0

Juscelino Filho em prol da educação do Maranhão…

Jucelino com Camarão e Maia

Com a presença do secretário estadual de educação, Felipe Camarão, e do adjunto de suporte ao sistema educacional, Anderson Lindoso, em Brasília, nesta terça-feira (13), o deputado federal Juscelino Filho (DEM) cumpriu agendas relacionadas ao setor.

Os democratas estiveram no Ministério da Educação (MEC) e no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com pleitos para o sistema de ensino do Maranhão.

No FNDE, se reuniram com o presidente do órgão, Silvio Pinheiro, com o secretário adjunto de educação profissional, tecnológica e inclusão social e coordenador do IEMA (Instituto Estadual do Maranhão) Vocacional, André Bello e sua equipe, para tratar de demandas do Instituto, como alterações de campus, investimentos, aquisição de equipamentos, e também sobre a liberação de R$ 15 milhões para equipar diversas unidades pelo estado. As obras, já em andamento, de 60 quadras poliesportivas também foram abordadas. No MEC falaram sobre o Programa Escola Digna e presentearam o ministro com a camisa do Programa.

“Tratamos no FNDE sobre obras importantes que estamos realizando para melhorar as condições e a qualidade do ensino que é oferecido no nosso estado, com esporte e lazer também. No MEC tratamos sobre o Escola Digna, que tem revolucionado e melhorado significativamente o sistema educacional maranhense. Meus parabéns pelo trabalho que esta gestão está fazendo, pois como um dos defensores da educação, também tenho me empenhado pela causa”, disse Juscelino.

De acordo com o secretário Felipe Camarão, pelo Escola Digna, “no Maranhão já foram construídas, reformadas e revitalizadas mais de 730 escolas, e mais de 100 estão previstas para este ano”.

O Programa também inclui a capacitação dos profissionais, assessoria técnico-pedagógica a professores e gestores escolares, entre outras ações de sucesso.

No final das agendas, Juscelino, Felipe e Anderson estiveram com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o líder do partido Democratas na Câmara, Rodrigo Garcia (SP), para formalizar a filiação de ambos na legenda.

1

Roberto Costa preside Comissão de Educação na Assembleia…

Parlamentar que assumiu em fevereiro tem como primeira missão no cargo a audiência pública marcada para regulamentação do Conselho Estadual do Esporte, na segunda-feira, 5

 

O deputado estadual Roberto Costa (PMDB) foi eleito presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa. Ele tomou posse em fevereiro e seguirá nessa composição até dezembro. O parlamentar já foi presidente da comissão e destacou o trabalho a ser realizado na nova gestão.

“Nosso compromisso é continuar escutando as demandas da população e encaminhar às autoridades competentes. Apreciaremos os assuntos referentes à Educação, Cultura e Patrimônio Histórico. Além disso, ficaremos atentos ao desenvolvimento artístico, científico e tecnológico do Maranhão. A proposta é também promover seminários para discutirmos educação e modernização do ensino”, frisou Costa.

A primeira medida a ser tomada pelo presidente da Comissão será uma audiência pública para tratar sobre a regulamentação do Conselho Estadual do Esporte, na próxima segunda-feira (5), no plenarinho da Assembleia.

Sobre as comissões

Na composição das comissões, é assegurada, tanto quanto possível, a representação proporcional dos partidos e blocos parlamentares que participam da Casa. Cabe a elas discutir e votar proposições que lhes forem distribuídas, sujeitas à deliberação do Plenário.

Elas se reúnem na sede da Assembleia, em dias e horas prefixados, ordinariamente de segunda a quinta-feira, às 8h30.

2

No MEC, Juscelino Filho trata da inauguração do navio-escola

 

Juscelino na reunião no MEC

Nesta terça-feira (20), o deputado federal Juscelino Filho (DEM) esteve no Ministério da Educação (MEC) em reunião com o líder da pasta, Mendonça Filho (DEM), para tratar da inauguração do navio-escola Ciências do Mar II, em São José de Ribamar (MA). Além dos estudantes maranhenses, o navio também atenderá a estudantes do Pará e Piauí, e facilitará as aulas práticas e a formação dos alunos de ciências marítimas.

