1

Podcast: Othelino comenta postura de senadores na votação da reforma..

Na décima edição do Podcast “Diálogo com Othelino”, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), destacou a votação da Reforma da Previdência no Senado Federal e também repercutiu temas e eventos que movimentaram o Parlamento Estadual nos últimos dias, entre eles, a homenagem ao cantor Zeca Baleiro; o projeto de lei de sua autoria que acrescenta dispositivo à Lei nº 9.663 que dispõe sobre Gratificação de Complementação de Jornada Operacional, dando nova redação visando beneficiar os policiais e promover mais segurança nos municípios maranhenses.

Também deu destaque à celebração dos 30 anos da Constituição Estadual que será comemorada em sessão solene na Casa, no próximo dia 17.

Sobre a PEC da Previdência, aprovada em primeiro turno pelo Senado, Othelino Neto lamentou a manutenção de itens que, segundo ele, são prejudiciais aos brasileiros.1

“Se o redutor da previdência for aprovado também em segundo turno vai fazer com que muitos pensionistas recebam menos que um salário mínimo e como sobreviver desta forma?”, questionou.

Othelino fez questão de registrar os votos dos senadores do Maranhão, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), contrários ao texto aprovado.

“Eles votaram respeitando o eleitor e a favor dos destaques que retirariam esses itens que prejudicam a população”, relatou o parlamentar.

0

Roberto Rocha discute construção de ponte entre Pindaré e Monçao…

Senador reuniu-se com o prefeito Henrique Salgado, em seu escritório de representação, em São Luís, para tratar do assunto, que deve ser motivo de projetos de sua autoria

 

Na última sexta- feira, 02, o prefeito de Pindaré Mirim, Henrique Salgado (PC do B), se reuniu com o senador Roberto Rocha (PSDB) para apresentar as demandas do seu município. Ele foi acompanhado do assessor da MaxPlan Consultorias e projetos, e do seu Filho, Henrique. O encontro aconteceu no escritório de representação do senador, em São Luís. 

Entre os pleitos que o prefeito entregou ao senador, estão a construção do Mercado Central Governador Luiz Rocha. O nome é em homenagem ao ex-governador do Maranhão e pai de Roberto Rocha.

Na oportunidade, eles também conversaram sobre o projeto de construção da ponte que liga Pindaré-Mirim ao município de Monção. 

A obra está orçada em cerca de R$ 14 milhões, tem 131 metros de extensão, e será feita por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A ponte vai interligar a Baixada Maranhense ao Vale do Pindaré. Segundo o prefeito, o projeto já está em fase de conclusão e a obra será entregue a daqui a aproximadamente 20 dias.

O senador Roberto Rocha enfatizou a importância dos recursos que ele destina para os municípios maranhenses.

“Pindaré-Mirim, assim como todos os outros municípios do nosso estado, merecem todo o nosso cuidado. Não vamos medir esforços para mandar recursos e ajudar a melhorar a vida das pessoas”, disse Roberto Rocha.

0

Leonardo Sá recebe apoios na baixada…

Deputado reuniu-se com o senador Roberto Rocha e com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, que mostraram-se alinhados aos novos projetos para a baixada Maranhense

 

Na quarta (03), na Câmara dos Deputados teve uma importante audiência com o deputado federal e presidente do Partido Liberal-PL, Josimar de Maranhãozinho para alinhar novos projetos para Pinheiro e toda a Região.

“Nesta ocasião aproveitamos para levar as necessidades que nossa região carece em caráter emergencial e Josimar de Maranhãzinho, presidente de nosso partido, de prontidão externou seu total apoio em novos projetos que tenho para Pinheiro e toda a Baixada”, declarou Dr. Leonardo Sá.

Na quinta (04), o senador Roberto Rocha recebeu o deputado Leonardo Sá em seu gabinete, no Senado Federal, para alinhar o futuro do PSDB na cidade de Pinheiro e desenvolver novos projetos na Baixada Maranhense.

