1

Governo Bolsonaro desrespeita jornalistas e ameaça liberdade de imprensa, aponta Fenaj

Entidade sinalizou que objetivo de medidas restritivas contra profissionais foi “espalhar o medo” para que, de alguma maneira, determinadas informações permanecessem cerceadas.

Jornalistas permaneceram confinados em salas, sem qualquer estrutura e autorização para circular. Tudo era controlado por Bolsonaro e seu staff

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) repudiou, em nota, o tratamento dado aos profissionais da imprensa durante a cobertura da posse do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). A entidade ratificou denúncia feita anteriormente pela Abraji (entenda aqui) que apontou que jornalistas “não puderam circular livremente”, passaram por privações de água e foram ameaçados.

De acordo com a Fenaj, o objetivo de Bolsonaro e seus apoiadores é “espalhar o medo”.

 

LEIA ABAIXO A NOTA NA ÍNTEGRA

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), entidade de representação nacional da categoria, vem a público manifestar seu veemente repúdio às restrições ao trabalho dos jornalistas e ao tratamento desrespeitoso dispensado aos profissionais durante a posse do presidente Jair Bolsonaro, ocorrida ontem, 1º de janeiro, em Brasília. Os profissionais da imprensa foram obrigados a cumprir um horário injustificado, tendo de se apresentar para a cobertura às 7 horas, para uma solenidade marcada para o início da tarde. Jornalistas tiveram de se deslocar para os locais de cobertura em veículos disponibilizados pelo governo, não puderam circular livremente (alguns correspondentes estrangeiros consideram o confinamento obrigatório como cárcere privado), passaram por privação de água e ainda foram ameaçados, caso desrespeitassem as rígidas regras de comportamento anunciadas. Quem não respeitasse as restrições de acesso ou mesmo fizesse movimentos bruscos (aviso especial aos repórteres fotográficos, que não deveriam erguer suas câmaras), poderia se tornar alvo dos atiradores de elite. 
Na história recente do país, nunca houve restrições ao trabalho dos jornalistas para a cobertura das posses dos presidentes eleitos pelo povo brasileiro. Aos profissionais credenciados foi anunciado, por uma assessora do novo governo, que se tratava de “uma posse diferenciada e todos têm que entender isso”. A diferença, entretanto, foi uma demonstração inequívoca de que o novo governo acha-se no direito de desrespeitar uma das regras essenciais das democracias: a liberdade de imprensa. A segurança não pode ser justificativa para medidas autoritárias e abusivas, que visam, na verdade, dificultar o trabalho dos jornalistas e restringir a produção e a livre circulação da informação. O verdadeiro aparato de guerra montado para a posse revela que a tática de Bolsonaro de espalhar o medo, utilizada na campanha eleitoral, será mantida no governo.
A FENAJ soma-se ao Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, que já havia denunciado as medidas restritivas ao trabalho da imprensa quando do credenciamento dos profissionais, e exige das autoridades do novo governo uma mudança no tratamento dispensado aos jornalistas no exercício da profissão. A Federação também cobra das empresas de comunicação postura mais firme na defesa de seus profissionais e da liberdade de imprensa. A maioria das empresas nem mesmo denunciou as medidas restritivas imposta pelo governo e o tratamento desrespeitoso dispensado aos jornalistas.
Não podemos naturalizar medidas antidemocráticas, para que não se tornem a regra. A democracia exige vigilância e estaremos vigilantes.
2

Abert repudia ataque à rádio Capital…

Entidade que congrega emissoras de rádio e TV de todo o país condena atitudes contra a liberdade de expressão, independentemente do propósito do agressor

 

Estado em que ficou o parque de transmissão da Capital AM, após os ataques da madrugada desta quinta-feira, 26

A Associação Brasileiras das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), emitiu nesta quinta-feira, 26, Nota de Repúdio ao ataque sofrido na madrugada pela rádio capital AM, de São Luís.

A emissora foi atacada por um grupo de 30 pessoas, que destruíram sua torre de transmissão e levaram equipamento do seu campo de transmissão, localizado no parque Timbiras.

