3

Palácio dos Leões manipula informações sobre Brandão e prejudica imagem do governaor-tampão

Governo continua sonegando informações básicas sobre o estado de saúde do chefe do Executivo, além de forçar parte da mídia controlada a exibir informações mentirosas diariamente, em nome da campanha eleitoral

 

Sob orientação de Flávio Dino, Ricardo Capelli sonega informações sobre Brandão, o que gera dúvidas sobre o estado de saúde do governador

Análise da notícia

Há uma crise de procedimentos na Secretaria de Comunicação do Governo do Estado, que gera atritos entre o chefe da pasta, Ricardo Capelli, e sua adjunta, Aline Cristina.  

Capelli controla parte da mídia alinhada à candidatura de Brandão – dinistas e sarneysistas – e usa blogs, portais, rádios e TVs para desinformar a população sobre o estado de saúde do governador, divulgando apenas o que interessa, não ao público, mas à campanha.

Aline, ligada diretamente a Brandão desde o início do primeiro mandato de Flávio Dino (PSB) – e mais criteriosa do ponto de vista da comunicação oficial – entende que é fundamental ter transparência na divulgação das informações, até para preservar a imagem do próprio governador.

O resultado é uma comunicação atabalhoada, que acaba gerando ansiedade no próprio Brandão, obrigado – mesmo doente e internado há mais de 40 dias – a falar diariamente que está voltando ao Maranhão, o que acaba frustrado pelas suas condições clínicas.

As últimas fake news da comunicação do Palácio dos Leões sobre a saúde do governador-tampão se deram no fim de semana, quando obrigaram Brandão a dizer que estaria nesta semana inaugurando mais de 400 obras no Maranhão; em seguida, publicaram textos em blogs dizendo que ele desembarcaria nesta terça-feira, 27, o que não ocorreu.

O blog Marco Aurélio D’Eça conseguiu com suas fontes próprias no governo Brandão a informação de que o governador está ainda tratando uma infecção causada pela retirada do dreno, e que só volta no fim de semana.

Nas vezes em que o critério profissional da adjunta Aline Cristina prevalece – com a divulgação de boletins médicos oficiais assinados pelos profissionais que tratam o governador – Capelli também interfere, encaminhando aos blogs controlados por ele, orientando informações truncadas ou manipuladas.

O resultado é sempre o mesmo e a dúvida continua sobre as condições clínicas do governador para continuar em campanha.

E a culpa é unicamente do próprio Palácio dos Leões…

2

Palácio dos Leões cria fake news sobre retorno de Brandão, mas governador continuará internado

Grupo comandado por Flávio Dino força a barra para que o sucessor-tampão reapareça em campanha, mesmo sem condições plenas de saúde – o que acaba gerando ansiedade no próprio paciente – mas a família prefere seguir orientações médicas que vetaram a alta e decidiram aguardar pelo menos até o fim de semana

 

Ainda bastante abatido, bem mais magro, com febre por infecção no dreno dos rins, Brandão vai ficar mais alguns dias internado em São Paulo

É mais uma fake news do Palácio dos Leões a informação segundo a qual o governador-tampão Carlos Brandão retornará nesta terça ou quarta-feira, para reassumir o comando do Maranhão.

Na verdade, Brandão só deve retornar no fim de semana e só após nova avaliação médica; ele teve nova infecção com a retirada do dreno dos rins – de onde foi retirado um cisto – apresentou febre e precisou continuar no hospital até segunda ordem médica.

Mesmo já sabendo desta informação, desde o fim de semana o Palácio dos Leões e os aliados do ex-governador Flávio Dino (PSB) espalharam a fake news segundo a qual Brandão começaria a entregar obras no Maranhão já a partir desta quarta-feira, 29.

O próprio governador postou em suas redes que inauguraria mais de 400 obras essa semana – num claro sinal da ansiedade gerada pela pressão dos aliados.

Coordenada pelo secretário Ricardo Capelli – que segue as orientações de Flávio Dino – a comunicação do governo tem se sustentado em fake news para manter o clima de campanha de Brandão, mesmo com o governador internado.

