2

Paulo Victor promete “o melhor São João de todos os tempos”

Recém-eleito para presidir a Câmara Municipal de São Luís a partir de 2023, vereador será secretário de Cultura do governo Carlos Brandão e quer marcar sua gestão com uma festa junina jamais vista no Maranhão

 

Paulo Victor vai assumir a Secretaria de Cultura no governo-tampão de Carlos Brandão e já prepara São João inesquecível

O vereador e presidente eleito da Câmara Municipal, Paulo Victor (PCdoB), confirmou sua posse na Secretaria de Estado da Cultura, onde ficará até janeiro de 2023.

E já tem um projeto imediato para a pasta. 

– Agora a nossa meta é fazer o melhor São João de todos os tempos no Maranhão para que todos os maranhenses possam matar a saudade desse período que tanto amamos – afirmou Paulo Victor.

Victor foi aclamado presidente da Câmara em eleição na segunda-feira, 4; logo após a eleição, foi convidado pelo governador Carlos Brandão para assumir o comando da Cultura durante o seu governo.

– Para honrar mais esse grande desafio, estou me licenciando da Câmara de São Luís para seguir no Governo do Maranhão. Ano que vem retorno para presidir a Casa Legislativa – explicou o parlamentar.

Ligado aos movimentos culturais e ao segmento de Bumba-meu-boi, Paulo Victor tem forte relação com a cultura.

E terá o apoio dos 31 vereadores de São Luís no projeto de São João…

0

Cadê também o Odylo Costa Filho, artistas?!?

Movimento militante-midiático que pressiona o prefeito Eduardo Braide pela volta do Circo Escola faz vista grossa para a desativação de todos os setores do Centro de Criatividade e sua transferência para a Secretaria de Educação

 

O movimento “Cadê o Circo?” tem gritado forte contra o prefeito Eduardo Braide, mas nada disse, ainda, sobre o fechamento do Odylo Costa Filho pelo governo Flávio Dino

Opinião

Tem sido unifocal, torto e direcionado o movimento de setores da classe artística que resolveram pressionar o prefeito Eduardo Braide (Podemos) – após oito anos de silêncio durante a gestão do ex-prefeito Edivaldo Júnior (PSD) – pela reimplantação do Circo Escola na região do Aterro do Bacanga.

O mesmo movimento, que, inclusive, já fez ação na região da Praia Grande, faz vista grossa ou ignora solenemente a desativação completa de todas as atividades do Centro de Criatividade Odylo Costa, filho.

O governo Flávio Dino (PSB) decidiu – sem aviso prévio e sem ouvir ou comunicar esta mesma classe artística revoltada com o circo – encerrar todas as atividades do Centro e transferir o prédio para a Secretaria de Educação.

 

O Centro Odylo Costa, filho reúne diversas formas de artes – do cinema ao teatro, passando pela dança e pelas artes plásticas – tão importantes quanto a arte circense

No Odylo funcionam o Teatro Alcione Nazaré, o Cine Praia Grande, a Escola de Dança Lilah Lisboa, além de aulas de artes plásticas e espaço para exposições, todos desativados diante do silêncio do movimento “Cadê o Circo?”.

O Circo Escola foi desativado no fim da gestão João Castelo (PSDB), em 2012, para implantação do fracassado projeto do VLT; desde então, passados 10 anos, incluindo os oito da gestão de Edivaldo Júnior, não houve qualquer movimento público conhecido cobrando a volta do espaço.

Agora, no governo Braide, surge um movimento com pressão pública, política e midiática pelo espaço de arte.

Mas a ação teria mais legitimidade se olhasse também para o fim do Odylo Costa, filho.

Simples assim…

1

Roberto Rocha critica gastos de Flávio Dino com shows carnavalescos

Em meio ao avanço da pandemia e às enchentes em vários municípios – e alegando não ter recursos para ajudar desabrigados – Governo do Estado abre pacote de R$ 5 milhões para contratação de eventos e realização do pré-carnaval

 

Dino anuncia dinheiro para pagar artistas nacionais enquanto o Maranhão necessita de recursos para combate às enchentes

A Secretaria de Estado da Cultura publicou semana passada Edital com recursos de R$ 5 milhões para contratação de artistas e realização de eventos de pré-carnaval no Maranhão.

O edital foi fortemente criticado pelo senador Roberto Rocha (PSDB), para quem a realização de eventos em meio à pandemia e às enchentes no estado é um risco para a população.

– O governador do Maranhão decretou “Estado de Calamidade Pública” em todo o estado, em razão do avanço da pandemia. Pra quem não sabe, isso quer dizer que o Maranhão não teria recursos pra enfrentar sozinho o problema. Tudo muito certo e justo, a não ser pelo fato de o governador ter publicado no diário oficial uma autorização para gastar R$ 5 milhões no carnaval com artistas consagrados nacionalmente. Ou seja, não há dinheiro para amainar a dor de quem perdeu quase tudo nas enchentes, mas sobra dinheiro pra gastar com festas! – criticou Rocha.