– É lamentável que pessoas, independentemente dos seus propósitos, venham a perpetrar atos de violência em detrimento da integridade patrimonial de uma concessionária de serviço público – diz o documento.

A direção da emissora achou estranho o ataque, mas evitou politizar o assunto.

Abaixo, a íntegra da nota da Abert:

1

“Foi ela quem nos procurou”, revela Adriano Sarney, sobre aliança do PV com Rosângela Curado…

Líder da legenda no Maranhão, deputado diz que a pedetista procurou o ministro Sarney Filho, em busca de apoio, antes mesmo de o PCdoB se manifestar favorável a ela. “Chegamos antes”, afirma o parlamentar

 

Adriano fala da aliança PV com Rosângela

Adriano fala da aliança PV com Rosângela

O deputado estadual Adriano Sarney fez um prognóstico sereno do futuro do PV, em Imperatriz, após aliança do PCdoB com a ex-deputada federal Rosângela Curado, candidata do PDT.

Adriano confirmou que o PV estava afinado na aliança em torno de Curado, por iniciativa do presidente da Câmara loca, vereador Zé Carlos, bem antes de o PCdoB decidir retirar a candidatura.

– Chegamos bem antes. E foi ela mesma quem nos procurou. Ela conversou com o deputado Sarney Filho em troca de apoio. E havia a simpatia do presidente Zé Carlos. Além disso, ainda não havia a candidatura de Assis Ramos e o PCdoB tinha candidato próprio – contou o deputado.

No início desta semana, o candidato do PCdoB, deputado Marco Aurélio, anunciou sua desistência e apoio à candidatura de Rosângela, de quem os comunistas indicarão o vice.

Mesmo assim, Adriano Sarney diz que a questão terá que ser resolvida pela própria Rosângela.

– Nos temos nosso posicionamento. E repito: chegamos bem antes. Ela precisa dizer como ficará – completou Adriano…

4

Projeto pretende que novo prédio de comunicação da Assembleia homenageie jornalistas

Décio Sá foi assassinado em abril

Décio Sá será um dos jornalistas homenageados caso o projeto seja aprovado

O deputado estadual Rubens Jr. encaminhou um projeto que sugere o nome “Jornalista Neiva Moreira” para o novo prédio de Comunicação da Assembleia Legislativa.

Além de Neiva Moreira, nomes de radialistas e jornalistas seriam homenageados em núcleos no prédio de comunicação: “Radialista Tony Castro”, Radialista Denny Cabral, “Jornalista Décio Sá”, “Jornalista Coelho Neto” e “Auditório Deputado Neiva Moreira”.

Rubens Jr. declinou de sua proposta inicial por entender a importância que o nome do prédio da Comunicação da Assembleia seja institucional, levando em conta os inúmeros comunicadores que atuaram nos diversos veículos de comunicação do estado.

Uma justa homenagem.

 

7

Pereirinha se diz injustiçado pela imprensa

O vereador e presidente, eleito pela quinta vez, da Câmara dos Vereadores de São luís, acusa a imprensa maranhense de campanha suja contra ele e os integrantes da Casa.

A campanha suja a qual Pereirinha se refere é sobre a informação veiculada a respeito do aumento não só de 21 para 31 vereadores, mas também de seus respectivos salários.

O presidente da Câmara considera informar o aumento de salários como forma de denegrir a imagem da Casa.

“Promoveram uma campanha difamatória por conta de uma readequação salarial. Vencimentos que passaram de R$ 9 mil para R$ 15 mil, acabou virando alvo da mídia, nos transformando em verdadeiros vilões, como se os vereadores não recebessem 75% do que ganha um deputado estadual”, declarou.

Para ele, além de pouco, o aumento não se equipara ao de um deputado estadual, mas deveria.

*Com informações do blog de Mário Carvalho

9

Imagem do dia: Tabus e a TV Brasileira

No programa The Voice Brasil, veiculado pela rede Globo de Televisão, de hoje surpreendeu com a legenda da imagem em questão ao informar que a companheira de uma das cantoras concorrentes estava também na plateia. Uma atitude simples, mas que causou otimismo entre o movimento LGBT quando a quebra de tabus e paradigmas sociais na televisão brasileira.

