0

Leonardo Sá discute na Agerp fortalecimento da agricultura familiar

Deputado estadual firmou parceria para consolidar futuras ações agrícolas na cidade de Pinheiro, na busca por qualificação e geração de emprego e renda

 

Logo no começo da semana, o deputado estadual Dr. Leonardo Sá reuniu-se em São Luís com a presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP), Loroana Santana, e com o novo gestor regional da Agerp de Pinheiro, Rodrigo Belloti, para estabelecer novas ações de fortalecimento da agricultura familiar na baixada maranhense, nesta segunda (1°).

Na oportunidade firmou-se uma parceria entre a agência e o parlamentar, no interesse de consolidar futuras ações agrícolas na cidade de Pinheiro, para a geração de emprego e renda, qualificação profissional e qualidade de vida em toda a zona rural da região, na Baixada Maranhense.

“Temos o interesse nos projetos e nas próximas ações da Agerp, no intuito de contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar no desenvolvimento e na criação de emprego e renda em Pinheiro, mas também em toda a região”, afirma o deputado Leonardo Sá.

Em 17 municípios da Baixada Maranhense já estão sendo implementadas ações de qualificação técnica, em favor dos agricultores rurais através da Agerp. Mas com a parceria do parlamentar o fortalecimento na cadeia produtiva aumentará, beneficiando assim quem vive no campo.

“Nesta reunião mostramos a real situação da região da Baixada e quais estratégias podemos implementar para otimizar o trabalho da mulher e do homem do campo, na regional de Pinheiro. Para que possamos em conjunto com o deputado Leonardo Sá proporcionar a qualificação adequada para estes trabalhadores no meio rural”, esclarece Loroana.

0

Agricultura familiar pode ter desconto em energia para irrigação…

O Projeto de Lei (PL) 661/2019, de autoria do senador Weverton (PDT-MA), teve parecer favorável na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado Federal.

A proposta apresentada pelo parlamentar estende para 24 horas por dia o desconto nas tarifas de energia elétrica para o bombeamento de água destinado às atividades de irrigação da agricultura familiar.

“É necessária a criação de estratégias que incentivem o uso da irrigação por estes pequenos produtores que são hoje responsáveis pela produção de mais de 70% dos produtos consumidos pelos brasileiros”, afirmou o senador.

Para Weverton, a proposta central do projeto é justamente estimular a utilização da irrigação na agricultura familiar por meio de descontos especiais nas tarifas de energia elétrica.

“No Maranhão, pelo menos, 119 cidades devem ser beneficiadas pelo projeto. Atualmente, somente 30% dos agricultores familiares são irrigantes, devido, principalmente, aos altos custos da energia elétrica e equipamentos de instalação. Temos que trabalhar para mudar esse cenário. Além de gerar renda no campo, a agricultura familiar tem um papel fundamental para levar comida à mesa da população”, ressaltou.

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, que inclui os agricultores familiares entre os consumidores de energia elétrica classificados na Classe Rural, estabelece um período de somente 8:30 horas (oito horas e trinta minutos) compreendido entre 21h30m e 6h do dia seguinte.

“Acontece que, em condições de alta demanda evaporativa e solos de texturas arenosas, comuns na região semiárida do Brasil, frequentemente os agricultores precisam fazer irrigação por mais de uma vez por dia. Por isso, é necessário que a lei seja modificada para atender a demanda de irrigação durante 24 horas por dia aos agricultores familiares, para que eles ampliem a sua produtividade”, explicou o parlamentar.

O PL está na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Se for aprovado, a proposta segue direto para o Plenário da Casa.

0

Ministra garante a Hildo Rocha investimento em agricultura familiar…

Tereza Cristina recebeu o deputado maranhense e garantiu a liberação de recursos do governo Bolsonaro na assistência técnica das famílias do setor

 

Assistência técnica aos agricultores familiares por parte do governo federal; arranjos produtivos; solução do endividamento de pequenos produtores de abacaxi do Maranhão e liberação de recursos para compra de máquinas agrícolas foram os principais temas discutidos na reunião entre o deputado federal Hildo Rocha e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na última quarta-feira, em Brasília.