De acordo com o Edital, assinado pelo secretário de Cultura Anderson Lindoso, será aberto credenciamento de grupos e artistas consagrados pela crítica ou pela opinião pública para compor a programação oficial do pré-carnaval e carnaval do Maranhão.

Além do edital, fica claro que Dino não vai emitir nenhum decreto sobre o carnaval, como anunciou para esta segunda quinzena de janeiro… 

 

1

Roberto Costa solicita reabertura total dos espaços culturais no estado

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) utilizou a tribuna, na sessão plenária desta quarta-feira (10), para solicitar a reabertura, em sua totalidade, de todos os espaços culturais existentes no Maranhão, a exemplo do Teatro Arthur Azevedo, que está funcionando com capacidade reduzida de público em razão da pandemia de Covid-19. 

O parlamentar disse que tratou desse assunto com o secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso, uma vez que a problemática afeta o setor cultural, sobretudo, as pessoas envolvidas com espetáculos teatrais.

Segundo o parlamentar, graças às inúmeras ações do governo estadual, o Maranhão conseguiu superar o momento mais difícil da pandemia. 

“Isto possibilita a reabertura total das casas do gênero. Fiz um apelo ao secretário e ao governador Flávio Dino para que possamos pensar nessa possibilidade. É muito difícil para os produtores organizarem um espetáculo dispondo de apenas 30% dos espaços reservados, como é o caso do Teatro Arthur Azevedo, o que é economicamente inviável”, assinalou. 

Roberto Costa chamou atenção para o fato de que, com a redução da capacidade de público, os custos das produções aumentaram e precisaram ser embuidos nos valores dos ingressos.  

“Dessa maneira, nós deixamos de dar oportunidade de acesso a uma parte importante da população, pois os valores dos ingressos aumentam, uma vez que têm de cobrir todas as despesas do espetáculo. Por essa razão, fazemos este apelo para que o setor volte a funcionar normalmente e a nossa cultura seja fortalecida”, concluiu.

0

Palco Produções realiza I Pedalarte em São Luís…

Evento que mistura cultura, turismo e esporte tem sua primeira edição marcada para o dia 11 de julho, no circuito das praias da capital maranhense; inscrições abertas pelo número 99173-0943

 

Lêda Lima exibe sua bike na Praça do Pescador, cartão postal de São Luís que comporá o circuito do I Pedalarte

Imagine participar de um evento que reúna, a um só tempo, esporte, cultura e turismo em plena capital maranhense?

A Palco Produções juntou todos esses segmentos no evento I Pedalarte, que acontecerá no circuito praias – do Caolho à Península – no domingo, 11 de julho, a partir das 6h30.

– A Palco já realiza grandes eventos e produções artísticas em São Luís, como cinema, Teatro Musical e circo. Agora juntaremos também o esporte, com um circuito de passeio ciclístico pela bela orla da capital maranhense – conta a diretora da empresa, Lêda Lima.

As inscrições do evento podem ser feitas pelo número (98) 99173 0943, a R$ 40,00, com direito a uma camiseta personalizada, café da manhã, reforço pós-circuito e banho de piscina, além de sorteio de brindes.

É preciso atentar para o limite técnico de inscrições, devido as restrições da pandemia.

Além do passeio pelas praias – do Caolho à Península da Ponta D’Areia – o Pedalarte terá participação de companhias circenses, atores de teatro e performances artísticas durante toda a manhã.

Serviço:

Data: 11/07/2021

Inscrições: até dia 05/07 ou até atingir o limite técnico do evento.

Valor da Inscrição: R$ 40,00

Local: Sede Palco Centro de Arte / Rua Coroatá, Número 21, Quintas do Calhau – Barramar.

Concentração: 6h30

Saída: 07h

Realização: PALCO PRODUÇÕES

0

Shows e música de qualquer tipo ainda proibidos em bares e restaurantes

Novo decreto do Governo do Estado libera a abertura dos estabelecimentos – a partir desta segunda-feira – mas coma  restrição de apenas 50% da capacidade e sem nenhum tipo de som, nem mesmo mecânico

 

Os palcos continuarão vazios na noites de São Luís; bares e restaurantes reabrem, mas sem música de qualquer tipo

Cantores, crooner’s e DJ’s ainda terão que esperar um pouco mais para voltar a se apresentar na noite da Grande São Luís.

O decreto do Governo do Estado, que passa a valer a partir desta segunda-feira, 29, mantém proibidas as apresentações musicais de qualquer tipo – inclusive som mecânico – em bares e restaurantes.

Os estabelecimentos foram autorizados a reabrir, mas apenas com o limite de 50% da capacidade; e sem música.

O atual decreto vale até o dia 4 de abril, mas o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Lula, já alertou que o Maranhão ainda viverá “os piores dias” da pandemia de coronavírus.

