0

Fábio Macedo visita áreas de alagamento em Pedreiras e Trizidela do Vale…

Deputado é a primeira liderança política a ir efetivamente aos locais de risco no interior do estado, e descreve a situação como “um cenário triste e devastador”

 

Fábio Macedo navegou nas áreas de inundações, ao lado da imprensa…

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, Fabio Macedo, esteve nesta quarta-feira(11), nos municípios de Pedreiras e Trizidela do Vale, vistoriando as áreas de alagamento que afetam as cidades devido ao período intenso de chuvas e cheia do rio Mearim.

“Um cenário triste e devastador. É consternador ver os danos que as últimas chuvas causaram aos municípios e Pedreiras e Trizidela do Vale, várias famílias desabrigadas, que perderam praticamente tudo que conquistaram com tanto trabalho e sacrifício. Hoje o meu dia ficou com toda certeza mais triste mas eu vim aqui dizer a população que podem contar comigo não só como parlamentar mas como homem e ser humano. Vamos lutar para trazer condições mais dignas para essas pessoas e quem sabe amenizar um pouco do sofrimento”, disse.

Os riscos são maiores nas áreas de alagamento por causa da grande quantidade de sujeira na água, o que pode gerar doenças graves

Além da visita nas áreas, o parlamentar pedetista anunciou  a liberação do fornecimento de alimentação para as familias afetadas pelos alagamentos através do Restaurante Popular de Pedreiras, fruto de uma indicação sua, enviada ontem  ao Governo do Estado.

“Hoje cedo, recebi a ligação do secretário da Casa Civil, Rodrigo Lago, informando que o Governador Flávio Dino, atendeu imediatamente a nossa solicitação para liberar o fornecimento da alimentação para todos as pessoas atingidas pelos alagamentos. O Restaurante Popular vai ofertar refeições de qualidade para serem distribuídas nos abrigos pelas prefeituras das cidades. É uma medida importante é agradeço ao governador por estar atento a está situação, com ações imediatas para benefício dos cidadãos”, finalizou Fábio.

Da assessoria

0

Eliziane pede à Polícia Federal para investigar jogo “Baleia Azul”…

Deputada entende que o aplicativo tem levado ao aumento de suicídios e automutilações de jovens; ela pede, inclusive, que seja feito um debate no plenário da Câmara Federal

 

Preocupação
Com forte atuação na Juventude, Eliziane mostra-se preocupada com ameaças de internet

Com os sucessivos aumentos de casos de suicídio e automutilação de jovens e adolescentes e que teriam ligação com o jogo cibernético “Baleia Azul”, a deputada federal Eliziane Gama (PPS) pediu nesta quarta-feira, 19, que a Polícia Federal investigue o caso.

O oficio é endereçado ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello, e pede a abertura de inquérito para se chegar aos responsáveis pela propagação da atividade que é praticada em comunidades fechadas nas redes sociais.

– É preciso que as autoridades investiguem e adotem medidas legais contra os responsáveis por este jogo no Brasil – diz um dos trechos do documento enviado ao diretor da Polícia Federal.

Mutilações
Jovens são desafiados a marcar o corpo; há riscos até de suicídio

A deputada reforçará o pedido ao ministro da Justiça Osmar Serraglio.

A intenção da parlamentar é que os investigadores busquem e identifiquem os chamados “curadores”, que são os responsáveis por enviar ao participante do jogo os desafios que este deve encarar, o que incluiria a retirada da própria vida.

Há registros de casos no Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Paraíba, Santa Catarina, Goiás e Maranhão.

Eliziane pede a imediata apuração dos casos que, na sua avaliação, são de extrema gravidade.

Comissão Geral

Eliziane Gama também pedirá ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DM-RJ), que transforme o plenário da Casa, em data a ser definida, em comissão geral para debater o tema que é relevante para o conjunto da sociedade.

6

A angústia do DEM em São Luís…

Albuquerque: bom de voto, mas sem chapa

De todos os partidos políticos que se preparam para a disputa eleitoral na capital maranhense, o Democratas é o que apresenta a situação mais desesperadora.

A legenda tem apenas o vereador Sebastião Albuquerque como candidato capaz de garantir uma vaga na Câmara; mas, sem outros nomes, terá que buscar uma coligação para sobreviver.

O problema é que no grupo do vice-governador Washington Luiz (PT), os principais partidos resistem à formação do “chapão” condição primária para garantir sobrevida ao DEM.

O PT, por exemplo, não cogita aliança proporcional sequer com o PMDB.

E tem uma razão lógica. O partido de Washington tem candidatos suficientes pra montar a própria chapa e eleger dois ou três vereadores.

Sem coligação, o vereador Sebastião Albuquerque dificilmente vai se reeleger. E tem corrido aos aliados no Palácio os Leões para solucionar seu problema. Caso contrário…

Se não conseguir aliança na base do governo Roseana Sarney (PMDB), Albuquerque não descarta uma união com o PSDB.

Sonhada pelo prefeito João Castelo (PSDB) e recomendada pela cúpula nacional democrata, a aliança garante aos dois partidos uma das chapas mais fortes à Câmara Municipal.

E resolveria o problema de Sebastião albiquerque…

18

Energia oscila perigosamente em São Luís; Cemar silencia sobre o assunto

A energia tem apresentado problemas com as chuvas

Vários bairros enfrentam oscilações de energia desde as primeiras chuvas registradas em São Luís, na última sexta-feira.

Bastou a primeira chuva para que o problema acontesse. As oscilações de energia são perigosas por que podem levar à queima de aparelhos eletro-eletrônicos.

Não há um comunicado da Cemar tratando do assunto – para explicar ou, pelo menos, orientar sobre o problema.

Desde a sexta-feira, a companhia se limita a divulgar na imprensa explicações dos motivos que levaram a eventuais interrupções no fornecimento de energia em alguns bairros – sempre pondo a culpa em terceiros ou em fenômenos da natureza.

Para quem tem estabilizadores ou módulos isoladores em casa, as oscilações são percebidas com os estalos dos aparelhos – na tentativa de regularizar a tensão. Para quem não tem, ficam evidentes com a menor ou maior intensidade na luminosidade das lâmpadas.

As oscilações são causadas por sujeira ou má qualidade da rede elétrica.

E significa, entre outras coisas, que os seus aparelhos e equipamentos estão sob constante risco de queima.

E quem pagará a conta???