As fake news do Palácio giram em torno de informações falsas sobre o governador, pesquisas fabricadas e uma intensa divulgação sobre obras inexistentes entregues no interior.

A ansiedade do grupo de Flávio Dino se dá pela proximidade do início do período vedado, quando Brandão não poderá mais sair às ruas como governador, muito menos entregar obras ou assinar convênios, sob pena de perder o mandato.

Mas a família do governador-tampão prefere tê-lo plenamente com saúde.; e vai aguardar decisão médica, pelo menos até sábado, 2 de julho.

Exatamente no dia em que Brandão fica proibido das ações que Flávio Dino quer…

0

Doente, distante do Maranhão e fora do governo, Brandão sustenta campanha com fake news…

Com a máquina administrativa parada, sem projetos para o Maranhão, escondendo seu real estado de saúde, governador-tampão se ampara em uma rede midiática financiada pelo Palácio dos Leões para tentar dar um clima de normalidade a uma gestão escondida por mentiras e falta de transparência

 

A rede de fake news montada por Brandão é simbolizada claramente por este colete salva vidas, que tenta tirar sua candidatura do limbo eleitoral

Análise da notícia

Afastado há mais de 40 dias do governo, escondendo seu verdadeiro estado de saúde e com a máquina administrativa parada, o governador-tampão Carlos Brandão (PSB) precisou montar um tripé calçado em fake news para se sustentar como candidato à reeleição.

Para sobreviver politicamente no próprio grupo, ele precisou esconder da população seu estado de saúde; enquanto ele vive internado em um quarto de hospital, o Palácio dos Leões planta fake news em emissoras de rádios, TVs, blogs e portais de notícias financiados com o dinheiro que deveria investir nas obras paradas.

As fake news são sustentadas por outra mentira: as pesquisas de intenção de votos fabricadas no Palácio dos Leões e publicadas com textos iguais na mídia financiada.

É assim que Carlos Brandão chega ao mês de julho, que marcam os últimos 90 dias da campanha eleitoral.

Desconhecido da população, sem transparência sobre suas condições clínicas para enfrentar uma campanha, ele vai construindo artificialmente sua candidatura.

O problema é que essa estratégia dificilmente se sustenta na realidade das ruas durante a campanha propriamente dita, quando a população espera ver de perto cada um dos candidatos.

É nesta hora que as fake news são jogadas por terra pela realidade.

Simples assim…

0

Ainda internado Brandão tenta mostrar força, mas mantém dúvidas sobre condições de saúde

Ameaçado pelo avanço do senador Weverton Rocha nas pesquisas e com riscos de ser substituído pelo ex-secretário Felipe Camarão, governador-tampão afastado grava vídeo no leito do hospital, atropelando ilegalmente a agenda do governador em exercício Paulo Velten e gerando ainda mais suspeitas quanto à sua recuperação

 

Ainda abatido pela enfermidade nos rins, Brandão tentou mostrar-se saudável na tela da TV, mas mostrou desespero pelos riscos que corre sua candidatura

Análise da notícia

O governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) acusou nesta quarta-feira, 22, o golpe do isolamento político, em um vídeo gravado no leito do hospital em que se encontra internado, em São Paulo.

Tentando mostrar força, Brandão acabou por atropelar a agenda do governador em exercício Paulo Velten, anunciando obras mesmo sem ter garantias de que estará presente nas ações do governo.

Internado há quase 40 dias, o governador viu o adversário Weverton Rocha (PDT) avançar nas pesquisas, sentiu a ameaça de ser substituído pelo ex-secretário Felipe Camarão e tenta dizer ao povo maranhense que tem condições de enfrentar a campanha.

Mas não é fácil a situação de Brandão.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, o governador foi obrigado a retirar 25% de um dos rins, que acabou apresentando sangramento, levando a novo procedimento, de cauterização; desde então, ele segue monitorado por que há riscos de novo sangramento.

Sobretudo pelo fato de ser diabético e ter idade avançada, os médicos resistem a liberá-lo, apesar da forçação de barra do próprio paciente e do Palácio dos Leões, que quer mostrar à população um candidato saudável e em plenas condições de fazer campanha.

