9

“Preciso do apoio de vocês”, apela Flávio Dino, em jantar de Othelino com prefeitos e deputados

Após quase oito anos de maus tratos e tratamento autoritário – e sentindo o golpe da candidatura do senador Roberto Rocha – ex-governador diz agora que sempre prestigiou a classe política maranhense

 

Juntos e misturados: dinistas, petistas, comunistas, othelinistas e sarneysistas abraçados com Flávio Dino, que apela à “classe política” por sua eleição de senador

O ex-governador Flávio Dino acusou mesmo o golpe do lançamento da candidatura do senador Roberto Rocha (PSB) à reeleição.

Em jantar promovido pelo presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), com deputados e prefeitos, Dino nem de longe parecia o autoritário governante que maltratou a classe política em quase oito anos de mandato.

– Faço questão de ressaltar o meu compromisso com aquilo que a gente convencionou chamar de classe política. Quantas vezes andaram comigo, ao meu lado, inaugurando obras? Eu sempre prestigiei a classe política – afirmou o ex-governador, com a cara mais cínica, falando de obras no municípios e da relação do seu governo com as prefeituras.

Quem acompanhou o encontro conta que Dino chegou tentando ser engraçado, fazendo piada e brincando – até mesmo com o deputado Adriano Sarney (PV), neto do ex-presidente José Sarney (MDB), que decidiu apoiar o grupo de Dino nestas eleições.

Flávio Dino vem dando sinais cada vez mais claros de preocupação com a candidatura de Roberto Rocha; desde que o senador decidiu concorrer à reeleição, o ex-governador começou a se movimentar mais fortemente em busca do apoio – que até então ele achava ser obrigação dos prefeitos e deputados de sua base.

Dino fez questão de dizer que sempre prestigiou a classe política; como? levando-a nos lançamentos e usas obras e serviços no interior

A nomeação de Othelino Neto como seu coordenador de campanha – o presidente da Assembleia indicou a esposa como primeira suplente na chapa dinista – também foi uma forma de tentar se reaproximar da classe política, que ele sempre tratou com desdém e desprezo.

Sentindo na pele os riscos de perder a eleição de senador, o ex-governador não se fez de rogado em apelar aos convidados do jantar.

– Eu preciso do apoio de vocês. E mais uma vez estou pedindo o apoio de vocês – frisou o ex-governador.

Uma mudança e tanto para alguém que tinha certeza de ser Deus…

5

Família Sarney no palanque de Flávio Dino em 2022…

Adesão do deputado estadual Adriano Sarney à candidatura do vice-governador Carlos Brandão é o desfecho da aproximação que o governador Flávio Dino vem buscando com a família do ex-presidente José Sarney desde 2018 – e que culminou com sua eleição à Academia Maranhense de Letras

 

Adriano é o primeiro membro da família Sarney a aderir à escolha de Flávio Dino para o governo; mas outros membros do grupo já estavam com o governador

Uma cena inimaginável há 10 anos atrás deve ficar comum nas eleições de 2022: membros da família Sarney pedindo votos no mesmo palanque do governador  Flávio Dino (PSB),

Esta possibilidade tornou-se mais real nesta quinta-feira, 16, quando o deputado estadual Adriano Sarney (PV) anunciou apoio ao vice-governador  Carlos Brandão (PSD), “escolha pessoal” para as eleições de 2022.

A adesão de Adriano é o desfecho de uma aproximação que Flávio Dino vem fazendo da família do ex-presidente José Sarney desde 2018 – e que culminou com sua eleição, a pedido de Sarney, à Academia Maranhense de Letras.

O grupo Sarney – que inclui políticos, empresários e a força do Grupo de Comunicação Mirante – está em sua maioria alinhado a Flávio Dino há pelo menos um ano; a resistência ainda se dá pelos ex-governadores Edison Lobão e Roseana  Sarney (ambos do MDB).

A tendência é que a própria família do ex-presidente apoie a eleição de Flávio Dino ao Senado.

