1

Rede inicia conversas com Jeisael Marx…

Jornalista e pré-candidato a prefeito de São Luís pode filiar-se ao partido de marina Silva para concorrer às eleições de 2020

 

Pré-candidato a prefeito de São Luís, o jornalista Jeisael Marx tem conversado com vário partidos, em busca de legenda para as eleições e 2020.

mas nenhum outro mostra-se tão atraente ao projeto quanto a Rede Sustentabilidade.

O partido de Marina Silva no Maranhão oferece as condições de candidatura que Marx busca em outras legendas.

A um ano e meio das eleições, Jeisael já figura com até 3,5% de intenções de votos, dependendo do cenário, percentual significativo para um iniciante na política.

E a Rede mostra-se o partido ideal, por ser independente, sem vínculos com lideranças políticas tradicionais.

E Jeisael Marx tem exatamente este perfil de outsider.

Que deve prevalecer em 2020…

0

Candidatura no Cidadania passa por Eiiziane e Flávio, afirma Eliel Gama…

Presidente eleito do partido – que toma posse neste mês de julho – afirma que o debate sobre candidaturas majoritárias ainda será iniciado na legenda e fala do desempenho do jornalista Jeisael Marx como opção

 

Presidente do Cidadania (ex-PPS) no Maranhão, Eliel Gama, reafirmou nesta quinta-feira, 27, em entrevista ao programa Os Analistas,da TV Guará, que o partido – “como todos da base do governo Flávio Dino (PCdoB) – também tem o direito de pleitear candidatura própria em São Luís.

Eliel explica que, por enquanto, o nome da legenda é o da senadora Eliziane Gama, mas pretende abri debate sobre outros nomes.

Ao citar o jornalista Jeisael Marx, o presidente do Cidadania destacou sua relação desde a adolescência  e lembrou que ele ainda não é filiado.

– Mas essa decisão passa por Eliziane Gama e Flávio Dino – afirmou.

Eliel Gama ressaltou que há outros postulantes a prefeito no grupo dinistas, mas ressaltou que o Cidadania vai discutir nome próprio para a disputa.

1

A desenvoltura política de Jeisael Marx…

Jornalista que se lançou pré-candidato a prefeito de São Luís mostra, mesmo ainda sem partido, que tem mais aceitação popular e articulação comunitária que muitos medalhões com chancela partidária garantida

 

ENQUANTO CANDIDATOS SE PREOCUPAM EM OBTER CHANCELA PARTIDÁRIA E ANGARIAR RECURSOS DE CAMPANHA, JEISAEL VAI AOS BAIRROS, discutir os problemas de São Luís

Empresário e apresentador de TV, o jornalista Jeisael Marx mostra-se nesta pré-campanha eleitoral, em que se apresentou como pré-candidato a prefeito, com desenvoltura superior a muitos candidatos já chancelados partidariamente.

Jeisael tem se reunido quase que diariamente com comunidades e moradores de bairros da periferia de São Luís, angariando um apoio popular consistente.

Muito disso, fruto de seu trabalho na televisão, que o torna conhecido a ponto de polarizar em percentuais de voto com medalhões políticos, como Adriano Sarney (PV), Osmar Filho (PDT), Bira do Pindaré (PSB) e candidato de R$ 140 milhões Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

Ainda sem partido, o jornalista pontua com índices que chegam a 3,5% nas pesquisas de intenção de votos, mesmo patamar de gente que está na lida política há pelo menos duas décadas.

Sua consolidação como candidato outsider já ocorreu; e só tende a aumentar seus índices.

E o partido que chegar depois, será visto como mero oportunista…

1

Jeisael Marx e Marcos Davi representam o “fora da política” para os eleitores…

Em enquete ou pesquisas de intenção de votos, os dois comunicadores aparecem sempre bem posicionados para a realidade da corrida sucessória em São Luís

 

JEISAEL MARX TEM SIDO MAIS EFETIVO NO DEBATE SOBRE SÃO LUÍS e já consegue ter reflexos importantes nas pesquisas de intenção de votos

A pré-campanha pela sucessão do prefeito Edivaldo Júnior, em São Luís, apresenta duas alternativas do chamado campo “fora da política”: os comunicadores Jeisael Marx e Marcos Davi.

A despeito do desdém dos chamados “especialistas’ na cena política, ele têm conseguido angariar importantes segmentos sociais em torno dos seus nomes, mesmo ainda sem terem definido sequer o partido pelo qual pretendem concorrer.

Jeisael, por exemplo, chega a registrar até 2,5% das intenções de voto para prefeito de São Luís em várias pesquisas já divulgadas. (Saiba mais aqui)

Seria pouco para um político tradicional, mas para um outsider significa expressivos 15 mil votos.