“Uma recepção calorosa do nosso senador para tratarmos do futuro do PSDB em Pinheiro, onde de prontidão externou apoio, enquanto estiver em seu mandato, aos projetos que desenvolverei, daqui pra frente, na Baixada Maranhense. Uma reunião muito produtiva, onde reforça o meu compromisso em levar bem estar e qualidade vida aos maranhenses”, enfatizou Dr. Leonardo.

Na visita ao senador estiveram presentes o presidente do PRTB, Márcio Coutinho, o ex-deputado estadual, Alexandre Almeida e o vereador, Genival Alves.

Da assessoria

0

Weverton questiona política de desenvolvimento do governo brasileiro

O senador Weverton (PDT-MA) disse, em entrevista ao programa Conexão Senado, da Rádio Senado, nesta terça-feira (7), que está preocupado com a forma como o governo federal vem conduzindo pautas importantes para o país. O parlamentar foi questionado sobre o uso comercial da Base de Alcântara no Maranhão e explicou que precisa conhecer o teor da proposta, que será enviada ao Congresso, para definir com a bancada do estado a posição sobre o tema.

“Nós não definimos nosso voto. Torcemos para dar certo e, se for um acordo que seja bom para Alcântara e para o Maranhão, não vamos ter dificuldade nenhuma de defendermos, mas vamos esperar chegar para analisar.”

Deixa-se claro para a sociedade brasileira e maranhense que o acordo só vai passar a existir depois que o Congresso Nacional aprovar”, disse Weverton.

O senador afirmou que está em contato com o governo, com o alto comando da Aeronáutica e com os responsáveis pelo Centro de Lançamento de Alcântara para compreender os detalhes do acordo assinado em março entre Brasil e Estados Unidos para a exploração comercial da base. De acordo com Weverton, o ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, garantiu que não há restrições para que o Brasil desenvolva seu próprio programa espacial e que a base não será usada para fins militares.

“Temos que ter certeza de que o governo não está falando tudo isso da boca para fora. Não dá para falar em desenvolvimento e acreditar em um governo que corta 30% dos recursos de todas as universidades do país. Se percebe que não há sintonia nas palavras e ações. Como você quer falar em desenvolvimento se as próprias faculdades estão sendo forçadas a fechar suas portas e seus institutos tecnológicos? Vamos estar atentos e ajudar naquilo que for bom para o país”, explicou.

O parlamentar falou ainda que é fundamental que o texto assegure a soberania nacional, a proteção das comunidades quilombolas da região e o aproveitamento de mão de obra local.

O senador, que é líder do PDT no Senado, é autor de um projeto que destina 15% da receita com a exploração comercial da base de Alcântara ao estado e aos municípios. Os royalties seriam assim divididos: 40% para o estado, 40% para os municípios, 10% para as universidades estaduais e 10% para as fundações estaduais de pesquisa.

“Esse royalty tem que chegar lá no estado. O desenvolvimento, a internet de banda larga e os recursos precisam chegar nas cidades para as pessoas perceberem que é importante ter programas mundiais, aeroespaciais ou outros projetos importantes que ajudem na arrecadação de impostos e tributos e que promovam o desenvolvimento das suas comunidades”, enfatizou.

Weverton demonstrou preocupação com as pessoas que saíram das suas casas quando o centro foi instalado e até hoje não receberam indenizações.

“Existem comunidades quilombolas que foram desalojadas há quase 30 anos e não foram indenizadas. Os processos estão na justiça. Algumas famílias que também não receberam, e que seus entes faleceram, estão esperando até hoje receber os devidos valores. Tenho feito este apelo para que a União resolva este problema que não foi criado pelo governo A, B ou C, mas que precisa ser resolvido”, destacou o senador.

