1

Andrea Murad vai fortalecer PSDB Mulher no Maranhão…

Ex-deputada estadual entrou no partido com a missão de coordenar a formação da chapa feminina e garantir espaço de gênero já nas eleições de 2020

 

ANDREA MURAD VAI FORTALECER A PARTICIPAÇÃO DA MULHER nos debates do PSDB maranhense

A ex-deputada estadual Andrea Murad filiou-se ao PSDB na última sexta-feira, 17.

Ela teve a ficha abonada pelo vice-presidente da legenda no estado, Clodomir Paz, na sede do PSDB, no Calhau.

Segundo o diretório estadual do partido, por todo o conjunto e histórico de vida pública, a ex-deputada Andrea Murad já foi indicada para compor o Secretariado do PSDB Mulher Nacional.

E vai atuar na formação da chapa tucana em todo o estado já nas eleições de 2020…

0

Campanha da Assembleia contra feminicídio ganha destaque nacional..

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), destacou em suas redes sociais a repercussão nacional da campanha institucional contra o assédio e o feminicídio, produzida pela Alema, por meio da Diretoria de Comunicação.

A campanha passou a ser veiculada em rede para todo o Brasil pelas TVs Senado e Câmara. Veja o vídeo no link https://www.youtube.com/watch?v=J1qQib56ROE

No Maranhão, o vídeo da campanha foi exibido em todas as emissoras de televisão e rádio, durante os meses de março e abril. “Satisfeito com o alcance nacional da campanha institucional/publicitária contra o assédio e o feminicídio, idealizada pela Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão. É muito gratificante poder contribuir, de maneira mais ampla, para alertar a sociedade brasileira sobre as diversas formas de violência contra a mulher, incentivando-as a denunciar os agressores”, declarou Othelino Neto.

O projeto, que contou com o apoio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema) e da Procuradoria da Mulher, tem como objetivo alertar a sociedade sobre as diversas formas de violência contra a mulher, incentivando as vítimas a denunciar os agressores, destacando o número 180.

As frases de efeito “Chega de abuso!”, “Chega de assédio” e “Chega de feminicídio!” foram usadas para empoderar a campanha.

O vídeo aborda ainda o espaço conquistado pelas mulheres que, além de cumprirem o papel de mães e desempenharem outras funções no lar, também estudam, lideram equipes e assumem diversos postos importantes de trabalho.

“A Assembleia Legislativa do Maranhão levantou essa bandeira ao lançar esta campanha sensível de combate à crescente onda de violência que tem vitimado, a cada dia, mais mulheres no Brasil. Conseguimos mostrar, em um minuto, também o empoderamento das mulheres ao ocuparem posições de destaque na sociedade, quer seja nos seus ambientes ou no seio familiar, mostrando que elas são fortes e não se intimidam”, destacou o diretor de Comunicação da Assembleia, jornalista Edwin Jinkings.

0

Acusado de assédio, dono de laboratório debocha da denúncia exaltando a própria genitália…

Paulo Braid Ribeiro Júnior foi acusado de demitir uma funcionária de seu laboratório – que tem, diversos contratos com entes públicos – após a mulher se recusar a fazer sexo com ele

 

UMA DAS VÍTIMAS DE PAULO BRAIDE NA DELEGACIA DA MULHER: convite para sexo a três em motel temático

Denunciado à Delegacia das Mulheres por assédio, o empresário Paulo Braid Ribeiro Júnior, que tem diversos contratos no setor da saúde, além de controlar laboratórios, clínicas e maternidades, debochou da acusação.

Questionado sobre o fato pela titular do blog da Itamargarethe, o empresário ironizou a denúncia, fazendo exaltações à sua própria genitália.

 – Constrangido com nudes que mostram pênis pequeno, Paulo Braid chegou a debochar da denúncia, alegou ser fake news e afirmou as espessuras exibidas (do pênis pequeno) na foto, tanto no comprimento quanto na largura, não reportarem a realidade das suas genitálias – disse a jornalista, em seu blog. (Entenda o caso aqui e aqui)

Empresário do setor da Saúde, Paulo Braid é dono de laboratórios, clínicas e uma maternidade de luxo em São Luís; além disso, mantém contratos públicos, na casa dos milhões, com prefeituras e com o Governo do Estado.

Ele já foi denunciado à Delegacia da Mulher por duas mulheres.