“A ministra Tereza Cristina me deu boas notícias. Ela disse que por determinação do presidente Jair Bolsonaro o Ministério irá fazer grandes investimentos a fim de ofertar assistência técnica qualificada para produtores rurais de todo o país. O Maranhão ainda é muito carente nesse setor, os agricultores familiares do Maranhão precisam muito de assistência técnica. Acredito que com esse esforço do ministério da agricultura, na pessoa da ministra Tereza Cristina, iremos melhorar bastante as condições de vida dos trabalhadores rurais do Maranhão”, afiançou Hildo Rocha.

Soluções para dívidas de financiamentos da produção

Rocha intermediou pleitos de produtores de abacaxi que ano após ano veem a produção diminuir e as dívidas provenientes de empréstimos para o custeio das safras aumentarem. 

“Essa é uma situação que causa angústia aos produtores. Fui procurado por representantes da categoria que pediram que eu intermediasse o diálogo com a ministra. Ela demonstrou interesse em buscar soluções administrativas para o caso. A ministra entende do assunto, conhece as dificuldades do setor, até por também ser produtora rural. Ela foi receptiva à questão”, explicou Hildo Rocha.

Arranjos produtivos

Hildo Rocha defendeu o aprimoramento das ações referentes à questão dos arranjos produtivos.

“Queremos que os agricultores familiares melhorem as condições de trabalho e alcancem aumento de renda. Fiz isso durante os quatro anos do meu primeiro mandato de deputado e nesse segundo mandato continuo promovendo os arranjos produtivos locais. Sei que o bom arranjo produtivo é aquele que leva em consideração a realidade de cada comunidade. A ministra Tereza Cristina também pensa assim, só que com novos ingredientes, assim faremos o casamento das nossas ideias para que possamos melhorar a renda final dos produtores rurais do Maranhão e consequentemente a melhoria da qualidade de vida”, explicou Hildo Rocha.

Soluções possíveis

A ministra Tereza Cristina disse que irá se empenhar a fim de encontrar soluções para a questão do endividamento dos pequenos produtores de abacaxi do Maranhão.

“Nós vamos ver o que é possível fazer pra ajuda-los por meio de alternativas no âmbito da Lei de conversão 13.340, da MP 733/16,  ou por outra maneira, para que eles possam continuar trabalhando, produzindo e conseguindo renda suficiente para pagar as dívidas, para que eles possam sair da situação em que chegaram e possam tocar os seu negócios”, declarou a ministra.

A MP 733/2016 que foi convertida na lei 13.340/2016 tem por objeto a concessão de descontos para a liquidação de dívidas originárias de operações de crédito rural e das dívidas contraídas por meio de programas de financiamentos do governo federal.

0

Graças ao trabalho do deputado Hildo Rocha, Trabalhadores de Brejo tem máquina para a agricultura local

Os associados do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Brejo receberam uma Patrulha Agrícola que foi adquirida pela Codevasf com recursos oriundos de emenda parlamentar do deputado federal Hildo Rocha (MDB/MA). A entrega do equipamento aconteceu durante ato do qual participaram: o Superintendente da Codevasf, Jones Braga; o presidente do STTR Domingos Marques; o Tesoureiro da entidade, Everaldo Diniz; o prefeito do município, Zé Farias; o Secretário Municipal de Agricultura Ildenor Moraes; sindicalistas e populares.

“Essa é uma importante conquista para os associados do STTR de Brejo que agora terão a possibilidade de melhorar a produtividade. Com essa máquina aqueles que produzem mandioca, arroz, feijão e outros produtos irão produzir mais e consequentemente irão aumentar os seus ganhos financeiros, irão melhorar as condições de vida.  Por isso, me empenhei bastante para destinar emenda individual para a Codevasf comprar esse equipamento que hoje está sendo doado para o sindicato. Esta é uma doação feita com recursos apenas do Governo Federal”, destacou Hildo Rocha.