0

Parlamentares maranhenses põem Base de Alcântara em suas agendas…

Senador Weverton Rocha e deputados federais Hildo Rocha e Gastão Vieira buscam formas de beneficiar diretamente o país e o Maranhão com ações de melhoria do acordo entre Brasil e EUA

 

Weverton propôs projeto criando o royaltie do Foguete em Alcântara

O senador Weverton Rocha (PDT) e os deputados federais Gastão Vieira (Pros) e Hildo Rocha (MDB) apresentaram nesta terça-feira, 2, projetos e ações em favor da base de Alcântara e do Maranhão.

Weverton apresentou projeto que cria o chamado royaltie do foguete, um tributo que será pago pelas empresas como forma de compensação pelo aproveitamento econômico de áreas de lançamentos de foguetes e pesquisas aeroespaciais.

A contribuição será distribuída numa proporção de 40% aos estados, 40% para os municípios, 10% para as universidades estaduais e 10% para as fundações de amparo à pesquisa.

Hildo Rocha, por sua vez, defendeu em entrevista à TV Câmara que o acordo entre Brasil e Estados Unidos, para exploração da base, irá gerar benefícios tecnológicos e econômicos para o país.

– Se queremos desenvolver a nossa tecnologia aeroespacial essa é a oportunidade. Acredito que o acordo será aprovado porque ele é bom para o Brasil, e para o Maranhão porque dará funcionalidade para um projeto que já consumiu bilhões de reais e ainda não foi aproveitado como deveria – argumentou Hildo Rocha.

O deputado federal Gastão Vieira também entrou no debate sobre a base de Alcântara. Ele esteve no ministério de Ciência e Tecnologia, onde pleiteou a criação de uma espécie de renda mínima para o município.

Em publicação em sua rede social, o deputado defendeu a ideia de uma renda mínima para cada habitante do município.

Gastão Vieira oi ao Ministério da Ciência e Tecnologia para discutir aspectos do acordo Brasil e Estados Unidos

O deputado também aproveitou a visita para viabilizar a possibilidade de recursos para a expansão dos IEMA’s (Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão) e de cursos profissionalizantes.

O acordo entre Brasil e EUA para exploração da base foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, durante sua viagem a Washington, em março.

Ela será analisada por deputados e senadores no Congresso Nacional…

0

Bancada vai cobrar do DNIT continuidade da obra da BR-135…

Encontro, que discutirá a interdição dos trabalhos pelo Ministério Público, se dará na segunda-feira, após discurso do deputado federal Hildo Rocha, segundo o qual o órgão federal precisa ser passado a limpo

 

O deputado federal Hildo Rocha resolveu endurecer a cobrança ao Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte (Dnit), órgão responsável pela obra de duplicação da BR-135 e também pela manutenção de todas as rodovias federais do país.

– Nós vamos passar o Dnit a limpo. Essa duplicação custou meio bilhão de reais e a estrada cheia de problemas. Portanto, não era para estar na situação em que se encontra. Por isso, vou propor a fiscalização. O Dnit precisa ser passado a limpo – afirmou o parlamentar.

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal o parlamentar anunciou que assim que a nova Comissão de Fiscalização for instalada ele irá apresentar uma Proposta de Fiscalização e Controle (PFC), com o objetivo de apurar possíveis irregularidades na aplicação dos recursos federais que foram aplicados na duplicação do primeiro trecho da obra entre a Estiva (São Luis) a Bacabeira.

– Esse pequeno trecho, de aproximadamente 40 Km, consumiu R$ 500 milhões de reais. É muito dinheiro para uma obra que em menos de dois anos já está danificada, quase toda esburacada, até a sinalização é precária. Isso tudo tem gerado insegurança, acidentes com mortes e vítimas com ferimentos graves – declarou Hildo Rocha.

As obras de duplicação da BR 135 estão paralisadas, atendendo determinações do Ministério Público. Hildo Rocha disse que a bancada federal fez uma reunião com o Dnit em Brasília, mas a questão não foi resolvida.

– Agora, vamos fazer outra reunião, dessa vez em São Luís, com o Dnit, DPU, Fundação Palmares e Governo do Maranhão para tentar um acordo no sentido de liberar os trechos para permitir a continuidade das  obras – explicou Hildo Rocha.