PAULO BRAIDE EM FOTO EXIBIÇÃO NAS REDES SOCIAIS: preocupação apenas com o tamanho da genitália

Uma delas, disse que fora convidada pelo empresário para ir a um motel da cidade, acompanhada de outra mulher, para fazer sexo a três.

Ao tomar conhecimento da primeira denúncia, o empresário – filho de família poderosa no setor público e na política do Maranhão – se preocupou somente em negar a informação sobre sua genitália, alegando que as imagens entregues à polícia e ao blog não condizem com a realidade.

Na tarde do domingo, 7, nova denúncia foi formalizada à Delegacia da Mulher.

Ela contou que, após diversas investidas de Paulo Braid, o empresário propôs diretamente que os dois fossem ao motel Le Baron, juntamente com uma secretária da empresa, para praticarem sexo a três. (Veja depoimento abaixo)

A denúncias mostram comportamento inadequado do empresário, sobretudo em um momento de forte pressão pela equidade de gênero e respeito às mulheres.

O caso está sendo investigado pela delegada Kasumi Tanaka, que pode, inclusive, pedir a prisão do empresário.

Ele deve ser ouvido pela autoridade policial nos próximos dias…

O BOLETIM DE OCORRÊNCIA DE UMA DAS DENÚNCIAS: perseguição rotineira no trabalho, assédio moral e sexual

0

Assembleia exalta papel da mulher em vídeo contra o feminicídio…

Usando funcionárias da própria Casa como personagens, filme produzido pela Secretaria de Comunicação chama atenção para a violência e põe número à disposição para denúncias

 

A Assembleia Legislativa divulgou no fim de semana um vídeo institucional que é uma espécie de exalação ao papel da mulher na sociedade.

O filme, de 1 minuto, usa funcionárias da própria Casa como personagens, mostra a importância do combate ao feminicídio e disponibiliza o número 180 para denúncias de agressões contra a mulher.

O vídeo faz parte do novo conceito de gestão da Assembleia Legislativa, que reforça seu papel institucional, em defesa da sociedade, em todos o seus aspectos.

Assista o vídeo acima:

0

Eliziane Gama destaca papel da mulher na política

Reconhecida pelo trabalho de defesa da infância, da juventude, das mulheres e dos direitos humanos, a senadora Eliziane é uma legítima representante das mulheres batalhadoras do Maranhão e uma das mulheres mais influentes da política maranhense.

Para a parlamentar, a participação feminina na política é fundamental. Ela assumiu um compromisso de não permitir retrocesso das conquistas das mulheres e lutar contra a revogação da cota para mulheres.

“Reafirmo meu compromisso com o dispositivo da Lei das Eleições que reserva o mínimo de 30% das vagas destinadas pelos partidos políticos, nas eleições proporcionais, a candidatos de um dos dois sexos; o que, na prática, tem o efeito de reservar uma participação mínima de mulheres na qualidade de candidatas às eleições proporcionais. Essa reserva de 30% vem sofrendo forte ataque no Congresso Nacional, inclusive com o projeto de lei já tramitando propondo a revogação desse direito, que é fundamental na construção de uma sociedade mais equilibrada, mais igualitária entre homens e mulheres, sociedade na qual a voz feminina se faça ouvir na tomada de decisões importantes que conduzem o nosso destino como povo”, afirmou.

Eliziane tem 42 anos e 13 anos de vida pública. Foi deputada estadual (2007-2014), deputada federal (2015-2018) e eleita senadora com mais de um milhão e meio de votos.

Atualmente é a líder do PPS no Senado Federal e membro da Bancada Independente. Eliziane é autora do projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados que institui o Dia Nacional de Combate ao Feminicídio e também uma defensora de maior participação feminina na política e na ocupação de espaços na sociedade.

0

Hildo Rocha homenageia mulheres…

Deputado federal divulga em suas páginas pessoais, neste dia 8 de março, banner com dizeres de exaltação  reconhecimento de gênero

 

O deputado federal Hildo Rocha (MDB) divulgou neste dia 8 de março banner de homenagem à mulher.

– A todas as mulheres do Brasil, em especial às do Maranhão, estado que representou no Congresso nacional , manifesto a minha inesgotável admiração por todas as qualidades que somente elas têm condição de possuir – destacou o parlamentar.

