0

Hildo Rocha traça com Ilda Angélica estratégias para agentes de Saúde…

Em reunião na sede nacional do MDB, em Brasília, Hildo Rocha e a presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias (Conacs), Ilda Angélica, conversaram sobre demandas que deverão compor a pauta de lutas da categoria para 2024, ano em que a entidade comemora 25 anos de existência.

Ilda Angélica destacou que durante o período em que o emedebista Hildo Rocha presidiu a frente parlamentar em apoio aos Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate a Endemias a categoria obteve avanços importantes nas lutas em defesa da melhoria das condições de trabalho a exemplo da garantia do piso salarial na constituição federal.

“Hildo Rocha é um grande amigo, um companheiro, um aliado que muito fez pela nossa categoria, quando esteve na presidência da frente parlamentar em apoio aos agentes de saúde e agentes de combate às endemias de todo o Brasil. E hoje nós estamos aqui a fim de conversamos, estamos nos aconselhando com ele, para que a gente trace as melhores estratégias para continuarmos avançando em 2024. E, se Deus quiser, Hildo Rocha voltará para a Câmara para junto conosco fortalecer a nossa luta”, enfatizou Ilda Angélica.

Hildo Rocha enfatizou que tanto ele quanto as principais lideranças do MDB também são favoráveis às pautas legislativas defendidas pelos ACS e ACE.

“Nós somos a favor e apoiamos as pautas legislativas dos agentes de saúde e de endemias porque reconhecemos a importância desses profissionais para a saúde preventiva no Brasil. Assim, tanto eu quanto o deputado Baleia Rossi, presidente do nosso partido, o líder na Câmara, deputado Isnaldo Bulhões e demais integrantes da bancada do MDB são favoráveis à aprovação de medidas legislativas que possam contribuir para a melhoria das condições de trabalho desses profissionais que são de fundamental importância para a saúde pública no nosso país”, sublinhou Hildo Rocha.

Hildo Rocha com os representantes da associação dos agentes comunitários de Saúde, em Brasília

Hildo Rocha destacou que embora a categoria tenha obtido avanços significativos, na legislatura passada, ainda existem demandas relevantes que precisam ser atendidas.

“A promulgação da Emenda Constitucional 120, que garante um piso salarial nacional de dois salários mínimos para a categoria é um avanço significativo. Agora, precisamos avançar na questão da aposentadoria especial e da insalubridade, entre outras questões de interesse da categoria para que os agentes de saúde e os agentes de combate às endemias tenham os seus direitos reconhecidos e assegurados, para o bem da saúde pública do nosso país”, ressaltou Hildo Rocha.

Além de se aconselhar com Hildo Rocha, a Conacs quer ouvir também opiniões dos associados sobre a situação da categoria nas bases, e sugestões para o fechamento da pauta para 2024.

Na sua opinião, quais pautas deverão ser priorizadas pela categoria no ano e 2024? As respostas podem ser enviadas por meio de enquete online disponibilizada no site da instituição.

A enquete é aberta a todos os agentes de saúde e agentes de combate às endemias do Brasil, independentemente de categoria, filiação sindical ou local de atuação.

0

Perfil de Weverton criticado por dinistas vai ajudar o próprio Flávio Dino no Senado…

Senador do PDT é um dos mais hábeis articuladores do Congresso Nacional e circula com desenvoltura em todas as alas políticas, incluindo o bolsonarismo, o que levou a críticas do ainda ministro da Justiça, agora precisando de votos no Senado para ter o nome aprovado para o STF

 

Da esquerda histórica, Weverton tem perfil conciliador e vai ajudar Flávio Dino na busca por votos bolsonaristas, incluindo Flávio Bolsonaro

Aliados do ainda ministro da Justiça na imprensa maranhense bateram, duramente, durante a campanha de 2022, em um perfil que deveria ser visto com respeito na personalidade do senador Weverton Rocha (PDT): sua capacidade de diálogo com todas as correntes políticas.

Apoiando a candidatura do então candidato a governador Carlos Brandão (PSB) Flávio Dino condenava a relação de Weverton com o senador Flávio Bolsonaro (PL)-RJ), filho do então presidente Jair Bolsonaro (PL), e com outros senadores da direita bolsonarista no Senado.

Influenciados pelo então ex-governador, blogs alinhados chegaram a bater forte em Weverton por causa deste perfil. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

O tempo passou, tanto Brandão quanto Dino elegeram-se, Dino chegou ao ministério de Lula, inviabilizou-se na política até ser indicado para o Supremo Tribunal Federal pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Agora precisa de 41 votos no Senado para ter essa indicação aprovada.

