0

A independência e articulação de Arnaldo Melo…

Ex-governador e ex-presidente da Assembleia Legislativa transita bem em todos os grupos políticos o que o faz procurado cada vez mais no atual momento político do Maranhão; e tudo em nome das suas bases no Sertão Maranhense

 

Arnaldo Melo é um dos mais experientes políticos da Assembleia, com trânsito livre em todas as correntes políticas

Historicamente independente e articulado, com trânsito em todos os grupos políticos do estado, o deputado estadual Arnaldo Melo (MDB) reuniu-se com o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, tratando de assuntos relacionados à saúde no sertão maranhense.

O Secretário de Estado da Saúde Carlos Lula viabilizou a reunião e o Chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, recebeu o colega, num diálogo habitual de deputados de vários mandatos.

Mostrando articulação política, Arnaldo Melo tratou sobre a implantação do centro de hemodiálise em Colinas, uma demanda histórica para pacientes que sofrem ao percorrerem longas distâncias para terem acesso às sessões de hemodiálise.

Melo já deixou claro que, se preciso, tratará com o próprio governador Flávio Dino (PCdoB) sobre o assunto, que considera de extrema relevância para o sertão.

Na conversa com o chefe da Casa Civil, Melo também tratou da questão envolvendo os hospitais prestadores de serviços ao SUS na região, cuja gestão é da Secretaria de Saúde do Estado.

Filiado ao MDB e formando bloco com o PV, Arnaldo pretende, ao seu estilo conciliador e articulado, viabilizar as ações que a região do sertão necessitam.

É aguardar e conferir…

1

Em discurso histórico, Arnaldo Melo fixa papel da Assembleia…

No mais importante pronunciamento da semana, ex-governador e ex-presidente da Casa relembra trajetória do parlamentar, ressalta a importância da renovação política e destaca a colaboração que os veteranos ainda podem dar ao estado

 

Arnaldo Melo na tribuna da Assembleia; ensinamento, humildade, aprendizado e história em um só tempo

O deputado Arnaldo Melo (MDB) fez na última quinta-feira, 7, o mais importante discurso da primeira semana de trabalho da Assembleia Legislativa.

Na condição de ex-presidente da Casa e ex-governador do Estado, o veterano fez questão de ressaltar seus cabelos brancos para, com humildade, pedir aos mais jovens que o acolhessem com “o instinto de colaborar”.

Citando os colegas Edivaldo Holanda (PTC) e José Gentil (PRB), que com ele já estiveram em outras legislaturas, Arnaldo discorreu sobre a história da Assembleia e seu papel na divisão do poder.

– Só tem governo forte se tiver Parlamento forte e diligente. Nós temos a incumbência maior que uma sociedade pode exigir que é elaborar, criar, excluir, extinguir as leis. Se nós somos a Casa das Leis temos todas as condições de direcionar o Poder deste Estado e deste país – analisou.

Demonstrando espírito de colaboração e unidade, o parlamentar pediu, humildemente, o apoio de todos os 41 colegas.

– Eu preciso da colaboração de V. Exªs. porque esta é uma Casa heterogênea, em que nenhum é maior ou menor do que o outro. As decisões são tomadas aqui de forma colegiada; e não é fácil convergir 42 interesses, uma vez que cada um de nós aqui traz o interesse das suas comunidades, dos seus representados. Conseguirmos criar este ambiente de convergência de forma pacífica é exatamente a força do Parlamento. E é com esse espírito que eu venho de alma desarmada, de espírito desarmado, sem qualquer tipo de pretensão maior do que fazer o meu trabalho legislativo – discursou.

O pronunciamento do ex-presidente da Casa foi acompanhado pela maioria dos novos e antigos parlamentares, muitos dos quais fizeram questão de endossá-lo com apartes.

Histórico

Fazendo um levantamento histórico do papel dos parlamentos nas democracias, Arnaldo Melo destacou o momento difícil pelo qual passa o legislativo brasileiro.

– O deputado, o parlamentar, seja o vereador, o deputado estadual, o federal ou senador, vive hoje um momento de dificuldade porque a sociedade, cansada, passou a nos exigir muito mais e exigir de nós inclusive posições e atitudes que não são próprias do parlamento – avaliou o parlamentar, lembrando que, essa pressão tem levado senadores, deputados e vereadores a mudar o foco e buscar carrear recursos e obras para suas bases, na tentativa e reverter a opinião crítica.

