhão…

6

Mais antigo em atividade, blog chega aos 15 anos como um dos mais influentes

Página criada em 26 de setembro de 2006 debuta na blogosfera e fará uma série de posts com relembranças desta década e meia de atividade jornalística ininterrupta, em que cobriu oito eleições e todos os aspectos que as envolveram

 

Um dos mais influentes do Maranhão, blog Marco Aurélio d’Eça se destaca também como importante canal de mídia para órgãos públicos e empresas privadas

O blog Marco Aurélio D’Eça inicia o mês de setembro com a alegria de completar 15 anos de atividade jornalística ininterrupta, sendo hoje a página pessoal mais antiga em atividade no Maranhão.

Criado em 26 de setembro de 2006, às vésperas do primeiro turno das eleições para o Governo do Estado, este blog cobriu de forma intensa também as eleições de 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 e 2020; e se prepara para a cobertura das eleições de 2022.

Criado pelo jornalista que dá nome à página, o blog já foi tema de dissertação de mestrado de jornalistas renomados, como o repórter do Fantásitco, Wallace Lara; e tema de questões de provas do Ensino Médio maranhense e de faculdades de Jornalismo públicas e particulares.

– Nestes 15 anos, o blog é uma espécie de observatório do poder maranhense, em todas as suas nuances, registrando para a posteridade uma parte da história político-social, econômica e cultural do Maranhão – reflete o titular, Marco Aurélio D’Eça, do alto de sua experiência profissional de quase três décadas.

O autor tem as medalhas do Mérito Timbira, de Manoel Beckman, além de honrarias da Câmara Municipal, do Tribunal de Justiça e da Polícia Militar. Foi laureado com o Prêmio BEM de Jornalismo e recebeu Menção Honrosa no Prêmio Airton Sena de Jornalismo.

É com essa bagagem que o blog Marco Aurélio D’Eça faz o seu dèbut o Maranhão com a certeza de manter-se entre os mais influentes do estado.

E que assim seja por mais 15, 30, 45, 60 anos…

1

Blog Marco Aurélio D’Eça é tema de dissertação nota 10 de jornalista da Globo

Titular da página foi um dos citados no trabalho de Mestrado do jornalista Wallace Lara para a Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo, que deve virar livro em breve; a produção analisou a vida dos jornalistas que utilizam páginas pessoais e suas estratégias de sobrevivência no meio da mídia

Imagem do blog Marco Aurélio D’Eça usado como ilustração na pesquisa do jornalista Wallace Lara para a Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo

Mais antiga página pessoal do Maranhão – e um dos mais influentes do estado – o blog Marco Aurélio D’Eça foi tema da dissertação de Mestrado intitulada “Jornalistas de Blog-Uma análise sobre estratégias de sobrevivência”, do jornalista Wallace Lara.

Wallace Lara é repórter especial da Rede Globo, com atuação no Jornal Nacional e no Fantástico.

A dissertação de Mestrado – que deve virar livro – foi recebida com nota 10 pela banca de Mestrado da Faculdade Cásper Líbero.

Com fundamentação teórica baseada em autores como Figaro, Nonato, Grohmann, Pereira e Adghirni, Christofoletti,
Castells e Wolf. a peça utilizou dados do Instituto Verificador de Comunicação (IVC) para “identificar os jornalistas blogueiros considerados importantes para o noticiário local”.

– O caminho adotado foi o de ouvir a opinião dos jornalistas da grande imprensa sobre os blogueiros mais influentes – explica Lara, na página 48 da dissertação.

Escrita em 211 páginas, com mais de 11 horas de entrevistas, com 10 profissionais do país – dois de cada região – a pesquisa analisou também os motivos que levaram os jornalistas a optar pelo blog.

– Foram buscar, em princípio, a liberdade de expressão. Mas outros fatores também aparecem nas descrições que fazem sobre as motivações, como o desafio, o conflito, a satisfação pessoal, o diálogo com outras gerações e o lado financeiro – diz.

Jornalista Wallace Lara é repórter da Rede Globo desde 1996, agora com título de Mestre em Comunicação Social

No que diz respeito ao blog Marco Aurélio D’Eça – único do Maranhão na pesquisa – o jornalista Wallace Lara destaca a busca por independência ao iniciar o blog, hoje com quase 15 anos de existência.