“A diretoria e os associados do nosso sindicato estão felizes, satisfeitos e agradecidos por essa grandiosa ação do deputado Hildo Rocha, por ele ter feito essa máquina chegar aqui para oferecer dias melhores para os trabalhadores e trabalhadoras rurais de Brejo”, declarou Domingos Marques, presidente da entidade.

Trabalho eficiente

O ex-vereador João Leriano lembrou que o deputado Hildo Rocha tem demonstrado grande interesse em levar benefícios para as comunidades rurais do Maranhão. 

“Há poucos dias o deputado esteve no Povoado Carobinha, inaugurando a primeira etapa do Sistema de Abastecimento de Água da comunidade Carobinha. Hoje estamos entregando uma patrulha mecanizada. Dos candidatos que foram votados aqui em Brejo, Hildo Rocha é o único que tem trabalhado pelo nosso município. A gente agradece e parabeniza o deputado por esse trabalho tão eficiente”, enfatizou Leriano.

0

Hildo Rocha propõe que emendas impositivas de bancada priorizem agricultura familiar

De acordo com critérios definidos pela Comissão do Orçamento da União, as bancadas de deputados federais de todo o país tem direito a seis emendas impositivas, sendo que três deverão ser destinadas, obrigatoriamente, para os setores da saúde, segurança e educação. As três restantes ficam a critério das bancadas. Para o próximo ano, o Maranhão terá direito a R$ 169 milhões de reais, provenientes de emendas impositivas. Essa questão foi debatida pelos deputados federais do Maranhão em reunião, nesta terça-feira.

Agricultura familiar

Considerando que os parlamentares podem fazer até três indicações, o deputado Hildo Rocha defendeu a destinação de recursos para o fortalecimento da agricultura familiar, por meio da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco, Parnaíba e Itapecuru (Codevasf). O parlamentar defende também a destinação de recursos para melhorar o atendimento   oncológico, especialidade da medicina que trata do câncer.

Fortalecimento da Codevasf

Sensível às dificuldades vivenciadas pelos trabalhadores e trabalhadoras rurais do Maranhão, Hildo Rocha  se manifestou pela destinação de recursos para a agricultura familiar. De acordo com o parlamentar, este ano, por intermédio da Codevasf, dezenas de poços artesianos foram implantados; centenas de máquinas agrícolas foram entregues e foram construídas estradas de acesse.

“A Codevasf vem realizado ações relevantes para a melhoria da qualidade de vida de comunidades rurais. Agora, temos que dar prosseguimento a essas ações, é fundamental que empresa possa continuar realizando esse trabalho e também passe a atuar nas áreas de treinamento e qualificação da mão de obra para o trabalho nas atividades produtivas do nosso estado”, argumentou o deputado.

Oncologia

De acordo com o parlamentar, no que se refere à questão da oncologia, falta definir qual a instituição que será beneficiada, se será o Hospital Aldenora Bello ou o Hospital de Barretos que pretende implantar uma unidade no Maranhão. “Entretanto, a instituição precisa de aporte público no valor de R$ 30 milhões”, explicou Hildo Rocha.

Terça-feira da próxima semana os deputados voltarão a se reunir para bater o martelo acerca do assunto. “Infelizmente a decisão teve que ser adiada porque não houve número suficiente, alguns parlamentares não estavam presentes. Mesmo assim, o encontro foi válido porque duvidas foram esclarecidas e decisões preliminares já estão acertadas. Demos passos fundamentais para chegarmos a um consenso”, enfatizou Hildo Rocha.

0

Em Paço do Lumiar, Hortcanaã recebe trator da Fundação Banco do Brasil…

O município de Paço do Lumiar mais uma vez sai na frente no assunto agricultura familiar. Além das diversas ações realizadas pela atual gestão, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, um convênio assinado entre a associação dos agricultores da Vila Residencial Nova Canaã e a Fundação Banco do Brasil, nesta quarta-feira, 30, vai garantir a implantação de tecnologia social Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, no Hortcanaã (polo agrícola que abriga 25 famílias).

