0

Roseana recebe Iracema Vale…

Deputada federal esteve com a presidente da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 19, em discussões sobre filiações partidárias; o MDB vai passar a ser comandado ainda este ano por Marcus Brandão, irmão do governador Carlos Brandão e diretor institucional da Assembleia

 

Iracema com Roseana Sarney; aliada de Brandão, presidente da Assembleia pode seguir para o MDB

A deputada federal Roseana Sarney (MDB) recebeu em sua residência, nesta terça-feira, 19, a presidente da Assembleia Legislativa, Iracema vale (PSB).

A imagem do encontro foi divulgada no blog do jornalista Gilberto Léda.

De cordo com Léda, aliados de Roseana apontam que a reunião pode culminar com uma filiação de Iracema ao MDB.

O partido hoje comandado no estado por Roseana será presidido ainda em 2023 pelo diretor institucional da Assembleia, Marcus Brandão, que é irmão do governador Carlos Brandão (PSB.

A legenda dos Sarney passou a ser vista – ao lado do MDB – como caminho de Brandão e seu grupo ainda antes das eleições de 2024.

É aguardar e conferir…

0

Roseana mantém influência eleitoral em São Luís…

Pesquisa DataILha aferiu que a ex-governadora e atual deputada federal pelo MDB tem capacidade de orientar mais de 7% dos eleitores de São Luís na escolha por um dos candidatos a prefeito nas eleições de 2024, poder maior que a do governador  Carlos Brandão

 

Os números do DataIlha põem, a ex-governadora no rol dos principais influenciadores de voto nas eleições de 2024

A deputada federal Roseana Sarney (MDB) é uma das lideranças com poder de influenciar o voto nas eleições municipais de 2024, revelou o instituto DataIlha; segundo o levantamento, o poder de influência da ex-governador, de 7,7%, é maior que o do próprio governador Carlos Brandão (PSB), que tem 7,1%.

De acordo com o DataIlha, Roseana é a quarta liderança política mais influente na capital maranhense, atrás apenas do presidente Lula (25,2%), do ex-presidente Jair Bolsonaro (16,4%) e do ministro da Justiça Flávio Dino (13,8%).

– Se as eleições fossem hoje, qual desses líderes políticos poderia influenciar na escolha do seu candidato a prefeito de São Luís? – perguntou o Instituto DataIlha para 1.069 entrevistados em 40 bairros de São Luís.

Quatro vezes governadora e melhor “prefeita” de São Luís em todos os tempos, Roseana mantém influência no eleitorado da capital maranhense

Roseana é a atual presidente regional do MDB, partido com um dos maiores tempos na propaganda eleitoral e com maior participação no Fundo Eleitoral.

O resultado serve para balizar como os pré-candidatos a prefeito devem se movimentar até às eleições…

0

Brandão reapresenta ao PAC projeto que já foi de Roseana, José Reinaldo, Jackson Lago e Flávio Dino

Incluído novamente entre os pleitos do Maranhão para o Projeto de Aceleração do Crescimento do governo Lula, Corredor Metropolitano foi pensado no segundo mandato da emedebista – entre 1998 e 2002 – mas nunca foi efetivamente implantado, chegando a gerar, no governo comunista, a aberração que destruiu a estrada do Araçagy, agora consertada pelo gestão do sobrinho da ex-governadora, Adriano Sarney , na MOB

 

Simulação do que seria o Corredor Metropolitano no trecho da orla marítima de São Luís, com uma ponte ligando o Itaqui-Bacanga

O governador Carlos Brandão (PSB) anunciou com pompa e circunstância na semana passada as obras que o Maranhão apresentou para viabilização no Programa de Aceleração do Crescimento do governo Lula (PT); entre elas, o Corredor Metropolitano que é, na verdade, um projeto de mais de 20 anos, pensado ainda no segundo mandato da ex-governadora Roseana Sarney (MDB). (Saiba mais aqui)

Chamado inicialmente de “Corredor Metropolitano”, a avenida é uma espécie de Anel Viário de cerca de 27 quilômetros, que nasce próximo ao aeroporto, na BR-135, e passa por diversos bairros, de três municípios – São Luís, São José de Ribamar e Raposa – interligando várias rodovias e avenidas da Grande São Luís.

