2

Maranhão tem dois governadores ao mesmo tempo; um usurpando o poder do outro…

Ao declarar que “trabalha todos os dias das seis da manhã até meia-noite” – mesmo afastado oficialmente e internado em São Paulo – governador-tampão Carlos Brandão tira a autoridade do governador em exercício Paulo Velten, legitimamente empossado em seu lugar por força da sua licença

 

Os dois governadores do Maranhão que atuam ao mesmo tempo; um manda e o outro apenas obedece?

Ensaio

Tratada apenas como exemplo de seu bom estado de saúde pela mídia alinhada ao Palácio dos Leões e por aliados políticos, a declaração do governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) – de que, mesmo internado em São Paulo – trabalha “todos os dias, das seis da manhã até meia noite”, é um crime de usurpação de poder.

Ao afirmar tal coisa, Brandão revela ao mundo que o Maranhão tem dois governadores atuando ao mesmo tempo: ele e o desembargador Paulo Velten.

E um está usurpando o poder do outro.

Se Brandão, como ele próprio afirmou, reúne-se com secretários e trabalha “das seis da manhã até meia-noite”, está cometendo um crime, por que sua condição é de oficialmente afastado do mandato.

E se Paulo Velten aceita que aquele que ele está substituindo atue como se titular ainda fosse, também está cometendo crime de responsabilidade.

Se pediu licença à Assembleia Legislativa e recebeu, Carlos Brandão não pode despachar com secretários, assinar documentos e muito menos “trabalhar das seis da manhã até meia noite” a menos que reassuma o posto e assuma as responsabildiade pelo mandato.

E se assumiu o mandato de governador como segundo na linha de sucessão, Paulo Velten não pode – até como presidente de um poder que preserva as leis – deixar que outro usurpe o seu poder.

O atual governador do Maranhão é o presidente do Tribunal de Justiça; e é dele a responsabilidade de zelar, preservar, atuar e despachar os interesses do Maranhão e do seu povo, pelo menos até o dia que Braqndão reassumir oficialmente.

Ação de qualquer outro dentro deste círculo de atribuições é um crime contra o estado.

E deve ser responsabilizado com os rigores da lei.

Simples assim…

4

Uso de helicóptero do governo por Flávio Dino recebe críticas generalizadas

Mesmo sem ter mandato, ex-governador tem se apresentado no lugar do seu sucessor Carlos Brandão em eventos oficiais no interior maranhense, numa usurpação de poder criminosa, e na vista do Ministério Público e da Justiça

 

 

É Flávio Dino, e não Brandão, quem entrega obras do governo e ordens de serviços no interior maranhense como mostra a foto na região tocantina

Repercutiu negativamente em todo o Maranhão o uso ilegal do helicóptero do governo]]]]nro pelo ex-governador Flávio Dino (PSB).

Mesmo sem mandato, Dino tem agido como chefe do governo no lugar do seu sucessor Carlos Brandão.

E usado a estrutura pública em benefício eleitoral próprio, usurpando a função do seu eterno vice, como denunciou o blog Marco Aurélio D’Eça, no post “Mesmo fora do governo, Dino age como governador de fato…”

Usurpando as funções do seu sucessor Carlos Brandão, Dino usa o helicóptero do governo em proveito de sua própria campanha de senador

No final de semana, ele foi ao interior a bordo do helicóptero pago com dinheiro público; comandou reuniões, analisou obras e entregou ordens de serviço, função que deveria ser do seu sucessor.

A atitude de Dinho foi criticada duramente pela classe política, por jornalistas independentes e pela população nas redes sociais.

Um crime eleitoral claramente provado pelas imagens.

Mesmo diante do silêncio do Ministério Público estadual…

0

Flávio Dino mente também sobre construção de hospitais regionais…

Todos as unidades de Saúde foram concebidas e construídas no governo Roseana Sarney; a Dino coube apenas finalizar e inaugurar algumas delas; em alguns casos, porém o comunista nem isso conseguiu

 

OBRA DE ROSEANA. Coube a Flávio Dino apenas inaugurar o Hospital de Pinheiro, todo feito por Roseana

Além da inverdade que o governador Flávio Dino protagoniza na propaganda eleitoral – de que construiu 26 Iemas no Maranhão, afirmação já desmascarada neste blog – ele insiste em outra informação mentirosa.

O comunista afirma sem pudores que construiu oito hospitais macrorregionais no Maranhão, o que, nem de longe, condiz com a verdade.

Todos os hospitais macrorregionais construídos no Maranhão nos últimos tempos – todos eles – são obra do governo Roseana Sarney (MDB).

Repita-se: todos eles.

OBRA DE ROSEANA. O Hospital de Imperatriz também oi construído por Roseana; Flávio repintou e entregou, apenas

Ainda no dia 20 de março de 2013, em uma solenidade no Palácio dos Leões, Roseana autorizou o início das obras dos hospitais de Santa Inês, Pinheiro, Imperatriz e Chapadinha. (Relembre aqui)

Neste post são apenas dois exemplos ilustrados – Pinheiro e Imperatriz – mas o mesmo se repetiu em Coroatá, Imperatriz e várias outras cidades.

A Flávio Dino coube concluir o acabamento e equipar algumas das unidades.

E em alguns casos, nem isso Flávio Dino conseguiu…

12

Decreto do IPVA é outra farsa comunista…

Documento assinado pelo governador Flávio Dino apenas repete o que o Código de Trânsito Brasileiro já diz desde 2015, prova de que ele confiscou ilegalmente mais de 12 mil veículos do povo maranhense

 

AS FAMIGERADAS Blitzen do BPRV levaram, ilegalmente, milhares de carros de maranhenses

Clara tentativa de amenizar o desgaste causado pelas famigeradas blitzen do Batalhão de Polícia Rodoviária institucionalizadas por ele mesmo, o Decreto do governador Flávio Dino (PCdoB) proibindo a apreensão de veículos com débitos de IPVA é mais uma farsa.

