1

Os imprestáveis serviços da Caema e da Cemar…

Companhia de água desabastece São Luís e sequer explica os motivos; central energética prejudica população com constantes oscilações e falta de luz

 

É imprestável o serviço oferecido em São Luís pela Cemar e pela Caema.

Nem os milionários investimentoss do governo anterior no sistema Italuis fizeram com que a companhia melhorasse seu serviço.

E agora, nem satisfação a empresa dá pela sua incompetência.

Desde quinta-feira, 13, São Luís está sem água, sem que a empresa ou seus controladores dessem qualquer justificativa à população.

Vom a Cemar, a coisa já nâo é mais tão diferente.

Constantes oscilações de energia em áreas de São Luis tem prejudicado moradores, atrapalhado a prestação de serviço e tornado a cidade num caos.

Pior, nem o governo, nem as cpmpanhias demonstram qualquer interesse em resolver a situação.

Procon e Ministério Publico fazem de conta que não veem…

1

Matador de agentes da Cemar agiu premeditado, apontam indícios…

Morador de Paço do Lumiar, Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, seguiu a equipe após corte de energia em uma residência e os executou com tiros na cabeça

 

Já está preso o indivíduo Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, 18 anos.

Ele é acusado da execução dos agentes da Cemar João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, que estavam de serviço na manhã desta terça-feira, 15, na região de Paço do Lumiar.

Segundo as primeiras informações da polícia, a equipe efetuou corte de energia elétrica em uma residência na região e foi seguida por “De Menor”, que os executou com tiros na cabeça.

Segundo testemunhas, não houve qualquer reação das vítimas, que trabalham no Consórcio Norte, prestador de serviços à Cemar.

Abaixo, nota da empresa, divulgada logo após o crime:

Nota de Esclarecimento

A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva.

Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deverá identificar as causas que levaram ao homicídio.

Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária.

Assessoria de Imprensa da Cemar

0

Após denúncia do blog, equipe da Cemar adota medidas e pede desculpas

Carro estacionado inapropriadamente, parando o trânsito para fazer serviço em poste de luz; incômodo e deboche da equipe

Depois de denúncia feita pelo blog no dia 26 do mês passado (relembre aqui), que apontou em verdadeiro caos no trânsito provocado por uma equipe da Cemar na Rua dos Afogados, no Centro, a assessoria de comunicação do órgão encaminhou nota apontando que o caso foi apurado, com a adoção de medidas administrativas. A empresa pediu desculpas às pessoas afetadas e informou que “já reorientou seus profissionais no sentido de evitar novos e eventuais transtornos em vias públicas com as características das dos Centro Histórico de São Luís”

Nota de Esclarecimento

Sobre a situação publicada pelo Blog Marco Aurélio D’Eça, que relata eventuais transtornos no trânsito da Rua dos Afogados, no Centro Histórico de São Luís, na quarta-feira, dia 26/12, supostamente ocasionado por uma equipe que estava trabalhando no poste, a empresa Consórcio Norte Engenharia esclarece que apurou o caso e já adotou as medidas administrativas cabíveis no intuito de evitar novos e eventuais transtornos. Por essa situação, a empresa pede desculpas às pessoas afetadas.

Vale destacar que a interdição momentânea da via pública se deu em virtude da necessidade de garantir a segurança das pessoas e dos trabalhadores, no momento do restabelecimento da energia elétrica para um imóvel próximo. Considerando que a via pública é estreita, existe a necessidade de posicionamento seguro de escada e demarcação de isolamento do local de trabalho com cones.

Por fim, a Empresa Consórcio Norte Engenharia reafirma que já reorientou seus profissionais no sentido de evitar novos e eventuais transtornos em vias públicas com as características das dos Centro Histórico de São Luís.

Consórcio Norte Engenharia

1

Equipe da Cemar paralisa trânsito no Centro e ainda debocha de quem reclama…

Equipe da Consórcio Norte Engenharia parou o carro em plena rua dos Afogados, no horário de pico, deixando uma cauda de quilômetros; quem reclamava era destratado

 

Carro estacionado inapropriadamente, parando o trânsito para fazer serviço em poste de luz; incômodo e deboche da equipe

Uma equipe do Consórcio Norte Engenharia causou um verdadeiro caos no trânsito do Centro de São Luís, na tarde desta quarta-feira, 26.

Os dois homens resolveram fazer um serviço no poste em plena 16h30, quando o trânsito começa a ficar intenso na rua dos Afogados e estacionou o carro em plena via, impedindo a passagem.

A placa do carro usado pela equipe e o homem que ironizou os motoristas impedidos de trafegar

Aos motoristas que reclamavam do horário e da forma como o serviço estava sendo feito, um dos operários, ainda ironizava:

– E eu ligo é muito! – debochava o operário.

O outro, que subiu no poste, gritou lá do alto:

– Tá incomodado, reclama pra Cemar.

A equipe pertence ao Consórcio Norte Engenharia, que está a serviço da companhia energética do Maranhão

Só após longos 20 minutos, os dois homens parecem ter concluído o serviço e deixaram o local, como se nada tivesse acontecido.