O banner foi divulgado em todas as redes sociais do parlamentar…

0

Helena Duailibe será procuradora da Mulher na Assembleia…

A deputada Helena Duailibe (Solidariedade) é a nova Procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão. A eleição e posse aconteceram na sessão plenária desta quarta-feira (27). A parlamentar foi eleita, por unanimidade, para ocupar o cargo durante o biênio 2019/2020.

Após a eleição, o presidente Othelino Neto (PC do B) parabenizou e desejou êxito a Helena Duailibe, afirmando que a deputada pode contar com o apoio da Presidência para o que for necessário, a fim de que a Procuradoria da Mulher continue sendo um espaço de promoção de políticas públicas de proteção à mulher.  

“Desejo-lhe êxito e sucesso nessa importante missão de ser a nova Procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa do Maranhão. Uma missão muito importante que, no biênio anterior, foi desempenhada com muita competência pela deputada Valéria Macedo”, disse Othelino.

O presidente da Assembleia afirmou, ainda, ter plena certeza de que, sob o seu comando de Helena Duailibe, o trabalho da Procuradoria continuará sendo desenvolvido de forma brilhante.

“Conte com todo o apoio desta Presidência para que a Procuradoria da Mulher continue sendo local de promoção de políticas públicas de proteção às mulheres e de combate a práticas tão nocivas que, infelizmente, ainda hoje assustam a sociedade brasileira”, enfatizou Othelino Neto.

Responsabilidade

Helena Duailibe disse que, a partir de agora, terá a grande responsabilidade de dar continuidade ao trabalho iniciado pela ex-deputada Valéria Macêdo. Ela informou que buscará alternativas junto a todos os segmentos que trabalham com a causa das mulheres, fazendo com que políticas públicas de prevenção sejam cada vez melhor implementadas.

“Não podemos mais ouvir nos noticiários que pessoas foram assassinadas. Nós temos que trabalhar políticas de prevenção. Vai ser um grande desafio. Vamos procurar informar as mulheres dos seus direitos e onde elas podem buscar as ações. Este vai ser o grande elo nosso com as mulheres”, acentuou a deputada.

Feminicídio

Segundo a parlamentar, ação voltada à questão do feminicídio será o grande enfoque da Procuradoria da Mulher. 

“A gente sabe que os números que são informados são muito pequenos porque as pessoas têm medo de denunciar. Eu quero tirar esse medo; quero fazer com que as mulheres encontrem a forma certa de denunciar.  Vamos, juntas, encontrar soluções, pois é muito triste ouvir relatos informando que não há mais jeito”, disse Helena.

0

PPS-MA realiza Papo de Mulher na Política, nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira (22), o Partido Popular Socialista do Maranhão (PPS-MA), através da Secretaria Estadual de Mulheres do PPS, realiza a partir das 15 horas, na Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA), o Papo de Mulher na Política, com o tema “Os desafios enfrentados pelas candidaturas de mulheres no processo eleitoral”.

O evento que tem como objetivo incentivar as candidaturas femininas, orientação dos passos que devem ser tomados para uma candidatura planejada e organizada.

O Papo de Mulher na Política será realizado no Auditório Neiva Moreira, no Complexo de Comunicação da ALEMA e contará com a presença da senadora Eliziane Gama e da advogada, procuradora de Justiça aposentada e ex-deputada estadual, Helena Heluy, além de mulheres com forte atuação nos movimentos sociais e partidos políticos.

Este será o primeiro encontro e a proposta é que o Papo de Mulher na Política seja realizado nos demais municípios da Região Metropolitana de São Luís. “Vamos tentar ajudar as mulheres a ocuparem espaço de poder de forma consciente e democrática, isto é, fazer as mulheres serem protagonistas nesse processo”, explicou Sandra Silva, uma das organizadoras do evento e coordenadora da Secretaria de Mulheres do PPS.

Serviço:
O quê? Papo de Mulher na Política. Tema: Os desafios enfrentados pelas candidaturas de mulheres no processo eleitoral
Quando? Dia 22/02, sexta-feira, às 15 horas
Onde? Auditório Neiva Moreira, no Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA)

0

Eliziane Gama destaca chegada de Simone Tebet na CCJ do Senado…

Senadora maranhense faz análise sobre o aumento da participação feminina nas instâncias de poder em Brasília, destaca a atuação do PPS e reafirma compromisso

 

A senadora Eliziane Gama (PPS) participou da posse da colega Simone Tebet (MDB-MS) na Comissão e Constituição e Justiça do Senado Federal.

