0

Wellington defende motoristas de vans e transporte alternativo…

Na manhã desta segunda-feira (11), o deputado estadual Wellington do Curso foi ao encontro de motoristas de vans que realizaram uma paralisação no km 42 da BR-135, no povoado Bacabeira, a 58 km de São Luís. De acordo com os motoristas, o protesto foi motivado após a apreensão de 62 vans na semana passada.

Na ocasião, o deputado Wellington entrou em contato com o presidente da Agência de Mobilidade Urbana, Lawrence Melo, e marcou uma reunião em caráter de urgência, que aconteceu ainda agora pela manhã e fez com que os motoristas desfizessem a manifestação e acompanhasse o parlamentar até à MOB.

“Fomos até o local em que os motoristas de vans estavam mobilizados, atendendo à solicitação feita por eles. Lá, tendo por objetivo conciliar os interesses tanto dos motoristas quanto do estado do Maranhão, entrei em contato imediatamente com o presidente da MOB, que logo nos recebeu. Assim, foi suspensa a manifestação. Terminamos a reunião ainda agora, no início da tarde e, após mais de 3 horas de discussão, conseguimos encontrar medidas que atendem a ambos, entre elas um novo prazo para a regularização do transporte. Nosso mandato é assim: no meio do povo e de resultados”, disse Wellington.

Como encaminhamentos da reunião entre o deputado Wellington do Curso, a MOB e os motoristas alinhou-se que será concedido o prazo de 45 dias, após a publicação da Portaria da MOB, para que os motoristas apresentem toda a documentação e, assim, regularizem a situação do veículo.

Além disso, em relação às multas, o presidente da Agência Estadual comprometeu-sem em avaliar os casos de forma individualizada.

4

SMTT diz que ônibus que pregou no Turu não compõe a frota urbana…

Veículo que teve problemas mecânicos na avenida São Luís Rei de França faz a chamada linha semi-urbana, de responsabilidade da Agência Estadual de Mobilidade Urbana

 

ônibus que pregou no Turu: linha de responsabilidade da 1001 Expresso

ônibus que pregou no Turu: linha de responsabilidade da 1001 Expresso

Em nota encaminhada ao titular deste blog, a Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTT) informou que no ônibus da linha Cohab/Cohatrac, pregado na manhã desta quinta-feira, 3, não pertence à frota de responsabilidade da Prefeitura de São Luís.

– Não se trata de veículo que compõe a frota urbana, e sim, a rota semi-urbana. Portanto, não é de competência desta secretaria – afirmou a nota.

O ônibus, que quebrou em frente à Faculdade Pitágoras, na São Luís Rei de França, pertence à empresa 1001 Expresso e atende a linha Cohab/Cohatrac. (Releia aqui)

As chamadas linhas semi-urbanas são de responsabilidade da Agência Estadual de Mobilidade Urbana, órgão vinculado ao Governo do Estado.