0

Octávio Soeiro e as ações pela cultura…

Pré-candidato a vereador reuniu setores do segmento na Madre Deus para dialogar com o candidato a prefeito Eduardo Braide ações para fomento e valorização da arte ludovicense

 

O pré-candidato a vereador de São Luís, Octávio Soeiro (PODEMOS), promoveu no último sábado (19), no bairro da Madre Deus, o maior evento cultural desse segmento.

“Desde criança aprendi a valorizar esse setor com os meus pais. Agradeço a presença do meu pré-candidato a prefeito, Eduardo Braide e da minha vice, Esmênia. Cultura se faz com o coração”, disse Soeiro.

Durante o ato, estiveram presentes o pré-candidato a prefeito da capital, Eduardo Braide e a vice Esmênia.

“O Octávio sempre teve esse olhar especial pela cultura de São Luís. Não é de hoje que ele vem contribuindo de forma ativa para este segmento. E é por isso que eu preciso muito dele no Legislativo Municipal. Eu quero o Octávio na Câmara de São Luís”, declarou Braide.

O evento contou com a presença de representantes de grupo de Bumba meu boi, Dança Portuguesa, Cacuriá, Quadrinha, Blocos Tradicionais, Tambor de Criola, Dança do Boiadeiro e Escola de Samba.

1

Natanael Júnior é pré-candidato na luta pelo esporte e cultura alternativa

Presidente do Moto Club de São Luís, jornalista com passagem pelas principais emissoras de TV do estado v ai concorrer a uma vaga na Câmara Municipal pelo Cidadania

 

Produtor cultural, o jornalista foca no rock e tem, histórico de grandes shows e festivais em São Luís

O jornalista Natanael Júnior, que durante muitos anos trabalhou na TV Mirante, TV Cidade e hoje é diretor-geral da TV Guará, lançou nesta sexta-feira sua pré-candidatura a vereador de São Luís pelo Cidadania.

Por meio de um vídeo publicado em suas redes sociais, Natanael Júnior anunciou suas plataformas de campanha – projetos pela valorização da cultura alternativa e do esporte profissional e amador da cidade.

Natanael Júnior é um reconhecido produtor de shows e eventos. Apaixonado por rock and roll desde a adolescência, ele já tem quase 30 anos de atuação nessa área, com cerca de 190 shows de vários estilos musicais no Maranhão e no Norte-Nordeste, como o inesquecível show da banda alemã Scorpions em São Luís.

“Conheço a luta das bandas e artistas independentes, do rock and roll ao hip-hop, e pretendo defender projetos para a cena independente da cidade seja cada vez mais valorizada”, declarou Natanael Júnior a este blog.

Hoje no comando do Moto Club, Natan desenvolveu gestão enxuta, que levou o time a finais consecutivas no Maranhense

Há três anos, Natanael Júnior assumiu a presidência do Moto Club de São Luís – tendo como saldo, até agora, 59 partidas e apenas 6 derrotas, três finais de estadual em três anos consecutivos, um clube sem dívidas, com transparência na prestação de contas publicadas de forma detalhada no site oficial, inauguração da primeira loja oficial do clube e reforma de parte do CT, que segue em obras.

Como vereador, irá apresentar propostas para levar mais esporte para os bairros da capital, “visando a cidadania, saúde, a inclusão pelo esporte e a geração de emprego e renda, afinal esporte é um direito social e a gente precisa garantir isso para a juventude”.

0

Bandas com até quatro integrantes devem ser liberadas em São Luís

Casa Civil do Governo do Estado deve anunciar nesta sexta-feira, 4, o Decreto com regras para realização de shows em bares, restaurantes e casas noturnas ampliando o número de artistas no palco

 

Por enquanto, as apresentações estão restritas a dois músicos em palco, mas a realidade para os artistas deve mudar a partir deste fim de semana

O secretário-chefe da Casa Civil do governo Flávio Dino (PCdoB), Marcelo Tavares, deve anunciar nesta sexta-feira, 4, novo Decreto regulamentando as apresentações de música ao vivo em bares, restaurantes e casas noturnas de São Luís.

A partir do novo documento – que deve entrar em vigor já neste fim de semana – as bandas e grupos musicais podem ter até quatro componentes.

