0

Campanha da Assembleia contra feminicídio ganha destaque nacional..

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), destacou em suas redes sociais a repercussão nacional da campanha institucional contra o assédio e o feminicídio, produzida pela Alema, por meio da Diretoria de Comunicação.

A campanha passou a ser veiculada em rede para todo o Brasil pelas TVs Senado e Câmara. Veja o vídeo no link https://www.youtube.com/watch?v=J1qQib56ROE

No Maranhão, o vídeo da campanha foi exibido em todas as emissoras de televisão e rádio, durante os meses de março e abril. “Satisfeito com o alcance nacional da campanha institucional/publicitária contra o assédio e o feminicídio, idealizada pela Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão. É muito gratificante poder contribuir, de maneira mais ampla, para alertar a sociedade brasileira sobre as diversas formas de violência contra a mulher, incentivando-as a denunciar os agressores”, declarou Othelino Neto.

O projeto, que contou com o apoio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema) e da Procuradoria da Mulher, tem como objetivo alertar a sociedade sobre as diversas formas de violência contra a mulher, incentivando as vítimas a denunciar os agressores, destacando o número 180.

As frases de efeito “Chega de abuso!”, “Chega de assédio” e “Chega de feminicídio!” foram usadas para empoderar a campanha.

O vídeo aborda ainda o espaço conquistado pelas mulheres que, além de cumprirem o papel de mães e desempenharem outras funções no lar, também estudam, lideram equipes e assumem diversos postos importantes de trabalho.

“A Assembleia Legislativa do Maranhão levantou essa bandeira ao lançar esta campanha sensível de combate à crescente onda de violência que tem vitimado, a cada dia, mais mulheres no Brasil. Conseguimos mostrar, em um minuto, também o empoderamento das mulheres ao ocuparem posições de destaque na sociedade, quer seja nos seus ambientes ou no seio familiar, mostrando que elas são fortes e não se intimidam”, destacou o diretor de Comunicação da Assembleia, jornalista Edwin Jinkings.

0

Assembleia exalta papel da mulher em vídeo contra o feminicídio…

Usando funcionárias da própria Casa como personagens, filme produzido pela Secretaria de Comunicação chama atenção para a violência e põe número à disposição para denúncias

 

A Assembleia Legislativa divulgou no fim de semana um vídeo institucional que é uma espécie de exalação ao papel da mulher na sociedade.

O filme, de 1 minuto, usa funcionárias da própria Casa como personagens, mostra a importância do combate ao feminicídio e disponibiliza o número 180 para denúncias de agressões contra a mulher.

O vídeo faz parte do novo conceito de gestão da Assembleia Legislativa, que reforça seu papel institucional, em defesa da sociedade, em todos o seus aspectos.

Assista o vídeo acima:

1

Entidades pedem à Assembleia punição ao deputado Cabo Campos…

Representação assinada pelo Forum Maranhense de Mulheres – que reúne entidades de vários segmentos sociais – foi encaminhada à Presidência da Casa, ao Conselho de Ética e à Procuradoria da Mulher pedindo rapidez no julgamento do parlamentar

 

CRIME GRAVE. Cabo Campos foi denunciado por agressão à esposa

Uma representação contra o deputado Cabos Campos (PSC), assinada pelo Forum Maranhense das Mulheres – entidade que reúne representantes de diversos segmentos sociais – foi protocolada nesta quinta-feira, 1º, na Assembleia Legislativa,

O documento, assinado por dezenas de entidades, foi encaminhado à presidência da Casa, ao Conselho de Ética e à Procuradoria da Mulher, pedindo julgamento rápido do parlamentar.

Cabo Campos foi denunciado na Polícia pela própria esposa, por agressões sucessivas.

– As entidades assinadas abaixo exigem que este caso seja apurado com celeridade pelos órgãos competentes da Assembleia Legislativa, para que episódios como este não se tornem prática comum em nossa sociedade – diz o documento.

A Procuradoria da Assembleia Legislativa, comandada pela deputada Valéria Macêdo (PDT), já havia emitido nota afirmando o compromisso de apurar o caso contra Cabo Campos e propondo, inclusive, que o deputado fosse julgado por quebra de decoro parlamentar.

O caso envolvendo Campos ainda é tratado com certo constrangimento, sobretudo pelos parlamentares do sexo masculino.

A bancada feminina parece posicionada pela punição ao parlamentar.

A Assembleia ainda não se manifestou diante da Representação do Forum de Mulheres…