O desrespeito da equipe gerou forte aglomeração e bate-bocas na região do Centro…

2

Fim de contrato da CEF com a Cemar pode inviabilizar lotéricas, alerta Neto Evangelista…

Parlamentar reuniu sindicato dos empresários, a companhia energética, o Ministério Público e a Defensoria Pública para debater o problema causado pelo fim da aceitação de pagamentos de contas de energia nas casas lotéricas

 

O deputado Neto Evangelista (DEM) alertou para os riscos de falência do sistema de casas lotéricas no Maranhão com o fim do contrato pactuado entre a Caixa Econômica Federal e a Companhia Energética do Maranhão.

A rescisão do contrato significa, na prática, que as lotéricas não vão mais poder receber o pagamento das contas de energia da Cemar a partir de 17 de julho.

– Na audiência pública que realizamos, ficou claro que a CEF não repassava para as casas lotéricas o reajuste anual feito contratualmente com a Cemar, de acordo com o índice IPCA. E em virtude disso, queria aumentar o reajuste em um valor bem acima do previsto. E,  lógico, quem vai pagar a conta? Nós consumidores – alertou o parlamentar.

Na avaliação do deputado, o fim do contrato da CEF com a Cemar vai levar a quatro situações entrelaçadas:

1- possível fechamento das casas lotéricas;

2- com isso, mais de 1.500 pessoas ficarão desempregadas;

3- o cidadão não poderá pagar todas suas contas em um único lugar;

4- as famílias de baixa renda que tem nas casas lotéricas do estado o principal ponto de saque de benefícios sociais, não terão aonde sacar e outras consequências indiretas.

Neto Evangelista pretende levar o relatório da audiência também para o Ministério Público Federal, para ações contra o Governo Federal impeçam a quebra do contrato pela Caixa Econômica.

– Vamos unir esforços pra mais uma vez o governo federal não prejudicar a população. Quebraram o país e querem passar a conta ao cidadão – finalizou o deputado…

0

Cleomar Tema solicita redução da taxa de iluminação paga pelos municípios…

Presidente da Federação dos Municípios propõe à Cemar redução de 2% a 5% nos custos pagos pelas prefeituras

 

Tema reunido com os representantes da Cemar

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito Cleomar Tema, reuniu-se com diretores da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR). 

Na oportunidade, Tema solicitou que a empresa estude a possibilidade de reduzir, de 5% para 2%, a cobrança da taxa de administração da iluminação pública paga pelos municípios maranhenses.

Também pleiteou a redução, em 10%, da cobrança por estimativa dos Parques Municipais de Iluminação Pública.

As reivindicações apresentadas por Cleomar Tema tratam-se de sugestões apresentadas por gestores públicos municipais que participaram, este mês, do evento Diálogo Municipalista promovido, em São Luís, pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e que teve o apoio da FAMEM.

“Os municípios do Maranhão, assim como dos demais estados, passam por sérias dificuldades financeiras. Portanto, este tipo de redução no setor da iluminação pública contribuirá no trabalho de equilíbrio das contas”, disse o presidente da entidade municipalista.

Ficou definido que nos próximos dias a Federação formalizará a reivindicação através de ofício que será encaminhado a CEMAR.

O diretor da Companhia, José Jorge Leite Soares, elogiou a iniciativa de Cleomar Tema e avaliou como perfeitamente cabível a implementação do pleito em favor dos municípios.

Também participaram da reunião os prefeitos Domingos Dutra (Paço do Lumiar), Antônio França (Pedreiras) e Valmira Miranda (Colinas).

4

Cemar desqualifica projeto de César Pires e diz que se submete à Aneel…

Parlamentar apresentou projeto de lei à Assembleia Legislativa proibindo a companhia de cortar energia em dias de sexta-feira e vésperas de feriado

 

Em nota encaminhada ao blog, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar), em síntese, desqualifica o Projeto de Lei do deputado estadual César Pires (DEM), que estabelece critérios para corte de energia no Maranhão.

– De acordo com a Constituição Federal, somente a União detém competência para legislar sobre energia elétrica. Havendo conflito entre leis estaduais, municipais e a Constituição Federal, esta última deve prevalecer. Consequentemente, leis estaduais ou municipais que tratem sobre tarifas, cortes, prazos de vencimentos de faturas de energia elétrica, bem com outros assuntos relacionados ao fornecimento de energia elétrica, que conflitam com a Constituição Federal, devem, posteriormente, ser objeto de análise de sua constitucionalidade, a ser feita pelo Poder Judiciário – declarou a Cemar.

Pelo projeto de César Pires, a companhia fica proibida de cortar energia nas sextas-feiras ou em vésperas de feriado. (Releia aqui)

Pelo teor do documento encaminhado ao blog, a Cemar deixa claro que, se necessário, recorrerá à Justiça para não cumprir o que determinar a eventual nova lei.