“Damos mais um importante passo na educação, pois estamos levando mais avanços para o nosso estado. Os profissionais da área também terão mais apoio com o navio, e os estudantes mais ferramentas para aperfeiçoar o aprendizado, pois nada se compara a uma aula prática”, finalizou.

A inauguração está prevista para o início de abril.

O parlamentar ao lado do colega José Reinaldo e dos membros do ministério

A reitora da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Nair Portela, comentou a importância do navio também para o setor de pesquisa.

“Além de ter papel fundamental para os profissionais da área de ciências do mar, o navio também está à disposição para pesquisas internacionais, de pesquisa, ao Porto e à Marinha. Criamos, na UFMA, o Instituto Ciência do Mar para apoio ao trabalho embarcado. Ele está organizado com oceanógrafos e engenheiros de pesca e será muito importante para este projeto”, destacou.

Na reunião também estavam o deputado federal José Reinaldo, a pró-reitora Eneida Ribeiro, o diretor de desenvolvimento da rede de instituições federais de ensino superior, Mauro Luiz Rabelo e a chefe da assessoria parlamentar, Elaine Gontijo.

1

Juscelino Filho consegue curso superior de enfermagem para Santa Inês e região…

Faculdade garantirá cursos

Após solicitação do deputado federal Juscelino Filho (DEM), foi liberada pela ministra substituta da Educação, Maria Helena Guimarães Castro, as portarias que credenciam a Faculdade Santa Luzia (FSL), em Santa Inês, para ministrar o curso de bacharel em Enfermagem, de acordo com as normas do Ministério da Educação (MEC).

– Além de Santa Inês, toda a região do Vale do Pindaré será beneficiada. Temos trabalhado muito para melhorar a qualidade do ensino aplicado no nosso estado e os resultados serão colhidos em breve. É como eu sempre digo: só mudando a educação poderemos melhorar o futuro. Ainda temos muito trabalho pela frente – ressaltou o parlamentar.

O diretor – fundador da faculdade, Luis Martins Machado, também falou da importância do curso para a região e fez seus agradecimentos ao deputado.

– Diante do êxito obtido na luta, agradecemos ao deputado Juscelino Filho pelo empenho desde o início do processo de constituição da faculdade, até a conclusão com a publicação das portarias de credenciamento da IES (nº 1166, de 15/09/17) e a de autorização do curso de Bacharel em Enfermagem (nº 1004, de 22/09/17). Nossos agradecimentos – finalizou.

A Faculdade Santa Luzia, antiga Escola Técnica de Comércio Santa Luzia, iniciou suas atividades em 1992 e oferece diversos cursos profissionalizantes: cursos técnicos de administração, educação geral e magistério para 1ª a 4ª série, todos reconhecidos pelo Conselho Estadual de Educação (CEE-MA), além de técnico e auxiliar de enfermagem, segurança do trabalho, contabilidade e especialização em enfermagem do trabalho, técnico em estética, petróleo e gás e análises clínicas.

Hoje, a instituição é classificada como uma das melhores escolas em profissionalização e qualificação em saúde do Maranhão. Novos projetos para cursos superiores estão em andamento.

4

Edivaldo Júnior em amplas frentes…

Cada vez mais à vontade em sua gestão, com participação efetiva em todos os setores, prefeito começa a construir legados que devem marcar sua atuação em São Luís, não apenas em uma, mas várias áreas

 

EDIVALDO EM TRÊS MOMENTOS. Aqui, com Moacir Feitosa, na nova imagem do ensino em São Luís…

 

Este blog já criticou implacavelmente a gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT). (Releia aqui e aqui)

Este blog também já apontou alguns aspectos notáveis da prefeitura, inclusive, o que chamou de legado de Holandinha para São Luís.

Este blog não pode, portanto, deixar de reconhecer que o prefeito de São Luís é, hoje, outro gestor, mas presente, mais efetivo, mas ativo no comando da prefeitura.