Atualmente, apenas dois músicos podem se apresentar juntos nestes estabelecimentos.

A nova medida visa atender um pedido da classe artística, que diz não aguentar mais tanto tempo sem trabalhar.

O horário de funcionamento de bares e restaurantes deve continuar o mesmo, com licença somente até a 0h00.

O anúncio das novas medidas deve ser feito pelo próprio governador Flávio Dino, em seus já tradicionais pronunciamentos de sexta-feira.

1

Réquiem a um pulha…

Por Pergentino Holanda

Raríssimas vezes, em cinquenta anos de jornalismo, abri espaço em minha Coluna para reafirmar aquilo que, em momento anterior, eu já havia noticiado. E o leitor cativo desta página sabe que o que aqui divulgo jamais é posto em xeque, portanto não carece de reafirmação, porque o que alimenta uma caminhada tão longa, de credibilidade inabalável, é a matéria-prima da verdade.

Lido diariamente com fatos, com informações certeiras, e não com sofismas. Não tenho tempo – nem a idade me permite isso – para compartilhar inverdades com o ilustríssimo leitor, muito menos para macular reputações alheias em redes sociais, como alguns, desocupados há mais de duas décadas, dão-se ao trabalho de fazer.

Escrevo porque fiz do jornalismo o meu sacerdócio e dele não me divorcio enquanto saúde e entusiasmo para viver eu tiver. Tive oportunidades de me aposentar aos 45, aos 50, aos 55, aos 60, aos 65 anos. Mas optei por continuar trabalhando como um cidadão digno. Fiz a opção por manter a mente ocupada, por servir aos meus leitores, por ser útil à sociedade. Jamais tive vocação para ser um pulha encostado, para ser um incapaz.

Meu convívio com a Academia Maranhense de Letras já dura mais de quatro décadas. Tenho com essa instituição e seus membros uma relação de respeito mútuo, pautada também pela reciprocidade afetiva. Sem qualquer modéstia, conheço a AML e suas entranhas protocolares – incluem-se aí os processos eleitorais – bem mais que alguns aventureiros de plantão, de “biografia fake forjada em artigos enfadonhos”, como dizia meu saudoso amigo Jomar Moraes.

Pela minha histórica proximidade com a Academia Maranhense de Letras, por diversas vezes fui assediado a concorrer a uma vaga naquela respeitada instituição. Nunca aceitei. Optei por manter o distanciamento necessário para me portar como o repórter ético que, na maioria das vezes, obtém a informação privilegiada, ajuda a costurar acordos, apoia os projetos e, como nenhum outro jornalista, abre espaços para divulgação das solenidades da Casa de Antônio Lobo.

À exceção do pulha juramentado, escolha aleatoriamente um acadêmico, meu caro leitor, e pergunte a ele se o que aqui escrevi, na semana passada, sobre o forte movimento que se constrói para a sucessão de Sálvio Dino, tem ou não fundamento. Pergunte ao decano. Ouça os mais antigos e os mais novos na AML. Indague o ex-presidente da Casa.

Por diversas vezes a AML convidou, sim, pessoas ilustres do meio intelectual para entrarem no seu quadro de membros. Poderia enumerar aqui vários exemplos, todos eles consumados por eleição consensual. É demasiado leviano negar – ou desconhecer, por ignorância – a história da instituição.

Por raríssimas vezes precisei ser tão enfático numa única nota. Mas meu único compromisso é com a informação. E que fique bem claro: não faço concessão ao blefe.

EM TEMPO: fiz questão de ignorar o nome de Lino Moreira para não dar a ele a importância que ele pensa que tem, quando na verdade não passa de um pulha, puxa-saco dos poderosos e “intelectual fake”.

0

Comunitários recebem doação da live de Mara Pavanelly…

Após polêmica com a lotação no espaço onde foi realizado o evento, ação mostra resultados práticos e entrega toneladas de alimentos distribuídos às famílias carentes do bairro da Alemanha

 

Os produtores da live de Mara Pavanelly participaram da entrega de alimentos a moradores do bairro da Alemanha

Os produtores da live de Mara Pavanelly, realizada quinta-feira, 30, entregaram nesta segunda-eira, 3, a moradores d bairro da Alemanha, cestas básicas de alimentos e máscaras de proteção individual.

