0

Após decisão contra perfis fake, Roseana volta a interagir no Instagram

Ex-governadora publicou no perfil  @roseanasarneym vídeo em que conta um pouco do seu dia dia na pandemia e fala das suas expectativas, sobretudo com as festas juninas, que espera ver efetivamente a partir de 2021

 

Roseana com o marido e as filhas na praia; postagem no Instagram após decisão que fortaleceu seu perfil oficial

A ex-governadora Roseana Sarney voltou esta semana a publicar imagens e vídeos em seu perfil na rede social Instagram, após a Justiça determinar a exclusão de perfis não-oficiais relacionados ao seu nome. 

Há dois dias, ela publicou vídeo em que canta para um dos netos e fala de sua paixão pelo bumba-meu-boi. Ontem, Roseana publicou foto ao lado do marido, da filha e da neta em uma praia de São Luís.

Nesta quinta-feira, 2, a ex-governadora voltou ao insta, com um vídeo em que explica sua ausência, fala de suas expectativas pós-pandemia e afirma que vai continuar a interagir.

– Hoje acordei precisando conversar, ver gente. Mas, estamos em casa, já tenho mais de 60 anos e estou respeitando a minha idade. Só queria dar um abraço. Se deus quiser vamos sair mais rápido dessa pandemia chata – disse a ex-governadora, de cara limpa.

A última vez que Roseana havia postado em seu perfil @roseanasarneym foi em 14 de março de 2019: um #TBT de quando inaugurou a primeira escola de tempo integral, na época do governo.

Até então, ela fazia postagens esporádicas na rede, sempre com grandes intervalos entre uma e outra – mas sempre com centenas de comentários e curtidas.

Ao blog Marco Aurélio D’Eça ela garantiu que, a partir de agora, vai estar mais presente nas redes sociais, interagindo com o povo maranhense, “não apenas sobre política, mas todos os aspectos do nosso estado”. 

A decisão que obrigou o Facebook a retirar perfis fakes relacionados a Roseana foi tomada pelo juiz federal Sebastião Lima Bom,fim, em ação movida pela advogada Anna Graziella Neiva.

Ao todo, foram retirados 11 perfis desta rede social…

1

“Não faremos adesão; faremos composição”, diz Roberto Costa sobre MDB

Coordenador da discussão partidária sobre as eleições de 2020, deputado estadual ressalta que a prioridade do partido ainda é a candidatura própria, mas diz que, caso isso não seja possível, não haverá veto a nenhuma discussão de aliança

 

Roberto garante participação efetiva de Roseana no processo, seja como candidata ou mesmo como transferidora de votos

O deputado estadual Roberto Costa ressaltou ao blog Marco Aurélio D’Eça, nesta segunda-feira, 22, que a prioridade do MDB ainda é a candidatura própria em São Luís.

– Nós temos o nome de Roseana, que figura bem em todas as pesquisas e ainda tem a vantagem de ser excelente transferidora de votos; e temos nomes como Paulinha Lobão – ressaltou Costa, citando duas opções da legenda.

O deputado, porém, admitiu pela primeira vez que, em não viabilizando um nome próprio, o MDB pode buscar alianças com outros partidos.

Neste caso, ele ressalta não haver veto a nenhum candidato.

– Mas não faremos adesão; faremos composição. E composição é discutir a aliança em todos os aspectos, incluindo indicação de vices e participação efetiva de poder – explicou.

Para Roberto, apesar de as eleições serem municipais, elas terão um contexto estadual, por que levam em conta a realidade de cada município; por isso, levando em consideração este contexto, não pode haver veto a candidatos.

– Existe um contexto estadual. E dentro deste contexto, cada município enfrenta sua realidade partidária. Não faz sentido, portanto, vetar nomes ou partidos em São Luís se, de uma forma ou de outra, precisaremos destas legendas em outras cidades – frisou Costa.

O deputado lembras que está sendo procurado por diversos partidos para discutir alianças, o que reforça a importância do partido.

– Exatamente por isso não podemos vetar ninguém. O MDB está sendo procurado tanto por pré-candidatos do governo quanto pelos da oposição; em n;a tendo candidato próprio, iremos conversar com todos eles – afirmou.

Costa destaca que a ex-governadora Roseana Sarney e os deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo, assim como todos os membros do diretório, terão importância na definição dos rumos emedebista.

