0

TRE mantém condenação de Flávio Dino e Carlos Brandão…

Tribunal julgou recursos dos dois candidatos – e outro do Ministério Público Eleitoral,  que pedia aumento da multa – e decidiu manter a decisão de primeiro grau, que estabeleceu multa de R$ 5.320,50 por propaganda ilegal

 

Flávio Dino e Brandão terão que pagar multa por conduta vedada na eleição

O Tribunal Regional Eleitoral julgou no último dia 27 recursos do governador Flávio Dino (PCdoB), e do seu vice, Carlos Brandão (PRB), que haviam sido condenados a pagar multa de R$ 5.320 pela prática de conduta vedada.

Também foi analisado recurso da Procuradoria-Regional Eleitoral, que pedia o aumento da multa para o valor máximo previsto na lei eleitoral.

Os juízes decidiram negar provimento aos dois recursos e confirmou a sentença de primeiro grau, condenando Flávio Dino e Brandão ao pagamento da multa.

Ambos os candidatos – e também o Ministério Público – ainda podem recorrer ao TRE…

0

TV versus Internet na propaganda eleitoral…

Muito do que será visto a partir de hoje no horário gratuito já foi exibido em redes sociais e aplicativos de trocas de mensagens, principais vetores dos candidatos na era digital, concorrendo com a própria televisão

 

Com o advento das redes sociais, o que era exclusividade da TV agora chega antes, e em massa, aos eleitores

A campanha eleitoral entra hoje naquilo que muitos chamam de etapa decisiva, mas que, neste pleito, pode ser considerada também como a etapa final. A propaganda eleitoral no rádio e na TV, bem mais curta, já poderá apontar, em seus primeiros dias, qual o caminho a ser percorrido até o dia 7 de outubro.

Embora só agora os candidatos passem a se mostrar a uma massa maior de eleitores, a campanha no rádio e na TV rivaliza, este ano, com as redes sociais e aplicativos de internet, que já estão em plena atividade desde o fim das convenções, ainda no início de agosto.

Muito do que se vai ver agora no horário eleitoral já está disponível há tempos nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens. Vídeos, áudios, memes, banners e flyers, que têm sua linguagem própria na Internet, ganharão agora a versão televisiva e, talvez, a garantia de que serão vistos por um número maior de pessoas.

A campanha no rádio e na TV em 2018 ganhou a forte concorrência da internet.

O assédio da TV não deverá ter o mesmo impacto de outrora

É nessa plataforma que estão ocorrendo os principais debates políticos, análises da performance dos candidatos, críticas ácidas e duras, defesas apaixonadas e muita, mas muita informação que necessita ser checada.

Toda regulamentada pela Justiça Eleitoral, a propaganda de TV chegará para por uma espécie de ordem na casa, separando o que é real do fake; e o que é verdadeiro na campanha de cada um.

É a batalha das mídias que ganha corpo em pleno processo eleitoral…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Candidatos inundam WhatsApp no primeiro dia de propaganda…

Banners, flyer’s e vídeos de campanha inundaram o aplicativo de troca de mensagens desde as primeiras horas desta quinta-feira, 16. E mais do que as redes sociais, as mensagens de celular darão o tom da disputa eleitoral; para o bem e para o mal

 

CAMPANHA DIGITAL. Roseana, Roberto Rocha e Flávio Dino ocuparam o WhatsApp desde as primeiras horas

Começou exatamente a 0h01 desta quinta-feira, 16, a campanha eleitoral no Maranhão.

O candidato a deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) foi o primeiro a postar no WhatsApp um vídeo em que anuncia sua candidatura, fala de sua história e pede votos, inaugurando o primeiro dia de propaganda. (Veja o vídeo abaixo)

FICHA LIMPA. Eliziane também foi aos aplicativos com uma mensagem clara; não tem denúncias de corrupção contra ela

Desde então, centenas de “santinhos eletrônicos” – diria-se até milhares – invadiram o aplicativo de troca de mensagens, transformando-o na principal ferramenta desta etapa de campanha.

Nesta primeira manhã de campanha, os candidatos a governador Roseana Sarney (MDB), Flávio Dino (PCdoB) e Roberto Rocha (PSDB) também usaram de diversas formas o aplicativo, assim como os candidatos a senador Weverton Rocha (PDT), Edison Lobão (MDB), Sarney Filho (PV) e Eliziane Gama (PPS).

Poucos, como o candidato a deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), optaram pela campanha de rua.

Ele foi às rotatórias com militância envergando bandeirolas, evidenciando o tradicionalismo de sua propaganda.

TRADICIONALISTA. Apesar de forte nas redes, Duarte Jr. optou pelas práticas já em desuso na campanha

Mas há também sujeira neste primeiro dia de campanha eletrônica.