O investimento é de R$ 242.519,000, aplicados em tecnologia de maquinário. Os agricultores receberam equipamentos de proteção individual, como luvas, roupas apropriadas, botas, chapéus e capacetes contra impacto. Foram entregues também barracas para a realização de feira itinerantes e um trator que vai auxiliar no preparo da terra.

Antes, esse preparo para o plantio era feito manualmente e, segundo o presidente da associação dos agricultores da Vila Residencial Nova Canaã, Ivaldo Silva, o equipamento vai poupar tempo e aumentar a produção.

“Esse trator caiu do céu. Antes, nós fazíamos tudo manualmente e isso demandava tempo. Por exemplo, em uma área de 25 metros nos levávamos cerca de 4 semanas para preparar a terra; com o trator isso vai levar só duas horas. Vamos poder aumentar a produção e, consequentemente, nossos lucros. Estou muito feliz com essa conquista”, afirmou o presidente.

De acordo com secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Raimundo João Filho, o projeto chegou ao Hortcanaã após uma indicação do Poder Executivo. “A Fundação Banco do Brasil nos procurou e claro que nós a recebemos de braços abertos. Contribuímos com a logística, demos todo o apoio necessário e indicamos o Hortcanaã para receber esse benéfico, por entendermos que é um polo agrícola de grande relevância”, destacou o secretário.

Para o prefeito Domingos Dutra (PCdoB), que participou do ato de assinatura do convênio, produzir alimentos orgânicos e agroecológicos de forma sustentável por meio da mobilização das comunidades diversifica a produção e promove a geração de renda.

“Nós ficamos animados com o apoio da Fundação Banco do Brasil porque, desta forma, estimulamos a expansão da comercialização em redes de cooperativas e associações de agricultores familiares, ao mesmo tempo em que incentivamos a permanência do homem no campo”, pontuou o prefeito.

Produção orgânica

A unidade da tecnologia social consiste em uma horta com formato circular irrigada por gotejamento e um galinheiro ao centro para a geração de adubo orgânico e proteína alimentar. As famílias recebem assistência técnica, um kit com sementes, sistema de irrigação e outros materiais para a produção orgânica.

O coordenador do Projeto, Vinícius Moraes, destacou que, entre os princípios que norteiam o pais, está a preocupação com a preservação ambiental.

“Precisamos fixar na agricultura sustentável (sem uso de agrotóxicos, queimadas e desmatamentos), na redução da dependência de insumos de fora das pequenas propriedades e na diversificação da produção, com a eficiência na utilização dos recursos hídricos, e a Fundação Banco do Brasil quer isso para Paço do Lumiar. Agradecemos o apoio do prefeito Domingos Dutra e tenho absoluta certeza de que Paço do Lumiar só tem a ganhar”, acrescentou o coordenador.

A comercialização dos produtos do Hortcanaãse dá em feiras e por meio de parcerias com a prefeitura para o fornecimento de alimentos para a merenda escolar, entidades de assistência social e restaurante popular.

Texto: Annielle Pimentel/Ascom Paço do Lumiar

Foto: Adrielly Dayne

1

“Lula fez muito pela Agricultura Familiar e pode fazer ainda mais”, disse Zé Inácio (PT)

Inácio em discurso na Fetaema

Com um discurso em defesa da Agricultura Familiar e dos Trabalhadores Rurais do Estado do Maranhão, que o Deputado Estadual Zé Inácio (PT) participou nesta terça-feira 20/03, da abertura política do Conselho Deliberativo da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Maranhão-Fetaema.

Com a presença de dirigentes sindicais, autoridades estaduais e convidados, foi realizada a abertura que segue com uma programação que inclui a aprovação da ata da assembleia, homenagem as mulheres trabalhadoras, apreciação e aprovação da prestação de contas.

Participando da mesa política, o Deputado Zé Inácio falou dos investimentos na agricultura familiar que foram realizados no governo Lula, e agora está tendo uma continuidade no governo de Flávio Dino.