0

Roseana lidera pesquisa para o governo em São Luís…

Ex-governadora alcançou o primeiro lugar na pesquisa espontânea do Instituto Data Ilha, o que mostra força política na capital maranhense, sempre caracterizada como de oposição ao grupo Sarney

 

A bela Roseana Sarney lidera corrida pelo governo bem à frente dos candidatos da base do governo Flávio Dino

Um dos cenários medidos pelo Instituto Data Ilha na pesquisa divulgada semana passada avaliou a opinião do eleitor de São Luís sobre a sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Ao perguntar ao ludovicense em quem ele votaria para governador se as eleições fossem hoje a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) surgiu como primeira colocada, alcançando 8,6%, índice altíssimo para uma resposta espontânea.

Sobretudo pelo fato de que São Luís sempre teve posicionamento contrário ao chamado grupo Sarney. 

Para se ter uma ideia da importância do levantamento, o segundo lugar para o governo é ocupado por Eduardo Braide (podemos), que lidera a disputa pela prefeitura.

Nenhum dos candidatos da base do governo Flávio Dino (PCdoB) registrou mais de 1,5% das intenções de voto.

Sinal de que o ciclo comunista no Maranhão começa a entrar em declínio…

1

Governistas insuflam candidatura de Roseana…

Sem a presença da ex-governadora na disputa em São Luís, o deputado Eduardo Braide amplia as suas chances de vencer as eleições em primeiro turno, possibilidade que assombra o Palácio dos Leões

 

Roseana tem a candidatura insuflada por Flávio Dino para evitar que Eduardo Braide vença a eleição de São Luís em primeiro turno

Nos últimos dias, cada vez mais agentes ligados ao governo Flávio Dino (PCdoB) têm manifestado interesse em uma possível candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) à Prefeitura de São Luís.

Em contato com o blog Marco Aurélio D’Eça, candidatos, lideranças políticas e partidárias, além de jornalistas vinculados ao Palácio dos Leões, apresentam sempre o mesmo questionamento.

– E aí? Roseana vai entrar mesmo?!? – é a pergunta-padrão.

A pergunta se dá pelo fato de que, embora tenha sido lançada pelo MDB e aparecido bem na pesquisas do final de 2019, Roseana manifesta pouco interesse em entrar na corrida pela prefeitura.

E essa decisão da ex-governadora pode ser um desastre para o grupo de Flávio Dino (PCdoB).

Sem ela na disputa, ampliam-se consideravelmente as chances do deputado Eduardo Braide vencer a eleição em primeiro turno. 

Pelo que se vê, portanto, o grupo de Flávio Dino vai continuar a tentar insuflar Roseana candidata…

0

Com Duarte fora, Leões vão estimular Roseana, de olho em 2º turno

Grupo do governador Flávio Dino precisa de um nome que mantenha a possibilidade de a eleição de outubro ser decidida em duas rodadas; e acham que a ex-governadora consegue dividir os votos de Eduardo Braide sem ameaçar os palacianos

 

Flávio Dino quer ter Roseana como uma espécie de esteio para a garantia de um segundo turno nas eleições de São Luís

O núcleo de comando do grupo liderado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) em São Luís conseguiu chegar a 2020 reduzindo o número de pré-candidatos de sua base interessados na sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Da profusão de nomes listados até meados de 2019, o Palácio tem neste início de 2020 apenas Rubens Pereira Júnior (PCdoB), como candidato principal, e Neto Evangelista (DEM), que seria a opção alternativa.

Os deputados Bira do Pindaré (PSB) e Dr Yglésio (sem partido), além do jornalista Jeisael Marx, não são levados em conta na listagem dos nomes mais alinhados ao governo.

E o deputado estadual Duarte Júnior é considerado fora da disputa pelo núcleo mais duro do comunismo.

E é exatamente para fechar o buraco deixado pela saída de Duarte – hoje em segundo lugar nas pesquisas – que o Palácio tenta estimular indiretamente a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Para Flávio Dino e seus pensadores, Roseana largaria bem na disputa, com índices entre 10% E 15%, o que geraria a ideia imediata de segundo turno. Os dinistas apostam, no entanto, que ela não teria fôlego para se sustentar na segunda posição ao longo da campanha, garantindo a presença de um deles no segundo turno.

Por isso é que os Leões estimulam, discreta e indiretamente, a permanência de Roseana na disputa

Ressabiada, a ex-governadora perceberá?!?