Leia abaixo a íntegra da companhia energética:

Cemar esclarece sobre projeto de lei referente ao Corte no fornecimento de energia elétrica

Quanto ao projeto de Lei, de autoria do Deputado Estadual César Pires, que visa proibir o corte de energia elétrica em dias e horários específicos, a Cemar vem a público esclarecer que como Concessionária do serviço público federal está submetida à legislação do setor elétrico brasileiro e às normas definidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que é responsável por regular e fiscalizar a geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, em conformidade com as políticas e diretrizes do Governo Federal.

De acordo com a Constituição Federal, somente a União detém competência para legislar sobre energia elétrica. Havendo conflito entre leis estaduais, municipais e a Constituição Federal, esta última deve prevalecer. Consequentemente, leis estaduais ou municipais que tratem sobre tarifas, cortes, prazos de vencimentos de faturas de energia elétrica, bem com outros assuntos relacionados ao fornecimento de energia elétrica, que conflitam com a Constituição Federal, devem, posteriormente, ser objeto de análise de sua constitucionalidade, a ser feita pelo Poder Judiciário.

Assessoria de Imprensa da Cemar

 

 

10

Holandinha é a herança maldita do próprio Holandinha…

Falência da Prefeitura de São Luís já nos primeiros dias de 2017 mostra que o prefeito pedetista não se preparou, sequer, para receber a própria gestão

 

Bastou passar as eleições para que o prefeito voltasse ao estilo depressivo que marcou seus quatro anos

O corte de energia elétrica de cinco secretarias municipais em São Luís é o ápice prematuro do custo que a população vai pagar por ter reelegido o prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Reeleito a fórceps – em um esquema de compra de votos e crime eleitoral sem precedentes na capital maranhense – o pedetista não conseguiu nem mesmo preparar a gestão para ele próprio.

Holandinha é hoje a herança maldita do próprio Holandinha.

Em apenas 15 dias de gestão no segundo mandato, São Luís convive com atraso em pagamento da limpeza urbana, dos serviços médicos e hospitalares, alagamentos em hospitais e destruição do asfalto meia-boca jogado nas ruas durante a eleição.

Em 2013, quando assumiu o mandato, Edivaldo utilizou como desculpa uma tal “herança maldita” recebida do ex-prefeito João Castelo (PSDB).

Foi a justificativa para sumir durante os quatro anos de gestão.

Agora, em 2016, Edivaldo recebe a prefeitura do próprio Edivaldo.

E São Luís ganha como presente a falências dos serviços públicos essenciais.

Um custo alto pela renovação do mandato do prefeito…

2

Cemar diz que prefeitura mantém débitos de energia “há meses”…

Companhia cortou ontem o fornecimento de vários prédios públicos municipais, após várias tentativas de negociação da dívida, ignoradas pela gestão de Edivaldo Júnior

 

Prefeitura não está honrando suas obrigações com a Cemar

A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) confirmou nesta terça-feira, 17, que cortou mesmo o fornecimento de energia de várias secretarias da Prefeitura de São Luís por falta de pagamento.

Segundo apurou o blog, foram cinco secretarias que tiveram a luz cortada. (Releia aqui)

– Cabe reiterar que apesar das inúmeras tentativas de negociação da dívida por parte da Cemar, o Município de São Luís mantém há meses débitos relativos ao consumo de energia de seus prédios públicos – afirmou a empresa, em Nota de Esclarecimento.

O corte da energia se deu com amparo em decisão judicial e não at5ingiu nenhum serviço essencial do município.

Veja abaixo a nota da Cemar:

A Cemar esclarece que a Prefeitura Municipal de São Luís possui débitos relativos ao consumo de energia elétrica de alguns prédios da administração pública.Após diversas tentativas de negociar as dívidas em atraso junto ao

Município de São Luís e para preservar a regularidade financeira da Concessão e o interesse da coletividade de consumidores da capital, a Companhia, com base em decisão judicial, decidiu interromper o fornecimento da energia elétrica de alguns prédios da prefeitura na tarde da última segunda-feira, dia 16 de janeiro de 2017. Convém informar também que, conforme legislação aplicável, nenhuma unidade prestadora de serviço essencial foi desligada.

Cabe reiterar que apesar das inúmeras tentativas de negociação da dívida por parte da Cemar, o Município de São Luís mantém há meses débitos relativos ao consumo de energia de seus prédios públicos.

Por fim, a Companhia destaca que todo o procedimento de cobrança vem sendo conduzido de acordo com o princípio da isonomia estabelecido na legislação e que, tão logo seja realizado o pagamento da dívida, o fornecimento de energia será restabelecido.

Assessoria de Imprensa da Cemar

6

Cemar corta energia de cinco secretarias de São Luís…

Gestão do prefeito Edivaldo Júnior atrasou até os pagamentos da companhia de energia, levando ao vexame de ver a luz cortada em pleno início do segundo mandato

 

A Companhia Energética do Maranhão cortou, nesta segunda-feira, 16, a energia elétrica de cinco secretarias da gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), por falta de pagamentos das contas.

Entraram na lista de corte pastas como a Secretaria de Fazenda, a de Turismo e a da Fazenda.

O corte de energia evidencia mais um custo da reeleição de Holandinha.

Que parece não ter mesmo jeito…