0

Braide pagou quase R$ 900 mil por shows que não ocorreram em São Luís….

Apresentações de Chicabana e de Maiara e Maraisa durante o período de carnaval foram canceladas por motivos alheios à vontade da prefeitura, mas o prefeito ainda não se manifestou como pretende reaver os valores pagos, se em novos shows ou por devolução do que foi pago

 

Nota de liquidação da Prefeitura de São Luís com o pagamento do show de Chicabana, três dias depois a banda não ter se apresentado em São Luís

Pelo menos R$ 890 mil dos valores que foram gastos pela Prefeitura de São Luís no período de carnaval estão ainda sem atender o objetivo; são dois shows pagos pelo prefeito Eduardo Braide (PSD) e não realizados.

Ainda no período de pré-carnaval, Braide pagou R$ 300 mil para apresentação da banda bahiana Chicabana, uma espécie de cover do Chiclete com Banana; a banda se apresentaria no sábado, 20 de janeiro, na Cidade do Carnaval, mas perdeu o voo para a capital maranhense; mesmo assim, a prefeitura fez o pix do valor do contrato na segunda-feira, 22, após a data evento.

Já na segunda-feira de carnaval estava prevista a apresentação da dupla sertaneja Maiara e Maraisa, que chegaram a vir para São Luís, mas não puderam se apresentar por causa do temporal que caiu na cidade naquele dia. Foram R$ 590 mil pagos pela prefeitura sem que houvesse o show.

Agenda de Maiara e Maraisa divulgada em suas redes sociais em 1º de fevereiro; perceba que não há data reservada para São Luís na segunda-feira, 12

Mas neste caso, um detalhe da página oficial das cantoras no instagram chamou a atenção deste blog Marco Aurélio d’Eça: estranhamente, nem na agenda da dupla, publicada no início de fevereiro, constava a apresentação em São Luís. (veja print acima)

Em nenhuma publicação oficial, a Prefeitura de São Luís ou o prefeito Eduardo Braide disseram como pretendem reaver o dinheiro público pago pelos dois shows que não ocorreram; no contrato, há a previsão de devolução do valor recebido – com eventual multa e for o caso – ou a marcação de outro show.

Nem Chicabana e nem Maiara e Maraisa anunciaram outro show na capital maranhense…

0

Imagem do dia: Marquinho Duailibe contrito…

Na primeira postagem em suas redes sociais desde sua exoneração da Secretaria de Cultura pelo prefeito Eduardo Braide, jornalista revela-se em período de reclusão, fala de Deus, de amizades, do que vale a pena viver e diz estar nascendo de novo, “dentro de uma nova perspectiva de vida”

 

Marquinho Duailibe em imagem contrita, em busca de paz após furacão que se abateu na sua vida

O jornalista e publicitário Marco Duailibe manifestou-se em suas redes sociais nesta segunda-feira, 19, pela primeira vez desde a sua exoneração da Secretaria de Cultura da Prefeitura de São Luís; falou de Deus, revelou-se recluso e buscando respostas no silêncio.

Sem tocar na questão de sua demissão e nem no nome do prefieto Eduardo Braide (PSD), mas revelou-se, de uma certa forma, magoado com as circunstâncias e com pessoas neste período.

– Mas quando a gente passa por alguma dificuldade, a vida te mostra quem realmente se importa com você. E então descobrimos não apenas quem merece o nosso amor, a nossa amizade, mas o que realmente vale a pena nessa estrada da nossa existência – declarou o ex-secretário.

 

É a segunda manifestação pública de Marquinho Duailibe desde a crise na Secretaria de Cultura que resultou em sua exoneração; a primeira foi um artigo, no carnaval, em que se mostrou surpreso com a repercussão do caso “Juju e Cacaia” na imprensa

– Hoje é o meu dia de nascer e eu só quero que a minha oração alcance a bênção de quem me deu a chance de me reencontrar no útero da vida. Que eu possa acender luzes no fim do túnel, mover as montanhas que dependem da minha fé e que eu encontre um novo sentido para sorrir e ser feliz – frisou o jornalista.