Por isso o vídeo desesperado desta quarta-feira, que acabou saindo pior do que se esperava.

Esta é a situação do governador maranhense.

Sem tirar nem pôr…

2

Maranhão tem dois governadores ao mesmo tempo; um usurpando o poder do outro…

Ao declarar que “trabalha todos os dias das seis da manhã até meia-noite” – mesmo afastado oficialmente e internado em São Paulo – governador-tampão Carlos Brandão tira a autoridade do governador em exercício Paulo Velten, legitimamente empossado em seu lugar por força da sua licença

 

Os dois governadores do Maranhão que atuam ao mesmo tempo; um manda e o outro apenas obedece?

Ensaio

Tratada apenas como exemplo de seu bom estado de saúde pela mídia alinhada ao Palácio dos Leões e por aliados políticos, a declaração do governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) – de que, mesmo internado em São Paulo – trabalha “todos os dias, das seis da manhã até meia noite”, é um crime de usurpação de poder.

Ao afirmar tal coisa, Brandão revela ao mundo que o Maranhão tem dois governadores atuando ao mesmo tempo: ele e o desembargador Paulo Velten.

E um está usurpando o poder do outro.

Se Brandão, como ele próprio afirmou, reúne-se com secretários e trabalha “das seis da manhã até meia-noite”, está cometendo um crime, por que sua condição é de oficialmente afastado do mandato.

E se Paulo Velten aceita que aquele que ele está substituindo atue como se titular ainda fosse, também está cometendo crime de responsabilidade.

Se pediu licença à Assembleia Legislativa e recebeu, Carlos Brandão não pode despachar com secretários, assinar documentos e muito menos “trabalhar das seis da manhã até meia noite” a menos que reassuma o posto e assuma as responsabildiade pelo mandato.

E se assumiu o mandato de governador como segundo na linha de sucessão, Paulo Velten não pode – até como presidente de um poder que preserva as leis – deixar que outro usurpe o seu poder.

O atual governador do Maranhão é o presidente do Tribunal de Justiça; e é dele a responsabilidade de zelar, preservar, atuar e despachar os interesses do Maranhão e do seu povo, pelo menos até o dia que Braqndão reassumir oficialmente.

Ação de qualquer outro dentro deste círculo de atribuições é um crime contra o estado.

E deve ser responsabilizado com os rigores da lei.

Simples assim…

1

Governo engana população, anuncia Brandão, mas leva Felipe Camarão a eventos…

Com a conivência de prefeitos aliados e a vista-grossa do Ministério Público, o Palácio dos Leões está usando a imagem do governador-tampão para anunciar obras e entrega de peixes e cestas básicas no interior, mas quem participa dos atos são o secretário Felipe Camarão e alguns auxilaires do governo, uma vez que o titular ainda está internado e em previsão de retorno ao Maranhão

 

Um dos convites mentirosos feitos por prefeitos aliados anunciando a presença de Brandão em ato nesta quarta-feira, 22

 

Mais um crime praticado pelo Palácio dos Leões e aliados contra a população maranhense está sendo disseminado sem restrições no interior maranhense.

Prefeitos aliados do governo anunciam a presença do governador-tampão Carlos Brandão em atos administrativo-eleitoreiros, mas quem participa. de fato, é o ex-governador Flávio Dino (PSB), o ex-secretário Felipe Camarão (PT) e auxiliares do governo.

Internado há mais de 30 dias, Brandão não tem previsão de alta – e nem sabe se terá condições de disputar as eleições.

Mas seu nome e sua imagem são levados criminosamente pelos aliados no interior, usurpando as funções do complacente presidente do Tribunal de Justiça, Paulo Velten, espécie de governador-fantasma que só aparece diante da “invocação” conveniente dos donos do Palácio.

Até as roupas de Felipe Camarão passaram a ser iguais às de Brandão no interior maranhense, para confundir o eleitor da presença do governador-tampão ainda doente

Para convencer a população do interior de que Brandão está ativo e presente no governo, prefeitos aliados ao Palácio dos Leões divulgam comunicados e distribuem convites anunciando sua presença em atos nos municípios.