A reunião acontecerá na próxima segunda-feira, às 09:00 horas, na sede do Dnit, em São Luis.

0

Presidentes da Câmara e do IPHAN tratam de investimentos para o Centro Histórico de São Luís

Em Brasília, Osmar Filho também reuniu-se, nesta sexta-feira (15), com representantes do Banco do Brasil e da Agência Nacional de Energia Elétrica

 

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), deu prosseguimento, nesta sexta-feira (15), à sua agenda de trabalho em Brasília.

Acompanhado do deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB); dos vereadores Marquinhos (DEM) e Estevão Aragão (PSDB); além do procurador-geral da Casa, Vitor Cardoso, o pedetista participou de reunião de trabalho com a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Kátia Bogéa.

Os parlamentares solicitaram novos investimentos para a capital maranhense, oportunidade na qual foram informados oficialmente que o órgão federal, este ano, injetará cerca de R$ 80 milhões na execução de ações de revitalização do Centro Histórico.

Osmar Filho e Kátia Bogéa também trataram do projeto de restauração da Fábrica São Luís, na região central da cidade.

O projeto, orçado em cerca de R$ 45 milhões, prevê que a nova sede do Poder Legislativa Municipal seja instalada na referida área.

“Foi uma reunião muito produtiva. O IPHAN, este ano, promoverá ações importantes no Centro Histórico. Paralelo a isso, recebemos, mais uma vez, o apoio da companheira Kátia no sentido de unirmos forças para conseguirmos viabilizar a construção da tão sonhada nova sede da Câmara de São Luís”, afirmou o presidente.

No próximo dia 25, a presidente do órgão federal e o seu superintendente regional, Maurício Itapary, estarão na Câmara de São Luís participando de reunião com os vereadores.

Os políticos maranhenses também estiveram na sede do Banco do Brasil, onde foram recebidos por Ênio Ferreira, representante da instituição pública.

Foi discutida a possibilidade da elaboração de contratos para concessão de microcréditos para trabalhadores informais de São Luís, além de futuras parcerias institucionais entre a Câmara e o Banco.

Os vereadores e o deputado federal reuniram-se com o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), André Nóbrega.

Eles receberam informações detalhadas acerca da elaboração das tarifas cobradas no Maranhão e agendaram para o mês de março, em São Luís, uma audiência pública na qual o tema será tratado com a sociedade organizada.

A audiência pública, assim como o encontro na capital federal, foram solicitações feitas pelo vereador Marquinhos.

“O presidente Osmar, ao promover esta vasta agenda de trabalho em Brasília, mostra comprometimento não apenas com o Parlamento Ludovicense, mas principalmente com o povo de São Luís”, avaliou Pedro Lucas.

1

Em Brasília, Osmar Filho dialoga com políticos e trata de benefícios para São Luís

Osmar com deputados federais em agenda na capital federal

 

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), manteve, nesta quinta-feira (14), movimentada agenda de trabalho em Brasília.

O parlamentar reuniu-se com membros da Bancada Maranhense, ocasião na qual estreitou o diálogo acerca de temáticas políticas importantes, e encontrou-se com diretores da Câmara dos Deputados e ministros do governo Jair Bolsonaro.

Com o senador Weverton Rocha e vereadores de São Luís

A organização da agenda contou com a total colaboração do deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB). Também participaram dos encontros os vereadores Estevão Aragão (PSDB) e Marquinhos (DEM); o deputado federal Gil Cutrim (PDT); além do procurador-geral da Câmara, Vitor Cardoso.

Osmar Filho conversou com a coordenadora da Rede Legislativa de Rádio e TV da Câmara Federal, Evelin Maciel Brisolla. Na pauta, tratativas para produzir programas do Poder Legislativo Municipal que deverão ser inseridos na programação da Rádio e TV Câmara ou até mesmo veiculados através de um canal próprio que poderá ser disponibilizado através da parceria entre a Casa e a Câmara.

O presidente participou de reunião com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Foram discutidos projetos infraestruturais para alavancar o setor na capital maranhense.