0

Carnaval de Pinheiro se consagra mais uma vez como o melhor da Baixada

Avenidas, ruas e praças cheias de turistas que vieram para a Princesa da Baixada curtir a tradicional folia que só se encontra em Pinheiro. 6 dias de festa, atrações incríveis e um público que fez a diferença, com entusiasmo e muita alegria: O carnaval de Pinheiro é assim.

Conhecido por sua diversidade de opções para a diversão, pela sua segurança que deu um show este ano, com a participação da polícia militar, guarda municipal, seguranças particulares, bombeiros e profissionais da saúde (médicos e enfermeiros), que garantiram o bem-estar dos brincantes nos dias de folia, o carnaval de Pinheiro foi sucesso.

“Sucesso total. Mais uma vez, conseguimos trazer para nossa cidade grandes atrações, organizamos uma festa gigantesca que movimentou toda a cidade. Estamos muito felizes em ver que tudo ocorreu com tranquilidade e muita alegria. Obrigado a todos que vieram curtir este Carnaval conosco, que contribuíram com nossa cidade. Já estamos ansiosos pelo próximo”, falou o prefeito Luciano.

E nesta terça-feira, 13, o encerramento da festa momesca pinheirense foi com Latino e Patchanka. Latino foi a grande sensação da noite. Levou o público à loucura, eles cantaram e dançaram durante todo o show.

A terça também foi o dia do tradicional Bloco das Patifas, exibindo seu brilho, cores, fantasias, muita purpurina e irreverência. Centenas de pessoas participaram do maior bloco de homens travestidos de mulheres do Maranhão.

Durante o percurso o prefeito Luciano esteve presente, e foi carinhosamente recepcionado pelo público, foram muitas fotos e vídeos feitos com o gestor que promoveu um grandioso carnaval.

O Carnaval de Pinheiro, cujo tema deste ano foi Folia que Contagia, de fato contagiou todos escolherem a Princesa como destino. Mais um ano de sucesso.

Da assessoria

 

0

Corpo de Bombeiros garantiu segurança das estruturas no carnaval…

Como parte das forças de Segurança organizadas pelo Governo do Estado, corporação fiscalizou palcos, camarotes e demais estruturas na Avenida Litorânea, na Beira-Mar e na Praia Grande, atuando em conjunto com o Centro Tático Aéreo

 

As viaturas dos Bombeiros fizeram incursões diárias nos setores onde se concentrava o carnaval de São Luís

Atuando como parte das forças de segurança empregadas nas ações do carnaval em São Luís e no interior, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão foi o responsável pela garantia de segurança nas estruturas montadas para as festas, na Praia Grande, na Beira-Mar e na Avenida Litorânea.

– Estivemos de prontidão desde a montagem da festa, garantindo que toda a estrutura tivesse a segurança necessária para que as pessoas pudessem aproveitar com segurança, sem risco de sofrer qualquer acidente. Exemplo disso foi o adiamento da programação que aconteceria na segunda a noite na Beira-Mar, após as chuvas, sendo estas transferidas para terça, na Litorânea. Tudo visou a segurança e proteção à vida de todos – afirmou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto.

As equipes mantiveram plantão nos circuito da folia durante todo o período carnavalesco

Além da fiscalização nas estruturas, o CBMMA manteve plantão nas praias e na região do Centro Histórico, de prontidão contra riscos de afogamento e outros problemas relacionado à concentração de multidões.

O Corpo de Bombeiros atuou em conjunto com o Centro Tático Aéreo (CTA).