– Essa busca por independência também levou no Maranhão, Marco Aurélio D’Eça, a buscar o caminho do blog jornalístico, hoje com 14 anos de existência. Marco tem 28 anos de profissão. Ele sempre manteve o blog com conteúdo de análise política. Desde o começo, a opinião foi uma marca que ele imprimiu, mesmo nos períodos mais difíceis de polarização política, problema que no começo, não havia – ressalta o texto.

Em suas considerações finais, Wallace Lara destacou o prazer de ter ouvido todos os relatos e a maneira como cada um entende sua profissão, o que definiu como “uma aula de Brasil”.

– De qualquer maneira, foi extremamente prazeroso ouvir os depoimentos desses jornalistas blogueiros. Ouvir o sotaque, a maneira como cada um enxerga a profissão, os desafios constantes da reportagem e principalmente, como eles entendem o papel que desempenham no desenvolvimento da sociedade democrática, particularmente onde vivem – foi muito engrandecedor. Uma aula de Brasil para esse pesquisador.

Formado em Jornalismo – agora com o título de Mestre em Comunicação Social – Wallace Lara atua na Rede Globo desde 1996…

0

Filmes “Glamour…” e “Bullying” selecionados no Maranhão na Tela…

Obras de autoria do titular deste blog - que tratam do universo dos concursos de miss, suas glórias e tragédias; e da crueldade e preconceito de adolescentes em escolas - participarão da rodada de negócios com distribuidoras e produtoras nacionais
 

[caption id="attachment_114584"

Read more
0

Bullying… ganha forte repercussão na mídia…

Cobertura da imprensa sobre o lançamento do novo filme do titular deste blog abordou o debate sobre a opressão escolar na formação do caráter de jovens e adolescentes e suas consequências na vida adulta

 

O Estado abordou, em seu caderno Alternativo, os problemas do bullying no mundo

Teve forte repercussão na mídia maranhense o lançamento do filme Bullying-aconteceu comigo…”, segunda produção do titular deste blog.

Toda a imprensa – TVs, jornais, blogs, emissoras de rádio e páginas de internet deram atenção ao lançamento, sobretudo pelo tema abordado, um dos chamados males do século.

O Imparcial também deu ampla cobertura à pré-estreia do filme, na última sexta-feira, 3

Bullyng-aconteceu comigo…, se passa numa escola tradicional, onde a couraça do tradicionalismo e as disputas de classes encobrem os problemas envolvendo os alunos.

Diante da omissão escolar – quando a direção resolve fechar os olhos para o problema – e do desinteresse dos pais em debater o assunto,m traduzido em uma das principais cenas do filme, a trama se desenrola até chegar a um ápice cruel, mas também com exemplos de superação.

William Santos, em destaque de Bullying em sua coluna de O Debate e na TV

E foi exatamente esta a abordagem da imprensa, buscando a relação do que ocorre na produção com a realidade social de hoje.

Bullying – aconteceu comigo… está em cartaz no Cine Praia Grande a partir desta segunda-feira, com sessões ás 18h30.

1

Bullying: aconteceu comigo…estreia em São Luís

Segundo filme do titular deste blog, que trata das questões emocionais, familiares, escolares e sociais de quem sofre opressão e preconceito, será exibido em temporada no Cine Praia Grande

 

Poster do filme, que será exibido a partir de hoje

Segundo filme do titular deste blog, jornalista Marco Aurélio D’Eça – autor também de “Glamour: Glória e Tragédia” – estreia nesta sexta-feira, no Cine Praia Grande, o filme Bullyng – Aconteceu Comigo.

Produzido por Lêda Lima, que também co-assina o roteiro e a direção, o curta-metragem conta a história de Milana, Angel e Gilga, três estudantes de mundos completamente diferentes, mas que deveriam receber o mesmo tratamento escolar.

O preconceito social, a opressão familiar pelo sucesso herdado e a omissão das escolas, no entanto, causam toda a dor, a crueldade e a superação que serão mostradas no filme.