5

Coisas que você ainda vai ver na TV…

O titular deste blog segue a corrente dos pensadores que apontam não haver jornalismo na televisão – apenas entretenimento e espetáculo. Tudo que sai na TV são compilações de informações já passadas – às vezes, até meses antes – em jornais e revistas. Este blog estréia hoje a coluna mensal  “O que você ainda vai ver na TV”. Trata-se da compilação de assuntos que serão notícia mais cedo ou mais tarde no “jornalismo” televisivo, como o casamento de Mônica e Cebolinha, inclusive,  já aborado nas imagens do dia deste blog.

A magrela bambucicleta

O paradoxo de Niemeyer: Com 105 anos, o arquiteto mais consagrado do país vive o dilema de deixar um legado com obras icônicas, mas pouco funcionais, e com estética repetitiva. Para seus críticos, suas obras são peças decorativas, onde é quase impossível habitar ou trabalhar, espécies de exibicionismo estrutural. O próprio Niemeyer reconhece, mas desdenha: “não podemos ser escravos da funcionalidade”.

– A magérrima bambucicleta: feita com fibra de bambu, o quadro da bicibleta de corrida fabircada no Brasil custa cerca de R$ v1 mil e já um ícone dos descolados no eixo Rio-São Paulo. Resistente, tem quadro que imita o próprio Bambu e pesa só 2 quilos. Saiba mais em bambucicleta.com.br;

– O cozinheiro dos “czares”: O chefe Gustavo Rozzino é paulistano, tem 23 anos e mora na Europa há cinco. Conquistou o poder de cozinhar para os poderosos bilionários russos e conheceu o jet set internacional. Frequenta as altas rodas de Paris a Londres, Dubai a Nova York, ouvindo todo tipo de histórias do mundos dos ricos.

O homem-hospital curtindo seu computador de última geração

– 42 anos em uma UTI: vítima de paralisia infantil, o paulista Paulo Henrique Machado mora há 42 anos em uma UTI do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Sofreu paralisia quando tinha 1 ano e 6 m,eses e, desde então, é obrigado a viver no hospital por que precisa de aparelhos para respirar. Mesmo assim, segue a vida.  Autodidata em computação gráfica, sonha em fazer cinema. E garante: já transou com cerca de 30 parceiras. 

– Barbearias velhas de guerra: cresce cada vez mais no Brasil o número d barbearias como no velhos tempos. Exclusivo para homens, estes salões de beleza prservam o ar rústico e a decoração da década de 70. Modernizadas, ganham tecnologia, conforto e espaços para bate-papo e lazer. O homem aguarda para fazer a barba enquanto joga sinuca, por exemplo. Já virou hit em todo o país.

 

5

ABI quer Polícia Federal no caso Décio Sá…

Maurício Azedo teme por impunidade no caso Décio

O presidente da Associação Brasileira de Imprensa, jornalista Maurício Azedo,  quer que a Polícia Federal acompanhe as investigações da morte do jornalsita Décio Sá.

Para Azedo, é a única forma de assegurar que o crime não ficará impune.

– Dirigimos uma nota à presidente Dilma Rousseff (PT) e ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pedindo que a PF acompanhe a investigação, para assegurar que o crime não ficará impune – afirmou o representante de classe.

Oito dias depois do assassinato, a polícia maranhense não tem respostas para a morte de Décio Sá.

E optou pelo silêncio, diante da pressão da opinião pública.

Na última sexta-feira, o secretário de Segurança, Aluísio Mendes, determinou o sigilo das investigações, diante das dúvidas da imprensa e da falta de dados concretos sobre as linhas de investigação.

Em uma semana, a polícia prendeu apenas dois suspeitos de participação secundária no assassinato – e que negam veementemente.

Nenhuma pista do executor ou dos mandantes.