Por ironia do destino, é a relação de Weverton Rocha com os senadores da direita bolsonarista que deve garantir a aprovação do nome de Dino; há possibilidade de que até mesmo Flávio Bolsonaro acabe acatando a indicação do ex-comunista.

Weverton sempre teve relações com o presidente Lula, antes mesmo até de o próprio Flávio Dino entrar na política.

Mas isso não o impediu de mostrar-se um hábil articulador no Congresso Nacional, mantendo-se próximo de todas as correntes políticas, como já mostrou este blog Marco Aurélio d’Eça no post “Weverton ganha força de articualdor em Brasília…”.

O senador do PDT conta com um mínimo de 55 votos favoráveis no Senado ao nome de Flávio Dino.

Mas espera aumentar essa votação para mais de 60 nos próximos 15 dias…

0

Luciano Genésio e Ivo Rezende articulam avanços para o COSEMS-MA…

O Prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio esteve reunido com o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Ivo Rezende, para discutir e direcionar ações que representam avanços para o Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão (COSEMS/MA), tornando o órgão mais acessível e democrático nas decisões que visam uma saúde abrangente e de qualidade.

A reunião aconteceu na última quinta-feira (15), na capital São Luís, onde o que prevaleceu mais uma vez foi a união de um grupo que está consolidado e fortalecido, todos com um só objetivo, desenvolver o estado do Maranhão através do fortalecimento do SUS nos municípios.

“Estamos unindo forças em defesa da saúde dos 217 municípios do Maranhão. Juntos, seguimos de forma plurilateral, lutando por “Um SUS de todos e para todos”. Uma união que dialoga com poderes e faz interlocuções políticas que beneficiam o COSEMS/MA e as Gestões Municipais do Maranhão”, pontuou o prefeito Luciano.

Consenso 

Fred Lobato abriu mão da disputa pela presidência do COSEMS/MA  para compor com o candidato indicado pelo Governo.

“Durante a discussão, percebi a importância de abrir mão do meu cargo de presidente do COSEMS/MA, compreendendo que concessões seriam necessárias para avançarmos em nossa causa. Foi uma discussão intensa e estratégica, visando a união de forças. Assim, de forma plurilateral, decidimos unificar as chapas que estavam concorrendo”, afirmou Fred Lobato.

Fred Lobato disse ainda que a chapa continua ativa, porém, agora fortalecida. “Unido com nossa companheira Thais, estarei debatendo os nomes que comporão a Diretoria do Conselho e os demais cargos, garantindo uma representação diversificada e democrática”.

Da assessoria

0

David Ayoub rompe com Facinho e Alexsandra em Cândido Mendes

Em desabafo divulgado nas redes sociais, jovem político diz que acreditou que o prefeito de Cândido Mendes fosse “gente diferente” e declara estar arrependido de ter levado muitos para o sol apoiá-lo em 2020

 

Em um comunicado divulgado em suas redes sociais e grupos de WhatsApp, o jovem político David Ayoub pede desculpas aos aliados que incentivou a apoiar o prefeito de Cândido Menes, em 2020.

– Quero pedir desculpas, aos meus amigos e todo nosso grupo político ,todos que foram para o sol apoiar o Prefeito @facinhorocha nas eleições de 2020 – disse Ayoub.

David reclama da falta de atendimento da prefeitura; e culpa diretamente o senhor identificado por José Bonifácio.

Ele anunciou também o rompimento com o prefeito e com a vice, Alexsandra Viana.

Abaixo, a íntegra do comunicado do jovem político:

“Quero pedir desculpas ,aos meus amigos e todo nosso grupo político ,todos que foram para o sol apoiar o Prefeito @facinhorocha nas eleições de 2020.

Há meses que a Prefeitura Municipal de Cândido Mendes ,na pessoa do Senhor José Bonifácio , por falta da má execução e administração dos recursos, tem feito uma administração pautada em seus próprios interesses ,não tem investido em políticas públicas que coloquem em evidência de colocar nossa cidade em desenvolvimento.

Por isso ,gostaria nesse momento me desculpar com meus amigos e eleitores ,pois outrora acreditei que o Prefeito Facinho Rocha seria um prefeito diferente.”

1

André Fufuca é principal articulador maranhense no Congresso, aponta Estadão

O jornal O Estado de São Paulo produziu um infográfico relacionando quem foram os parlamentares que coordenaram a construção da eleição de Arthur Lira para a Câmara e Rodrigo Pacheco para o senado.

Entre, senadores, deputados, ministros que formam a tropa, o único maranhense é o deputado federal André Fufuca, presidente do Progressistas no Maranhão.