– Nossa proposta no universo do cinema maranhense é exatamente tentar fugir do cinema ‘papo-cabeça’ e abrir espaço para novos talentos, seja na representação, seja na técnica, com discussões de temas atuais, sem a linguagem do documentário e com foco na ficção, no romance. Conseguimos isso, primeiro com Glamour… e esperamos o mesmo impacto com Bullying – disse Marco Aurélio D’Eça.

Uma das fortes cenas de Bullyng, que discute o que é ser diferente e o que é sucesso ou carreira

Bullying: Aconteceu Comigo foi produzido pela Oficina de Interpretação SLZ, com participação da agência carioca Produtores Associados, com atores genuinamente maranhenses, alguns com vasta experiência no cinema, no teatro e em musicais.

Uma das atrações do novo trabalho do autor maranhense é a parceria com o produtor e diretor de elenco paulista Luciano Baldan, que assina a escolha dos personagens.

Baldan tem no currículo, além dos filmes Carandiru e Bruna Surfistinha, a série Carcereiros, recém-apresentada na TV Globo, além do sucesso cinematográfico Bingo: o Rei das Manhãs, que conta a história do Bozo e chegou a concorrer a uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2017.

High School Musical em fase de preparação

Além dos trabalhos no cinema, a Oficina de Interpretação SLZ, do casal Marco Aurélio D’Eça e Lêda Lima atua ainda na produção teatral. E já está em fase de montagem do musical High School Musical, primeira encenação do espetáculo da Disney no Brasil, com data prevista de estreia para outubro.

O musical, só com atores maranhenses, é co-produzido em parceria com a companhia paulista Troupe Parabolandos, responsável pelo roteiro, preparação de elenco e cenografia.

1

Flávio Dino bem mais do que perseguidor….

Governador usa resposta afetada para desmerecer acusação levantada pela Folha de S. Paulo de que persegue adversários, mas os números apenas contra o titular deste blog mostram o tamanho da sanha persecutória do comunista

 

De perfil autoritário, Dino persegue quem se opõe ao eu pensamento

Editorial

Numa resposta debochada e afetada, o governador Flávio Dino (PCdoB) tentou-se desfazer da pecha de perseguidor, levantada pelo jornal Folha de S. Paulo nesta terça-feira, 31.

– Imagina euzinho perseguir alguém? – ironizou o comunista maranhense.

Mas este blog faz questão de desmentir publicamente o governador com números oficiais.

Dino persegue adversários, jornalistas e qualquer um que se oponha ao seu projeto de poder com ações de todo tipo, mas foca, sobretudo na intimidação judicial.

O titular deste blog é uma de suas vítimas, desde 2015.

As ações na Justiça comum contra o blog versam sobre calúnia, difamação e injúria, todas julgadas improcedentes pela Justiça. (Releia aqui)

E é exatamente a improcedência dos argumentos de Dino a prova de que ele persegue e ocupa a Justiça com o único objetivo de intimidar.

Quadro com ações de Flávio Dino contra este blog arquivadas no TSE por improcedência

No âmbito eleitoral, em 2014, foram nada menos que 20 ações na Justiça Eleitoral, na tentativa de calar e amordaçar este blog.

O comunista acaba sempre vencendo aqui nas instâncias inferiores, onde a leitura e o conhecimento do Direito não parecem ser marca dos julgadores.

Mas todas as ações – todas, sem exceção – foram arquivadas no Tribunal Superior Eleitoral por carência de argumentos. (Veja quadro acima)

A sanha persecutória de Flávio Dino não atinge apenas o titular deste blog, mas toda a classe de jornalistas e qualquer outro tipo de cidadão que  ouse contestar as suas “verdades”.

Não há na história do Maranhão nenhum outro político – de qualquer cargo ou posto – que tenha processado tantos jornalistas ao mesmo tempo quanto Flávio Dino.

Flávio Dino vai continuar afetado e debochado quando perguntado sobre perseguição.