Melo ensina, no entanto, que a função precípua do legislativo é a elaboração de leis, a fiscalização delas e das ações do poder Executivo.

– Hoje o nosso eleitor, inconsciente, mas sedento de benefícios, passa a nos cobrar ações que são próprias do Poder Executivo, daí nós começamos a viver este conflito entre o Parlamento antigo e o Parlamento moderno. O que nós precisamos neste momento é ter muito cuidado porque é o Poder Legislativo que faz o peso e o contrapeso com os outros Poderes. O Poder Judiciário existe para analisar e para julgar os interesses da sociedade, o Poder Executivo, para aplicar corretamente os recursos arrecadados da comunidade ou da população. Neste tripé nós precisamos estar aqui para prestar o serviço a nossa comunidade – ensinou o parlamentar.

Após traçar a cronologia histórica do Poder Legislativo, estabelecer o papel do parlamentar e apontar problemas e soluções das Casas Legislativas Modernas, Arnaldo ouviu os apartes e encerrou seu discurso com lembrança ás suas bases.

Para os deputados que chegam, e os que já estão na Assembleia, foi uma aula do papel do deputado em toda sua essência…

1

Oposição bate cabeça no início dos trabalhos da Assembleia…

Sem liderança consistente no comando da bancada, deputados não-alinhados ao projeto do comunista Flávio Dino entram numa disputa fratricida por espaços de poder na Mesa Diretora da Casa

 

PARTE DOS DEPUTADOS DE OPOSIÇÃO com Othelino Neto: gestos comezinhos e a eterna disputa de vaidades

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa chegou ao fim do primeiro mandato do governo Flávio Dino de forma melancólica, esfacelada, com vários membros não reeleitos e sem um norte claro de comando.

E inicia a novo ciclo político de quatro anos ainda mais reduzida e dividida.

A guerra aberta entre os deputados Roberto Costa e Arnaldo Melo (ambos do MDB) por uma das inúmeras vice-presidências da Casa demonstra a falta de unidade da bancada no pós-Sarney.

Deputados experientes, como César Pires e Rigo Teles (PV), além dos próprios Melo e Costa, deveriam atuar para unificar a reduzidíssima tropa oposicionista, não dividi-la.

Até por que, no fim das contas, a importância do posto disputado na conjuntura da Assembleia é apenas o de turbinar o contracheque.

COM ARTICULAÇÃO E ESPAÇOS PRÓPRIOS, Roberto Costa tenta chegar à Mesa Diretora contra seus pares de bancada

Na legislatura passada – ainda que com remotas perspectivas de poder – a bancada de oposição, que tinha nomes como Andréia Murad (PRP), Eduardo Braide (PMN), Max Barros (DEM) e Sousa Neto (PRB), sofreu com ciumeiras e disputas internas por liderança e espaços midiáticos.

Se continuar numa guerra fratricida por nacos de poder e vaidades, reforçará a ideia de insignificância que ficou com a fragorosa derrota nas urnas.

E, e quiser, tem líderes experientes para evitar este racha…

1

“O clima é de insatisfação”, diz Arnaldo Melo sobre relação com PRTB…

Apesar de reconhecer a legitimidade de Márcio Coutinho, na busca por melhor aliança para seus candidatos, ex-governador pondera que muitos dos nomes da legenda foram levados da própria base do grupo Sarney

 

Arnaldo garante estar engajado na campanha de Roseana, mas reclama de aliados de Lobão

O ex-governador e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, pré-candidato a deputado estadual pelo MDB, disse hoje que o clima é de insatisfação com a postura do PRTB, de se alinhar a outro projeto estadual, mesmo tendo vínculos com o grupo Sarney.

– É legítima a intenção do Márcio Coutinho de buscar melhor posição para o PRTB. Mas é preciso entender que muitos desses candidatos que estão hoje na legenda foram retirados de nossas próprias bases, com a promessa de que continuariam conosco. É justo eles trabalharem por outro projeto agora? É ético? – perguntou Melo.