Os produtos oram arrecadados durante a live da cantora, realizada em uma das áreas do Valparaíso Acqua Park.

O evento gerou muita polêmica em São Luís devido à superlotação do local, que acabou transformando a live em show presencial; diante disto, autoridades do estado anunciaram que iriam multar os produtores e o local do evento.

O Ministério Público também pretende investigar a live.

Diante da polêmica, a produtora Assessoria Avançada e a KM Produções divulgaram a entrega dos alimentos, resultantes da realização do evento.

A escolha da comunidade foi da própria cantora…

1

Farsa das live’s solidárias na mira do Ministério Público…

Pseudos-empresários têm usado a proibição de eventos com música ao vivo para comprar “shows” de artistas e faturar alto com a venda de patrocínios, manipulando o próprio espectador do evento a fazer doações no lugar deles; Ministério Público suspeita de lavagem de dinheiro

 

Uma das lives produzidas esta semana gerou aglomeração e tumulto, o que chamou atenção do Ministério Público; fortes suspeitas de lavagem de dinheiro

A pandemia de coronavírus trouxe um novo momento para a classe artística brasileira, que se viu sem espaço de trabalho e teve que se reinventar para, ao menos, se manter vivo na memória do público.

Mas as lives, que surgiram de forma despretensiosa, acabaram virando um milionário negócio, não para os artistas mais para pseudo-empresários caça-níquel, resultando em tumultos como o que ocorreu recentemente em um parque da cidade.

O Ministério Público desconfia que a prática possa esconder, inclusive, a prática de lavagem de dinheiro.

O esquema funciona assim: o suposto empresário compra as lives dos artistas, pagando antecipado, e promete a ele toda a estrutura para o evento – desde o som, passando por equipamento de transmissão e filmagem.

A partir daí, o empresário passa a vender o show a patrocinadores de todos os tipos – de empresas a políticos; de prefeitos a candidatos, muitos dos quais utilizam-se da oportunidade para lavagem de dinheiro.

Em troca, o artista se compromete a criar o QR-Code e pedir doações aos espectadores, o que daria o ar de “solidário” à live.

Vários artistas foram procurados pro empresários com esta proposta, o que gerou uma rede de lives solidárias que de solidária só apresentaram o nome.

Mas os tumultos gerados nestes eventos chamaram a atenção do Ministério Público.

Que decidiu investigar o assunto…

1

Governo impõe medidas e fecha bares da Lagoa e da Península…

Após constatar aglomerações, shows ao vivo e outras irregularidades reveladas pelo blog Marco Aurélio D’Eça, fiscais do Procon e da Vigilância Sanitária interditou algumas casas, notificou outras e decidiu retornar no próximo fim de semana

 

Tida como área de luxo, a Península da Ponta D’Areia recebe bares requintados, que desrespeitam as regras para funcionamento

Fiscais da Vigilância Sanitária e do Procon decidiram interditar o Tapera Bar Temático, na região da Lagoa da Jansen, por descumprimento das regras impostas para funcionamento da Casa.

O governo também notificou os restaurantes BurgerNight, Ada Coley, Itália in Távola e Bistrô Quintalão, na Península da Ponta D’Areia.

O blog Marco Aurélio D’Eça vem mostrando, desde a semana passada, que restaurantes e bares da região considerada mais nobre de São Luís vêm desrespeitando sistematicamente as regras de reabertura deste setor da economia.

Na sexta-feira,17, revelou que bares da Península estavam realizando shows ao vivo, no post “Bares da Península desrespeitam Leis, promovem shows e aglomerações…”

Fiscais do Procom-MA e da Vigilância Sanitária estiveram também em bares e restaurantes da Lagoa da Jansen no fim de semana

Já na segunda-feira, 20, este blog publicou relatório da circulação que fez nas noites de sexta e sábado, e na tarde de domingo, tanto na Lagoa da Jansen e da Península quanto na avenida Litorânea.