Por sua complexidade, nunca foi implantada por Roseana; voltou a ser notícia nos governos José Reginaldo Tavares (2002/2006) e Jackson Lago (2007/2009).

Roseana voltou ao governo em 2009 e reapresentou o projeto novamente em sua campanha de reeleição em 2010; em 2011 voltou a incluí-lo no PAC, agora com o nome de “Avenida Metropolitana”, junto com a Via Expressa, a Avenida Quarto Centenário e duas novas pontes, com alças, inclusive, para a área Itaqui-Bacanga. (Saiba mais aqui)

Programa de Roseana em 2010 mostra virtualmente como será o Anel Metropolitano, o mesmo que Brandão quer efetivar agora

A então governadora chegou a efetivar parte do Anel Metropolitano (outro nome usado para definir o projeto), coma  ampliação da Avenida do Araçagy; ao final do mandato de Roseana, já na gestão de Arnaldo Melo (MDB), o então governador chegou a assinar convênio de R$ 144 milhões para conclusão do corredor.

Nos dias 2 e 3 de dezembro de 2014 o blog Marco Aurélio d’Eça destacou o Anel Metropolitano em dois posts de balanço da gestão roseanista: no dia 2/12 o texto “As obras de Roseana em São Luís…”; no dia seguinte o post “Os quatro mandatos de Roseana e os avanços em São Luís…”.

Ao assumir, em 2015, Flávio Dino (PSB) desfigurou o projeto roseanista e criou uma verdadeira aberração urbanística que causou mortes, dificuldade na mobilidade e desvalorização da área do Araçagy.

Esta aberração de Flávio Dino está sendo corrigida só agora, no governo Brandão, justamente pelo sobrinho de Roseana, o presidente da Agência de Mobilidade (MOB), Adriano Sarney, em parceria com a Sinfra.

O mesmo Brandão quer buscar recursos para a viabilização do Corredor Metropolitano que, se posto em prática garantirá urbanização, mobilidade e potencial turístico a toda a Grande São Luís, com uma avenida que circunda toda a ilha.

Mas precisa, também, superar as limitações impostas pelos órgãos ambientais e de patrimônio…

0

Roseana quer mais espaço para as mulheres no governo Lula…

Deputada federal eleita cobrou publicamente em suas redes sociais maior participação feminina no futuro ministério, espaço ainda majoritariamente ocupado apenas por homens

A cobrança pública de Roseana por participação feminina no ministério de Lula

A ex-governadora e deputada federal eleita Roseana Sarney (MDB) veio a público nesta quinta-feira, 15, para cobrar do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a presença de mulheres no ministério.

– Presidente Lula, e as mulheres? – perguntou Roseana, em seu perfil no Twitter.

Apesar da participação feminina ativa na campanha do petista, ainda não houve divulgação de nenhuma delas no ministério, cujos postos vêm sendo ocupados exclusivamente por homens.

Apenas a cantora Margareth Menezes já foi confirmada, no Ministério da Cultura.

Estiveram ao lado de Lula as senadoras Eliziane Gama (Cidadania) e Simone Tebet (MDB), a ex-ministra Marina Silva (Rede), e diversas outras mulheres com expressão nacional, além da própria Roseana, que participou da campanha no Maranhão.

Mas até agora, nenhuma mulher no ministério…

2

Roseana de boas com sua votação à Câmara Federal…

Com campanha eminentemente digital, deputada federal eleita comemorou seu retorno a um mandato eletivo – após oito anos fora da política – com votação que representa praticamente a força de sua atuação nas redes sociais; e se prepara agora para atuar como parlamentar em Brasília, onde já esteve como senadora e deputada federal

 

Roseana saiu poucas vezes em contato com o eleitor maranhense, e focou sua eleição nas redes sociais, onde tem mais de 100 mil seguidores, praticamente o total de sua votação

Engana-se quem pensa que a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) tenha ficado frustrada com sua votação para a Câmara dos Deputados. Quem tem conversado com ela nos últimos dias percebe forte entusiasmo com o retorno à política.

Os quase 100 mil votos obtidos praticamente sem fazer campanha efetiva – ela focou em algumas comunidades de São Luís e foi duas ou três vezes a apenas alguns municípios – foram suficientes para garantir o mandato.

Curiosamente, a votação de Roseana representa praticamente a força dos 101 mil seguidores que ela tem no instagram, alcançados exatamente na semana em que foi eleita deputada.