“Esse fortalecimento aos agricultores foi realizado em diversos programas na época do governo Lula, como o Pronaf, o Programa de Aquisição de Alimentos, reforma agrária, regularização fundiária, assistência técnica, e agora no governo estadual, porque eles entendem que são necessárias políticas públicas aos trabalhadores do campo que são umas das mãos de obra para o desenvolvimento do país, principalmente no meio rural. E não vamos deixar de lutar até Lula ser candidato, porque ele representa os trabalhadores e ainda pode fazer muito mais pelo povo”, disse Zé Inácio.

1

Pedro Lucas fortalece agricultura familiar com ações da Agência Metropolitana…

Parlamentar entregou sementes de hortaliças e insumos para trabalhadores do Cinturão Verde e anunciou a obra de reforma e ampliação do matadouro de aves

 

Pedro Lucas com Adelmo Soares na comunidade Cinturão Verde: investimentos

O presidente da Agência Executiva Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes, fortaleceu a agricultura familiar na comunidade Cinturão Verde, na Zona Rural de São Luís, com repasse de recursos financeiros da ordem de R$ 300 mil para implantação do matadouro e adequação e construção de aviários.

Além disso, entregou insumos agrícolas para os agricultores familiares.

– O olhar para a agricultura familiar é uma realidade. O governador vai assinar a instrução normativa que facilita o comércio na região metropolitana e auxilia no combate ao abate clandestino, facilitando à população de toda região metropolitana, ter acesso facilitado a produtos inspecionados, como o produto que será produzido aqui por vocês, produtores rurais – concluiu Pedro Lucas, que é vereador licenciado de São Luís.

Os projetos capitaneados por Pedro Lucas garantirão, além da produção de subsistência, investimentos também para a produção comercial e o escoamento de produtos na Grande São Luís.

2

Emenda de Roberto Rocha beneficia também a Zona Rural de São Luís…

Equipamentos adquiridos com recursos provenientes de emendas parlamentares do senador maranhense garantem a atividade de trabalhadores  na capital maranhense

 

A prefeitura de São Luís recebeu essa semana modernas máquinas pesadas e equipamentos de última geração que beneficiam produtores e trabalhadores agrícolas da capital.

São tratores, retroescavadeiras, semeadoras, caminhões, pulverizadores e outros veículos novos, viabilizados por meio de emenda individual do senador Roberto Rocha (PSDB-MA).

Elas podem ser utilizadas, principalmente, para auxiliar e fortalecer a agricultura familiar e pequenos produtores.

– Foi com grande esforço pessoal e do meu corpo técnico que conseguimos viabilizar esse equipamento para os produtores rurais de São Luís. Considero isso uma obrigação minha. Não é nenhum favor à cidade ou ao seu prefeito. Espero que façam ótimo proveito, em benefício de nossa população – disse Roberto Rocha.

Os recursos na ordem de R$ 877,5 mil são do Orçamento Geral da União 2015 e foram indicados em 1º de julho de 2015 pelo congressista maranhense à então ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, senadora Kátia Abreu.

0

Júnior Verde acompanha projetos para assentamentos no Maranhão…

junior

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) participou de reunião com o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Davyson Franklin de Sousa, e o secretário adjunto de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Maranhão, José Edjahilson, visando beneficiar áreas de assentamento em municípios maranhenses como Açailândia, Alcântara e Araguanã.

As localidades serão beneficiadas com a construção de poços artesianos através do Projeto Água para Todos. Serão três em Alcântara, três em Araguanã e dois em Açailândia.

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Maranhão (SAGRIMA) também viabilizará, através do Programa Mais Sementes, matéria prima para o plantio de feijão, hortaliças, frutas, arroz e milho em todos os 217 municípios do Estado.

– Estou acompanhando as ações destes dois importantes órgãos para o desenvolvimento do Maranhão, e fiquei satisfeito em saber que o Programa Mais Sementes vai atingir todo o Estado, bem como o INCRA tem projetos que beneficiarão com poços artesianos assentamentos de municípios que muito necessitam dessas obras – destacou Júnior Verde.