Inclusive com a  possibilidade de um suplente na chapa…

3

Adriano Sarney conversa com outras legendas sobre candidatura…

Deputado estadual que deve disputar uma cadeira na Câmara Federal tem conversado com membros do PP, sondando a possibilidade de montagem de chapa competitiva em 2022; PV enfrenta dificuldades em atrair candidatos

 

Adriano Sarney quer viabilizar sua candidatura a deputado federal em chapa consistente

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) tem conversado com lideranças de outras legendas em busca de espaços para disputar uma cadeira na Câmara Federal.

Na semana passada, ele esteve com o colega Ciro Neto, cujo pai, ex-prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho, é listado como um dos candidatos do PP à Câmara.

Comandado pelo deputado federal André Fufuca, o PP interessaria a Adriano pelo fato de ter uma boa chapa de candidatos e forte possibilidade de obter legenda para a disputa federal, o que não é o caso do PV.

Afastado do cenário eleitoral desde as eleições de 2020, o neto do ex-presidente José Sarney voltou à cena em meados deste ano, anunciando que estará na disputa de 2022.

Sua mudança de partido abriria espaço tanto para ele, em uma legenda mais competitiva, como deixaria o PV à disposição de outras lideranças que buscam comandar uma legenda no estado.

Mas esta é uma outra história…

4

PV deve participar forte das eleições no Maranhão

Com o ex-ministro Sarney Filho nas articulações em Brasília e o deputado estadual Adriano Sarney no maranhão, partido inicia diálogo com outras forças para formação de alianças visando 2022

 

Sarney Filho e Adriano Sarney já iniciaram diálogo com as forças que se movimentam para as eleições de 2022

A reaparição do deputado estadual Adriano Sarney, há duas semanas – quando anunciou que vai disputar as eleições de 2022, como candidato à reeleição ou a deputado federal – levou a uma série de especulações sobre os rumos do PV.

O partido do ex-ministro Sarney Filho tem articulado forte em Brasília e no Maranhão.

Na capital federal, Sarney Filho já tratou sobre as eleições pelo Governo do Estado, coisa que Adriano também tem tratado no Maranhão.

Diante do quadro de pré-candidatos a governador, em que a maioria dos nomes tem, de uma forma ou de outra, ligação com o governo Flávio Dino (PSB), o PV vai buscar aliança com os mais independentes.

Os verdes têm como principal trunfo o tempo de TV, que pode contribuir para qualquer coligação.

E os diálogos seguirão por todo 2021… 

6

Adriano Sarney de volta ao cenário político…

Deputado estadual pretende disputar a reeleição em 2022, mas não descarta uma candidatura a deputado federal, em uma articulação que passa também pelas eleições de governador

 

Adriano está de volta ao debate político estadual, como presidente do PV

Após período fora dos holofotes, desde as eleições municipais de 2020, o deputado estadual Adriano Sarney (PV) retomou o debate político.

Como presidente do PV maranhense, ele está aguardando a definição das regras eleitorais para definir a que posto concorrerá.

– Sou presidente do PV. Vou continuar no partido e sou candidato a estadual ou federal, vai depender das definições das regras eleitorais – disse ele, ao blog do Diego Emir.

De acordo com o que apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, Adriano Sarney está em sintonia com o pai, ex-ministro Sarney Filho, nas discussões sobre alianças do PV para a sucessão estadual.

O partido já tem alguns encaminhamentos relacionados a candidatos a governador, mas também vai esperar a definição das regras eleitorais.

O PV deve anunciar uma posição logo após definição dos rumos do grupo do governador Flávio Dino, que hoje tem cinco pré-candidatos na disputa.