…Com uma eleitora, agradecendo às intervenções que melhoraram o trânsito em São Luís…

E além do setor de trânsito, que tem dado notícias significativas na capital maranhense (Releia aqui, aqui e aqui), Edivaldo começa a construir legados também em outros setores, como abastecimento, infraestrutura e Educação.

No setor de obras há um plano de revitalização de ruas e construção de sistemas de drenagens em bairros comunitários ou de classe média. (Saiba mais aqui e aqui)

…E com Antonio Araújo, vistoriando obras que mudam a cara das comunidades da capital

No setor de Educação, a gestão começa a superar os problemas e está mudando a cara das escolas e do sistema de ensino.

É com amplas frentes de trabalho que Edivaldo Júnior vai construindo uma nova imagem em São Luís.

Melhor para a população…

1

Famem promove encontro para tratar de assuntos no setor da educação…

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) realizará nesta terça-feira (26) encontro de trabalho para tratar de assuntos relacionados ao setor da educação nas cidades.

A reunião contará com as presenças de vários prefeitos e prefeitas e acontecerá, a partir das 16h, na sede da entidade municipalista, localizada no bairro do Calhau.

Também estará presente o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Coelho.

De acordo com a pauta já definida, serão tratados os seguintes temas: organização, em parceria com o Ministério Público, de uma ampla audiência pública para tratar de problemas no setor educacional; e elaboração de uma proposta municipalista, para obtenção de recursos de emendas parlamentares, que será apresentada no dia 11 de outubro, em Brasília, aos deputados federais e senadores maranhenses.

1

Professores cobram destino de mais de R$ 12 milhões da Educação…

Professores em greve na capital maranhense divulgaram neste fim de semana uma tabela com valores recebidos pelo setor educacional do município de São Luís em 2017.

De acordo com a categoria, são recursos para Alimentação Escolar, Implementação de Escolas para Educação Infantil e cotas de salário educação.

No total, foram R$ 12.606.747.59…

Veja a tabela abaixo:

 

Entidade..: 06.307.102/0001-30 – PREF MUN DE SAO LUIS
ALIMENTAÇÃO ESCOLAR – PROG.NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
Data Pgto OB Valor Programa Banco Agência C/C
03/mar/17 802394 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802405 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802520 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802690 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802696 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802705 7.610,80 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/mar/17 802707 607.384,40 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804783 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804786 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804802 7.610,80 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804853 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804913 607.384,40 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804966 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
05/abr/17 804988 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812418 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812419 607.427,60 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812422 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812458 7.610,80 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812496 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812509 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812510 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812525 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812550 7.610,80 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812560 7.610,80 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812567 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812613 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812614 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812630 607.398,80 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812635 607.398,80 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812769 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812783 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812791 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 812952 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 813000 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
04/jul/17 813004 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
02/ago/17 816144 265.952,80 PNAE – Alimentação Escolar – Pré-escola. BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
02/ago/17 816488 607.398,80 PNAE – Alimentação Escolar -Ensino Fundamental BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/ago/17 816597 40.475,00 PNAE – Alimentação Escolar – EJA BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/ago/17 816681 7.738,00 PNAE – Alimentação Escolar – AEE BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/ago/17 816827 280.361,40 PNAE – Alimentação Escolar – Creche BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/ago/17 816835 2.469,60 PNAE – Alimentação Escolar – Ensino Médio BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
03/ago/17 817028 580,6 PNAE – Alimentação Escolar – Quilombola BANCO DO BRASIL 3846 000006579X
Total: 7.229.221,20
PAC II – PROINFÂNCIA – PROGRAMA PROINFÂNCIA – CONSTRUÇÃO DE CRECHES
Data Pgto OB Valor Programa Banco Agência C/C
16/mar/17 803486 276.436,81 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82503
16/mar/17 803487 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803488 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803489 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803490 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803491 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803492 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82481
16/mar/17 803493 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82503
16/mar/17 803494 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 82511
04/mai/17 807970 276.436,81 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 000008249X
04/mai/17 807971 181.354,68 IMPLEMENTAÇÃO DE ESCOLAS PARA EDUC.INFANTIL BANCO DO BRASIL 3846 000008249X
Total: 2.185.065,74
QUOTA – QUOTA ESTADUAL / MUNICIPAL
Data Pgto OB Valor Programa Banco Agência C/C
13/jan/17 800397 343.055,65 SALÁRIO-EDUCAÇÃO: REPASSE A ESTADO/MUNICÍPIO BANCO DO BRASIL 3846 52116
16/fev/17 801594 635.454,69 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
10/mar/17 803059 373.736,57 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
12/abr/17 805553 360.115,63 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
10/mai/17 808799 375.255,02 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
09/jun/17 811028 360.962,22 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
11/jul/17 814468 376.278,33 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
10/ago/17 817579 367.612,44 Salário-Educação: Repasse a estados e municípios. BANCO DO BRASIL 3846 52116
Total: 3.192.470,55
Total Geral: 12.606.757,49