Festas e shows, portanto, sem previsão de retorno…

2

Suspensão de shows e eventos depende de reunião com empresários

Inseguro quanto às medidas que precisa tomar para conter o avanço da CoVID-19, governador Flávio Dino já decidiu suspender festas, cultos, missas, shows, reuniões, resenhas, rolês, batucadas, pagodes, forró, samba, raves e afins; mas quer dividir a culpa com os próprios representantes do setor

 

Governador via reunir com a classe empresarial, mas nada fala sobre a classe artística, principal atingida com a suspensão dos eventos no estado

O governador Flávio Dino (PCdoB) decidiu suspender todo tipo de evento cultural, religioso, esportivo ou meramente festivo no Maranhão – mesmo aqueles com até 150 pessoas.

Mas só vai dizer a partir de quando vale sua decisão após reunião com a classe empresarial, nesta terça-feria, 2.

As medidas mais duras de combate à CoVID-19 são cobradas por cientistas e profissionais da área de Saúde – inclusive o titular da pasta no maranhão, Carlos Eduardo Lula – mas Dino parece querer dividir o desgaste da decisão.

Ontem, ele tentou convencer prefeitos e membros do Judiciário, mas todos foram contra o lockdown.

Principal atingida com a suspensão dos eventos, a classe artística parece esquecida pelo poder público na discussão do que fazer contra a pandemia

Agora, quer chamar a classe empresarial para negociar uma forma de suspender os eventos sem prejuízo da atividade comercial, sabe-se lá como ele pretende fazer isso.

Sem os eventos culturais, a classe artística também sofre, sem local para apresentação e sem condições de garantir a sobrevivência.

Mas parece que, para o governo, a classe artística é a que menos importa neste processo.

0

Com pressão da polícia e do MP, bares vivem clima de tensão…

Donos de estabelecimentos temem por prisão diante da inviabilidade de controle de aglomerações e podem fechar as portas temporariamente, acabando por inviabilizar também atividades artísticas, musicais e culturais

 

O cerco aos bares tem se intensificado em bares e restaurantes de São Luís por conta da coVID-19

O cerco que se fechou contra bares e restaurantes durante o fim de semana em São Luís pode levar a um fechamento em massa de portas de eventos.

A exigência do Ministério Público para que se evite aglomerações e a ameaça de prisão da polícia – como já ocorreu neste fim de semana – têm deixado os empresários em clima de constante pressão.

E a saída mais estudada é mesmo o fechamento das portas, com cortes de pessoal e suspensão de contratações artísticas, o que pode gerar uma reação em cadeia no setor que mais sofre com a pandemia de coronavírus.

Mesmo com o início da vacinação, os números da CoVID-19 aumentaram drasticamente no Maranhão, o que leva o Ministério Público à pressão por medidas mais restritivas.

O resultado é a ameaça constante para bares e restaurantes.

O que torna inviável a manutenção da atividade…

0

Petistas pressionam, mas compromisso de Flávio Dino é com Honorato

Grupos ligados ao conselheiro Washington Oliveira ainda tentam impor nomes ao governo na cota partidária, mas o ex-vereador ganha força na classe política como nome para a Secretaria de Cultura

 

Grupos que se engalfinham historicamente por espaços de poder no PT ainda tentam se consolidar com o governador Flávio Dino (PCdoB) para emplacar nomes na reforma do governo ora em curso.

O ex-vereador Honorato Fernandes (PT) chegou a ser especulado no início da semana como a opção para a Secretaria de Cultura, mas petistas – sobretudo os ligados ao conselheiro do Tribunal de Contas Washington Oliveira – tentam miná-lo.

Mas o compromisso do comunista com o ex-vereador Honorato Fernandes (PT) – e o apoio deste na calasse político-cultural – praticamente consolidam seu nome para a Secult.

Flávio Dino deve concluir a minireforma administrativa até o fim de janeiro…

 

 

0

Em novo formato, curso de cinema da Palco tem Tássia Dur à frente

Módulo que começa em 5 de fevereiro, será ministrado pela atriz, roteirista e diretora maranhense com  trabalhos premiados no Brasil e em outros países

 

O curso de cinema de Palco Centro de Arte, que já revelou diversos artistas e apresentou produções premiadas no Maranhão e no Brasil, inicia suas aulas no dia 5 de fevereiro, agora em novo formato, dividido em módulos.

E terá à frente deste primeiro módulo a atriz, roteirista e diretora maranhense Tássia Dur.

Premiada no Brasil e no exterior, Tássia Dur foi laureada como Melhor Diretora pelo South Film and Arts Academy no Chile em 2020. Também ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema Maranhão na Tela, 2019.

Atuou na série “Feras” no MTV, em 2019, no longa-metragem “De repente Drag” e “Anna”, com direção de Heitor Dhália.

Foi atriz das séries “Rio Topless ” e “O Dia Em Que Nos Tornamos Terroristas.” E participou de diversos Curtas-Metragens e vídeo-clipes como Atriz, Diretora e Roteirista.

O curso da Palco será encerrado com uma produção dos próprios alunos, professores e diretores da casa.

Matrículas abertas pelo contato (98) 99144 – 8541…