0

Fábio Câmara mantém carnaval de base em São Luís…

Enquanto o prefeito Eduardo Braide transformava a Cidade do Carnaval em um “rodeio sertanejo-pop” e o governador  Carlos Brandão reeditava um “Marafolia fora de época” na Avenida Litorânea, candidato do PDT a prefeito patrocinou mais de 60 blocos e participou pessoalmente da festa em mais de 50 comunidades nos cinco dias de folia na capital maranhense

 

Nas vielas do Centro, em pequenos grupos familiares ou blocos gigantescos que mobilizam as comunidades, lá estava a mão amiga de Fábio Câmara

Os grandes blocos de bairro, que levaram a festa para toda uma comunidade também teve o apoio de Fábio Câmara no carnaval das comunidades

Mulheres de divertiram com segurança e tranquilidade, fosse em uma grande festa, fosse em uma pequena tenda de um grupo de amigas

O candidato do PDT a prefeito de São Luís, Fábio Câmara, esteve em pelo menos 50 comunidades da capital maranhense durante os cinco dias de carnaval; ele patrocinou nada menos que 60 blocos de rua, favorecendo o carnaval-raíz nas periferias e zona rural.

As festas gigantes patrocinadas pelo poder público atraiu milhares de pessoas, mas o que se viu na prática foi a Cidade do Carnaval, do prefeito Eduardo Braide, transformado em um “rodeio sertanejo-pop”, coma trações nada identificadas com o carnaval; já a festa do governador Carlos Brandão (PSB) foi uma espécie de “Marafolia-fora-de-época”, na Avenida Litorânea.

– Muitas pessoas não tinham como se deslocar ao Centro Histórico ou ás praias, ou mesmo preferiram brincar em suas comunidades; e a gente esteve presente nesses encontros de autêntica alegria e diversão. Um carnaval raiz nas comunidades –frisou o candidato pedetista.

Somente no carnaval, Fábio Câmara ajudou na montagem de mais de 60 blocos, de vários tamanhos e estruturas, importando apenas a satisfação da festa; foram para as ruas com os abadás viabilizados pelo ex-vereador os seguintes blocos ou lideranças: 

  • Acorda Maroca, Gigolô, Associação da Areinha, Nesse Poço, Raul Seixas, Pula Corno, Os Patrões, Jumenta Torrada, Professor Carlos, Edilson-Conselheiro Tutelar, Biné, Sheila Bacabeira, Daniel-Conselheiro Tutelar, As Furiosas, Batista, José Mendes, Hilton Cunha-Diamante, Cilene, Bernado, Raphael-Belira, Isa-Belira, Batuke, Gabriel, Artur, Fábio Costa, Elenilde, Dira, Nival, Gilson, Sebastião, Capijuba, Clarissa, Pedro, Egilson-Drink,  Crystopher, Mário Jackson, Raidane, Bumba Meu Bloco, Charlinhos, Luís Guterres, Duarte-Salão, Drª Marise, Chuila, Pneu, Flavinho, Waldegno, Sf, Nádia-Santa Barbára, Veiga Jr, André Codozinho, Stalone, Kael, Os Esponjas, Alemanha, Marineuza, Vitão, Baile da Verdinha-Leomar, Bloco Pé De Cana-Paulo Lion, Bloco Zé Alegria, Bloco Mais Vida-Chefa, JJP.

 

Nas pequenas comunidades da Zona Rural, em sítios e localidades afastadas também há caranval; e todos têm direito à alegria

nas vielas do Centro de São Luís, base de Fábio Câmara, todos se divertiram com o tradicional carnaval

cada comunidade fez a sua festa do seu jeito, mostrando que a folia momesca envolve toda São Luís, indistintamente

O foco da atuação de Fábio Câmara tem sido exatamente nas comunidades, fortalecendo as relações culturais de raiz.

Além dos blocos e festas carnavalescas, ele atuou diretamente no apoio a retiros culturais promovidos pelas igrejas evangélicas, sobretudo as mais afastadas dos grandes centros.