 

 

0

Famem consegue na Justiça que novos valores do CAQi sejam implantados no MA…

Vitória inédita de entidade municipalista resultará em um incremento de recursos no setor da educação das prefeituras estimado em cerca de R$ 6 bilhões

 

O municipalismo maranhense obteve mais uma expressiva vitória. Atendendo ação movida pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), presidida pelo prefeito Cleomar Tema (Tuntum), o juiz José Carlos do Vale Madeira, da 5ª Vara Federal Cível, determinou em sentença expedida liminarmente nesta última terça-feira, 15, que o Governo Federal, através do Ministério da Educação, implante, num prazo máximo de 60 dias, o Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi), dispositivo criado pelo Plano Nacional de Educação, como base de cálculo para repasse de recursos do Fundeb para as prefeituras.

A efetivação do CAQi, em substituição ao Valor Mínimo Anual por Aluno, representará um incremento de recursos no setor da educação dos municípios estimado em cerca de R$ 6 bilhões.

A ação judicial proposta pela Famem e aceita pelo magistrado é um fato inédito no Brasil e na história do municipalismo do Maranhão; e mostra que os argumentos propostos pela entidade estão totalmente de acordo com o que reza as diretrizes do Plano Nacional de Educação.

“Defiro de urgência para que a União, por intermédio do Ministério da Educação, homologue, no prazo de 60 dias, a Resolução CNE 08/2010, adotando os parâmetros e valores do CAQi ali definidos, que valerão até a conclusão dos trabalhos da Comissão Interinstitucional de Acompanhamento da Implantação do CAQi-CAQ, definido pela Portaria MEC 142/2016; em seguida, deverão a União e o FNDE implementarem o CAQi como parâmetro para o financiamento da educação de todas as etapas e modalidades da educação básica, e utilizado em substituição ao modelo do Valor Mínimo por Aluno – VMAA para o cálculo do FUNDEB”, afirmou o juiz em sua decisão.

Na ação, a Famem comprovou que, de acordo com o que determina a Lei, o Governo Federal já deveria, desde o ano passado, estar utilizando o CAQi como nova base de cálculo para repasses de recursos do Fundeb.  

Atualmente, com base no Valor Mínimo Anual por Aluno, um município recebe por aluno, durante todo o ano, R$ 2.875.

Com a utilização do Custo Aluno Qualidade Inicial as cidades do Maranhão receberão 50% a mais deste valor.

A sentença do magistrado cabe recurso. Porém, os argumentos sólidos propostos pela Federação e que resultaram no entendimento de José Carlos do Vale Madeira em favor dos municípios mostram claramente que a decisão não deverá ser revertida.

É importante destacar que a sentença do magistrado beneficia somente os municípios filiados à Famem até a data que a ação foi protocolada (04/08/17, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF)

1

Projeto Aprendendo Música já atendeu mais de 3 mil alunos em Timon…

 

Na última sexta-feira, 11, o projeto Aprendendo Música inaugurou sua segunda unidade física em Timon, no bairro Parque Piauí, onde serão ministradas aulas de iniciação musical com flauta doce e aulas de violão. A unidade do Parque Piauí, na sede do Instituto Vida e Ação, se une à unidade do bairro Parque Alvorada, na sede do Instituto Cocais, realizador do Projeto, para ampliar a oferta de cursos e vagas à população timonense, cursos inteiramente gratuitos.