– É a primeira vez que temos uma mulher presidindo a mais importante comissão dessa Casa, a CCJ, por onde passam todas as matérias desta Casa. a presença da Simone nesta comissão é muito simbólica e muito importante. Por isso fiz questão de participar – afirmou Eliziane.

Destacando a participação feminina nas instâncias de poder do Congresso Nacional, Eliziane ressaltou o avanço da participação feminina na Câmara. E destaca que, apesar da redução da bancada feminina no Senado, no conjunto, o ganho foi grande.

Eliziane destacou também a vice-presidência do PPS na Comissão de Relações Exteriores.

– É a comissão que trata da soberania nacional. Portanto, é um momento importante de participação do PPS nesta comissão – destacou.

Como líder da bancada do PPS, Eliziane pretende atuar de forma mais efetiva no Senado levantando uma de suas principais bandeiras, a defesa da mulher.

A parlamentar pretende discutir todos os temas ligados à agenda feminista…

1

Roberto Costa destaca pontos da CPI de Combate à Violência Contra a Mulher

Em evento sobre feminicídio, parlamentar defendeu que vítimas da violência doméstica devem contar com apoio do poder público

 

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) participou na última sexta-feira (25), do evento “Sala de Provocações”, com  o tema “Feminicídio- pelo fim da violência contra a mulher”, realizado pela Fundação Ulysses Guimarães. O parlamentar e relator da CPI de Combate à Violência Contra a Mulher, destacou pontos do relatório da CPI e debateu amplamente sobre o assunto.

“Como deputado estadual e relator da CPI de Combate à Violência Contra a Mulher, realizada pela Assembleia Legislativa em 2013, objetivei, de forma prática, combater e diminuir dados alarmantes de violência contra as mulheres”.

Roberto Costa destacou ainda que as mulheres vítimas da violência doméstica devem contar com total apoio do poder público. Disse ele, que geralmente o feminicídio é precedido de uma série de atos violentos, que não são contidos em razão dos mais variados fatores, principalmente em função da mulher ser subjugada pelo companheiro.

Roberto Costa afirma que é necessário que as mulheres denunciem e que o Estado ofereça todas as condições necessárias para as vítimas.

“Desta forma, só conseguiremos combater esse tipo de violência a partir da conscientização, respeito e cumprimento efetivo das punições legais. Para isso, resta imperioso que todas as vítimas rompam o silêncio, enfrentem o medo e denunciem. Todavia, para isso, precisamos de um Estado garantidor de condições necessárias para que a mulher tenha contato com o Poder Público, sobretudo às delegacias especializadas, pois são estas instituições as primeiras a serem procuradas pelas vítimas”.

De acordo com Roberto Costa, “a Fundação Ulysses Guimarães traz à tona um assunto que é pauta nacional, por conta do elevado índice de violência contra a mulher. Estamos, na realidade, em busca da adoção de políticas públicas que venham estabelecer a redução desses números assustadores”, disse o parlamentar.

A delegada Kazumi Tanaka, coordenadora de todas as Delegacias de Mulher do Maranhão, apresentou gráficos e exibiu vídeos sobre a violência contra a mulher, fazendo uma abordagem sobre a contextualização do que ela considera quase uma epidemia, no que concerne à violência contra a mulher no Brasil.

A delegada ressaltou que o termo feminicídio foi utilizado pela primeira vez em 1976, em relação ao brutal assassinato de uma mulher.

“Quando se mata uma mulher no Brasil, ainda se leva para a questão do crime passional, para lavar a honra, como ocorria no passado. Eles romantizam essa violência exacerbada”, afirmou.

O presidente da Fundação Ulysses Guimarães, professor Wellington Gouveia, disse que a sociedade, de um modo geral, precisa lutar contra esse flagelo, e disse que o Ministério Público de São Paulo mostrou estudo recente, mostrando que 8 mulheres são assassinadas diariamente pelos companheiros no Brasil.

Participaram ainda do evento: a assistente social Sílvia Leite, presidente do Conselho Estadual da Mulher; Nildinha Teles, vereadora de Chapadinha e assistente social; Mary Silva Maia, coordenadora do Programa Pacto pela Paz e que representou o secretário de Estado de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves; Walber Neto, do Conselho Nacional da Juventude e Paulo Passos, superintendente da Juventude de Rosário.