2

Em novo encontro com Roseana, Roberto reafirma projeto do MDB

Presidente municipal do partido, deputado estadual mostrou à ex-governadora dados ainda mais consistentes sobre sua eventual candidatura a prefeita e reafirmou que ela é prioridade na legenda

 

Roseana recebeu Roberto em novo encontro em sua casa; campanha a prefeita embasada na consistência dos números e da história

O deputado estadual Roberto Costa, presidente municipal do MDB, reuniu-se novamente com a x-governadora Roseana Sarney, na tarde desta quinta-eira,9, para reafirmar o projeto de tê-la candidata a prefeita de São Luís.

Segundo Costa, a conversa girou em torno da atuação do MDB no Maranhão e o projeto para São Luís.

– Reafirmamos a decisão do MDB pela candidatura de Roseana – revelou Costa.

Ao blog Marco Aurélio D’Eça, o deputado contou que mostrou a ela números ainda mais consistentes do que os apresentados pelas pesquisas no final de 2019, quando a emedebista figurou em segundo lugar.

Para Roberto, a tendência de Roseana é continuar a crescer, tendo em vista a identificação que o eleitor tem dela com as obras estruturantes em São Luís.

– Além de inúmeras obras realizadas por toda a cidade, reconhecidas pela nossa população, Roseana tem uma ligação muito forte com São Luís. É essa relação de carinho e proximidade com as pessoas que nos motiva a encarar novos desafios – disse o deputado.

1

“Roseana continua sendo nossa prioridade”, diz Roberto Costa…

Presidente municipal do MDB disse que o partido vai continuar discutindo o nome da ex-governadora para as eleições municipais de outubro em São Luís

 

Roberto Costa quer manter o nome de Roseana na disputa em São Luís pelo menos até julho, quando serão definidas oficialmente as candidaturas

O deputado estadual Roberto Costa afirmou nesta segunda-feira, 6, que a ex-governadora Roseana Sarney é a prioridade do MDB para as eleições de outubro em São Luís.

– Ela continua sendo a nossa prioridade – afirmou o parlamentar.

Costa não quis comentar o resultado das últimas pesquisas por que levantamentos do MDB apontam posição bem melhor da ex-governadora.

Roseana Sarney apareceu com índices variando de 9% a 11% nas últimas pesquisas divulgadas no fim de dezembro, ocupando a segunda posição e garantindo um segundo turno contra o deputado federal Eduardo Braide (Podemos).

mas na mesma época, pesquisas estaduais mostraram que a ex-governadora lidera a corrida pelo Governo do Estado em 2022, o que levou alguns roseanistas a defender sua ausência das eleições municipais.

De uma forma ou de outra, diz Roberto Costa, a pré-candidatura de Roseana a prefeita será mantida pelo MDB pelo menos até junho, quando se realizam as convenções para definição de candidaturas.

– O partido vai continuar discutindo o nome dela – afirmou Roberto Costa.

E sua performance será monitorada por pesquisas…

1

Flávio Dino, Roseana e Edivaldo Jr. são fieis da balança em São Luís…

Posicionamento destas três lideranças deverão definir os rumos que a sucessão municipal tomará nos próximos meses, quando pré-candidatos e partidos começarão a ser definitivamente apresentados à população

 

Edivaldo Júnior aguarda decisão de Flávio Dino sobre candidato do PCdoB para, só então, definir seus rumos em sua própria sucessão

O posicionamento político-eleitoral do governador Flávio Dino (PCdoB), da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) são pontos determinantes dos rumos que a sucessão municipal em São Luís tomarão nos próximos meses.

Flávio Dino precisa dizer, até abril, pelo menos, quem será o candidato do seu partido: se o deputado estadual Duarte Júnior ou se o secretário de Cidades, Rubens Pereira Júnior.

A partir deste posicionamento de Dino, o prefeito Edivaldo também precisará definir se o seu partido, o PDT, terá candidato próprio – no caso, o vereador Osmar Filho – se irá apoiar o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), ou, ainda: fechará em torno do candidato do PCdoB. 

Estas duas posições já definirão o cenário principal envolvendo os governos estadual e municipal, levando também a outras decisões envolvendo candidaturas avulsas na base, como as dos deputados Bira do Pindaré (PSB) e Dr. Yglésio (Sem partido), a do jornalista Jeisael Marx (Rede), e a do PT, que já prepara pesquisa com o nome do deputado Zé Inácio.