Dino passou três anos apreendendo carros e motos com impostos atrasados – atropelando artigo do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – e leiloou mais de 12 mil destes veículos por meio de contrato com a Vip Leilões.

O Código de Trânsito Brasileiro já prevê, em seu artigo 270, que as autoridades de trânsito devem notificar e dar prazo para que o condutor pague o imposto devido, sem apreensão do veículo. Diz textualmente o parágrafo 1º:

“Quando a irregularidade puder ser sanada no local da infração, o veículo será liberado tão logo seja regularizada a situação”.

E no parágrafo 2º, ressalta: “Não sendo possível sanar a falha no local da infração, o veículo poderá ser retirado por condutor regularmente habilitado, mediante recolhimento do Certificado de Licenciamento Anual, contra recibo, assinalando-se ao condutor prazo para sua regularização, para o que se considerará, desde logo, notificado”.

E o que fez Flávio Dino?

Simplesmente decidiu cumprir, só agora, três anos depois de assumir o governo, o que prevê o CTB.

Tanto que o arcabouço do seu Decreto é exatamente o mesmo texto do artigo 270.

Neste caso, o governador poderia ser acionado em duas frentes:

na primeira, mais uma vez na Justiça Eleitoral, por abuso do poder político, ao oferecer facilidades em troca de melhoria na imagem;

na segunda, na própria Justiça comum, por apropriação indébita, já que leiloou veículos apreendidos irregularmente.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Andrea critica tentativa de Flávio Dino de se apossar de obras municipais…

Deputada destacou na tribuna da Assembleia que governador comunista usurpa trabalho de ex-prefeitos, como Amaury Almeida, de Mirinzal, enquanto esquece de recuperar colégios de sua responsabilidade, como em Coroatá

 

Andrea vê usurpação de Flávio Dino

A deputada Andrea Murad (PMDB) criticou tentativa do governo  Flávio Dino, de se apossar totalmente de reformas realizadas em escolas públicas municipais, citando exemplos de obras com recursos assegurados pelo BNDES e por emendas federais, a exemplo do município de Mirinzal.

– Pelo amor de Deus, o prefeito Amaury de Mirinzal só faltava mobiliar a escola. E Flávio Dino foi inaugurar a escola dizendo que a obra estava parada há 5 anos. É brincadeira! O que eu digo aqui? Só sabe inaugurar obras dos outros, até obra de prefeito ele anda inaugurando. Obra feita com emenda federal. E não foi só por meio de emendas parlamentares que andam falando como se fosse uma obra do governo. Eu aqui tenho um relatório das obras, dos recursos assegurados para a área da educação que a gestão anterior deixou para o governo Flávio Dino. São mais de 110 obras, reformas e construções de escolas com recursos do BNDES. Então, Flávio Dino não tem o que fazer se não for reformar o que ele tem que reformar com recursos assegurados deixados pelo governo anterior – destacou Andrea Murad.

A deputada também repercutiu o protesto e as péssimas condições das escolas Luiz Montenegro Tavares e João Lisboa, ambas da rede estadual de ensino, em Coroatá.

– Os alunos de Coroatá, cidade que eu tenho mais do que um carinho especial, amor por aquela terra, vêm sofrendo com o descaso do governo. As unidades de ensino Luiz Montenegro Tavares e a João Lisboa se encontram imundas, degradantes, em estado de péssima qualidade. Além de sua estrutura, são mal administradas e precisa da intervenção da Secretaria para que os alunos não sejam mais prejudicados porque até professores faltam nas unidades. Os estudantes estão sem aula. Não tem vigilância e a limpeza é precária. O governo não faz o que deveria fazer, aquilo que é de responsabilidade do estado. Flávio Dino não prioriza o que é papel do governo na educação e fica querendo aparecer com prefeitos pelos interiores. Fica pegando carona com os prefeitos e esquece de fazer primeiro seu dever de casa, que é olhar para a rede estadual de educação. Se ele não massacrasse os estudantes e professores com essas escolas estaduais degradantes ele poderia pensar em educação infantil – disse Andrea Murad.

1

Após atacar o blog, Flávio Dino se desmente: lancha de Cajari é mesmo do Governo Federal…

Governador foi desancado por ativista social ao tentar dizer que a lancha, do programa “Caminhos da Escola” foi comprada pelo seu governo, mentira desmascarada pelos perfis do próprio governo nas redes sociais

 

Felipe Camarão, no círculo vermelho, assina convênio; círculo vermelho mostra origem da lancha

 

Em 16 de fevereiro, este blog repercutiu a reprimenda do professor e ativista social Hilton Franco no governador Flávio Dino (PCdoB), que tentou propagar a ideia de que uma lancha destinada ao município de Cajari, fora comprada com recursos do seu governo. (Releia aqui)

Franco desmontou a farsa ao lembrar que a lancha é do programa “Caminhos da Escola”, mas Flávio Dino e seus asseclas partiram para o ataque ao blog em sites aliados e nas redes sociais.  (Veja aqui)

Print do John Cutrim, levado a mentir por Flávio Dino: governo não comprou lancha alguma

Agora, o próprio governo do Maranhão, em seu perfil no Twitter, desmente Flávio Dino, mostrando que a lancha é mesmo do programa “Caminhos da Escola”.

A informação do governo já foi, inclusive, distribuída pela agência de notícias do governo. (Leia aqui)

Como se vê, mais uma mentira do governador Flávio Dino é desmascarada pelo governo Flávio Dino.

Simples assim…