Aliados do governador Flávio Dino divulgaram em seus grupos de troca de mensagens propaganda negativa de Roseana Sarney e de outros adversários.

Os eventuais abusos deverão ser coibidos pela Justiça Eleitoral, pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

JOVENS DIGITAIS. Othelino Neto e Yglésio já têm domínios das ferramentas eletrônicas e vão bem na internet

Mas a maior parte é propaganda eleitoral pura e simples, mostrando que a ferramenta será tão ou mais indispensável que as redes sociais neste primeiro momento.

E deve, inclusive, rivalizar com a própria TV, analisando, repercutindo ou descontruindo o que for dito no Horário Eleitoral Gratuito.

Inaugurando, definitivamente, a era da campanha digital…

2

A farsa do governo Flávio Dino sobre cursos de Medicina na região tocantina…

Projeto comunista aprovado na Assembleia cria o Centro de Ciências da Saúde na UemaSul, mas os líderes governistas não dizem que os cursos estão suspensos por Portaria do Ministério da Educação

 

Alunos assistem aulas na UemaSul; Medicina só a partir de 2023, segundo Portaria do MEC

A Assembleia Legislativa aprovou no último dia 4, Projeto de Lei encaminhado pelo governo Flávio Dino (PCdoB) que prevê a criação de cursos de Medicina na Universidade Estadual da Região Tocantina.

Mas a medida, embora usada como arma de propaganda do governo comunista, é inócua do ponto de vista prático.

A Portaria número 328, do Ministério da Educação, proíbe a instalação de novos cursos de Medicina no país desde 5 de abril de 2018.

Portaria do MEC estabelece que novos cursos de Medicina estão suspensos por cinco anos

A aprovação do projeto na Assembleia e a divulgação maciça por parte dos governistas faz parte do esquema de propaganda eleitoral comunista na região tocantina, onde Flávio Dino começa a ser cobrado pelas promessas de campanha de 2014.

O curso de Medicina foi anunciado pelo próprio governador ainda em fevereiro deste ano, durante solenidade na UemaSul. (Leia aqui)

Mesmo após a proibição do Ministério da Educação, o governo comunista continuou a manter a farsa de que instalará o curso em Imperatriz e região.

Tanto que, em junho – dois meses depois da proibição do MEC – o próprio site da UemaSul continuava a anunciar que “implantação do curso de Medicina avança com criação da comissão de implantação e auxílio de consultoria externa”.

Ou seja, o governo gastou dinheiro com consultoria mesmo já sabendo que só poderia implantar o curso em 2023.

E a farsa continuou com o encaminhamento do projeto para a Assembleia Legislativa.

Tudo seguindo com script de um enredo eleitoral…

3

Flávio Dino e Roseana polarizarão os 9 minutos de programa eleitoral…

TSE define tempo que será dado a cada partido na propaganda e estabelece as regras para a campanha eletrônica, que começa em agosto; PT e PMDB terão o maior tempo, equivalente a 1min2s por programa, fora o tempo comum, que será de 54s

 

ROSEANA E FLÁVIO DINO polarização também o tempo na propaganda eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral definiu nesta quarta-feira, 14, o tempo que será usado pelos candidatos a presidente, governador, senador, deputados estaduais e federais nas eleições de outubro.

A propaganda eleitoral começa em 31 de agosto.

Os candidatos a governador terão disponíveis 9 minutos por programa, sendo 8min6s divididos proporcionalmente entre os candidatos, de acordo com as bancadas dos partidos, e mais 54 segundos, divididos igualmente entre todos os candidatos.

Admitindo-se a hipótese de que a eleição maranhense terá oito candidatos, cada um terá algo em torno de 6 segundos somados ao seu total na propaganda.

PMDB e PT terão maior tempo próprio, o equivalente a 1min2s cada, que se somarão aos 6seg distribuídos pela Justiça Eleitoral.

De acordo com a tabela divulgada ontem pelo TSE, o governador Flávio Dino vai ter que fazer de tudo para coligar-se com PT (1min02), PP (36seg), PSB (32seg), PTB (23seg), PRB (19seg) e DEM (19seg), já que o seu PCdoB só tem 7 segundos na propaganda.

De acordo com a Lei Eleitoral, em uma coligação são somados apenas os seis partidos com maior tempo.

Se conseguir reunir esses seis partidos, portanto, Dino chegará a 2min31s em cada programa, mais o tempo comum, de 6seg, o que daria 2min37s.

Para efeito de comparação, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) já tem, sozinha, nada menos que 1min43s, resultado da soma de MDB, PSD e PV.