A decisão de Roseana tem impacto direto no segundo turno e na campanha do sobrinho, Adriano Sarney, que também deve disputar as eleições

A decisão da ex-governadora Roseana Sarney, por sua vez, terá dois desdobramentos diretos:

1 – Se ela for candidata, de fato, a briga será para tirá-la de um eventual segundo tudo, já que seus índices alcançam a segunda posição nas pesquisas;

2 – Se ela não for candidata, o seu grupo político – que inclui partidos como MDB, PSD e PV – terá que se posicionar oficialmente sobre a candidatura do deputado estadual Adriano Sarney (PV).

Só a partir desses posicionamentos – de Flávio Dino, de Edivaldo Júnior e de Roseana Sarney – é que o cenário da sucessão em São Luís estará definido.

E isso deve ocorrer até o mês de abril…

0

Roseana muda o cenário em São Luís, mas deve optar por 2022

Primeira pesquisa a incluir a ex-governadora na disputa pela sucessão de Edivaldo Júnior a trouxe em segundo lugar; emedebista acha que suas chances aumentam mais na sucessão de Flávio Dino

 

Roseana apareceu garantida em um eventual segundo turno na pesquisa em São Luís, mas deve optar por 2022

Como era esperado, bastou que uma pesquisa incluísse o nome da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) para que o cenário da sucessão em São Luís se alterasse completamente.

Não deu outra: levantamento da Econométrica divulgado no fim de semana apontou Roseana com nada menos que 11% das intenções de votos, atrás apenas de Eduardo Braide (Podemos).

Os números animaram as lideranças do MDB, que a querem na sucessão de Edivaldo Júnior, mas Roseana resiste; ela prefere concorrer apenas em 2022, na sucessão do governador Flávio Dino, quando, entende, terá mais chances.

Essa tese de 2022 é defendida sobretudo pelos aliados mais próximos da ex-governadora, sobretudo diante de números que a apontam em primeiro lugar.

A consolidação do nome de Roseana em São Luís é tão forte que seus índices não são herdados por nenhum outro candidato quando ela sai da lista.

Sem a ex-governadora, a segunda posição passa para o deputado Duarte Júnior (PCdoB), que ainda não tem garantias partidárias para a disputa.

Mas esta é uma outra história…

3

Roseana dividida entre disputa de 2020 e de 2022…

Ex-governadora aparece bem em pesquisas internas sobre a sucessão do prefeito Edivaldo Júnior, mas aparece melhor ainda na corrida sucessória de 2022, o que leva seus aliados mais próximos a ponderar sobre a melhor estratégia eleitoral

 

Roseana é bem avaliada para a disputa de 2020, mas aparece ainda melhor se o cenário analisado é o de 2022, o que pode tirá-la da sucessão de Edivaldo Júnior

Nos últimos dois dias, o titular do blog Marco Aurélio D’Eça conversou com dois aliados de peso da ex-governadora Roseana Sarney (MDB): a ex-prefeita Conceição Andrade e o ex-senador João Alberto de Sousa.

Ambos ponderaram sobre a melhor estratégia eleitoral para a ex-governadora: se a disputa de 2020, pela Prefeitura de São Luís, ou se só em 2022, na sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Para Conceição, Roseana disputa com peso a sucessão de Edivaldo Júnior (PDT); mas a ex-prefeita entende que a ex-governadora ainda tem peso suficiente para concorrer ao governo, sobretudo pelo fato de que todos os postulantes estão no mesmo nível eleitoral.

– E o fato de o vice Carlos Brandão concorrer já no cargo, como governador? – ponderou o jornalista.

– É claro que a força do cargo tem um peso, mas o recall de Roseana é muito grande no Maranhão – respondeu.

João Alberto, por sua vez, confirmou que o MDB mantém o nome de Roseana na disputa pela Prefeitura, mas revelou que ela só quer ir na certa.

– Temos uma pesquisa boa, com ela mais de 20%; Outra do Maranhão, para governador, ela aparece com 49%. Ela está mais pela segunda – revelou o ex-senador.

Sinais de que, se Roseana tem cancha para a eleição municipal, terá mais ainda na sucessão de Flávio Dino.

E a dúvida será definir por 2020 ou 2022…