É aguardar e conferir…

0

Como os de Wellington, votos de Adriano tendem a se diluir…

Apesar da postura de oposição ao governo Flávio Dino, ex-candidato a prefeito tem nicho eleitoral parecido com a maioria dos candidatos da base governista, o que pode levar ao espalhamento dos seus votos entre vários nomes

 

Eduardo Braide pode ser o principal beneficiário dos votos de Adriano Sarney, mas a tendência é que o eleitorado se dilua

Agora fora da disputa eleitoral em São Luís – em que figurava com índices na casa dos 4% de intenções e voto, segundo as pesquisas – o deputado estadual Adriano Sarney (PV) decidiu ficar neutro no primeiro turno.

Mas a tendência é que seus votos se dilua entre os vários candidatos do primeiro pelotão, a exemplo do que ocorreu com Wellington do Curso (PSDB), segundo mostrou o Ibope.

Embora faça oposição sistemática ao governo Flávio Dino (PCdoB), Adriano percorre nicho eleitoral muito parecido com os de outros candidatos ligados a Dino, como Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (PRB).

A princípio, apontou-se os votos do Sarney como naturalmente encaminhados para o líder nas pesquisas, Eduardo Braide (Podemos), o que daria a ele chances reais de vencer em primeiro turno.

O eleitorado, no entanto, tende a seguir caminho próprio, influenciado diretamente pela dinâmica da campanha.

Neste caso, os votos de Adriano, assim como ocorreu com os de Wellington, tende a seguir aqueles – ou aqueles – que apresentarem maior volume de campanha.

Essa diluição será o principal tema  da próxima pesquisa que não tiver na lista o candidato do PV…

0

Wellington conversa com Adriano Sarney…

Assediado por vários pré-candidatos, deputado estadual tucano que decidiu romper com o PSDB e com Eduardo Braide pode optar pelo candidato do PV para manter o discurso de oposição ao governo Flávio Dino

 

Após ser retirado da disputa pelo PSDB, Wellington virou asa costas para Braide e engata diálogo com Adriano em São Luís

Após forte assédio do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) – inclusive com ofertas pecuniárias – o deputado Wellington do Curso (ainda no PSDB) busca diálogo com o candidato do PV a prefeito, Adriano Sarney.

Uma eventual aliança com Adriano garantiria ao deputado oposicionista a manutenção do discurso contra o governo Flávio Dino (PCdoB), que tem adotado na Assembleia desde o primeiro mandato.

Adriano é um dos dois candidatos oposicionistas na disputa em São Luís; o outro é o próprio líder nas pesquisas, Eduardo Braide (Podemos), que caiu em desgraça com Wellington após fritura de sua candidatura no PSDB.

O cenário com o Sarney – a quem Wellington indicaria voto aos cerca de 10% dos eleitores que apoiavam sua candidatura – seria, assim, a opção mais adequada para o tucano no primeiro turno.

E no segundo turno, provavelmente, irá com qualquer um que enfrentar Braide…

1

Adriano comemora decisão que mantem a suspensão dos consignados

Na tarde desta quinta-feira (3), o deputado estadual e pré-candidato à prefeitura Adriano Sarney (PV), usou suas redes sociais para parabenizar a Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha de São Luís que negou o pedido de instituições bancárias de anular Lei n° 11.274/2020 que suspende a cobrança de empréstimos consignados de servidores públicos estaduais e municipais e de empregados públicos e privados em decorrência da pandemia da Covid-19.

“Fico muito feliz com essa decisão, pois foi com muita luta e dedicação que conseguimos a aprovação dessa Lei. Nesse momento, mais do que nunca, precisamos apoiar e ajudar a população Maranhense”, disse Adriano.

O juiz titular Douglas de Melo Martins, não acolheu as pretensões dos bancos: Itaú Unibanco e Bradesco que solicitaram manter a suspensão dos descontos, ao contrário disso, as suspensões ficarão estendidas até o mês de dezembro.

“A suspensão das cobranças de empréstimos consignados contraídos por servidores, empregados públicos e privados junto às instituições financeiras, serviu para desafogar o orçamento de milhares de famílias e garantir a sua subsistência durante esse período excepcional”, fundamentou o juiz.