A Vigilância Sanitária e o Procon já anunciaram que voltarão aos locais no próximo final de semana…

4

Governo pode liberar apenas “voz e violão” em bares

Proposta da Secretaria de Indústria e Comércio já esta sob avaliação das pastas de Saúde e da Casa Civil do Governo do Estado e faz parte da liberação gradual das atividades noturnas em São Luís

 

O estilo Voz e violão está em estudo do governo para liberação em bares e restaurantes

A proposta da Secretaria de Indústria e Comércio para liberação de musica ao vivo em bares e restaurantes contempla apenas o estilo “voz e violão”.

No entendimento do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, esta modalidade de música ao vivo garante maior atrativo aos estabelecimentos sem risco de maiores aglomerações, como ocorre com bandas completas.

– A proposta ainda tem que passar pela Casa Civil e pela Saúde – explicou Simplício.

Os bares e restaurantes voltaram a funcionar desde o dia 27 de junho, mas sem música ao vivo; estabelecimentos que tentaram burlar as regras chegaram a ser multados pelo governo.

A ideia de liberar a música ao vivo de forma gradual visa exatamente conter o avanço da coVID-19.

Ainda não há previsão de quando o estilo voz e violão poderá ser utilizado…

0

Mano Borges e PP Júnior comandam live em prol de artistas…

Evento “Você é tudo e Muito Mais” será transmitido pelos canais dos artistas no Instagram e no Youtube a partir de um palco virtual montado na casa de PP; arrecadação será doada a artistas que enfrentam dificuldades por causa da pandemia

 

PP Júnior e Mano Borges vão levar o melhor do pop-rock, MPM, MPB, Axé e Sertanejo em homenagem aos artistas maranhenses

Os cantores PP Júnior e Mano Borges decidiram liderar uma causa nobre em prol da classe artística maranhense, que enfrenta serias dificuldades financeiras por causa da pandemia de coronavírus.

Eles vão protagonizar nesta quinta-feira, 9, a live solidária “Você é Tudo e Muito Mais!”, a partir de um palco montado na casa de PP e transmitida nos canais YouTube/PP Júnior e Instagram @ppjunioroficial, a partir das 20h.

Para conectar todos numa atmosfera alto astral e singular, o evento irá unir a música popular brasileira, com a maranhense e, claro, pop rock, axé music e sertanejo, que, entre um bate-papo e outro, pretende se esticar por muitas horas, quando simultaneamente serão arrecadados recursos, alimentos e cestas básicas para músicos, roades e técnicos, que atuam no palco e nos bastidores da arte musical em São Luís.

 

Lembrando que na trajetória da carreira dos dois cantores, sempre houve muita interação e parceria. Pepê Júnior produziu vários CDs e DVDs de Mano Borges e, agora, juntos vão mostrar na live toda essa história que, com certeza, muito vai emocionar e orgulhar os seus seguidores inscritos nos canal.

Para contribuir, basta acessar o QR Code no momento da transmissão ou depositar numa conta aberta no Banco do Brasil: agência 5605-7, conta 21313-6, em nome de Ana Raísa Pereira Moura, CPF: 019366123-30.

1

Vereador contesta proibição de artistas em bares…

Raimundo Penha argumenta que, se o estabelecimento já está com a capacidade máxima definida no próprio decreto de abertura, a presença de música ao vivo não fará nenhuma diferença para efeito de aglomeração

 

Os bares reabriram, mas sem a presença de artistas nos palcos, que ficam vazios desde o último sábado, 27

O vereador Raimundo Penha (PDT) contestou nesta terça-feira, 30, a regra do Governo do Estado que proibiu a realização de música ao vivo nos bares e restaurantes de São Luís.

Estes estabelecimentos ganharam permissão para voltar a funcionar a partir do último sábado, 27, mas com a proibição de shows e a apresentações artísticas.

– Queria entender o sentido de não ter música ao vivo em bares. Se estes já tem uma capacidade definida, ao m,eu ver, a presença dos artistas não vai alterar em nada – ponderou o parlamentar de São Luís.

O vereador Raimundo Penha contestou em suas redes sociais a proibição dos shows aos vivo nos bares

Na avaliação de Penha, ao contrário de prejudicar, a presença de artistas é uma forma de ajudar no reforço às normas de prevenção e proteção nos próprios estabelecimentos.

O vereador anunciou que vai apresentar requerimento à Prefeitura de São Luís pedindo a liberação imediata dos shows ao vivo nos bares e restaurantes.