A insatisfação com o PRTB na base da campanha da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) se dá, sobretudo, entre os cinco deputados que irão disputar a reeleição – César Pires, Rigo Teles e Adriano Sarney (todos do PV), Roberto Costa (MDB) e Nina Melo (MDB) que será substituída por Arnaldo.

Para tentar garantir a própria eleição de deputado federal – e a eleição de pelo menos dois deputados estaduais – Márcio Coutinho, que é ligado à família do senador Edison Lobão (MDB), optou por coligar com o PSL, da pré-candidata Maura Jorge. (Entenda aqui)

Na avaliação de Arnaldo Melo – que é a mesma dos demais candidatos – não é justo que eles trabalhem para fortalecer o grupo, buscando a eleição de Roseana e do próprio Lobão, pondo em risco a própria reeleição, enquanto Coutinho vai para outro lado por interesses próprios.

O blog quis saber de Arnaldo Melo se há uma indisposição do grupo com a candidatura de Lobão diante da postura de Márcio Coutinho.

– Você responde por mim e eu assino embaixo!!! – concluiu ele…

1

Arnaldo Melo viabiliza mais de R$ 66 milhões para o Maranhão…

Diretor executivo da Funasa divulgou a relação de projetos aprovados no Programa de Melhorias Sanitárias e de Abastecimento de Água pelo órgão

 

O diretor executivo nacional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Arnaldo Melo (PMDB), ex-governador do Maranhão e ex-presidente da Assembleia Legislativa, confirmou a aprovação de 116 convênios do órgão com municípios maranhenses e a viabilização de recursos da ordem de R$ 66.882.400,00 milhões para investimentos em projetos do Programa de Melhorias Sanitárias Domiciliares (MSD) e de abastecimento sanitário.

A expectativa é de que os convênios sejam assinados até o dia 5 de dezembro, num ato oficial, em Brasília, para a execução dos projetos comece ainda este ano.

Do valor total, R$ 31.220.000,00 milhões serão aplicados para a implantação de 65 kits de MSD e outros R$ 35.662.400,00 serão executados para o 51 sistemas de abastecimento sanitário.

“O Brasil possui um índice muito baixo de saneamento e no Maranhão não é diferente. Há muitos municípios com dificuldade em abastecimento de água, principalmente água potável, nãohá local adequado também para que as famílias recolham os dejetos, a condição higiênico-sanitária é muito frágil e o projeto da Funasa atende justamente essa demanda”, explicou.

Arnaldo Melo, revelou que já está assegurado investimento de mais R$ 3.150.000,00 milhões para a perfuração de poços no Maranhão.

Com reportagem de Ronaldo Rocha

5

Reinaugurado, Costa Rodrigues terá jogo do MA Basquete..

Arnaldo meoo e auxiliares, em frente ao Costa Rodrigues, reinaugurado ontem

Arnaldo meoo e auxiliares, em frente ao Costa Rodrigues, reinaugurado ontem

Entregue ontem pelo governador Arnaldo melo (PMDB), após cinco anos de obras, o Ginásio Costa Rodrigues será palco, no próximo dia 16, de num jogo do Maranhão basquete.

A informação é do secretário de Esportes, Joaquim Haickel.

Completamente remodelado, o estádio voltará a ser palco das grandes atividades esportivas do Maranhão e, será inaugurado em grande estilo, com um jogo da equipe que tem sido destaque no campeonato brasileiro de Basquete há pelo menos quatro temporadas.

Até agora, o Maranhão Basquete mandava seus jogos no Ginásio Castelinho.

Jogando no Costa Rodrigues, terá um maior apelo de público, uma vez que o ginásio fica no Centro de São Luís.

E terá nova atração também para a cobertura televisiva.

 

 

5

Dinheiro, Flávio Dino terá de sobra…

Apesar das constantes – e inexplicáveis – tentativas do governador eleito Flávio Dino de  criar um clima de “terra arrasada”  no Maranhão, ele receberá um estado com cofres cheios e não terá desculpas para paralisar as obras

 

Governo Flávio Dino começa ruim

Arnaldo melo garante recursos

O governador Arnaldo Melo (PMDB) voltou a ressaltar, no fim de semana, o ajuste das contas do Maranhão. E garantiu que, se quiser, o seu sucessor, Flávio Dino (PCdoB), pode  dar continuidade ao mesmo ritmo de obras e serviços.