Em um estudo de caso, a ex-governadora poderia ser considerada a primeira deputada eleita com base em uma campanha de redes sociais no Maranhão.

Roseana comemorou os 100 mil seguidores no instagram na mesma semana em que obteve quase 100 mil votos para deputada federal

Esta semana, a deputada federal eleita tem se dedicado a falar sobre sua eleição e seus projetos como parlamentar em Brasília, onde pretende atuar como articuladora política.

Com 39.351 votos em São Luís, Roseana foi a segunda mais votada deputada federal na capital maranhense, perdendo apenas para Duarte Júnior (PSB) – que disputou o segundo turno das eleições municipais de 2020 e está em campanha pela prefeitura desde então.

Fosse candidata a governadora, com esta votação, ela ficaria em quinto lugar entre os ludovicenses.

Roseana, portanto, está de boas – e “tá on” – com sua eleição para a Câmara…

1

Com Roseana na disputa, MDB pode eleger até quatro federais

Estimativa é do ex-senador Lobão Filho, ex-candidato a governador do estado e um dos cotados para vitória nas urnas em 2022

 

Roseana e Edinho são dois dos principais candidatos a deputado federal pelo MDB, o que deve fortalecer a chapa do partido

A ex-governadora Roseana  Sarney é um dos trunfos do M DB para a disputa por vagas na Câmara Federal. 

Quatro vezes governadora do Maranhão, além de ter sido deputada federal e senadora, Roseana deve puxar a nominata do partido como uma das mais votadas do Maranhão; neste aspecto, analisa o ex-senador Lobão Filho – também candidato a deputado federal –  o partido pode alcançar até quatro vagas.

Além de Roseana e Edinho Lobão, são cotados os atuais deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo Sousa, além de vários outros nomes do interior do estado.

Roseana aparece em primeiro lugar nas pesquisas e intenção de votos que põe o seu nome para o Governo do Estado, mas ainda não definiu se concorrerá em uma chapa majoritária ou para a Câmara.

De uma forma ou de outra, ela é o principal trunfo do MDB no Maranhão.

2

Última pesquisa da Escutec não terá mais Roseana como candidata ao governo

A pedido dos contratantes, instituto não incluirá o nome da ex-governadora na lista de candidatos, para que se tenha uma ideia mais clara do cenário mais provável na disputa pelo governo em 2022

 

Roseana não será candidata a governadora, o que justifica sua retirada da pesquisa Escutec

A última rodada de pesquisas do Instituto Escutec para o Grupo Mirante terá uma novidade em relação às outras: o levantamento não incluirá mais o nome da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) como candidata ao governo.

A informação foi dada ao blog Marco Aurélio D’Eça pela própria direção do instituto.

A ideia da Escutec é fechar o ano pré-eleitoral como um cenário mais aproximado do que será a realidade nas eleições de 2022. Como Roseana não será candidata a governadora, a inclusão do seu nome torna-se desnecessário.

O Instituto Escutec realizou pesquisas em março, junho e setembro, todas com cenários incluindo Roseana, que lidera, seguida do senador Weverton Rocha (PDT).

Sem Roseana, Weverton é o líder em todos os cenários, chegando a ter quase o dobro do segundo colocado.

A pesquisa Escutec/Grupo Mirante deve ser divulgada até o final de dezembro…

5

Com Roseana fora do páreo, Weverton assume liderança da disputa pelo governo

Senador do PDT está à frente de todas as pesquisas de intenção de votos, posição que se consolida ainda mais com o anúncio da ex-governadora de concorrer a uma vaga na Câmara Federal

 

Weverton é o principal candidato a governador no maranhão, com índices de voto até três vezes maior que os principais adversários

O senador Weverton Rocha (PDT) assume de vez a liderança da disputa pelo Governo do Estado, após anúncio da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) de que vai disputar vaga na Câmara Federal.

Roseana liderava a disputa, embora, em alguns casos, o senador aparecesse já em condição de empate técnico com ela; sem a ex-governadora na disputa, o pedetista passa a ser o líder em todos os cenários e em todas as pesquisas.

Além de liderar os números, Weverton Rocha também tem o apoio do maior número de partidos, tem aliança com as principais lideranças políticas do estado e é o principal nome da base do governo Flávio Dino (PSB).