Não é a primeira vez que André Fufuca se destaca dos demais parlamentares maranhenses em termo de articulação em Brasília. Em 2017 e 2019, foi o único dos 21 parlamentares maranhenses que foi eleito para a mesa diretora do Congresso Nacional.

Enquanto alguns passam a imagem de grandes articuladores sem articular nada, Fufuca sem fazer alarde nenhum, mostra como se faz política de verdade.

0

A independência e articulação de Arnaldo Melo…

Ex-governador e ex-presidente da Assembleia Legislativa transita bem em todos os grupos políticos o que o faz procurado cada vez mais no atual momento político do Maranhão; e tudo em nome das suas bases no Sertão Maranhense

 

Arnaldo Melo é um dos mais experientes políticos da Assembleia, com trânsito livre em todas as correntes políticas

Historicamente independente e articulado, com trânsito em todos os grupos políticos do estado, o deputado estadual Arnaldo Melo (MDB) reuniu-se com o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, tratando de assuntos relacionados à saúde no sertão maranhense.

O Secretário de Estado da Saúde Carlos Lula viabilizou a reunião e o Chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, recebeu o colega, num diálogo habitual de deputados de vários mandatos.

Mostrando articulação política, Arnaldo Melo tratou sobre a implantação do centro de hemodiálise em Colinas, uma demanda histórica para pacientes que sofrem ao percorrerem longas distâncias para terem acesso às sessões de hemodiálise.

Melo já deixou claro que, se preciso, tratará com o próprio governador Flávio Dino (PCdoB) sobre o assunto, que considera de extrema relevância para o sertão.

Na conversa com o chefe da Casa Civil, Melo também tratou da questão envolvendo os hospitais prestadores de serviços ao SUS na região, cuja gestão é da Secretaria de Saúde do Estado.

Filiado ao MDB e formando bloco com o PV, Arnaldo pretende, ao seu estilo conciliador e articulado, viabilizar as ações que a região do sertão necessitam.

É aguardar e conferir…

1

Articulação política de Ivaldo Rodrigues fortalece Edivaldo e Weverton…

Como auxiliar da prefeitura, vereador fortalece as bases do gestor tanto na Câmara quanto na Assembleia; e, como militante do PDT, viabiliza as bases eleitorais do candidato a senador

 

Ivaldo Rodrigues como representante da prefeitura na Câmara Municipal…

 

Atual secretário de Articulação Política da Prefeitura de São Luís, vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), atua em duas frentes neste ano de 2018.

Como auxiliar do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) na área política, ele tem fortalecido as bases do gestor na Câmara Municipal; e amplia também para a Assembleia Legislativa.

Mas a articulação de Ivaldo se dá também na seara partidária.

… E como militante do PDT em campanha por Weverton Rocha ao Senado

Como militante do PDT, ele tem atuado fortemente na articulação da campanha do deputado federal Weverton Rocha (PDT) ao Senado, sobretudo na capital maranhense.

Com forte penetração eleitoral na Zona Rural, o vereador articula com lideranças comunitárias e populares em vários bairros.

E aposta nos resultados no dia 7 de outubro…

0

Edilázio visita os municípios de Tutóia e Barreirinhas…

Em Tutóia, com Fábio Braga, Edilázio participou de almoço oferecido por lideranças municipais

O deputado estadual Edilázio Junior, pré-candidato do PSD a uma vaga na Câmara Federal, intensificou a sua pré-campanha no interior do estado no início desta semana.

Na segunda-feira o parlamentar visitou a cidade de Tutóia. Lá, participou, ao lado do deputado Fábio Braga, de um almoço oferecido por José Aldo, liderança política da região e pelo ex-prefeito Raimundo Nonato, o Diringa.

Vereadores, lideranças comunitárias, presidentes de partidos e aliados do pré-candidato o recepcionaram no ato. Edilázio ainda participou da abertura de um tradicional festejo da região.

Em Barreriinhas, o deputado conheceu o Parque de Vaquejada, construído pela gestão Albérico Filho

Logo após a agenda em Tutória, Edilázio seguiu para o município de Barreirinhas.

Na ocasião ele realizou uma visita política ao prefeito da cidade, Albérico Filho, que o apoia na cidade. Albérico apresentou a obra de construção do Parque de Vaquejada do município, que está sendo edificado com recursos próprios e que será inaugurada na próxima semana, com a tradicional Vaquejada de Barreirinhas.

O local já recebeu calçamento e iluminação. Está em fase de infraestrutura das demais áreas.

Ao longo da semana Edilázio visitará outros municípios.