– A gente vive uma São Luís que a elite não vê, mas que tem fome e sede não apenas de comida e água, mas de Justiça Social e cultura; aqui, como diz Arnaldo Antunes, não se quer apenas comida. A gente também “quer comida, diversão e arte” concluiu o candidato pedetista…

0

Batalha entre Brandão e Braide desfigura o carnaval e nem tem saldo eleitoral…

Sucesso de público e crítica das festas protagonizadas pelo prefeito e pelo governador – o primeiro com seu rodeio “sertanejo-pop” e o segundo com o laboratório para o “Marafolia” – serviu apenas para a medição de forças das duas máquinas que devem ser usadas durante as eleições, mas tem seus efeitos levados com as cinzas da quarta-feira, sem qualquer influência direta no processo político

 

A avenida Litorânea transformada em laboratório do Marafolia por Carlos Brandão: bahianidade no carnaval de São Luís

Ensaio

O período de carnaval foi marcado por uma disputa velada entre o governador Carlos Brandão (PSB) e o prefeito Eduardo Braide (PSD) para saber quem faria a melhor festa de São Luís; e a quarta-feira de cinzas amanheceu com leituras na mídia sobre o sucesso do carnaval A ou do carnaval B, pelo número de público que cada máquina conseguiu levar para seus “arraiais”.

O que se vê nesta ressaca de Momo são posts, notícias, análises e comentários sobre vitória de Braide ou de Brandão no carnaval.

Mas é preciso deixar claro que o sucesso do carnaval não tem qualquer influência eleitoral na disputa em São Luís; a multidão que se esbaldou no show do DJ Alok na Cidade do Carnaval agora dorme o sono dos justos e já nem se lembra mais do promotor da festa, o prefeito Eduardo Braide.

A disputa festeira entre governo e prefeitura foi uma espécie de “CarnaGohia” – expressão criada pelo deputado estadual Yglésio Moyses (ainda no PSB) para definir a mistura de shows de Goiás e da Bahia, em detrimento das verdadeiras manifestações maranhenses – com atrações que poderiam ser trazidas a qualquer tempo ao longo do ano.

E ao que tudo indica se repetirão no São João, como já anunciou o próprio Braide, com a antecipação de um novo show de Alok.

O show de luzes da apresentação do DJ Alok na Cidade do Carnaval, o rodeio pop-sertanejo de Eduardo Braide

Se o prefeito transformou a “Cidade do Carnaval” em uma espécie de rodeio “Pop-sertanejo”, o governador optou por usar a Avenida Litorânea como um laboratório para reedição do antigo Marafolia, com seus trios-elétricos desfilando pela Avenida Litorânea, como nos anos 90, assunto que vem sendo tratado nos bastidores do governo desde 2023.

Pouca ou nenhuma expressão carnavalesca genuinamente maranhense foi destacada nas festas eleitoreiras de governo e prefeitura; mas elas próprias pagam o preço de sua inversão caça-níquel:

As escolas de samba preferiram fazer uma espécie de passarela fora de época, com desfiles somente nos dias 23 e 24; e os tradicionais blocos populares – JegueFolia, Confraria do Copo, Esbandalha, Bandida, Bloco do Reggaes… expressões tradicionais da ilha – também se transformaram em trio-elétrico puxando uma espécie de “pipoca” das atrações nacionais.

O carnaval passou como uma exibição de força das máquinas que se enfrentam no processo eleitoral; não terá nenhum impacto nas eleições e apenas serviu para desfigurar o carnaval de São Luís.

Mas terá o impacto do gasto milionário de dinheiro público…

0

Imagem do dia: o carnaval que Eduardo Nicolau adora…

Como faz praticamente todos os anos, o procurador-geral de Justiça – que atua implacavelmente para impedir a realização da festa no interior maranhense – passa a folia momesca no Rio de Janeiro, que considera “o melhor carnaval do mundo”; desta vez, ele se encontrou com a comitiva do governador Carlos Brandão, convidado para o desfile da Mangueira, que homenageou  Alcione

 

Nicolau com a comitiva de Brandão “no melhor carnaval do mundo”, no Rio de Janeiro, em foto postada pelo governador em suas redes sociais

Desde sexta-feira, 9, no Rio de Janeiro – onde chegou anunciando presença no “melhor carnaval do mundo” – o procurador-geral de Justiça Eduardo Nicolau, encontrou-se nesta segunda-feira, 12, com o governador Carlos Brandão (PSD), que foi acompanhar o desfile da Estação Primeira de Mangueira, cujo enredo homenageia a cantora maranhense Alcione.