Desde a implantação do projeto Aprendendo Música em Timon, ainda em 2014, mais de 3 mil alunos já foram contemplados, somando as matrículas de todos os semestres letivos, com cursos de iniciação musical com flauta doce, violão, violino, clarinete, teclado, canto e bateria. O presidente do Instituto Cocais, José dos Santos Oliveira, destacou que os alunos matriculados têm acesso a instrumentos musicais novos e de qualidade, além de receberem farda e material didático de forma gratuita.

“Outro ponto que destacamos no projeto é a qualidade dos nossos professores, todos eles têm a formação superior em Música e grande parte fazem ou já fizeram pós-graduação”, informou.

O idealizador do Aprendendo Música, deputado estadual Alexandre Almeida, classifica o projeto com “uma verdadeira fábrica de cidadania” e parabeniza o empenho de todas as pessoas envolvidas no projeto para oferecer o melhor para os alunos.

“Este mês de agosto vamos completar três anos de funcionamento do projeto e esta é uma escola que dá bons frutos. Muitos grandes talentos já foram revelados aqui e esse também é um de nossos objetivos. Nosso primeiro objetivo é dar cidadania e a oportunidade à população timonense de aprender essa arte tão nobre que é a música”, pontuou.

O projeto Aprendendo Música foi implantado em 2014 e atualmente possui 625 alunos matriculados na unidade do Parque Alvorada e mais 60 alunos na unidade do Parque Piauí. O projeto é incentivado pela Lei Rouanet (Lei Federal de Incentivo à Cultura) e conta com o patrocínio das Drogarias Globo.

O presidente do Instituto Cocais informa ainda que para 2018 a perspectiva é que a oferta de vagas e de cursos na unidade do Parque Piauí sejam ampliadas e o instituto também está trabalhando para abrir mais uma unidade, na rua 100, estando assim, cada vez mais próximo da população.

0

Stênio Rezende sai em defesa dos educadores de Bela Vista….

Parlamentar se solidarizou com revolta da classe após pronunciamento que afirma deficiência na educação do município

 

Rezende fez discurso enaltecendo Bela Vista

O deputado estadual Stênio Rezende (DEM) recebeu uma carta enviada pela equipe da Secretaria de Educação de Bela Vista do Maranhão (SEMED), onde os servidores demonstram séria insatisfação com as acusações de que as escolas do município estariam sem aulas e sem merenda.

Para Rezende, a educação tem avançado em Bela Vista, e há indicativos que comprovam isso. O parlamentar se solidarizou com os educadores do município e com o gestor municipal, Orias Mendes (PCdoB), que, segundo ele, vem trabalhando para o avanço da cidade.

Em um trecho da carta enviada, os servidores da SEMED destacam que nunca antes o município de Bela Vista do Maranhão tinha sido tão aplaudido pela população local, especialmente na área da educação, e, por prova têm a implantação do projeto escola de referência Dep. Pedro Veloso, que atende 572 alunos do ensino fundamental.

“Uma escola onde outrora predominava a violência, o desrespeito e a evasão escolar, hoje é evidenciado e comprovado a ordem, o ensino, o compromisso e o prazer de fazer parte de uma ‘família da educação’, como disse uma aluna em entrevista sobre a escola. A escola de referência é o projeto, demonstrando as reais intenções do gestor com relação com todo o município”, ressalta trecho do documento em poder de Rezende.

Na carta lida por Stênio Rezende, os professores garantem que falar de Educação em Bela Vista é falar de progresso.

“Falar de educação hoje no município de Bela Vista do Maranhão é falar de progresso, de evolução e de organização. Essa gestão está comprometida com a comunidade, por isso, comprovadamente por meio de estatísticas e registros podemos mostrar o que tem sido feito. ” A carta lista ainda uma série ações que a SEMED enumerou em resposta às acusações”, disse.

 Os servidores finalizam a mensagem com um convite ao deputado responsável pelo pronunciamento, para que compareça ao município e confira com seus próprios olhos todo o avanço na educação.