No momento das ações, quem aparece é o pré-candidato a vice-governador Felipe Camarão (PT), geralmente ao lado do ex-governador Flávio Dino (PSB), enquanto um telão exibe a imagem do ainda convalescente governador-tampão.

E tudo isso diante dos olhos quase fechados do Ministério Público Eleitoral e da Procuradoria Eleitoral no Maranhão…

0

Afastado do governo, Brandão comete crime eleitoral com imagen em arraiais

Telões com discurso do governador-tampão foram instalados em espaços financiados pelo Palácio dos Leões na tentativa de torná-lo conhecido da população, ação vetada pela Justiça Eleitoral e que pode levar à cassação do mandato

Com aspecto doentio, Brandão é exibido ilegalmente em arraiais do governo, numa clara tentativa de sensibilizar eleitoralmente a população

O governador-tampão afastado Carlos Brandão (PSB) está cometendo abertamente um crime eleitoral que pode levar à cassação de sua candidatura ou de eventual mandato.

De licença médica oficial há mais de 30 dias, o tampão tem aido exibido publicamente em vídeos espalhados nos arraiais financiados pelo governo.

Nos vídeos, Brandão fala abertamente de projetos de continuidade ao lado de Flávio Dino, num disfarçado pedido de votos.

Em São Luís, os vídeos podem ser vistos nos arraiais do Ceprama e do Ipem, que recebem dinheiro público para funcionar.

Mas a campanha do governador-licenciado não se limita aos arraiais.

A maciça divulgação de campanha vomeçou a der veiculada nesta segunda-feira, 20, em emissoras de TV, rádios, sites e blogs.

Só a frase “pra continuar em frente” já caracteriza o crime eleitoral.

Os vídeos dos arraiais e a propaganda da TV já foram devidamente filmados por partidos políticos, que devem acionar a Justiça Eleitoral.

E o governador, que ainda nem sabe se poderá ser candidato, pode ter o mandato cassado…

2

Felipe Camarão já se apresenta como candidato no interior

Pré-candidato a vice indicado pelo PT participa de atos políticos ao lado do ex-governador Flávio Dino e fala no lugar de Carlos Brandão, internado há um mês para tratamento de um cisto nos rins e afastado do governo

 

Está até parecendo Brandão, mas na verdade é Felipe Camarão, apresentado pelo ex-prefeito Miltinho Aragão à população de São Mateus

O ex-secretário Educação Felipe Camarão (PT) tem se apresentado como candidato a governador nos encontros políticos capitaneados pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) no interior.

Embora se apresente como ‘representante da chapa” com Carlos Brandão ou como “companheiro de chapa de Brandão”, o ex-secretário é visto por lideranças como o substituto do governador-tampão na campanha.

Nas imagens, ele está cada vez mais parecido c om o próprio Brandão, como se fosse uma estratégia de marketing para manter o governador presente na campanha mesmo ainda internado.

O nome de Felipe Camarão vem sendo ventilado há semanas como provável substituto de Brandão na chapa.

Em sua presença no interior sem o titular só reforça esta especulação…

1

Felipe Camarão já fez até foto para a campanha; mas de vice ou de governador?!?

Ex-secretário de Educação indicado para compor a chapa de Carlos Brandão vem sendo apontado como virtual substituto da candidatura do governador-tampão, internado há quase 30 dias; ele próprio postou em suas redes sociais as inusitadas imagens que serão usadas na propaganda eleitoral

 

Felipe Camarão em pose orientada pelo fotógrafo Maurício Moreira: “novo momento”, disse o ainda candidato a vice em suas redes sociais

Um fato curioso chamou a atenção da opinião pública e gerou ainda mais dúvidas sobre a real situação da candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), internado há quase 30 dias.

Indicado pelo PT como seu companheiro de chapa, o ex-secretário de Educação Felipe Camarão postou em suas redes sociais vídeos e fotos de uma sessão de fotografia para a campanha que se avizinha; o que chamou atenção é que, pela primeira vez, um candidato a vice tema agenda própria de marketing.