– O Estado hoje está ajustado, dando condições para que o próximo governo continue o trabalho que vem sendo desenvolvido – afirmou Arnaldo, durante mais uma maratona de entrega de obras no interior.

Desde o início da transição, Flávio Dino tem tentado criar um clima de tensão, uma espécie de salvo-conduto para o início de seu governo.

Ele não tem qualquer razão para isso.

São quase R$ 2 bilhões em caixa, garantidos para investimentos. Há também vários convênios já empenhados, que garantem outro R$ 1 bilhão para obras como o corredor metropolitano, o Minha Casa, Minha vida, e a continuação das avenidas Quarto Centenário e Via Expressa, até o Anil, como previsto nos projetos iniciais.

Governo Flávio Dino ruim

Flávio Dino: doido pra criar uma crise

Dinheiro, Flávio Dino terá de sobra. Aliás, como ele mesmo dizia em campanha.

Na verdade, a estratégia do comunista é a mesma que foi usada pelo seu afilhado, Edivaldo Júnior (PTC), em São Luís.

Após a eleição, em que prometeu mundos e fundos para os ludovicenses, Holandinha começou a usar o discurso da terra arrasada para nada fazer em sua gestão.

O problema é que, frustrados com o discurso da mudança, a população começou a rejeitar o prefeito.

Risco que o governador não tem necessidade alguma de correr…

1

Governador recebe futuro presidente do Conguaras…

FOTO AMAURYNa manhã desta terça feira, 15 , o governador Arnaldo Melo, recebeu em seu gabinete no Palácio dos Leões, o futuro presidente do Consórcio Conguarás da Região do Litorial Ocidental e prefeito de Mirinzal, Amaury Almeida.

Com ele, o prefeito de Cururupu, Junior Franco atual presidente, para tratar dos pagamentos dos convênios celebrados ainda no Governo Roseana Sarney.

Arnaldo Melo afirmou que todos os convênios serão pagos, como é o caso deMirinzal e Cururupu e demais municípios do Conguarás.

Confiante na palavra do Governador saíram certos de que o mais rápido possível serão retomadas as obras de asfaltamento das avenidas conveniadas.

Estamos muito felizes em receber a noticia de que os moradores de nossos municípios vão receber o convenio para o asfalto ainda este ano, foi nosso maior presente de Natal – citou o Amaury.

8

Haverá disputa pelo comando da Assembleia…

Arnaldo: candidato a reeleição

Tudo indica que o presidente Arnaldo Melo (PMDB) conseguirá aprovar, na sessão de hoje, o projeto que antecipa a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

E tudo indica que, conseguindo isto, ele convocará imediatamente as eleições para 5ª feira, quando estará  cumprido o prazo legal de 48 horas exigido na proposta.

Mas Arnaldo Melo terá que enfrentar um adversário na disputa pelo comando da Casa.

Os secretários Ricardo Murad ou Max Barros (ambos do PMDB ) deverão representar a bancada governista no processo – ou um ou outro.

A princípio, a bancada governista pensa em impedir a votação da proposta arnaldista – como fez na sessão de ontem.

Mas já há um grupo que defende a aprovação e a imediata articulação para ter um candidato.

Na avaliação deste grupo, o estado de prontidão do grupo forçará Melo a convocar logo a eleição.

Sob pena de ver a Casa esvaziada por causa do debate eleitoral interno.

É aguardar e conferir…

3

Eleição na Assembleia deverá ser antecipada…

Do blog de Jorge aragão

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Arnaldo Melo (PMDB), deu definitivamente início ao seu projeto de reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

No Diário da Assembleia desta quinta-feira (05), o primeiro grande passo foi dado. Na página 04, consta um Projeto de Resolução Legislativa nº 025/2012, que requer a alteração do artigo 7º da Resolução Legislativa nº 499 de 24 de junho de 2004.

–  A partir do dia 15 de julho do segundo ano da Legislatura, realizar-se-á Sessão Preparatória para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão que tomará posse no dia 1º de fevereiro no terceiro ano da legislatura, em data e horário a ser definido por Ato da Mesa Diretora, com antecedência de 48 horas a realização do pleito, obedecidos o disposto no art. 8º e seus incisos do Regimento Interno – diz o documento. Continue lendo aqui…