O governo de Brandão deu R$ 1,5 milhão para financiar o desfile da Mangueira.

Eduardo Nicolau passa praticamente todo carnaval no Rio de janeiro, que ajuda a ser “o melhor carnaval do mundo”, como ele mesmo atestou nas redes socais.

No Maranhão, porém, sob a sua batuta, promotores atuam para impedir a realização de festas nos municípios em que um período como o de carnaval é a única opção de lazer do povo durante todo o ano.

Este ano, mais uma vez, promotores agiram para impedir a realização de carnavais pelas prefeituras de diversas cidades.

E Nicolau mais uma vez foi para o Rio de Janeiro.

Curtir “o melhor carnaval do mundo”…

0

Braide amplia estrutura da Cidade do Carnaval para show de Alok…

Embora Brandão e seus parceiros na mídia tentem confundir a população – ao anunciar que “toda programação da Beira-Mar foi transferida para a Avenida Litorânea” – prefeito explica que o evento com o DJ e toda a programação do carnaval no Centro Histórico está mantida para esta terça-feira, 13

 

Após as chuvas de ontem, Braide reforçou toda a estrutura da Cidade do Carnaval para o show de Alok, que acontece hoje no Centro Histórico de São Luís

O prefeito Eduardo Braide (PSD) foi às redes sociais nesta terça-feira, 13, para reforçar a população sobre o show do DJ Alok, que acontece na Cidade do Carnaval, no Centro Histórico.

Braide tenta fugir de uma artimanha do governo Carlos Brandão (PSB) e de seus parceiros na mídia, que anunciam desde cedo que toda a programação da Beira-Mar fora transferida para a Avenida Litorânea, sem dizer, em momento algum, que a transferência é apenas das atrações promovidas pelo Governo.

– Não vá se atrapalhar com o local; o show de Alok é aqui, na Cidade do Carnaval, no Centro Histórico – disse  o prefeito, em vídeo publicado em suas redes sociais.

A artimanha de Brandão contou com seus parceiros na mídia, que ignoraram presença de Alok em São Luís nesta terça-feira, 13.

Emissoras de TV, rádio, portais e blogs financiados pelo Palácio dos Leões tentam desde cedo vender a informação de que não haverá mais programação na Beira-Mar, sem citar o show de Alok que acontece no Centro Histórico.

O objetivo é claro: esvaziar o carnaval da prefeitura, fazendo com que toda população se desloque para a Litorânea, sem se preocupar com aqueles que precisam se deslocar longas distâncias de ônibus.

Além de ampliar a estrutura de som e luz, Braide reforçou toda a parte de segurança, aumento o número de banheiros químicos e espalhou diversos telões por toda a Cidade do Carnaval e suas adjacências.

O show de Alok começa por volta das 19h.

E é na Cidade do Carnaval, no Centro Histórico…

0

De como Brandão atuou para esvaziar o Circuito Beira-Mar até fechá-lo antes do fim da festa…

Usando seus parceiros na comunicação – TV Mirante à frente – governador focou a divulgação do carnaval a partir do Circuito Litorânea, que estreou sob seu comando este ano, minimizando o circuito criado por Flávio Dino em 2018 e que modernizou o carnaval de São Luís, até encerrar antes do tempo as suas atividades nesta terça-feira, 13

 

Toda cobertura da Mirante – principal parceira do governo Brandão – foi feita a partir da Litorânea no período carnavalesco; Circuito Beira-Mar fechou antes do tempo

Depois de montar um “cavalo de batalha” contra o prefeito Eduardo Braide (PSD) pelo controle do Circuito Beira-Mar do carnaval maranhense – forçando o prefeito a ciar um circuito alternativo, que gerou polêmica, mas se mostrou sucesso – o governador Carlos Brandão decidiu antecipar o encerramento da festa no local, que deveria terminar somente na madrugada da quarta-feira, de cinzas.