Nos cenários sem Roseana, o senador já chegou a registrar até 30% das intenções de votos no estado, quase o triplo dos principais concorrentes da base dinista.

Sem Roseana, o principal adversário do pedetista deve ser o ex-prefeito Edivaldo Júnior (PSD), que está à frente do senador  Roberto Rocha (sem partido), do deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) e do vice-governador  Carlos Brandão (PSDB).

Mas há quem aponte possibilidades de aliança entre Weverton e Edivaldo…

3

Números animam Roseana para o Senado…

MDB tem analisado levantamentos que apontam possibilidade de vitória da ex-governadora sobre o governador Flávio Dino, embora seus familiares ainda resistam em entrar em uma disputa majoritária

 

Flávio Dino tentou se aproximar da família Sarney, mas Roseana nãos e mostra tão si9mpátia a esta relação, sobretudo diante de números animadores para ela

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) não ficou animada com a tentativa de aproximação do governador Flávio Dino (PSB) da sua família.

Em queda nas pesquisas de intenção de votos para o Senado, Dino procurou o ex-presidente José Sarney para tratar das eleições; e chegou a oferecer a primeira suplência de senador em sua chapa.

Mas Roseana não pretende fazer sala para o governador; pelo contrário, ela tem se animado com, as pesquisas que apontam chances reais de ela vencer Dino numa disputa tète-a-tète pelo Senado.

Embora a família resista à ideia de um confronto nas eleições majoritárias, Roseana tem sido estimulada por lideranças do MDB, diante de números promissores para o Senado.

E já vem sendo procurada por emissários de diversos candidatos a governador, do deputado Josimar Maranhãozinho (PSD) ao ex-prefeito Edivaldo Júnior (PSD); do prefeito Lahésio Bonfim (PTB) ao senador Weverton Rocha (PDT).

A todos ela diz que pretende concorrer a deputada federal, mas que aguardará até junho.

Se aparecer um cavalo selado…

1

Grupo Sarney começa a se aproximar de Edivaldo Júnior…

Sem opções na oposição e entre os nomes da base do governo Flávio Dino – apesar dos acenos de Carlos Brandão – aliados da ex-governadora Roseana Sarney veem no ex-prefeito de São Luís uma forma de contrapor o projeto de poder representado pelo atual governador

 

Roseana já conversou com os membros do PV e do PSD sobre alianças em torno de Edivaldo Júnior, como forma de contrapor Flávio Dino

Os aliados da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e os remanescentes do grupo Sarney começaram a ver na candidatura do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD), a opção para contrapor o projeto de poder capitaneado pelo governador  Flávio Dino (PSB).

Edivaldo já está, inclusive, filiado a um partido da base sarneysista; e seus operadores já se reuniram com Roseana.

Para os sarneysistas – que são assediados também pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB) – Edivaldo representa a melhor opção para contrapor Flávio Dino.

Na avaliação dos principais aliados de Roseana, a soma de suas intenções de votos com as de Edivaldo garantem, no mínimo, a presença do ex-prefeito no segundo turno; para os roseanistas, a alta rejeição da ex-governadora tende a ser reduzida pelo carisma do próprio Edivaldo.

Mas Carlos Brandão também começa a fazer gestões para ter em seu palanque a estrutura sarneysista e os cerca de 30% do eleitorado que o grupo detém.

Luiz Fernando opera em favor de Carlos Brandão entre os sarneysistas; e já levou o ex-marqueteiro de Roseana para a campanha do vice-governador

Com Brandão já estão remanescentes de peso do grupo Sarney, como o secretário Luiz Fernando Silva, o ex-presidente da Assembleia Arnaldo Melo (MDB), o deputado federal Gastão Vieira (PROS), e o ex-secretário de Comunicação de São Luís, Joaquim Haickel, além de vários outros deputados estaduais e prefeitos.

Mas Haickel chegou a publicar artigo, neste fim de semana, em que acena para esta aliança sarneysista em torno do ex-prefeito de São Luís.

O marqueteiro da campanha de Brandão é o jornalista Sérgio Macedo, ex-secretário de Roseana e ex-superintendente do Grupo Mirante.

Mesmo assim, expoentes do PSD, do MDB e do PV entendem que a maior parte do grupo estará mesmo no palanque de Edivaldo Júnior,

Por entender que esta é a melhor opção de sobrevivência do grupo…