Também foi proposta a criação de uma frente de trabalho que envolva a participação dos municípios, estado e governo federal objetivando estabelecer uma agenda permanente capaz de alavancar investimentos que estimulem atividades culturais e o turismo no Maranhão.

No Ministério do Desenvolvimento Regional, Osmar foi recebido pelo assessor especial da pasta, Marco Porto. Foi debatida a possibilidade de obter recursos para serem investidos no saneamento básico dos bairros de São Luís.

Com Pedro Lucas, Gil Cutrim e vereadores

Osmar Filho também esteve com os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama (PPS).

“Tratou-se de uma visita extremamente produtiva, pautada em propostas de desenvolvimento para o Maranhão”, assinalou o líder do PDT na Câmara Alta.

O presidente da Câmara visitou o gabinete da liderança do PTB na Câmara, cujo comando está sob a responsabilidade de Pedro Lucas.

“A agenda serviu, ainda, para estreitarmos a relação da Câmara Municipal com a nossa classe política e os representantes do governo federal. O Parlamento de São Luís, garanto, estará inserido nos debates importantes que possam trazer benefícios para capital e para o estado”, disse Osmar.

De acordo com ele, os vereadores ludovicenses irão se reunir nos próximos dias para elaborar uma pauta de assuntos de interesse da cidade que serão permanentemente discutidos em Brasília.

Nesta sexta-feira (15), Osmar Filho terá reuniões com representantes do Banco do Brasil e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Ele finalizará a agenda de trabalho participando de um almoço com a juventude do PDT.

0

Pela primeira vez, Maranhão tem senadores líderes de suas bancadas…

Com a confirmação de Roberto Rocha para a liderança do PSDB, estado terá os seus três representantes com assento no colégio de lideranças que decide os rumos da Casa

 

Roberto Rocha ao lado do presidnete do Senado, Davi Alcolumbre; liderança do PSDB e espaço nas instâncias de poder

A confirmação do senador Roberto Rocha como líder do PSDB garantiu ao Maranhão, pela primeira vez, assento integral no colégio de líderes do Senado Federal.

O colégio de líderes é a instância responsável pelos rumos da Casa – indicação de membros da Mesa e das comissões – e pela interlocução com a presidência da República.

Eliziane Gama e seus companheiros de PPS no Senado: liderança maranhense

Na semana passada, os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama já haviam sido escolhidos, respectivamente, líderes do PDT e do PPS.

Os senadores do PDT e o seu novo líder, o maranhense Weverton Rocha

É a primeira vez que o Maranhão tem todos os seus representantes como líderes de bancada no Senado.

Um avanço e tanto para o estado…

1

Weverton acena com diálogo; Eliziane pede reflexão sobre “nova forma de política”…

Senadores maranhenses eleitos comentaram de forma individual a eleição de Jair Bolsonaro a presidente; mas ambos refletiram igual em uma questão; a defesa das políticas conquistadas com luta, sobretudo para trabalhadores e minorias

 

Os senadores eleitos Eliziane Gama (PPS) e Weverton Rocha (PDT) manifestaram-se ontem mesmo nas redes sociais sobre a vitória do deputado federal jair Bolsonaro na disputa pela presidência da República.

Em seu perfil no Twitter, Weverton pregou “respeito ao resultado” decidido nas urnas, declarou-se oposição, “mas disposto ao diálogo”.

Eliziane Gama respondeu a um twitter do governador Flávio Dino (PCdoB), e chamou atenção para a necessidade de novas lideranças assumirem o protagonismo nacional.

Tanto a senadora quanto o senador, no entanto, mostraram-se preocupados com a manutenção de políticas “que são tão caras e conquistadas na luta”, “a defesa do trabalhador, da Justiça Social e, “sobretudo, do respeito às divergências de pensamento”.

Weverton Rocha e Eliziane Gama assumem o mandato de senador em fevereiro, mas estarão na posse do novo governo, na condição de deputados federais…