HISTÓRICO NA COBERTURA DO JORNALISMO TURÍSTICO DE SÃO LUÍS, MARCO DAVI aglutina apoios no trade, no setor de bares, restaurantes e de hotelaria, fortemente impactados com as políticas públicas

Marcos Davi, por sua vez, representa as pretensões eleitorais de segmentos como setores do trade turístico, bares e restaurantes e da sociedade ludovicense.

E surge também bem colocado em várias enquetes já divulgadas.

Os dois jornalistas representam neste momento do processo eleitoral os setores mais inconformados da opinião pública com a política.

É claro que ainda necessitam de partido consistente e estrutura de campanha para fazer frente aos tubarões que se apresentam para a disputa eleitoral.

Mas só a coragem de se expor como opção já reforça o significado do gesto.

E a repercussão que eles já têm justifica todo o esforço…

2

Jeisael aponta candidatura a prefeito como motivo de sua demissão na Difusora..

Apresentador foi comunicado nesta terça-feira, 7, de sua saída do programa Hora D, que seria incompatível com a condição de pré-candidato a prefeito de São Luís

 

JEISAEL EM POSE NO CENÁRIO DO PROGRAMA NA HORA D; demissão que pode ter sido causada por interesse eleitoral

O jornalista Jeisael Marx foi surpreendido nesta terça-feira, 7, com um comunicado de demissão da TV Difusora, onde apresentada o programa “Na Hoda D”, uma das maiores audiências da emissora.

Marx atribui sua saída ao fato de ser pré-candidato a prefeito de São Luís, alegação que, segundo ele, foi usada pelo próprio diretor de Conteúdo, Estevam Damásio.

– Ele disse que era incompatível a minha condição de pré-candidato a prefeito com a de apresentador do programa – afirmou o jornalista, em conversa exclusiva com o blog Marco Aurélio D’Eça.

Jeisael começou a se movimentar como opção ao prefeito Edivaldo Júnior (PDT) logo no início do ano. E seu nome ganhou forte repercussão na mídia. (Relembre aqui)

No final de semana, este blog teve acesso a uma pesquisa qualitativa que avaliou o perfil de todos os pré-candidatos a prefeito. Essa pesquisa teria influenciado, inclusive, à exoneração de Karen Barros – aliada do deputado Duarte Júnior (PCdoB) – do comando do Procon-MA. (Entenda aqui)

Jeisael Marx também está avaliado no levantamento, feito por um grupo de Minas Gerais.

E certamente a demissão visa tirá-lo do caminho…

5

Jeisael Marx: o outsider de 2020 em São Luís?!?

Comunicador com forte presença nas redes sociais trabalha para ser candidato a prefeito, numa alternativa fora do ambiente político profissional e apostando na experiência de gestão

 

JEISAEL MARX: EXPERIÊNCIA DE GESTÃO, JORNALISTA POPULAR E CONHECIMENTO DAS COMUNIDADES na disputa pela prefeitura

O jornalista Jeisael Marx, apresentador da TV Difusora pretende mesmo disputar a Prefeitura de São Luís nas eleições de 2020.

Em conversa com o titular do blog Marco Aurélio D’Eça, na manhã desta terça-feira, 12, na Assembleia Legislativa, ele mostrou um pouco do que pretende como candidato.

– É chegado o momento de nós, comunicadores, sempre capazes de dar voz a vários outros, começar a falar por nós mesmos e mostrar do que somos capazes – disse.

Com forte presença nas redes sociais – e com forte penetração também nas comunidades de São Luís – Jeisael Marx pretende mostrar em campanha também sua experiência de gestão.

– As pessoas veem o Jeisael Marx apenas como jornalista, comunicador; mas é preciso ressaltar que minha primeira formação foi justamente na área de gestão. E com essa bagagem é que venho construindo ao longo dos anos um compêndio de projetos que acredito viáveis para São Luís – contou.

Ainda sem definição de partido para a disputa de 2020, o jornalista diz que quer discutir a cidade de forma pragmática, sem devaneios administrativos ou propostas ilusórias.

– Pretendo fugir dessas firulas de apresentar coisas que a cidade não necessita. Não adianta, por exemplo, falar-se de ciclovias quando, nos bairros, as pessoas sequer têm asfalto para passear em suas bicicletas. Não se pode querer dar filé mignon e caviar quando falta até o feijão e arroz – pregou.

Espécie de outsider da disputa – uma vez que chega sem a chancela tradicional de grupos políticos ou de partidos já estabelecidos – Jeisael quer discutir São Luís de forma independente, “sem críticas a pessoas, mas aos problemas que podem ser resolvidos”.

– Sei que posso discutir com a população situações reais de cada comunidade; e buscar soluções viáveis, sem firulas como promessa – disse.

Jeisael Marx tem até abril de 2020 para decidir-se por um partido político…