Este blog já havia opinado que a presença da Polícia Federal daria mais agilidade às investigações. (Releia aqui)

Uam forma de evitar que Décio Sá vire apenas estatística da criminalidade… 

 

2

Gilberto Léda de volta à blogosfera….

Após uma semana de “férias” para uma viagem ao Peru, o jornalista Gilberto Léda retormou hoje as sas atividades na blogosfera.

Leia a nota de retorno:

“Após nove dias de recesso, o blog está de volta!

Confesso a você, leitor, que sou um dos críticos desse “pára-continua” de alguns blogs.

Acredito que uma das características primordiais do jornalismo on-line é a constância. Porque a notícia não pára. Nunca!

Mas tenho minhas razões.

Após dois anos de trabalho duro, resolvi tirar oito dias de férias. E não foram quaisquer férias.

Fiz uma viagem em família ao Peru e, dentre outras coisas, conheci nada mais nada menos que Machu Picchu – a cidade perdida dos Incas, como a classificou Hiram Bingham, o professor americano que a redescobriu em 1911″. Continue lendo aqui…

 

9

Deputados reconhecem e elogiam independência do blog…

Tavares reconehceu publicamente postura do blog

Três deputados estaduais subiram hoje à tribuna da Assembléia Legislativa para reconhecer a postura independente deste blog na cobertura política do Maranhão. Outros dois também reconheceram a postura do blog, mas em conversas pessoais após a sessão.

O líder da oposição, Marcelo Tavares (PSB), frisou, em discurso, que o blog de Marco Aurélio D’Eça – ao lado de outros, como John Cutrim e Gilberto Léda – consegue fazer uma cobertura independente, abordando os fatos de forma transparente, apesar de manter uma linha política clara.

Para Bacelar, blogo influencia Assembléia

– Felizmente há blogs que, mesmo ligados ao sistema, ao contrário de oturos, conseguem ter uma visão crítica, como os blogs de Marco Aurélio D’Eça, Gilberto Léda, John Cutrim… – citou Tavares, ao discursar sobre a compra, pelo Governo Roseana Sarney (PMDB), de um terreno em Caxias, de propriedade da família Marinho. 

Em seguida, o vice-líder do governo na Casa, Magno Bacelar (PV), também foi à tribuna, para dizer que “a única coisa importante que Marcelo Tavares falou na tribuna” foi reconhecer a linha de independência dos blogs. E novamente citou o blog Marco Aurélio D’Eça.

– Blogs c0mo o de Marco D’Eça têm conseguido, inclusive, orientar as ações desta Casa – asseverou Bacelar.

Júnior falou de postura isenta

Em meio ao discurso de Bacelar, o vice-líder oposicionista Rubens Pereira Júnior (PCdoB) pediu aparte para corroborar a opinião do colega sobre os blogs.

– São blogs [o de Marco Aurélio D’Eça, entre eles] que ainda conseguem fazer uma cobertura isenta, denunciando o que precisa ser denunciado, mesmo alinhados ao governo – ressaltou.

Pinto: reconhecimento pessoal

Logo após a sessão, ainda me plenário, o titular do blog, ao lado do jornalista Gilberto Léda, foi abordado pelo deputado Neto Evangelista (PSDB).

– Quero também parabenizá-los pela postura independente reconhecida aqui hoje. Tenham certea que ganha a população, mas ganham também vocês. Todos têm direito a ter uma linha, mas isso não impede noticiar os fato de forma isenta. Parabéns – declarou Evanelista, no que concordou o deputado Jota Pinto (PR).

Neto fez questão de parabenizar pessoalmente

O reconhecimento dos cinco deputados – três deles de oposição ao governo – é o coroamento de um objetivo perseguido ao longo destes cinco anos de existência do blog: o da coragem e da independência como característica da informação aqui postada.

É esta independência que tem influenciado os círculos de poder – exatamente como os próprios parlamentares reconheceram – e gerado a credibilidade cada vez maior do blog em todos os ambientes políticos.

Diferenciação que o blog faz questão de mostrar, dia após dia, em relação a outros, de mesma linha.

E o reconhecimento público mostra que está no caminho certo…