1

Eleições 2020 marcam fim do ciclo sarneysista no Maranhão

Conceito de grupo político criado a partir da ascensão do ex-presidente José Sarney ao governo do Maranhão, em 1966, é encerrado neste processo eleitoral em que, pela primeira vez em 50 anos, não há uma candidatura que envergue oficialmente seus postulados

 

José Sarney ao tomar posse no governo, em 1966; ciclo que durou 50 anos chega oficialmente ao fim nestas eleições de 2020

Ensaio

As eleições de 2020 em São Luís vão encerrar, oficialmente, o ciclo do chamado “grupo Sarney” na história política do Maranhão.

Pela primeira vez em 50 anos, nenhum dos candidatos a prefeito enverga qualquer relação oficial com o conceito de grupo criado a partir da ascensão do ex-presidente ao poder, em 1966.

Nem mesmo o neto de José Sarney, o deputado estadual Adriano Sarney – que tem postura absolutamente independente em relação ao legado da família – pode ser apontado como sarneysista.

Outro aspecto que demonstra o fim do ciclo sarneysista é o espalhamento de seus antigos membros por diversas candidaturas, tanto da oposição quanto da base do governo Flávio Dino (PCdoB).

Historicamente, o início do fim do sarneysismo pode ser apontado em 1994, com a chegada de Roseana Sarney ao governo, o que iniciou a era chamada roseanismo.

Desde então, começou um ciclo de decadência sarneysista – no conceito de grupo – que culminou com a derrota em 2014, para o atual governador Flávio Dino.

Adriano e Roseana são representantes de duas gerações do legado sarneysista, mas cada um tem conceitos, ideologias e visão política distintas

Aos 90 anos, José Sarney é hoje o símbolo de um período histórico no Maranhão que oferece material para leituras e releituras ao longo dos últimos 25 anos.

Mas o conceito de grupo já não existe mais.

Os três principais representantes da família – Roseana, Adriano e Sarney Filho – carregam o legado histórico, mas cada um segue o próprio rumo conceitual e ideológico na política.

O que ficará ainda mais evidente a partir de 2022, quando novos atores protagonizarão novos rumos políticos no Maranhão.

É aguardar e conferir…

1

PV oficializa segunda-feira seus candidatos em São Luís

Deputado estadual Adriano Sarney será candidato a prefeito, e terá uma mulher como companheira de chapa, a ser anunciada durante o evento

 

Adriano e César Pires em reunião com os dirigentes municipais do Partido Verde: últimos detalhes para a convenção municipal de segunda-feira

Os últimos preparativos para a convenção municipal do Partido Verde (PV), em que será oficializada a candidatura do deputado e presidente estadual do PV, Adriano Sarney, à Prefeitura de São Luís, foram o assunto principal do encontro que reuniu o pré-candidato com o deputado e vice-presidente estadual da legenda, César Pires, e o secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, Sarney Filho.

A convenção acontecerá na próxima segunda-feira (31), das 17hs às 20hs.

“O PV decidiu participar das eleições em São Luís com um pré-candidato a prefeito com talento, competência, experiencia administrativa e fundamentação técnica na área econômica e administrativa, para propor à população uma gestão inovadora, capaz de levar nossa cidade a um outro patamar de desenvolvimento. Por isso escolhemos o deputado Adriano, que tem esse perfil, pois é um jovem com pós-graduação em instituições renomadas fora do Brasil”, enfatizou César Pires.

No encontro, que também contou com a participação da dirigente do diretório do PV em São Luís, Bárbara Soeiro, do empresário Marcos Sarney e o publicitário Gabriel Sarney, outro assunto debatido foi a escolha da candidata a vice-prefeita.

Como há dois nomes em discussão, também levando em consideração o perfil técnico definido pelo partido, a definição sobre a companheira de chapa do deputado Adriano será amadurecida neste final de semana e oficializada na convenção de segunda-feira.