Afinal, não tem como questionar os números…

Leia também:

O estado policialesco de Flávio Dino…

Ditador, Flávio Dino não quer ser chamado de ditador…

Ditador é quem prefere ser temido a ser amado, diz Edilázio…

0

“Glamour – glória e tragédia” em cartaz no Guarnicê de Cinema…

Primeiro filme de Marco Aurélio D’Eça fará parte da mostra “Guarnicezinho”, e será exibido terça-feira, 12, no Cine-teatro Alcione Nazaré

 

O filme “Glamour – Glória e Tragédia”, do jornalista maranhense Marco Aurélio D’Eça, titular deste blog, será exibido no cine-teatro Alcione Nazaré, a partir das 14h desta terça-feira, 12, como parte do 41º Guarnicê Festival de Cinema.

Contando a história de uma criança e duas adolescentes que vivem as agruras na busca pela fama no mundo da moda e beleza, Glamour fará parte da mostra “Guarnicezinho”, para filmes de temática infanto-juvenil.

Lançado em outubro de 2018, o filme de Marco Aurélio D’Eça cumpriu temporada no Cine Praia Grande e seguiu para festivais no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos.

A exibição no Guarnicê de Cinema marca o retorno da película à sua terra natal, onde deverá cumprir nova temporada. (Assista abaixo o making off)

Bullying será lançado em Julho

E enquanto “Glamour – Glória e Tragédia” segue sua trajetória, Marco Aurélio D’Eça já se prepara para o lançamento de seu segundo roteiro: “Bullying – Aconteceu comigo”, com estreia prevista para julho.

O novo filme do titular deste blog abordará a temática do preconceito, perseguição e opressão na família e na escola – e todas as suas consequências, para o bem e para o mal. (Veja cartaz acima)

Também produzido por Lêda Lima, da Produtores Associados, com direção de Carlão Limeira e direção artística de Jorge Silpen, ambos do Rio de Janeiro, Bullying… traz como atração a direção de elenco do paulista Luciano Baldan, o mesmo de Carandiru, Bingo e da série global Carcereiros.

A primeira temporada de Bullying será no cine Kinoplex, do Golden Shopping…

3

Começam as gravações de “Bullying – Aconteceu comigo”…

Segundo filme do titular deste blog – que aborda a pressão familiar, escolar e social sobre as pessoas consideradas “diferentes” e o extremos duas suas consequências

 

Produção prepara cena da morte de Milana, uma das vítimas do bullying social

Começou a ser rodado na semana que passou, em São Luís, o curta-metragem “Bullying -Aconteceu comigo”, segundo filme do titular deste blog.

O filme conta a história de pessoas que sofrem – e podem ir às últimas consequências – com a ridicularização e humilhação de ser diferente, seja do ponto de vista físico, racial, social ou de gênero.

“Bullying”… em um colégio tradicional da classe média, com todos os seus valores católicos-patriarcais e sua imposição na vida de alunos, professores e familiares.

A atriz Fernanda Maluf contracena na recepção da “Escola Internacional”, sob a direção de Rick Ramos

 

A história traz no elenco grandes nomes do novo teatro maranhense, muitos dos quais vivem a primeira experiência cinematográfica – e deverá seguir a mesma trajetória do primeiro filme do autor, “Glamour – Glória e Tragédia…”, lançado com sucesso no ano passado e que deve entrar agora no circuito dos canais por assinatura.

Andy, na solidão do seu próprio mundo incompreendido pelos “normais”

 

Além dos cariocas Carlão Limeira (diretor-geral) e Jorge Silpen (diretor-artístico), e da paraense Tayeres Pacheco (preparadora de elenco), Bullying traz a assinatura do premiado diretor de elenco Luciano Baldan, que dentre outros sucessos assina o elenco da série Carcereiros, no are pela Rede Globo.

A nova película do titular deste blog começará agora a fase de pós-produção, que ficará nas mão do talentosíssimo maranhense Rick Ramos.

A estreia nas telas está prevista para o segundo semestre…

3

Atenção leitores!!!

O titular deste blog encontra-se acometido de forte virose, razão pela qual a página reduziu drasticamente o número de postagens, priorizando aquelas com maior impacto do ponto de vista sócio-político. Já medicado, encontra-se em repouso absoluto por determinação médica. Pede-se compreensão aos leitores e parceiros, ao mesmo tempo em que se promete a retomada gradativa das postagens nos próximos dias

Blog Marco Aurélio D’Eça