E ela ainda espera reunir ao menos o PR (32seg), o PSC (12seg) e o Pros (9seg), o que praticamente se igualaria o total do comunista.

Só com o PSDB (51seg), o senador Roberto Rocha também garante praticamente metade de todo o tempo obtido por Flávio Dino.

A ex-prefeita Maura Jorge terá apenas os 4 segundos do seu Podemos, mas os 6seg do tempo extra. Mesmo que consiga coligação com o PSL, este partido não tem direito a tempo na propaganda, segundo o TSE.

Situação parecida é a de Eduardo Braide.

Seu PMN registra apenas 2 segundos de tempo na propaganda, o que, somado aos 6seg do tempo comum, garantiria a ele 8 apenas segundos de participação no horário eleitoral.

Ao longo dos próximos dias, este blog irá destrinchar todos os dados da tabela de tempo divulgada pelo TSE.

E fará as projeções sobre o que pode acontecer com relação aos candidatos majoritários no Maranhão – governador e senador.

É aguardar e conferir…

0

Voos partidários na base de Flávio Dino…

Com as articulações nacionais, governador comunista corre o risco de ver DEM e PPS fora da sua coligação e ainda ter que enfrentar o PSB, onde atuou para tirar Roberto Rocha, com o próprio Rocha em 2018

 

Flávio Dino corre o risco de ficar sem aliados fora do eixo formado por PDT e PT

Por mais que o governador Flávio Dino (PCdoB) venda a ideia de unidade em sua base de apoio, é quase impossível que, a depender da conjuntura nacional, ele consiga manter partidos como o DEM, o PPS e o PSB em seu palanque nas eleições de 2018.

Historicamente ligado ao PSDB, o DEM atua hoje em duas frentes: pode ser companheiro de chapa de um candidato do PMDB ou do PSD, no caso o ministro da Fazenda, Henrique Meireles. Para o posto, o partido já tem até nome: o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (RJ).

Já o PPS e o PSB estão bem mais próximos de uma coligação com o PSDB, sobretudo se o candidato for o governador de São Paulo, Geraldo Alckimin. Para se ter idéia da força da articulação que envolve os três partidos, o ex-ministro Aldo Rebello deixou o PCdoB – filiando-se ao PSB – exatamente para ser candidato a vice de Alckimin.

A repercussão dessas movimentações no Maranhão terá peso importante no contexto da campanha de Dino. Sem o PSDB, ele precisaria exatamente do PSB e do DEM para ter o tempo necessário na propaganda partidária, já que o seu PCdoB tem tempo insignificante no horário eleitoral. Sem essas legendas, o comunista ficará refém do PT e do PDT, únicos em seu grupo com tempo satisfatório em uma campanha majoritária.

Além do tempo perdido na propaganda, Dino ainda terá que conviver com uma ironia: ver o PSB, legenda na qual atuou para ver o senador Roberto Rocha fora, coligada exatamente com o mesmo Rocha.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Flávio Dino em pontos, vírgulas e reticências…

Governador ocupa horários em emissoras de rádio alinhadas e faz o que nunca se viu na história do Maranhão, antecipando em mais de um ano a campanha eleitoral

 

Flávio Dino e parte de jornalistas alinhados, na rádio Timbira; aparelhamento e onipresença na mídia

O governador Flávio Dino (PCdoB) nunca teve emissora de TV ou rádios próprias.

Pelo menos não oficialmente. Ponto.

Mas daí a dizer que ele não usa o poderio de comunicação ao seu dispor, uma vírgula.

O comunista tem ocupado com maestria – e como nunca visto na história política do Maranhão – todos os espaços de mídia em rádios, jornais e emissoras de TV postos à sua disposição.

É uma antecipação clara da campanha. Ponto continuando.

Os programas – comandados por jornalistas alinhados ao seu projeto de poder ou vinculados a aliados políticos – passam o dia inteiro a exaltar os feitos comunistas e a atacar, desconstruir e desqualificar adversários.

Seja no campo político, no Judiciário ou na imprensa.

Os programas ocupam boa parte da programação de emissoras AM e até em FMs, de São Luís, Imperatriz e no interior.

Mas Dino faz, despudoradamente, o que seus adversários tanto pudor tiveram em fazer.

O grupo Sarney, por exemplo, passou a vida comedido em relação aos seus veículos, era desconstruído pela própria emissora de TV e mantinha, em rádios e jornais, jornalistas ideologicamente contrários.

Flávio Dino não apenas subverte a lógica comunicacional sarneysista como vai além, aparelhando não só a emissora estatal como também veículos privados – rádios, jornais, emissoras de TV e sites de internet.

E quem não se enquadrar, é simplesmente cuspido fora.