0

Júnior Verde firma parcerias com agentes de limpeza…

Durante os intervalos das agendas de trabalho em São Luís, esta semana, o deputado estadual Júnior Verde (PRB) parou para conversar com um grupo de agentes de limpeza que faziam a manutenção das vias públicas na capital maranhense. Na oportunidade, ele ouviu as reivindicações dos trabalhadores e identificou demandas relevantes para a classe. 

“Trabalharei para atender as indicações necessárias e cobrarei dos órgãos responsáveis por cada uma das demandas que me foram apresentadas. Os agentes de limpeza são de fundamental importância para a manutenção da nossa cidade, conservando-a sempre limpa”, disse o parlamentar.

Uma das reivindicações apresentadas diz respeito à manutenção e criação de postos de trabalho. Júnior Verde afirmou que buscará, junto aos órgãos responsáveis, a garantia de que os empregos sejam mantidos e novas vagas sejam abertas.

“Para que mais pessoas possam sair do desemprego e consigam uma renda, gerando assim uma movimentação nas compras e desenvolvendo a sociedade maranhense através da economia. Eu gosto e busco os resultados positivos. Lutaremos pela classe dos agentes de limpeza e nos empenharemos para que todos saiam vitoriosos”, explicou o deputado.

1

Hildo Rocha é eleito presidente da comissão da PEC da Reforma Tributária…

O deputado Hildo Rocha (MDB) foi eleito nesta terça-feira (26) presidente da comissão especial que vai analisar a reforma tributária – Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 293/04. Rocha escolheu o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) como relator. O deputado Rogério Rosso (PSD-DF) foi eleito 1º vice-presidente.

Simplificação

A proposta que será discutida extingue tributos federais (IPI, IOF, CSLL, PIS/Pasep,  COFINS, salário-educação, Cide Combustíveis), o ICMS estadual e o ISS municipal. No lugar desses tributos será criado um imposto sobre o valor agregado de competência estadual, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), e um imposto sobre bens e serviços específicos (Imposto Seletivo), de competência federal, que incidirá sobre produtos específicos, como petróleo e derivados; combustíveis e lubrificantes; e cigarros.

“É uma proposta revolucionária que muda completamente o sistema tributário brasileiro. Vai simplificar a vida das pessoas, vai melhorar a arrecadação e fazer com que haja justiça tributária, ou seja, os ricos pagarão mais e os cidadãos e cidadãs de menor renda irão pagar menos”, afirmou Hildo Rocha.

Gesto econômico

Hauly disse que é importante aprovar a PEC em Plenário ainda neste ano, pelo menos em primeiro turno, como um “gesto econômico e político” do Congresso sobre a necessidade da reforma. “Uma perna da PEC sinaliza para o eleitor que estamos dispostos a fazer mudanças. É bom para todos, para nós, para os candidatos e para o País, destacou.

Ainda de acordo com o relator, a classe empresarial, os auditores federais, estaduais e municipais, são favoráveis às teses contidas no relatório.

“Não temos mais o que discutir, agora é o detalhe do detalhe. A expectativa é fazer a apresentação formal do texto assim que o prazo regimental de dez sessões”, disse Hauly

Otimismo

O deputado Pedro Fernandes, demonstrou otimismo quanto aos trabalhos da comissão presidida por Hildo Rocha. O parlamentar lembrou que há anos tenta-se fazer a reforma, mas, o tema não avança porque algumas pessoas poderosas temem as mudanças.

“Chegou a hora de superarmos a descrença. Temos que modernizar a nossa legislação tributária, essa é uma necessidade urgente, não dá mais para esperar. Acredito que finalmente iremos avançar pois agora a sociedade está mais informada acerca da necessidade de promovermos uma mudança profunda no sistema tributário nacional”, disse Fernandes.

Para o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM), a proposta amadureceu e pode dar modernidade ao sistema tributário.

“Quando se fala em reforma tributária, há sempre o medo de perder receita ou aumentar a tributação. Acho que fazer o convencimento não vai ser uma missão simples.”

O deputado Júlio Cesar (PSD-PI) disse estar “entusiasmadíssimo” com a proposta por ela ter apoio dos estados e municípios e também do governo federal. Ele reconheceu, porém, que há pessoas no Executivo federal ainda reticentes ao texto.

Para o deputado Ivan Valente (Psol-SP), a reforma tributária é chamada de mãe de todas as reformas, mas parece ser uma reforma “sem mãe” por nunca sair. “Os interesses envolvidos e as pressões que surgem pela distribuição da arrecadação são muito fortes. E no Brasil vinga a lei do mais forte”, afirmou.

No fim do mês passado, em meio à greve dos caminhoneiros, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse que era preciso priorizar o andamento da reforma tributária.