E a postagem acendeu ainda mais as dúvidas sobre a candidatura de Brandão.

Pode até ocorrer, mas não é usual que um candidato a vice tenha sessão de fotos próprias para uma campanha eleitoral; mas a movimentação pessoal de Felipe Camarão vai além das fotos.

– Hoje bati uns retratos com o fotógrafo Maurício Moreira para este novo momento; acho que me saí bem – disse o próprio Felipe, reforçando as suspeitas de troca de candidato na campanha do Palácio dos Leões.

Ele tem feito campanha em palanque próprio no interior, ao lado do ex-governador e candidato a senador Flávio Dino (PSB), o que reforça as especulações de que, será ele – e não Brandão – o candidato a governador.

O próprio Flávio Dino estimula o nome de Camarão a aliados no interior.

Aliados do ex-secretário na mídia também já falam mais abertamente sobre a possibilidade de ele vir a substituir o governador, apontando qualidades e poder de agregação à campanha. (Leia aqui)

O fato é que a agenda de Felipe Camarão o põe cada vez mais na condição de provável substituto de Carlos Brandão.

E a longa internação do governador-tampão reforça ainda mais essa possibilidade…

0

Governo Flávio Dino, ferry boat e doença são principais desgastes de Brandão

Embora o ex-governador comunista mantenha-se com alta cotação em sua candidatura de senador, a relação com seu governo prejudica a imagem do governador-tampão, o que piora com a falta de soluções para problemas do dia dia da população e a insegurança quanto à condição de saúde do candidato para uma disputa tão acirrada

 

Brandão não consegue deixar de ser um mero retrato nas mãos de Flávio Dino, o que diminui cada vez mais a sua candidatura ao governo

Ensaio

Há três fatores principais para o desgaste da candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB):

1 – a forte vinculação ao governo do comunista Flávio Dino (PSB);

2 – a falta de soluções para problemas do cotidiano maranhense, como a travessia de ferry boat;

3 – a insegurança de lideranças e do eleitor quanto à sua condição de saúde para encarar a campanha.

Com relação a Flávio Dino, muita gente não compreende que ele, mesmo desgastando Brandão, consegue se manter com altos índices de intenção de votos para o Senado; isso ocorre pelo fato de que que a figura de Dino tem mais peso no imaginário popular que a de Brandão, um ilustre desconhecido do eleitor.

Como poste de Dino, Brandão absorve, por exemplo, o desgaste pelo fracasso no combate à miséria e perde popularidade ao ser visto como mero instrumento do governador, embora este mesmo eleitor aceite votar em Dino para o Senado.

Brandão poderia surfar na onda de ser a “escolha pessoal” de Flávio Dino, mas não consegue por causa dos dois outros fatores.

A percepção de que seu governo não consegue resolver problemas aparentemente banais – como o serviço de ferry boat – é realçado pela ausência do governador do debate político; há 30 dias Brandão desapareceu do estado para tratar um problema de saúde, e desde então seu governo está parado.

Falta brilho próprio no candidato do Palácio dos Leões, o que não é resolvido assim, de afogadilho.

E neste ponto Flávio Dino também é culpado.

O próprio Brandão cobrou sistematicamente a Dino, desde 2020, que ele deixasse claro à base sua “escolha pessoal”; Dino empurrou com a barriga, fazendo com que as candidaturas do senador Weverton Rocha (PDT), de Simplício Araújo (Solidariedade) e de Josimar Maranhãozinho (PL) ganhassem corpo na base.

O resultado é um governo rachado, com praticamente metade dos aliados ao lado de Weverton – agora com apoio de Josimar – e uma candidatura de Simplício que reforça ainda mais falta de unidade na base.

A situação só não é mais periclitante por que Brandão está sentado na cadeira de governador, e isto tem um peso no eleitorado.

Mas resta ao governador-tampão, agora, retomar seu governo e encerrar de uma vez por todas os boatos segundo os quais pode vir a ser substituído pelo pré-candidato a vice Felipe Camarão (PT).

Mas esta é uma outra história…