Assim, aos olhos cegos da Justiça Eleitoral e de um Ministério Público que parece domesticado, vai antecipando em um ano a propaganda eleitoral no rádio e na TV.

Construindo sua própria mídia.

Reticências…

2

Programa de Edivaldo começa a atacar Braide…

Após pesquisas que apontam derrota no 2º Turno, Candidato do PDT muda o próprio estilo e vai pra cima do adversário do PMN, coisa que vinha fazendo apenas pela rede de blogs que mantém na internet

 

Edivaldo tenta escandalizar este ato de Castelo

Edivaldo tenta escandalizar este ato de Castelo

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) parece que acusou o golpe do resultados das pesquisas Escutec, Ibope e Prever, que apontaram vitória do deputado Eduardo Braide (PMN) nas eleições do dia 30.

Os ataques ao adversário – que antes só ocorriam por intermédio de blogueiros alinhados à prefeitura e ao Palácio dos Leões – passaram a ser feitos a Braide diretamente na propaganda do próprio Edivaldo Júnior.

Nas inserções que começaram a ir ao ar neste sábado, 15, Edivaldo tenta passar uma ideia de escândalo no fato de Eduardo Braide ter sido secretário na gestão do ex-prefeito João Castelo (PSDB).

Há dois problemas na mudança de estilo de Edivaldo:

1 – o próprio Braide trata este fato com naturalidade, como mostrou ontem aos jornalistas alinhados a Holandinha, na sabatina da TV Difusora. (Reveja aqui)

2 – o próprio Edivaldo tem declarado em sua campanha que não usa sua propaganda para atacar os adversários.

Com os ataques, Edivaldo Júnior também responde a Braide que não pretende fazer uma campanha propositiva no segundo turno, como pregou o candidato do PMN.

Resta saber se as agressões da campanha do pedetista vão funcionar para impedir a vitória do deputado.

Ou se vão virar mais um tiro no pé…

0

Amaury Almeida lança programa eleitoral na TV para sua reeleição em Mirinzal…

Amaury estreou na TV com programa sobre saúde

Amaury estreou na TV com programa sobre saúde

O programa eleitoral exibido nesta sexta-feira, 16,  em Mirinzal, aborda as reformas e construções de Unidades Básicas de Saúde, reconstrução do Hospital Nossa Senhora da Vitória, aquisição de equipamentos e veículos, ambulâncias, implantação de um laboratório e realização de exames.

Em 2015 Amaury recebeu o título de melhor saúde do estado, indo de encontro a todos os outros municípios da região que se encontram com sérios problemas nesta área.

“O que nós fazemos em Mirinzal é gestão. Nós trabalhamos arduamente para conseguir tudo o que a população precisa e se reeleito for o trabalho continuará mais e mais”, pontuou Amaury.

1

De Cajari ao Lira, Fábio Câmara vai contar sua história na propaganda…

Candidato do PMDB esteve segunda-feira em sua cidade natal fazendo tomadas em locações que marcam sua história; nesta terça-feira, gravou no bairro onde sempre viveu ao lado da mãe

 

No Lira, Câmara fez tomadas ao lado de amigos e familiares

No Lira, Câmara fez tomadas ao lado de amigos e familiares

O vereador Fábio Câmara, candidato do PMDB a prefeito de São Luís esteve segunda-feira, 22 em Cajari, sua cidade natal, onde gravou os primeiros programas para o horário eleitoral gratuito, que começa nesta sexta-feira, 26.

A ideia da produção do programa é contar a história do vereador, que saiu de barco de sua cidade, com a mãe, e veio para São Luís, onde viveu e cresceu, no bairro do Lira, na região do Centro da capital maranhense.

– Gravamos com pessoas que acompanharam sua infância, em Cajari, e também no Lira. São depoimentos de populares, autênticos e sem cortes. A ideia é mostrar a vitória que o vereador teve na vida – contou o jornalista Isaías Rocha, assessor de imprensa da campanha.

Em cajari, o menino de camisa branca interpreta o vereador quando criança

Em Cajari, o menino de camisa branca interpreta o vereador quando criança

Tanto em Cajari quanto no Lira, Câmara viveu momentos emocionantes, que serão retratados na propaganda.

– Pude sentir um pouco da emoção de rever o Jardim de Infância onde estudei, no interior, minhas primeiras professoras, e também meus amigos de infância, no Lira, com os quais convivo até hoje – emocionou-se o candidato peemedebista.

Fábio Câmara terá cerca de 1 minuto e 30 segundos na propaganda, além de três inserções diárias .

Ele pretende usar os primeiros programas para contar a sua história e se apresentar ao eleitorado..