Toda a programação do carnaval patrocinado pelo Governo do Estado foi transferida para a Avenida Litorânea, em cima de trios elétricos; os shows de Lauana Prado e Geraldo Azevedo, que deveriam ocorrer no palco da Beira-Mar, serão apresentados em cima de um trio, na Litorânea.

Na verdade, desde o início do carnaval, na sexta-feira, 9, ficou claro o foco do governo Brandão no carnaval da Litorânea.

Os colaboradores midiáticos do Palácio dos Leões – como a TV Mirante, sua principal parceira – focava todo o seu jornalismo na avenida das praias, mostrando só aqui e ali algum aspecto do carnaval na Beira-Mar; desde a sexta-feira gorda, os telejornais da emissora estavam sendo apresentados diretamente da Litorânea, com um ou outro flash a partir da Beira-Mar.

O Circuito Beira-Mar foi criado no segundo mandato do governo Flávio Dino (PCdoB) como uma espécie de alternativa para valorizar a orla marítima do Centro Histórico a partir da Praça Maria Aragão; foi sucesso de público e crítica desde o início, inclusive com reconhecimento deste blog Marco Aurélio d’Eça.

Este ano, o prefeito Eduardo Braide tentou realizar a festa da prefeitura a partir do Circuito Beira-Mar, e chegou a anunciar sua programação para o local, mas foi rechaçado por Brandão, que chegou a botar a Polícia Militar para impedir o prefeito de fazer festa.

Mas mesmo no pré-carnaval, este blog Marco Aurélio d’Eça já havia percebido o esvaziamento da Beira-Mar, como foi mostrado no post “Cidade do Carnaval esvazia Circuito Beira-Mar; Brandão foca na Litorânea…”

A justificativa para o encerramento precoce do Circuito Beira-Mar foi o comprometimento da estrutura após as fortes chuvas de ontem (Leia aqui); mas a Cidade do Carnaval também teve sua estrutura abalada na segunda-feira, 12 – tanto que cancelou o show da Mayara e Maraysa – mas nada que não pudesse ser consertada durante o dia desta terça-feira, 13.

Com o fim melancólico do Circuito Beira-Mar, Eduardo Braide fica sozinho para reinar absoluto nesta terça-feira, com o show do DJ Alok.

E ao que tudo indica, o prefeito vai rir por último…

0

Prefeitura de Santa Rita exigirá estorno de pagamento feito ao cantor Igor Kannário

Após dar calote no município de Coelho Neto, onde cantaria no sábado, cantor baiano também faltou ao compromisso assumido com o carnaval santaritense e terá que devolver o dinheiro pago

 

Igor Canário deu calote em duas prefeituras maranhenses no fim de semana de carnaval

Na noite deste domingo, a Prefeitura de Santa Fita foi surpreendida com um caso inédito. Preparando um grande Carnaval para os foliões, o município foi surpreendido com um calote por parte do cantor Igor Kannário, da Bahia.

O cantor se apresentaria as 21h, e de lá seguiria para pegar voo às 00:30min. Porém, sem nenhuma satisfação, seu produtor apenas informou após várias tentativas de contato por parte da administração, que o cantor não iria mais para a cidade.

Com mais esse calote, o cantor perde a total credibilidade dos fãs do interior do Maranhão, dando calote no Sábado em Coelho Neto e no Domingo em Santa Rita.

Agora, a administração municipal buscará administrativamente e na justiça, o estorno de todo o pagamento feito ao cantor Igor Kannário, além de pagamento de multas por parte do cantor, como rege o contrato.

A programação do Carnaval de Santa Rita segue até a terça-feira, 13, com diversas outras bandas, paredões e Dj’s.

Da assessoria